Page

Category startup

Primeiro Crowdworking do Brasil já tem startups selecionadas

view.aspx

Sessenta e três jovens empreendedores são os pioneiros do Crowdworking Vale da Eletrônica, programa de incentivo ao empreendedorismo e inovação da Telefónica Open Future, Ericsson e Inatel, que funciona no campus do Instituto em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas Gerais. O anúncio dos 20 projetos selecionados foi realizado nesta sexta-feira em uma “cerimônia surpresa”, que emocionou os classificados. “Ter o nosso projeto selecionado era o que faltava para dar andamento no nosso produto e desenvolver o empreendedorismo em nossas carreiras”, disse a estudante Isabela Coelho, do 3º período de Engenharia Biomédica do Inatel.

O Crowdworking Vale da Eletrônica foi criado no início do ano e começou com 90 projetos inscritos. Quarenta e dois foram pré-selecionados para apresentações de pitchs e tiveram a avaliação de representantes das duas multinacionais e do Núcleo de Empreendedorismo do Inatel. “São projetos muito interessantes, com iniciativas realmente inovadoras. Na avaliação, levamos em consideração a evolução das equipes, a capacidade de realização e a aderência da ideia com a realidade de mercado, disse Alexandre Moreira, consultor de Tecnologias da Ericsson, que participou da seleção, juntamente com Tales Waisberg, consultor de Negócios da Ericsson, Vanderson da Silva, especialista na divisão de Tecnologia da Telefónica, Pedro Rivieri, diretor da Telefónica, Carlos Cerqueira, coordenador da Pré-Incubadora do Inatel e Raphael Pereira, gestor de Tecnologia e Inovação do Inatel.

Os 20 projetos selecionados são de alunos e ex-alunos do Inatel e atendem segmentos considerados estratégicos na área da Tecnologia da Informação e Comunicação, como Internet of Things (IoT), além de soluções que podem ser aplicadas em pequenas ou grandes empresas. “Criamos o projeto para participar do programa. Sermos selecionados é uma excelente oportunidade para criar uma startup madura. Poderemos validar nossas ideias com profissionais com grande experiência e assim deixar nosso projeto pronto para atender as necessidades do mercado”, disse Caio Pereira, ex-aluno do Inatel, que atua no laboratório de hardware da área de serviços do Instituto, e que junto com outros três ex-alunos criou o BVIoT, soluções de infraestrutura de IoT para Smart Cities.

Nas próximas semanas, os empreendedores selecionados já iniciam os trabalhos no espaço compartilhado criado especialmente para eles, além de toda a estrutura da Incubadora e do Laboratório de Criatividade, Ideação e Inovação do Inatel. As equipes vão receber suporte técnico, capacitações e mentorias dos profissionais, executivos e parceiros envolvidos no programa, além da oportunidade de receber apoio de futuros investidores e aceleradoras, como a Academia Wayra, que também integra as iniciativas do Telefónica Open Future e vai acompanhar as startups. “São projetos muito sólidos, muito bem estruturados, com potencial de aceleração e que podem, em um momento posterior, ser um produto ou serviço de interesse da Telefónica/Vivo”, disse o diretor da Telefónica, Pedro Rivieri.

Durante o anúncio dos selecionados, o diretor do Inatel, professor Marcelo de Oliveira Marques, falou sobre a importância do programa não só para o desenvolvimento dos jovens selecionados. “Eles vão passar por um processo diferenciado voltado ao empreendedorismo, à inovação, à geração e distribuição de valor que vão transformá-los. E temos certeza que, ao final, teremos profissionais ainda mais diferenciados e novas empresas que contribuirão para o desenvolvimento econômico e tecnológico do país”. Também foram exibidos depoimentos dos integrantes da banca avaliadora, da diretoria e presidência da Ericsson, incluindo os ex-alunos do Inatel, Eduardo Ricotta, vice-presidente da Ericsson América Latina, e Sergio Quiroga, presidente da Ericsson América Latina, que parabenizou os jovens. “Aproveitem essa oportunidade e tudo o que o programa entre Ericsson, Telefónica e Inatel oferece”.

Tags, , , , , ,

Startup mineira quer revolucionar mercado de classificados

SempreDaNegocio

Lançada em 2016 e com a missão de ser diferente dos grandes players do mercado, o portal de classificados SempreDaNegocio promete revolucionar o setor de classificados. Com mais de 320.000 anúncios de imóveis e 240.000 de veículos, o site oferece anúncios gratuitos e planos onde o anunciante pode obter seu próprio site, interação com plataformas mobile, integração com mídias sociais e alcançar maior exposição dos anúncios.

Segundo o fundador do site, Mauricio Zanatta, “Criamos uma plataforma diferente, com base em uma pesquisa que realizamos com mais de 1.300 pessoas em 12 estados brasileiros, além de analisarmos o mercado em países como Estados Unidos, Argentina e México. Esse levantamento foi essencial para criar um portal totalmente usual, priorizando a necessidade do usuário”.

A plataforma aposta em 4 diferentes ramos de atuação: imóveis, veículos, eletrônicos e equipamentos. “Realizamos um projeto piloto na cidade de Uberaba (MG) e a aceitação foi ótima, agora preparamos nosso portal para suportar a demanda de todo o Brasil”, afirma Mauricio. Em abril, o portal registrou 92% de aceitação entre seus usuários e crescimento de 130% ao mês. A startup também pretende ser uma opção para estrangeiros que buscam hospedagem nos jogos olímpicos, através de seus anúncios.

Tags, , ,

Projeto brasileiro que acelera diagnóstico de câncer concorre a US$ 1 milhão em competição de startups

Uma startup pernambucana é a única representante brasileira em uma disputa internacional que vai premiar projetos de empreendedorismo social com até US$ 1 milhão. A Epitrack, empresa que desenvolve plataformas online para detecção digital de doenças, foi a vencedora na etapa brasileira do The Venture e parte para a final mundial do evento, que acontece no dia 14 de julho em Nova Iorque. A empresa concorre com propostas de responsabilidade social de outros 26 países dos cinco continentes.

A representante brasileira apresenta um projeto que une a tecnologia e os biossensores de reconhecimento de células cancerígenas no sangue antes mesmo da formação do tumor. Esses casos serão identificados e mapeados em nível global, facilitando o entendimento desta que é uma das doenças mais enigmáticas da atualidade. O projeto, que tem parceria com o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (Lika) da UFPE, tem como objetivo principal detectar antecipadamente indícios de alguns tipos de câncer. “Quanto mais cedo o câncer é identificado, mais fácil ele será curado. Vamos utilizar a tecnologia a favor dessa antecipação”, explica Juliana Perazzo Ferreira, Fisioterapeuta epidemiologista e sócia da Epitrack.

INSPIRE O PÚBLICO – Uma das etapas do prêmio consiste numa votação popular na internet entre os concorrentes. O The Venture destinará uma cota do prêmio no valor de US$ 250 mil (um quarto do total) durante cinco semanas, entre os meses de maio e junho, para que pessoas do mundo inteiro votem online no projeto mais inspirador. Essa etapa tem início no dia 9 de maio e vai até 13 de junho. A votação é semanal; ou seja, a campanha precisa incentivar o público a votar toda semana. Como único projeto brasileiro na disputa, a Epitrack pretende mobilizar os internautas do quinto país do mundo em número de usuários da rede (98 milhões, segundo estudo do Banco Mundial).

“A internet tem proporcionado o engajamento das pessoas em várias causas nobres. Essa é mais uma em que um simples voto pode fazer toda a diferença. Nossa expectativa em relação a final do The Venture é alta: acreditamos no impacto que nosso projeto pode ter na sociedade. Reconhecemos a qualidade dos concorrentes, mas, a saúde, como bem mais preciosos que temos, merece uma atenção especial”, explica Onício Leal, biomédico epidemiologista e sócio da Epitrack.

THE VENTURE – Sob o mote “Vença do jeito certo”, o The Venture busca encorajar os empreendedores sociais mais promissores do mundo, que têm como objetivo novas formas de desenvolver o bem-estar coletivo. O prêmio consiste num fundo de US$ 1 milhão para startups que usam seus negócios para criar mudanças positivas e tem a missão de inspirar pensadores empresariais para a transformação da realidade mundial. O fundo é financiado pela marca Chivas Reagal.

ETAPA BRASILEIRA – A Epitrack foi escolhida na edição nacional do The Venture por um júri especializado, composto de nomes como Lucas Foster, Guilherme Lichand e Maria Prata. Na final em dezembro de 2015, a empresa venceu outras três finalistas com o projeto de para expandir as plataformas de detecção digital de doenças e integrá-las a biossensores com base em abordagem molecular. A iniciativa busca a identificação de células cancerígenas no sangue para a prevenção e tratamento precoce da doença.

A STARTUP – A pernambucana Epitrack foi criada por Onício Leal, biomédico, epidemiologista e mestre em Saúde Pública, e Jones Albuquerque, PhD em Ciência da Computação. Atualmente conta ainda com Juliana Perazzo Ferreira, fisioterapeuta, epidemiologista, com especialização e mestrado em Saúde Pública e doutoranda em Ciência da Computação. A Epitrack atua no que o mercado chama de “eHealth”: aplicativos e solução de Internet em conjunto com outras tecnologias de informação, focada na melhoraria do acesso, da eficiência, da efetividade e da qualidade dos processos clínicos e assistenciais necessários a toda a cadeia de prestação de serviços de saúde.

A empresa surgiu com a ideia de criar mecanismos para facilitar a coleta colaborativa de dados de ocorrências epidêmicas e mapeamento de surtos de doenças infecciosas. É responsável por aplicativos como “Saúde na Copa (2014)” e “Guardiões da Saúde (2015/2016)” (Brasil), “Flu Near You” (EUA e Canadá), “Salud Boricua” (Porto Rico), utilizados para identificar cenários de epidemias de síndromes respiratórias (Influenza), diarreica ou exantemática (inclusive por arbovírus como Dengue, Chikungunya e Zika).

A ideia é encorajar os usuários a compartilhar e descrever os sintomas, coletando os dados colaborativos que geram mapas interativos e mostram os locais afetados em diferentes áreas. O objetivo das plataformas, sites e aplicativos, é identificar rapidamente o risco de surtos e epidemias de doenças infecciosas para gerenciar a resposta efetivamente. Esses dados transmitidos em tempo real permitem que autoridades de saúde analisem cenários de risco. Quando é identificado um grupo de usuários com mesmos sintomas, no mesmo espaço e tempo, pode ser um indicativo de surto. Então as equipes de vigilância epidemiológica podem atuar na investigação e interrupção oportuna de ocorrência, agindo de forma mais rápida. Todas essas plataformas se encaixam na área que é conhecida como Detecção Digital de Doenças (DDD).

O financiamento do The Venture capacitaria o finalista brasileiro a dar andamento a um projeto para expandir as plataformas de detecção digital de doenças e integrá-las a biossensores com base em abordagem molecular. Desde 2015, a Epitrack realiza uma parceria com o LIKA-UFPE, laboratório que desenvolve pesquisas há 30 anos e desde 2005 utiliza a abordagem de biossensores, dispositivos que coletam pequenas quantidade de sangue e que são capazes de gerar diagnóstico para diversas doenças, incluindo não-transmissíveis, como o câncer. A parceria Epitrack-Lika gerou a oportunidade de desenvolvimento conjunto de uma solução baseada em biossensores e detecção digital de doenças para entender como o câncer tem se distribuído nas populações, favorecendo a compreensão epidemiológica da doença que representa um dos grandes problemas de saúde no mundo.

Seria possível, por exemplo, construir cenários epidemiológicos para câncer de mama, próstata e colo do útero, ampliando o número de exames realizados em todo o continente americano. Os recursos do prêmio seriam utilizados para expandir a área de atuação da startup e melhorar o laboratório de pesquisas, ampliando ainda contratações no campo de biologia molecular e de engenheiros de hardware.

Tags, , , , , , ,

Startup de Recursos Humanos recebe investimento de R$ 600 mil

A Pin People , startup paulistana de People Intelligence, acaba de levantar sua primeira rodada de investimento-anjo, no valor de R$ 600 mil. Ao todo, são quatro investidores-anjo, que foram escolhidos em função de expertises complementares de mercado, consideradas fundamentais para o crescimento da startup: um ex-empreendedor de sucesso na área de internet; um grande executivo que foi diretor de Recursos Humanos de uma multinacional; uma consultora de grandes empresas especialista em cultura organizacional; e uma executiva da área de software e analytics.

Para chegar aos quatro investidores-anjo, os sócios de Pin People – Isabella Botelho, Verônica Mussi e Frederico Lacerda – montaram um conselho consultivo com os potenciais candidatos no ano passado. Assim, foi possível avaliar o real interesse no negócio para, em 2016, receber o efetivo aporte de capital. “Acreditamos no smart money, pois o aprendizado com nossos mentores sempre foi e continua sendo o fator-chave para o sucesso de nosso negócio. Afinal, criamos a Pin People com objetivo de transformar o segmento de Recursos Humanos por meio do Big Data, de modo a melhorar a forma como as empresas conhecem e gerem suas pessoas, tendo em vista o recrutamento, o acompanhamento e a retenção de talentos”, explica Isabella Botelho.

Fundada há dois anos e meio, a Pin People foi criada em resposta à crescente preocupação das empresas com o engajamento e a retenção de seus colaboradores, o que gera altos custos por baixa produtividade e turnover. A solução é uma plataforma inovadora baseada em inteligência artificial, por meio da qual captura, analisa e cruza dados relativos às características culturais e comportamentais de candidatos e de colaboradores para combiná-los ao ambiente de trabalho das empresas.

Para tanto, já captura dados ‘não óbvios’ sobre as pessoas, por meio do questionário ‘Jeito de Ser’, entregando informações estruturadas – como o fit cultural com candidatos – para aumentar a agilidade e assertividade da tomada de decisão de gestores e do RH. “Com isso, os gestores terão um panorama das suas pessoas, em tempo real, e poderão tomar decisões com base em indicadores de clima organizacional e possíveis tendências de comportamento. Isso ocorrerá por intermédio de um dashboard de pessoas, que está, atualmente, em fase de desenvolvimento e teste com algumas empresas de grande porte”, finaliza Botelho.

Tags, , , ,

Love Mondays é uma das seis startups brasileiras selecionadas para participar do programa de aceleração do Google

image001-2

O Love Mondays, maior comunidade de carreiras no qual profissionais avaliam as empresas onde trabalham, foi uma das seis empresas brasileiras selecionadas para participar do Launchpad Accelerator, programa de aceleração do Google para negócios do Brasil, México, Indonésia e Índia.

O programa tem por objetivo impulsionar as startups que já se encontram em fase de crescimento para que se tornem referência no país onde atuam. Para Luciana Caletti, CEO do Love Mondays, ser uma das empresas selecionadas para integrar o projeto do Google é uma oportunidade para desenvolver o negócio e trocar experiências com profissionais de todo o mundo.

“Toda a equipe do Love Mondays está empolgada, pois, além de ser um grande reconhecimento para nós, o grande diferencial da aceleração oferecida pelo Google é receber todo o suporte e mentoria de uma das empresas mais inovadoras de todos os tempos” comenta Luciana Caletti. O Love Mondays inicia essa jornada no dia 13 de junho e passará duas semanas de aceleração e imersão na sede do Google, no Vale do Silício. Além do treinamento, a startup receberá US$ 50 mil em investimento e créditos em produtos de computação em nuvem da marca.

Tags, , , ,

Contabilizei é vencedor do 3º Latam Founders Awards

O Contabilizei, escritório de contabilidade online para Micro e Pequenas Empresas (MPEs) de comércio e serviço, saiu vitorioso na 3ª edição do Latam Founders Awards Gala, premiação realizada pela Latam Founders, rede de executivos e investidores do mercado de tecnologia. A empresa ganhou o troféu disputado na categoria Melhor B2B, que premia empresas que fornecem serviços tecnológicos para outras empresas.

“Recebemos este prêmio como reconhecimento dos esforços da equipe para impactar na vida de milhares de pequenas e micro empresas espalhadas no país”, afirma Vitor Torres, fundador e CEO do Contabilizei. E completa: “A premiação indica que estamos no caminho certo e vamos honrá-la na nossa missão de democratizar os serviços de contabilidade, desburocratizando esta que é uma peça fundamental para as MPEs de todo o país.”

O Latam Founders Awards Gala também é conhecido como o “Oscar” das startups, e se distingue por atribuir às lideranças industriais o poder de nominação e premiação dos escolhidos. Além de premiar negócios de destaque, o Latam Founders Awards Gala ainda prestigia aceleradoras e investidores e oferece um espaço de networking entre altos executivos, mentores e empresários que inovam o mercado tecnológico latino-americano.

Torres atribui a conquista do prêmio ao fato da plataforma desempenhar uma função disruptiva num mercado complexo, ajudando os empresários a reduzir o gasto fixo com serviços de contabilidade num momento de crise em que austeridade e corte de gastos são palavras de ordem. “Ao reduzir em até 90% os custos com contabilidade, que é um custo obrigatório para qualquer empresário, o Contabilizei ajuda a desenvolver a economia do País, o que é especialmente bem-vindo nesse momento conturbado de crise, reduzindo o chamado “custo Brasil”, que é um dos maiores entraves ao empreendedorismo nacional”, diz.

Além de otimizar e reduzir os gastos com operações contábeis, o Contabilizei permite que o empreendedor controle suas finanças de qualquer lugar e a qualquer hora com uma tecnologia que funciona na nuvem.

Em Curitiba, sede do escritório do Contabilizei, a empresa tem colaborado para o fortalecimento do ecossistema empresarial local. “A vantagem de operar um serviço B2B realmente relevante é o impulso que se dá a toda uma cadeia de criação e produção. Por se tratar de uma solução que reduz custos, nossos clientes nadam contra a corrente recessiva da economia, apresentando percentuais de crescimento”, observa Torres.

Tags, , ,

Mercado de realidade virtual deve crescer 100 vezes em cinco anos

A startup carioca Uview360, aproveita a tendência mundial para se consolidar no Brasil e no exterior. Depois de produzir conteúdo adulto para o canal Sexy Hot, acaba de voltar do Havaí, onde produziu conteúdo esportivo para TVs norte-americanas

unnamed-34

A realidade virtual é a maior aposta em tecnologia do ano de 2016. Produtoras, fabricantes, empresários, visionários não querem ficar para trás, investindo suas fichas (e recursos) em produções revolucionárias e softwares inovadores em 360 graus. E a tendência é que essa tecnologia se popularize ainda mais nos próximos meses: de acordo com uma pesquisa realizada pela Advanced Imaging Society, de Hollywood, 70% dos americanos entre 18 e 60 anos se mostram extremamente interessados em relação à nova tecnologia. Dois terços disseram que estão mais empolgados com a realidade virtual do que estiveram antes com a TV em HD ou o 3D. O Brasil não fica para trás: a UView360, primeira produtora brasileira de vídeos em realidade virtual, atua com conteúdo de alta qualidade em 360 graus desde 2009.

O mercado da realidade virtual ainda está se desenvolvendo e amplificando seu conteúdo, tanto no Brasil quanto no mundo. Por aqui vemos alguns veículos e empresas começando a experimentar a tecnologia nas suas plataformas de interação com o consumidor. Porém, enquanto alguns fabricantes e produtoras focam apenas em um tipo de conteúdo, a Uview360 aproveita esse mercado – que prevê crescer mais de 100 vezes em cinco anos – para oferecer sua estrutura em VR em diferentes tipos de experiências para diversos tipos de público, mesmo tendo como sua expertise a área esportiva.

Charles Boggiss, diretor da startup carioca, explica o trabalho que a empresa desempenha e elucida as barreiras que essa nova tecnologia deve enfrentar para se estabelecer no Brasil: ‘’Nossa proposta é produzir conteúdo da melhor qualidade possível, com todos os elementos como narrativa, luz, som, edição, pensados para esse meio por especialistas em Realidade Virtual. Como todo novo meio, é preciso desenvolver essas competências, e nossa equipe tem profissionais pioneiros nessa tecnologia a nível mundial. Além disso, para transmissões ao vivo 360 em nível profissional, é preciso investimento em câmeras especializadas, softwares, além de toda a cadeia de transmissão de dados, que hoje no Brasil, não é algo trivial’’, afirmou.

Ao contrário do que comumente ocorre com novas tecnologias, um equipamento capaz de exibir conteúdo em RV é acessível para boa parte da população no Brasil: uma câmera capaz de gravar em 360 graus pode ser comprada por valores acessíveis, enquanto equipamentos mais profissionais têm um preço razoavelmente mais elevado. Nesse cenário, a expectativa é de que, ainda em 2016, youtubers, produtores de conteúdo e até mesmo usuários comuns enriqueçam a rede criando vídeos em realidade virtual.

As redes sociais também estão ajudando a romper essas barreiras no mundo e também no Brasil, fazendo com que a RV se torne cada dia mais usual. Desde setembro de 2015, o Facebook oferece aos seus usuários o recurso para vídeos em realidade virtual. Em fevereiro de 2016, Mark Zuckerberg, cofundador da maior rede social do mundo, exaltou a tecnologia da realidade virtual e afirmou que esta será a próxima rede social. Já no mês de abril de 2016, o Youtube lançou sua plataforma 360, que permite a transmissão de vídeos em realidade virtual ao vivo, bastando possuir algum gadget que permite ver vídeos em 360 graus para ter acesso às transmissões na rede em tempo real.

UView360 – No mercado desde 2009, a UView360 possibilita uma forma diferente de estar no mundo e experimentar novas sensações. Startup carioca, esteve à frente das primeiras experiências audiovisuais em 360 graus de eventos esportivos como o Mundial de Surf, Skate Bowl, BMX Escadaria de Santos entre tantos outros. Já produziu diversos especiais em realidade virtual para as Organizações Globo, com destaque recente para os 90 anos do jornal e os 50 da TV. Na área do entretenimento, este ano assinou o especial de realidade virtual do Carnaval do G1, para quem também produziu especial dos 450 anos do Rio. Além disso, a UView360 é a produtora de conteúdo de realidade virtual responsável pela tecnologia dos vídeos e distribuição de óculos do lançamento deste ano da Sexy Hot.

unnamed-35

Tags,

Girls in Tech Brazil anuncia finalistas do Lady Pitch Night

f18ea377-8da3-4f68-81c7-77b7dc8d3ff3

A primeira edição do Lady Pitch Night no Brasil promete fazer história nos segmentos de tecnologia e empreendedorismo feminino. Por conta da expressiva quantidade de inscritos e da qualidade dos projetos apresentados, o júri decidiu aprovar dez finalistas, ao contrário dos cinco inicialmente previstos. O LPN é uma competição de negócios ainda em estágio inicial cujo foco são startups fundadas ou cofundadas por mulheres, evento que já acontece nos EUA e na Europa. Os vencedores serão escolhidos em rodadas de pitchs em evento que será realizado no dia 11 de maio, no espaço Cubo Coworking, em São Paulo, a partir das 18h30.

Além da rodada de pitchs, que contará com premiação para a vencedora e finalistas, o encontro terá talks de ícones das áreas de tecnologia e empreendedorismo. As inscrições para o público ainda estão abertas, sujeitas à lotação, apenas pelo site https://www.sympla.com.br/lady-pitch-night__56124. Entre os prêmios estão uma viagem para São Francisco, nos EUA, um ano de coworking na Plug, uma solução de gestão Eboss e outros benefícios como ingressos para eventos internacionais e nacionais de tecnologia.

Os projetos selecionados para o LPN apresentam inovações relacionadas à Saúde, Entretenimento, Urbanismo, Beleza, Consumo, trocas de conhecimento e de dados e Educação. Os dez finalistas selecionados foram:

1 – Brand Lovers: primeira plataforma de market place, completamente social e customizada com base em big data e machine learning, de beleza, onde o usuário descobre produtos, realiza compras e compartilha sua opinião. https://brandlovers.com/

2 – Bright Photomedicine: empresa que proporciona saúde e bem-estar por meio do desenvolvimento de soluções tecnológicas em Fotomedicina (uso da luz para tratamentos clínicos). Seu primeiro produto é um curativo portátil e flexível que utiliza a luz para a redução e bloqueio da dor (fototerapia). http://www.brightmed.com.br

3 – Cuboz.com: um site gratuito que conecta pessoas para que reúnam-se em Redes para compartilhar conhecimento, filtrar, armazenar e organizar informações, comentar e debater sobre o assunto. É uma nuvem de Redes de Conhecimento. http://www.cuboz.com

4 – Daily Ride: é um app que conecta pessoas com assentos vazios em seus carros com outras indo na mesma direção. Quem dá carona, divide o custo do combustível. Quem pega carona, vai no conforto do carro por valor similar ao do ônibus (R$5). Com o aumento da cultura da carona esperamos ver um impacto no trânsito. http://www.dailyrideapp.com

5 – Epistemic: Um dos grandes desafios para quem estuda epilepsia é prever quando uma crise vai acontecer. A Epistemic está desenvolvendo um dispositivo que faz justamente isso: com 25 minutos de antecedência, informa o paciente que um surto irá ocorrer. http://www.epistemic.com.br

6 – Incast – conectando talentos: primeira plataforma para gerar e fazer negócios na área de comunicação no Brasil. Exclusiva para empresas, profissionais e artistas de publicidade, cinema, TV, teatro, rádio, eventos e todos os segmentos de entretenimento. https://incast.com.br

7 – Menu for Tourist: traduz cardápios dos restaurantes para até 8 idiomas. No aplicativo, o turista lê o menu no seu idioma e mostra para o garçom seu pedido no idioma nativo (em português no caso do Brasil). Assim, o pedido é feito sem necessidade de comunicação. http://www.menufortourist.com

8 – Omnize: plataforma de atendimento multicanal para sites de empresas. Na primeira versão, possibilita o atendimento por vídeo, voz e chat, e em próximos lançamentos também integrará WhatsApp, DM de redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter), e-mail e PABX. http://www.omnize.com.br

9 – Stella: aplicativo que estimula o uso de combinações (looks) diferentes, explorando um maior número de peças do guarda-roupa. O app se comporta como uma amiga conselheira, disponível 24×7, que vai ajudá-la a criar looks diferentes e opinar sobre o que está usando, levando em conta o tipo físico, clima, ocasião e estilo. Sumarizado e em tempo real. http://stella.mobi

10 – Timokids: aplicativo de livros e jogos socioeducativos, ilustrado em 3D com áudio em 4 idiomas e presente em mais de 190 países. Uma ferramenta de suporte para pais e professores para tratar de assuntos do dia a dia da criança de maneira lúdica. https://timokids.com.br

“O Lady PItch Night é um evento que promete tornar-se uma referência obrigatória para os empreendedores, investidores, designers e engenheiros que querem saber das tendências que estão por vir em inovação e conhecer os cases das inovadoras mais brilhantes em tecnologia no Brasil”, diz a francesa Estelle Rinaudo, co-managing director da Girls in Tech Brazil.

O evento tem o patrocínio do Banco Mundial, Cubo, Qualcomm, Cosmos Wide, Sympla, BRQ, Google Campus e apoiadores como iMasters, Rede Mulher Empreendedora, Plug Pessoas e Negócios, Punch! e Alves&Costa Consultoria.

SOBRE O LADY PITCH NIGHT:

11/05, 18h30

Espaço CUBO, R. Casa do Ator, 919 – Vila Olímpia, São Paulo – SP.

Entrada: R$ 45 até o 31/04 e R$ 65 até o dia do evento, ou caso os ingressos esgotem. Vendas somente pela internet: https://www.sympla.com.br/lady-pitch-night__56124

Sobre o Girls in Tech

O Girls in Tech (GiT) é uma iniciativa global sem fins lucrativos que busca promover o engajamento de mulheres que lidam com novas tecnologias. Composto por profissionais com capacidade para inspirar e liderar, é objetivo do grupo incentivar o crescimento da presença de mulheres inovadoras e empreendedoras no ambiente de tecnologia, criando condições para que tenham sucesso e que assumam posições de destaque nesse ecossistema.

Fundado em 2007 pela americana Adriana Gascoigne, o GiT hoje está presente em mais de 35 países. O formato de trabalho vem sendo estruturado para auxiliar mulheres em três pilares: educação formal (ensino médio), networking/mentoria e formação profissional. No Brasil, o GiT foi lançado em junho de 2013 em São Paulo, em agosto de 2015 no Rio de Janeiro quando unimos forças e iniciamos o Girls in Tech Brazil.

Tags, , , ,

O projeto brasileiro Geekie, aprendizagem para todos, entre os finalistas dos Prêmios WISE 2016

O projeto brasileiro Geekie, aprendizagem para todos, da empresa Geeky, foi selecionado como um dos quinze finalistas dos Prêmios WISE 2016. Lançados pela Fundação do Qatar em 2009, sob a liderança de sua presidenta, Sua Alteza Sheikha Moza bint Nasser, os Prêmios WISE identificam e promovem as abordagens mais inovadoras e eficazes para dar resposta aos desafios da educação global, e estão criando uma rede de agentes de mudança que inspiram outros em qualquer parte do mundo.

“Nos enche de orgulho ser finalistas em um prêmio de educação que atrai a atenção mundial. Ajuda a estabelecer a inovação como um elemento chave para a democratização da educação. E mostra também que é possível atingir novas metas inclusivamente fora dos centros de alta tecnologia. A transformação da educação está ao nosso alcance como sociedade, e este prêmio reúne e inspira aqueles que estiveram trabalhando para a mudança”, assinalou Cláudio Sassaki, cofundador e CEO da Geeky.

Acreditando que dois estudantes não aprendem do mesmo jeito, a empresa de São Paulo, Geeky, lançou o projeto Geekie, aprendizagem para todos, que oferece soluções educativas personalizadas utilizando a tecnologia. Concretamente desenvolveu uma plataforma tecnológica que integra três soluções. Uma primeira, a Geekie Lab, que identifica as necessidades educativas de cada aluno e cria um plano de estudo personalizado de acordo a seu ritmo de aprendizagem, e a suas debilidades e fortalezas em determinadas matérias; uma segunda, a Geekie Test, que se utiliza para conhecer o rendimento dos alunos em diferentes âmbitos: escola primária, educação superior, concursos e provas de idiomas, entre outros; e por último a Geekie Games, que lhes ajuda a preparar para o vestibular.

Os estudantes que utilizam estas soluções melhoraram 30 por cento seus resultados em um período de dois meses. Mais de 20.000 escolas do Brasil utilizam estas soluções e graças a elas mais de cinco milhões de estudantes melhoraram seu rendimento.

Selecionados por um Comitê de especialistas internacionais em educação, os quinze finalistas dos Prêmios WISE 2016 oferecem soluções criativas para o acesso, a qualidade da educação, o ensino de ciências, tecnologia, engenharia e matemática (STEM em inglês) e competências empresariais. Estes projetos abordam uma grande variedade de temas, que constituem desafios comuns da comunidade global.

Os membros do Comitê são Kamel Braham, líder do Programa de Desenvolvimento Humano do Banco Mundial para o Magreb; o Dr. Rajika Bhandari, diretor do Centro para o IIE Mobilidade Acadêmica de Investigação, E.U.A.; o Dr. Joyce Akumaa Dongotey-Padi, diretor executivo da Fundação Mama Zimbi (Gana), que ganhou os Prêmios WISE 2009; Adel Boseli, chefe do Departamento de incubadora de empresas do Qatar Centro; a Dra. Rana Dajani, fundadora e diretora do We love reading, professora associada da Universidade Hachemita da Jordânia e ganhadora dos Prêmios WISE em 2014; Sara de Freitas, vice-reitora de Aprendizagem e Ensino, Universidade de Murdoch, Reino Unido; Jiang Xueqin, diretor adjunto da Escola Internacional de Tsinghua, China; Sheetal Mehta, administradora e diretora executiva do K. C. Mahindra Education Trust (KCMET); Anna Penido, diretora do Instituto Inspirare, Brasil; Gabriel Sánchez Zinny, diretor do Instituto Nacional de Educação Tecnológica, Argentina; e Florence Tobo Lobé, fundadora e presidenta da Fundação Rubisadt nos Camarões.

A Dra. Tobo Lobé falou de sua experiência dentro do Comitê: “Me sinto honrada por ter tido a oportunidade de avaliar vários projetos que fomentam a paz, o bem-estar e o crescimento das comunidades em todo o mundo. Os Prêmios WISE são uma maneira excelente de elaborar estratégias que cheguem a mais beneficiários e melhorem as condições de vida no mundo”.

Os projetos finalistas dos Prêmios WISE 2016 foram selecionados considerando vários critérios que avaliam a inovação e o impacto positivo nas comunidades onde se realizam, bem como o potencial de ser reproduzido em outros contextos e regiões devido a sua força inspiradora. No próximo mês de setembro o Júri elegerá os seis vencedores desta edição que, além de receber 20.000 dólares USA, permitirá a cada um desses projetos uma difusão mundial e a possibilidade de partilhar sua experiência com outras organizações que tenham áreas de interesse comum.

Sobre os Prêmios WISE

Anualmente, os Prêmios WISE reconhecem e promovem seis projetos inovadores que oferecem soluções aos grandes desafios mundiais da educação. Desde 2009, os WISE receberam mais de 2.800 solicitações de mais de 151 países. Quarenta e dois projetos de todo o mundo, de diferentes temas, foram reconhecidos por seu caráter inovador, sua escalabilidade e pelo impacto positivo que tiveram na sociedade. Os seis projetos ganhadores serão conhecidos em setembro de 2016.

Sobre a Cimeira Mundial da Inovação para a Educação (WISE)

A Fundação Qatar, sob a liderança de sua presidenta, Sua Alteza a Sheika Moza bint Nasser, estabeleceu a Cimeira Mundial para a Inovação na Educação (WISE em inglês) em 2009.

A WISE é uma plataforma internacional e multissetorial para o pensamento criativo, o debate e a ação conjunta que se consolidou como referência mundial em novas abordagens educativas. A Fundação Qatar, como prova de sua aposta pela economia do conhecimento, quer através da WISE construir o futuro da educação apostando na capacitação e colaboração.

Tags, , , , ,

Vencedora do programa Pitch Gov SP, GetNinjas divulgará serviços profissionais do Fundo Social do Governo de São Paulo

O Governo do Estado de São Paulo assina nesta quarta-feira, 4 de maio, convênio com a startup GetNinjas, a maior plataforma de contratações de serviços do país, para que os alunos dos cursos do Programa Escola de Qualificação Profissional, do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo – FUSSESP, divulguem seus serviços na plataforma virtual de oportunidades da empresa. Após a formação, o aluno terá acesso gratuito durante 6 meses na promoção e na intermediação dos serviços prestados. Nos primeiros 45 dias, cerca de 200 alunos já poderão se cadastrar na plataforma.

A parceria é resultado do Programa Pitch Gov SP, realizado em novembro do último ano, que desafiou novas empresas a pensar soluções para os desafios da administração pública, com 12 selecionadas em quatro áreas. A proposta da GetNinjas se enquadrou na categoria Facilidades ao Cidadão e beneficiará os cursos das Escolas da Moda, Beleza e Construção Civil, oferecidos gratuitamente pelo Governo do Estado.

O convênio entre a GetNinjas e o Governo do Estado facilita tanto o acesso da população aos serviços especializados prestados pelos profissionais formados pelo programa da FUSSESP, quanto a inserção dos alunos no mercado de trabalho. Ao final dos seis meses, a startup entregará um balanço com as informações das oportunidades que cada usuário recebeu ao longo do período teste. Dessa forma, o Fundo de Solidariedade poderá aprimorar seus cursos com base na avaliação dos resultados, pois o governo paulista está atento às soluções tecnológicas desenvolvidas para contribuir ou resolver os diversos problemas e necessidades da sociedade e a GetNinjas tem interesse em difundir soluções para questões de interesse público, para melhorar a vida do cidadão.

Tags, , ,

Aplicativo garante autenticidade de fotos de celular

d7903ae4-c610-4bb2-b1fa-1fc6a05e1648

A manipulação de imagens tornou-se uma atividade simples que leva apenas alguns toques em um display para acontecer. Para prevenir que fotos fantasiosas e falsas se passem por autênticas, a empresa amazonense PicTrust criou um aplicativo para garantir que o clique seja o mais verdadeiro possível.

A equipe se formou há cerca de um ano. Cinco jovens – três desenvolvedores, um designer e um diretor – trabalham na startup. O aplicativo procura alcançar empresas como seguradoras, bancos, cartórios, órgãos de fiscalização entre outros.

O gerente de produto da empresa, Vitor Vieira, explicou que o aplicativo construído garante segurança total da autenticidade da imagem do início ao fim do processo.

“Qualquer pessoa pode tirar uma foto com ele e nós asseguramos que a foto não foi manipulada. No momento do clique, coletamos algumas informações, como data, horário, local e autor, que comprovam que a imagem não foi manipulada de forma alguma”, explicou. Além disso, o aplicativo gera um selo de segurança criado para cada foto clicada por meio da ferramenta.

A empresa está associada à aceleradora de Startups FabriQ. Segundo Vieira, a parceria é essencial para que o projeto continue no caminho que gerará lucro em breve. “Uma das várias vantagens é que contamos com assessoria jurídica e isso facilita muito a abertura de empresa e outras burocracias”, contou.

Tags, , , , , , ,

Startup do Porto Digital conecta usuários com informações sobre pets

Amantes de cachorros ganharam um aplicativo para Android que pretende reunir dados sobre animais e serviços relacionados a eles. O Cãopido é uma solução que incentiva a interação entre os donos, além de ter um sistema de recompensas para seus usuários. A empresa é uma das incubadas do Porto Digital, parque tecnológico do Recife, considerado um dos mais importantes habitats de inovação do Brasil.

A Cãopido foi criada pelo veterinário e empreendedor Aldo Ferreira, que inicialmente pensou em um app para facilitar o relacionamento entre cães para passear, reproduzir e brincar, mas na incubação ele percebeu que poderia expandir os serviços oferecidos. Além de promover o match entre os cães, o serviço também agrega busca de pet shops, clínicas e hospitais veterinários, utilizando geolocalização. Com o detalhamento das informações sobre o cachorro, é possível encontrar promoções e produtos específicos para raça, idade, sexo e tamanho do animal.

Para premiar os proprietários de cães mais assíduos no app, o Cãopido oferece uma moeda virtual a CoinPido. Cada atividade dentro do sistema permite uma pontuação, que pode ser trocada por descontos e brindes em estabelecimentos conveniados. As interações com outros usuários garantem maior distribuição dos prêmios, tanto que há intenção de que em uma próxima atualização seja inserido um chat.

Francisco Saboya, presidente do Porto Digital, destaque que o Cãopido foi uma das startups finalistas do Inovativa Brasil, em 2015. “O programa permite que empresas inovadoras na área de TI participem de cursos e ciclos de aceleração. Sem dúvida isso impulsiona as atividades da empresa, que têm contato com mentores nacionais e internacionais”, completa.

Tags, , , , , ,

Startup promete revolucionar a propaganda médica no país

Estamos numa era de mudanças cada vez mais rápidas e a medicina, combinada à tecnologia da informação, não para de evoluir, apresentando novidades praticamente todos os dias. Não há um mês em que não surja um novo aplicativo para facilitar a vida de médicos e pacientes: são ferramentas que oferecem controle de indicadores e evolução de tratamentos, bulas e consultas de medicamentos pela web, além de ferramentas para a gestão de clínicas e consultórios para todos os gostos. Tudo na palma da mão. Só que um segmento dentro da área da saúde permanece ainda pouco inovador: a atividade de propaganda médica.

Foi pensando nisso que três empreendedores cariocas resolveram criar um aplicativo capaz de trazer otimização de tempo para o médico, da mesma forma que acesso facilitado a especialistas de todas as regiões do país para os laboratórios.

Daniel Araujo, Silvio Balestieri e Thiago Araujo se uniram para criar a Lab in Hands (www.labinhands.com.br), uma startup focada em desenvolver soluções inovadoras para a indústria farmacêutica. O aplicativo Lab in Hands une recursos de e-commerce e propaganda médica em uma interface amigável e customizada, que promete encurtar a distância entre P&D e a prescrição, levando o que há de mais moderno a respeito de novos medicamentos, além de estudos científicos, em primeira mão, diretamente aos smartphones e tablets dos médicos de todo o país.

– O médico pode solicitar qualquer amostra que desejar apenas com um toque, dentro próprio aplicativo, sem ter que esperar a visita de um representante, ou ligar para o laboratório. E, o melhor de tudo: sem qualquer custo para o médico, que passa a poder conhecer todos os medicamentos de cada laboratório, incluindo bulas e estudos sobre os princípios, além de poder solicitar as amostras na quantidade e no momento em que for mais conveniente para ele.”, explica Daniel Araujo, um dos sócios da Lab in Hands.

Como o tempo para o médico é uma prioridade, o desenvolvimento do app priorizou a experiência do usuário. Com uma navegação simples, rápida e intuitiva, o acesso às informações foi facilitado ao máximo. Por exemplo: caso o especialista não consiga se lembrar do nome de um medicamento, estes aparecem em lista e podem ser encontrados também por especialidade e classe – Cardiologia > Anti-hipertensivo > Nome do medicamento.

A função que tem mais chamado a atenção, contudo, é a de solicitação de amostras. Com poucos toques, o médico escolhe que medicamentos receber, quantidade e tipo de apresentação, visualiza a solicitação, verifica o endereço de entrega e, ao fechar o pedido, recebe um código automático, com data de previsão de entrega. O Lab in Hands conta ainda com área de vídeos sobre os medicamentos, em alta resolução, desenvolvidos pelos próprios laboratórios.

Oriundo do segmento farmacêutico, onde atuou por 10 anos, Daniel afirma que ter a amostra à mão facilita em muito a prescrição, mas ressalta que o principal benefício do novo aplicativo é o fato de este levar o acesso a medicamentos modernos às áreas mais remotas do país, regiões em que os laboratórios não costumam possuir representantes.

De acordo com o empreendedor, o site vem registrando um crescimento impressionante desde a data em que entrou no ar, há quatro meses. De fevereiro a março, o aumento de visualizações foi de 250%. “Temos recebido solicitações de diversas clínicas, hospitais, laboratórios e médicos no Brasil e fora dele”, comemora Daniel, e por conta do sucesso, a expectativa da Lab in Hands para o segundo semestre de 2016 é chegar a 10.000 médicos no Brasil utilizando a plataforma diariamente.

Tags, , , , ,

A “revolução maker” chega à educação

Dentre tantas novidades para tornar o aprendizado mais lúdico e interativo, vem despontando no Brasil uma nova tendência educacional: o uso das impressoras 3D e a construção de “espaços makers” nas escolas – os também chamados “Fab Labs” (laboratórios colaborativos de fabricação digital). Segundo estudo da Jupiter Research, estima-se que, em 2018, a popularização dessas ferramentas ultrapasse 1 milhão de usuários no mundo.

Esta proposta inovadora, inspirada no “movimento maker” – que tem como base a cultura do “faça você mesmo e aprenda” –, pressupõe que qualquer pessoa pode construir, modificar e fabricar de tudo com as próprias mãos. Na “educação maker”, por meio da prototipagem, por exemplo, o aluno idealiza o que quer projetar, faz a impressão, corrige uma peça que não se encaixa e vê a sua ideia concretizada.

“O modelo de aula ‘tradicional’ não atrai mais os alunos. A metodologia do 3D, que está pautada no conceito de tecnologia, diversão e aprendizado, engaja e promove uma nova interação professor-aluno, em que os estudantes tornam-se os protagonistas da aprendizagem”, observa André Skortzaru, cofundador da 3D Criar, uma start-up brasileira que tem a missão de massificar o uso da impressão 3D e Fabricação Digital em prol da qualidade do ensino.

Ao invés de palitos, argila ou massinha para exemplificar assuntos em sala de aula, os professores ganham novos recursos e aderem à fabricação digital. Com a modelagem e impressão 3D, é possível criar, de forma lúdica, objetos de aprendizagem com diferentes tamanhos e geometrias, das mais simples até as mais complexas. Difundido no Brasil nos últimos anos, esse recurso tecnológico já está presente em escolas que primam pela autonomia, criatividade e espírito colaborativo dos seus alunos.

Por meio dos protótipos tridimensionais, professores e alunos conseguem sair da teoria das disciplinas ao “materializar as aulas”. Imagine que um professor de biologia recorra a um protótipo minucioso feito por seus próprios alunos em sala de aula, para explicar as funcionalidades do corpo humano, que é tão rico em detalhes? Ou que, para entender como as pirâmides Maias foram construídas, os estudantes produzam uma maquete que retrate com fidelidade as estruturas físicas daquele lugar e aprendam trigonometria? Ou, ainda, para estudar matemática e física simultaneamente, os jovens tenham que elaborar um protótipo de um carrinho tridimensional? Graças ao avanço da tecnologia na educação, isso já é uma realidade!

“O contato que o aluno tem hoje com o 3D pode ser decisivo para algumas profissões como engenharia, design, arquitetura e gerenciamento de projetos; e, em outras em que esse recurso não pode ser aplicado essencialmente, esse manuseio ainda no período escolar também se faz importante, uma vez que estimula a criatividade, o raciocínio lógico, a divisão de tarefas, a interdisciplinaridade, o espírito crítico, entre outras competências exigidas dos alunos no século 21 e necessárias para o mercado de trabalho. Os jovens estão cada dia mais tornando-se líderes do seu processo de aprendizagem, o que seguramente fará com que estejam preparados para profissões que nem sabemos que existirão no futuro”, aponta Rafael Lopes, um dos idealizadores e responsável pelo núcleo digital do SmartLab – uma plataforma integradora de conteúdos educacionais que, recentemente, incorporou em sua solução o “espaço maker”.

Espaço maker e design thinking

O ambiente maker promove uma aprendizagem mais interativa, a partir do momento em que os docentes estimulam seus alunos a se envolverem e compartilharem, em grupos, as inúmeras possibilidades de objetos que podem ser feitos com o 3D. Essa metodologia de abordagem de problemas que visa encontrar uma solução coletiva satisfatória chama-se “Design Thinking”, e na educação esse método vem ganhando muitos adeptos, pois incentiva alunos ao processo de criação que envolve erros e acertos.

Os benefícios da prototipagem na educação são inúmeros: aulas mais engajadoras e criativas, onde todos participam e sugerem; alunos mais preparados para o mercado de trabalho – uma vez que estão expostos às mesmas tecnologias de ponta que eles irão encontrar em suas carreiras -, dentre outros ganhos.

Com base nessa realidade, gestores das instituições de ensino estão considerando a adoção dessas tecnologias para estimular o trabalho em equipe, o pensamento crítico, a criatividade e os conceitos inerentes ao design thinking nos alunos. “Cada vez mais, a comunidade escolar percebe os ganhos educacionais da prototipagem e impressão 3D, que vai além da ludicidade. Com um custo acessível e fácil de manusear, fica evidente a contribuição dessa tecnologia para o desenvolvimento de habilidades e melhorias no processo de aprendizado dos alunos”, conclui André Skortzaru.

Tags, , , , , ,

Call Tracking: o sucesso da análise de dados da web chega a campanhas por telefone

A importância da análise de dados em campanhas comerciais na internet já é consagrada com o uso de ferramentas como o Google Analytics. Mas, até bem pouco tempo, anúncios que direcionavam para números de telefone não contavam com informações precisas sobre o retorno gerado pelo investimento. Desta necessidade, surgiu uma nova tendência mundial: o call tracking. A novidade otimiza investimento em mídia e aumenta a conversão em vendas com recursos que permitem gravar ligações, melhorar o atendimento aos clientes e recuperar ligações perdidas.

De olho em novas soluções para as áreas de vendas, marketing e publicidade, três empresários paranaenses, sócios da Vinder, especializada na aplicação de tecnologia para força de vendas, lançaram a startup PhoneTrack, que transforma dados em informação valiosa para tomada de decisão e de diagnósticos determinantes para o equilíbrio e crescimento das empresas. Acessível de um computador, tablet ou smartphone, a solução permite mensurar e rastrear as ligações através da plataforma em qualquer lugar ou mídia em que uma empresa queira divulgar.

Um software de call tracking permite criar e controlar um número de telefone diferente para cada campanha. Isto significa que, se os anúncios estão no Google, no Facebook ou em um jornal ou revista local, você vai ser capaz de dizer qual cliente vem de cada anúncio – mesmo se ele não clicar no link em casos de campanhas na internet. Você pode criar instantaneamente números locais ou toll-free, virtualmente, que serão encaminhados através do software antes de alcançar o telephone que vai attender as ligações. O software irá gravar automaticamente quais os números estão recebendo o maior número de chamadas, e fornecerá a localização das ligações.

Otimização da verba de mídia

As ligações recebidas são identificadas e a mídia de origem é rastreada, propiciando a análise dos meios de comunicação que apresentam os melhores resultados. Dessa forma, é possível otimizar a verba do marketing e potencializar campanhas.

Acompanhamento da equipe de vendas

Todas as chamadas recebidas são gravadas e ficam disponíveis para análise dos gestores por tempo indeterminado, proporcionando o monitoramento e aprimoramento do atendimento telefônico da equipe comercial.

Recuperação de leads perdidos

O PhoneTrack identifica e armazena dados de chamadas perdidas. Com as informações do cliente e do produto de interesse em mãos, o atendimento pode retornar a ligação e recuperar a venda.

Entre outras funcionalidades estão:

– Indicadores de consume em tempo real;
– Monitoramento de problemas no sistema de telefonia da empresa;
– Análise do tempo médio de resposta da equipe de vendas;
– Visualização por grupos, lojas e campanhas;
– Saber qual loja/número de telefone tem o melhor ROI em cada campanha;
– Identificação de picos de consumo;
– Ligações podem mostrar falhas no atendimento da equipe

Fúlvio Kaminski Massaro afirma que o PhoneTrack auxilia as pessoas e empresas a melhorar ações de marketing. “O feedback do cliente é importante e o rastreamento de chamadas é o caminho perfeito para esse resultado. A solução entrega, utilizando vários recursos , a origem da ligação, o que o cliente está falando da empresa e como o time de atendimento está atuando. Nenhuma empresa faz isso no Brasil da maneira que fazemos”, garante um dos sócios da Vinder.

Fúlvio também ressalta que, por se tratar de uma inovação, a venda desse serviço é totalmente consultiva. “Precisamos entender todo o processo dos nossos clientes e direcionar todo o planejamento de call tracking e ainda acompanhar de perto toda a operação”, completa.

Márcio Pacheco Jr. lembra que o PhoneTrack atende completamente a situação atual do mercado, onde a otimização dos investimentos em mídia e o aumento da conversão de vendas são questões prioritárias para qualquer gestor. “Em momentos de crise, o mercado busca se renovar e otimizar os processos, e a melhoria do atendimento telefônico comercial é essencial para compensar essa desaceleração”.

Márcio Conceição alerta que, para obter um resultado diferente, é necessário fazer algo diferente. “A Vinder entrega uma nova solução com foco na otimização de campanhas de marketing, vendas e atendimento ao cliente através de uma solução inovadora e com recursos tecnológicos avançados. O PhoneTrack foi concebido utilizando-se infraestrutura e tecnologias da IBM Softlayer e Amazon AWS, o que nos permite empregar o que há de mais moderno em recursos computacionais, entregando ferramentas extremamente robustas e fáceis de usar aos nossos clientes”, afirma.

Uma solução como o PhoneTrack garante maior aproveitamento de leads gerados a partir das ligações feitas por consumidores para as empresas. Mesmo em um mundo cada vez mais digital, muitas atividades empresariais ainda fecham uma parcela considerável das vendas em contatos telefônicos. É o caso de hotéis, concessionárias de veículos, imobiliárias, prestadores de serviços. Em alguns casos, o proprietário do negócio tem receio de divulgar números virtuais em seus anúncios em vez de fornecer o número principal da empresa. Mas a possibilidade de rastrear, quantificar e qualificar as ligações recebidas, aumentar o retorno sobre o investimento em cada campanha e ainda poder gerenciar melhor a equipe são ativos que agregam muito valor ao negócio.

Empresas que já utilizam o PhoneTrack confirmam a eficiência da ferramenta. Marcelo Doratiotto, gerente de marketing digital da JAC Motors Brasil afirma que “a solução de call tracking, PhoneTrack, se mostrou um instrumento importante dentro da nossa estratégia de comunicação. Destaque para o atendimento personalizado e extremamente ágil.”

Para Péricles Cordova, coordenador web da Brisa Propaganda, do Grupo Servopa, “houve um avanço na otimização dos investimentos em mídia da companhia usando a solução PhoneTrack. Hoje, mensuramos as ligações de todos os canais de mídia do grupo em Curitiba. Sem dúvida uma ferramenta essencial para qualquer ramo do mercado.”

Ivan Santos, diretor de criação da Linking Propaganda se surpreendeu com o PhoneTrack: “ele trouxe uma nova visão aos nossos negócios com a sua capacidade de mensuração. Com o PhoneTrack, podemos direcionar a verba dos nossos clientes para trazer resultados mais rentáveis.”

Hermes Schincariol Junior, superintendente do Grupo Vigorito, destaca a rapidez com que os primeiros resultados apareceram: “com a solução PhoneTrack, nosso time de marketing e vendas está acompanhando de perto toda a eficiência das mídias tradicionais e digitais. Em 30 dias, já entendemos e ajustamos o padrão de atendimento telefônico do grupo.”

Tags, , , , , , , , , , , ,

Como criar uma startup? Série de vídeos do Valor Agregado apresenta dicas.

Você sabe todos os passos para alcançar sucesso na criação de uma startup?

Em uma série de vídeos, Sergio Mainetti Jr, presidente do Parque do Software de Curitiba e sócio da Visionnaire Informática, vai falar sobre o que é uma startup, qual o perfil do empreendedor, Vale do Silício e muito mais.

Vale a pena conferir essa série.

Como criar uma startup – Parte 2 – O modelo do Y Combinator

Como criar uma startup – Parte 3 – As características de uma boa Startup

Como criar uma startup – Parte 4 – A importância do time

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=3A0SPpRZXeU[/embedyt]

CComo criar ums startup – Parte 5 – Versatilidade e comprometimento

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=_uwwVT-XYaM[/embedyt]

Como criar uma startup – Parte 6 – Capacidade de execução

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=Cc9Rj9-CRSU[/embedyt]

Tags, , ,

Programa Grants4Apps da Bayer abre inscrições no Brasil para aceleração de startups com projetos digitais aplicados à saúde

Startups de todo o país já podem se inscrever para nova rodada do processo seletivo do Programa Grants4Apps da Bayer. Interessados têm até o dia 31 de maio para inscreverem seus projetos digitais que contribuam para melhorias na área de saúde. Nesta edição, os esforços estão direcionados aos projetos relacionados às áreas de Saúde Feminina, Cardiologia, Oftalmologia, Hematologia, Oncologia e Radiologia.

“Estamos à procura de startups que desenvolvam soluções para determinadas áreas de saúde da Bayer ou, ainda, que tenham iniciativas focadas em projetos que suportem a prevenção de doenças, aderência ao tratamento pelos pacientes, testes clínicos, awareness ou gerenciamento de condições clínicas. As soluções podem ser mobile apps ou serviços, wearables, software ou hardware. Nós não limitamos a tecnologia.”, ressalta Patrick Fenzl, IT Business Intelligence & Analytics da Bayer Brasil.

Os candidatos precisam ter acima de 18 anos de idade, domínio da língua inglesa e a composição da equipe requer três membros, no mínimo.

“As opções são inúmeras, mas o ponto em comum dessa iniciativa global da Bayer é a paixão pela inovação. Somos uma empresa focada em Ciências da Vida e o fomento à educação e inovação fazem parte do DNA da Bayer”, acrescenta Theo van der Loo, presidente do grupo Bayer no Brasil.

O contrato do programa será assinado somente com pessoas jurídicas, ou seja, candidatos que possuam um registro da razão social da empresa, independente do país.

“Os principais integrantes das startups selecionadas ficarão nas instalações da Bayer em Berlim de agosto a dezembro de 2016 para acelerar o desenvolvimento de seus projetos”, explica van der Loo.

A Bayer oferece uma série de benefícios para os cinco times selecionados: aporte financeiro de 50.000 euros para cada startup durante toda a estadia, coaching e treinamento intensivo com especialistas no assunto, mentoria com altos executivos da Bayer, além do acesso a uma ampla gama de contatos profissionais.

Camila Navarro, IT Digital and Innovation Manager da Bayer Brasil, vislumbra um cenário otimista para o País: “Neste ano, a subsidiária brasileira da Bayer está apostando fortemente em um mercado que já é considerado um celeiro de startups. O programa busca tecnologias e processos que proporcionem melhorias na área de saúde e essa pode ser uma chance incrível para muitos empreendedores digitais brasileiros”.

A Bayer tem investido em tecnologias de ponta para entregar mais e melhor a missão da Companhia, no compromisso conjunto a todos os colaboradores, que é fazer “Ciência para uma Vida Melhor”. Agora, os esforços estão direcionados em explorar positivamente a revolução digital a fim de fortalecer sua liderança no negócio de Ciências da Vida.

A transformação digital é mais um dos passos para que a Bayer avance e inove para atender às atuais necessidades da sociedade. O maior desafio agora é integrar e alinhar as suas capacidades de forma proativa, para agregar valor à qualidade de vida das pessoas.

Para participar, os interessados devem preencher o formulário no site www.grants4apps.com/accelerator.

Mais informações sobre o programa e o processo de inscrição estão em https://www.grants4apps.com/accelerator/#/faq e no twitter: @grants4apps.

Tags, , , , , , , , , , , ,

Cantor sertanejo Mariano, da dupla com Munhoz, lança Startup em São Paulo

view.aspx

O sertanejo Mariano lançou na noite de ontem (06), em São Paulo/SP, um projeto diferente do que está acostumado, bem longe dos palcos. Sempre ligado as inovações do mercado, Mariano resolveu investir na área da tecnologia e, junto com seu irmão e 2 sócios, desenvolveu um aplicativo chamado Diaríssima, que faz a conexão entre o prestador de serviço e o empregador, de forma gratuita. A ideia surgiu de uma conversa entre amigos sobre a necessidade de contratar uma diarista e não saber por onde começar “Vimos que tem aplicativo pra tudo: pedir pizza, marcar hora no salão de cabeleireiro, pedir taxi.. e porque não ter um aplicativo para contratar uma diarista?”, diz Mariano.

Para fazer parte do aplicativo, o prestador de serviço passa por uma seleção e diversos workshops com dicas adaptadas do meio hoteleiro para o doméstico, como: economizar produtos de limpeza, manuseá-los corretamente para não ocasionar nenhum acidente, cuidados pessoais, entre outras. A cada curso/workshop, o prestador ganha uma medalha que fica visível para todos em seu perfil, isso facilita para o empregador ver o quanto a pessoa já se qualificou. Além disso, no perfil de cada prestador tem seu nome, foto, serviços que presta, principais atividades e experiências profissionais.

Press Release do Diaríssima: startup investida pelo cantor sertanejo Ricardo Mariano

O Diaríssima é uma plataforma que conecta empreendedores individuais que buscam prestar serviços domésticos e contratantes através de confiança e capacitação. Somos uma alternativa ao modelo atual de agenciamento que não respeita a individualidade e particularidades dos profissionais, onde os valores de suas diárias são definidos pelos intermediadores, os contratantes não são avaliados e os profissionais não tem estímulo para capacitar-se e crescer, pois não são reconhecidos.

No Diaríssima o contratante não escolhe um prestador simplesmente baseado em seu horário livre, mas escolhe baseado nas suas avaliações, qualificações, cursos realizados e habilidades. Por outro lado, o prestador de serviço quando recebe um trabalho novo para realizar, também pode verificar o histórico do contratante e decidir se deseja ou não aceitar o trabalho.

Através de parcerias com instituições de educação profissional entre elas o Senac São Paulo, trabalhamos para realização da capacitação dos profissionais e seu reconhecimento na plataforma. Estimulamos assim que os profissionais sejam também valorizados financeiramente.

Nossa missão é realizar uma inovação radical nesse mercado, oferecendo uma solução simples de contratação via aplicativo para ambos os lados, assim como levar o modelo de negócio para o prestador de serviço e não para o intermediário.

Alguns dos investidores desta iniciativa são o Ricardo Mariano, da dupla sertaneja Munhoz & Mariano, e a EOKOE Startup Studio.

Diferenciais do Diaríssima

– Não há mensalidade! Não há taxa de contratação! As partes envolvidas, contratados ou contratantes podem acessar e utilizar gratuitamente a plataforma para identificar oportunidades de prestação e contratação de serviços a partir de informações qualificada sobre cada um.

– Negociação direta de preços — A plataforma promove o empoderamento das partes, portanto, embora registre e demonstre as médias regionais de valores de diárias para fins de orientação dos contratantes, os valores contratados são de livre negociação e não sofrem reduções por comissionamento.

– Reconhecimento! A plataforma oferece informações sobre os cursos que os profissionais realizaram através de medalhas, assim como suas habilidades.

– Avaliação mútua – Avaliação não é apenas do prestador de serviço, mas é também de quem contrata. Em muitos casos isto influencia na boa relação e mitiga diversos problemas. As diaríssimas antes de aceitar um serviço, também avaliam quem está o contratando baseado no seu histórico com outros prestadores.

– Promo da capacitação como elemento de promoção de negócios, promove a capacitação dos profissionais prestadores de serviço, através da oferta de cursos gratuitos ou com preços acessíveis, obtidos a partir de convênios com entidades de renome e com abrangência nacional bem como empresas de capacitação profissional.

Tags, , ,