Page Arquivos startup - Página 24 de 1760 - Valor Agregado

Category startup

BNDES Garagem vai selecionar 45 startups para programa de aceleração

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está lançando o ciclo 2022 do BNDES Garagem – Negócios de Impacto. A iniciativa faz parte do objetivo da instituição de promover ações empreendedoras em todo o Brasil, e será conduzida pelo Consórcio AWL (composto por Artemisia, Wayra e Liga Ventures). Neste ciclo, 45 negócios de diversos setores serão selecionados e acelerados — com prioridade às soluções voltadas à educação, empregabilidade, educação financeira, finanças inclusivas, saúde e bem-estar, cidades sustentáveis e cidadania, meio ambiente e economia circular. As inscrições estão abertas até 24 de junho no site: Link para empreendedores de todo o território nacional.

As selecionadas serão potencializadas por meio de metodologias de aceleração aplicadas pela Artemisia, Wayra e Liga Ventures — referências no ecossistema de empreendedorismo — e receberão apoio individual de especialistas; acesso a mentores para aconselhamento e resolução de desafios; conteúdos sobre inovação, empreendedorismo e impacto; serviços gratuitos e subsidiados; além de conexão com potenciais investidores e parceiros de empresas públicas e privadas.

O programa é gratuito e vai eleger duas startups que se destacarem no processo de aceleração, uma na categoria de Tração (para quem já tem um negócio de impacto e quer apoio para crescer, ganhando escala), e outra na de Criação (etapa para negócios que estão começando e precisam de apoio nos primeiros passos), para receberem um prêmio no valor de R$ 30 mil e R$ 20 mil, respectivamente.

De acordo com Bruno Laskowsky, diretor de Participações, Mercado de Capitais, Reestruturações e Crédito Indireto do BNDES, esta nova chamada do BNDES Garagem confirma o sucesso da iniciativa e reforça a preocupação do banco em promover cada vez mais o desenvolvimento sustentável. “No primeiro ciclo do Garagem, ocorrido ao longo de 2021, aceleramos empreendedores e startups de impacto de todas as regiões do Brasil que trouxeram soluções para desafios sociais e ambientais, estimulando o ecossistema do empreendedorismo e transformando positivamente a vida dos brasileiros. Para este novo ciclo, continuamos com a intenção genuína de gerar impacto positivo na sociedade e ampliamos o rol de soluções que consideramos prioritárias. A vertente de educação, por exemplo, incorporou novos desafios relacionados à empregabilidade para que todo conhecimento gerado por meio de conteúdos educacionais possa ser revertido na inserção de cada vez mais pessoas no mercado de trabalho” comenta Laskowsky.

Para Luciano Gurgel, diretor executivo da Artemisia, esta edição “Com o BNDES Garagem, o Banco se coloca na vanguarda do apoio ao empreendedorismo, principalmente ao empreendedorismo de impacto, Como ator fundamental do mercado de capitais brasileiro, o Banco desenha sua Teoria de Mudança ao usar o Garagem como plataforma de lançamento de negócios de impacto para um futuro acesso ao mercado de capitais. O Garagem prepara os negócios que queremos ver se multiplicar: aqueles que se propõem a resolver problemas sociais e ambientais. Ao incorporar o componente da diversidade ao longo do programa, entendemos que o programa fica mais acessível e pronto para responder aos grandes desafios sociais e ambientais que temos pela frente.”

Guilherme Amorim, da Wayra, destaca que o programa oferece diversas possibilidades para alavancar o potencial de transformação do ecossistema empreendedor. “Ao longo dos próximos meses em contato com os empreendedores, e mergulhados em seus negócios, conseguiremos criar ações conjuntas que agregam um olhar focado também aos negócios de impacto. Assim vamos poder cooperar para o desenvolvimento dos ecossistemas das cinco regiões do país, selecionando empreendedores e empreendedoras cujas soluções possam gerar mudanças efetivas para a sociedade como um todo”, ressalta Guilherme.

Já Rogério Tamassia, diretor da Liga Ventures, avalia a relevância do BNDES Garagem para o ecossistema de impacto. “Este é o maior e mais profundo programa de apoio aos empreendedores de impacto do Brasil já realizado. E isso tem tudo a ver com o propósito da Liga e com o momento e desafios como sociedade que temos enfrentado. Por isso, trabalhamos duro com nossas parceiras Artemisia e Wayra e com o time do BNDES para usar nossas competências complementares e entregar o estado da arte de aceleração e impacto”.

Critérios de seleção do BNDES Garagem — Negócios de Impacto
O programa BNDES Garagem — Negócios de Impacto vai apoiar empreendedores com negócios em dois estágios da jornada empreendedora: Criação (para os que estão começando a empreender e precisam de suporte para dar os primeiros passos) e Tração (para os que já têm negócios criados e demandam apoio para crescer ou escalar).

No estágio de Criação o programa busca por empreendedores(as) e startups que estejam na fase inicial do negócio, ainda passando por validações de problema, solução, público alvo, sem modelo de negócio definido; não possuam faturamento recorrente; podem ter ou não mais de 1 sócio(a) e/ou equipe, que podem ou não serem formalizados e que se enquadrem em um dos três estágios:

a) Ideação: startup com uma ideia de problema que quer resolver e está na fase de desenvolver o conceito da solução, mas ainda sem validações.

b) Prototipação: startup com uma proposta de solução, que está sendo validada com os primeiros testes, a fim de conhecer a sua viabilidade frente a resolução do problema.

c) MVP: startup com uma solução mais robusta que o protótipo e que está em fase de testes a fim de reconhecer a sua viabilidade de mercado, pode ou não ter seus primeiros clientes pagantes.

 

Em Criação, o empreendedor receberá suporte personalizado para desenvolver o Produto Mínimo Viável (MVP, sigla do inglês Minimum Viable Product), validar a solução no mercado, lançar a startup e conquistar os primeiros clientes. A metodologia aplicada é composta por uma trilha de conteúdos, mentorias e workshops para apoiar o empreendedor a desenvolver o negócio de impacto; a duração da aceleração será de três meses. A startup que se destacar receberá ao final uma premiação no valor de R$ 20 mil.

Para a seleção de Tração o foco está em encontrar startups que estejam em uma fase mais avançada do negócio e que já possuam aspectos como o problema, solução, público-alvo e modelo de negócio validados, que estejam colocando o seu impacto socioambiental na prática; que já possuam um faturamento e número de clientes recorrentes, sendo capazes de ter e/ou prever uma sustentabilidade financeira do negócio; que possuam mais de 1 sócio(a) e/ou equipe formalizados e que se enquadre em um dos dois estágios:

a) Tração: startup que já validou o seu modelo de negócio junto ao mercado (pode ter um produto já validado, ou buscar lançar um novo durante o Programa), apresenta resultados recorrentes e precisa incrementar as vendas.

b) Scale Up: startup que está em fase de crescimento acelerado e ganho de escala local e internacional.

Em Tração, o empreendedor receberá suporte personalizado para acelerar o crescimento da própria startup, refinar o impacto da solução, além de ter acesso à rede de empresas parceiras — públicas e privadas — e de investidores. A metodologia é composta por trilhas de conteúdo alinhadas ao momento e à necessidade de cada negócio em um processo de aceleração flexível e personalizado, que conta também com conexões com mentores, empresas parceiras e investidores. Na prática, uma metodologia aplicada ao longo de quatro meses, pensada para empreendedores que desejam acelerar o desenvolvimento do negócio de impacto social ou ambiental para chegar rapidamente a outro patamar. Nesse estágio, a startup que se destacar receberá ao final uma premiação no valor de R$ 30 mil.

Para ambos os estágios, estão credenciados a participar empreendedores de todo o país, que tenham intenção genuína de gerar impacto positivo; que sejam engajados com o negócio; e estejam abertos a repensar pontos fundamentais da solução dentro do programa.

Tags