Page Arquivos artigo - Página 2 de 1000 - Valor Agregado - Notícias sobre o mundo corporativo %

Category artigo

Serviços governamentais: a importância da tecnologia no setor público

Retratos de Otavio Argenton para a SoftwareOne.

Por Otávio Argenton, Country Manager da SoftwareONE

Atualmente, é quase impossível encontrar alguma empresa ou setor que não esteja investindo em novas tecnologias para impulsionar seus negócios. As ferramentas digitais são, em sua grande maioria, responsáveis por otimizar as operações das companhias, agilizando processos, garantindo maior velocidade nos resultados e uma experiência mais confiável aos clientes finais.

No setor público, este cenário não é diferente e, cada vez mais, o segmento responsável pelo âmbito governamental, incluindo todas as instituições públicas e os três poderes de Estado (Executivo, Legislativo e Judiciário) tende a se transformar e evoluir digitalmente. De acordo com uma previsão feita pelo Gartner, até 2025, mais de 50% das instituições governamentais terão suas aplicações essenciais modernizadas e irão agilizar seus processos e sistemas.

Os benefícios da tecnologia no setor público

O principal objetivo do uso da tecnologia nos setores governamentais é reduzir tempo e burocracia nos atendimentos e operações, tanto para as equipes de profissionais, quanto para os cidadãos. Como uma aliada, ela garante processos mais rápidos, eficiência e praticidade, e permite ainda, que o cidadão tenha acesso a alguns serviços de qualquer dispositivo, a qualquer momento, sem tomar nenhuma ação presencialmente.

As ferramentas e serviços digitais ainda oferecem outras vantagens às instituições do setor público, tais como, redução de custo e mão de obra, aumento da capacidade de armazenamento das informações com maior segurança, agilidade nos processos e atendimentos, e aceleração na tramitação de documentos. Além disso, permitem uma maior transparência na comunicação com a população, uma vez que, conectadas, as pessoas passam a ter acesso aberto às informações e ações realizadas pela gestão pública.

As principais tendências tecnológicas para o setor

Levando em consideração o interesse por parte do setor em investir em melhorias para os serviços oferecidos à sociedade, algumas tecnologias e soluções digitais estão ganhando cada vez mais destaque no ambiente governamental, como: Big Data, Hiperautomação, Modernização de Infraestruturas e Segurança Digital.

O gerenciamento, tratamento e análise de dados é essencial para o setor público, uma vez que o governo possui informações sobre muitas pessoas e empresas, dados nacionais e internacionais. Com o Big Data, é possível ter maior controle e organização dos dados, além de utilizá-los para sugerir melhorias e otimizar os processos, auxiliando também na eficácia das tomadas de decisão.

Da mesma maneira, este alto volume de dados implica na questão da segurança dos sistemas públicos. Por isso, as instituições governamentais devem investir em soluções e treinamentos que garantam a segurança de seus processos e atendimentos, bem como de todo o seu perímetro tecnológico, a fim de evitar ataques e vazamentos de dados, especialmente referentes aos cidadãos brasileiros, os quais são dados sensíveis.

A hiperautomação também é uma tendência cada vez mais presente nos serviços governamentais, e com tarefas simples automatizadas, colaboradores podem atuar em funções que realmente agreguem valor às instituições. Dessa forma, é possível estabelecer maior agilidade e padronização nas operações, fornecendo confiabilidade aos usuários finais dos serviços, os cidadãos.

E para que todas essas e ainda outras tecnologias sejam implementadas em uma instituição do setor público, é preciso que ela esteja com a sua infraestrutura de TI bem preparada. Para isso, a infraestrutura em Nuvem tem sido a escolha mais frequente e mais bem-sucedida no setor. Com a infraestrutura em Cloud, é garantido um ambiente mais escalável, seguro, moderno e flexível.

Desafios e soluções para a tecnologia no setor público

Apesar de estar evoluindo tecnologicamente, o setor público ainda possui um certo atraso em relação a outros setores da economia, especialmente por seus sistemas serem em grande parte, legados e muito primários. Além disso, para a adoção de novas tecnologias, não basta investir nos sistemas e na parte técnica, mas ainda é preciso mudar o mindset do funcionário público, apresentando as melhorias que essas ferramentas e serviços trarão ao seu dia a dia de trabalho.

Sendo assim, a tecnologia no setor público apresenta-se primordial não apenas para a transformação, mas também para a evolução digital do segmento. Com um ambiente mais seguro, maduro, ágil e produtivo, as instituições devem investir na evolução de suas ferramentas digitais, a fim de disponibilizar um serviço ainda mais qualitativo aos usuários, garantindo a confiabilidade e a satisfação dos profissionais do governo e dos cidadãos.