Tag Adyen

Adyen e VTEX se unem para internacionalizar o e-commerce brasileiro

A Adyen, fintech de pagamentos que impulsiona o comércio global para empresas como Uber e Netflix, anuncia a parceria global com a VTEX, empresa líder no fornecimento de tecnologias para o comércio eletrônico. O contrato impulsionará a abertura de fronteiras para o e-commerce brasileiro expandir seus negócios a outros mercados em que a VTEX e a Adyen estão presentes, como EUA e Europa.

A VTEX é reconhecida internacionalmente pela oferta modular e escalável de Cloud Software para e-commerce, sendo a pioneira e líder com 84% de marketshare no Brasil, segundo dados da Datanyze. Com a parceria estratégica, a Adyen ofertará o processamento de pagamentos global dos clientes da plataforma, oferecendo aumentos significativos nas taxas de conversão, com mais de 150 moedas e 250 opções de métodos de pagamento disponíveis.

Segundo o vice-presidente sênior da Adyen para a América Latina, Jean Christian Mies, isso significa que o e-commerce brasileiro terá a oportunidade de expandir para os principais mercados do mundo, com uma gestão integrada e centralizada de pagamentos. “Estamos quebrando barreiras para atingir novos mercados e incentivar o crescimento do setor, que contará com a qualidade e o suporte global desta importante parceria entre duas empresas inovadoras”, diz Mies.

Em outubro deste ano, a Adyen inovou ao se tornar a primeira adquirente no Brasil com integração de todas as etapas do processo de pagamento – englobando gateway, gestão de risco e adquirência. Com isso, ela oferece uma comunicação direta entre lojistas e as bandeiras, agregando controle, confiabilidade e uma visão completa da operação para clientes. “Como única adquirente no mercado capaz de gerar faturamento adicional através do uso de tecnologia avançada, oferecemos uma plataforma capaz de aumentar consideravelmente a receita online, ao mesmo tempo em que permitimos que os comerciantes deem uma experiência de compra simples e segura a seus consumidores”, explica Mies.

Para Mariano Gomide de Faria, co-CEO da VTEX, essas qualidades tornam a parceria fundamental para complementar a oferta de valor ao e-commerce. “O Brasil é um dos mais competitivos países do mundo tratando-se de política de incentivos fiscais para exportação. Tornar líquida a venda de produtos de empresas brasileiras para mais de 120 países do mundo é um primeiro passo pragmático para colocarmos o Brasil no mapa do varejo no mundo.”

Um exemplo do potencial do mercado exterior para empresas brasileiras foi observado na Black Friday deste ano. Na data, a VTEX gerou 379 mil pedidos, dos quais menos de 0,05% foram para o exterior. O mercado de cross border no exterior chega a representar até 25%, e as marcas brasileiras são muito competitivas também fora do país. Com a abertura de transações internacionais, a expectativa é de acelerar a descoberta desse potencial pelos empresários brasileiros.

“O brasileiro por muito tempo acreditou que o nosso país era grande o suficiente. Não é. Ou abrimos a economia para o mundo e nos tornamos competitivos globalmente ou sofreremos as consequências”, afirma Mariano. “Existe uma demanda latente de empresas que pensam no futuro que esta parceria com a Adyen despertará e estamos muito animados pelo que a parceria vai representar para o comércio brasileiro”, completa

Tags, , , , ,

Adyen fecha parceria com a Sabre para expandir meios de pagamentos das companhias aéreas

A Adyen, líder global em tecnologia de pagamento, anuncia hoje parceria com a Sabre Airline Solutions, empresa de SAAS especializada em companhias aéreas, permitirá às companhias de aviação aceitar formas de pagamento do mundo todo e aos viajantes, pagar da forma que mais confiam.

A nova extensão proporcionará às empresas clientes da Sabre, como a Aeromexico e a Alitalia, todas as vantagens da plataforma global de pagamentos da Adyen, como estabilidade e escalabilidade sem paralelo no mercado. Por meio de mais de 250 formas de pagamento em mais de 150 moedas, os passageiros escolherão pagar como lhes convier, independente de onde estiverem no mundo.

A partir de agora, as companhias aéreas integradas à Sabre terão acesso a uma solução de pagamentos com funcionalidades avançadas que otimiza o processamento de cada transação. Entre elas, o uso de tratamento de dados para aumentar as taxas de conversão e uma ferramenta integrada de gerenciamento de risco, que mantém a fraude em níveis mínimos – resultando em faturamento maior para as empresas e consumidores mais satisfeitos.

Além disso, a solução da Adyen obedece as regras de compliance da PCI – Payment Card Industry Compliance, o que permite às companhias aéreas repassarem parte deste esforço para a Adyen.

“Essa nova parceria é uma grande vantagem para nós. Desde que começamos a trabalhar com a Adyen no México, nossas taxas de conversão aumentaram 8%. Nós estamos muito satisfeitos com os resultados e temos planos de que essa parceria se estenda globalmente”, comemora Anko van der Werff, Chief Revenue Officer da Aeromexico.

A Adyen também vê muitas vantagens na integração com a Sabre. “Nós estamos muito contentes pois esta parceria estenderá a disponibilidade de nossa solução de pagamentos global para um número ainda maior de airlines. Trabalharemos juntos para proporcionar uma plataforma unificada por meio da qual as empresas de aviação continuarão a crescer”, finaliza Andy Guenthard, vice-presidente Sênior de Parcerias, Viagens e Transportes da Adyen.

Tags, , , ,

Setor de e-commerce é aposta de empresas de tecnologia financeira

Dar continuidade no Brasil ao que já ocorria nas principais economias do mundo, retirando processos intermediários que muitas vezes tomavam tempo e desnecessariamente demandavam esforços de instituições como bancos e administradoras de cartões de crédito, além de facilitar a vida do e-commerce de forma geral: este tem sido o papel de algumas fintechs globais, que têm promovido verdadeiras revoluções, oferecendo de forma ágil e certeira serviços que muitas vezes não estavam sendo assimilados pelos players tradicionais.

O e-commerce brasileiro deve movimentar cerca de R$ 56,8 bilhões este ano, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. A Adyen é um dos cases de empresa de pagamentos que transaciona hoje em torno de 100 bilhões de dólares no mundo e oferece mais de 250 métodos de pagamento em mais de 100 moedas. Ela é um claro exemplo de como empresas de tecnologia, que têm inovação como produto e core business, mudam a regra do jogo e mostram para empresas e consumidores que coisas que parecem simples, como um checkout otimizado com pagamentos sem barreiras, são responsáveis pelo aumento no volume e estabilidade dos pagamentos online.

Com a utilização de soluções criadas por empresas de tecnologia, é possível diminuir o receio da população com relação às transações online, incorporando à cultura local a naturalidade de realizar transações digitais e ainda, levar uma mudança significativa ao modus operandi das transações. Algo que, se dependessem de soluções desenvolvidas dentro de instituições tradicionais, como bancos e outras empresas de serviços financeiros, poderia levar alguns anos para que se concretizasse e seria um processo muito mais caro.

Não é à toa que em 2015, o investimento global em fintechs aumentou 75%, passando de 22 bilhões de dólares, segundo dados da Accenture. Esse salto dado nos últimos anos pelas fintechs demonstra o quanto esse mercado avançou por meio de uma estrutura mais leve e enxuta e pode contribuir para a evolução do mercado de e-commerce.

Tags, ,

Viabilize sua expansão global com uma estratégia payment-first

Adyen_Jean3

Por Jean Mies – SVP Latin America da Adyen

O atual cenário econômico brasileiro inaugura um novo momento para as companhias nacionais: o de expansão entre fronteiras. Seja inaugurando subsidiárias internacionais ou dando início à exportação de seus produtos, as empresas locais aproveitam o momento de desvalorização do real para diversificar receitas e buscar novos mercados.

De acordo com a consultoria norte-americana Nielsen, nos seis principais mercados para negócios cross-border (EUA, Reino Unido, Alemanha, Brasil, China e Austrália) existem 94 milhões de consumidores que compram seus produtos de outros países e o potencial de negócios nestas regiões deve chegar aos US$ 300 bilhões até 2018.

Contudo, um mercado com alto potencial de desenvolvimento é apenas a fundação de um plano de expansão internacional. Antes de começar a planejar é preciso ter um bom produto, investir em marketing para atrair novos consumidores e, principalmente, ter uma estratégia de pagamentos que leve em consideração as preferências regionais de cada país. Afinal, oferecer um serviço ou produto competitivo e atrair visitantes para sua loja não será suficiente caso o checkout não seja descomplicado, moderno e não ofereça métodos com os quais os consumidores estão acostumados a comprar.

Para empresas que decidem transpor fronteiras, pesquisar sobre métodos locais de pagamento e seu reflexo positivo sobre a taxa de conversão de um e-commerce é um processo complexo e, em alguns casos, essa informação é pouco acessível. Se voltarmos a atenção para a Europa, a Holanda, por exemplo, tem um número muito baixo de compras online realizadas com cartão de crédito; o método mais utilizado é o iDeal, que realiza transferências entre bancos pela internet. Já na China, quase metade das transações são feitas por meio do Alipay, plataforma de pagamentos online. Mesmo no Brasil, companhias que não considerarem a opção de pagamento com boleto bancário perdem uma fatia de mercado de mais de 20% de consumidores.

A Adyen, empresa de tecnologia para pagamentos, tem nas transações cross-border 35% de seu volume global e aconselha seus clientes a terem uma abordagem “payments-first” no momento da conquista de novos mercados. A Daniel Wellington, marca sueca de relógios, é um exemplo. Três anos após sua fundação, a empresa entrega seus produtos em 144 países, incluindo o Brasil. Para garantir que a iniciativa fosse bem sucedida, a empresa adaptou seu website para diferentes regiões e viabilizou vendas em mais de 150 moedas e por meio de 250 métodos diferentes de pagamento. Assim, os consumidores passaram a interagir com a loja online em seu idioma nativo, pagar com a moeda local e o método de pagamento de sua confiança.

Tags, , ,

Adyen simplifica integração para pagamentos in-app

A Adyen, empresa global de pagamentos multicanal, acaba de lançar mais uma solução para derrubar as barreiras do processo de pagamento: o checkout in-app. Este recurso proporciona ao consumidor, através de seu aplicativo móvel, a experiência descomplicada e otimizada dos pagamentos feitos na plataforma Adyen.

A integração ao recurso é simples e foi pensada para empresas que buscam uma maneira rápida de oferecer um fluxo de pagamento sem atrito e que estimule as vendas. “Optamos por esta integração de pagamentos in-app devido à alta capacidade de processamento que a Adyen nos proporciona. Nossos usuários procuram por maneiras simples e convenientes na hora de receber ou pagar uma corrida de táxi, além disso, a segurança dessas transações se somam à inovação tecnológica e a facilidade da nossa plataforma”, diz Maria Elisa Silva, diretora de Marketing da 99.

O pagamento otimizado no aplicativo é uma garantia, mas além disso, o checkout in-app oferece o recurso de tokenização, tirando da empresa/cliente a responsabilidade de estar de acordo com as regras da PCI – Payment Card Industry. Certificada com o Data Security Standard Compliance 3.0, a Adyen garante que as informações de cartão de crédito de seus clientes estarão no ambiente mais seguro contra ameaças.

Além de Visa e Mastercard, o checkout in-app suporta outras bandeiras, como Elo e Hipercard. Em breve, o recurso também estará pronto para processar outros métodos como Apple Pay e PayPal, por exemplo. A Adyen oferece a possibilidade de processar pagamentos com métodos alternativos do mundo inteiro e alcançar milhares de consumidores. Só no Brasil, o potencial é de 76 milhões de usuários de smartphones.

“Cada passo do fluxo de pagamento é essencial, principalmente em aplicativos, uma vez que a maioria das transações é feita por cartão de crédito. Assim, é indispensável descomplicar a finalização da compra para garantir a conversão. Um sistema totalmente integrado como o nosso garante uma experiência simples aos usuários e liquidez aos comerciantes”, comenta Jean Mies, vice-presidente Sênior da Adyen para a América Latina.

Os códigos para integração estão disponíveis no Github da Adyen.

Tags, , , ,