Page Arquivos startup - Página 102 de 1734 - Valor Agregado

Category startup

Bossanova lança programa de investimento com SEBRAE e Raja Valley

Abertura foi dia 18 de janeiro de 2022 e o prazo final será dia 14 de fevereiro e startups poderão receber aportes de até R$600 mil

A Bossanova Investimentos, micro venture capital que investe em startups em estágio de pré-seed em todo o país, anuncia uma parceria que promete engajar ainda mais todo o ecossistema de inovação no Brasil. Juntos, Bossanova, SEBRAE e Raja Valley abrem as inscrições para o Programa INOVA, que pode contar com até R$ 20 milhões para investimentos. As inscrições abriram dia 18 de janeiro e vão até 14 de fevereiro. O programa investirá preferencialmente em startups que sigam a seguinte tese:

– Ser B2B, ou B2B2C

– Ter mais de 1 ano de fundação

– Já terem encontrado o PSF (problem-solution-fit), por meio de produtos/ serviços que já estejam validados, operacionais e faturando (no mínimo R$ 10 mil mensais) e próximas ao break-even (ou com visão clara para chegar nele).

– Negócios com modelo SaaS, que sejam sinérgicos ao portfólio.

– Não serão investidos negócios cujas soluções sejam destinadas exclusivamente ao governo, a lojas de e-commerce (que vendam produtos), ou que necessitem de investimento em hardware.

Esse programa pioneiro alia o investimento a uma trilha completa de desenvolvimento das startups. Ao longo de 6 meses as startups vão passar por mentorias on-line e uma aceleração presencial para apoiar a expansão da startup conforme ela recebe o investimento.

“Nós tivemos uma experiência parecida no passado em que trouxemos esse modelo de investimento acompanhado a grandes mentores em uma trilha de tração para acompanhar a startup e em 4 meses vimos aumentar em média 58% o faturamento das empresas. O Inova é uma grande oportunidade para as startups que querem além do capital também ter um apoio de tração no crescimento do negócio”, comenta João Kepler, CEO da Bossanova.

Ainda sobre as regras, vale destacar que os recursos do Sebrae/SC serão obrigatoriamente aplicados em startups com sede ou filial em SC. Já os demais recursos não têm limitação geográfica e startups de todo Brasil podem aplicar.

“É um passo muito importante para o Sebrae/SCC ter firmado essa parceria para investir nas startups de Santa Catarina. Nós já somos o 4º maior polo de tecnologia do país e conseguir trazer mais investimento para a região vai acelerar o desenvolvimento de novas iniciativas”, comenta Marcos Regueira, Assessor de Projetos Especiais Sebrae Santa Catarina.

Outro ponto importante é que o programa contempla três fases, sendo a primeira quando as startups receberão uma rodada de investimento e um mês de aceleração online. Na segunda as startups receberão uma segunda rodada de investimento e quatro meses de aceleração presencial e online. E, por fim, na terceira as startups receberão uma terceira rodada de investimento e um mês de acompanhamento com especialistas. O valor total aportado por startup será de até R$ 600 mil.

“Esse programa reúne dois aspectos fundamentais para as startups, que é o capital aliado a inteligência de mercado. Quando unimos essas duas coisas conseguimos pegar bons negócios e dar a escala que eles precisam”, João Paulo Zica Fialho CEO do Raja Valley.

Tags