Page

Author admin

4Results promove evento sobre Bloco K e CRM

A empresa de TI 4Results reuniu dezenas de executivos no Palacete dos Leões, sede do BRDE – Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul – para palestras sobe Bloco K e CRM. Os temas foram escolhidos porque a obrigação relacionada a controle de estoque e produção tem chamado a atenção de gestores por novas exigências governamentais e também porque o relacionamento com clientes ganha ainda mais força em tempos de crise econômica.

O evento em Curitiba aconteceu em parceria com o Ibef-PR. Luiz Tutomu falou sobre o Bloco K e Flávio Degrandi esclareceu sobre a importância do uso de boas ferramentas de CRM. Saiba mais na reportagem do programa de tv Valor Agregado.

Tags, ,

Ativy lança primeiro portal de Cloud Híbrido do Brasil

Ativy Cloud lançou este mês um novo portal de administração de Cloud Computing que permitirá o cliente administrar seu Cloud Privado SSD no data center da Ativy, e administrar ambientes existentes na Amazon AWS, IBM Softlayer e Microsoft Azure. “É o primeiro portal do Brasil que permite você mesclar sua infra em um Cloud Privado (Ativy) e outros provedores de Cloud Público. Estamos saindo na frente.”, reforça Tiago Garbim CEO da Ativy

O contexto econômico está movimentando as empresas e negócios a buscarem soluções inteligentes e de baixo custo para sua infraestrutura de TI.

Pensando neste cenário, a Ativy empresa especializada em soluções de Cloud Computing para o mercado corporativo anuncia o lançamento de um portal de Cloud Computing que promete oferecer ao mercado flexibilidade de escolha.

O novo portal é único no Brasil, uma vez que permite o cliente escolher se utilizará a infraestrutura da Ativy ou se optará por administrar seus recursos em nuvens públicas como Amazon AWS, IBM Softlayer ou Microsoft Azure.

“Nós sabemos que o mercado já adotou a Cloud Computing como uma realidade, e não podemos desconsiderar o ambiente dos nossos clientes nos principais provedores de Cloud. No entanto, o cenário econômico tem feito com que estas empresas busquem soluções nacionais de qualidade e com preço competitivo.” enfatiza Tiago Garbim CEO da companhia.

A Ativy possui uma infraestrutura própria de Cloud Computing no seu data center localizado em Alphaville-SP, e tem como foco o mercado Enterprise por oferecer uma solução de alta performance e consultiva.

“Queremos dar ao nosso cliente o poder de escolha e a facilidade de ele escolher migrar para a nossa estrutura em caso de oscilações do dólar, com apenas “1 click”, finaliza Tiago Garbim.

A Ativy é uma spin-off e surgiu da venda da marca “Ascenty” com sua operação de Data Center e Cloud Computing em fevereiro de 2012 para um grupo americano de Private Equity.

Tags, , , , ,

E-commerce tem aumento de 9,4% no faturamento com Dia das Crianças, segundo E-bit

A E-bit/Buscapé (www.ebit.com.br), unidade especializada em informações do comércio eletrônico do Buscapé Company, contabilizou o resultado para o Dia das Crianças e notou um aumento nas vendas dos lojistas virtuais. Neste ano, o faturamento chegou a R$ 1,47 bilhão, um crescimento nominal de 9,4% em relação ao mesmo período do ano passado, quando registrou R$ 1,34 bilhão.

Entre 28 de setembro e 11 de outubro, na quinzena anterior ao Dia das Crianças, foram realizados 3,81 milhões de pedidos pela Internet. O tíquete médio também subiu, chegando a R$ 385,00 – em 2014 foi de R$ 338,00. As cinco categorias mais pedidas, tendo colaborado em maior peso para as vendas, foram Eletrodomésticos; Moda e Acessórios; Telefonia e Celulares; Cosméticos, Perfumaria e Saúde; e Assinaturas e Revistas/Livros (veja quadro abaixo).

“O comportamento dos consumidores no Dia das Crianças nos surpreendeu positivamente e já nos passa uma ideia de como serão as vendas no Black Friday e no Natal, as próximas datas sazonais. Especialmente em um momento econômico menos favorável, os consumidores estão mais atentos e fazendo pesquisas na Internet em busca das melhores ofertas. Já os varejistas tendem a investir mais nos canais on-line, que geram custos operacionais menores e permitem que sejam mais competitivos para converter vendas”, explica André Ricardo Dias, diretor executivo da E-bit.

Categorias mais pedidas no período (volume de pedidos):

Captura de Tela 2015-10-14 às 13.39.31

Tags,

Livro de Cezar Taurion aborda as tecnologias e seus impactos nas empresas e na sociedade

Publicação comenta as transformações derivadas desse processo em todas as áreas da vida humana e, principalmente, para quem trabalha com TI

A tecnologia está cada vez mais presente em nosso cotidiano, seja para uso pessoal ou profissional. Dificilmente paramos para pensar nas consequências da transformação ocorrida nas empresas, para as pessoas e a sociedade como um todo, e quais são as previsões para o futuro.

O pesquisador Cezar Taurion explica que “a proposta da publicação é instigar, proporcionar um momento de questionamento e explanar situações de mudanças. Quando comecei a escrever, não tinha todas as ideias prontas e concatenadas. Elas evoluíram paulatinamente, principalmente à medida que ia escrevendo e debatendo os temas com amigos e colegas. O que pretendo é dissecar a evolução tecnológica, cada vez mais rápida e impactante, e abrir linhas de pensamento, para vocês, leitores, chegarem as suas próprias conclusões”.

Dividido em três partes, onde são destacadas as Tecnologias Emergentes da Informação, Big Data e Internet das Coisas, entre outros assuntos, o autor compila os impactos das tecnologias e seu uso convergente na vida humana, seja na educação, ou na inovação da área econômica e empresarial; na relação entre política e governo e na sustentabilidade e meio ambiente. Diante do cenário por ele desenhado, Taurion apresenta propostas eficazes de como agir e encarar os desafios, tanto como cidadãos quanto como empresários ou funcionários em empresas privadas e públicas.

Tecnologias Emergentes e seus impactos na sociedade é uma publicação da Editora Évora e está disponível em todas as livrarias ou pelo site www.editoraevora.com.br.

O autor:

Cezar Taurion é CEO da Litteris Consulting, consultoria em Big Data/Internet das Coisas e já foi gerente de novas tecnologias aplicadas/technical evangelist da IBM Brasil. Profissional e estudioso de TI desde o final da década de 1970. Mestre em Ciência da Computação, com MBA em Marketing e Serviços, e graduado em Economia. Participa ativamente de casos reais das mais diversas características e complexidades tanto no Brasil como no exterior, sempre buscando compreender e avaliar os impactos das inovações tecnológicas nas organizações e em seus processos de negócio. Escreve constantemente sobre tecnologia da informação em sites, blogs e publicações especializadas, além de apresentar palestras em eventos e conferências de renome. É autor de seis livros. Foi professor de MBA em Gestão Estratégica da TI pela FGV-RJ e da Cadeira de Empreendedorismo na Internet pelo NCE/UFRJ.

Tags, ,

Apenas 23% das empresas utilizam efetivamente as licenças de software adquiridas, aponta pesquisa da KPMG

Sem excesso ou sobra dos recursos investidos, apenas 23% das organizações utilizam a totalidade das licenças adquiridas para os softwares, revela a pesquisa “Como a prática de SAM (software asset managment) é exercida no Brasil”, realizada pela KPMG no Brasil.

“Os custos anuais de TI (Tecnologia da Informação) são responsáveis por 20 a 35 por cento dos custos anuais nas organizações. Os ativos de software, além de muito importantes para que a utilização de novas tecnologias sejam alinhadas às estratégias de produtividade, beneficiam a busca pelas reduções de custos”, comenta Diogo Dias, sócio-líder da prática de Contract Compliance Services da KPMG no Brasil.

Dentre os possíveis fatores responsáveis pela má utilização das licenças, os participantes da pesquisa alegam não ter controles de gerenciamento de ativos de software (23%); 14% realiza alterações em estruturas de TI sem a discussão de impacto em licenciamento; 14% reconheceu mudanças constantes nas regras de licenciamento; 7% tem desconhecimento sobre o licenciamento com inventário (24%), controles de gerenciamento (23%) e complexidade do licenciamento (14%) como os principais motivos dos resultados obtidos através das auditorias realizadas.

Outra condição totalmente influente é que mais de 50% das empresas não possuem uma área ou profissional dedicado exclusivamente ao SAM.

“O relatório também ajudou a identificar que para cada licença comprada, outra é utilizada irregularmente; e nos casos avaliados em que houve instalação de licenças em quantidade maior do que a adquirida, para cada licença, outras três foram instaladas irregularmente. Isso mostra erros no gerenciamento de softwares, normalmente ligados à desatenção no momento de aquisições dos produtos e utilização das licenças, que podem ser desnecessários ou insuficientes para a utilização de acordo com o estabelecido em contrato”, acrescenta Marcelo Lira, sócio-diretor da prática de Contract Compliance Services da KPMG no Brasil.

Por outro lado, muitos são os benefícios que um bom gerenciamento pode proporcionar às organizações, tais quais: melhor controle de fraudes; exposições legal e financeira decorrente da superutilização de software; evitar custos desnecessários por meio de compras controladas; facilitar a padronização, a estabilidade e as economias indiretas; monitorar custos e viabilizar estornos; viabilizar a gestão de mudanças; alinhar a área de TI aos negócios: impacto previsível sobre os negócios; viabilizar um nível superior de otimização de TI; entre outros.

Para ver o estudo completo, acesse: http://www.kpmg.com/BR/PT/Estudos_Analises/artigosepublicacoes/Paginas/pratica-de-sam.aspx

Tags, , , ,

Gartner indica como criar uma Organização Dinâmica

O Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, alerta que, para aumentar os resultados comerciais na economia digital, é essencial que as empresas aproveitem o potencial e as habilidades das pessoas para mudar a cultura organizacional. Essas tendências serão apresentadas em detalhes durante o Symposium/ITxpo 2015, o maior e mais importante evento mundial do Gartner para CIOs e executivos de tecnologia, que terá sua edição brasileira de 19 a 22 de outubro (segunda a quinta-feira), no Sheraton São Paulo WTC Hotel. O simpósio reunirá cerca de 2.000 profissionais da área, incluindo 450 CIOs, e 40 analistas do Gartner.

Ao alavancar tecnologias, capital humano e tendências, as empresas estimulam o envolvimento e a agilidade dos funcionários, criando valor para seus negócios e tornando-os ainda mais competitivos.
Segundo Susan Landry, Vice-Presidente de Gestão do Gartner, é necessário:

Ser uma organização dinâmica – Em uma organização dinâmica, o trabalho é menos previsível, e o ritmo de oportunidades e ameaças é acelerado. O sucesso requer criatividade, velocidade e colaboração intensa de toda a organização. Para conseguir um bom desempenho comercial, a liderança deve desencadear o potencial das pessoas, permitir a criatividade colaborativa e desenvolver uma equipe de trabalho entusiasmada e envolvida.

Criar e dar suporte a um local de trabalho digital vital – O local de trabalho digital é uma estratégia comercial para promover a eficiência e o envolvimento dos funcionários por meio de um ambiente de computação mais voltado ao consumidor. Existem muitas dimensões para uma ordem de TI: ela deve integrar o local de trabalho dentro da TI, desenvolver a TI como fornecedora mais ampla de serviços e contribuir para uma transformação estratégica em parceria com Recursos Humanos e os líderes comerciais.

O CIO deve mudar sua abordagem com relação à tecnologia para promover uma empresa digital de sucesso – O CIO precisa reimaginar a tecnologia e, o mais importante, reinventar as práticas culturais e comportamentais para tornar o seu negócio digital. É essencial explorar as práticas de design da experiência do usuário, buscar tecnologias emergentes (como máquinas inteligentes) e utilizar disciplinas de ciência social e comportamental.

A função da TI bimodal na criação de um local de trabalho digital – A economia digital exige que as empresas aproveitem situações de incertezas, mantendo o funcionamento do negócio e cumprindo novas metas de desempenho. Em um ambiente de trabalho digital, a TI não terá monopólio da tecnologia e precisará envolver tecnologias voltadas para negócios. A TI bimodal pode ajudar a garantir que as capacidades tradicionais de tecnologia sigam operando com integridade, além de possibilitar que a TI ofereça suporte e contribua com condições comerciais mais dinâmicas.

O Gartner Symposium/ITxpo 2015 oferece aos CIOs e executivos estratégicos de TI um direcionamento estratégico sobre como dominar as mudanças tecnológicas neste momento decisivo, no qual é preciso adaptar-se à nova onda digital que arrebata o mercado. Mais informações estão disponíveis no site: gartner.com/br/symposium.
Há descontos para grupos e preços diferenciados nas inscrições para profissionais do setor público.

Interessados devem contatar o Gartner pelo e-mail brasil.inscricoes@gartner.com, pelos telefones (011) 5632-3109 e 0800-7441440, ou pelo site: gartner.com/br/symposium.

Anote em sua agenda – Gartner Symposium/ITxpo 2015
Mais Importante Encontro de CIOs e Executivos de TI do Mundo
Data: 19 a 22 de outubro de 2015 (Segunda a Quinta-feira)
Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel – Av. das Nações Unidas, nº 12.559, São Paulo/SP

Tags,

Latinoware 2015 começa nesta quarta-feira (14) com mais de 4 mil participantes

A 12ª Conferência Latino-Americana de Software Livre (Latinoware) começa nesta quarta-feira (14), no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), em Foz do Iguaçu (PR), e deve reunir mais de 4 mil participantes de todos os Estados brasileiros e de outros países. O evento segue até sexta-feira (16) e tem como foco o debate sobre a evolução das tecnologias abertas e as suas aplicações em áreas como robótica, segurança e privacidade, inovação, conectividade e negócios.

Nos três dias de evento, estão programadas mais de 250 atividades, entre palestras, minicursos, workshops, mesas-redondas e outras ações ligadas ao universo do software livre. A abertura oficial será também nesta quarta-feira, às 14 horas, porém as atividades já começam às 10 horas, com a palestra de Jon Maddog Hall, diretor executivo da Linux International.

Entre as novidades desta edição da Latinoware, está o 1º Fórum Latino-Americano de Hardware Livre (FLAHW), cujo destaque é o Movimento Maker, uma extensão da cultura do “faça-você-mesmo” (“do-it-yourself”). A proposta do fórum de hardware livre é disseminar o conceito de que todas as pessoas podem construir, consertar, modificar e fabricar equipamentos e soluções tecnológicas. Com a popularização de tecnologias mais sofisticadas – como drones, impressão 3D e plataformas como o Arduino –, a expectativa é que esse movimento seja o embrião para uma nova revolução industrial.

A “Internet das Coisas”, que consiste, basicamente, em conectar objetos à internet, gerando ganho de tempo e facilidade para o dia a dia, também terá espaço na Latinoware 2015. O objetivo é mostrar como boas ideias podem representar uma oportunidade de mercado para empreendedores. Atualmente, o governo brasileiro tem projetos que dão suporte a start-ups e pessoas que tenham ideias e queiram desenvolver soluções em áreas como cidades inteligentes e automação residencial.

Para aqueles que desejam aprofundar conhecimentos sobre o mundo dos negócios, a Latinoware contará com diversas palestras, em que serão apresentadas soluções em software livre para a gestão empresarial e gerenciamento de projetos.

Segurança Digital

As discussões sobre tecnologias e técnicas de prevenção e combate a crimes digitais também terão espaço na programação da Latinoware 2015. A “Latin Sec” reunirá especialistas, professores e profissionais que estão diretamente envolvidos com desenvolvimento e pesquisas na área de segurança da informação, direito eletrônico e privacidade.
A Latinoware 2015 oferece, ainda, atividades relacionadas a áreas como educação; ilustração, design, vídeo e animação (2D, 3D); sistemas operacionais e encontros paralelos das principais comunidades de software livre. O evento é organizado pela Itaipu Binacional, Fundação PTI–Brasil, Companhia de Informática do Paraná (Celepar) e Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

Inscrições

As inscrições para a Latinoware 2015 custam R$ 140 e podem ser feitas no dia 14 de outubro, diretamente na secretaria do evento. Haverá transporte gratuito do público a partir do Centro de Recepção de Visitantes (CRV) de Itaipu, ao lado da Barreira de Controle.
Mais informações no site: www.latinoware.org.

Tags,

Assespro convida para a edição 2015 do Censo do Setor de TI

O “Censo do Setor de TI 2015” tem uma novidade: a participação de Armênia, Bangladesh, Cuba, Egito, Eslovênia e Nigéria. Os países foram incluídos para ampliar seu alcance para além da América Latina. O mapeamento é realizado anualmente desde 2012 pela Federação das Associações de Empresas Brasileiras de Tecnologia da Infomação (Assespro Nacional) e pela Federação Iberoamericana de Entidades de Tecnologia da Informação e Comunicação (ALETI).

Para esses novos países, questões específicas foram criadas, além do questionário em inglês e das questões aplicadas em todos os demais 19 países da América Latina.
“A expectativa para este ano é superar as quatro edições anteriores, tanto em número de empresas como de países participantes”, afirma Jeovani Salomão, presidente da Assespro Nacional. Os principais resultados devem ser divulgados até o final deste ano.

Como Participar

A participação das empresas já está em andamento, bastando acessar um destes links na Web para acessar o questionário em português:

http://assespro.org.br/biblioteca/dados-mercado/2015-censo-aleti-do-setor-de-ti/

http://www.mbi.com.br/mbi/contatos/questionarios/2015-censo-aleti-plus/

https://pt.surveymonkey.com/r/censo-ti-2015-portugues

Tags, , ,

Quanto um varejista perde em vendas online?

Guilherme Pizzini*

As lojas virtuais investem continuamente para atrair possíveis clientes aos seus sites. Mas será que a verba está sendo aproveitada e trazendo o retorno esperado?

Não adianta gerar leads aos montes e não transformá-los em clientes por motivos técnicos, ainda mais em tempos de estagnação econômica. Vemos continuamente exemplos de e-commerce que até oferecem preços atrativos, mas não conseguem realizar a venda por falta de infraestrutura ou ferramentas ineficientes.

A performance de uma loja virtual é medida por meio de taxas de abertura e cliques em produtos ou no carrinho, mas a principal medição é a taxa de aprovação das compras feitas por cartões de crédito, que podem chegar a até 90% do total das transações realizadas nos sites. No Brasil, esse índice é de 70%, em média, enquanto ultrapassa os 90% nos Estados Unidos.

Principalmente durante a crise, o comerciante não pode se dar ao luxo de perder clientes. A Black Friday e o Natal, as datas mais importantes para o segmento se aproximam. Por isso, é agora o momento de investir em infraestrutura, como uma boa hospedagem que suporte o tráfego e um gateway de pagamento que disponha de recursos para aumentar a conversão.

Uma funcionalidade fundamental para “recuperar” vendas não realizadas é a retentativa de pagamentos com um gateway multiadquirente. Com ela, cada transação negada por um adquirente devido a problemas técnicos – como indisponibilidade, intermitência ou mesmo demora no tempo de resposta – é enviada automaticamente para outra credenciadora, que autoriza o pagamento.

Além deste, existem outros recursos nativos dos gateways como o de divisão do valor em multimeios (cartão e boleto) e pagamento por um clique que, juntos, aumentam a taxa de conversão em até 25%, um volume relevante para um mercado que fatura milhões.

O e-commerce é um segmento que, na contramão da economia e do varejo físico, deve crescer de 20% a 30% neste ano por proporcionar uma compra com segurança, comodidade e, principalmente, o menor preço. Às lojas, basta fazerem sua parte: investir para não perder público por ineficiência.

*Guilherme Pizzini é diretor da MundiPagg, empresa com soluções únicas para pagamento online

Tags, , ,

Não caia nos golpes de phishing!

Por Thiago Chueiri, do PayPal

Cresce o número de golpes para roubar informações pessoais, além de senhas de acesso a e-mails e demais contas da internet usando um método conhecido como phishing, que faz uso de e-mails e sites falsos, simulando se tratar de uma empresa idônea.

Só no PayPal recebemos perto de 15 mil alertas diários de phishing provenientes do mundo todo.[1] Os golpistas tentam induzir o usuário de internet a fornecer suas informações pessoais, além da senha de sua conta para, depois, usá-las para fins ilícitos.

O PayPal enfrenta todos os dias cerca de 150 grandes campanhas de ataques virtuais e trabalha constantemente com nossos parceiros do setor a fim de contribuir para a erradicação dos sites fraudulentos de phishing. Mas existem algumas medidas que podem ser tomada para garantir a sua segurança.

Seth Rosenblatt, editor do site norte-americano, especializado em notícias sobre segurança e privacidade, The Parallax, recomenda que o usuário de internet esteja sempre alerta para sinais de fraude. Entre eles, estão e-mails com erros gramaticais e endereços de internet e domínios que não correspondem ao remetente sugerido no e-mail.

Trocando em miúdos, quando um e-mail pede informações pessoais, preste muita atenção ao endereço desta mensagem. Os golpistas tentam fazer parecer que se trata de uma comunicação enviada de uma empresa conhecida. No entanto, sempre há algo errado com o endereço de onde enviaram o email. Por exemplo, se nesse email há um logo do PayPal, mas a mensagem parece ter vindo de um site estranho, como epaypal.com ou ecommpaypal.com.

Outros sinais que merecem toda a cautela são e-mails que exijam uma resposta urgente, ou que solicitem números de documentos ou informações bancárias, ou, ainda, que incluam anexos suspeitos, frisa Rosenblatt. Para o especialista, não se deve clicar em anexos a não ser que você tenha absoluta certeza da autenticidade de sua origem. Tampouco os e-mails que tragam uma URL que pareça ser legítima podem ser confiáveis, pois pode acontecer que, ao clicar no link, o usuário seja levado a um site falso criado para roubar seu usuário e sua senha.

O pior é que, muitas vezes, somos nós mesmos que entregamos as nossas informações pessoais sem sequer nos darmos conta. Nessa era de mídias sociais, compartilhamos em posts informações sobre a nossa cidade natal, nomes de animais de estimação e datas de aniversário. Se você adotar alguma dessas informações nas respostas às perguntas de segurança para suas senhas de contas bancárias, pode estar inadvertidamente entregando suas chaves de segurança virtual a um golpista. A dica, portanto, é sempre estar atento com o que você compartilha on-line e com quem.

A propósito, a boa segurança on-line começa com uma senha segura. Algo fundamental que você pode fazer para se manter protegido é usar uma senha diferente para cada uma de suas contas, especialmente as que incluem informações financeiras. Dessa maneira, se alguém conseguir acessar uma de suas contas, não conseguirá entrar em outras que você também possua.

Por fim, como medida de prevenção, tenha sempre à mão os telefones dos serviços de atendimento ao consumidor de bancos, cartões de crédito e do PayPal. Caso suspeite de algum acesso indevido às suas contas, ligue imediatamente comunicando o incidente.

[1] Estatísticas do Sistema de Rastreamento de Fraudes (Fraud Tracking System – FTS) do PayPal em agosto de 2015

Tags,

Gartner estima que gastos com segurança chegarão a 75 bilhões de dólares em 2015

O Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, afirma que os investimentos mundiais com segurança da informação chegarão a 75,4 bilhões de dólares em 2015, um aumento de 4,7% em relação a 2014. Esse incremento é impulsionado por iniciativas governamentais, mudanças na legislação e violações de dados com elevado nível de sofisticação. Segundo o Gartner, os testes de segurança, a terceirização de TI e o gerenciamento de identidade e de acesso representam as principais oportunidades de crescimento para os fornecedores de tecnologia.

Essas previsões serão apresentadas em detalhes durante o Symposium/ITxpo 2015, o maior e mais importante evento mundial do Gartner para CIOs e executivos de tecnologia, que terá sua edição brasileira de 19 a 22 de outubro (segunda a quinta-feira), no Sheraton São Paulo WTC Hotel. O simpósio reunirá cerca de 2.000 profissionais da área, incluindo 450 CIOs, e 40 analistas do Gartner.

Segundo o Gartner, os gastos com plataformas de proteção de terminais e sistemas direcionados para a segurança do consumidor estão apresentando indícios de comoditização.

“O interesse em tecnologias de segurança é cada vez mais estimulado por elementos do negócio digital, particularmente Nuvem, computação móvel e Internet das Coisas, assim como pela sofisticação e pelo alto impacto de ataques direcionados”, afirma Elizabeth Kim, Analista de Pesquisas do Gartner, que acredita que esse foco esteja impulsionando o investimento em ofertas emergentes.

Para o Gartner, as tendências do mercado de segurança da informação são:

O aumento de preços levará organizações a abrirem mão da compra de produtos de segurança – Como a maioria dos produtos de segurança é criada nos Estados Unidos, a valorização do dólar deve desencadear mudanças significativas de preços na conversão das moedas locais para dólares norte-americanos. Na Europa, por exemplo, a maioria dos preços subiu em até 20%. A recuperação em 2016 se dará a partir de uma combinação de aquisições realizadas no mesmo ano e da estabilização das taxas de câmbio prevista.

O crescimento do mercado de Prevenção de Perda de Dados (DLP) de reconhecimento de conteúdo corporativo enfrentará retração de 4% a 5% até o final de 2019 – Os dados do Gartner mostram o desempenho estável dos principais fornecedores do segmento em 2014. Diante do aumento do canal DLP (Prevenção de Perda de Dados) e de soluções “DLP lite”, o mercado não deve apresentar forte crescimento na sua forma atual nos próximos anos.

Até o final de 2020, menos de 5% dos fornecedores de segurança de rede ganharão força no mercado de Plataformas de Proteção de Terminais (EPP) – As EPPs representam a expectativa das organizações terem o menor número possível de agentes em terminais. Agentes adicionais geram maior risco de interferência com aplicações e necessitam de soluções com alertas complementares, atualizações e implantações de produtos. Poucos fornecedores têm sucesso além das operações de terminais e rede, mas há muitos exemplos de fornecedores retirando-se de outros mercados.

Menos de 5% das organizações com mais de 500 funcionários comprarão soluções de Gerenciamento Unificado de Ameaças (UTM) até 2019 – As barreiras de proteção corporativas e soluções de Gerenciamento Unificado de Ameaças permanecem como produtos e mercados distintos e, apesar do preço mais baixo, a demanda por aparelhos de UTM continuará sendo restrita aos mercados de Pequenas e Médias Empresas (SMB). Os analistas do Gartner esperam que as empresas continuem usando predominantemente roteadores e links de Multiprotocol Label Switching (MPLS) para conectar suas filiais menores aos centros regionais.

Em 2018, 85% dos novos negócios para a funcionalidade de rede farão parte de um pacote com barreiras de proteção e plataformas de segurança de conteúdo – Nos últimos três anos, as organizações de vanguarda têm observado o ambiente avançado de ameaças, em que as ameaças surgem mais rápido do que os mecanismos tradicionais de bloqueio. Diversas violações de alto nível têm ampliado a percepção sobre a necessidade de detecção de software malicioso (malware). Fornecedores de plataformas de segurança introduziram sistemas de eliminação de programas indevidos menos onerosos, muitas vezes baseados em Nuvem, como extensões da ferramenta.

O Gartner Symposium/ITxpo 2015 oferece aos CIOs e executivos estratégicos de TI um direcionamento estratégico sobre como dominar as mudanças tecnológicas neste momento decisivo, no qual é preciso adaptar-se à nova onda digital que arrebata o mercado. Mais informações estão disponíveis no site: gartner.com/br/symposium.

Há descontos para grupos e preços diferenciados nas inscrições para profissionais do setor público. Interessados devem contatar o Gartner pelo e-mail brasil.inscricoes@gartner.com, pelos telefones (11) 5632-3109 e 0800-744-1440, ou pelo site: gartner.com/br/symposium.

Anote em sua agenda – Gartner Symposium/ITxpo 2015
Mais Importante Encontro de CIOs e Executivos de TI do Mundo
Data: 19 a 22 de outubro de 2015 (Segunda a Quinta-feira)
Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel – Av. das Nações Unidas, nº 12.559, São Paulo/SP

Tags,

Nextel investe em SVA e lança hub de serviços

A Nextel anuncia o + Escolha, hub de serviços de valor agregado (SVA), que contará com conteúdos dos mais diversos segmentos como, por exemplo, saúde, entretenimento, segurança e educação. A operadora tem como objetivo duplicar o faturamento de SVA com esse lançamento até o final do ano.

“Com a implantação do + Escolha, teremos mais agilidade em disponibilizar novas ofertas de SVA, área que vem conquistando uma importância cada vez maior na empresa. Para o cliente, isso representa um portfólio com produtos e serviços cada vez mais relevantes e adequados ao seu dia a dia. Valorizando a simplicidade e conveniência, já temos disponíveis produtos como antivírus, seguros, revistas, entre outros”, comenta Régis Alves, gerente de Marketing da Nextel.

Os primeiros serviços disponibilizados pela Nextel no + Escolha são: o Nextel PlayLivros, Nextel Revistas, SMS a cobrar, Nextel Cloud, Nextel Proteção online e Meu Seguro Nextel.

Nextel PlayLivros

Disponível para IOS e Android, pelo aplicativo ou pelo site, o Nextel PlayLivros reúne mais de 800 livros narrados por celebridades como Pedro Bial, Glória Kalil e Bruno Mazzeo. Além da narração dos famosos, as histórias são contextualizadas com efeitos sonoros, que valorizam ainda mais a experiência.

Por R$12,90 mensais, ou R$3,90 semanais, os usuários têm acesso ilimitado a todo acervo, que conta com obras como O Pequeno Príncipe, Macunaíma, Tim Maia, O Vendedor de Sonhos, 1822, O Mago, entre outras.

Para assinar, os interessados podem enviar um SMS com a palavra LIVROS para 5567. O serviço também pode ser contratado pelo site Nextel ou através do call center e é oferecido em parceria com a uBook.

Mais informações em www.nextel.com.br/playlivros.

Nextel Revistas

O serviço Nextel Revistas oferece sempre a última edição das melhores revistas do país, que podem ser lidas em qualquer smartphone Android, tablet ou web. Títulos como Você S/A, Caras, Carta Capital, Placar e Rolling Stone estão contemplados na plataforma com acesso ilimitado.

Os interessados em adquirir o serviço, que sai por R$12,90/mês, devem enviar um SMS para 5051 com a palavra REVISTA. O serviço também pode ser contratado pelo site Nextel ou por meio do call center e é oferecido em parceria com a Zed.

Para mais informações, acesse www.nextel.com.br/nextelrevistas.

SMS a cobrar

Com a mesma dinâmica de uma ligação a cobrar, o SMS a Cobrar possibilita ao cliente Nextel enviar uma mensagem de texto a ser paga pelo recebedor. O serviço está disponível inicialmente entre números da Nextel.

Qualquer usuário da Nextel pode utilizar o serviço independentemente do plano contratado e se possui, ou não, crédito no momento. O destinatário recebe um aviso sobre o SMS a Cobrar e, se aceitar recebê-lo, é tarifado em R$0,52 por mensagem recebida.

O serviço é oferecido em parceria com a Takenet.

Para mais informações, acesse www.nextel.com.br/servicos/mensagem/sms-a-cobrar.

Nextel Cloud

Já o Nextel Cloud é um serviço de armazenamento online, que permite o backup automático de todos os conteúdos do dispositivo. O conteúdo pode ser acessado pelo aplicativo ou pela web. A solução também permite o compartilhamento de todo o conteúdo por meio de Instant Message’s, e-mails ou redes sociais.

A operadora disponibiliza o pacote de 5GB a R$4,99. Para contratar o cliente deve enviar o número 5 para o 27118. Em breve, novos pacotes serão oferecidos. O serviço está disponível para smartphones Android e em breve para IOS e é ofertado em parceria com a FS.

Para mais informações, acesse http://www.nextel.com.br/servicos/seguranca/nextel-cloud.

Nextel Proteção Online

O Nextel Proteção Online é um serviço de proteção contra vírus e ameaças digitais, além de proteção de todos os dados pessoais do usuário. Está disponível para smartphones Android, tablets e computadores. O serviço permite também localizar e bloquear o dispositivo em caso de perda ou roubo, proteger as redes sociais contra invasões e ainda evitar propagandas indesejadas e spams, além da função Controle de pais, no qual é possível monitorar o que os filhos acessam na internet.

A operadora disponibiliza a proteção para 1 dispositivo a R$8,99. Para contratar o cliente deve enviar o número 1 para o 27115. Em breve, novos pacotes estarão disponíveis.

O serviço também é oferecido em parceria com a FS.

Para mais informações, acesse http://www.nextel.com.br/servicos/seguranca/protecao-online.

Meu Seguro Nextel

É um serviço de seguro para aparelhos celulares que conta com cobertura contra roubo, furto e danos. O produto é oferecido em parceria com a PAN Seguros,

Conecta Serviços e TOC Corretora de Seguros, e reforça a preocupação da operadora em entregar soluções relevantes ao dia a dia dos usuários.

Para mais informações acesse: www.nextel.com.br/meuseguronextel.

Tags, , , ,