Page

Author admin

4Results promove Café da Manhã Fiscal em Curitiba

unnamed-1

Em Curitiba, será realizado o Evento – Café da Manhã Fiscal no dia 14 de julho, com o patrocínio da 4Results em parceria com o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças – IBEF-PR.

O palestrante é Carlos A. Nascimento, administrador, com especialização em tributos, consultor e palestrante, executivo com mais de trinta anos de atuação na Gestão Fiscal dos impostos diretos e indiretos em empresas industriais, comerciais e de prestação de serviços. Desde 2005 atua pela Thomson Reuters, como Consultor e representante de empresas integrantes do Grupo piloto (GT-48), sob a Coordenação da Secretaria da Receita Federal em conjunto com as fazendas estaduais, no processo de implementação do Sistema Público de Escrituração Digital – SPED.

Saiba mais em www.4results.com.br

Tags, , , , ,

SAP apresenta no CIAB 2016 portfólio completo de soluções para apoiar a transformação digital

A presidente da empresa, Cristina Palmaka, fará a palestra
“The Boardroom of the future – Redefina a maneira de fazer negócios” durante o Congresso

Líder mundial de aplicações de software empresarial e maior empresa de soluções tecnológicas para o setor financeiro, a SAP participa, no Transamérica Expo Center, em São Paulo, de 21 a 23 de junho, do CIAB Febraban, o mais importante evento para o Mercado Financeiro da América Latina.

O estande da empresa terá uma “sala de comando do futuro” onde experts da SAP vão abordar temas relacionados à transformação digital. Clientes, parceiros e visitantes terão a oportunidade de conhecer o portfólio completo de soluções que apoiam a adaptação para a nova economia digital.

Pela primeira vez, a SAP, como patrocinadora ouro do Ciab, também participará com palestras no Congresso. A empresa destacou três de seus mais representativos executivos para levar temas relevantes para os que forem ao evento. Cristina Palmaka, presidente da empresa, vai abordar The Boardroom of the future – Redefina a maneira de fazer negócios” no dia 23, às 11h30, no Auditório Febraban, Hall B. No mesmo dia, às 14 horas, Eduardo Brunetti, especialista em Negócios Financeiros, fala sobre a “Transformação Digital no Canal de Vendas”, no Auditório C2, Hall C. Às 15h30, Tonatiuh Barradas, vice presidente de Indústrias Estratégicas, tem como tema “Descubra como as principais instituições financeiras abraçam a inovação”, no Auditório G1, Hall G.

No primeiro dia do evento, no tradicional happy hour, às 18 horas, a SAP vai promover uma Harmonização de Whisky e Chocolate em seu estande.

Tags, , ,

IT Mídia expande presença na América Latina com IT Fórum Latam

A IT Mídia, líder em mídias de negócio e responsável pelo principal encontro de TI do Brasil, o IT Forum, anuncia a criação da IT Mídia Latam, braço da empresa, que terá atuação em toda a região latino-americana, exceto Brasil. A expansão é marcada pelo anúncio do 2ª Edição IT Forum Latam, evento que reúne os CIOs que mais investem em TI na América Latina Hispânica, entre os dias 15 e 18 de junho de 2017, em Miami (Estados Unidos).

“Hoje, a IT Midía possui um relacionamento muito próximo com os principais executivos da indústria de TI do Brasil, e os ajuda com suas iniciativas a alcançarem suas metas de negócios, que representam normalmente 50% da Região. Com a expansão, vamos ajudar os que atuam em nível regional, nos outros 50%, criando oportunidades de relacionamento e eventos focados em geração de negócios”, afirma Miguel Petrilli, co-fundador da companhia, que assume o papel de presidente da IT Mídia Latam.

Projeto-piloto, a 1ª edição do IT Forum Latam aconteceu em outubro de 2015 e reuniu 35 CIOs de países como Argentina, Chile, Colombia, México e Peru. O evento replica a fórmula do já tradicional modelo realizado no Brasil – o IT Forum caminha para sua 19ª edição e consolidou-se como principal ponto de encontro dos CIOs das 500 maiores empresas do Brasil e dos altos executivos dos fornecedores líderes de tecnologias da informação no mundo.

O IT Forum Latam repete o padrão de relacionamento entre quem compra e vende produtos e serviços de TI, a partir de reuniões de negócio pré-agendadas e sessões de conteúdo, agora para os CIOs dos demais países da região.

“O sucesso do IT Forum Latam 2015 foi um fator chave para a decisão de investirmos na expansão para o mercado latino-americano. Tivemos feedbacks excelentes do evento, que atingiu seu objetivo, gerando inúmeras oportunidades de negócios para as empresas presentes”, conta Petrilli.

A 2ª edição do IT Forum Latam marca o início das operações da IT Mídia na América Latina Hispânica. “Construímos uma excelente reputação durante os nossos 20 anos de atuação no mercado brasileiro. Temos ao nosso lado os principais executivos de TI das empresas mais influentes do Brasil. Nossas iniciativas são focadas em trazer conteúdo, relacionamento e negócios para o nosso público. Com estes fatores, damos mais um passo na construção da nossa marca na região”, afirma Adelson de Sousa, presidente da IT Mídia S.A.

Pesquisa: Antes da TI, a estratégia

Para analisar o cenário de TI da indústria da América Latina, a IT Midia realizou a pesquisa “Antes de TI, la estrategia”. “Com este levantamento e a lista das maiores empresas da América Economía, chegamos ao público-alvo do IT Forum Latam e conseguimos entender o tipo de conteúdo que estes executivos buscam”, conta Petrilli.

Uma nova edição da pesquisa será realizada este ano para servir de base para os temas e convidados do IT Forum Latam de 2017.

Tags, , , , , ,

Oi anuncia pedido de recuperação judicial

Dívida de mais de R$ 65 bilhões motiva pedido de recuperação judicial da operadora Oi.

Veja Fato Relevante divulgado pela empresa:

FATO RELEVANTE

Pedido de Recuperação Judicial

Oi S.A. (“Companhia”), em cumprimento ao art. 157, §4º da Lei nº 6.404/76 (“LSA”), comunica a seus acionistas e ao mercado em geral que ajuizou, nesta data, em conjunto com suas subsidiárias integrais, diretas e indiretas, Oi Móvel S.A., Telemar Norte Leste S.A., Copart 4 Participações S.A, Copart 5 Participações S.A., Portugal Telecom International Finance BV, Oi Brasil Holdings Coöperatief U.A. (“Empresas Oi”), pedido de recuperação judicial das Empresas Oi perante a Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro, nos termos dos artigos 51 e seguintes da Lei nº 11.101/05 e do art. 122, parágrafo único da LSA, em caráter de urgência, conforme aprovado pelo Conselho de Administração da Companhia e nos órgãos societários competentes das demais Empresas Oi, em reuniões realizadas nesta data.

Conforme previamente anunciado, as Empresas Oi vinham empreendendo esforços e estudos, em conjunto com seus assessores financeiros e legais, para otimizar sua liquidez e perfil de endividamento. A Companhia, em conjunto com seus assessores legais e financeiros, também conduzia negociações com seus credores financeiros e com a Moelis & Company, na qualidade de assessor financeiro de um grupo de titulares de bonds, com vistas a uma reestruturação consensual de dívidas das Empresas Oi com o objetivo de fortalecer a sua estrutura de capital.

No entanto, considerando os desafios decorrentes da situação econômico-financeira das Empresas Oi à luz do cronograma de vencimento de suas dívidas financeiras, ameaças ao caixa das Empresas Oi representadas por iminentes penhoras ou bloqueios em processos judiciais, e tendo em vista a urgência na adoção de medidas de proteção das Empresas Oi, a Companhia julgou que a apresentação do pedido de recuperação judicial seria a medida mais adequada, neste momento, para (i) preservar a continuidade da oferta de serviços de qualidade a seus clientes, dentro das regras e compromissos assumidos com a ANATEL, (ii) preservar o valor das Empresas Oi, (iii) manter a continuidade de seu negócio e sua função social, de forma a proteger de forma organizada os interesses das Empresas Oi e de suas subsidiárias, de seus clientes, de seus acionistas e demais stakeholders, e (iv) proteger o caixa das Empresas Oi.
O pedido de recuperação foi ajuizado em razão dos obstáculos enfrentados pela administração da Companhia para encontrar uma alternativa viável junto aos seus credores que possibilitasse à Companhia atingir os objetivos mencionados acima, e para viabilizar a proteção adequada das Empresas Oi contra credores, preservando a continuidade das atividades empresariais das Empresas Oi. O total dos créditos com pessoas não controladas pela Oi listados nos documentos protocolados com o pedido de recuperação judicial soma, nesta data, aproximadamente R$ 65,4 bilhões. A administração das Empresas Oi pretende tomar as providências e adotar os atos necessários à efetivação do pedido de recuperação, em todas as jurisdições nas quais tais medidas sejam necessárias.
A Companhia manterá seus acionistas e o mercado informados sobre o desenvolvimento dos assuntos objeto deste Fato Relevante, e divulgará oportunamente, na forma da legislação e regulamentação vigentes, demais informações relativas ao processamento do pedido de recuperação judicial.

Rio de Janeiro, 20 de junho de 2016.
Oi S.A.
Flavio Nicolay Guimarães
Diretor de Finanças e de Relações com Investidores

Fonte: Oi

Tags, , ,

ATM reciclador da OKI Brasil opera câmbio com dólares, euros e até Bitcoins

view.aspx

A ATM do futuro chegou e vai muito além do convencional, com tecnologias como a reciclagem de dinheiro, biometria integrada, suporte a tecnologias sem fio, mobilidade, função de câmbio – euro e dólar – e expedição de cartões pré-pagos, sem contar a possibilidade de transacionar Bitcoins. Quer mais? Esta ATM traz o cofre bipartido para armazenamento dos cassetes de dinheiro, o que o torna resistente a ataques por explosão. E todo este leque está presente no Adattis Recycler com função câmbio – conceito desenvolvido e fabricado no Brasil e que traz tecnologias avançadas que estão prontas para chegar ao mercado.

“Este modelo incorpora um leque diversificado de funcionalidades, que vão trazer comodidade para correntistas e promover uma melhor prestação de serviços pelos bancos. Além da reciclagem de dinheiro, da função câmbio e emissão de cartões de múltiplas funções, ele permite a ponte entre o real e o virtual, ao fazer câmbio até de moedas digitais – como o Bitcoin – e mostra funcionalidades avançadas de segurança graças à biometria integrada e ao uso de módulos adicionais que estendem a capacidade do equipamento. Com essa oferta, a OKI Brasil mostra que pode produzir equipamentos versáteis, que integram e complementam os diversos canais transacionais dos Bancos, e que se adaptam às suas diferentes estratégias de oferta de produtos e serviços a seus clientes”, afirma o presidente e CEO da OKI Brasil, Wilton Ruas. Segundo o executivo, o equipamento traz o conjunto mais completo de funcionalidades para o CIAB 2016.

A Adattis Recycler realiza as funções de câmbio a partir de seu módulo reciclador, que aceita e dispensa notas em maços e checa se as cédulas são verdadeiras ou falsas. A ATM, que pode lidar com diversos outros tipos de moedas, permite que depósitos sejam creditados em tempo real. Veja abaixo outras funções do equipamento:

– Contactless – a ATM traz embutida a tecnologia sem fio NFC (Near Field Communication), presente em cartões e também em alguns modelos de celulares e que pode receber pagamentos ou fazer a carga em dispositivos sem necessitar de contato físico. Basta aproximar o dispositivo do sensor presente no caixa eletrônico para fazer saques (cargas) ou pagamentos;

– Câmbio – um visitante estrangeiro vem ao nosso país e quer fazer o câmbio de seus dólares ou euros para reais e pode receber os valores em espécie, em cartões pré-pagos com os valores embutidos ou em uma combinação destes dois meios. Os cartões, que podem ser personalizados em uma impressora embutida, são expedidos rapidamente pelo equipamento.

A função câmbio também pode ser feita com a conversão de Bitcoins para reais. No CIAB 2016, a OKI Brasil fará uma demonstração, concebida com o apoio da Microsoft e da corretora digital Foxbit, que integra tecnologias do tipo Blockchain ao mundo real. No exemplo exibido no CIAB, um usuário de Bitcoins pode fazer um saque em reais usando a solução da Foxbit, que fica hospedada no Microsoft Azure, a plataforma de nuvem da Microsoft.

– Biometria – as transações de câmbio feitas na ATM também podem ter sua segurança reforçada pela biometria. No conceito mostrado no evento, o usuário precisa apresentar seu passaporte para o equipamento, que consegue fazer uma leitura digital das informações presentes no documento. Em seguida, a ATM pode autenticar a identidade da pessoa por meio de reconhecimento facial e impressão digital.

– Agilidade – Outro recurso incorporado à Adattis Recycler é um dispositivo que recebe cheques diretamente no equipamento, tornando desnecessário o uso de envelopes para depósitos. Este componente faz a digitalização de sua imagem e valida sua autenticidade, o que pode agilizar os processos de compensação de cheques.

O Valor Agregado viu de perto como essa ATM funciona durante a CIAB FEBRABAN 2016. Acompanhe o vídeo:

Tags, , , , , , ,

Gartner debate tecnologias bancárias no CIAB FEBRABAN 2016

O Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento imparcial em tecnologia, anuncia sua participação na 26ª edição do CIAB FEBRABAN – Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras, principal evento de Tecnologia da Informação para o setor financeiro da América Latina, que acontece de 21 a 23 de junho de 2016, no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

O tema Segurança estará presente nas apresentações do Instituto. Segundo o Gartner, até 2020, 60% do orçamento para informações de segurança das empresas será investido em abordagens de detecção e resposta rápidas. Em 2012 o investimento era de apenas 10%.

No primeiro dia do evento, Cássio Dreyfuss, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner modera o painel que discute Machine Intelligence, ou Inteligência das Máquinas, família de tecnologia que permite que os computadores sejam capazes de aprender e tomar decisões não programadas com base na repetição de tarefas e resultados.

Ainda no dia 21, Claudio Neiva, Diretor de Pesquisas do Gartner, participa do painel “Visão de Segurança da Informação em Relação às Novas Tecnologias”, apontando as principais tendências e prioridades que os CIOs devem adotar para manterem a segurança de suas empresas. Já na quarta-feira, 22, Fábio Chesini, Diretor de Pesquisas do Gartner, discute os Desafios do Blockchain, que no âmbito de Bitcoins, ou moeda digital, representa a estrutura de dados gerada pela entrada do registro de uma transação.

Gartner no CIAB FEBRABAN 2016

Dia 21/06, das 14h00 às 15h15 – Painel “Machine Intelligence”, mediado por Cássio Dreyfuss, Vice-Presidente de Pesquisa do Gartner.
Local: FEBRABAN – Hall B

Dia 21/06, das 14h00 às 15h15 – Painel “Visão da Segurança da Informação com Relação às Novas Tecnologias”, com Claudio Neiva, Diretor de Pesquisas do Gartner.
Local: G2 – Hall G

Dia 22/06, das 11h30 às 12h45 – Painel “Desafios do Blockchain”, com Fábio Chesini, Diretor de Pesquisas do Gartner.
Local: A1 – Hall A

CIAB FEBRABAN:

Local: Transamérica Expo Center
Endereço: Avenida Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387, São Paulo (SP)

Tags, , , ,

Thomson Reuters apresenta nova plataforma que muda o conceito de fazer negócios e transforma a gestão jurídica no Brasil

Antecipando-se às tendências mundiais de utilizar estrategicamente a tecnologia aliada à informação relevante e à inteligência de dados para aumentar o dinamismo e a eficiência no setor jurídico, a Thomson Reuters, provedor líder mundial de soluções e informações inteligentes para empresas e profissionais, apresenta hoje em São Paulo sua nova plataforma Legal One.

Resultado de sólido investimento e pesquisas para o desenvolvimento de inovação no setor jurídico, Legal One permite acompanhar as diferentes demandas de diferentes setores – desde escritórios de advocacia e departamentos jurídicos com estruturas enxutas, até grandes organizações que gerenciam demandas de alta complexidade. A plataforma chega para preencher uma lacuna no mercado jurídico, disponibilizando em um só ambiente gestão e conteúdo, com mobilidade e praticidade, contribuindo para a maximização da performance de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas.

“A sólida consistência da Thomson Reuters no segmento jurídico permitiu à empresa lançar o Legal One no mercado brasileiro, visando oferecer uma nova proposta de valor aos clientes ao combinar soluções líderes de mercado em uma oferta única”, afirma Pablo Peduzzi, diretor executivo da área de negócios de Legal da Thomson Reuters no Brasil. Segundo ele, “trata-se de um novo conceito de solução que vem revolucionar a forma de fazer negócios no segmento jurídico no País”.

Por meio de uma gestão centralizada, a nova plataforma proporciona uma experiência personalizada em torno de toda atividade jurídica, desde a gestão da prática jurídica, performance financeira, clientes, além de conteúdo jurídico relevante do selo editorial Revista dos Tribunais, com escalabilidade, confiabilidade e segurança. Legal One permite reduzir significativamente o tempo dedicado às pesquisas por fundamentação com buscas automáticas que utilizam como base a tabela de controle de assuntos classificados pelo CNJ. Além disso, a plataforma permite criar indicadores a partir de documentos utilizados em processos exitosos para orientar na criação de teses em processos similares e, também, criar métricas para estabelecer o melhor caminho entre manutenção dos processos versus acordos entre as partes.

“Até meados da década de 1990, o computador servia mais como espécie de substituto da máquina de escrever para os advogados. Os novos desafios, contudo, transformaram esse cenário. Atualmente, esses profissionais utilizam essa e outras plataformas digitais disponíveis para agregar valor, eficiência e dinamismo a seu trabalho E é nesse cenário que se encaixa o Legal One, à medida que permite aos profissionais acesso a conteúdos integrados em um ambiente único e otimizado, de alta capacidade tecnológica – o que lhes impacta positivamente em termos de performance financeira e crescimento do negócio”, reitera o executivo da Thomson Reuters.

Pablo lembra que a área de negócios jurídicos da Thomson Reuters, que atualmente representa 27% do revenue global da companhia, é considerada fator chave na estratégia de crescimento da empresa e o Brasil tem grande representatividade nessa definição estratégica, estando no foco de expansão da área. No País, a operação no segmento jurídico teve início em 2010, a partir da aquisição da Editora Revista dos Tribunais. Para complementar seu portfolio e melhor atender os profissionais que atuam no setor, a Thomson Reuters integrou também, nos anos seguintes, uma completa suíte de soluções de software para escritórios e para departamentos jurídicos de corporações, das marcas Novaprolink e Tedesco, que acumulam décadas de experiência no mercado jurídico.

Ecossistema Legal: gestão e informação em um único ambiente

Diante da mudança das práticas de trabalho na área do Direito, que exigem a urgente necessidade de uma gestão efetiva do passivo legal, descentralizando demandas de forma segura, a plataforma Legal One oferece:

Gestão centralizada e otimizada: Visão gerencial de toda a operação, incluindo agenda, processos, consultivo, contratos, financeiro, faturamento, documentos, pesquisa editorial jurídica, controle de tarefas, entre outras soluções. A navegabilidade total entre os módulos possibilita acesso as informações cadastradas de maneira descomplicada e totalmente inter-relacionadas.

Conteúdo jurídico de qualidade: Conteúdo confiável que reúne doutrina com a reconhecida qualidade editorial da Revista dos Tribunais, legislação atualizada diariamente e jurisprudência relevante com busca única em todos os tribunais.

Produtividade: Busca inteligente e precisa de doutrina, jurisprudência e legislação com armazenamento do resultado diretamente na pasta do processo. Todo esse conteúdo é previamente analisado, interpretado e indexado por um criterioso trabalho editorial da Revista dos Tribunais e correlacionado ao assunto cadastrado no processo de acordo com a árvore CNJ. Monitoramento acurado das publicações dos sites dos tribunais, diários e órgãos oficiais, com atualização automática diretamente na pasta processual e contatos.

Embasamentos assertivos: Exportação de resultados de pesquisa editorial jurídica vinculando-os a um ou mais processos, simultaneamente. Todo o histórico de fundamentações pode facilmente ser acessado por outros profissionais, além de uma ferramenta de apoio para aplicação em casos similares, com orientações de perda e êxito.

Pesquisa Rápida: Acesso pontual, simples e ágil a informações de toda a base de dados cadastrada, tais como conteúdo editorial, resultados de processos, documentos, contratos, contencioso, procurações, pessoas, entre outros.

Eficiencia: ferramentas de workflow para otimização, acompanhamento e controle de fluxos de trabalho, atividades e responsáveis, garantindo tambem compliance.

Gestão de performance: indicadores e Relatórios Gerenciais para uma visão global do negócio por meio de dashboards, gráficos e informações sumarizadas, apoiando o controle e o direcionamento de investimentos, expansão e governança.

Mobilidade e praticidade: mudança no comportamento de trabalho, a qualquer momento e lugar.
Segurança: governança e compliance no tráfego de dados e backup de documentos tramitados em cada processo. Rigorosos padrões de segurança com tecnologia certificada Thomson Reuters.

Tags, ,

Cleartech marca presença no CIAB 2016

Thiago Santos, executivo Cleartech (3)

A Cleartech, empresa brasileira reconhecida pela excelência na gestão de grandes projetos, como, a solução tecnológica da portabilidade numérica brasileira, estará presente na 26ª edição da CIAB FEBRABAN, entre os dias 21 e 23 de junho, no Transamérica Expo Center, SP, e terá como tema central este ano “Cultura Digital Transformando a Sociedade”.

Sob a coordenação do Instituto de Tecnologia de Software e Serviços (ITS) e com o patrocínio da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o CIAB é considerado o maior e melhor evento de tecnologia para o mercado financeiro da América Latina. Desde sua primeira edição em 1990, tem como objetivo incentivar o desenvolvimento da tecnologia e inovação em TI para o setor financeiro, além de contribuir para o desenvolvimento e crescimento do setor, gerando oportunidades de negócios para os participantes.

Segundo Thiago da Silva Santos, Diretor Comercial da Cleartech, o CIAB é uma vitrine das tendências em tecnologia e muito importante para o mercado. “Não poderíamos deixar de participar de um evento que traz novidades ao setor financeiro. Como empresa de tecnologia, precisamos entender as mudanças que terão impacto na sociedade e a CIAB nos proporciona a oportunidade de antecipar algumas dessas inovações”.

CIAB FEBRABAN 2016

Data: 21 e 22 de junho – das 8h ás 20h
23 de junho de 2016 – de 8h ás 19h

Local: Transamérica Expo Center / São Paulo-SP

Tags, , , , ,

Primeiro banco brasileiro totalmente digital, o Original escolhe Arbor Networks para assegurar ao cliente disponibilidade de acesso a seus serviços

A Arbor Networks, divisão de segurança da NETSCOUT (NASDAQ: NTCT), foi escolhida pelo Banco Original para fornecer os sistemas que protegem sua rede contra ataques DDoS (Distributed Denial of Service). Como primeiro banco brasileiro totalmente digital, Original tem na disponibilidade da rede um fator de crucial importância para seus clientes e para seus negócios.

Fundado há aproximadamente cinco anos como um banco voltado principalmente para o agronegócio e corporate, o Original lançou em março deste ano uma plataforma inovadora. Tornou-se também um banco de varejo capaz de prestar todos os serviços oferecidos por um banco tradicional – mas exclusivamente por meio de canais digitais.

A disponibilidade de serviços é assegurada por uma infraestrutura de rede redundante, com níveis de disponibilidade muito próximos a 100% assegurados por contratos com seus fornecedores. Para atender às normas da legislação brasileira, o Original desenvolveu sua própria plataforma – um projeto que durou três anos, com investimentos da ordem de 600 milhões de reais.

“Somos um banco totalmente digital, para dentro e para fora”, observa o CIO Wanderley Baccalá. “No relacionamento com o cliente – em que não exigimos sua presença física nem mesmo para a abertura de conta – o importante é que ele seja atendido a qualquer momento, onde estiver e da forma como quiser interagir, com a maior agilidade e transparência possíveis. E isso é que orienta as decisões do Banco Original”, define ele.

“O cliente hoje é conectado, é exigente, e busca uma maneira diferente de administrar seu dinheiro. No Original nós usamos a tecnologia para aproximar o cliente. Queremos que ele se sinta acolhido. E tenha a tranquilidade de saber que está trabalhando com um banco simples e confiável”, completa o CIO do Original.

Solução Arbor APS para proteção da rede nas instalações do cliente

A solução APS da Arbor é o primeiro produto de segurança para implementação nas instalações do cliente com foco em proteger o perímetro da rede de ameaças à disponibilidade – especialmente no que toca a ataques de negação de serviço (DDoS) dirigidos à camada de aplicações. Projetado especialmente para atender ao mercado de grandes empresas, o Arbor APS é comprovadamente capaz de identificar e mitigar esses ataques; conta com recursos inovadores e de fácil configuração, mesmo durante ataques.

A implementação da solução foi realizada pela Multirede Informática S/A., que acompanhou o projeto do Original desde o início e cumpriu fielmente um cronograma bastante agressivo. Para Jorge Moskovitz, diretor de negócios da empresa, “o sucesso dessa implementação se deveu ao trabalho conjunto de nosso time com as equipes do Original e da Arbor durante todas as fases do projeto. Para nós é motivo de satisfação e orgulho contribuirmos para o lançamento do primeiro banco digital brasileiro”.

Geraldo Guazzelli, diretor geral da Arbor no Brasil, destaca que “os ataques DDoS vêm crescendo em tamanho, frequência e complexidade, tendo como alvos preferenciais alguns setores como o de serviços financeiros, jogos e e-commerce. As soluções anti-DDoS da Arbor vêm sendo adotadas no Brasil e no mundo inteiro para proteger redes com as maiores exigências de segurança. A Arbor por sua capacidade de inovar, posiciona-se como líder de mercado em um cenário onde as ferramentas e técnicas de ataques DDoS evoluem continua e rapidamente”.

Tags, , , , ,

Stefanini lança assistente virtual durante CIAB 2016

A Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia, apresentará no CIAB 2016 a revolucionária plataforma de inteligência artificial batizada de Sophie, capaz de interagir com usuários humanos e sistemas por meio de um conjunto crescente de interfaces de texto e voz.

“Sophie é composta por um conjunto de softwares, sistemas e processos que permitem acelerar e melhorar o desempenho de sistemas que interagem com o consumidor ou usuário, seja por meio de voz ou texto”, afirma Alexandre Winetzki, presidente da Woopi, empresa de pesquisa e desenvolvimento da Stefanini e responsável pela implementação da tecnologia no Brasil.

Ainda de acordo com o executivo, a assistente virtual carrega sete anos de trabalho de uma equipe altamente especializada de cientistas, programadores e designers. “Sophie é uma evolução da plataforma Parli, lançada inicialmente em 2014, e se tornou uma ferramenta voltada para operações globais da Stefanini, assim como uma personalização da tecnologia de forma a torná-la mais adequada para um número maior de processos de atendimento, independente de seu volume”, comenta Winetzki.

Os benefícios da plataforma inteligente podem ser obtidos por qualquer empresa ou corporação que deseje aumentar sua capacidade de interagir com seus usuários, por meio de um conjunto de canais mais amplo que um call center tradicional.

De acordo com estudo divulgado recentemente pela consultoria Research and Markets, o mercado mundial de produtos de inteligência artificial deve movimentar cerca de 23,4 bilhões de dólares até 2025.

O levantamento, que se baseou em tendências de mercado, dados das principais empresa do setor e estimativas, deu especial atenção a 23 países, incluindo EUA, Canadá, México, Reino Unido, Alemanha, Espanha, França, Itália, China, Brasil, Arábia Saudita e África do Sul.
“O mercado tem amadurecido para as possibilidades das ferramentas cognitivas, que estão apenas no início da sua evolução. Ao longo dos próximos anos, veremos mais e mais operações sendo realizadas por sistemas inteligentes. Nenhum sistema disponível no Brasil alcançou um grau tão alto de compreensão de contexto, isto é, entender o desejo do usuário e gerar uma ação a partir desse desejo”, finaliza Winetzki.

Diferenciais da plataforma inteligente Sophie:

• Maior número de integrações com plataformas de processamento de tickets e CRM, que permitem a Sophie abrir, processar e encerrar tickets da mesma maneira que um agente humano faria;

• Roll out da primeira versão em inglês da plataforma;

• Ampliação da capacidade cognitiva, isto é, a habilidade da plataforma de entender e processar requisições via texto e voz;

• Maior numero de interfaces, entre elas: Skype, Microsoft Link, Google Talk, Facebook, Web, Mobile, entre outras.

Sophie no Ciab Febraban 2016

A Stefanini participa do maior evento da América Latina para os setores financeiro e de tecnologia, o Ciab Febraban, que se realiza entre os dias 21 e 23 de junho, no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP). Além da Sophie, outras soluções oferecidas pela Stefanini serão apresentadas por parceiros e times de especialistas da multinacional.

Ciab Febraban 2016

Estande Stefanini: A 27 – Pavilhão A
Data: de 21 a 23 de junho
Horário: das 9h às 19h
Local: Transamérica Expo Center
Endereço: Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro – São Paulo – SP
Telefone: (11) 5643-3000

Tags, , , , , , , ,

Atos e Unify apresentam soluções no CIAB 2016

A Atos, líder internacional em serviços digitais e parceira mundial de TI do Comitê Olímpico Internacional (COI), e a Unify, empresa global de software e serviços de comunicação corporativa, vão juntas ao CIAB 2016. Pela primeira vez, parte do amplo portfólio das companhias, que passaram a oferecer ao mercado uma proposta integrada de soluções após aquisição das tecnologias da Unify pela Atos, será apresentado em conjunto durante o evento voltado a profissionais do setor de finanças

Na edição deste ano do CIAB, a Atos trará destaques em segurança para os Jogos Olímpicos, que também podem ser aplicados ao mercado financeiro. A solução, chamada Atos High Performance Security (HPS), utiliza a tecnologia SIEM (Security Information and Event Management). Pesquisa, inovação, comunicação inteligente, digitalização, dados em tempo real e cybersecurity estão entre os conceitos e soluções apresentados tanto nas competições quanto para players de diversos mercados.

Especificamente para o mercado de serviços financeiros, a concepção da solução Atos HPS estará integrada no evento com os quatro pilares fundamentais da empresa para a transformação digital dos clientes: Customer Experience, Trust&Compliance, Business Reinvention e Operational Excellence.

“Sabemos que as corporações estão investindo em tecnologias capazes de aumentar a segurança e a confiabilidade dos sistemas. Participamos da nova edição do CIAB ainda mais fortes e preparados para oferecer ao mercado produtos e soluções completas em cybersecurity e comunicação empresarial”, afirma Ricardo Munhoz, diretor de Mercados da Atos América do Sul.

Em sinergia com o portfólio da Atos no fornecimento de tecnologia de ponta para o mercado, a Unify apresenta o OpenScape Xpert, uma solução de Smart Trading virtualizada que combina recursos de voz, dados, segurança, redução de riscos e comunicação ininterrupta com um equipamento robusto e multi-funcional, criando um sistema baseado em software, que reduz sensivelmente o custo total de propriedade (TCO).

“Com o OpenScape Xpert, corretoras, operadores e bancos podem se beneficiar de algumas funcionalidades importantes para manter uma alta produtividade, com velocidade e precisão de informações. Com a nossa solução confiável e fácil de usar, é possível gerenciar fluxos intensos de chamadas, conectando simultaneamente todos os interlocutores necessários para a conclusão de transações. A Unify é pioneira na arquitetura de soluções de trading baseadas em software, sendo possível implementá-las em nuvens privadas, públicas ou híbridas”, afirma Plínio Targa, General Manager da Unify para a América Latina.

Além de apresentar seus destaques em produtos e serviços, a Atos participará do programa de palestras e painéis. Luis Casuscelli, diretor de BDS da Atos América do Sul, está entre os palestrantes do evento com o tema “O uso da Tecnologia nas Olimpíadas” e irá exemplificar o sucesso das soluções da empresa voltadas aos Jogos Olímpicos, desde 1992. Será apresentada, ainda, a visão europeia de cybersecurity da companhia, revelando que é possível prover segurança baseada em comportamento, gerenciamento de identidade ou acesso e pagamentos em omnichannel via autenticação segura.

Carlos Vasques, Risk&Compliance Financial Services da Atos, também estará presente e ministrará o painel “Riscos Operacionais”. Na ocasião, o executivo irá abordar o trabalho de transformação digital da empresa por meio do TrustandCompliance, destacando a importância de construir confiança, transparência e conformidade regulatória em projetos da área financeira.

Aquisição da Unify

Em janeiro, a Atos concluiu o processo de aquisição da Unify, cujo valor da transação foi de € 366 milhões. Com essa negociação, a Atos está criando uma solução inédita e integrada para comunicações unificadas, fortalecendo a colaboração social, transformação digital e desempenho de seus clientes.

CIAB Febraban 2016

Data: De 21 a 23 de junho

Local: Transamérica Expo Center (São Paulo – SP)

Ciclo de palestras Atos:

Riscos Operacionais

Data: 23/06

Hora: 11h30

Local:A1 – Hall A

Palestrante:Carlos Vasques, Risk&Compliance Financial Services da Atos

O uso da Tecnologia nas Olimpíadas

Data: 23/06

Hora: 15h30

Local: FEBRABAN, Hall B

Palestrante:Luis Casuscelli, diretor de BDS da Atos América do Sul

Tags, , , , , , , ,

Smartphones apresentam riscos em longo prazo para força de vendas automatizada – Por Fábio Lopez

Estar atento para aproveitar oportunidades de otimizar operações, reduzindo perdas e aumentando rendimento, deve fazer parte da estratégia de qualquer negócio que busca se manter forte no mercado. Mas, tão importante quanto traçar um plano de ação bem definido, é escolher as soluções certas para que a execução seja um sucesso, evitando custos inesperados. Automatizar a força de vendas e serviços de campo é um dos métodos mais eficientes para diminuir erros e retrabalhos no atendimento em campo e garantir aumento na qualidade de serviço e relação com o cliente, mas exige atenção redobrada na hora da execução – a escolha de smartphones pode apresentar um menor investimento inicial, mas em longo prazo podem trazer prejuízos inesperados.

Melhor nível de produtividade e aproximação com o cliente são apenas algumas das vantagens de se ter a força de vendas e serviços de campo automatizados, equipando funcionários com dispositivos com acesso a internet para que, quando estiverem atendendo os clientes, possam registrar as operações e retirar pedidos de forma eficiente e conectada. Este tipo de estratégia evita erros e confere agilidade aos vendedores que, equipados com as soluções, enviam informações precisas sobre o pedido direto para a central e, com acesso ao estoque e histórico dos clientes, podem realizar uma venda mais consultiva, sabendo quais produtos recomendar e a quantidade, abrindo margem para um aumento significativo nas vendas.

Coletores de dados robustos e com acesso à internet garantem que a automação da força de vendas seja realizada de forma eficiente ao fornecer produtos desenvolvidos especialmente para este tipo de aplicação. Porém, algumas empresas ainda adotam smartphones para suas atividades de campo devido ao menor custo inicial, sem considerar as implicações de longo prazo da escolha. Por isso, destacamos quatro pontos que devem ser analisados na hora de escolher o equipamento certo para a operação:

Ciclo de Vida – Com grande variedade de produtos e atualizações de software recorrentes, os smartphones têm em geral um ciclo de vida de pouco mais de um ano. Já um coletor de dados é feito para ficar em linha por mais de cinco anos, evitando novos gastos nas operações. Isso evita que o cliente possua diversos modelos distintos de equipamentos em sua base instalada, que pode gerar dificuldades no gerenciamento dos dispositivos e necessitar atualização frequente da aplicação.

Disponibilidade – Desenvolvidos para serem aparelhos de uso pessoal, smartphones são mais frágeis do que aplicações voltadas diretamente para empresas. Além de sofrerem avarias com maior facilidade, o tempo de conserto pode variar de alguns dias até meses, apresentando risco de atraso para as operações. Coletores de dados apresentam maior disponibilidade, pois são desenvolvidos para serem mais resistentes ao uso diário intensivo da operação, quedas, contato com a água e até longos períodos de exposição ao sol.

Bateria – Em uso constante durante o dia, com a aplicação de 3G ou 4G sempre em uso, um smartphone precisa ser recarregado diversas vezes durante o dia, abrindo margens para eventualidades em que o aparelho desligue durante as operações. Coletores de dados apresentam baterias de ciclos maiores e, em alguns casos, acompanham baterias extras, que podem substituir as descarregadas sem perda de tempo no processo.

Risco de Furto – Mais visados, smartphones estão entre os aparelhos mais furtados. Segundo dados da empresa de segurança Bem Mais Seguro, mais de 60 celulares foram roubados por hora no primeiro semestre de 2015 apenas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Qualquer descuido da força de vendas pode representar um risco de perder o aparelho e atrasar as operações do dia, risco consideravelmente menor para coletores de dados, que são muito menos visados.

Fábio Lopez, diretor de vendas da Datalogic ADC para Brasil e Sul da América Latina

Tags, , ,