Tag Abranet

Openet participa do Futurecom com a Abranet e fala sobre ‘monetização rápida’

A Openet, companhia irlandesa fornecedora de soluções BSS – Business Support System – anuncia que irá participar do Futurecom, que acontece de 02 a 05 de outubro, no Transamérica Expo São Paulo, em parceria com a Abranet – Associação Brasileira de Internet. O executivo Ricardo Szwarc, gerente de Vendas Técnicas da Openet, ministrará palestra sobre Monetização Rápida, uma plataforma de cobrança de alta performance que permite maximizar as receitas das operadoras e provê grande capacidade de engajamento de clientes, suportando a Transformação Digital de forma imediata e completa.

A plataforma de Monetização Rápida permite fazer, por exemplo, notificação de ofertas aos clientes por meio de vários canais, tais como: Push Notifications (Web, Microsoft, Apple, Google) e os tradicionais SMS, redirecionamento de URL e e-mail. Ainda, em relação ao Marketing, a operadora consegue criar ofertas interessantes a seus assinantes pois são contextualizadas e personalizadas além de disponibilizá-las em tempo real. Promove comunicação relevante e personalizada bem como recomendações de compra a gerir de forma simples e automatizada campanhas promocionais.

No Futurecom, a companhia também irá mostrar seu portfolio com soluções em software para Dados Patrocinados (Sponsored data), Charging, ANDSF (solução de WiFi Offload), PCRF (Policy and Charging Rules Function, do inglês, gestão de Regras de Política e Cobrança) e RTOM (plataforma de engajamento com os clientes em tempo real).

Agendada para o primeiro dia do evento (02/10), às 18h00, no Auditório México, a palestra sobre Monetização Rápida é voltada às operadoras e às empresas em geral de Telecomunicação e Internet. O executivo da Openet abordará em detalhes como uma plataforma de Monetização Rápida é capaz de permitir um envolvimento mais direto com o assinante, maior eficiência no relacionamento com o cliente, geração de produtividade além da geração de novas oportunidades de receita e aumento da satisfação do cliente e seu maior engajamento.

A plataforma da Openet é baseada em software para o suporte das atividades de negócio do cliente, tais como: PCRF, cobrança em tempo real, gerenciamento de relacionamento com o cliente, automação de atendimento ao consumidor etc. Seu portfólio combina controle de políticas e cobrança com interação de dispositivos móveis; permite modelos de cobrança inovadores, controlar custos operacionais e personalizar serviços. Os maiores provedores de serviços de Telecomunicações e Internet no mundo usam a plataforma da Openet.

Futurecom
02 a 05 de outubro de 2017
Estande: Abranet
Palestra sobre Monetização Rápida: 02/10, às 18h – Auditório México

Tags, , , ,

Entidades do setor de Internet apoiam Reforma Trabalhista

A era digital gerou um novo tipo de trabalhador e também novas relações entre empregadores e empregados, que precisam ser contemplados na legislação trabalhista.

Esse é o principal argumento apresentado por entidades empresariais do setor de Internet ao defenderem a aprovação da Reforma Trabalhista que deverá ser votada pelo Senado Federal nesta terça-feira, 11. O Projeto de Lei 38/2017 já foi aprovado na Câmara dos Deputados. Se tiver aprovação dos senadores, irá para sanção presidencial.

As entidades que reúnem empresas de Internet entregaram uma carta a todos os senadores em que expressam “irrestrito apoio” ao PLC 38/2017.

Assinam o documento os sindicatos de empresas de Internet de São Paulo, Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Sul, e três entidades do setor: Abranet, Abrint e Internet Sul. Elas representam empresas de serviços de comunicação multimídia, provedores de acesso às redes de comunicações, portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet. Em todo o país são cerca de 104 mil empresas e 330 mil empregados.

Segundo as entidades, o trabalhador da era digital tem “perfil diverso do trabalhador da era industrial”. “Se este foi moldado para a realização de rotinas fixas e atividades repetitivas, aquele busca a consecução de objetivos, com atividades centradas na criação de soluções para problemas e no desenvolvimento de novos mecanismos – tangíveis e intangíveis – para facilitar a vida das pessoas, das empresas e das instituições”, diz o documento. Diante desse novo perfil profissional, as entidades entendem como fundamentais os regimes de trabalho em home office e jornadas com horários diferenciados, previstos na Reforma.

O documento pondera também que as atividades em torno da Internet “representam a sociedade do conhecimento; ou seja, uma sociedade movida pela modernidade, que busca novos parâmetros nas relações de trabalho e de produção, o que leva, inclusive, à extinção de algumas profissões e à criação de outras”.

Na avaliação das entidades de Internet, “o PL 38/2017 coloca o Brasil neste novo cenário, onde já se encontram várias das nações mais desenvolvidas, inovadoras e com economia sustentável”.

Tags, , , , ,

Abranet quer aumentar 10 vezes a capacidade de banda larga dos provedores

Entidade lançou o projeto Brasil Conectado a 100Gbits, que possibilitará aos provedores terem acesso a equipamentos de 100Gb por um custo menor.

Em busca da melhoria da competitividade dos seus associados, a Associação Brasileira de Internet (Abranet) acaba de lançar o projeto “Brasil Conectado a 100 Gigabits” por meio de uma parceriacom as empresasJuniper e Wztech. O objetivo é oferecer condições e preços especiais na aquisição de equipamentos de 100 Gb, com tecnologia de ponta, para alavancar a qualidade da infraestrutura brasileira da rede de internet.

Segundo o presidente da Abranet, Eduardo Parajo, hoje a maioria dos provedores trabalha com conexões de 10 Gb. “O passo mais natural seria migrar para conexões de 40 Gb, mas a relação de custo benefício, no médio prazo, é superior com os equipamentos de 100 Gb”, ressalta. “Apostamos nessa parceria para promover um salto tecnológico entre os provedores”, acrescenta.

Segundo ele, os provedores estão investindo cada vez mais em backbones para atender o aumento da demanda por banda larga. “Há uma necessidade premente de dar maior fluidez ao volume de dados cada vez maior que trafega pela internet”, afirma. Além disso, com 100 Gb, os provedores poderão começar a oferecer e explorar serviços que hoje os usuários de internet não têm, como manager service e IPTV de qualidade.

A Abranet também vem trabalhando para aliviar outros gargalos do setor, como a questão dos meios de pagamento dos serviços de internet, que geram custossignificativos e muita burocracia aos provedores. “Acabamos de fechar uma parceria com a PagSeguro com taxas reduzidas e condições melhores aos nossos associados”, conta Parajo.

O Brasil conta hoje com mais de 100 mil empresas (acesso, conectividade, serviços de TI, aplicativos e conteúdo) no setor. Em 2016, o faturamento delas foi de cerca de R$ 139 bilhões. Em 2015, essa receita correspondeu a 1,51% do faturamento total das empresas brasileiras. Em termos do Produto Interno Bruto, foram gerados R$ 160 bilhões em 2015, o que representou 2,7% do PIB nacional.

Tags, , , ,

Abranet reforça a importância da participação dos Provedores de Internet na Futurecom

Estimativas conservadoras indicam que há pelo menos três mil empresas do segmento de provedores de Internet no País. Entretanto, na última edição do maior evento de TIC do País, a Futurecom, a presença dos provedores ainda foi tímida. Foram 125 empresas, representadas por 434 profissionais. Já entre as operadoras foram mais de 2.700 profissionais de um setor super concentrado, com poucos players. No total, o evento teve 14 mil participantes – a maioria de outros segmentos que buscam no evento bons negócios em TIC.

Do ponto de vista do interesse dos provedores de Internet, a Futurecom oferece diversas oportunidades de negócios, parcerias, além do networking entre associados. Entre os expositores, há empresas fornecedoras de equipamentos de rede, roteadores,switchs, gpon, rádios e fibra ótica.”São oportunidades que a maioria dos provedores de Internet perde ao não participar do evento”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Internet (Abranet), Eduardo Parajo.

Por isso, a Abranet decidiu reforçar o estímulo para participação dos provedores no evento, disponibilizando mais ingressos com desconto para os provedores de Internet. Na Futurecom 2016, a Abranet também terá um estande com cerca de 250 m2, onde diversos associados também dividirão o espaço como expositores. “Será um dos maiores estandes do evento, um espaço propício para networking”, diz Parajo. Além da feira, haverá o já tradicional Congresso Internacional, em que aproximadamente 300 palestrantes discutirão os desafios do mercado em áreas como internet das coisas, cidades inteligentes, empresas conectadas, banda larga móvel e fixa, big data e analytics e as redes de nova geração 4G e 5G.

Dados da Futurecom mostram que, nas últimas edições, mais de 1.500 executivos visitaram o evento em busca de novas soluções tecnológicas e melhores oportunidades para a infraestrutura de TI e telecomunicações para as suas empresas. O evento tem participação efetiva de mais de metade das “1.000 Maiores Empresas do Valor”, com destaque para os profissionais responsáveis pelo gerenciamento e administração do TI nas empresas. “É neste público que reside o potencial de conhecer novos clientes e gerar leads para novos negócios”, resume Parajo.

Serviço: A Abranet oferece descontos de 50% do valor dos ingressos para seus associados, que podem ser adquiridos pelo telefone (11) 3078-3866 ou pelo site http://www.abranet.org.br/.

FONTE Abranet

Tags, , , ,

Abranet lança grupo de trabalho sobre governança da Internet

Nunca se discutiu tanto assuntos referentes à governança da Internet. Temas como privacidade, segurança, conectividade e outros estão na pauta do dia. Por isso, a Associação Brasileira de Internet (Abranet) anuncia a formação de um grupo de trabalho que discutirá os aspectos mais relevantes nesse campo. Ele será composto por associados e seus resultados serão compartilhados com a sociedade, por meio dos canais de comunicação da entidade. O lançamento será no dia 26 de outubro, na FutureNet, realizada antes da abertura da Futurecom 2015, que acontece no Transamérica Expo, em São Paulo, entre 26 e 29 de outubro.

A FutureNet é dedicada exclusivamente ao segmento de Internet e reúne provedores e fornecedores para discutir as tendências tecnológicas. A participação é gratuita e aberta a todos, mesmo para quem não está inscrito na Futurecom. A inscrição é feita pela internet – http://pt.futurecom.com.br/pre-eventos#incricoes_abranet.

Um destaque da programação é a apresentação de Antonio Moreiras, gerente de desenvolvimento e projetos do NIC.br. Ele falará sobre como o uso correto do Internet Exchange – IX.br pode trazer redução de custos e aumento de qualidade e confiabilidade para os provedores de serviços na Internet.

A China Telecom falará sobre sua presença no Brasil. Já a Kerax Telecom apresentará as antenas Multi-Beam. A Telecall vai falar sobre como provedores podem incrementar receita e fidelizar clientes oferecendo telefonia móvel fixa com Serviço de Valor Adicionado (SVA).

A Alcatel-Lucent Enterprise apresentará os Switches para Datacenter com o recurso avançado Intelligent Fabric, premiada com o Best of INTEROP 2015. A Cambium Networks vai falar sobre suas tecnologias para conexão, com destaque para o cnPilot, conjunto de rádios Wi-Fi com gerenciamento na nuvem. A Huawey vai mostrar soluções voltadas para provedores, seguida pela da Wztech, com o tema “Soluções Juniper para backbones e datacenters”. A Openet vai ministrar palestra sobre como a plataforma Sponsored Data pode contribuir para geração de receitas.

O Sindicato de Empresas de Internet do Estado de São Paulo (Seinesp) vai discutir a importância do sindicato patronal. A Sunrise Net irá mostrar as vantagens de se adicionar a TV por assinatura em favor do provedor e as soluções para transmissão de dados em cabos elétrico e coaxial.

A FutureNet termina com as palestras “Desenvolvendo padrões, informando a rede”, da Unicamp; e “Como o Brasil está debatendo a proteção de dados pessoais na Internet?”, do InternetLab.

Tags,