Tag administração

Maior evento de reestruturação empresarial da América Latina começa na próxima semana

A cidade de São Paulo recebe nos dias 24 e 25 de outubro a 8ª edição do VIII Congresso TMA Brasil de Reestruturação e Recuperação de Empresas. Considerado o maior evento do segmento da América Latina, o evento é referência na área de reestruturação e recuperação empresarial multidisciplinar.

O Congresso contará com uma programação de palestras de nomes como o ex-Ministro da Fazenda entre os anos de 1988 e 1990, Mailson de Nóbrega, com o tema “Perspectivas Econômicas e Políticas”; o Juíz Titular da 1ª Vara de Falências da Comarca de São Paulo, Dr. Daniel Cárnio e o Sócio da Finvest Capital Partners, Luís Cláudio Garcia de Souza.

Além das palestras e plenárias, os mais de 350 participantes também poderão contar com painéis e workshops apresentados por executivos de grandes empresas do ramo como DCA Advogados, PwC Brasil, Credit Suisse e KPMG.

VIII Congresso TMA Brasil de Reestruturação e Recuperação de Empresas

Data: 24 a 25 de outubro
Local: Renaissance São Paulo Hotel – Alameda Santos, 2233, São Paulo – SP
Informações e inscrições: www.tmabrasil.org/congresso2016

Tags, , ,

A Ética na Administração – Por Alexey Carvalho

Em meio a um turbilhão de acontecimentos no cenário político e econômico de nosso país, fica evidente a necessidade das organizações públicas, privadas e do terceiro setor refletirem acerca de suas práticas de gestão e de seus processos, buscando aprimorar os mecanismos de controle, de forma a coibir qualquer tipo de improbidade.

É importante que as entidades tenham claramente definidas suas políticas, seus princípios e seus valores e, além disso, disseminem e internalizem uma cultura ética que envolva colaboradores, acionistas, fornecedores, parceiros e todos aqueles stakeholders relacionados com suas atividades.

A cultura ética deve partir da alta administração da organização por meio de atitudes e ações que possam ir além do estabelecimento de diretrizes ou regras, mas perseguindo incessantemente o ideal de que essas sejam praticadas e vivenciadas por todos, sem abrir mão de mecanismos de acompanhamento e controle.

Para zelar pelo cumprimento da legislação, normas e políticas institucionais, existe a possibilidade de criar uma área específica de compliance, ou abrigá-la sob o escopo de outra área existente, desde que tenha a autonomia necessária para implementar e acompanhar processos de controle, bem como conduzir de forma imparcial a apuração de possíveis casos de desvios que resultam ou não em punição.

Convém destacar que a área de compliance deve ter uma composição multidisciplinar para conseguir tratar as questões legais, de gestão de pessoas e de processos, tendo o administrador um papel fundamental na coordenação dessas atividades e do relacionamento com as demais áreas da organização.

Desta forma, ao tratar da questão da ética nas organizações, é preciso suplantar a dimensão da definição de políticas, buscando-se internalizar uma cultura ética, amplamente disseminada e suportada por um conjunto de ações e processos que garantam o respeito aos preceitos e valores institucionais.

Alexey Carvalho, administrador, doutorando em Educação, mestre em Tecnologia e atua como diretor executivo da Universidade Anhanguera de São Paulo – Campus Osasco

Tags, , , ,