Mercado Livre vai investir R$ 17 bilhões no Brasil em 2022

Mercado Livre vai investir R$ 17 bilhões no Brasil em 2022

O Mercado Livre, empresa líder em tecnologia para o e-commerce e serviços financeiros da América Latina, anunciou que investirá R$ 17 bilhões no Brasil em 2022, valor 70% maior na comparação com o último ano. O alto investimento faz parte da estratégia de crescimento e consolidação da liderança da companhia, que já anunciou recentemente a inauguração de quatro novos centros de distribuição no estado de São Paulo, aumentando para mais de 2 milhões de pacotes a sua capacidade diária de transação logística. Parte significativa desse investimento também será destinada ao avanço da oferta do Mercado Pago, com novos serviços, produtos e experiências integrados à conta digital, reforçando o seu objetivo de concentrar a gestão financeira dos usuários em um mesmo lugar.

“A aceleração nos investimentos é reflexo do nosso crescimento sustentável e constante no país, em conexão com o nosso compromisso de democratizar o comércio e os serviços financeiros para pessoas e empresas por meio da internet”, destaca Fernando Yunes, vice-presidente sênior do Mercado Livre no Brasil. No ano passado, a empresa conquistou resultados recordes, com forte crescimento, melhores margens e resultado operacional. Ao final do ano, o Mercado Livre contabilizava mais de 76 milhões de usuários, sendo mais de 9 milhões de vendedores únicos e grandes marcas, responsáveis pelas mais de 32 vendas por segundo na plataforma.

A expansão do quadro de colaboradores, que deve se manter neste ano, representou parte importante dos investimentos, com destaque para os profissionais de logística, tecnologia e serviços financeiros. O Mercado Pago, por sua vez, atingiu 34,5 milhões de usuários ativos, encerrando o ano de 2021 com a entrega de mais de 1/3 do faturamento de todo o grupo no Brasil. “Nossa rápida transformação nos permite acelerar a inclusão financeira dos brasileiros em um momento muito importante. Seguiremos investindo em tecnologia para proporcionar acesso simples e seguro aos serviços financeiros”, ressalta Tulio Oliveira, vice-presidente do Mercado Pago no Brasil. Em ambos os negócios é alto o investimento em tecnologia voltada a soluções, experiência dos usuários e segurança. 

E-commerce

Com os quatro novos centros de distribuição, o Mercado Livre passará a contar, até o final do ano, com uma estrutura logística de: 12 centros de distribuição fulfillment, 1 receiving center, 17 cross dockings, mais de 100 services centers e 3 mil agências Mercado Livre. Esses ativos aumentam a infraestrutura logística para 1.029 km em operações de fulfillment, onde a empresa é responsável por todo o processo logístico, desde o estoque de produtos até a entrega ao consumidor final. A companhia tem uma frota própria de veículos composta por 51 carros elétricos, 3 mil caminhões, 1.100 vans, 3 aviões e 26 carretas movidas a gás e mais de 13 mil veículos atuando na última milha.

Atualmente, na modalidade em que é responsável por todo o processo logístico, o Mercado Livre realiza envios de produtos no mesmo dia para 50 cidades, cujos CEPs cobrem 20% das vendas, e em até 1 dia para 2,1 mil cidades, alcançando 75% das entregas, e em até 2 dias para 4,7 mil cidades do Brasil, cobrindo 90% das entregas.

Fintech

O Mercado Pago se destaca pela expansão das operações com criptomoedas a partir da sua conta digital. Em pouco mais de dois meses oferecendo a possibilidade de compra, venda e reserva desses ativos, o Mercado Pago alcançou a marca de 1 milhão de usuários do serviço no país, o que reafirma o potencial de crescimento. A expansão de serviços e produtos, assim como o investimento em iniciativas de inclusão e educação financeira, são objetivos para 2022.

Grande incentivador do Pix, o Mercado Pago registrou crescimento de mais de 700% em transações com o meio de pagamento, no acumulado de 2021. Diante da grande adesão dos brasileiros ao serviço, a empresa também está investindo em atrelar inovações à modalidade, como fez recentemente ao lançar o parcelamento com QR Pix por meio de crédito pessoal, antecipando aos usuários a experiência de fases futuras dessa agenda. Além disso, a fintech foi a primeira instituição a oferecer depósitos com o iniciador de pagamento, melhorando a experiência do usuário e abrindo portas para ampliar o uso do Pix no e-commerce.  O avanço da agenda de Open Finance, que é fundamental para a estratégia da companhia, traz a oportunidade para a empresa continuar inovando e oferecendo soluções financeiras simples e acessíveis.

Comments are closed