Open Banking puxa demanda por profissionais qualificados

Open Banking puxa demanda por profissionais qualificados

Entre outubro de 2021 e março de 2022, a Robert Half observou um crescimento de 38%, em comparação com o mesmo período do ano anterior, na demanda por profissionais qualificados para o Open Banking. A demanda é resultado da necessidade do mercado financeiro de acelerar o processo de regulamentação do Sistema Financeiro Aberto no Brasil, que está em sua terceira fase. O Banco Central (BC) deu o pontapé inicial, junto ao Conselho Monetário Nacional (CMN), em maio de 2020, e planeja finalizar a implementação do sistema até o final de 2022. 

“A adaptação do mercado ao Open Banking passa pela intensificação de contratações em algumas posições, não necessariamente novas, mas que tiveram uma alta significativa nos últimos meses”, destaca Ana Carla Guimarães, Gerente da Robert Half. De acordo com a executiva, o processo de implementação gerou destaque aos profissionais que atuam nas áreas de tecnologia, digital, PO e PMO.  

Segundo Ana Carla Guimarães, as posições associadas ao Open Banking mais buscadas pelo mercado de trabalho hoje são: 

  • Digital Innovation Manager – R$ 20.050 | R$ 24.800 | R$ 30.600
  • Customer Experience Manager – R$ 18.050 | R$ 22.250 | R$ 32.500
  • Analista de Produtos – R$ 7.500 | R$ 10.100 | R$ 11.300
  • Gerente de Produtos – R$ 12.000 | R$ 16.050 | R$ 18.050 
  • Desenvolvedor(a) e Engenheiro(a) de Software – R$ 12.300 | R$ 16.000 | R$ 20.650
  • Analista de Business Intelligence – R$ 8.100  | R$ 9.500 | R$ 13.450 
  • Gerente de Business Intelligence – R$ 17.750 | R$ 23.000 | R$ 29.700

Já entre as principais habilidades exigidas, estão:

  • Conhecimento em metodologias ágeis
  • Programação em SQL, VBA, Phyton
  • Softwares focados em tratamento de base de dados – POWER BI, R, Hadoop

Comments are closed