Tag Alfredo Soares

Mercado Livre Experience: especialistas ensinam a abrir loja virtual de graça em poucos minutos

Durante o Mercado Livre Experience, evento focado em inovação para e-commerce, que acontece no dia 01 de setembro, no São Paulo Expo, será possível criar uma loja virtual gratuita em poucos cliques com a ajuda de consultores e especialistas em comércio eletrônico. A iniciativa é da Loja Integrada (www.lojaintegrada.com.br) – plataforma de e-commerces mais popular do Brasil com 700 mil lojas criadas -, e tem como objetivo ajudar os visitantes do Mercado Livre Experience a abrir sua própria loja online com agilidade e segurança.

“A missão dos consultores durante o evento é orientar quem tem o sonho de abrir o próprio negócio na internet sem altos investimentos. Na Loja Integrada, por exemplo, o plano gratuito permite que o empreendedor ofereça até 50 produtos sem gastar nada com a manutenção da loja”, explica Alfredo Soares, especialista em comércio eletrônico e diretor da Loja Integrada.

Crescimento do e-commerce

De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o e-commerce chegar a faturamento de R$ 37,9 bilhões no segundo semestre de 2018. Já um levantamento realizado recentemente pela Loja Integrada mostra que de janeiro a junho deste ano foram criadas mais de 36 mil lojas virtuais – só no estado de SP.

Ainda segundo pesquisa da plataforma, o investimento inicial para abrir uma loja virtual no Brasil é de menos de R$1 mil – cerca de 49% dos entrevistados disseram que investiram esse valor para abrir o novo negócio na internet. “As pessoas enxergam na loja virtual uma oportunidade de empreender e também complementar a renda. Como o investimento inicial e os riscos são baixos, isso permite que o lojista experimente, arrisque. Percebemos que a loja virtual começa como uma alternativa de renda – geralmente em paralelo com outro emprego – e, com o crescimento, torna-se a fonte de renda principal”, finaliza Soares.

Movimento “Bora Vender” incentiva empreendedorismo no comércio eletrônico

Nesta edição do evento a Loja Integrada criou o movimento #boravender, que tem como objetivo levar capacitação e ajudar os lojistas virtuais a venderem mais. O projeto irá oferecer brindes e descontos com participação de empresas parceiras do segmento de e-commerce, entre eles: setup grátis do Mercado Livre integrado com a loja virtual, três meses de serviços gratuitos, além de camisetas e outros descontos para começar um negócio de sucesso.

Mercado Livre Experience

Quando: 01 de setembro

Local: Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Vila Água Funda, São Paulo – SP

Stand Loja Integrada: Giga 11

Tags, , , ,

Xtech Commerce cresce 200% em 2016 e planeja criar 200 lojas por dia neste ano

A Xtech Commerce, plataforma de e-commerce e marketing para PME’s e startups, anuncia crescimento de 200% em 2016 e a expectativa é criar 200 lojas por dia neste ano. Com dois anos de atuação a plataforma já conta com mais de 35 mil lojas criadas com um volume superior a R$ 150 milhões em transações por ano.

Apesar de nova, a startup já se destaca nos principais eventos do setor e aparece entre as principais soluções de e-commerce do mercado brasileiro, que oferece ferramentas de vendas multicanal e automação de marketing para pequenas e médias empresas que procuram comercializar seus produtos de forma profissional e inteligente.

“Estamos muito otimistas com o nosso momento. Esse é resultado de muito trabalho e de uma equipe que é jovem e determinada. Hoje, apesar de ser uma startup, já temos a ciência da nossa responsabilidade e objetivos. O objetivo para 2017 é consolidar nossa marca, evoluir o produto e expandir o ecossistema”, afirma Alfredo Soares, CEO e fundador da Xtech Commerce.

Em 2016, a empresa tinha uma média de 30 lojas criadas por dia, e esse ano já ultrapassa a marca de 70. Atualmente, a Xtech Commerce possui escritório no Rio de Janeiro e pretende abrir unidade na capital paulista, mas atua por meio de parceiros certificados em todo Brasil.

Tags, ,

Oito dicas para preparar seu e-commerce para o natal

Por Alfredo Soares

Uma das grandes apostas do varejo físico e online para aumentar as vendas e, consequentemente, o faturamento das lojas, são as datas comemorativas. E, com certeza, o Natal pode ser considerado um dos períodos mais lucrativos, especialmente para o comércio eletrônico, que espera um aumento no número de pedidos e ticket médio das compras.

Mas, para que os resultados sejam positivos e superem as expectativas dos especialistas do setor, os lojistas precisam se atentar a alguns detalhes e pontos que são importantes para garantir o sucesso nas vendas durante a data. Por isso, listei oito dicas essenciais para ajudar os lojistas a prepararem seus e-commerces para o Natal e alavancar suas vendas:

1. Flexibilidade no processo de devolução: com o objetivo de aumentar as vendas nessa época do ano, algumas lojas têm o costume de mudar as políticas de devoluções e trocas, deixando-as mais flexíveis. Algumas estendem o prazo com o objetivo de aumentar a possibilidade dos clientes que estão indecisos a comprarem nessa loja;

2. Métodos de pagamento: atualmente, os e-commerces que oferecem apenas a opção de cartão de crédito e débito ficam muito limitados para atender todos os clientes. Por isso, é importante que as lojas ofereçam outras opções de pagamento, como boleto bancário, PayPal e Bitcoin. Além de ser mais rentável, satisfaz as expectativas dos consumidores, mas é preciso verificar se esses novos métodos funcionam corretamente e estão de acordo com as normas de segurança e privacidade;

3. Tráfego intenso: é importante verificar com antecedência se a plataforma da loja está apta a receber o número de visitas que é de costume durante essa época do ano, já que os consumidores estão mais propensos a efetuar compras no ambiente online. Uma das principais dicas é aumentar a capacidade de armazenamento em nuvem, além de adotar um mecanismo de escala automática, dependendo da demanda do site, com o objetivo de garantir a estabilidade e disponibilidade, sem precisar ficar atento a essas questões;

4. Mobile Friendly: o uso dos smartphones cresceu significantemente durante os últimos anos. De acordo com o relatório da Webshoppers, feito durante o primeiro semestre de 2016, 23% das compras virtuais foram realizadas via dispositivos móveis. Isso mostra um crescimento significativo do m-commerce, já que em 2011, apenas 0,3% das vendas eram feitas por meio desse canal. Com a mudança de comportamento dos consumidores, os lojistas precisaram se adequar e oferecer um novo canal de vendas. Dessa forma, é preciso estabelecer uma estratégia que prioriza a experiência do usuário, valorizando um design responsivo e intuitivo;

5. Equipe de atendimento: assim como ocorre nas lojas físicas, os e-commerces também têm a necessidade de aumentar a grade de funcionários e remanejar alguns para as áreas que são importantes para o negócio, como por exemplo, os canais de comunicação como mídias sociais, chat online e e-mails que exigem eficiência e precisão. Por se tratar de uma área em que há muito stress, é preciso que haja pessoas que saibam lidar com os clientes, a fim de solucionar os possíveis problemas da melhor forma possível, evitando que o mesmo tenha uma experiência ruim, diminuindo dessa forma as chances de vendas no Natal;

6. Mídias sociais: esse item é um dos mais importantes para o bom relacionamento entre a marca e o cliente. Um dos períodos que há mais interação nessas plataformas, seja ela positiva ou negativa, é na temporada de férias. Verifique se a sua marca tem um plano de mídia adequado para lidar com ambos os cenários. Tenha pessoas responsáveis não só para monitorar esses canais, como também para responder e interagir com os usuários. Outra dica importante é ter o feeling de adaptar as mensagens que forem transmitidas para cada canal e procure utilizar os diferenciais de cada plataforma a favor do seu e-commerce;

7. Estoque: é importante ficar atento às tendências da temporada e também no estoque dos produtos que você acha que pode vender no Natal. Se você não usa nenhum software de gerenciamento e análise, prever a demanda pode ser complicado. Neste caso, ter estoque suficiente para evitar falta de produtos é essencial, já que uma das maiores causas de insatisfação dos clientes é a indisponibilidade de um produto, estoque zerado ou entregas incorretas. Todas essas questões estão relacionadas à maneira como você gerencia seu estoque. Para atender às expectativas dos clientes, os varejistas devem atualizar suas capacidades de gerenciamento crítico e toda a cadeia de suprimentos para melhor visibilidade, controle, precisão, eficiência e flexibilidade;

8. Logística: por se tratar de uma data comemorativa, é de suma importância que o prazo estipulado no site seja cumprido, já que o consumidor efetua a compra calculando esse tempo. Dessa forma, é preciso se atentar a logística nos correios e empresas terceirizadas para que a entrega seja feita no período combinado. Caso contrário, a dor de cabeça pode ser maior e uma experiência que era para ser positiva, irá se transformar em um problema para a loja e, dificilmente, a reputação da marca será revertida.

Esse ano não foi fácil para o comércio eletrônico. Por este motivo, o Natal é a grande aposta para os empreendedores aumentarem suas vendas. Mas, para que isso dê certo, é importante seguir algumas dessas dicas para que o e-commerce consiga alcançar os objetivos e assim fechar o ano com as contas no azul.

Alfredo Soares, sócio e fundador da Xtech Commerce.

Tags, , ,

Estratégias para aumentar as vendas durante a Black Friday – Por Alfredo Soares

A data mais esperada pelo varejo brasileiro está chegando. Marcada para o dia 25 de novembro, a expectativa é que as vendas durante a Black Friday superem os números do ano passado. De acordo com um relatório divulgado pelo E-bit, estima-se que o faturamento nessa data será de R$ 2,1 bilhões, crescimento de 30% em comparação com 2015.

Um dos principais motivos pela alta das vendas durante a Black Friday é a proximidade das datas comemorativas do final do ano. Segundo uma pesquisa realizada pela National Retail Federation (NFL), 40% dos clientes iniciam as pesquisas e compras dos presentes de Natal em outubro. Por este motivo, é importante que as lojas comuniquem com antecedência quais serão os descontos oferecidos durante esse período, para que eles possam se programar e encontrar o presente ideal em seu e-commerce.

Como toda e qualquer ação, é necessário muito planejamento e para a Black Friday os lojistas precisam se atentar a alguns detalhes, como por exemplo, aos produtos que se encontram em estoque, escolher quais deles estarão à venda e quanto de desconto será dado nessa ação. Neste caso, é importante que a loja comercialize apenas o que está disponível e não ofereça algo a mais para o cliente, para que isso não se transforme em uma crise interna e em algo inconveniente.

Outro ponto importante é investir em ações diferenciadas e que trarão sucesso nas vendas. Um bom exemplo disso é o e-commerce juntar dois produtos que estejam com um número alto em estoque com outra novidade, chamada de compra relacionada, na qual o consumidor pode comprar os produtos separadamente, porém se adquirir os dois juntos, vai ter um preço mais vantajoso.

Quando se trata de tecnologia, esse é um ponto que precisa de muita atenção, pois o seu site tem que estar preparado para o alto índice de acessos e não correr o risco do mesmo ficar fora do ar, ocasionando na perda de clientes e vendas. Por isso, uma dica é testar a capacidade de tráfego do servidor antes da Black Friday e aproveitar esse volume de pessoas para capturar leads e fazer ações posteriores.

Outra área imprescindível para o sucesso do e-commerce é a comunicação entre a loja e o cliente. Como diz o ditado “a propaganda é a alma do negócio”, portanto é importante criar conteúdos claros e visualmente atrativos, com imagens surpreendentes e informações relevantes para que a sua loja desperte a curiosidade dos consumidores e se destaque perante a uma infinidade de opções, podendo ser o grande diferencial para atrair e fidelizar a clientela.

Durante esse período, é preciso se atentar aos clientes fiéis da loja, para fortalecer ainda mais esse relacionamento. Enviar e-mails com as melhores ofertas e ainda dar acesso antecipado ou de forma exclusiva às vendas de determinados produtos, tratando-os de forma diferenciada é essencial. Além disso, um excelente chamariz para a sua loja atrair novos clientes, é a questão do frete, na qual você pode oferecer de forma gratuita em compras acima de um determinado valor, por exemplo, mas sempre com cuidado devido ao grande fluxo de vendas do dia. A experiência em receber o produto também faz parte do ciclo de compra e pode ser determinante para que o consumidor volte a comprar na sua loja.

A última dica é com relação aos diferentes meios de comunicação/venda que o lojista está inserido. De acordo com o relatório da Webshoppers, feito durante o primeiro semestre de 2016, 23% das compras virtuais foram realizadas via dispositivos móveis. Isso mostra um crescimento significativo do m-commerce, já que em 2011, apenas 0,3% das vendas eram feitas por meio desse canal.

Por este motivo, é imprescindível que o lojista esteja presente em todos esses canais, pois devemos esperar que essa tendência continue e possivelmente aumente nesse período. A loja virtual precisa ser intuitiva para que os clientes não se percam durante a navegação e desistam de finalizar uma compra. Uma forma de estimular o consumidor a baixar o aplicativo, é oferecer ofertas exclusivas neste canal, como também um cupom de desconto, além de ter a possibilidade de incentivar a interação em uma determinada rede social.

Vale ressaltar que é importante que o e-commerce ofereça mais de um meio de pagamento, pois devido à grande procura da data é comum que uma dessas operações dê algum tipo de problema. Ou seja, se o consumidor não conseguir pagar com cartão de crédito por exemplo, ele terá outra opção e assim sua loja terá menos chances de perder vendas. Se as transações estiverem demorando para serem aprovadas, é de bom tom que o lojista converse com esse cliente, para não deixa-lo aguardando por muito tempo achando que ele perdeu a oferta.

Para superar os números do ano anterior, os e-commerces precisam implantar e adotar algumas estratégias que são fundamentais para aumentar as vendas e fidelizar clientes. Essa é uma data especial para o varejo e os lojistas precisam estar preparados para atender toda a demanda. E ainda, com as informações coletadas na data, os empreendedores podem realizar ações de pós-venda oferecendo cupons ou facilidades para uma próxima compra. Por isso, vamos seguir essas dicas à risca para ajudar a elevar a taxa de conversão das lojas e garantir o sucesso da data?

Alfredo Soares, sócio e fundador da Xtech Commerce.

Tags, , ,