Page

Category startup

Capgemini acelera iniciativa global de FinTech para atender às demandas de inovação do mercado

A Capgemini, um dos líderes globais de serviços de consultoria, tecnologia e terceirização, lança sua iniciativa global voltada a FinTechs com o objetivo de apoiar seus clientes de serviços financeiros. A iniciativa se baseia na expertise em integração da companhia para checar, selecionar e evoluir a inovação de seus clientes por meio das tecnologias das FinTechs, a partir de um intenso processo de curadoria e colaboração conduzido pelos Applied Innovation Exchanges (AIEs), que são os centros de inovação da Capgemini no mundo.

“Seja gerando uma experiência excepcional ao cliente ou melhorando sua eficiência operacional, a inovação das FinTechs é um catalisador para o setor. Como o ritmo de inovação da tecnologia de serviços financeiros acelerou, a Capgemini decidiu desenvolver esta iniciativa para conectar seus clientes com a inovação das FinTechs também de forma mais rápida”, explicou Thierry Delaporte, líder da unidade de negócios de serviços financeiros globais da Capgemini e membro do board executivo do Grupo.

A iniciativa FinTech da Capgemini é única porque vai além do conceito tradicional de incubadora, abrangendo etapas de conexão, curadoria, incubação e investimento. Desta forma, a Capgemini se diferencia como participante ativo no processo de validação, evoluindo as principais propostas de valor das FinTechs participantes em colaboração com seus clientes do setor. Adicionalmente, a companhia endereçará os maiores desafios da inovação externa, eliminando lacunas de adoção como dificuldades de integração, gerenciamento de dados e mudanças de processo, além de requisitos de conformidade e regulatórios.

As empresas participantes da iniciativa experimentarão o processo de curadoria da Capgemini, que verifica e seleciona inovações que ajudarão a atender às demandas do mercado. Serão tomadas providências para que todas as categorias de FinTechs, bem como startups orientadas para a tecnologia empresarial, candidatem-se para participar da iniciativa de alavancar a inovação no setor de serviços financeiros.

Uma vez selecionadas pelo processo de curadoria, as inovações das FinTechs serão refinadas e evoluídas por meio de uma incubação conduzida em colaboração com os clientes. A iniciativa FinTech global abrangerá todos os segmentos e áreas de processo abordados pela prática de serviços financeiros da Capgemini. A rede global de AIEs da companhia não serão utilizados apenas nas fases de curadoria e incubação, mas também como canais para a realização de bootcamps, hackathons e innovation days. Além disso, os participantes terão acesso a uma grande comunidade de conselheiros, clientes e parceiros da Capgemini para co-criar modelos de negócios, proporcionando oportunidades para ganhar vantagens competitivas.

A Capgemini trabalhou em parceria com o MaRS Discovery District, um hub global de inovação sediado em Toronto, que abriga o maior cluster de tecnologia financeira do Canadá. “Esta relação é um forte reconhecimento da qualidade da inovação da FinTech no país. O processo de curadoria da Capgemini certamente proverá novos canais para que as FinTechs canadenses identifiquem oportunidades de negócios e investimentos em mercados globais emergentes”, explicou Adam Nanjee, líder de tecnologia financeira da MaRS.

A Bluechain, que foi formada em 2015 para comercializar uma tecnologia de pagamento inovadora, projetada para aumentar a segurança em uma ampla gama de situações de pagamento, está participando da iniciativa FinTech da Capgemini. De acordo com Mike McAuley, CEO da Bluechain, “nossa tecnologia vai transformar o futuro dos pagamentos. Quando operamos no espaço de tecnologia de pagamentos de nicho na Austrália, ficamos muito satisfeitos por trabalhar com a Capgemini, como conselheiros e parceiros de canal global para a distribuição de soluções de pagamentos baseadas em nossa tecnologia”.

Para obter mais informações sobre a iniciativa, entre em contato pelo e-mail: financialservices@capgemini.com

O World FinTech Report, estudo recém-lançado da Capgemini, pode ser baixado no website: www.br.capgemini.com

Tags, , ,

Provider IT e IBM promovem hackathon com foco em soluções móveis para os segmentos de seguros e finanças

unnamed-91

Engajada às tendências mais inovadoras do mercado, a Provider IT, uma das principais consultorias e provedoras de serviços de TI do país, e a IBM, acabam de realizar no Rio de Janeiro seu primeiro hackathon em conjunto, uma maratona que teve como objetivo trazer soluções para os segmentos de seguros e finanças por meio do desenvolvimento de software. Ao longo de 48 horas, os participantes foram desafiados a desenvolver alternativas e soluções empregando a plataforma IBM Bluemix, que ajuda os desenvolvedores a construir e executar aplicativos e serviços na nuvem para dispositivos móveis e web, em sintonia com os conceitos de internet das coisas (IoT) e computação cognitiva – na IBM representada pela tecnologia IBM Watson.

“Este tipo de iniciativa tem impacto no que diz respeito a inovação, por meio do desenvolvimento de novas soluções aplicando as tecnologias mais avançadas, com criatividade, excelência técnica e, sobretudo, aderência real. Nós tiramos nosso time de desenvolvedores de suas rotinas de trabalho para que eles possam criar e desenvolver ideias que contribuam de maneira efetiva para novas soluções. Este tipo de desafio traz benefícios para todos os envolvidos”, ressalta Cristiana Berardo, responsável pela área de Sistemas Corporativos e Soluções Digitais da Provider IT.

O hackathon IBM – Provider IT reuniu um grupo de profissionais da área de programação de software da consultoria, que foram divididos em quatro equipes, sendo três delas desafiadas a criar soluções tecnológicas em formato de aplicativos voltados ao setor de seguros e uma equipe ficou responsável pelo desenvolvimento de uma solução direcionada ao segmento de Bancos e Finanças, todas utilizando os recursos da plataforma IBM Bluemix. Para isso, os programadores contaram com cinco apoiadores técnicos da IBM durante toda a realização do evento. Além disso, os desenvolvedores tiveram o suporte de outros cinco mentores da Provider IT que nortearam os grupos com visões práticas de negócios.

Os 16 participantes criaram quatro projetos. O grande vencedor foi o aplicativo de aviso e acompanhamento de sinistros, que reduz o custo operacional das seguradoras e agiliza o atendimento ao cliente. A solução vitoriosa foi escolhida por uma mesa de jurados, composta por executivos da Provider IT e da IBM, que avaliaram os projetos segundo critérios de ineditismo, impacto aos negócios e completude. “As soluções e ideias apresentadas durante o hackathon serão utilizadas pelos nossos executivos de conta em suas atividades de pré-venda e podem, em breve, ser incorporadas ao portfólio da companhia”, explica Berardo.

A estreita parceria da Provider IT com a IBM contribuiu para o sucesso da jornada de desenvolvimento. “Os desenvolvedores ficaram extremamente motivados com seus aplicativos e APIs implementadas via a plataforma IBM Bluemix. A diretoria da Provider IT acompanhou as equipes de perto, contribuindo no processo de revisão das ideias. Estamos certos de que a constante evolução da parceria com a IBM vai alavancar novos negócios por meio do Bluemix”, finaliza a executiva.

Tags, , , , ,

Samsung NEXT anuncia fundo de US$ 150 milhões para ampliar suporte global a startups

Samsung NEXT (antigo Samsung Global Innovation Center – Centro de Inovação Global de Samsung) anuncia a criação de um fundo de investimento de capital empreendedor de US$ 150 milhões para aumentar o suporte global da Samsung a startups em etapa inicial na busca pela inovação avançada de software e serviços. O fundo permite ao Samsung NEXT construir, sobre a sua plataforma de inovação global de várias etapas, um apoio aos empreendedores de tecnologia, com financiamento, recursos e expertise de domínio profundo.

“Vemos o software e os serviços se tornando parte central do DNA da Samsung Electronics, e as startups são fundamentais para conseguirmos esta visão”, afirma David Eun, Presidente e Fundador do Samsung NEXT. “A Samsung continua abraçando o empreendedorismo em todos os níveis e este fundo demonstra o nosso inabalável comprometimento em dar suporte a interessantes empresas globalmente”.

O fundo tem como alvo os investimentos de pré-Semente aos Série B, com foco em realidade virtual, inteligência artificial, IoT (Internet das Coisas) e em outras novas tecnologias de ponta. As empresas que têm recebido capital procedente do fundo até neste momento são: Converge Industries, Dashbot, Entry Point VR, Filament, Intezer, LiquidSky, Otto Radio, 2Sens, SafeDK e Virtru.

“Os nossos investimentos trazem o poder da plataforma da Samsung às startups para acelerar o seu crescimento e, consequentemente, seu sucesso”, comenta Brendon Kim, Vice-Presidente e Diretor Executivo do Samsung NEXT Ventures. “O fundo da Samsung NEXT amplia os nossos alcance e capacidades globais, enquanto aumenta o acesso da Samsung a grandes ideias, produtos e talentos”.

Em setembro, o Samsung NEXT lançou o seu último escritório em Tel Aviv, Israel (Samsung NEXT Tel Aviv). A nova localização é a quinta para a organização, que atualmente possui equipes em Mountain View, Nova York, São Francisco, nos Estados Unidos, e Coreia do Sul. O Samsung NEXT inaugurará mais unidades em 2017.

“Estamos muito apaixonados por realizar parceria com as startups e desenvolver relacionamentos significativos nos ecossistemas de novas empresas ao redor do mundo”, diz Emily Becher, Diretora Executiva do Samsung NEXT Start e responsável pela expansão internacional do Samsung NEXT. “Potencializamos os especialistas locais para alimentar a força de tração e aumentar a escala para as startups em todo o mundo”.

Para coincidir com a expansão internacional do Samsung NEXT e o lançamento do fundo, a empresa tem iniciado seu primeiro esforço de reformulação, que inclui a renomeação da sua organização para “Samsung NEXT” e a emissão de um novo logo e um site. Com isso, a meta da companhia é simplificar sua identidade e esclarecer sua mensagem e missão.

Pela primeira vez, no Parque Eureka da CES 2017, o Samsung NEXT apresentou as startups apoiadas, que estão superando aos limites com as novas tecnologias de ponta e as soluções inovadoras. O estande contou com a presença dos fundadores dessas empresas e ofereceu experimentação de produtos únicos, tais como:

– Baobab Studios – Animação em realidade virtual (VR). baobabstudios.com

– BioBeats – Inteligência artificial (AI) e saúde digital. biobeats.com

– Branch – Ligação de dados móveis. branch.io

– Filament – IoT. filament.com

– LiquidSky – Computação e jogo em nuvem de ultrabaixa latência. liquidsky.tv

– Lotik – Inteligência hídrica wireless. lotik.io

– Mapzen – Serviços de mapeamento de fonte aberta. mapzen.com

– Otto Radio – Coleta e apresentação ao público de notícias e transmissões de programas pela internet com o toque de um botão. ottoradio.com

– UniKey – Controle de acesso alternativo. unikey.com

Tags,

99 recebe aporte estratégico da gigante chinesa DiDi

A DiDi Chuxing, líder mundial em plataformas móveis de transporte, e a 99 (ex-99Taxis), maior startup de mobilidade urbana do Brasil, anunciam hoje uma nova parceria. A empresa chinesa vai liderar um aporte financeiro na 99 e terá direito a um assento no conselho administrativo da startup brasileira.

Além do investimento, a DiDi vai oferecer suporte e aconselhamento estratégico nas áreas de tecnologia, desenvolvimento de produtos, operações e planejamento de negócios. Por sua vez, a 99 continua com seus planos de expansão pelo Brasil e demais mercados da América Latina.

Fundada em 2012 por jovens empreendedores brasileiros, a 99 oferece uma solução de carros particulares e táxis sob demanda através de seu aplicativo. A startup está presente em 550 cidades do Brasil, segundo mercado que mais cresce no setor de internet no mundo.

Ao todo, a 99 tem mais de 140.000 motoristas registrados em seu serviço e mais de 10 milhões de usuários com o aplicativo instalado em seus smartphones. A 99 é uma das líderes no setor de mobilidade urbana em São Paulo, Rio de Janeiro e outras grandes capitais do país.

A DiDi é a maior plataforma móvel de transporte do mundo. Desenvolvida com tecnologia de ponta em machine learning, inteligência artificial e análise de dados, a DiDi oferece uma cartela completa de serviços de mobilidade urbana para cerca de 400 milhões de usuários em 400 cidades chinesas. Seu portfólio de serviços inclui táxis, transporte por carros particulares, caronas compartilhadas, ônibus e micro-ônibus, test drive, aluguel de carros, e soluções corporativas – tudo isso enquanto cria oportunidades de emprego para cerca de 17 milhões de motoristas.

Tanto na China quanto na América Latina, administradores de grandes cidades e empresários estão empenhados em aplicar soluções tecnológicas para resolver desafios relativos à mobilidade, sustentabilidade, meio ambiente e empregos. Temas diretamente ligados ao rápido crescimento da economia e do processo de urbanização. Com essa parceria estratégica, a DiDi e a 99 vão compartilhar conhecimento técnico e experiências para explorar soluções mais sustentáveis e auxiliar iniciativas locais ligadas ao conceito de cidades inteligentes.

“A 99 está muito animada com essa parceria com a DiDi, a maior e melhor plataforma de compartilhamento de percursos. Vamos expandir nosso serviços e remodelar o perfil competitivo do mercado na América Latina”, afirma Paulo Veras, executive chairman da 99.

“A China e a América Latina são os principais mercados emergentes do mundo, com grandes oportunidades para essa nossa indústria de mobilidade urbana. A parceria com a 99, líder do mercado brasileiro, permitirá que a DiDi comece a compartilhar seus produtos e sua capacidade operacional com comunidades e inovadores mais diversos, criando assim uma estrutura própria para a inovação, como previsto por nossos líderes durante o G20 Summit de 2016,” aponta Cheng Wei, fundador e CEO da DiDi Chuxing. “Procuramos trabalhar com novos parceiros globais para garantir a criação de novos e melhores serviços de mobilidade, além de gerar novas oportunidades de emprego para nossas cidades enquanto remodelamos o futuro do sistema de transportes no mundo”, completa Wei.

Tags, , , ,

O desafio do macroambiente para startups no Brasil – Por João Gabriel Chebante

O ano de 2016 terminou e o ambiente de startups brasileiro ficou marcado por grandes histórias, como os avanços no segmento de serviços (destaque à Movile e Samba Tech), bem como de aplicações para o grande público e seus embates com o que podemos chamar de geração anterior de negócios – desde o Spotify e a commoditização do consumo de música, o Uber e o compartilhamento de veículos, até o Nubank e seu embate contra o status-quo do segmento bancário e a meteórica expansão do Netflix, que rivaliza com os grandes grupos de mídia nacional por audiência e receitas.

Empreender no Brasil já é desafiador – vide a estatística que 30% das empresas que nascem hoje não estarão vivas até 2018, segundo o SEBRAE. Em um país onde a banda larga ainda está muito aquém do potencial, o cenário ainda é mais desafiador. Mesmo assim, temos grandes histórias no Brasil, onde ao menos o engajamento por ferramentas de interação social e facilitação de acesso a itens como veículos, filmes e crédito é um dos maiores do mundo. Pensar que o Netflix, segundo dados de mercado, tem no Brasil um faturamento maior que a segunda maior emissora de televisão aberta, mesmo tendo acesso inferior a 10% da população só mostra o quão lucrativo um negócio bem estruturado pode chegar, e o tamanho da demanda reprimida por produtos e serviços do país. Soma-se a isso a propaganda e publicidade gratuita que usuários e até concorrentes realizam – ou vocês acham que as paralizações de taxi nas grandes capitais beneficiaram quem, além do Uber?

Um grande desafio destes aplicativos – e para empresários ou empreendedores – reside no ambiente político-legal do nosso macroambiente de marketing. Temos uma legislação civil e trabalhista mais complexa do planeta, o que dificulta tanto o acesso a mão de obra quanto seus resultados financeiros. Netlflix e Spotify que o digam: depois de meses em negociação com autarquias públicas, provavelmente terão de considerar o pagamento de ISS e outros impostos nas suas operações no país a partir do ano que vem. Custos que vão gerar maior cobrança ao consumidor. Dificilmente a assinatura destes serviços não terá um incremento de 10% no próximo ano. O mesmo veremos no Uber e sua intrincada regulamentação em grandes centros como Rio e São Paulo. Foi um vespeiro que nenhum candidato a prefeito tocou por temer a perda de votos, mas que virá à tona e demanda uma resolução ainda em 2017.

O capítulo de maior destaque, contudo, fica ao Nubank: a startup que alçou ao estrelato não exatamente pelo seu modelo de negócio, mas por deter uma comunicação e relacionamento aberto e divertido com seu público-alvo, ameaçou fechar as portas caso o Banco Central mude a polícia de repasse de valores em compras para operadoras de cartões – hoje estruturado para 28 dias entre pagamento e recebimento por parte do lojista. Apesar das reclamações, a medida pode ser um alívio para pequenos e médios negócios que precisam de capital de giro (muitas vezes obtido a base de juros abusivos) para pagar suas despesas e investimentos para manter a operação em dia. Uma canetada que pode tornar o ambiente de negócios do país como um todo mais competitivo pode invariavelmente não somente comprometer a performance de grandes empresas (as ações da Cielo, líder nacional em transações eletrônicas veem em trajetória de queda desde a sondagem desta medida) e o fechamento de quem possui menor porte, como Nubank e outras startups fintech que possuem uma carteira de clientes apaixonados, mas pouca estrutura de caixa para suportar um giro mais rápido de remuneração ao comercio – ainda que o provável seja a venda da carteira e marca a algum concorrente.

Por isso, no estudo e uso da Inteligência de Mercado como disciplina e filosofia de negócios, o mapeamento do macroambiente é fundamental para a estruturação da estratégia de uma empresa, independente do porte. Seja através da tecnologia que coloca uma classe inteira de profissionais em xeque, como os taxistas, ou de reinventar a atuação de outra como os músicos, a soma papel, caneta e assinatura pode mudar tudo. Em 2017, quanto mais ciente e antecipado à estas mudanças você estiver, mais preparado para lidá-las de forma rápida e assertiva estará. E tudo que você precisa para 2017 e ser mais estratégico, enxuto e veloz.

João Gabriel Chebante, fundador da Chebante Brand Strategy. Formado em Administração com Ênfase em Marketing na ESPM, com especialização em Modelagem de Negócios pela mesma faculdade e Gestão de Marcas (branding) pela FGV.

Tags, ,

Startup mineia cria plataforma de divulgação de ofertas

c1dc0ac4-a8fe-4dfb-9bb1-f8116f694118

A partir de fevereiro, consumidores mineiros terão um novo aliado na hora de reduzir os custos com as compras em supermercados, lojas e farmácias. Por meio da plataforma InstaOfertas, os consumidores receberão na palma da mão ofertas exclusivas disponíveis por bairro ou região. O usuário ainda poderá cadastrar os principais produtos de interesse e encontrar os melhores preços e promoções antes mesmo de sair de casa. Garantia de economia financeira e no tempo gasto com as compras.

A ideia é de dois jovens empreendedores mineiros, o engenheiro Eduardo Sampaio e o administrador Gabriel Fernandes, que enxergaram um gargalo no mercado e aproveitaram a oportunidade para construir um negócio juntos. “O consumidor brasileiro está cada dia mais atento às ofertas relacionadas aos produtos que compra e esse interesse aumenta ainda mais em tempos de crise”, conta Eduardo.

Com o crescimento do acesso da população a smartphones e a conexão constante com a internet, surge na economia um espaço para desenvolver novos hábitos junto ao consumidor moderno. Para atender às necessidades desses compradores, o varejo precisa se adaptar e prover novas formas de atingir os consumidores. Nesse sentido, o InstaOfertas traz uma solução dinâmica e diferente do que os varejistas utilizam atualmente. “O folheto de ofertas distribuído na rua gera custos e tem um baixo retorno, pois é entregue para qualquer pessoa. Uma solução digital possibilita um maior retorno ao varejista por focar exatamente no nicho de consumidores de cada produto e região”, explica.

A solução estará disponível incialmente na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), e a previsão é expandir por todo o país até o fim do próximo ano. Enquanto a novidade não vai ao ar, os consumidores interessados já podem fazer o pré-cadastro no site www.instaofertas.com.br.

Tags, , ,

Startup possibilita que estabelecimento tenha seu próprio aplicativo de delivery

82efad24-97b9-4cee-8669-7c848da7457d

Startup lança aplicativo completo e acessível para bares, pizzarias, restaurantes, farmácias, distribuidoras de água , gás e outros negócios que oferecem serviço de delivery, o Delivery2me, onde é possível que o cliente realize pedidos através da plataforma.

O Delivery2me, diferente dos aplicativos já existentes no mercado que trabalham com o formato multiloja, tem como foco e diferencial fornecer um app exclusivo para cada restaurante somente com o pagamento de uma taxa de assinatura única e de manutenção mensal, com valores fixos e acessíveis, diferente dos aplicativos multiloja, que, além da taxa de assinatura e manutenção, cobram comissões sobre os pedidos realizados através de suas plataformas.

Lançado inicialmente em Fortaleza-CE, porém com clientes em São Paulo-SP e outros estados, a empresa inicia em 2017 seu plano de expansão nacional e internacional. A ideia do Delivery2me é que o estabelecimento tenha o app não só como um canal de vendas, mas como uma possibilidade de aumentar seus lucros e criar um canal de relacionamento com o cliente, através de atendimento personalizado, envio ilimitado de mensagens push e programas de fidelidade.

Com foco na usabilidade do cliente final, a Startup investiu em um layout moderno, privilegiando o destaque aos pratos e a facilidade no processo do pedido, aumentando a taxa de conversão do estabelecimento.

Outro diferencial do aplicativo, é que ele oferece módulos extras que otimizam e facilitam a administração dos pedidos, como o acompanhamento em tempo real da localização do entregador através do mapa.

Para mais informações, acesse o site da empresa: www.delivery2me.com.br e baixe o aplicativo de demonstração: http://onelink.to/d2medemo

Tags,

É possível construir um “negócio da China” aqui no Brasil?

Por Zhen Zhang

Enquanto a China é o segundo país com maior quantidade de empresas unicórnio – aquelas de capital privado e que valem mais de 1 bilhão de dólares -, outros países, como o Brasil, lutam diariamente para serem os próximos a despontar e crescer nesse ranking, atraindo capital e desenvolvimento para a região. Talvez por isso o termo “negócio da China” seja tão utilizado por aqui como sinônimo de sucesso.

Desde que cheguei ao Brasil, em 2012, foram inúmeras as vezes que me perguntaram se estou aqui para fazer um “negócio da China”, e minha resposta é sempre a mesma: O mercado brasileiro, apesar de ter cerca de 7 vezes menos pessoas que meu país de origem, tem potencial para acolher dezenas de unicórnios que venham a surgir e nos mais diversos segmentos. Sendo assim, quem souber empreender no país oferecendo soluções que esse público precisa vai conseguir criar um negócio bilionário, seja ele da China, do Brasil, da Índia ou qualquer outra nacionalidade.

Na verdade podemos dizer que o que mais contribui hoje para o sucesso de um empreendedor, além de seu esforço e dedicação diários, é a experiência que traz em sua bagagem de vida pessoal e profissional e a facilidade de se adaptar com agilidade a diversas situações, algo muito valorizado por investidores asiáticos. Até meus 18 anos vivi em uma pequena cidade na China, mas assim que pude eu saí para conhecer o mundo e afirmo que essa experiência de conviver com diferentes culturas e aprender a pensar fora da caixa contribui muito para o sucesso do empreendedor.

Por ser espacialmente e culturalmente tão distante da China, a América Latina sempre foi uma região que me atraiu. Quando tive a oportunidade de fazer um intercâmbio internacional a partir da faculdade que eu cursava na Itália, o Brasil foi minha primeira opção, diferente do restante da turma de classe que preferiu instituições europeias ou nos Estados Unidos. Quando acabei meus estudos, decidi ficar aqui. Além de ter sido conquistado pela cultura e pelo povo, eu via muitas oportunidades de negócio no mercado brasileiro e desde então tenho desenvolvido soluções que facilitem o cotidiano do usuário de tecnologia.

Mesmo que atualmente o país esteja com sua economia estagnada e tenha uma população inferior à da China ou da Índia, o Brasil se apresenta como um local propício para o surgimento de empresas gigantes de tecnologia. Isso porque a renda per capita nacional é mais alta do que os países citados e o povo brasileiro realiza muitas transações online e via cartão de crédito. Já em outros países às vezes é necessário educar o consumidor e criar a cultura de compra online.

Esse comportamento do brasileiro cria o cenário ideal para o crescimento de novos negócios digitais e é nisso que me baseei para criar a Mobocity. Muitas startups brasileiras têm surgido nos últimos anos e o nível de profissionalismo só tem crescido, assim como o mercado B2B tem se preparado para elas. Já temos associações, coworkings e mídias especializadas nesse segmento, o que ajuda a criar uma base de sustentação para os empreendedores. Portanto afirmo que é só questão de tempo até começarem a surgir os primeiros unicórnios.

Zhen Zhang, empreendedor chinês, CEO da Mobocity, startup criada no Brasil e com equipe nos dois continentes.

Tags, , , ,

Novo aplicativo de serviços automotivos delivery oferece diferentes funcionalidades e serviços

O aplicativo mobile da Easy Carros, startup que conecta donos de carro a profissionais de serviços automotivos e eleita a melhor startup do Brasil em 2016 pela G-Startup, acaba de ganhar uma nova versão. A atualização, que ganhou uma interface mais clean e intuitiva, também oferece novos serviços e a melhora na experiência do usuário.

Entre os novos serviços, destaque para a possibilidade de solicitar, separadamente, apenas a lavagem interna ou apenas a lavagem externa do veículo, que também possuem preços mais atrativos, de R$32,00 cada. Além disso, como a recorrência de pedidos é muito alta por parte dos clientes, o novo app facilita a experiência para que, em apenas um clique, seja possível selecionar um serviço já realizado anteriormente.

Outra vantagem é que agora o novo aplicativo permite adicionar veículos diferentes em um mesmo pedido, além de mostrar a faixa de preço de cada um dos pedidos e a duração de cada serviço.

“Como uma startup inovadora, buscamos melhorar a prestação de serviços do nosso aplicativo constantemente. Esse movimento de oferecer lavagens interna ou externa é algo que parte dos clientes tinha interesse, já que em alguns casos o veículo pode necessitar de lavagem em apenas uma das partes. Dessa forma, ele tem um serviço mais focado e com melhor custo. Além disso, queremos que o usuário tenha um aplicativo cada vez mais intuitivo, então buscaremos melhorá-lo sempre”, destaca Fernando Saddi, CEO da Easy Carros.

Lançada em janeiro de 2015, a Easy Carros reúne, em um único ambiente, prestadores de serviços que oferecem opções como lavagem ecológica, enceramento, polimento, higienização interna, higienização do ar-condicionado, cristalização de vidros, limpeza técnica do motor, troca de óleo e hidratação de couro e, agora, lavagem interna e lavagem externa. Tudo isso de forma delivery, ou seja, os serviços são realizados no próprio local definido pelo cliente, sem precisar tirar o carro da garagem.

Em 2016, além de ser eleita a melhor startup do Brasil, a Easy Carros se destacou em competições internacionais como a latino-americana QPrize, que aconteceu em Buenos Aires (Argentina) e a competição global G-Startup WorldWide, realizada no Vale do Silício (Estados Unidos), na qual ficou em segundo lugar. A Easy Carros fechará 2016 com cerca de 25 mil pedidos realizados por mês, o que registra um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado.

A nova versão do aplicativo já está disponível para smartphones e tablets com sistemas operacionais iOs e Android.

Tags, , , ,

Startup transforma agências de viagem em corretoras de câmbio

65e198f5-304f-488a-a07b-43bc9da7187f

Cada vez mais as agências de viagem precisam se destacar em meio à concorrência física ou digital. Para se diferenciar e facilitar a compra de moeda pelo melhor preço, essas empresas já podem convidar os seus clientes a utilizarem a Bidollar . O marketplace de câmbio agora é multimoedas e, por meio de inteligência artificial, ajuda o viajante a comparar e comprar online em apenas alguns minutos.

Com a nova parceria, o agente de viagem envia por e-mail o convite com um código promocional para acessar a Bidollar. Na primeira transação, o cliente ganha um desconto. Todo o processo é online: comparação em tempo real das cotações nas principais casas de câmbio do país, aquisição, acompanhamento do pedido e entrega em um dia útil. O viajante ainda tem a praticidade de pesquisar e comprar via chat do Facebook ou Telegram. Basta enviar uma mensagem e o chatbot responde automaticamente com a melhor cotação e como proceder.

Ao longo da transação dá para poupar, em média, 20% do valor final ao adquirir dólar, por exemplo. “Alguns clientes economizaram mais de R$ 750. Além disso, não temos a taxa de balcão, oferecemos gráficos para comprar no melhor momento do mercado e ainda agilizamos o processo”, esclarece Kenzo Tominaga, fundador da Bidollar.

A principal vantagem para as empresas de turismo, além da comissão recebida, é fidelizar clientes e poder acompanhar tudo de perto. “Os agentes não perdem tempo e focam no negócio principal, com a tranquilidade de garantir a melhor cotação para o cliente e reforçar a confiança nos serviços prestados”, afirma Tominaga. Se antes o dólar americano era a especialidade da plataforma, a empresa atendeu aos pedidos e expandiu os serviços para dólar canadense, dólar australiano, libra e euro. Até o fim do ano, a Bidollar quer ser parceira de mais de 300 agências, chegando a mil em 2017.

Tags, , , ,

Faculdadde substitui monografia por criação de startups em trabalho de conclusão de curso

ba4f0db5-4000-4127-baf6-f396c46b08fc

Na faculdade de tecnologia FIAP, as monografias esquecidas nas prateleiras das bibliotecas já ficaram no passado. A instituição aposta na criação de startups para a conclusão dos cursos de graduação e MBA. Os estudantes desenvolvem um plano de negócio para a startup que criam durante as aulas, com mentoria dos professores, e os melhores projetos são apresentados a investidores e aceleradoras. A ideia é colocar em prática várias soluções para problemas reais, aplicando o conhecimento técnico de cada curso. Os vencedores ainda ganham um curso intensivo na Babson College, considerada uma das melhores escolas de empreendedorismo do mundo, em Massachuetts (EUA).

Muitas pessoas estão querendo tirar do papel a sua ideia, com vontade de ser empreendedor e colocar na prática. Só que a verdade é que muitos não têm tempo e suporte profissional. O que a FIAP está disponibilizando para eles não é só o tempo, mas também um suporte técnico. Temos uma equipe de empreendedorismo, professores com experiência neste assunto que os apoiam para transformar os projetos de startups em uma coisa real” explicou o diretor acadêmico da pós-graduação da FIAP, Eduardo Endo.

Depois de ser avaliados por uma banca formada por empresários, investidores, parceiros e convidados, dez grupos finalistas apresentam pitchs no evento de encerramento. Em 15 de dezembro, aconteceu a cerimônia dos grupos de MBA, no Museu de Arte Moderna (MAM). Os estudantes tiveram 2 minutos para apresentar seus pitchs aos convidados. No final, foram anunciados os três grupos vencedores. Conheça os projetos:

LeBraile

O Lebraile é um equipamento móvel desenvolvido para deficientes visuais criado pelos alunos Cristiano de Moraes e Paulo Eduardo Santos Porto, do curso de MBA em Desenvolvimento de Aplicações JAVA-SOA. Através de pequenos itens que sobem e descem, o dispositivo permite ao deficiente visual sentir a letra braile por meio do tato. “O tato do deficiente visual é muito sensível, então o equipamento não precisa ser muito grande. Hoje, os dispositivos que existem não são móveis, são grandes e pesados. Então, o deficiente visual não pode contar com ele no transporte público, por exemplo, ou em uma clínica médica” explica o integrante do grupo Paulo Eduardo. Um portal na web vai estar conectado ao aparelho e tudo o que estiver assinado nele será traduzido automaticamente, como textos e legendas de filmes. “Vai poder ser utilizado em cinemas e em qualquer lugar que existir um deficiente visual com a necessidade de leitura” conclui Cristiano. O dispositivo utiliza componentes de IOT e o projeto foi desenvolvido dentro do Maker Lab da FIAP – laboratório de tecnologia. A startup já possui protótipo funcionando.

NXT – Baladas e Bares

A startup desenvolvida por Guilherme Rocha Nazaré da Silva, do curso de MBA em Arquitetura de Soluções, conecta estabelecimentos aos usuários com interesses semelhantes. “É um aplicativo para baladas e bares, que une as pessoas com os mesmos interesses e possibilita a reserva de camarotes, compra de ingressos e conhecer pessoas diferentes. O nosso objetivo é cuidar de toda a sua vida noturna no aplicativo. O NXT já este no ar, pronto para ser baixado nas lojas para Android ou IOS” explica Guilherme. O estudante também ressalta como é a experiência de criar uma startup “Empreender tem sido algo muito gratificante, unir as coisas que gosto de fazer no trabalho é muito bom e desafiador. Estamos só começando”.

Imagine

O Imagine é um aplicativo educativo criado pelos alunos de MBA em Big Data, Kauê Pinheiro, Murilo de Oliveira, Rodrigo de Oliveira e Wellington Hideki, que permite que crianças criem suas próprias histórias. “Para crianças já alfabetizadas e com amplo vocabulário, as mesmas vão escrever a história e o aplicativo criará imagens a partir de suas palavras. Ela também será guiada com dicas para criar uma narrativa. Já as crianças não alfabetizadas vão escolher o rumo da história a partir de imagens. Elas definem o enredo e final da história” explica o integrante do grupo, Wellington Hideki. Os pais terão um feedback do comportamento dos filhos no aplicativo que será analisado por um psicopedagogo. “O objetivo da análise é identificar se a criança sofre algum tipo de bullying, dentre outros problemas e psicológicos, e avaliar o desenvolvimento intelectual das mesmas” conclui Wellington.

Tags, , ,

Startup catarinense Sensorweb é reconhecida pela Anprotec como melhor incubada do Brasil

unnamed-85

A Sensorweb, startup que desenvolve soluções em Internet das Coisas (IoT) para o mercado de Saúde, encerra 2016 comemorando o reconhecimento como melhor incubada no Brasil pelo Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador 2016. Promovido pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), em parceiria com o Sebrae, a iniciativa prestigia projetos, incubadoras de empresas, parques tecnológicos e empresas graduadas e incubadas, que, por meio de suas ações, serviços e produtos, fortalecem o movimento empreendedor no Brasil. A Sensorweb, que hoje é a responsável pela unidade de conectividade da FANEM, tem sede em Santa Catarina e nasceu dentro do MIDI Tecnológico, também premiado na ocasião como a melhor incubadora orientada ao desenvolvimento local e setorial (DLS).

“Ao longo desses anos temos trabalhado fortemente para proporcionar qualidade de vida, conectando ambientes, dispositivos e pessoas na área da saúde. Esse reconhecimento só fortalece e reafirma nossa preocupação em oferecer serviços de excelência aos clientes. Mais do que resultados financeiros, o impacto positivo que nossas soluções proporcionam ao mercado de saúde foram essenciais para essa conquista”, afirma Douglas Pesavento, CEO da Sensorweb.

Além do prêmio recebido, a startup encerra 2016 com um incremento de 50% em seus negócios e projeta até 2021 um crescimento aproximado de 80% ao ano. De acordo com CEO, Douglas Pesavento, os planos para os próximos anos incluem ingressar em novas áreas da saúde, como a neonatal e os gases medicinais. Já para 2017 o foco é aumentar a presença nos principais hospitais do país, em especial no estado de São Paulo, atingindo quatro mil pontos monitorados.

Fundada em 2009, a Sensorweb tem alcançado resultados expressivos desde então. Ao todo, a startup cresceu mais de 2000% neste período de incubação, permitindo uma economia de mais de R$5 milhões em seus clientes, sendo este valor investido em medicamentos e insumos críticos na área de saúde que tiveram suas perdas evitadas com o uso da solução. Em 2014, a empresa associou-se a Fanem, multinacional brasileira que fabrica produtos nas áreas de neonatologia e de laboratórios, o que a permitiu alavancar novos mercados.

Atualmente, a Sensorweb tem mais de 2,5 mil sensores em operação espalhados em várias regiões do país, número que demonstra o grau de confiabilidade e robustez da solução entregue aos clientes, entre eles estão Grandes Hospitais, Clínicas Oncológicas, Bancos de Sangue, Institutos e Laboratórios de Pesquisa. As soluções completas da Sensorweb atuam de maneira significativa na preservação de produtos e insumos sensíveis à temperatura e umidade, tais como sangue, vacinas, medicamentos, pesquisas, reagentes e ambientes. São mais de 260 mil bolsas de sangue, R$120 milhões em medicamentos, especialmente os que se destinam a tratamentos como câncer que possuem um alto custo, além de amostras biológicas com valores inestimáveis, como embriões, medulas e pesquisas. Por exemplo, atualmente a pesquisa da chikungunya são monitoradas pela solução.

“Entregamos uma solução completa de tecnologia e serviços de forma a garantir um monitoramento à distância preciso, seguro e contínuo. Assim os clientes reduzem seus riscos de perdas com o disparo de alertas eficientes e podem contar com nossa equipe capacitada atuando para o funcionamento integral do sistema. Nossa solução não é somente tecnologia, vai muito além disso, pois a mesma necessita de engajamento dos usuários e um suporte rápido e continuado para permitir o sucesso na sua aplicação”, finaliza.

Tags, , , , , , , , ,