Tag agência curitiba

Parque de Software de Curitiba atrai atenção de visitantes estrangeiros

São cada vez mais frequentes as visitas de delegações estrangeiras ao Parque de Software de Curitiba. A mais recente foi de uma comitiva da América Latina, que participou de um evento sobre cidades inteligentes. Veja como foi.

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=OLUrLe2DLYc[/embedyt]

Tags, , , , ,

Vale do Pinhão: empresários recebem diretor da Agência Curitiba para falar sobre projeto inovador

Vale do Pinhão

Dezenas de empresários do setor de Tecnologia da Informação e Comunicações participaram de uma reunião do Arranjo Produtivo Local de Software de Curitiba para saber mais detalhes sobre o projeto do Vale do Pinhão, uma iniciativa da Prefeitura para transformar a cidade em capital da inovação.

Com apoio da Assespro-Paraná e da Cenetic, a apresentação foi feita por Tiago Francisco da Silva, diretor técnico da Agência Curitiba. Neste ano, o prefeito Rafael Greca lançou oficialmente o projeto Vale do Pinhão, de incentivo às empresas inovadoras, e rebatizou o antigo Moinho Rebouças, núcleo do projeto, como Engenho da Inovação. O espaço vai abrigar startups, eventos de tecnologia e culturais.

Tiago explicou que os benefícios para quem desejar criar negócios inovadores devem se estender para toda a cidade, mas que a região do Rebouças tem uma vocação muito forte para sediar o projeto por estar em uma área central e próxima de grandes universidades e entidades como Federações da Indústria e Comércio, Associação Comercial e Sebrae. “Estamos trabalhando com três pilares principais: crescimento do ecossistema, internacionalização e inovação na prefeitura, que o município volte a inovar”, completa.

Curitiba deve passar a contar com um Fundo Municipal de Inovação e deseja contar com parcerias com a iniciativa privada para incentivar a chegada de novas empresas e investidores na cidade. “Na primeira gestão de nosso prefeito, na década de 90, a cidade recebeu o título de mais inovadora do mundo, já tem isso no DNA dos profissionais da prefeitura e do cidadão curitibano. Queremos reviver tudo isso através da inovação”, acrescenta Tiago.

A capital do Paraná também deve contar com uma Lei de Inovação ainda neste ano. Um Conselho Municipal, que reúne entidades empresariais e academia já trabalha para garantir incentivos para quem desejar inovar na capital paranaense.

Os empresários que acompanharam a apresentação elogiaram a iniciativa. É o caso dos vice-presidentes da Assespro-Paraná Rodrigo Gallego, de Qualidade, Planejamento e Controle e Eduardo Aguiar, de Articulação Política, que representaram a entidade.

Para o empresário Paulo Raymundi, “a apresentação deu um ânimo diferente para todos. Muitos ficam batendo em questão de impostos e essa proposta nova vem para geração de negócios. É um incentivo para que as empresas consigam crescer”.

Oscar Monteiro, presidente da Central de Negócios de TIC, destaca a presença de um empresário no desenvolvimento do ecossistema de inovação do Vale do Pinhão. “Nossa percepção é de que realmente existe uma mudança de posicionamento da Prefeitura. Há um trabalho para a cidade e não só para os interesses da administração pública”, comentou Oscar.
Cláudio Navarro, do Arranjo Produtivo Local de Software de Curitiba, destacou a postura do empresariado. “Ninguém veio para reclamar. Todos querem apoio da prefeitura para poder entregar maior valor agregado aos clientes”. Ele também destaca o momento de união dos representantes do setor: “Cenetic, APL, Assespro, Governança de TIC trabalham com um mesmo ideal, no sentido de gerar negócios e transformar o Paraná em líder do setor na América Latina”.

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=IC4xNp7cGK4[/embedyt]

Tags, , ,

APL de Software discute incentivos ao setor de TI com poder público

Vereador Felipe Braga Côrtes

A reunião de governança do Arranjo Produtivo Local de Software de Curitiba contou com as presenças do vereador Felipe Braga Côrtes e do diretor técnico da Agência Curitiba Armando Moreira Filho. Os dois falaram sobre formas de incentivar o desenvolvimento do setor de tecnologia da informação na capital do Paraná.

Armando Moreira Filho agradeceu a contribuição do empresariado pelo recebimento de reivindicações do setor em reunião recente com representantes de entidades locais e também adiantou que os programas ISS Tecnológico e Tecnoparque devem passar por uma remodelação. Ele adiantou que a Agência pretende participar mensalmente das reuniões do APL.

Felipe Braga Côrtes falou sobre a Lei Municipal de Inovação, que foi proposta por ele no ano passado. O vereador se colocou à disposição do APL e da Agência para debater sobre uma legislação que transfome Curitiba em um grande centro de desenvolvimento de tecnologia. E convidou o empresariado a participar de uma “Tribuna Livre” na Câmara Municipal para mostrar as ações do setor de TI.

Armando Moreira Filho, da Agência Curitiba

Tags, , , , , , ,

Agência Curitiba recebe propostas do setor de TI

Um grupo de representantes de empresas e entidades de Tecnologia da Informação de Curitiba foi recebido pela Agência Curitiba de Desenvolvimento para tratar de formas de incentivo ao setor. Estão em discussão os programas Tecnoparque, ISS Tecnológico, Parque de Software, outras formas de incentivo fiscal, capacitação, fomento, promoção. O diretor técnico da agência Armando Moreira Filho recebeu propostas elaboradas pelo empresariado para levar Curitiba a ser reconhecida mundialmente como um grande centro de desenvolvimento e de atração de negócios ligados à TI.
Participaram do encontro o vice-presidente da Assespro-PR Leonardo Matt, Marcos Roberto Gomes e Alexandre Coelho de Souza do APL de Software de Curitiba, Sérgio Trevisol da Cenetic e o coordenador do Parque de Software Jefferson Bellenda.
A Agência Curitiba tem mostrado grande interesse em em montar um plano para acelerar o desenvolvimento do setor de TI da capital do Paraná e tem contado com total apoio de empresas e instituições locais.

Tags, , , , , , , , ,

Entidades discutem formas de incentivo ao setor de TI em Curitiba

Representantes de empresas e entidades ligadas à Tecnologia da Informação vão elaborar uma série de propostas para a Prefeitura de Curitiba poder fomentar o desenvolvimento do setor e tranformar a cidade em uma “capital tecnológica”.

A Agência Curitiba de Desenvolvimento tem mostrado interesse nesse ramo de atividade para o desenvolvimento da economia local e já se mostrou aberta para receber a contribuição do empresariado. Saiba mais na reportagem produzida pelo programa de tv Valor Agregado.

Tags, , , , , ,

Opção pela economia criativa

Fonte: www.ricmais.com.br

A cada ano, a criatividade e o capital intelectual movimentam US$ 3 trilhões em negócios e já são responsáveis por 10% da economia mundial. Para ampliar sua participação neste filão, Curitiba aposta na economia criativa, que inclui cultura, economia, tecnologia e sustentabilidade em seu leque de atividades.
“Nossa tarefa é fazer com que a cidade chegue ao modelo de Economia Criativa”, diz a presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, Gina Paladino. A ideia é distribuir pela cidade os benefícios que até recentemente eram destinados a conglomerados. O nicho econômico planejado tem como essência a valorização da cultura, elemento presente nas 13 áreas previstas de atuação: arquitetura, publicidade, design, artes, antiguidades, artesanato, moda, cinema e vídeo, televisão, editoração e publicações, artes cênicas e performáticas, rádio e softwares de lazer e música.
Leia reportagem completa.

Tags, ,

Blog Cenetic: Agência Curitiba recebe empresários de TI

Empresários do setor de tecnologia da informação foram recebidos pela diretora-presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento. No encontro com Gina Paladino, representantes da Cenetic, do APL de Software, do Parque de Software e da Assespro-PR apresentaram o projeto Curitiba Tech City e demandas para o fortalecimento das empresas de TI da capital paranaense. A Agência Curitiba passa por um novo direcionamento alinhado com o programa de governo do prefeito Gustavo Fruet e deve anunciar, em breve, novos projetos para o desenvolvimento econômico da cidade. Os empresários receberam de Gina Paladino um convite para participar ativamente com a equipe da prefeitura das discussões sobre o andamento de projetos como Tecnoparque e ISS Tecnológico, já existentes, e de novas iniciativas.

Fonte: blog da Cenetic

Tags, , ,

Pesquisa aponta Curitiba entre as líderes na atração de investimentos estrangeiros

Curitiba é o terceiro destino dos Investimentos Estrangeiros Diretos (IED) do Brasil e a cidade mais promissora do país, segundo pesquisa realizada com 250 executivos internacionais pela empresa de auditoria Ernest & Young. A capital paranaense atraiu 2% dos projetos estrangeiros e aparece atrás apenas de São Paulo (26%) e Rio de Janeiro (8%).

“Devemos esta posição não só pelo incentivo da redução da alíquota do Imposto Sobre Serviços (ISS), de 5% para 2%, mas principalmente por termos uma estrutura atrativa, desde a parte física até a parte de investimentos em pesquisas”, frisa Gilberto José de Camargo, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento.

A pesquisa também mostra Curitiba como a cidade mais promissora e como a quarta cidade mais atraente, ficando a frente de Belo Horizonte e Porto Alegre, que possuem o mesmo porte da capital paranaense, e se aproximando dos principais centros: São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Infraestrutura – Desde 2005, a Prefeitura de Curitiba começou a estudar a criação de um pólo tecnológico e, em 2007, criou o Tecnoparque para atrair mais indústrias e tecnologias para a cidade.

“Vivemos três momentos importantes para chegarmos ao patamar que estamos. O primeiro foi em 1970 com a criação da Cidade Industrial de Curitiba (CIC), o segundo em 1990 com a atração das montadoras e em 2007 com o Tecnoparque”, frisa Camargo.

O presidente da Agência Curitiba também ressalta como fator de atração o ISS Tecnológico, que reduz de 20% a 50% o valor do imposto para as empresas que investirem em equipamentos ou qualificação dos funcionários. A única ressalva é que os produtos ou cursos devem ser adquiridos ou realizados por empresas de Curitiba. “Com o ISS Tecnológico fazemos a economia gerar e incentivamos as empresas a estar sempre se atualizando e investindo e melhorando sua produtividade”, afirma.

Desafios: A Ernest & Young também apresenta como os maiores desafios do Brasil a mão de obra. Embora 83% dos executivos acreditarem que investir no país ficará ainda mais interessante nos próximos três anos, a qualificação profissional ainda preocupa.

“A Agência Curitiba sempre trabalhou com o tripé academia, empresa privada e setor público. A tendência é que em 2050, 75% da economia do mundo gire na prestação de serviço. Nós já estamos investindo hoje nisto, o trabalho da Agência é justamente fazer esta interface”, conta Camargo.

No Tecnoparque, as empresas se unem as academias para laçarem produtos inovadores. Neste cenário, a Agência Curitiba começa a investir para viabilizar a criação de patentes na cidade, para dar mais oportunidade de criação.

Tags, ,

APL de Software e Cenetic reúnem 200 pessoas em comemoração de conquistas

Duzentos executivos de empresas de tecnologia da informação participaram do jantar de comemoração pelas conquistas alcançadas pelo Arranjo Produtivo Local de Software. O setor conseguiu ter os benefícios do programa Tecnoparque ampliados para toda a extensão da capital do Paraná. Entre várias vantagens, está a redução do ISS de 5% para 2%. O evento aconteceu em um grande restaurante do bairro gastronômico de Santa Felicidade. A promoção foi da Cenetic – Central de Negócios de TI e Comunicações- criada neste ano pelo APL para unir empresas em compras coletivas e venda de produtos e serviços em grupo.
O coordenador do APL de Software Leonardo Matt destacou o poder de mobilização dos empresários no sentido de reivindicar a liberação da instalação das empresas do Tecnoparque em qualquer área da cidade e não mais, apenas, nos quatro setores delimitados pelo início do projeto. E também apontou como outra grande conquista a criação da Central de Negócios.
Oscar Monteiro, presidente do Conselho da Cenetic, apresentou as primeiras negociações fechadas pela central em contratos de vale refeição/alimentação e planos de saúde. Ele convidou o empresariado a participar dessa inciativa que já conta com mais de vinte empresas de tecnologia da informação. Oscar Monteiro agradeceu o apoio da Assespro Paraná , que divide com a Cenetic as taxas de associados e comum. E também enalteceu o trabalho do Sebrae Paraná, que desenvolveu e aplicou a metodologia para criação da central.
Gilberto José de Camargo, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento , agradeceu o reconhecimento do APL e da Cenetic pelo trabalho da agência em prol do crescimento do setor de tecnologia. Ele também ressaltou que o fato de o Tecnoparque estar aberto para toda a extensão territorial da cidade já surte resultados com a procura de empresas de outras cidades, estados e países por espaços para se instalar em Curitiba. Para ele, o aumento do número de empresas de tecnologia na cidade não só compensa, mas também aumenta a arrecadação do município.
O prefeito de Curitiba Luciano Ducci também participou do jantar. Ele destacou a importância do setor de tecnologia para o crescimento da atividade econômica da cidade como um todo. Citou o fato de Curitiba ter recebido, recentemente, o prêmio de cidade mais digital do Brasil, com a melhor infraestrutura de internet. E mostrou que o imposto sobre serviços já começa a superar a arrecadação com IPTU, o que confirma a aposta em atrair cada vez mais empreendimentos voltados para prestação de serviços como TI e Comunicações.
O jantar promovido pelo APL de Software e a Cenetic teve apoio do Sebrae-PR, da Assespro-PR e do Parque de Software de Curitiba. As empresas que patrocinaram o evento foram Acom , Cesar , Cinq, Cits, Equiplano, Esat, Fbits, Horus, Mannesoft, Onda, OSM, Pelissari, Positivo, Premier IT, QLA, Sigma, Solusoft, Voxel e Wise.

Tags, , , ,

Gazeta do Povo destaca ampliação do Tecnoparque em Curitiba

A ampliação dos benefícios do Tecnoparque para toda a cidade de Curitiba foi destaque na Gazeta do Povo, jornal de maior circulação no Paraná. A reportagem mostra que a cidade pode receber unidades de empresas de todo o país, o que compensaria a redução de ISS de 5% para 2% entre as empresas de tecnologia da capital do estado. Leia a reportagem…

Tags, , , , ,

Câmara vota hoje alterações no programa Tecnoparque

A Câmara de Vereadores de Curitiba começa a votar nesta quarta-feira o projeto que altera dispositivos da legislação referente ao programa do Tecnoparque de Curitiba. Esse programa gera benefícios para empresas de base tecnológica instaladas na capital paranaense.A iniciativa inovadora da prefeitura serviu para alavancar as atividades do setor de tecnologia da informação, um dos principais geradores de empregos qualificados na cidade. Foram definidas quatro áreas estratégicas de instalação das empresas que aderiram ao programa em busca dos benefícios concedidos pela lei. Mas o que transformou o programa em sucesso também o inviabilizou. Hoje, as áreas compreendidas pelo Tecnoparque não seriam suficientes para abrigar as empresas que já aderiram ao programa e as inúmeras que gostariam de aderir, mas não encontram espaço físico para transferência.
Preocupados com o problema e com a perda de competitividade em relação a empresas de dezenas de cidades que estendem benefícios a empresasde tecnologia, independente da região em que estão instaladas, empresários ligados ao Arranjo Produtivo Local de Software de Curitiba reivindicaram , junto `a prefeitura de Curitiba, a abertura dos benefícios do Tecnoparque `a toda cidade e não só as quatro regiões previamente autorizadas por lei. Atendendo a uma carta de reivindicação do setor, a prefeitura de Curitiba enviou para a Câmara Municipal o projeto que moderniza o Tecnoparque ao deixar as empresas de TI da cidade em condições de competir com os concorrentes instalados em outros pólos tecnológicos do Brasil. O projeto foi aprovado em três comissões, mas ainda enfrenta questionamento da oposição ao prefeito Luciano Ducci.
Vereadores que já declaram apoio a Gustavo Fruet nas eleições municipais alegam que o projeto é meramente de interesse eleitoral de Luciano Ducci. Desconhecem as necessidades de todo um setor por condições de competitividade nos mercados nacional e internacional e que esse setor gera milhares de empregos na capital do Paraná.

Tags, , , , ,