Schneider Electric conquista primeiro lugar como fornecedora de soluções em ranking de compra e venda de energia renovável

Schneider Electric conquista primeiro lugar como fornecedora de soluções em ranking de compra e venda de energia renovável

A Schneider Electric, líder global em transformação digital e gerenciamento e automação de energia, foi reconhecida como líder do setor no mercado de contratos de compra de energia renovável – também chamado de Power Purchase Agreements (PPAs) – com a classificação de número 1 pela Guidehouse Insights 2022 PPA – tabela de classificação dos provedores de soluções desse mercado. 

A posição obtida pela empresa é resultado de suas plataformas NEO Network e Zeigo, que simplificam o processo de compra de tecnologia limpa, conectando membros a especialistas em projetos e tecnologias aliados a uma inteligência de mercado exclusiva para acelerar decisões de transação.

“O ranking reflete nosso compromisso com a energia renovável como meio de descarbonização e estamos honrados em colaborar para que organizações acelerem a transição para energia limpa”, diz Steve Wilhite, presidente do Sustainability Business da Schneider Electric.

O relatório do Guidehouse Insights avalia o cenário competitivo das plataformas online de PPA que fornecem soluções, serviços de consultoria e mercados. Dessa forma, ajuda os consumidores e participantes do mercado a entender a melhor tecnologia disponível, alcance geográfico, portfólio de produtos e desempenho de produtos para os mercados de aquisição de energia renovável.

Mundialmente, a Schneider Electric atua em mais de 450 negociações de contratos de PPA, nas quais 300 já foram assinados e fornecem energia aos consumidores. No Brasil, onde a empresa está completando 75 anos de atuação, é a única consultoria independente e global.

Anualmente, presta serviços de compra de energia para mais de 5 TWh no País e para mais de 15 TWhs em todo o mundo.

Segundo Mathieu Piccin, diretor de Sustainability Business da Schneider Electric na América Latina, os contratos de compra e venda de energia renovável devem ganhar cada vez mais espaço no mercado. “O uso consciente da eletricidade, em conjunto com o ganho de eficiência e independência, tem fortalecido a modalidade”, afirma o executivo. 

Segundo a BloombergNEF (BNEF), em 2021, foram assinados e registrados 31,1   GW de capacidade em PPAs corporativos de energia renovável mundialmente. Isso representa um salto de 24% no recorde do ano anterior, 2020, no qual haviam sido anunciados 25,1 GW. Já no Brasil, de acordo com a consultoria Clean Energy Latina America (Cela), o aumento foi de 2.6 GW (37%) entre janeiro de 2021 e fevereiro de 2022. A capacidade instalada desses projetos é de 10,7 GW, o que equivale a 41% da capacidade instalada de energia eólica e solar no Brasil (26,1 GW).

A divisão de Sustainability Business da companhia oferece serviços de consultoria e software em gestão de energia e sustentabilidade. Além disso, possui várias plataformas digitais e mais de 2.200 funcionários em todo o mundo. Os PPAs que a empresa ajudou a aconselhar desde 2014 já representam mais de 14 GW.

Comments are closed