Page admin, Autor em Valor Agregado - Página 9 de 15505

Author admin

TecBan investe R$ 50 milhões na expansão dos caixas eletrônicos que aceitam depósito em dinheiro

A TecBan, empresa de soluções que integram o físico e o digital para tornar o ecossistema econômico do País mais eficiente e ampliar a inclusão financeira das pessoas, acaba de anunciar investimento na ordem de R$ 50 milhões ainda neste ano para a aquisição de 280 novos caixas eletrônicos que aceitam depósitos. Os recursos se somam aos R$ 200 milhões investidos no ano passado para a ampliação da solução +Varejo Banco24Horas, produto voltado aos comerciantes que querem reduzir custos operacionais com a gestão do dinheiro em espécie.

Atualmente, a empresa possui 3.200 caixas recicladores em todo o Brasil, que permitem que os estabelecimentos ou clientes de instituições financeiras parceiras realizem depósitos em dinheiro, sem envelope. Com isso, o recurso fica disponível para saque pelo público, aumentando a eficiência da circulação do dinheiro. “O processo acelera o fluxo e a disponibilidade do dinheiro e fortalece a economia local, já que a cédula volta para o consumo mais rapidamente e na mesma região”, destaca Ariovaldo Ribeiro, superintendente de autoatendimento da TecBan.

Só no último ano, foram depositados R$ 19 bilhões nos caixas do Banco24Horas, por mais de 900 clientes varejistas. A rede de caixas recicladores também vem crescendo ano após ano. De junho de 2021 até junho de 2022 o aumento foi de 30%. “As soluções de cash in viabilizam que o dinheiro volte para dentro do caixa, seja pagando uma conta, depositando para um correntista ou até mesmo permitindo a sangria dos estabelecimentos. São fundamentais para fazer a economia girar mais rapidamente e imprimir mais eficiência. O dinheiro já fica disponível para saque no caixa eletrônico”, conta o executivo.

Atualmente, o +Varejo Banco24Horas está habilitado no Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Safra e Santander. Já os clientes do Banco24Horas podem depositar no Banco BMS, Banco do Brasil, BRB, Celcoin, Fastcash e Itaú. “Construímos uma rede recicladora multibanco, que traz mais facilidade para as pessoas e mais eficiência para o País. Quanto mais pessoas usam, maior segurança, maior disponibilidade, mais simplicidade para o processo e menor custo para todos”, conclui.