Page

Category startup

Startup Baixou anuncia lançamento de plataforma para disponibilização de cupons

O Baixou, startup especializada em ferramentas online que monitoram a variação de preço de mais de 3 milhões de produtos em todo o país, anuncia o lançamento de um novo recurso para disponibilizar cupons de descontos para usuários. Além dos serviços de comparação e monitoramento de preços, a empresa agora passa a entregar uma solução de testes de cupons de forma automatizada, com o objetivo de facilitar a vida do consumidor.

Para isso, o usuário deve instalar o plugin Baixou Agora. O processo é simples e intuitivo, pois assim que chegar o momento de inserir um cupom de desconto, a plataforma oferece testar automaticamente os cupons de cada cliente. Caso algum deles esteja válido, o benefício será computado na hora e o consumidor poderá finalizar o processo de compra normalmente.

“Como o mercado de cupons ainda está em aquecimento, apostamos em uma plataforma mais inteligente. Antes os clientes tinham que testar se o cupom ia dar desconto de fato, pois diversas vezes eles eram cancelados ou não funcionavam e as pessoas perdiam muito tempo. Agora esse problema acabou. Agregamos mais uma funcionalidade para que o consumidor possa adquirir seus produtos de forma eficiente”, comenta Patrick Nogueira, sócio fundador do Baixou.

A aposta do Baixou no mercado de cupons ocorre em um momento de instabilidade econômica do país e quando observa-se um aumento no número de consumidores que utilizam esse recurso para conseguir gerar algum tipo de economia em produtos ou serviços de seu interesse.

Disponível para Firefox, Chrome e Safari, o Baixou tem a expectativa de atingir os mais de 75 mil usuários que já utilizam o plugin Baixou Agora e incentivar o consumo de forma consciente, auxiliando o mercado online a vender mais, sem prejudicar a renda do consumidor final.

Tags, , ,

Gadget capaz de medir nível de saúde chega ao mercado brasileiro em 2017

unnamed-2 Uma das principais inovações mundiais na área da saúde em 2016, o One X, sensor que mede o nível de antioxidantes na pele em tempo real e visa auxiliar as pessoas a obter uma melhora na qualidade de vida, está em pré-venda especial aos brasileiros. Lançada em campanha de financiamento coletivo no Indiegogo, serviço de crowdfunding internacional, o produto, a partir de agora, também poderá receber as contribuições dos usuários brasileiros via iFunding – plataforma nacional lançada em maio.

De acordo com Charles-Henry Calfat Salem, idealizador do iFunding, a parceria visa tornar o One X mais conhecido no país, uma vez que a startup conta com brasileiros no time de desenvolvedores e design do produto. Além disso, o próprio o CEO da startups, Anthony Weil, mora há sete anos no Brasil.

Primeiro sensor nutricional de saúde que mede em tempo real o nível de antioxidantes na pele, a partir da palma da mão, o One X suporta multi-usuários, graças ao reconhecimento de impressões digitais. Após o cruzamento da informação do nível de antioxidantes juntamente com dados nutricionais e atividades do usuário, o gadget faz recomendações e alertas com o objetivo de melhorar a sua qualidade de vida. Segundo Anthony, os avanços na medição por meio sensores ópticos, mais especificamente espectroscopia por refletância, possibilitou que a correlação se tornasse eficaz para verificação da saúde do indivíduo. “Após dois anos de pesquisas, tivemos a condição de criar um aparelho preciso e portátil”, explica.

Com mais de 80 mil dólares arrecadados e 600 contribuintes, a campanha será finalizada em pouco mais de 10 dias. “Tenho plena convicção de que a sinergia com o iFunding será importante para que a campanha alcance a arrecadação de 100 mil dólares”, afirma. Pela plataforma, é possível comprar o produto por valores a partir de 129 dólares.

Link da campanha: http://www.crowdfunding.com.br/pages/one-x2

Tags, , , , , , ,

Algar Telecom lança segunda edição do Programa de Aceleração de Startups

A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do grupo Algar, lança o segundo ciclo do seu Programa de Aceleração de Startups. Assim como na primeira turma, o programa continuará a ser operado pela Ace (ex-Aceleratech), empresa reconhecida como maior aceleradora da América Latina pela Latam Founders, que selecionará seis startups para um processo de aceleração com duração de 4 a 10 meses (dependendo do nível de maturidade da startup), e conta com diversos serviços de auxílio para alavancar os negócios, além de 150 mil reais de investimento direto. O lançamento acontece durante o Congresso Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE), no dia 7 de novembro, no estande da Algar Ventures.

Os empreendedores interessados têm até o dia 11 de dezembro para se inscrever na página do programa (http://goace.vc/algartelecom/). Podem participar startups de todo o Brasil que possuam soluções para os seguintes temas: Eficiência e Produtividade; Transformação Digital de Negócios; Cidades Inteligentes e Humanas; Entretenimento, Comunicação e Ferramentas para o Público Jovem.

Segundo Renato Paschoarelli, diretor de Estratégia e Regulatório da Algar Telecom, o programa é uma excelente oportunidade tanto para os empreendedores, que necessitam de investimentos e mentoria para o desenvolvimento e crescimento de seus negócios, como para a grande empresa, que precisa estar próxima das empresas que poderão promover mudanças significantes no mercado em um futuro próximo. “Vamos aumentar o número de startups selecionadas porque apostamos no potencial de inovação do empreendedor brasileiro. Buscamos projetos que apresentem soluções inovadoras em tecnologia da informação e comunicações e que resolvam problemas reais do dia a dia das pessoas e empresas, com potencial de atuação em todo o mercado nacional”.

De acordo com Arthur Garutti, COO da Ace, para esta segunda fase, a aceleradora busca em conjunto com os executivos da Algar Telecom expandir o raio de atuação do programa. “Com a agregação do ACE Start, nossa rota de aceleração de validação, vamos não só aumentar a capacidade de startups aceleradas em simultâneo como também adequar o programa ao estágio de cada startup selecionada. A tese também está mais refinada, focada na busca de soluções e não necessariamente em tecnologias. Este é o DNA dos negócios da Algar Telecom, então buscamos cada vez mais usar a empresa como plataforma de escalabilidade para as startups através das possibilidades de cross-selling, ações de marketing e demais possibilidades que vão além da metodologia em si. Considero o escopo desta segunda fase do programa da Algar como um marco no salto de maturidade das acelerações corporativas existentes no Brasil”.

Segundo Guilherme Tângari, empreendedor da Espresso, startup que faz parte do primeiro ciclo de aceleração do programa, um dos maiores desafios para quem está começando um negócio é conectar o produto ao mercado. “Uma das principais vantagens do programa é a validação da solução com o cliente e principalmente o auxílio na identificação do melhor mercado de atuação e na montagem da estratégia de vendas. A proximidade com uma grande empresa como Algar Telecom facilita muito essa conexão com o mercado”.

Tags, , , , , , , ,

StarSe promove evento Fintechclass e discute atuação de startups do setor financeiro

Empreendedores interessados em Fintechs e executivos do mercado financeiro têm um encontro marcado no próximo dia 09 de novembro, em São Paulo. Promovido pelo StartSe, a maior plataforma de startups do Brasil, o evento FintechClass reunirá grandes nomes do segmento para discutir o setor e sua evolução.

Nos últimos anos, o mercado financeiro viveu uma revolução. Não sem motivo, o setor é talvez um dos principais do mercado de startups atualmente: no Brasil, são mais de 200 startups do tipo. No mundo, os investimentos em fintech explodiram recentemente, saindo de US$ 1,5 bilhão, em 2008, para US$ 2,4 bilhões, em 2011, US$ 3,9 bilhões, em 2013, US$ 12 bilhões, em 2014 e inacreditáveis US$ 19,1 bilhões, em 2015. A importância das fintechs é tão grande que o Goldman Sachs divulgou um relatório afirmando que US$ 4,7 trilhões de receitas dos grandes bancos migrarão para elas nos próximos anos. Além disso, 33% das pessoas nascidas na Geração Y não querem usar bancos nos próximos cinco anos.

Diante desses fatos, durante as 10 horas de evento, serão abordadas diversas vertentes, como O Futuro do mercado Fintech (mostrando como as startups devem manter sempre uma visão de futuro para estar em constante transformação); Startups e Corporação (como empresas recém criadas têm conquistado mercado e engajado milhares de clientes); e Oportunidade e Desafios (em tempos em que as exigências dos clientes só aumentam, como conquistar e fidelizar um público que demanda por novidades e segurança).

“O mercado financeiro está em ebulição em todo o mundo, em busca de soluções inteligentes e que atendam às necessidades dos clientes. Por isso, todo o processo é extremamente acelerado e em constante transformação. Criamos o FintechClass justamente para que possa existir uma conexão rica entre os empreendedores, empresários e executivos do setor, abordando suas visões inovadoras”, explica Pedro Englert, CEO do StartSe.

O FintechClass contará com nomes renomados, como Caio Poli (Head os Customer Experience do Nubank); Marcelo Maisonnave (Empreendedor em Fintechs no Brasil e EUA e Co-founder da XP Investimentos); Guga Stocco (Head of Strategy and Innovation do Banco Original); Thiago Alvarez (Co-founder no GuiaBolso); Marc Lahoud (Founder e CEO na Quero Quitar!); Sergio Furio (CEO e Co-founder no BankFácil); Sandro Reiss (Founder e CEO na Geru); Pedro Conrade (Founder e CEO no Banco Neon); André Macedo (Country Manager da Intuit Brasil); e Roberto Dagnoni (Vice-presidente e Diretor executivo de novos negócios da Cetip). Outros nomes ainda serão confirmados na agenda.

O FintechClass acontecerá no dia 09 de novembro, no Hotel Renaissance, em São Paulo, das 9h às 18h. Para se inscrever basta clicar aqui.

Tags, , ,

Vindi realiza investimento de R$ 500 mil na fintech Aceita Fácil

Vindi, uma das principaisplataformas de pagamentos recorrentes no País, anuncia investimento de R$ 500 mil para absorver a Aceita Fácil, fintech de pagamentos focada em facilitação financeira. E, tem a previsão de que será necessário aplicar, durante 2017, mais R$ 700 mil. A operação coloca o grupo como detentor da maior capilaridade do mercado brasileiro, já que passa a ter capacidade para atender tanto médios e grandes clientes pela Vindi e agora pequenos e micros pela Aceita Fácil. Além disso, soluções complexas com split de vendas também serão contempladas pela união.

“Há algum tempo, micro e pequenos empresários têm nos procurado em busca de um serviço semelhante à sub-adquirência, mas a estrutura da Vindi não comportava esse tipo de demanda” comenta Rodrigo Dantas, CEO da Vindi. “Após fazermos parcerias com os importantes players do mercado, percebemos que seria interessante oferecer este tipo de serviço, por isso procuramos uma startup e, após muita conversa fechamos este investimento com a Aceita Fácil, do Claudio Meinberg. Achamos um empreendedor que tinha um forte alinhamento com nossa cultura. Além de ser um dos maiores especialistas do mercado”. completa Dantas.

O investimento acontece pouco após a Vindi completar a rodada Série A, em 14 setembro de 2016, cujo segundo aporte foi de R$1,8 milhões do Fundo Criatec2, gerenciado pela Bozano Investimentos. O primeiro aporte foi de US$ 332.000,00.

As marcas passam a trabalhar juntas de forma independente, mas dentro do mesmo guarda-chuva. “Temos muito orgulho de passar a contar com Meinberg um dos maiores experts em pagamentos neste gênero no Brasil, ainda mais porque ele tem o perfil que estamos criando no mercado brasileiro, especialmente em finanças e comércio” aponta o executivo.

AceitaFacil foi fundada em 2013 em São Paulo por Claudio Meinberg como uma solução completa de subadquirentes com o intuito de auxiliar empresas atrás de facilidade em receber dos clientes. Soluções como emissão de boletos bancários, cobranças nas modalidades simples ou registrado, conciliação automatizada, reemissão ou até reembolso em ambiente unificado fazem parte do principal negócio da fintech. A estimativa é que a Aceita Fácil alcance um volume de R$ 70 milhões transacionados por mês nos próximos 12 meses.

Números das oportunidades no mercado brasileiro:

55 milhões de pessoas não têm possuem conta em banco, por exemplo

78% da população não tem fidelidade por bancos tradicionais

Millennials preferem ficar em sala de espera de dentista do que ir para uma agência bancária

Tags, , , ,

Santa Catarina ganha a primeira iniciativa para fortalecer ecossistema de fintechs no Brasil

Vertical Fintech, da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia, pretende incentivar empresas a desenvolver ofertas competitivas para o setor financeiro.

De acordo com levantamento do FintechLab, iniciativa da Clay Innovation, existem no Brasil mais de 200 startups fornecendo serviços financeiros inovadores para pessoas e empresas. São as chamadas fintechs, que desafiam ou complementam as ofertas tradicionais das grandes empresas do setor financeiro.

Para promover o desenvolvimento desse segmento em Santa Catarina, a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) lança a Vertical Fintech, que conta com apoio da Cetip, por meio de seu programa de inovação Foresee. É a primeira iniciativa desse tipo no Brasil.

Na vertical, as fintechs se reúnem mensalmente para trocar experiências e desenvolver o setor. Elas dividem também suas dúvidas e necessidades e contam com o apoio e orientação da Cetip e da consultoria Clay Innovation.

“Além da promoção de eventos e de incentivar o compartilhamento de experiências entre seus membros, a Vertical pretende proporcionar o desenvolvimento de ofertas complementares e competitivas para o setor de serviços financeiros, a partir da colaboração entre as empresas”, diz o diretor do grupo, Roberto Dagnoni, que é vice-presidente e diretor-executivo de Novos Negócios da Cetip. A empresa é a maior depositária de títulos privados de renda fixa da América Latina, a maior câmara de ativos privados do país e a companhia líder na prestação de serviços de entrega eletrônica das informações necessárias para o registro de contratos e anotações dos gravames pelos órgãos de trânsito.

Segundo estudo da Capgemini, o uso de serviços de fintechs no Brasil está acima da média global. A pesquisa mostra que 74% dos consumidores brasileiros utilizam produtos ou serviços dessa categoria, enquanto a média global é de 63%. Para o presidente da ACATE, Daniel Leipnitz, as fintechs têm revolucionado o modo como as pessoas realizam operações financeiras. “Essas startups estão impactando os negócios das instituições financeiras, que têm buscado se reinventar, sobretudo na maneira como se relacionam com os clientes”, explica. Leipnitz reforça que população está indo menos aos bancos e passando a utilizar tecnologias alinhadas com o conceito de fintech, como aplicativos para pagamentos, empréstimos e gestão financeira.

Tags, , , , , ,

Cietec participa de evento internacional de startups da ELAN

O Cietec (Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia), gestor da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de São Paulo IPEN/USP, é palestrante do encontro da ELAN Network (European and Latin American Business Services and Innovation Network), paralelo ao BIN@SP, nos dias 7 a 9 de novembro. A intenção do evento é conectar empresas brasileiras e europeias que queiram fazer negócios, facilitando a aceleração e o desenvolvimento de oportunidades.

A participação do Cietec se dará no dia 8 de novembro, às 16h20, no painel de apresentação dos maiores centros tecnológicos europeus e brasileiros. A sessão tem como objetivo identificar áreas de colaboração para a criação de múltiplas alianças entre Europa e Brasil, alcançando um impacto maior nas atividades de transferência de tecnologia entre as duas partes. Também participarão: TNO (Holanda), Tecnalia (Espanha), VTT (Finlândia), RBI (Croácia), Tecnopuc (RS), Parque Tecnológico de Sorocaba (SP) e Porto Digital (PE).

Nos dois dias de evento, ainda acontecerão palestras sobre o cenário de negócios no Brasil, desafios e oportunidades em saúde, energias renováveis e TIC. Igualmente serão discutidas oportunidades de desenvolvimento para empresas com base em tecnologia, com a participação de agências de fomento como FINEP e Investe São Paulo. A programação será encerrada com a visita às fábricas da Embraer e Natura.

Também durante o encontro da ELAN, empresas europeias estarão buscando parcerias para desenvolvimento de tecnologias em saúde, TIC e energias renováveis. Os europeus virão em peso ao país, com confirmação de mais de 40 empresas, entre elas: Asserta Global Healthcare Solutions (Espanha), BioVectis (Polônia), EIDT – Engenharia, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico (Portugal), Fun Academy Oy (Finlândia), EngiScience (Portugal), Ingeteam (Espanha), NIMGenetics (Espanha), OceanSource (Alemanha). Há presença confirmada de latino-americanos, como a Red Triple Helice de Investigación y Desarollo (Peru).

Segundo Sergio Risola, diretor-executivo do Cietec, o encontro – que também tem apoio da Anprotec e da Agência USP de Inovação – será importante pela troca de experiências com os parceiros internacionais. “O evento como um todo reunirá os mais relevantes atores brasileiros e europeus para uma vivência para prospecção de parcerias e negócios”, conta o especialista. E complementa: “por isso, recomenda-se a participação de startups que buscam chances fora do país”.

A ELAN Network é uma iniciativa coordenada pelo parque tecnológico espanhol Tecnalia, cujo principal objetivo é fornecer informações para pequenas e médias empresas europeias que almejam fazer negócios estratégicos nos países latino-americanos. Com isso, gera-se oportunidades de abertura de mercados tanto para as empresas da Europa, quanto da América Latina, especialmente nos setores de energias renováveis, biotecnologia e bioeconomia, tecnologias ambientais, saúde, tecnologia da informação e comunicação, nanotecnologias e novos materiais.

Em 2016, o evento da ELAN Network será concomitante ao BIN@SP, evento que conecta acadêmicos, empresários e cientistas para formar uma rede de apoio mútuo para a troca de boas práticas e oportunidades em Inovação. Liderado pela Business & Innovation Network (composto por USP, Universidade do Porto e Universidade de Sheffield), o encontro será realizado no Centro de Difusão Internacional da USP de 7 a 9 de novembro.

Tags, , , , , , ,

Inscrições abertas para 3ª edição do inovaBRA Startups

unnamed

O inovaBra Startups é um programa de inovação aberta para empreendedores que tenham soluções tecnológicas inovadoras em modelos de negócio e que enxerguem a possibilidade de transformá-las para atender grandes mercados, como o Bradesco. As duas primeiras edições foram um sucesso entre as empresas participantes, que estão tendo a oportunidade de alavancar suas soluções dentro de um grande cliente.

Inscrevam-se em www.inovaBra.com.br e agradeço se também puder divulgar compartilhando os materiais anexos para a sua rede de contatos e nos indicar as empresas que, em sua opinião, possam ter interesse no inovaBra startups.

Fonte: Altivia Ventures

Tags, , , ,

StartMeUp abre oferta de R$ 2.4 milhões para BMV Mineradora

A StartMeUp, plataforma de investimento colaborativo, anuncia a sua primeira oferta online de captação por meio do Royalty Crowdfunding. A empresa responsável por estrear a mais nova modalidade de investimento é a pedreira Brazil Mineral Ventures (BMV), uma Junior Mining focada na prospecção e pesquisa acadêmica de novas áreas para extração de matérias-primas pouco exploradas no Brasil.

O projeto da pedreira consiste na abertura de uma operação na cidade de Itapetinga (BA) para a extração da pedra brita, material de baixo valor agregado, mas muito valioso pela Construção Civil local na criação de estradas, pavimentos de concreto e obras de infraestrutura. Para a instalação da operação, a BMV Mineradora espera levantar, por meio do Royalty Crowdfunding da StartMeUp, o valor de R$ 2.4 milhões em um período de seis meses.

O geólogo Herbert Sodré, sócio fundador e diretor de exploração mineral da BMV, explica que a instalação de uma pedreira conseguiria suprir a necessidade de matéria-prima dos municípios da região por conta da oferta de preço mais competitivo no mercado. Isso porque a pedreira ficaria localizada em local estratégico, onde há carência desse tipo de minério. “A localização escolhida para a instalação da operação nos colocou em situação privilegiada para atendermos o mercado local e regional, que abrange 14 cidades em um raio de até 100 km”.

Herbert também comenta que em suas pesquisas acadêmicas, a BMV Mineradora descobriu que havia grande disparidade em relação aos preços da brita. “Enquanto o preço médio deste produto é de R$ 60,00 reais na pedreira, unidade produtora, esta mesma brita é vendida por preços que variam de R$ 120,00 a R$ 150,00 reais, demonstrando um grande potencial para esta região”.

A vasta experiência do geólogo na área de logística é outro ponto importante para que a pedreira alcance parte deste mercado. A intenção é aproveitar espaços ociosos em carretas para tornar o preço da matéria-prima mais acessível para as concreteiras, construtoras, indústrias de pré-fabricados, revendedores, lojas, pavimentadoras, usinas de asfalto e órgãos públicos. A Brazil Mineral Ventures possui o apoio dos municípios da região, bem como do Governo do Estado da Bahia para a comercialização dos insumos.

“Diferente do Equity Crowdfunding, o Royalty possui potencial de alta rentabilidade. O investidor não se torna sócio do projeto, mas recebe o retorno de seu investimento em uma única parcela até o término do prazo estipulado”, afirma Fábio Silva, sócio fundador da StartMeUp.

O executivo acredita no grande BMV da pedreira em atingir o montante estipulado para a instalação da pedreira na Bahia. “Nós escolhemos a Brazil Mineral Ventures para estrear a modalidade, pois a proposta foi muito bem desenvolvida e embasada em um business plan estratégico na extração de minérios pouco explorados no Brasil e, ao mesmo tempo, os mais necessários para o mercado de Construção Civil”, finaliza Fábio.

Mercado de agregados em números

De acordo com dados da Associação Nacional das Entidades de Produtores de Agregados para Construção (ANEPAC), os minerais mais consumidos no Brasil e no mundo são os agregados de baixo valor como pedra brita, areia e cascalho. O mercado brasileiro destes produtos é atendido por uma ampla e diversificada gama de produtores, envolvendo cerca de 3.100 empresas: 600 de produção de brita e 2.500 de extração de areia, com um total de 75.000 empregos diretos e 250.000 indiretos. São 623 milhões de toneladas produzidas, gerando um faturamento de R$ 12 bilhões.

Tags, , , , , , ,

Startup brasileira lança café em cápsula mais fresco do mundo

7ce9d5b2-9352-46aa-8d96-41d5b6d50fcf

Pensando em uma alternativa que unisse a praticidade da cápsula de café com o sabor de um espresso fresco, jovens empreendedores, decidiram criar a Moccato, o primeiro clube de assinatura de cápsulas de café do país. O grupo formado por experientes profissionais de diferentes áreas, aposta na qualidade de grãos recém-torrados, na comodidade do delivery mensal e no preço acessível.

A startup, já nasce com um grande diferencial, garante o café da torra à xícara em apenas sete dias. “O cliente assina e entra em uma das datas de corte, que será a mesma data nos meses seguintes. Durante algumas vezes por mês, o café é torrado, encapsulado e entregue ao cliente em até sete dias. Isso torna o sabor da cápsula Moccato único no mercado”, explica Fabrizio Serra, idealizador do projeto. A empresa nasceu com um investimento inicial de pouco mais de 4 milhões de reais e espera alcançar 20 mil assinantes até o final de 2016.

Com um time de especialistas, a Moccato oferece uma seleção de grãos premium 100% arábica de fazendas prestigiadas e trabalha com estoque zero para oferecer o produto mais fresco do mercado. A marca traz cinco cafés exclusivos e cada sabor é atrelado a uma única fazenda para garantir a singularidade e qualidade do produto. “A ideia é que cada sabor retrate fielmente todas as nuances do grão, do terreno, do clima e principalmente da cultura local do café que trata todas as etapas com um carinho único, evidente em notas sutis, possíveis apenas num café especial”, ensina Emerson Freitas, sócio de Fabrizio, mestre de torra e especialista em cafés. “Um outro fato que também contribui para sua complexidade característica dos cafés premium é o baixíssimo uso de substancias químicas no cultivo e ausência de pesticidas, sendo muitos deles orgânicos”, acrescenta.

Para assinar basta acessar o site www.moccato.com.br. Lá os clientes terão a opção de três planos que contemplam: 30, 60 e 90 cápsulas, 100% compatíveis ao sistema Nespresso. Todo mês é possível alterar o mix de cápsulas, se o cliente desejar. A marca também conta com opções para vendas coorporativas, com 500, 1000 e acima de 1000 cápsulas.

Tags, , , ,

Aplicativo criado por startup brasileira terá expansão no exterior

O aplicativo Filho sem Fila, um serviço que auxilia os pais ao buscarem seus filhos nas saídas das escolas com mais segurança e contribui com a melhoria do trânsito, ganha novos ares e terá expansão na América do Norte, sendo implementado no Canadá e Estados Unidos.

O fundador do Filho sem Fila, Leo Gmeiner, está em Vancouver, participando do LEAP International (Lean Entrepreneur Acceleration Program), programa de aceleração internacional para startups, que tem como objetivo auxiliar empresas brasileiras que buscam expandir seus negócios no exterior, desenvolvido pela Dream2B, junto com a Launch Academy, aceleradora canadense.

Neste programa, com duração de seis semanas, Gmeiner participará de treinamentos, workshops, mentorias com especialistas canadenses, visitas técnicas a outros empreendimentos e encontros com investidores.

Além disso, participou da Vancouver Startup Week, um dos maiores encontros do setor e estará, nessa semana, na National Angel Capital Organization Summit (NACO), que reúne cerca de 400 investidores, tendo sido uma das 10 startups estrangeiras selecionadas para apresentar seu plano negócio para os investidores norte-americanos.

Com o nome Quick Pickup, o projeto tem previsão de lançamento em outubro, no Canadá e, em novembro, nos Estados Unidos. Leo Gmeiner ressalta a importância em participar deste programa no Canadá para, também, entender melhor o cenário nos EUA. “Estar no Canadá nos faz entender melhor o mercado norte-americano: por exemplo, saber quais as diferenças principais desse mercado nos EUA e no Canadá e traçar metas mais realistas e precisas”, explica.

Filho Sem Fila
Desenvolvido em 2013, o Filho sem Fila é um aplicativo pioneiro e inovador que garante mais segurança para os pais buscarem seus filhos nas escolas, por que permite que a equipe da escola tenha acesso, pelo próprio app, a fotos e documentos dos responsáveis pela retirada da criança.

Além disso, contribui na fluidez do trânsito, uma vez que, com antecedência, avisa à escola sobre a chegada dos responsáveis, para que a criança possa ser preparadas para um rápido embarque. Esta ação reduz em cerca de 75% a exposição à violência urbana e o tempo de espera dos pais, reduzindo, consequentemente, o congestionamento no entorno dos colégios.

O Filho sem Fila está presente em mais de 90 escolas por todo o Brasil e atende cerca de 38 mil alunos.

Mais informações: http://www.filhosemfila.com.br/

Tags, , , , ,

Startup Farm lança o ahead, novo programa de aceleração

A Startup Farm, maior aceleradora independente da América Latina, lança o novo programa de aceleração da Startup Farm, o ahead. O novo programa responde à demanda apresentada pelo mercado e possui uma nova estrutura em sintonia com todo o aprendizado adquirido nas 17 edições realizadas nos últimos 5 anos. O objetivo do programa é levar as startups da fase mais inicial até o nível onde apresente produto funcionando e vendas com crescimento consistente.

A partir de 2017, as startups escolhidas para o ahead passarão em um processo que irá durar 6 meses e terá três fases de aceleração com focos específicos:

* Laser focus – 5 semanas: Imersão “full life” para os fundadores trabalharem focados na construção do modelo de negócios da sua startup, suportados pela Farm e por uma ampla rede de mentores, parceiros e investidores

* Get Sales Done – 5 semanas: neste módulo a startup trabalhará na construção de uma estratégia de vendas e definirá as principais métricas de desempenho do seu negócio

* Fundraising – 15 semanas: a startup irá construir uma projeção inicial de necessidade de capital, assim como trabalhará na definição da melhor estratégia de captação. Ao longo deste módulo a startup continuará trabalhando no desenvolvimento do produto e/ou serviço, assim como melhorar suas métricas de desempenho com o acompanhamento da Startup Farm.

Cumpridos os três módulos, a startup estará habilitada para o Demo Day, um evento em que os empreendedores apresentam seus projetos a investidores e executivos de grandes empresas. Este evento também será reformulado e será voltado para uma plateia de investidores com interesse de investir tickets entre R$ 300 mil e R$ 1 milhão. O Demo Day não deixará de ter a função de apresentar os negócios acelerados para ecossistema como um todo.

“ahead Visa” será a primeira edição do novo programa que na estreia buscará startups focadas em revolucionar o mercado financeiro nos setores de Pagamentos, Seguros, Gerenciamento Financeiro, Investimentos, Funding, Eficiência Financeira, Bitcoin, Blockchain, Empréstimos e Renegociação de Dívidas. Aquelas startups que possuem serviços e ou produtos relevantes para o setor, também poderão participar. As inscrições para o ahead Visa estão abertas a partir de hoje, 20 de outubro, e podem ser feitas por meio do site aceleracao.startupfarm.com.br.

Realizado com o patrocínio da Visa, o ahead contará ainda com o suporte de tecnologia e negócios do time de executivos da Visa e de outras instituições parceiras. “Acabamos de lançar o Brasil Co-Creation Center em São Paulo e sua principal missão é promover um espaço aberto e interativo que busque cocriar inovações para o desenvolvimento da próxima geração de pagamentos. Ampliar essa rede de cocriação passa por se conectar com startups e com fintechs. A nossa participação nesse novo formato de programa de aceleração da Startup Farm marca o início de um próspero e frutífero relacionamento entre Visa, startups e fintechs em busca do desenvolvimento em conjunto das futuras tecnologias que irão nortear a inovação no país”, afirma Érico Fileno, Diretor executivo de inovação da Visa do Brasil.

ahead Visa

Foco em startups com serviços para o sistema financeiro
Inscrições abertas pelo site aceleracao.startupfarm.com.br

Tags, , , ,

Inseed Investimentos anuncia parceria com SENAI

Parceria irá impulsionar o desenvolvimento de startups de base tecnológicas que participam do Edital SENAI SESI de Inovação.

A Inseed Investimentos, gestora de recursos focada em empresas inovadoras com alto potencial de crescimento, firmou parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) para impulsionar o desenvolvimento de startups que participam do Edital SENAI SESI de Inovação.

Segundo Alexandre Alves, diretor da Inseed, o acordo vai facilitar a seleção de empresas que receberão investimentos dos fundos FIMA e Criatec 3, criados pelo BNDES e direcionados para empresas de base tecnológica em estágio inicial. Além disso, irá disseminar a cultura da inovação e o fortalecimento de ecossistemas brasileiros de inovação. Para o diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi, o objetivo do acordo é estimular o crescimento dessas empresas, que são motores do desenvolvimento da inovação no país.

O FIMA foi o primeiro fundo destinado ao segmento de Inovação Tecnológica Sustentável do Brasil, com R$ 165 milhões de capital comprometido e tem foco em negócios que possuem soluções aplicadas ao meio ambiente. Já o Criatec 3 é considerado o maior fundo de apoio ao empreendedorismo e inovação para o desenvolvimento de empresas early stage no Brasil e tem como setores prioritários Tecnologias da Informação e da Comunicação, Biotecnologia, Agronegócio, Novos Materiais e Nanotecnologia.

INSEED Investimentos

A INSEED Investimentos é uma gestora de recursos focada em empresas inovadoras com alto potencial de crescimento. A experiência adquirida, empreendendo negócios inovadores, e os resultados obtidos na gestão de fundos de Capital Empreendedor fazem da INSEED pioneira e grande especialista em empresas inovadoras em early stage no Brasil. A gestora gere e multiplica valor para investidores e empreendedores e estimula a cultura empreendedora em todo o país.

Totaliza R$ 485 milhões sob gestão e um track record de resultados positivos, com mais de 45 investimentos nos últimos 12 anos, 14 desinvestimentos com retorno médio próximo a 30% a.a., e uma carteira remanescente que cresce 45% a.a. desde 2008. O motivo desses resultados tão significativos, num contexto não tão favorável à inovação, é que a INSEED compreende o empreendedor em sua essência e sabe como multiplicar o valor do negócio investido.

Tags, , , , ,

Startup Surf Evolution mira pequenos investidores

Muitas empresas não sairiam do papel se não tivessem recebido aportes financeiros, sejam de familiares ou de fundos de investimento, tais como o crowdfunding, que são financiamentos colaborativos ou coletivos onde investidores profissionais e pessoas comuns investem e ajudam empresas a crescer. O Equity Crowdfunfing é uma modalidade bastante usada e nada mais é que a troca de percentuais da empresa que serão convertidos em ações. É com essa proposta que a startup Surf Evolution, de Florianópolis, pretende entrar de vez no mercado.

A Surf Evolution desenvolveu uma linha de equipamentos funcionais para o aprendizado e treinamento do surfe e outros esportes, como o stand up paddle. Além do condicionamento físico, os equipamentos proporcionam a interatividade do usuário, por meio da realidade virtual, e emitem uma avaliação de desempenho no final do treino. A startup já conquistou reconhecimentos e prêmios importantes, tais como Sinapse da Inovação IV e o do Governo Federal, InovAtiva Brasil.

“Depois de dois anos de muito trabalho, aprimoramento e de parceria com os melhores profissionais e instituições importantes, o projeto chegou no ponto de maturação para entrar no mercado. Atuaremos principalmente com locação, venda e franquias de centros de treinamento de surfe em academias de ginástica, resorts, hotéis, transatlânticos, academias residenciais, shoppings e escolinhas de surfe”, explica o CEO da empresa, Francis França.

A campanha, que iniciará na próxima semana, busca investidores em todo o país para comprar 10% da empresa, dividida em 100 partes iguais de R$10 mil. “Nosso objetivo com essa campanha é trazer parceiros e investimentos que serão revertidos na implementação do nosso plano de negócio. O processo é bastante simples e tudo é feito de forma transparente”, exemplifica.

É importante destacar aos investidores que não é apenas a injeção de capital que está em questão, mas o fomento à inovação, a geração de novos empregos e a realização de sonhos. “E isso significa muito para empreendedores que só precisam de uma oportunidade para ´sair da garagem´”, completa Francis.

Tags, , ,

Oxigênio Aceleradora abre inscrições para terceiro ciclo de aceleração

A Oxigênio Aceleradora abre as inscrições para a nova rodada de seu processo seletivo para startups. Entre os dias 03 de outubro e 09 de novembro, empreendedores de todo o Brasil poderão se inscrever para participar do 3º Ciclo de Aceleração da empresa. Para concorrer à oportunidade, é necessário que a startup já possua um MVP ou seja, um produto constituído e/ou protótipo, estejam em um estágio intermediário de desenvolvimento e tenham sinergia com um dos mercados nos quais a Porto Seguro atua.

“Desde que iniciamos o primeiro ciclo de inscrições, em setembro de 2015, tivemos um grande número de startups altamente qualificadas cadastradas, e o interesse vem aumentando continuamente, bem como a oportunidade de desenvolvimento que oferecemos aos empreendedores”, afirma Italo Flammia, diretor da Oxigênio Aceleradora. “Nosso objetivo é promover uma rica interação entre o ecossistema de empreendedores e os mercados que buscam inovação vinda de startups, por isso oferecemos suporte para que soluções sejam aprimoradas e o desenvolvimento seja cada vez maior. ”

“Desde que iniciamos o primeiro ciclo de inscrições, em setembro de 2015, tivemos um grande número de startups altamente qualificadas que participaram deste processo, e o interesse vem aumentando a cada ciclo, dada a excelente oportunidade de desenvolvimento que oferecemos aos empreendedores”, afirma Italo Flammia, diretor da Oxigênio Aceleradora. “Nosso objetivo é promover uma rica interação entre os empreendedores e os gestores de negócios da Porto Seguro, oferecendo assim todo o conhecimento instalado às startups, bem como acesso aos mercados em que atuamos. ”

Das cinco a sete empresas selecionadas, cada uma receberá um investimento de US$50 mil em dinheiro, além de US$100 mil em smartmoney, aplicados em investimentos indiretos, em forma de benefícios e recursos para os empreendedores.

Durante os três primeiros meses de aceleração, os empreendedores contarão com sessões de mentoria, palestras e workshops que sobre temas diversos relacionados ao negóciosda Porto Seguro. Após esse período, as startupstêm a opção de completar o processo de aceleração na sede da Plug and Play Tech Center, aceleradora localizada no Vale do Silício nos Estados Unidos, após maturação dos projetos e avaliação da equipe de mentores.

O programa de aceleração da Oxigênio terá início em 13 de fevereiro de 2017, na sede da empresa localizada na Rua Conselheiro Nébias, no bairro de Campos Elíseos em São Paulocom duração de seis meses. Empreendedores interessados em inscreverem seus projetos podem fazê-lo pelo website da Oxigênio (www.oxigenioaceleradora.com.br).

Tags, , , ,

Fiesp prorroga inscrições para a 5ª edição do Hackathon

O Comitê Acelera Fiesp (CAF) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) promove a 5ª edição do Hackathon, uma maratona hacker, nos dias 15, 16 e 17 de outubro. O desafio é criar um aplicativo para dispositivos móveis com código aberto com a temática Hackathon Maker: Internet das Coisas, Protótipos e Indústria 4.0. Os competidores deverão desenvolver um sistema que solucionará problemas na área de Mashups – como combinar diversos dispositivos em um para estimular a conectividade e a praticidade no dia a dia das pessoas? -, Equipamentos urbanos – no futuro as cidades serão inteligentes, como os equipamentos urbanos podem se comunicar com seus usuários? -, e Wearables – as mudanças no setor vestuário: novas tecnologias e usabilidades para roupas e acessórios.

Ao todo serão três dias de programação e podem participar programadores, designers, hackers e cientistas da computação. “O objetivo é fomentar o conhecimento tecnológico e o espírito empreendedor dos participantes”, diz o diretor-titular do CJE, Sylvio Gomide.

Os grupos poderão ter cinco membros, sendo 2 programadores ou desenvolvedores, 1 designer, 1 profissional de comunicação e 1 visionário, de acordo com o site oficial. Os participantes que apresentarem a melhor solução móvel poderão participar da 9ª edição do Concurso Acelera Startup da Fiesp (mais detalhes da premiação no regulamento).

O Hackathon tem finalidade exclusivamente cultural, visando reconhecer e divulgar as soluções tecnológicas desenvolvidas que tenham potencial inovador, estimulando a difusão do tema no meio empresarial, sem caráter comercial.

O evento acontecerá no edifício-sede da FIESP, na Avenida Paulista, 1313, em frente à estação Trianon-Masp. O credenciamento começa às 8h da manhã do sábado, 15, e a maratona vai até domingo, 16, às 18h. Na segunda-feira, 17, haverá apresentações dos projetos começam às 17h, e os ganhadores serão anunciados às 21h.

Se tiver interesse, as inscrições foram prorrogadas até o dia 10 de outubro e vale a pena correr para o site e registrar. Para mais informações sobre o regulamento, não deixe de conferir o site oficial http://hotsite.fiesp.com.br/hackathon.

Hackathon

Data: 15, 16 e 17 de outubro

Horário: das 8h do dia 15/10 às 18h do dia 16/10 e dia 17/10 das 17h às 21h.

Local: Av. Paulista, 1313 – metrô Trianon-Masp

Tags, , , ,

Startup Easy Carros recebe investimento do GWC e Sequoia Capital no Vale do Silício

unnamed-60

Na noite do último dia 28/09, aconteceu em San Francisco – Califórnia, a disputa internacional do G-Startup WorldWide, competição global de startups para encontrar as empresas mais promissoras e inovadoras do mundo. A Easy Carros, marketplace que conecta os melhores profissionais de serviços automotivos a donos de carros, única startup da América Latina na competição, ficou em segundo lugar.

O primeiro lugar foi para a startup Feelter, de Tel Aviv, com o prêmio de 250 mil dólares. Já a brasileira, foi premiada com um investimento de 120 mil dólares do fundo GWC, que tem como maiores investidores a Sequoia Capital, fundo de investimento mais tradicional do Vale do Silício e a Cheetah Mobile, gigante chinesa do setor de tecnologia. A banca de jurados da premiação foi composta por grandes nomes da área como: Tim Draper, do Draper Associates & DFJ, Christine Tsai, da 500 Startups, Arielle Zuckerberg, da Kleiner Perkins Caufield & Byers e Alfred Lin, da Sequoia Capital.

Fernando Saddi, CEO e fundador da Easy Carros falou um pouco sobre a premiação. “Ficar em primeiro na etapa que aconteceu no Brasil já foi uma grande honra. Agora, representar nosso país no local que é considerado o berço das startups e ser reconhecido como uma das mais promissoras e inovadoras startups do mundo, foi incrível. Receber o feedback de alguns dos melhores investidores também foi um ótimo aprendizado para levar de volta ao Brasil para continuarmos melhorando sempre”, afirma o empreendedor.

A Easy Carros foi a grande vencedora da etapa do evento que aconteceu em São Paulo, em agosto. A vitória nesta primeira fase proporcionou a participação na etapa global, com startups de todo o mundo, no Vale do Silício, além de um primeiro investimento de 50 mil dólares.

Além da Easy Carros e da Feelter, outras startups participantes da competição global foram: Sky Rec, Pulzze, Yihu365 e iGrow.

Tags, , , ,

NetSupport e HDI Brasil se unem em benefício dos profissionais de TI

Com o objetivo de levar mais oportunidades para os profissionais de TI do país e aumentar a qualidade nos serviços oferecidos aos seus clientes, a NetSupport – startup de soluções de TI para pequenos e médios negócios – acaba de se aliar ao HDI Brasil, a maior associação de profissionais do mercado de informática do mundo e referência em processos de TI. Nessa parceria, os técnicos pertencentes a comunidade mantida pela empresa – chamados de Doutores em Tecnologia – poderão usufruir de conteúdos exclusivos do HDI, como vídeos, webinars e e-books. Além disso, descontos especiais para certificações e cursos também serão oferecidos.

“Essa parceria é um passo importante para nossa história. Temos como missão ajudar no desenvolvimento dos Doutores em Tecnologia tanto dentro, quanto fora da comunidade. Estamos trabalhando para transformar o mercado e levar oportunidades de qualificação para todos os cantos do Brasil”. Conta Frederico Queiroz, CEO da NetSupport, que há mais de 20 anos atua no setor de TI, e integra o conselho do HDI no Brasil.

Dentro da comunidade, os Doutores têm a oportunidade de aprender, ensinar, se relacionar e ainda ganhar dinheiro. Os profissionais interessados em lucrar, podem atender chamados dos clientes da NetSupport, através de uma ferramenta disponibilizada pela startup. Para tanto, é preciso realizar um processo de adesão. Após isso, o técnico poderá atender chamados presenciais, de acordo com a sua região, e remotos, em todo o Brasil.

Thiago de Marco, Diretor Executivo do HDI no Brasil, destaca a importância da renovação do mercado de TI “Estamos felizes com a parceria entre o HDI e a NetSupport. Acreditamos muito na inovação do nosso mercado. Com eles conseguimos enxergar como o modelo de prestação de serviços pode mudar e evoluir. A NetSupport mostra essa mudança em seu formato, sendo muito compatível com a nossa missão”.

O potencial do negócio chama atenção. Atualmente, a NetSupport está sendo acelerada pela Wayra, iniciativa global da Telefônica, para apoio e promoção de startups tecnológicas. A empresa foi uma das selecionadas para o processo que se iniciou no começo de 2016. “Temos uma oportunidade gigante em nossas mãos. Por isso, queremos levar esse modelo de negócio para o mundo. Mesmo sem nenhuma ação de marketing para outros países, já temos Doutores em Tecnologia na Angola e Colômbia. Já é um começo!”, complementa Queiroz.
Sobre a NetSupport

A NetSupport é uma assistência técnica em informática única, com a missão de liberar o tempo de seus clientes, para que eles possam se dedicar à sua especialidade, trazendo a qualidade dos serviços das grandes empresas de tecnologia, adaptadas para pequenos e médios negócios. Oferece atendimentos remotos e presenciais, que são executados através de sua comunidade de técnicos, a Doutores em Tecnologia, que conta com os melhores e mais capacitados profissionais de TI do mercado.
Sobre o HDI

O HDI é uma associação global, instituto de ensino, pesquisa e referência no desenvolvimento do segmento de atendimento e suporte técnico a clientes internos e externos, service desk, Field Support e correlatos.

Tags, , ,