Page

Author admin

Brasoftware cresce 34% e fecha 2020 com faturamento de R﹩1.9 bilhão

A Brasoftware, um dos principais provedores de tecnologia do mercado, acaba de divulgar os resultados alcançados em 2020. Mesmo num período desafiador, com uma economia instável, pautada pela pandemia da Covid-19, a companhia manteve-se na contramão e comemora o encerramento do ano com um faturamento de R﹩1,9 bilhão, um aumento de 34% em relação a 2019.

O crescimento ocorre justamente no momento em que muitas organizações precisaram de mais tecnologia para se adequarem à nova realidade. “As companhias que não usavam ou tinham poucas aplicações e soluções em nuvem, por exemplo, precisaram se adaptar e recriar seus negócios e modelos de atendimento, e a nuvem foi o caminho mais rápido, seguro e acessível”, pontua Eduardo Fouad Sukarie, diretor comercial da Brasoftware.

Sukarie revela que o aumento exponencial de demanda teve total relação com a pandemia: “Desde março, o consumo de soluções cloud cresceu mais de 30% ao mês. Projeto com plataformas de comunicação cresceram mais de 175%, como é o caso do Microsoft Teams onde implantamos em menos de 4 meses mais de um milhão de usuários, um montante recorde. Além disso, percebemos uma alta demanda por soluções relacionadas à cibersegurança – um movimento alavancado pela LGPD, que entrou em vigor em setembro, e as preocupações das empresas em proteger cada vez mais os dados de seus clientes e colaboradores, que em muitos casos, começaram a trabalhar 100% remotos. Além disso, tivemos um crescimento de projetos focados em assinatura digital de documentos, como o Adobe Sign, que facilitam a gestão e governança das organizações, que passaram a resolver tudo remotamente”, detalha o executivo.

Para atender a essas demandas, a Brasoftware ampliou seus times técnicos em mais de 20%, e precisou transformar a forma de atendimento para ficar ainda mais perto e disponível para os seus clientes: “Elaboramos uma série de atividades que nos aproximaram ainda mais dos nossos parceiros, colaboradores, e sobretudo dos nossos clientes. Trilhas de capacitação, workshops 100% customizados, lives de dicas e truques, novos canais de atendimento e um programa de qualificação técnica, o Brasoftware Road, foram ações que nos ajudaram a continuar próximos. O feedback que recebemos dos nossos clientes é que eles sentem a relação ainda mais estreita no modelo que hoje podemos ter, que é 100% digital”, ressalta Eduardo.

Em 2021, a companhia continuará ampliando suas estruturas técnicas e canais de atendimento, focando em soluções que promovem e ampliam a mobilidade, e ajudam a alavancar a produtividade de organizações de qualquer perfil e porte, sobretudo os projetos de telefonia e dados integrados. Além disso, projetos de segurança e inovação baseados em inteligência artificial, como Analytics e cybersecurity, e a ampliação da oferta de seus serviços gerenciados estarão disponíveis para o mercado brasileiro. “Nossa expectativa é crescer na casa de 2 dígitos e ultrapassar a barreira dos 2 bilhões pela primeira vez, mas nosso foco prioritário é nos reinventar para continuarmos sendo relevantes aos nossos clientes, auxiliando no desafio que é a transformação digital “, finaliza o executivo.

GRU Airport terá Unidade Einstein para coleta e análise de exames

A partir de hoje, passageiros, funcionários e visitantes do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, terão acesso ao exame RT-PCR para diagnóstico de Covid-19 e orientação de saúde por telemedicina oferecidos pela Unidade Einstein, instalada no terceiro piso do Terminal 3, destinado às operações internacionais.

Com a proposta de oferecer mais conveniência, especialmente aos viajantes que precisam de agilidade na coleta de exames, análise dos resultados e atualização vacinal, de acordo com exigências especificas de cada destino, a Unidade Einstein Aeroporto Internacional de São Paulo funcionará 24 horas por dia, sete dias por semana, com uma equipe de 65 profissionais dividida em turnos – incluindo médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, clínicos laboratoriais – com atendimento em português, inglês e espanhol. Serão seis guichês, três deles para autoatendimento, além de oito cabines exclusivas para testagem.

Para o exame de RT-PCR, a coleta e a análise serão realizadas na própria unidade. Os resultados serão emitidos em até 4 horas e poderão ser retirados pessoalmente ou verificados no aplicativo Meu Einstein. Em caso de diagnóstico positivo para Covid-19, será oferecido o atendimento por telemedicina. Por meio dele, profissionais da equipe assistencial Einstein avaliarão o estado de saúde do paciente, orientarão a seguir os protocolos de isolamento e, se necessário, encaminharão para a unidade de saúde mais próxima.

“Em parceria com o Einstein, criamos mais uma facilidade e alternativa para o passageiro que necessita apresentar este documento para viajar, principalmente, aos que têm destinos internacionais ou até mesmo para quem deseja realizar o teste e receber o resultado de forma rápida”, destaca Gustavo Figueiredo, presidente da GRU Airport. “Ao disponibilizarmos esse espaço, que já conta com a telemedicina, proporcionaremos o que há de mais moderno e prático para todos que frequentam o nosso aeroporto”, concluí o executivo.

A GRU Airport alerta que diversos países exigem a comprovação da testagem negativa para Covid-19, mas as regras podem mudar a qualquer momento. Por isso, aconselha que o passageiro com destino internacional consulte a companhia aérea ou autoridade local para verificar as condições de embarque e entrada no país antes de viajar.

Na segunda fase de implantação estarão disponíveis vacinas importantes para o calendário dos viajantes. “A proposta da Unidade Einstein no Aeroporto Internacional de São Paulo é oferecer exames médicos e atendimento de excelência com a agilidade que quem está no processo de embarque ou desembarque espera. Ao mesmo tempo, expandimos nossa atuação em medicina diagnóstica para pontos estratégicos”, afirma Sidney Klajner, presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein. Em uma segunda fase, o número de exames laboratoriais oferecidos será ampliado.

Unidade Einstein de Exames – Aeroporto Internacional de Guarulhos
Localização:
Rod. Hélio Smidt, s/nº – Aeroporto, Guarulhos – SP, 07190-100, Terminal 3 Piso de Embarque, próximo ao check-in F, Terminal 3
Horário de funcionamento: de segunda a domingo, 24 horas por dia
Serviços: RT-PCR, vacinas e telemedicina

Startup Skore inova em plataforma de treinamento e recebe R﹩ 11 milhões em investimentos

A Skore, startup brasileira focada no desenvolvimento de plataforma de aprendizagem, anuncia ao mercado o aporte financeiro na ordem de R﹩ 11 milhões da Astella Investimentos. De acordo com a ABTD (Associação Brasileira de Treinamentos e Desenvolvimento), 62% das empresas utilizam Ensino a Distância (EAD) e e-learning, que já é responsável por quase 25% de todos os treinamentos realizados por empresas no Brasil.

A Alexia Ventures também co-investiu com a Astella nesse round. Antes disso, a Skore já havia recebido investimentos da Wayra, Redpoint, Barn Investments, Invest Tech, entre outros fundos. Criada em 2015 pelos empreendedores Luis Novo e Ricardo Katayama, a startup oferece soluções de software para desenvolvimento e treinamento de colaboradores.

A Skore é uma plataforma para distribuição de conhecimento para funcionários, clientes e franqueados de seus clientes. Inovadora, a plataforma possibilita liberdade para que as instituições possam criar, testar, otimizar e colocar em prática o programa ideal de educação corporativa, com qualquer conteúdo, canal, ou estratégia. A empresa também conta com um serviço de consultoria para ajudar seus clientes a lançarem seus programas de educação digital. “Acreditamos que estratégias de upskilling e reskilling são fundamentais para as empresas nos tempos atuais onde tudo muda constantemente e em uma velocidade nunca antes vista”, diz Laura Constantini, Sócia e Co-Fundadora da Astella Investimentos, “as pesquisas atuais do mercado de T&D nos mostram que a procura por soluções que suportem esse desafio só aumenta a cada dia e a Skore é capaz de entregar valor para o desenvolvimento das empresas em escala” completa Laura.

Com um processo de aprendizagem capaz de avaliar as dificuldades dos funcionários, a aposta da Skore é deixar de lado o modelo habitual de treinamento, que consumia horas a fio dos membros da equipe – de forma presencial ou remota -, para um estilo adaptativo que entregue exatamente o conteúdo que cada colaborador precisa para dar seu próximo passo de carreira. “Hoje em dia, ninguém tem tempo para dedicar muitas horas ao estudo. Nosso produto tem tido ótima aceitação por ajudar nossos clientes a diminuírem o tempo de treinamento de seus colaboradores e, ainda assim, atingir resultados incríveis”, comenta Luis Novo, CEO da Skore.

Com a soma investida neste aporte o objetivo da Skore é triplicar o faturamento até o final de 2021. “O recurso financeiro impulsionará os nossos esforços em consolidar a liderança da Skore no mercado nacional de treinamentos e no desenvolvimento de soluções para o segmento. A nossa expectativa até o próximo ano é triplicar o nosso faturamento atual”, ressalta Novo.

A empresa também traz grandes inovações de produto em 2021. Boa parte das novidades é focada em ajudar empresas a lidarem com públicos cada vez mais diversos em seus programas de treinamento. O produto da Skore permite que cada um dos grupos de audiência de uma organização (vendedores, líderes, analistas) tenham uma experiência de aprendizado adequada a seu perfil, o que aumenta muito o engajamento com os programas. Além disso, a empresa é líder em hiper-personalização de conteúdos para treinamento. “Se um colaborador está com dificuldade em vender um produto, somos capazes de entregar o conteúdo adequado que vai ajudá-lo a vender melhor o produto em questão, aumentando muito a assertividade da educação e reduzindo o tempo necessário para que esta pessoa se desenvolva e entregue resultados”, destaca Novo.

Crescimento durante a pandemia

Com a pandemia, a corrida pela transformação digital, que já vinha acontecendo na área de T&D, se intensificou e, junto com o aumento de relevância das áreas de treinamento das empresas, veio o crescimento exponencial de relevância de plataformas de educação, como a da Skore, “tivemos um pico de uso do nosso produto de 4x comparado ao início do ano e as empresas passaram a usar nossa ferramenta para muito mais finalidades e audiências. Esse aporte veio na hora certa para o nosso crescimento efetivo como startup”, finaliza a CEO.

Evino tem 31 vagas de emprego abertas

Nada como começar o ano encontrando novos desafios profissionais, principalmente se você é antenado às tendências tecnológicas, tem o perfil criativo e está sempre em busca de soluções que correspondam à curiosidade – se gostar de vinho melhor ainda. A Evino está com 31 vagas abertas para somar à sua adega de talentos – são posições que vão do nível júnior a sênior, incluindo os cargos de Estagiário de Comércio Exterior, Analista de Marketing, Especialista em Contabilidade, Engenheiro de Dados e até mesmo COO (Chief Operating Officer).

Apesar de todos estarem trabalhando de casa no momento, a maioria das vagas são para o escritório em São Paulo (quando retornarem presencialmente), mas se você é de outro estado ou cidade não se desanime, porque também existem vagas remotas.

O maior e-commerce de vinhos da América Latina – e também maior importadora da Itália, França e Espanha – nasceu em 2013 a partir do desejo de popularizar a paixão pelo vinho, promovendo boas experiências a um preço justo. Atualmente, a Evino conta com um time de 270 colaboradores distribuídos entre São Paulo (matriz) e Espírito Santo (distribuidora), além de funcionários que são remotos. A empresa tem o objetivo de trazer leveza à rotina de trabalho construindo uma relação baseada na hierarquia horizontal, um local onde boas perspectivas e novas ideias são valorizadas – e sim, você pode beber vinho enquanto trabalha. Para se tornar um eviner, basta fazer a inscrição no site .

Confira as vagas disponíveis:

1 Analista Compras Pleno

1 Desenvolvedor Back End

1 Analista de Gestão de Categoria

1 Desenvolvedor Front End Jr

1 Analista de Marketing – CRO

1 Head de Infra

1 Analista de Parcerias

1 Analista de Infra Pleno

1 Analista de RH (DHO)

1 Especialista em Contabilidade

1 Analista de R&S Jr.

1 Estagiário Comércio Exterior

1 Analista Financeiro Pleno

1 Estagiário de Marketing (BizDev)

1 Assistente de Treinamento

1 COO – Chief Operating Officer

1 Coordenador Financeiro

Aprova Digital recebe investimento seed de 4 milhões

O Aprova Digital, GovTech que busca desburocratizar e tornar digitais os processos das prefeituras do Brasil, recebeu um investimento seed no valor de 4 milhões de reais da Astella Investimentos. Agora, a empresa passa a ter como membro de seu conselho Marcelo Sato, sócio do fundo.

Com este aporte, a startup poderá crescer em todos os âmbitos. O time de colaboradores será dobrado, recebendo a contratação de mais de 40 pessoas, que vão atuar nos departamentos de sucesso do cliente, vendas e administrativo com foco na expansão do time de desenvolvedores.

Além disso, o Aprova Digital expande sua área de atuação de três para oito frentes de trabalho na gestão pública. Abrangendo agora, as secretarias municipais de administração, saúde e finanças, ofertando processos digitais de vigilância sanitária, tributos, abertura e fechamento de empresas, compras e recursos humanos. A startup já vinha tornando digitais os processos de licenciamento de obras, licenciamento ambiental e comunicação interna de prefeituras por todo o país.

“As soluções do Aprova Digital já facilitam a vida de munícipes e servidores públicos de diversas cidades, desde municípios pequenos até a cidade de São Paulo. O aporte catalisa a escalabilidade da empresa e permite que atendamos cada vez mais secretarias municipais em diferentes regiões do país”, comentou Henrique Mecabô, Diretor de Relações Institucionais da startup.

“A Astella sempre busca investir em serviços que querem mudar o futuro do Brasil propondo soluções tecnológicas para problemas recorrentes. A morosidade nos processos de prefeituras é um problema enfrentado diariamente por munícipes e servidores públicos em muitas prefeituras do Brasil. Catalisar o crescimento do Aprova Digital faz sentido como oportunidade de investimento e, também, como oportunidade de fazer parte da mudança”, afirma Marcelo Sato, sócio da Astella Investimentos.

Para o CEO e fundador do Aprova Digital, Marco Zanatta, o investimento seed realizado pela Astella Investimentos contribui não só para o crescimento dos serviços prestados pela startup, mas também melhora o posicionamento da empresa no mercado.

“Receber esse aporte da Astella consolida o Aprova Digital como uma GovTech relevante no cenário nacional e como uma das empresas de tecnologia mais valiosas do Paraná. O fundo de investimento está entre os cinco maiores do Brasil e é o melhor fundo brasileiro para empresas SaaS. O acesso aos sócios da Astella e aos executivos de outras empresas do portfólio deles tem um valor muito além do aporte financeiro”, afirma Marco Zanatta, CEO do AprovaDigital.

SAP apresenta oferta inovadora para acelerar a transformação dos negócios de seus clientes

A SAP SE (NYSE: SAP) anunciou hoje o RISE with SAP, uma oferta inovadora para impulsionar a transformação holística das empresas em negócios inteligentes. A oferta disponibiliza a clientes em diferentes estágios da transformação digital uma forma completamente nova de redesenhar processos para obter melhores resultados. Junto com seu robusto ecossistema de parceiros, a SAP assegura às empresas um rápido retorno de valor, além de flexibilidade para prosperar em meio a mudanças – sem a necessidade de grandes investimentos iniciais.

Durante o anúncio da oferta de transformação dos negócios como serviço, a SAP também divulgou um acordo para aquisição da Signavio, líder no universo de inteligência de processos de negócio e gestão de processos. A combinação garantirá à SAP mais recursos para ajudar as empresas a compreender, aprimorar, transformar e administrar com agilidade os processos de negócios em escala. A transação deve ser concluída no primeiro trimestre de 2021 e está sujeita a aprovação regulatória.

Segundo Luka Mucic, CFO e membro do conselho executivo da SAP SE, no atual cenário de transformações, empresas de todos os tamanhos precisam adaptar rapidamente seus processos de negócios às condições de mercado em constante mudança. “A combinação entre a inteligência de processos de negócio da SAP e da Signavio cria um pacote completo para transformar processos e ajudar as empresas a ter as condições necessárias para serem competitivas”, completa.

Oferta RISE with SAP 

RISE with SAP é uma oferta única que fornece um caminho para a Empresa Inteligente, independentemente do ponto de partida ou da complexidade de cada negócio. Oferecido sob o modelo de assinatura, possui uma parte responsável pelo acordo de nível de serviço, operações e suporte.

“Tensões geopolíticas, desafios ambientais e a pandemia estão forçando as empresas a lidar com mudanças mais rapidamente do que nunca”, afirma Christian Klein, CEO da SAP. “Aquelas que puderem adaptar seus processos de negócios com agilidade vão prosperar – e a SAP pode ajudá-las. Esse é o papel do RISE with SAP: ajudar os clientes a encontrar continuamente novas maneiras de administrar seus negócios na nuvem para se manterem sempre na dianteira em seus setores”, completa Klein.

A abordagem holística ajudará as empresas a realmente transformar seus negócios, indo além de uma migração técnica para a nuvem e permitindo a transformação contínua. Juntamente com seu sólido ecossistema de parceiros, a SAP orientará a trajetória de transformação dos negócios ao:

Redesenhar os processos de negócio

·         A inteligência de processos é desenvolvida sobre o modelo de negócios e a experiência de processos da SAP e resultado do relacionamento com mais de 400 mil clientes em 25 setores. Os clientes podem analisar continuamente o desempenho de seus processos de negócios, compará-los com padrões da indústria e adaptá-los facilmente a novos requisitos e demandas. A inteligência pode ser incorporada aos processos de negócio graças a uma conexão direta com o fluxo de trabalho da SAP, automação de processos robóticos (RPA) e outros serviços de inteligência artificial (IA).

Habilitar a migração técnica

·         As ferramentas e serviços da SAP apoiam toda a jornada técnica com rápido time-to-value, complementado por ofertas do sólido ecossistema da SAP. Isso inclui serviços automatizados para ajudar na mudança para cenários de soluções modulares e padronizadas para consumo acelerado de inovação na nuvem. Também oferecem o suporte de arquitetos técnicos que colaboram para elevar o nível de adoção.

·         A infraestrutura de nuvem escolhida pelo cliente é executada em um data center da SAP ou com um hyperscaler de preferência, para se beneficiar dos recursos de infraestrutura como serviço, sem bloqueio de dados e sistema.

Desenvolver negócios inteligentes

·         A SAP Business Technology Platform oferece uma camada semântica para toda a empresa, garantindo a base para uma transformação holística dos negócios. Essa abordagem ajuda a manter o sistema central simples e tornar o consumo mais fácil:

·         É fácil complementar, estender e se integrar com soluções SAP, de parceiros e de terceiros usando o mesmo modelo de dados e de serviços de plataforma das aplicações da SAP;

·         Acesso a mais de 2,2 mil APIs para ajudar a garantir a integração com sistemas on-premise, na nuvem e que não sejam da SAP;

·         Orientar e planejar os negócios em tempo real e fornecer dados de alta qualidade para análise, planejamento e cenários de Inteligência Artificial graças a uma camada de dados semânticos;

·         Obter, com pouca ou nenhuma programação, recursos para estender as soluções SAP e de RPA inteligente e assim impulsionar a automação e os serviços de fluxo de trabalho para alterar processos em tempo real.

·         O SAP S/4HANA Cloud incorporou opções de IA, RPA, análise avançada e implementação flexível, dependendo da complexidade do ambiente do cliente.

·         Acesso unificado a uma das maiores redes de negócios do mundo, incluindo fornecedores, logística e inteligência de ativos da SAP, permitindo às empresas gerenciar sua cadeia de suprimentos para reagir mais rapidamente às mudanças nas condições do mercado.

Integração da Signavio aos processos SAP

O pacote da Signavio para gestão de processos é nativo da nuvem e complementa perfeitamente o software de inteligência de processos de negócio da SAP. Com a adição do Signavio, a SAP pode agora oferecer um conjunto holístico de soluções flexíveis para que os clientes possam transformar seus processos de negócios de ponta a ponta. Isso inclui design de processos, benchmarking, análise de gaps, melhorias e gestão de mudanças de processos. O pacote também permitirá monitorar o sucesso de longo prazo dessas mudanças.

A combinação entre as soluções da SAP e da Signavio reunirá KPIs padronizados de processos, amplos dados de benchmarking, mineração de processos e de comportamentos de usuários e análise de experiência que vão dar aos clientes uma visão de 360 graus de cada processo de negócios. Também fornecerá ferramentas para compreender e transformar totalmente os processos.

A SAP e a Signavio não divulgarão o valor de compra nem outros detalhes financeiros da transação.

Atento anuncia as startups selecionadas para o seu programa de aceleração

A Atento Next, aceleradora de startups da Atento, multinacional líder em soluções de customer experience no Brasil e na América Latina, selecionou quatro startups para participarem do seu programa de aceleração. Com o intuito de trazer ainda mais inovação para a companhia, as escolhidas foram Mr. Turing, Inflr, SenseData e NeuralMind – empresas que oferecem soluções de inteligência artificial e big data, ativação das marcas nas redes sociais, modelos de inteligência artificial aplicados em customer sucess e inovação em automação de backoffice, respectivamente.

Das 257 startups que se inscreveram, as escolhidas terão a oportunidade de cocriar projetos relacionados aos desafios mapeados pela Atento, como novas tecnologias e modelos de negócios. Durante 4 meses, elas contarão com o acompanhamento dos especialistas e da alta liderança da Atento, além do apoio e orientação da Liga Ventures, empresa especializada em programas de inovação que conectam grandes empresas e startups. Para isso, serão estabelecidas rotinas e sprints periódicos. O início da fase aceleração está previsto para a última semana de janeiro.

Conheça as startups selecionadas

Mr. Turing: startup de inteligência artificial e big data que nasceu para resolver uma grande dificuldade das corporações: o tempo gasto na busca de informações e a frustração de muitas vezes não conseguir encontrar o que se precisa. “Nossa atuação como assistente corporativo inteligente vai ao encontro com um dos propósitos da Atento que é unir o melhor da tecnologia à sensibilidade humana. É a primeira vez que participamos de um programa de aceleração e estamos muito satisfeitos pela atenção recebida desde o momento das inscrições. A nossa entrada deve nos ajudar a bater a meta mínima de crescimento de 30% para 2021”, ressalta Marcelo Noronha, CEO da Mr. Turing.

Inflr: plataforma que conecta marcas aos seus clientes nas redes sociais, capaz de aumentar a audiência dos conteúdos criados por influenciadores e falar com 100% dos seguidores, enquanto nos modelos tradicionais o número de impactados é bem menor. Além disso, contribui para aumentar a performance e o tempo de exposição destes conteúdos. “Entramos para participar desta seleção, pois entendemos as necessidades e desafios de uma empresa de customer experience. Nosso objetivo, durante o programa de aceleração, é melhorar a performance dos clientes da Atento, oferecer novos modelos de negócios, além do networking incrível que o programa pode nos render”, expõe Thiago Cavalcante, Diretor de Novos Negócios da Inflr.

SenseData: realiza um trabalho de unificação de dados para compreender o comportamento dos consumidores e utilizar esse conhecimento para facilitar a tomada de decisão, desenvolvendo ações eficientes para o público certo, no momento mais adequado. “Somos especialistas em soluções para customer sucess, gestão da jornada do consumidor e dados acionáveis. Entendemos que a Atento tem grande sinergia com nosso negócio. Esperamos que essa aproximação e parceria se transforme em cooperação na oferta de boas experiências”, destaca Mateus Pestana, CEO e Cofundador da startup.

NeuralMind: startup que ajuda companhias a aumentarem a produtividade dos processos de backoffice por meio de digitalização e automação. “Nos interessamos em participar do programa de aceleração da Atento Next pela familiaridade da nossa empresa em relação ao público-alvo e demandas da Atento. O processo de seleção nos surpreendeu pelo formato, agilidade e transparência. Estamos animados com as novas oportunidades de negócios que irão surgir”, afirma Patricia Tavares, CEO da NeuralMind.

Para o CEO da Atento, Carlos López-Abadía, esse projeto reforça os alicerces da transformação digital pela qual a companhia vem passando. “O programa de aceleração é uma demonstração de como colocamos cada vez mais a inovação no centro das nossas estratégias de negócio. A parceria com as startups nos dá a oportunidade de explorar novas opções ao aprimorar continuamente nosso portfólio de soluções e contribui para que possamos garantir sempre as melhores experiências aos consumidores, além de ampliar nossa competividade no mercado e estimular a cultura de inovação em toda a empresa. Estamos atuando com foco na geração de valor para todos os nossos clientes”, explica o executivo.

“O nosso negócio é orientado pelo cliente, sejam empresas ou cliente final. Quando tratamos desse assunto, entender os anseios e necessidades do público é fundamental. Com o olhar de empresas de fora da Atento, nós conseguimos ampliar o nosso horizonte, além de nos aproximarmos de segmentos que talvez não nos aproximássemos de outra forma. Por isso, queremos garantir que esse programa de aceleração gere novas ofertas e modelos de negócio aos nossos clientes, maximizando resultados e melhorando a experiência dos seus consumidores, além de oportunidades valiosas para a aceleração das startups selecionadas”, avalia Mauricio Castro, Diretor de Inovação da Atento.

Atento Next

Inovação está no centro da estratégia da Atento, tanto que, em 2020, a empresa foi a primeira do setor no mundo a conquistar o selo ISO 56002, de gestão de inovação. Agora, acaba de criar a sua aceleradora de startups, a Atento Next.

O programa é uma das iniciativas do hub de inovação da Atento, que visa alavancar processos disruptivos dentro da companhia, gerando novas linhas de negócio e produtos, além da aproximação com empresas que já nasceram digitais.

Lumine e Terral se unem em lançamento de marketplaces de 14 shoppings de todo o país

Num esforço colaborativo inédito no mercado de shoppings centers, a Lumine Solução em Shopping Centers e a Terral Shopping Centers uniram objetivos, equipes e o interesse em ajudar seus lojistas. As empresas que poderiam se considerar concorrentes prospectam hoje no mercado soluções ideais para desenvolver e implementar marketplaces em shoppings de seu portfólio, estrategicamente localizados em diversos estados brasileiros.

A estratégia começou a ser desenhada nos fóruns de tomada de decisão das companhias, anteriormente à pandemia. Com o período de ‘lockdown’ dos centros comerciais, o que era tendência e desejo de futuro, passou a ser uma necessidade a ser atendida no curto prazo.

Ao todo são catorze shoppings participantes, localizados nas regiões Nordeste, Centro-oeste, Sudeste e Sul do país, nesta primeira fase, cujo lançamento será realizado entre janeiro e fevereiro. “Apostamos muito neste modelo de negócio que cria oportunidade para lojistas de todos os portes, especialmente pequenos e médios, que muitas vezes ainda não tem um ambiente de e-commerce, participarem desta iniciativa digital e ganharem mais um canal de vendas”, comenta Claudio Salum, CEO da Lumine, idealizador da iniciativa.

Ou seja, um dos pontos focais do empreendimento é o lojista que pode tirar o máximo da possibilidade de venda por meio da nova plataforma. A começar pela taxa praticada de 11% sobre o valor total da compra, porcentagem muito abaixo do valor praticado no mercado. Nela, já estão incluídas as remunerações pela gestão do marketplace, operação da plataforma tecnológica, compra de cartão de crédito e antifraude. Para a equipe de vendas, a vantagem está em explorar na plataforma imagens diferenciadas, com descrição dos produtos, quase uma vitrine virtual, que também vai poder se comunicar com os potenciais clientes.

Para viabilizar o projeto foi chamada a consultoria estratégica de inovação com expertise em varejo Deepdive que auxiliou ambas as empresas a encontrar as melhores alternativas existentes no mercado nacional para o desenvolvimento dos marketplaces. “Decidimos por seguir com uma solução tecnológica comum a todos os shoppings, o que possibilitou as melhores sinergias em todos os níveis – desde investimentos até a maximização de recursos humanos e otimização do tempo”, conta Marcio Rehder, Diretor Geral da Terral.

Além da DeepDive, as empresas contam com outra parceira de negócio nesse ecossistema, a Retail Hub, que oferece uma solução tecnológica composta por plataforma de vendas (vtex) e ambiente de gestão dos lojistas/seller center (it4).

Claudio Salum ressalta que não se trata da digitalização da compra no shopping: “trata-se da integração dos ambientes online e off-line na jornada de compra oferecendo vantagens como rapidez na entrega e segurança na compra. O objetivo aqui é promover a convergência entre os ambientes digital e físico dos shoppings, estendendo um atendimento que pode ter início, por exemplo, no marketplace para uma entrega presencial na loja ou no drive-thru localizado no estacionamento”.

Faz sentido ao se analisar pesquisas sobre os hábitos de compra dos brasileiros. No país, as lojas online, que também contam com lojas físicas, cresceram três vezes mais que as puramente virtuais e com relação às retiradas, estudos demonstram que 67% dos consumidores que compram online preferem retirar o produto em lojas físicas.

O projeto conjunto da Lumine e da Terral pretende reunir os demais shoppings de ambas as redes, um total de 40, e há planos de reunir outros empreendimentos de demais redes brasileiras. “O projeto fortalece nossa estratégia digital, proporciona o canal de vendas online para nossos lojistas e consumidores por meio desta parceria inovadora, utilizando ferramentas e soluções confiáveis, amplamente testadas e em constante evolução. Após essa fase inicial de implantação, nossa intenção é gerar a oportunidade para que outros shoppings e empresas do setor possam fazer parte do projeto e usufruir dos benefícios escaláveis da operação”, completa Márcio Rehder.

Ahgora Sistemas oferece 30 vagas de emprego para a região de Florianópolis

A Ahgora Sistemas, empresa catarinense que desenvolve tecnologias para gestão de pessoas, está com 30 vagas abertas para novos colaboradores. A empresa, que registrou um aumento de mais de 100% na geração de caixa e 30% de expansão no faturamento em 2020, começa 2021 com funções disponíveis em diversas áreas – como pode ser visto aqui.

O destaque fica por conta das 17 vagas para o time de desenvolvimento: são 10 para desenvolvedor full stack, três para full stack – integrações e uma para segurança, além de duas chances para Data Scientist e uma para Data Engineer. Os setores de marketing, financeiro e vendas da Ahgora também contam com diversas vagas abertas , entre elas Presales Solution, Analista de Marketing e Consultor de Vendas para a Ahfin, Assistente Financeiro, e Vendedor Hunter – sendo esta última vaga para a filial, em São Paulo (SP).

Para quem ainda não se formou e quer entrar no mercado de trabalho, a Ahgora traz oportunidades de estágio como: Estágio Gestão da Qualidade, Estágio Marketing – Performance, Estágio Marketing – Institucional, Estagiário de Atendimento e duas vagas para estagiários de Inside Sales.

Para 2021, além da empresa investir na aquisição de outros negócios com foco no desenvolvimento de software para RH, a Ahgora enxerga bons números. “Temos a previsão de 70% de crescimento, já que a expectativa é de que o trabalho remoto continuará a se expandir. Com isso, as tecnologias para gestão de pessoas e monitoramento da jornada de colaboradores serão ainda mais procuradas. Home office, presencial ou modelo híbrido de trabalho. Esse novo momento é um caminho sem volta.”, diz Gustavo Godoy, CFO da Ahgora Sistemas.

Startup abrirá 200 vagas em 2021 e seleção será por eventos virtuais

A InEvent, empresa de inteligência em tecnologia para eventos virtuais corporativos, pretende triplicar o número  de colaboradores até o final deste ano. Para dar conta desse crescimento, a startup anuncia que fará quatro eventos online neste ano chamados de Recruitment Open Day com o objetivo de recrutar talentos e preencher as 200 vagas que serão abertas até dezembro de 2021.

A primeira edição ocorrerá nesta quinta e sexta-feiras, 28 e 29 de janeiro, no site da InEvent. Durante esses dias, quem estiver em busca de trabalho e tiver perfil para trabalhar em uma das startups que mais crescem no mundo no ramo de eventos híbridos, terá a oportunidade de ter conversas ao vivo com gestores de diversas áreas. Também haverá a possibilidade de fazer uma entrevista-relâmpago com integrantes da equipe da empresa e sair com trabalho novo da ocasião.  

Para esta primeira edição do “Recruitment Open Day” , estão abertas 21 posições para começo imediato nas seguintes áreas: branding, sucesso do cliente, design, desenvolvimento (Front End e Full Stack), executivo de contas, inbound marketing, relações públicas, vendas, cinegrafismo, SEO, marketing e UI/UX Design. 

Há vagas presenciais em São Paulo e Nova York (EUA). Entretanto, a maior parte das vagas são para atividades remotas. Ou seja, pessoas de qualquer parte do mundo podem se candidatar a uma das oportunidades. 

Por se tratar de uma empresa com atuação global com clientes em mais de 50 países – com potencial de seu serviço ser contratado por empresas em até 180 nações -, há a necessidade de comprovação de proficiência em língua inglesa certificado em exames como TOEFL ou CAE. O idioma será utilizado durante o “Recruitment Day”. 

De acordo com o Pedro Góes, cofundador e CEO da InEvent, a prioridade da empresa é buscar por pessoas que tenham vontade de aprender, consigam acompanhar a evolução das inovações e busquem formas novas de resolver problemas. 

“Com esse ambiente multicultural de inovação, queremos consolidar nosso produto web desenvolvendo novas funcionalidades e melhorias no que já está em uso e que tem grande aceitação no mercado”, afirma Góes. 

Respeito à diversidade, um diferencial competitivo

Por Ana Alice Limongi, Diretora de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Neo

Falar de diversidade é tratar de todos os elementos que compõem os seres humanos, e se você quer fortalecer a estrutura, a imagem e o funcionamento do seu business, é preciso entender que um negócio é, antes de mais nada, formado por seres humanos.

Tendo a consciência de que qualquer negócio é formado por gente, seguimos firmes em nosso propósito de otimizar a experiência de cada colaborador, pois em nosso entendimento isso sempre gera frutos. E a maior prova de que estamos no caminho certo foi a conquista do selo Great Place To Work, um reconhecimento às empresas que apresentam práticas de excelência para qualidade de vida dos funcionários, tais como políticas para gestão da diversidade e formação de líderes, provendo inspirações e tendências para todo o mercado brasileiro.

Mesmo sendo uma empresa digital, a Neo está sempre cuidando do seu capital humano, sem dúvida o nosso maior patrimônio. Em um momento de franca expansão, mesmo com a pandemia, jamais descuidamos da manutenção da igualdade em condições de trabalho e do fornecimento das ferramentas adequadas a todos os integrantes da empresa. Realizamos mais de 6 mil contratações em 2020, e todos puderam vivenciar, desde o princípio, o cuidado e o acolhimento que temos com as pessoas. Seguimos em passos firmes na busca pela melhor experiência possível para todos, mesmo com todos os desafios impostos a nós por conta dos últimos acontecimentos globais.

O tema “Diversidade” é muito mais profundo do que uma simples definição de dicionário. Diversidade, para mim, é a capacidade de ouvir outros pontos de vista sobre os mais diversos assuntos. É ter a sensibilidade para assumir o olhar do outro perante uma situação. No ambiente organizacional, respeitar a diversidade nos torna mais eficientes – ou porque mitigamos erros, ou porque identificamos algo que outras pessoas não perceberam, ampliando assim a nossa visão de mundo e nos ajudando em momentos cruciais de tomada de decisão.

Quando somos “uniformes” – no sentido de sermos “únicos” -, só temos um ponto de vista, o que pode ser limitante e prejudicial. Tratar de diversidade é essencial para nos dar a capacidade de tratar de questões mais amplas, e que vão muito além de gênero, orientação sexual ou raça. Falar de diversidade é tratar de todos os elementos que compõem os seres humanos, e se você quer fortalecer a estrutura, a imagem e o funcionamento do seu business, é preciso entender que um negócio é, antes de mais nada, formado por seres humanos.

Como em qualquer situação na vida, grandes transformações começam por meio de pequenos passos, e coisas simples certamente podem ser feitas para mudar um cenário adverso. O primeiro passo é combater, custe o que custar, a segregação, mesmo que em coisas simples, tais como uma cor diferenciada de crachá, por exemplo. A partir do momento em que você iguala os colaboradores, mesmo que por uma coisa simbólica – como no caso de um crachá -, você vai ao encontro do respeito à diversidade. Parece utópico? Pode ser. Mas o estímulo à diversidade requer erradicar a cultura do preconceito, do micro ao macro.

Uma organização “doente” não gera boas referências, não deixa legados positivos para a sociedade na qual está inserida e os seus produtos ou serviços são automaticamente linkados a este histórico de decrepitude. A questão, nestes casos, não é se essa “morte” vai ocorrer, mas, sim quando ela vai acontecer.

Faça as suas escolhas para deixar o melhor legado possível para aqueles que estão ou estiveram com você.

Samsung Ocean oferece cursos online e gratuitos com foco em Python em fevereiro

Estão abertas as inscrições para o segundo ciclo de 2021 de cursos online e gratuitos do Samsung Ocean, programa de capacitação e inovação tecnológica. Entre cursos, palestras e oficinas, serão 34 atividades em fevereiro, com uma programação que dará destaque à linguagem de programação Python, entre outros temas. As inscrições já podem ser feitas pelo site www.oceanbrasil.com ou via aplicativo do Samsung Ocean, disponível para download na Play Store.

Estão programadas 12 atividades voltadas para a linguagem Python, incluindo laboratório à distância, abordando a aplicação da linguagem em diversas funções. Também serão abordados Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), Backend com NodeJs e Express, Tizen, entre outros.

“Em 2021, o Ocean segue reforçando sua missão de capacitar profissionais por meio de cursos online e gratuitos, sempre atualizados às demandas do mercado de trabalho. Python é uma linguagem de programação de alto nível e dinâmica na tecnologia, com uma funcionalidade que a torna uma das principais buscas de profissionais que procuram especialização no setor”, afirma Eduardo Conejo, Gerente Sênior de Inovação na área de Pesquisa e Desenvolvimento da Samsung.

Desde abril de 2020, a Samsung adota ciclos mensais de cursos online, que antes eram ministrados de forma presencial nas sedes do Ocean em São Paulo e Manaus. O modelo unificou os conteúdos regionais, gerando uma diversidade de oferta para todo o território nacional. Qualquer pessoa com acesso à internet pode se inscrever e aprender sobre tecnologia e inovação.

Os cursos são ministrados por professores da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Universidade de São Paulo (USP), e por parceiros, com certificado de participação.

Confira a programação dos cursos e atividades confirmados, no horário de Brasília:


01/02
10h – Introdução a IoT
19h – Introdução ao Backend com NodeJs e Express
02/02
10h – Laboratório de IoT com Arduino
19h – Laboratório de Backend com NodeJs e Express
03/02
17h – Palestra: Introdução à Internet das Coisas
19h – Laboratório de Backend e Banco de Dados com MongoDB
04/02
14h – Minicurso: Avançando com Deep Learning
19h – Integrando os serviços de backend na nuvem

05/02
14h – Ciência de Dados: Fundamentos de análise de dados com Orange
08/02
10h – Laboratório de IoT com Raspberry Pi
18h – UX: Oficina de Usabilidade
09/02
10h – Laboratório de IoT em Cloud
15h – Deep Learning: Introdução com Keras e Python – Parte 1
19h – Deep Learning: Introdução com Keras e Python – Parte 2
10/02
13h30 – Jogos Digitais: Jogo 2D com Unity – Parte 1
18h – Oficina: Design Thinking
11/02
09h00 – Ciência de Dados – Visualização de Dados com Python – Parte 1
13h30 – Jogos Digitais: Jogo 2D com Unity – Parte 2
17h – Palestra: Introdução ao Tizen
18h – Palestra: Oficina de Prototipagem de Dispositivos Móveis
12/02
09h00 – Ciência de Dados – Visualização de Dados com Python – Parte 2
14h – Linguagem Python: aprendendo a linguagem – Parte 1
18/02
17h – Oficina: Tizen: Ferramenta e Ambiente de Desenvolvimento
19h – Introdução ao Frontend Web com React – Parte 1

19/02
14h – Linguagem Python: aprendendo a linguagem – Parte 2
22/02
19h – Introdução ao Frontend Web com React – Parte 2
23/02
13h30 – Ciência de Dados: Laboratório com Pandas e Python
18h – Web Scraping com Python – Parte 1
24/02
13h30 – Ciência de Dados: Visualização de Dados com Python
18h – Web Scraping com Python – Tira Dúvidas

25/02
17h – Oficina: Desenvolvimento de aplicação para ambiente Tizen
18h – Web Scraping com Python – Parte 2

26/02
14h – Linguagem Python: aprendendo a linguagem – Parte 3
18h – Palestra: Introdução a Análise de Dados Geográficos
SERVIÇO

Inscrições: Já estão abertas; podem ser feitas pelo site https://www.oceanbrasil.com ou via aplicativo do Samsung Ocean, disponível para download na Play Store.
Quem pode se inscrever: Estudantes, profissionais e interessados em geral.
Quando: Aulas entre 1 e 26 de fevereiro
Investimento: Gratuito
Formato: Online, com certificado de participação

EMBRAPII e ABBI assinam acordo para fomentar a bioinovação no país

O Brasil conta com uma das mais amplas biodiversidades do mundo. Investir em tecnologias seguras e sustentáveis para explorar economicamente as riquezas naturais do país é estratégico para fortalecer a indústria nacional, sobretudo as empresas que utilizam a biotecnologia em seu processo produtivo, como o setor farmacêutico, agro, têxtil e químico. Para incentivar e fomentar o desenvolvimento produtos e processos inovadores, a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII) e a Associação Brasileira de Bioinovação (ABBI) assinaram nesta terça-feira (26), em cerimônia online, um acordo de Aliança Estratégica.

A ABBI reúne empresas e instituições de diversos setores da economia que empregam ou desenvolvem processos e produtos que utilizam organismos vivos, modificados ou não, e seus derivados, em atividades de interesse econômico industrial, no contexto da bioinovação. Entre os associados estão Amyris, BASF, Braskem, DSM, DuPont, GFI, GranBio, Novozymes, Raízen.

“Temos um mercado consumidor relevante, um parque industrial diversificado e grupos de pesquisa qualificados. Somado a isso, respondemos por grande percentual da biodiversidade do mundo. Precisamos transformar essas vantagens comparativas em vantagens competitivas e fazer do Brasil protagonista nas agendas da bioeconomia global. Para tal, é preciso investir em inovação. A EMBRAPII é uma aliada nesse processo, além da divisão de custos no desenvolvimento dos projetos, promove a união da indústria com o conhecimento tecnológico das Unidades EMBRAPII. Estamos bem confiantes na parceria com a ABBi”, afirma Jorge Almeida Guimarães, diretor-presidente da EMBRAPII.

A aliança vai ao encontro da demanda internacional por uma indústria sustentável. A proposta é incentivar a inovação e o desenvolvimento de produtos em áreas com alto valor agregado, como os biocombustíveis avançados, bioquímicos, biomateriais, proteínas alternativas e bioinsumos.

A EMBRAPII promove o encontro de empresas com a rede de Unidades EMBRAPII, importantes centros de pesquisas no Brasil, para auxiliá-las a superar seus desafios tecnológicos. Estas Unidades têm competência para desenvolver soluções em materiais avançados, química verde, reutilização de matérias primas, biocombustíveis, cosméticos, entre outros.

“O acordo firmado entre a ABBI e a EMBRAPII é estratégico para o setor na execução de ações conjuntas que contribuam para o estreitamento da relação entre as Unidades EMBRAPII e as empresas do setor industrial com interesse na bioinovação. A ABBI fecha essa parceria pioneira com muito orgulho e grandes expectativas para a bioeconomia brasileira”, aponta Thiago Falda, presidente executivo da ABBI.

A aliança com a ABBI se soma a uma série de ações da EMBRAPII com o objetivo de fortalecer laços com setores industriais específicos. A instituição também mantém acordo com a ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos e Odontológicos), ABTCP (Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel), ABAL (Associação Brasileira de Alumínio), ABINEE (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil), IBRAM (Instituto Brasileiro de Mineração), ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos) e Sindipeças (Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores).

Playvox anuncia aporte de US$ 25 milhões



Além disso, a Playvox finalizou recentemente a integração de quatro executivos de classe mundial na indústria de atendimento ao cliente, que colocam seus talentos e experiência a serviço do crescimento futuro da Playvox e da consolidação como líder mundial em sua indústria.

Kristyn Emenecker é a nova Diretora de Produto e Estratégia. Ao longo de uma carreira que se estende por mais de 20 anos, ela é amplamente conhecida como uma das mais proeminentes especialistas do mundo na indústria de contact center. Kirstyn tem um histórico comprovado de projetar e executar produtos de sucesso e construir relacionamentos significativos e produtivos com clientes em todo o mundo. “É difícil encontrar uma pessoa que seja mais apaixonada e enérgica em transformar a maneira como funcionam os contact centers,” afirma Giraldo.

Chuck Krogman, um executivo com mais de 30 anos de experiência em operações e liderança de vendas SaaS, é o novo vice-presidente sênior de vendas globais. Jennifer Waite, que também tem uma longa carreira em marketing em várias empresas do setor de contact center, é a nova vice-presidente de marketing de produtos. Ana McCloud, que tem vasta experiência em contabilidade corporativa e finanças em ambientes de software de rápido crescimento, se junta ao time como vice-presidente de finanças.

Kristyn, Chuck, Jennifer e Ana se juntaram a uma equipe de mais de 120 pessoas distribuídas em três continentes, nos quais a cultura é um dos principais ativos por trás do sucesso da empresa. “Damos as boas-vindas a eles a equipe Playvox e esperamos trabalhar juntos para criar valor estratégico para nossos clientes,” compartilha Giraldo.

CONARH 2021 acontecerá de 28 a 30 de julho

O 46ª CONARH (Gestão de Pessoas em Congresso), promovido pela ABRH Brasil, tem nova data. O maior evento do setor acontecerá entre 28 e 30 de julho, na cidade de São Paulo, e trará o tema “Transcendendo o RH: Repense, Reestruture, Realize, Repasse, Reconstrua”. A reprogramação do evento de abril para julho leva em conta o bem-estar dos participantes, sendo pautada nas orientações das autoridades da saúde, para um ambiente seguro para todos.

O objetivo do CONARH 2021 é mostrar, diante do cenário sem precedentes que estamos passando, que se reinventar é necessário. Considerando um mundo totalmente transformado, a ideia é apresentar como estão sendo construídas as novas formas de se relacionar e atuar no universo do trabalho e da gestão.

As interpretações das palavras que servem como base do CONARH 2021 e suas conexões com os cinco pilares de atuação da ABRH Brasil (Educação, Trabalho, Liderança, Produtividade e Competitividade) visam ressignificar o RH, para que profissionais da área e as lideranças sejam protagonistas das mudanças. Confira.

Repense – Para reafirmar seu lugar como parceiro estratégico das empresas, o RH precisa repensar suas bases, investindo em treinamento e educação para estar sempre à frente de suas dificuldades.

Reestruture – É necessário reestruturar políticas e benefícios pensando em como impactar positivamente a experiência do trabalho e, inclusive, da vida pessoal, que são indissociáveis.

Realize – Todas as mudanças e tendências que o mercado nos apresenta devem ser customizadas e realizadas internamente a fim de sermos essenciais para as lideranças e decisivos na produtividade das empresas.

Repasse – Empresas com boas práticas podem (e devem) compartilhá-las para que cada vez mais pessoas sejam beneficiadas. Assim, a empresa se torna competitiva e, com isso, ganha novos negócios.

Reconstrua – O novo mundo precisa de novas empresas, novos processos, novos horizontes. As mudanças de ponta a ponta nos forçam a reconstruir toda a cadeia de gerenciamento para sermos mais assertivos nos novos desafios.

“O mundo que vivemos não é mais o mesmo, seja nas relações pessoais ou profissionais. Mais do que nunca a ABRH Brasil entende a importância de reunir grandes nomes para guiar pessoas e organizações no cenário atual que se apresenta repleto de desafios. Acompanhamos a evolução da crise sanitária e, com isso, a melhor decisão foi reprogramar o CONARH para assegurar o bem-estar e a integridade de todos, e entregarmos um evento seguro e inovador”, destaca Paulo Sardinha, presidente da ABRH Brasil.

46º CONARH – Gestão de Pessoas em Congresso
Data: 28, 29 e 30 de julho de 2021
Local: São Paulo Expo – Pavilhões 7 e 8
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, s/n – Km 1,5 – Vila Água Funda

Digitalização da Saúde: uma nuvem passageira ou o início de uma nova era?

Por Rafael Moraes, CMIO da Memed

Para nós entusiastas da digitalização da saúde e da consolidação definitiva de um ecossistema digital do setor, 2020 foi sem dúvidas um ano contraditório. Embora muito difícil, caracterizado pelo enfrentamento de uma crise mundial por conta da covid-19, foi também memorável do ponto de vista dos avanços notados através da adoção de novas tecnologias e da digitalização do setor.

Primeiro, a perspectiva pessoal. Em março de 2020, sentimos uma explosão. Fomos procurados por dezenas de instituições e players que queriam aderir à ferramenta de prescrição digital. O telefone tocava a cada 15 minutos.  Quadruplicamos os contratos de integração da nossa plataforma em comparação aos 12 meses de 2019. O número de cadastros mensais de médicos aumentou 12 vezes. O volume de contatos nos nossos canais de atendimento saltou de 100 para 5.000 por mês. Mais de 30 mil drogarias e farmácias nos procuraram para aderir à dispensação eletrônica de medicamentos.  Foram mais de 13 milhões de receitas digitais emitidas, apenas pela plataforma da Memed em 2020, um aumento superior a 100 % do volume do ano anterior.

Aos números “somaram-se” também os aspectos regulatórios. A liberação em caráter de urgência da telemedicina veio juntamente com a regulamentação da prescrição digital para medicamentos controlados (aqueles que necessitam de um receituário de controle especial branco em duas vias); além da extensão da validade das receitas.

Claro que em um mundo ideal, tudo poderia ter sido mais suave. Mas aspectos críticos relacionados à saúde pública (e seu caráter de urgência), mobilizaram e demandaram uma enorme “energia” das empresas do setor. Tivemos que ofertar nossa tecnologia de prescrição digital para responder a esta avalanche de demandas em larga escala, e, literalmente, do dia para noite. Mas não podemos negar que tudo isso propiciou uma evolução da digitalização que o setor nunca havia alcançado antes.  A questão agora é: como seguiremos em 2021? Todo esse movimento foi uma apenas uma nuvem passageira ou veio para ficar?

Bom, antes de falar em pós-pandemia, é importante lembrar que ainda estamos em plena pandemia, infelizmente. Mesmo com as vacinas se tornando disponíveis e iniciando-se a vacinação em massa, o mundo ainda enfrenta um desafio complexo de saúde pública. Há risco de uma segunda onda, da mutação do vírus e existem dúvidas ainda a respeito da reinfecção. O cenário, portanto, ainda é bem incerto, e muito provavelmente teremos que conviver durante o ano de 2021 com a necessidade de isolamento social.

Esse ambiente, acaba impulsionando a organização de diversos serviços oferecidos à classe médica em um verdadeiro ecossistema digital de saúde: consultórios “inteligentes”, prontuários eletrônicos, serviços de telemedicina, plataformas de prescrição digital e e-commerce de medicamentos. A ponto da gigante Amazon anunciar sua entrada no varejo farmacêutico com uma subsidiária, a Amazon Pharmacy, cujo serviço de venda de medicamentos e entrega em domicílio teve início em novembro de 2020 nos Estados Unidos.

Outro indicativo de que a digitalização da saúde está se consolidando, é a possibilidade concreta da telemedicina ser regulamentada em caráter definitivo no Brasil. Segundo a Agência Senado, o Conselho Federal de Medicina (CFM) está em vias de regulamentar as consultas por meios digitais para vigorar também após o período da crise da Covid-19.

Mas, também do ponto de vista econômico, um retrocesso à uma estrutura de saúde fora dos imensos recursos investidos no mundo digital, obviamente, não faz mais sentido. De acordo com a segunda edição do relatório “Inside Healthtech Report”, lançado recentemente, o volume investido nas startups de saúde cresceu  em 2020, durante a pandemia, 68% comparado à 2019. Isso significa a entrada de mais de US $12 milhões nesse mercado, impulsionando um setor que se apresenta cada vez mais aquecido.

Até aqui, nem mencionamos os benefícios do uso da tecnologia para pacientes, médicos e demais profissionais, assim como para toda a cadeia da saúde, seja em termos de eficiência, agilidade, conveniência e segurança. Já publicamos outros artigos nos quais detalhamos as vantagens e conveniências que a tecnologia promove quando aplicada em benefício dos serviços de saúde.

A verdade é que já estamos vivendo uma nova era. O mundo está cada vez mais digital e isso amplia conexões entre pessoas e serviços. Um ecossistema digital de saúde se faz necessário para relacionar, conectar, validar e otimizar serviços digitais, fazendo-os funcionar de forma única, efetiva e transparente para os usuários. A digitalização da saúde não é uma nuvem passageira. Ela veio para somar e se estabelecer definitivamente.

Doctoralia abre 35 vagas

A Doctoralia, maior plataforma de agendamento de consultas do mundo, continua contratando, mesmo em meio à pandemia. Atualmente, a startup oferece 35 oportunidades de trabalho, nas áreas de Recursos Humanos, Customer Success & SalesIT, Product, Data e Marketing & PR. A lista com todas as vagas disponíveis pode ser conferida em https://www.doctoralia.com.br/carreira .

Com índice de satisfação dos funcionários de 94%, cinco pontos acima da média nacional, a pesquisa de clima realizada na Doctoralia, de acordo com a Great Place to Work (GPTW) 2020-2021, certificou a empresa como um excelente lugar para trabalhar. “O resultado é um reconhecimento do cuidado da empresa com o bem-estar dos colaboradores. Com essa cultura de valor, os funcionários se sentiram acolhidos e puderam entregar, em tempo recorde, soluções de tecnologia em saúde para ajudar a população a enfrentar a pandemia de Covid-19”, ressalta Rodolfo Kaelin Fiorderize, Head de People Experience na Doctoralia

Entre as contribuições da empresa em 2020, está a agilidade na implementação da telemedicina. Logo que aprovada pelo Ministério da Saúde em caráter excepcional, a Doctoralia disponibilizou a ferramenta para os médicos premium e a ofereceu, gratuitamente, para as prefeituras interessadas. De março a dezembro do ano passado, mais de meio milhão de teleconsultas foram agendadas pela plataforma.

bxblue recebe aporte Series A de R$ 38 milhões liderado pela Igah Ventures

Depois de um 2020 de crescimento exponencial e de chamar a atenção de grandes bancos do mercado, a bxblue inicia o ano com o recebimento de um aporte Series A no valor de R$ 38 milhões liderado pela Igah,Ventures, gestora de investimentos com foco em negócios disruptivos no Brasil e América Latina. A rodada teve ainda a participação de outros fundos de investimento, como Iporanga Ventures, FJ Labs e Funders Club. O montante será utilizado para ampliação da equipe, desenvolvimento de novas ferramentas no produto e integração com novos bancos.

A expectativa da bxblue é quintuplicar a receita da empresa ao longo de 2021 com o impulsionamento da nova rodada. Desde o início de sua operação e primeiros investimentos, a startup já intermediou mais de R$ 500 milhões em contratos de empréstimo consignado.

“Servidores públicos e aposentados merecem opções acessíveis e transparentes quando buscam crédito para realizar seus sonhos ou resolver eventuais imprevistos. Ao mesmo tempo, os nossos bancos parceiros buscam se posicionar na vanguarda e oferecer experiências inovadoras de contratação de consignado para seus clientes. A bxblue conecta ambos numa plataforma que permite aos usuários comparar ofertas, encontrar a melhor e contratar digitalmente, enquanto reduz custo e aumenta eficiência do sistema financeiro”, analisa Gustavo Gorenstein, CEO da bxblue.

Dois dados corroboram a confiança de seu fundador. Quase 20% dos clientes da bxblue já contrataram empréstimos mais de uma vez na plataforma, uma taxa alta que indica o potencial da empresa em um momento econômico inédito. Além disso, a bxblue mantém um elevado grau de satisfação entre um público exigente: seu NPS (métrica adotada por inúmeras startups para compreender contentamento de seus clientes) se manteve próximo de 90 no último ano, número considerado muito acima da média do mercado das fintechs.

“Em um ano desafiador de pandemia, conseguimos atingir um crescimento que representa oito vezes o número de 2019. Esse é um indicador que trouxe a confiança de nossos investidores e também confirmou nossa missão de estar disponível com as melhores alternativas de consignado, na mão do usuário, provendo taxas competitivas para usuários espalhados por todo o país”, finaliza Gorenstein.

“Estamos bastante animados em liderar essa rodada, com uma empresa que vai impulsionar o segmento de concessão de crédito por meio de uma plataforma 100% digital, em um modelo de marketplace que conecta as pessoas aos bancos. O mercado de crédito consignado tem lacunas importantes de eficiência no Brasil, e a bxblue traz a capacidade de execução e o crescimento escalável necessários neste momento. É o perfil de negócio que Igah busca em suas investidas: empresas que combinam tecnologia e inovação para endereçar soluções diferenciadas em suas áreas de atuação”, destaca Márcio Trigueiro, sócio-diretor da Igah,Ventures.