Michael Dell destaca projeto no Brasil como exemplo de tecnologia para recuperação da economia e da sociedade em evento global

Michael Dell destaca projeto no Brasil como exemplo de tecnologia para recuperação da economia e da sociedade em evento global

Durante a palestra de abertura do Dell Technologies World – principal evento global da companhia, realizado em Las Vegas (Estados Unidos) –, Michael Dell, presidente e fundador da Dell Technologies, abordou a importância da tecnologia para acelerar avanços da economia e contribuir para reduzir as desigualdades sociais no atual cenário global, impactado pela pandemia. Para a plateia, formada por milhares de clientes, parceiros e colaboradores da companhia de todo o mundo, o executivo destacou um projeto implementado no Brasil: o Dell Technologies Solar Community Hub.

O projeto, lançado no Brasil em março de 2022, pela Dell Technologies em parceria com a Fundação Amazônia Sustentável (FAS), utiliza tecnologia para oferecer saúde, capacitação profissional e educação para cerca de 1,5 mil pessoas (população ribeirinha e indígena) da comunidade de Boa Esperança, na Amazônia.

“Na Dell Technologies, estamos combinando nosso ecossistema, nossas vantagens, nossos investimentos e inovação com grandes oportunidades, e já resolvendo os problemas que podem aparecer pelo caminho. Esse alinhamento é uma força poderosa na criação de valor em todos os nossos stakeholders, desde nossos clientes até nossas comunidades. É incrível a diferença que podemos fazer com alguns parceiros e tendo alguma iniciativa”, concluiu Michael Dell.

Durante o evento, a Dell Technologies também anunciou que, em parceria com a Computer Aid, Intel e Microsoft vai lançar outros 25 Solar Community Hubs ao redor do mundo. Assim como no caso da Amazônia, os hubs vão, a partir do acesso à tecnologia, levar educação, saúde e capacitação profissional para populações que vivem em áreas remotas, assim como serviços que garantam a criação de empregos e sustentabilidade financeira e ambiental. Para isso, os espaços, gerenciados pelas próprias comunidades, combinam o uso de tecnologia da Dell com serviços inovadores, baseados em 5G, computação de borda (Edge Computing), entre outras tecnologias.

Poder em parceria

Atualmente, a Dell colabora com aproximadamente 60 parceiros estratégicos em todo o mundo, incluindo a Computer Aid, uma parceira sem fins lucrativos da Dell que atua no desenvolvimento do Solar Community Hub. A Computer Aid é responsável em ajudar a identificar os locais e parceiros locais que podem ajudar a tornar o hub uma realidade.

Desde 2011, a Dell e a Computer Aid firmaram uma parceria para apoiar 24 Solar Learning Labs, que atendem a 18.000 alunos e membros da comunidade por ano em países como Brasil, Colômbia, Quênia, México, Marrocos, Nigéria e África do Sul.

A Dell também trabalha em parceria com empresas como Intel e Microsoft – e outras partes interessadas para trazer recursos e capacidades adicionais às comunidades com base nas necessidades locais. Parceiros e clientes agora podem se juntar à Dell Technologies e à Computer Aid para apoiar a implantação dos Solar Community Hubs nos próximos anos.

O futuro da TI na visão de Dell

No discurso de abertura, o executivo destacou também sua visão sobre transformações do mundo pós-COVID. “A pandemia colocou um ponto de exclamação na importância da tecnologia digital para todos. Nossos PCs nos mantêm conectados e produtivos, trabalhando de qualquer lugar. E por trás da incrível experiência do usuário final, estamos dando o próximo passo com um ecossistema multinuvem que abrange a borda (edge computing), onde a inteligência artificial processa e move dados por redes 5G em ambientes altamente automatizados”.

O executivo também reforçou que em um ambiente cada vez mais digital e conectado, vai ser essencial ter infraestruturas de TI será multinuvem, com cargas de trabalho e dados fluindo perfeitamente em todos os ambientes.

Em tom otimista, o executivo deixou claro que o futuro será cheio de possibilidades, que dependerão da eficiência do uso de dados, que, por sua vez, necessitam cada vez mais de otimização por localização. “Hoje, cerca de 90% dos clientes já possuem ambientes locais e de nuvem pública; e 75% estão usando três ou mais nuvens diferentes. Na Dell, estamos há décadas trabalhando duro para inovar as tecnologias e construir o ecossistema que permita a verdadeira multicloud, e entregar a borda, a próxima fronteira, onde os dados se tornam vantagem competitiva imediatamente no momento da criação. Um ciclo contínuo automatizado e inteligente de coleta, proteção, análise e melhoria de dados”, enfatizou.

Sobre a migração de dados para fora dos data centers, Michael Dell alertou sobre como isso pode mudar o cenário da cybersegurança: “10% dos dados do mundo hoje são processados fora dos data centers. Até 2025, 75% dos dados corporativos serão processados fora de um data center ou nuvem centralizado tradicional. As redes móveis 5G para lidar com o volume de dados na borda, são um grande catalisador para esse crescimento. Como as cargas de trabalho seguem os dados, o futuro distribuído será maior do que você pode imaginar. E assim será a superfície de ataque. Os ataques de ransomware são a ameaça número um para a maioria das organizações e ocorrem a cada 11 segundos, com custos médios de US$ 13 milhões por ocorrência”, concluiu.

O Dell Technologies World acontece de 2 a 5 de maio, em Las Vegas, Estados Unidos, e também terá transmissão pela internet.

Comments are closed