Tag Allen

Empresa brasileira ganha premiação da Microsoft por agilizar acesso à Justiça

Tudo começou com um projeto implantado no Poder Judiciário de Mato Grosso, que tinha como desafio agilizar as informações repassadas ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O resultado foi o reconhecimento mundial da empresa responsável pelo desenvolvimento do software, a Allen, no Worldwide Partner Conference, WPC Awards, premiação da Microsoft à soluções inovadoras de seus parceiros.

Presente na premiação que ocorreu neste mês, na cidade de Orlando, Estados Unidos, o diretor geral da Allen Mato Grosso, Antonio Fernando Ribeiro Pereira, conta que a experiência foi muito positiva para a empresa.

“Este é o segundo ano consecutivo que a Allen MT recebe o prêmio na América Latina. Este projeto em especial tem um gosto diferente, pois foi 100% desenvolvido por profissionais mato-grossenses e beneficiou diretamente o cidadão de nosso Estado. Foi a primeira vez que uma empresa brasileira ficou entre as melhores do mundo”, comemorou.

A premiação reuniu mais de 2.300 parceiros de 108 países. Ao todo, foram 43 premiações. O projeto desenvolvido pela Allen concorreu na categoria Bussiness Intelligence (BI), e foi a vencedora na América Latina e Global Finalist.

O BI, em português “Inteligência de Negócios”, é um conjunto tecnologias e metodologias que transformam uma grande quantidade de dados brutos em informação útil para tomadas de decisões estratégicas. O software não só reuniu as informações, como as organizou para que facilitasse o acesso e envio ao CNJ.

Antes da implantação, o TJ-MT tinha uma alta taxa de congestionamento de processos, o que indicava uma baixa efetividade do tribunal. Além disso, as informações eram descentralizadas, e dependiam de diversas pessoas para atualizar o total de entradas e saídas processuais. Isso gerava uma demora de três a seis meses para a coleta das informações.

Com a implantação do BI, as informações são atualizadas diariamente, com apenas alguns cliques para acessá-las.

“O acesso imediato a informação é algo muito importante para a gestão de qualquer organização. Isso é fato. Se você estivesse em uma posição estratégica, o quanto você acredita que valeria ter em mãos Informações?”, questiona o juiz auxiliar da Corregedoria Geral de Justiça, Luiz Octávio Oliveira Saboia Ribeiro.

De acordo com os dados do TJ-MT, a taxa de congestionamento alcançava os 56% e a meta do órgão era chegar aos 50%. Com o BI, logo na primeira semana o tribunal alcançou 46%, fechando o ano de 2014 com uma taxa de 42%.

E foi exatamente isso que o BI possibilitou: uma melhoria na agilidade das informações enviadas ao CNJ, para que o órgão por sua vez, conseguisse definir metas e estratégias para melhorias para o sistema judiciário brasileiro. Sem contar na agilidade que os processos jurídicos ganharam após a implantação do sistema.

“O B.I. possibilita, a exemplo, avaliar onde estão os pontos de gargalos no fluxo da movimentação processual e por conta disso possibilita que atitudes sejam tomadas, que ações sejam organizadas, a fim de que se traga maior rapidez a movimentação processual, tão logo, que se entregue uma justiça mais rápida a cidadania”, pontuou o magistrado, Luiz Saboia.

Mais do que o reconhecimento da empresa, o diretor geral da Allen-MT comemora a representatividade de Mato Grosso no mercado mundial. ” Hoje tenho a certeza, como empresário, de que todo o esforço para investir no Estado de Mato Grosso valeu a pena! Agradeço aos clientes que confiaram em nosso trabalho, aos nossos colaboradores e especialmente a nossa brilhante equipe. Meu grande orgulho ao receber o prêmio foi saber que o mundo da tecnologia conhece o Estado de Mato Grosso”, destacou Antonio Fernando.

Tags, , , , , ,