Page Arquivos startup - Página 88 de 1786 - Valor Agregado

Category startup

Ambev se une a novos parceiros e busca startups com foco em impacto socioambiental para 4ª edição da Aceleradora 100+

Já pensou em contribuir para a construção de um futuro mais sustentável? A Aceleradora 100+, programa de inovação da Ambev, chega à sua 4ª edição e convida startups e empreendedores de impacto socioambiental a apresentarem soluções que unam inovação e sustentabilidade. O objetivo do programa é implementar pilotos que ajudem a companhia e seus parceiros a avançarem em seus compromissos de sustentabilidade para 2025, especialmente os que envolvem mudanças climáticas, embalagem circular, agricultura sustentável, gestão de água, ecossistema empreendedor e Amazônia.
 

Podem se inscrever, até o dia 4 de maio, startups com soluções prontas para serem implementadas e testadas, em fase piloto ou de ida ao mercado. As inscrições podem ser feitas pelo site da Aceleradora 100+. Caso o negócio esteja em um nível de maturidade mais avançado, de tração ou escala, há a possibilidade de se inscrever no programa global, 100+ Accelerator da AB Inbev.
 

Seguem junto à companhia nessa jornada a Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) e o Quintessa, aceleradora de impacto. Ambos já integram a Aceleradora 100+, desde a terceira edição, e somam-se a eles novos parceiros e apoiadores, importantes nomes no mercado – PepsiCo, Valgroup, Ball Corporation e Machado Meyer Advogados.
 

“Os empreendedores que querem conectar suas propostas ao nosso negócio têm essa oportunidade com a Aceleradora 100+. Nós queremos impulsionar ideias inovadoras e sustentáveis, que contribuam com a sociedade e o meio ambiente, por isso, investimos no crescimento compartilhado. Aqui na Ambev, encaramos a sustentabilidade como uma jornada coletiva”, afirma Lisa Lieberbaum, Gerente de Sustentabilidade da Ambev.
 

O programa é um exemplo de como a inovação aberta é um caminho eficiente para ajudar empresas na agenda ESG e na sua jornada de sustentabilidade. Não somente a Ambev, mas as empresas parceiras também poderão se relacionar com as soluções das startups para resolver seus desafios de impacto socioambiental.
 

Segundo Augusto Corrêa, Secretário Executivo da PPA, “neste ano, queremos popularizar as oportunidades de participação no programa. Nós da PPA entendemos que as startups da Amazônia precisam de reconhecimento e visibilidade. Por isso, queremos atrair negócios com soluções ainda mais diversificadas, mas sempre com a premissa de trazer impactos positivos e benefícios socioambientais para a região”.
 

“A PepsiCo tem muito orgulho de apoiar a iniciativa Aceleradora 100+ porque sabemos que é urgente a necessidade de viabilizarmos novas iniciativas para os desafios ambientais e sociais que temos hoje. Assim, é preciso buscarmos soluções compartilhadas para que possamos construir hoje um futuro mais sustentável para esta e para as próximas gerações. Somente unindo nossos esforços de inovação conseguiremos promover a transformação e esse programa é uma oportunidade incrível de fazermos isso.” Ricardo Maldonado, Gerente Geral e Vice-presidente de Bebidas da PepsiCo América do Sul.
 

“Na Valgroup, acreditamos muito no poder da colaboração. É muito gratificante ser a nova parceira da Aceleradora 100+ e poder impulsionar iniciativas que compartilhem dos mesmos objetivos sustentáveis que nós, como fortalecer ainda mais a economia circular, tendo em vista nosso foco em ESG”, comenta Eduardo Berkovitz, Diretor de Relações Institucionais e Compliance da Valgroup.
 

Soluções para os principais desafios ambientais

Nesta quarta edição, as co-realizadoras do programa: Ambev e PPA, junto aos parceiros PepsiCo, Valgroup e os apoiadores Ball Corporation e Machado Meyer, e realização do Quintessa, buscam soluções para seis desafios. São eles:

  • Gestão da água: Monitoramento e análise de água; conservação e administração de bacias hidrográficas; e/ou tratamento e redução do consumo de água em manufatura e supply chain.
  • Agricultura sustentável: Treinamento, engajamento e suporte a pequenos produtores e agricultores; aumento da qualidade e produtividade da colheita; e/ou outras inovações relacionadas à agricultura sustentável.
  • Mudança climática: Consumo e monitoramento de energia; soluções alternativas e renováveis para o setor energético; redução, captura e remoção de emissões de CO2; regeneração e restauração florestal; análises financeiras e de gestão para mudanças climáticas; e/ou Logística Verde.
  • Embalagem circular: Reciclagem, reutilização e devolução; materiais alternativos e inovações para embalagens; e/ou rastreabilidade e logística reversa de embalagens.
  • Ecossistema Empreendedor: Valorização de produtos gerados no processo de produção da cerveja; rastreabilidade da cadeia produtiva/fornecimento responsável; incentivo a cadeias produtivas locais/regionais; e/ou diversidade e inclusão na cadeia produtiva.
  • Amazônia: Negócios comunitários da Amazônia; cadeias de valor da Floresta Amazônica; turismo sustentável; comercialização de insumos da sociobiodiversidade amazônica/iniciativas de fomento ao acesso a mercado; inclusão produtiva de populações locais e tradicionais da Amazônia.

Tags