Page

Author admin

Vivo abre 100 vagas para mulheres em áreas técnicas em 30 cidades

A Vivo está com 100 vagas abertas para seu Programa Mulheres em Áreas Técnicas, que tem o objetivo de inserir mulheres em atividades que eram majoritariamente ocupadas pelo gênero masculino, reforçando o compromisso de diversidade e inclusão da companhia. As oportunidades são distribuídas em 30 cidades de 15 estados: São Paulo, Alagoas, Piauí, Paraíba, Sergipe, Ceará, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiânia, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A empresa promoverá uma feira virtual para as interessadas, no dia 30 de junho, com a participação de profissionais da área falando de suas experiências e esclarecendo dúvidas sobre a função. Para participar, basta se inscrever através do link, no período de 15 a 25 de junho.

Na última edição da feira, realizada em março deste ano, a Vivo contou com a participação de mais de 400 candidatas para disputar as vagas oferecidas. Para concorrer às novas oportunidades, é preciso ter ensino médio completo. Para o cargo de instaladora, também é necessária CNH categoria B. A empresa busca por candidatas que tenham em seu perfil a curiosidade para explorar, aprender e crescer, que façam acontecer com responsabilidade e que sejam abertas ao novo, sejam empáticas e colaborativas.

“Nosso programa hoje já conta com 185 mulheres nessas frentes de áreas técnicas e já conseguimos, também, sensibilizar os aliados que trabalham com a Vivo a iniciarem projetos para a contratação de mulheres em seus quadros. É muito importante mobilizar toda a sociedade para que esse movimento aconteça de forma sólida e acelerada”, afirma Niva Ribeiro, VP de Pessoas da Vivo.

As etapas do processo seletivo serão 100% digitais e a Vivo oferecerá um programa de treinamento que contempla toda a capacitação técnica e comportamental para as profissionais contratadas. O salário é compatível com o que é oferecido no mercado. Entre os benefícios, as selecionadas terão vale refeição e transporte; plano de saúde e odontológico; smartphone com plano de dados; seguro de vida; day off de aniversário; desconto especial em linha fixa, banda larga, TV por assinatura e apps.

Destaque em processos seletivos


Uma pesquisa divulgada hoje pela consultoria Beeable, para avaliar a jornada do candidato, traz a Vivo como uma das empresas que mais se destacou em processos seletivos. Entre os diferenciais da Vivo está a página de carreira, onde é possível encontrar detalhes sobre a cultura da empresa; as descrições das vagas são claras e de fácil entendimento e a inscrição para concorrer a uma das oportunidades oferecidas ocorreu de forma simples e rápida.

O estudo avaliou a experiência dos candidatos durante a fase de inscrição no processo seletivo em 120 companhias de diversos setores, que constam na lista das mil maiores empresas para se trabalhar, durante o mês de abril de 2021.

EBANX anuncia mega rodada de investimento de US$ 430 milhões da Advent International

O EBANX, uma das maiores empresas de pagamento do mundo para clientes globais, anuncia hoje uma mega rodada de investimento de US$ 430 milhões pela Advent International.  Com o acordo, a Advent investe agora US$ 400 milhões e compromete outros US$ 30 milhões para apoiar o futuro IPO da companhia brasileira, a ser realizado nos Estados Unidos. Após o aporte, a Advent entra como sócio minoritário e os fundadores do EBANX permanecem como majoritários. A FTV Capital, que investiu no EBANX em outras rodadas, continua entre os sócios.

O EBANX utilizará a maior parte do investimento em sua expansão pela América Latina, atração de novos talentos e para a aquisição de empresas na região. “Investir no desenvolvimento de produtos de ponta e expansão de mercado para atender empresas globais interessadas na América Latina sempre foi nosso objetivo. A chegada da Advent acelera esse processo e traz a experiência necessária para continuarmos a entregar a melhor experiência em pagamentos digitais na região”, diz João Del Valle, CEO e cofundador do EBANX.

Expansão na América Latina, talentos e tecnologia de ponta

Por meio das soluções financeiras da fintech, mais de 70 milhões de consumidores latino-americanos já pagaram pelos produtos e serviços de empresas como Spotify, Uber, Shopee, Alibaba e Amazon. A empresa cresceu em um ritmo exponencial nos últimos anos e processou mais de 145 milhões de transações só em 2020.

“O EBANX é uma das empresas mais impressionantes que conheci nos últimos 20 anos”, diz Mario Malta, sócio da Advent responsável pelos investimentos do fundo na área de serviços financeiros na América Latina. “É o líder em um mercado em altíssimo crescimento, servindo clientes que estão entre as marcas que mais crescem no mundo, e os ajudando a vender com simplicidade, confiança e alto nível de aprovação de transações”.

Atração de talentos também ganhará força com o aporte, dando sequência aos movimentos que recentemente trouxeram Alexandre Dinkelmann (ex-TOTVS) para o cargo de Chief Financial Officer do EBANX e levaram Ariel Patschiki, sócio e até então Diretor de Produto B2C da fintech, à posição de Chief Product Officer. “Contar com os melhores profissionais do mercado é essencial para evoluirmos nosso serviço e a experiência do nosso cliente. Este novo momento reforçará ainda mais isso”, diz Wagner Ruiz, Chief Risk Officer e cofundador do EBANX.

Um sócio com expertise em pagamentos globais

Os recursos para o investimento da Advent em um dos principais unicórnios da América Latina vêm de seus quatro programas de investimento: Latin American Private Equity Fund (LAPEF), Global Private Equity (GPE), Advent Tech (AGT) e Sunley House Capital (SH). Esta é a primeira vez na história que os quatro programas de investimento geridos pela Advent investem num mesmo negócio. A nova rodada é também o maior investimento da Advent em uma empresa latino-americana de tecnologia. “Os três fundadores, João, Wagner e Alphonse, são apaixonados por seu negócio e obstinados em servir os clientes com perfeição. Eles estão criando uma história marcante como empreendedores brasileiros e estamos muito honrados em fazer parte dessa trajetória”, diz Brenno Raiko, sócio responsável pelos investimentos da Advent no setor de tecnologia na América Latina.

Desde 2008, a Advent já investiu mais de US$ 5 bilhões em onze empresas de pagamentos e apoiou essas companhias em mais de 40 aquisições. “Estamos muito felizes em concluir a operação com a Advent, um parceiro com profundo conhecimento e expertise no setor de pagamentos. É um sócio com uma bagagem impressionante que vai nos ajudar a escrever os próximos capítulos da história do EBANX”, conclui Del Valle.

O que a pandemia nos ensinou sobre estoques?

Por Victor Tubino


As empresas tiveram sua resiliência operacional testada durante a pandemia da Covid-19, tendo que se adaptar internamente e reavaliar suas relações com fornecedores e parceiros. Devido à redução e à interrupção temporária do fluxo de transportes, seja por via aérea ou marítima no âmbito internacional ou nacional, muitas organizações sofreram impactos de disponibilidade de insumos. Apesar das empresas se preparem e gerenciarem seus estoques para variações de demanda, a pandemia trouxe este tema para uma discussão mais ampla.

Um dos modelos mais difundidos de gestão de estoque é o Just In Time, no qual a empresa deve manter o estoque mínimo. Essa estratégia é muito utilizada para reduzir os custos de armazenagem e de gerenciamento de estocagem, permitindo que, em casos de variações negativas na demanda, os desperdícios sejam reduzidos. Neste modelo é necessário que, em casos de variações positivas na demanda, haja parceiros e fornecedores ágeis para não perder oportunidades. As organizações que adotaram este modelo e possuíam estoques para apenas um dia ou horas ou com cadeias de suprimentos internacionais foram as primeiras a sentirem rupturas.

De acordo com a pesquisa The Supply Chain Resilience Report 2021 do Business Continuity Institute (BCI), que foi realizada com 173 respondentes de 62 países, 72% das organizações sofreram algum tipo de ruptura. Dessas, 84% foram motivadas por problemas alfandegários rodoviários internacionais, 65% por atrasos em rotas marítimas e 63% no modal aéreo. Os fluxos internacionais foram os que mais tiveram impacto devido às diferenças entre as políticas sanitárias, as medidas restritivas e o cenário da pandemia em cada país. Nessa mesma pesquisa, cerca de 25% das organizações relataram que a adoção do modelo Just in Time (JIT) foi responsável pela ruptura.

Nesse contexto, conforme o relatório BCI’s Future of Supply Chain Post-COVID-19 Report, cerca de 20% das empresas estão reavaliando aumentar seus estoques com o objetivo de estarem mais preparadas para possíveis rupturas, apesar de aumentarem seus custos de armazenagem. Essa lógica é conhecida pelo modelo Just in Case, caracterizado por manter um estoque de segurança maior do que o necessário para poder suprir rapidamente as consequências das rupturas. Importante ressaltar que dentro de um modelo de gestão de estoques é necessário considerar o viés de riscos computando insumos, matérias-primas e peças de reposição críticas ao negócio, além das dependências diretas e indiretas de parceiros e fornecedores.

No recorte específico das estratégias de manutenção, muitas vezes não sendo alvo das análises de riscos, é fundamental que sejam avaliadas: máquinas de produção, armazenagem, equipamentos refrigerados, bem como ativos de TI e Data Center, entre outros que afetam direta ou indiretamente o negócio. Vale ressaltar que as restrições ou dificuldades regulatórias e disponibilidades com fornecedores também são objetos de análise.

Victor Tubino, gerente sênior da prática de riscos e performance na ICTS Protiviti

Abstartups anuncia vencedores do Batch #2 Impact

Foi anunciado pela Associação Brasileira de Startups , (Abstartups), os novos associados Impact que terão benefícios exclusivos ao longo de um ano.

Os participantes passaram por uma criteriosa seleção que levou em consideração o faturamento, equipe, investimentos, impacto no ecossistema e o produto para garantir que as startups mais promissoras fossem escolhidas para este seleto grupo que terá como objetivo fomentar o empreendedorismo no Brasil.

A vantagens de se tornar um Associado Impact é a possibilidade de participar de programas de mentoria, treinamentos de pitch, conversas com investidores, colaborar para o blog da Abstartups e realizar networking em diversas oportunidades exclusivas, como o Jantar Impact.

Entre os vencedores, destaca-se startups das mais diversas categorias, representando a pluralidade do setor. Abaixo, a lista completa dos escolhidos:

• Urbis (Retailtech)

• Linker (Fintech)

• MobiAuto (Retailtech)

• NeuralMind (Regtech)

• Sami (Medtech)

• Napp (Retailtech)

• Coodesh (HRtech)

Mercado de TI no Brasil poderá crescer 20% em 2021 aponta pesquisa

 A Softex foi uma das entidades mais citadas – ao lado da Assespro e da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) – na pesquisa iMonitor IT, levantamento trimestral realizado pela Advance Consulting para analisar a percepção dos empresários sobre o momento do mercado.

A consultoria ouviu 4.500 empresas, sendo que 55% delas possuem um quadro de até 50 colaboradores, com 63% registrando um faturamento anual de até R$ 9 milhões. Quanto ao perfil dos entrevistados, 88% são C-Level (sócio, proprietário, CEO, presidente, diretor) e em relação à atividade principal 43% atuam no segmento de serviços e 29% no de software, formando um universo extremamente qualificado.

De acordo com a pesquisa, o primeiro trimestre de 2021 foi excepcional para o setor brasileiro de TI, que registrou 15,7% de crescimento em comparação ao mesmo período do ano passado.

“Em mais de dez anos deste levantamento, foi a primeira vez que se registrou um  crescimento de 2 dígitos em um primeiro trimestre. E há uma indicação de que podemos chegar a 20% de crescimento em 2021. Daí a importância do direcionamento e do estímulo ao desenvolvimento de políticas públicas alinhadas ao ecossistema e que impulsionem a indústria brasileira de software e de serviços tanto no âmbito interno como na busca por espaços no exterior”, analisa Delgado, presidente da Softex, acrescentando que representa um atestado de qualidade estar ao lado da Assespro e da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) neste levantamento.

A Softex, que este ano completa 25 anos de atividades, atua para impulsionar o desenvolvimento do Brasil por meio da inovação e da Transformação Digital, criando, promovendo e executando diversos programas de apoio e fomento ao setor de TICs em âmbito nacional e internacional. Em seu portfólio de execução estão, entre outros, os programas StartUp Brasil, Inova Maranhão, TechD, Brasil Mais TI, Escola do Trabalhador 4.0, Conexão Startup Brasil, Brasil IT+, Distrito Digital e MPS.BR.

Pesquisa aponta muitas oportunidades, mas também desafios – De acordo com a pesquisa iMonitor IT, 2021 será um ano de muitos projetos pequenos, mas requerendo alta velocidade para vender e implementar. Projeta-se um aumento de vendas de TI nos segmentos de educação, saúde e varejo – muito defasados tecnologicamente, bem como de soluções de nuvem, segurança, ferramentas de análise e produtos satélites ao sistema de gestão empresarial (ERP).

Em 2020, houve um recorde de ataques de hackers, assustando fortemente os empresários e promovendo uma busca acelerada por soluções de segurança e nuvem. Aliás, o ano passado agilizou como nunca o desenvolvimento de IaaS (Infraestrutura como serviço), que cresceu 41,5%.

O mercado também percebeu que a tecnologia é peça fundamental para sobrevivência e crescimento. Em especial o mercado de empresas de menor porte (SMB – small and midsize business), que está buscando ferramentas tecnológicas para aumentar sua produtividade e competitividade. Em 2021, os empresários esperam grande parte do crescimento de adoção de nuvem vindo do consumo das SMBs.

Para Dagoberto Hajjar, da Advance Consulting, apesar do cenário positivo, os empresários do setor enfrentarão alguns desafios. “Déficit de profissionais de TI, aumentar as vendas através de expansão, aumentar a geração de leads qualificados e dar conta de atender uma possível demanda maior do que a nossa capacidade, especialmente na área de serviços, são alguns deles”, destaca.

Para acessar a pesquisa na íntegra, acesse https://www.advanceconsulting.com.br/pesquisa

inovabra habitat e inovabra lab estão entre os melhores laboratórios de inovação financeira do mundo

Iniciativas do Bradesco são selecionadas pelo ranking World’s Best Financial Innovation Labs, da revista Global Finance

O inovabra habitat, ambiente de coinovação do Bradesco, e o inovabra lab, laboratório colaborativo cujo objetivo é acelerar o desenvolvimento de inovações do banco juntamente com parceiros de tecnologia, estão entre os Melhores Laboratórios de Inovação Financeira do Mundo, segundo a 4ª edição do relatório anual World’s Best Financial Innovation Labs, da revista Global Finance. É o segundo ano consecutivo que o inovabra habitat faz parte do ranking, que já se tornou conhecido ao redor do mundo por apontar tendências e destacar as iniciativas de bancos, governos, fundos de investimento, universidades e ONGs em prol da inovação no segmento financeiro.

“O reconhecimento da Global Finance reforça o valor e impacto do trabalho que vem sendo desenvolvido pelo inovabra ao longo dos anos, promovendo novos negócios por meio da inovação colaborativa, ao unir diversos players do ecossistema – startups, grandes corporações, investidores, mentores, parceiros tecnológicos e o próprio Bradesco”, afirma a diretora executiva do banco, Walkiria Marchetti.

Desde que foi criado, há três anos, o inovabra habitat tem como premissa apoiar as estratégias de inovação aberta e acelerar as jornadas de transformação digital e cultural das empresas habitantes e do próprio Bradesco. Desde então tem estimulado o seu ecossistema com novas tecnologias, inovações e capital, contabilizando cerca de 200 startups e 75 grandes empresas residentes, e mais de 2.000 startups junto à sua plataforma digital. Ao longo destes anos, realizou mais de 1.200 atividades de coinovação, cerca de 2.500 eventos presenciais e online – com mais de 163 mil participantes – e contribuiu para a geração de cerca de 500 contratos entre seus habitantes.

O inovabra lab, também lançado em 2018, foi criado para acelerar o processo de inovação a partir de um modelo colaborativo, ao reunir em um mesmo espaço diversas áreas de tecnologia do Bradesco e parceiros como AWS, Cisco, Dell EMC, Google, IBM, Intel, Microsoft e Oracle, entre outros. Com isso, o cliente tem a seu serviço um banco muito mais inovador, que consegue dar velocidade no lançamento de novos produtos e serviços para melhor atendê-lo. De janeiro de 2020 a março de 2021, foram concluídas quase 700 certificações de hardwares e softwares e cerca de 155 provas de conceito. Além disso, houve redução de 60% nos prazos de certificação de novas tecnologias, prototipação, experimentação, provas de conceito, lançamentos e soluções de novos desafios.

Além do habitat e do lab, que são parte do ecossistema de inovação do Bradesco, o inovabra conta ainda com os programas polos, ventures e pesquisa.

O ranking completo será publicado nas edições impressa e digital de junho da Global Finance e online em GFMag.com. Todo o processo de seleção é conduzido pelo conselho editorial da Global Finance, com a colaboração de repórteres especialistas nos temas avaliados.

ZAP+ tem 65 oportunidades de emprego, sendo 41 delas para trabalho 100% remoto após a pandemia

O O ZAP+, unidade de negócios da OLX Brasil dedicada ao mercado imobiliário, está com processo seletivo aberto para 65 vagas. As oportunidades vão dos níveis de assistente a gerente, em diferentes áreas da empresa, incluindo operações, marketing, relacionamento e experiência, planejamento comercial, desenvolvimento de novos produtos e inteligência de dados.

Desde janeiro, 49 profissionais já foram contratados. Agora, são 24 oportunidades para atuar na área corporativa, e 41 para posições em Tecnologia –essas serão mantidas em trabalho 100% em home office após a pandemia, possibilitando a candidatura mesmo de profissionais que não residam no Rio de Janeiro e São Paulo, cidades onde ficam os escritórios da empresa. As inscrições podem ser feitas por meio do link careers.smartrecruiters.com/OLXBrasil.

Dentro de ZAP+, colaboradores da área de tecnologia atuam em grupos, os squads, com diferentes focos. Cada time tem autonomia e liberdade para escolher a melhor forma e tecnologias necessárias para solucionar as demandas apresentadas.

Com a pandemia, todo o processo de seleção, admissão e integração são feitos por reuniões virtuais. Os profissionais admitidos começam seu trabalho em formato 100% remoto e recebem todos os equipamentos necessários para a função em casa, além de suporte técnico online.

Para fortalecer o convívio entre as equipes durante o trabalho remoto, a OLX Brasil tem desenvolvido atividades por videoconferência, como workshops diversos para capacitação profissional e inteligência emocional, além de gamificação para aproximar as equipes e proporcionar momentos de diversão coletiva. Há também atividades de bem-estar virtuais como meditação, yoga e atendimento psicológico.

Presidentes de seis dos maiores bancos do país debaterão retomada da economia no CIAB FEBRABAN 2021

CEOs do Itaú, Bradesco, Santander, Banco do Brasil, Caixa e BTG Pactual participamda 31ª edição do maior congresso de tecnologia do setor financeiro da América Latina;evento acontece de 22 a 25 de junho de maneira virtual e gratuita


Presidentes de seis das maiores instituições financeiras do país vão debater no dia 22 de junho, durante o primeiro painel do CIAB FEBRABAN 2021, o impacto das ações já adotadas pelos bancos e o que esperar para uma retomada conectada, sustentável e resiliente.

O painel com os executivos acontece de forma online, a partir das 10h, logo após a abertura do evento que será feita pelo presidente da FEBRABAN, Isaac Sidney. O congresso é gratuito e vai ocorrer até o dia 25 de junho.

Milton Maluhy Filho, CEO do Itaú Unibanco; Octavio de Lazari Junior, diretor-presidente do Bradesco; Sergio Rial, presidente-executivo do Santander Brasil; Fausto de Andrade Ribeiro, presidente do Banco do Brasil; Pedro Duarte Guimarães, presidente da Caixa; e Roberto Sallouti, CEO do BTG Pactual, já confirmaram a participação.

A moderação será feita por João Borges, diretor de Comunicação, Marketing e Eventos da FEBRABAN.

Os presidentes dos seis bancos vão discutir iniciativas sustentáveis, concessões recordes de crédito e como os canais digitais se fortaleceram no processo de enfrentamento da crise da Covid-19.

“As instituições financeiras foram, desde o primeiro momento da pandemia e continuam sendo, parte essencial da solução das demandas dos brasileiros, assumindo protagonismo para a retomada da economia, provendo crédito para as empresas e as famílias”, afirma Isaac Sidney.

Durante o CIAB Live 2020, os presidentes dos bancos apresentaram iniciativas que envolveram desde doações e importação de equipamentos até a criação de novas linhas de crédito para fomentar a economia.

Além dessas ações, os CEOS também mostraram como o setor se uniu para fazer o pagamento do auxílio-emergencial a 64 milhões de beneficiários todos os meses e ajudar empresas a atravessar a crise.

Os executivos das instituições financeiras alertaram ainda, na ocasião, para a importância de o país olhar para questões ambientais. Três dos maiores bancos privados do país – Itaú, Bradesco e Santander – anunciaram em julho, logo após o CIAB 2020, um plano em conjunto para evitar que atividades econômicas agrícolas contribuam para o desmatamento da Amazônia.

O plano inclui medidas como estímulo às cadeias sustentáveis na região, por meio de linhas de financiamento; investimentos em infraestrutura básica para o desenvolvimento social (energia, internet, moradia e saneamento) e ambiental (transporte hidroviário) e apoio para lideranças locais que trabalhem em projetos de desenvolvimento socioeconômico na região.

Outros temas

O CIAB FEBRABAN 2021 vai reunir mais de 100 especialistas renomados, em cerca de 30 painéis, para debater temas ligados à inovação, o futuro das instituições financeiras e o uso de novas tecnologias no dia a dia dos clientes bancários.

A programação está dividida em oito trilhas temáticas e aborda assuntos como experiência do cliente; inteligência artificial; ASG e finanças sustentáveis; open banking; Pix e o futuro dos meio de pagamento; blockchain; inovação aberta; internet das coisas, negócios inteligentes e a chegada do 5G; LGPD, cibersegurança e privacidade dos dados; e as projeções de retomada pós-crise.

O evento terá ainda a participação de keynote speakers internacionais, além de especialistas do setor financeiro e de tecnologia de todo o país.

Será apresentada, no dia 24, a Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2021, realizada em parceria com a Deloitte, com informações sobre o avanço dos canais digitais e o volume de investimentos dos bancos no último ano.

O encerramento do evento acontecerá no dia 25 com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que vai falar sobre o sistema financeiro do futuro nacional e inovações como o Pix, sistema de pagamento instantâneo, e a implementação do open banking.

A plataforma digital do CIAB FEBRABAN 2021 também terá estandes virtuais com as principais novidades de grandes empresas e marcas parceiras.

Para participar do CIAB FEBRABAN 2021, basta preencher um cadastro simples com informações como nome, e-mail, CPF e empresa, além de criar uma senha para acesso.

CIAB FEBRABAN 2021

De 22 a 25 de junho, das 9h às 18h

Inscrições: gratuitas, clique aqui

Microsoft apresenta o Microsoft Security Summit,um evento sobre cibersegurança criado e apresentado inteiramente por mulheres

No dia 16 de junho, com o tema “Segurança para inovar e transformar”, a Microsoft apresenta o seu Security Summit, evento apresentado inteiramente por mulheres especialistas em segurança, com o objetivo de rever diferentes tópicos que podem ajudar os empreendedores a melhorar sua estratégia de segurança, como: 

  • Principais tendências de cibersegurança em 2021 
  • Modelo de confiança zero: Pilar fundamental para o trabalho remoto 
  • Abordagem moderna para enfrentar o complexo ambiente de ameaças 
  • Melhores práticas para proteger dados dos riscos atuais 
  • Capacitando as mulheres para a criação de um ambiente de cibersegurança mais diversificado  

Durante o evento, a Microsoft disponibilizará uma página com todos os diferentes recursos e atividades para todos que quiserem consultar, compartilhar e se capacitar em segurança.  

A segurança se encontra em um ponto de inflexão: ataques cada vez mais sofisticados, riscos crescentes, uma forte pressão para acelerar o ambiente de trabalho híbrido – em muitos casos, enfrentando a escassez de talentos e a necessidade de otimizar custos. Sem dúvida, a segurança é uma prioridade estratégica para todas as empresas, e os profissionais de segurança precisam ser informados e capacitados sobre as últimas tendências tecnológicas para que possam enfrentar os novos desafios impostos pelo contexto atual.  

“Na Microsoft, estamos comprometidos não apenas em criar um mundo mais seguro, mas também um mundo mais diverso e inclusivo, apoiando o desenvolvimento das mulheres de nossa região na área de cibersegurança. Ao reduzir a lacuna de gênero na tecnologia, estamos apoiando o surgimento de novos talentos e garantindo a proteção do ambiente de nossos clientes, bem como garantindo a continuidade de seus negócios em condições ideais, o que permite a geração de novos empregos em um ambiente seguro para o enfrentamento dos desafios da nova economia e dos esquemas híbridos do contexto atual”, comenta Ximena Tapia, Gerente de Soluções de Segurança da Microsoft Latam. “É uma grande honra e uma experiência muito enriquecedora compartilhar essa oportunidade com grandes profissionais especialistas em segurança e ver como a relevância das mulheres no setor de tecnologia está aumentando”, conclui.  

Por meio de duas sessões simultâneas de 3 horas, tanto em espanhol quanto em português, o Microsoft Security Summit contará com a participação de: 

  • Vasu Jakkal, Vice-Presidente de Segurança, Compliance e Identidade da Microsoft Corporation 
  • Vanessa Padua, Executiva de Segurança da Microsoft Latam 
  • Ingrid Rodríguez, Especialista Global em Compliance na Microsoft EUA e Latam 
  • Ximena Tapia, Gerente de Soluções de Segurança da Microsoft Latam 
  • Lina Molano, Arquiteta de Soluções de Nuvem da Microsoft Latam 
  • Dulce Olivarez, Especialista Técnica em Segurança e Compliance da Microsoft México  
  • Priscila Viana, Líder Global de Projetos da Microsoft 
  • Paula Rodrigues, Chefe de Operações de Cibersegurança do Banco Safra e líder do capítulo Brasil da WOMCY (Women in Cybersecurity) 
  • Camilla Rocha, Especialista em Soluções para Colaboração e Segurança no Local de Trabalho Moderno da Microsoft 
  • Jessica Sapucaia, Engenheira de Clientes da Microsoft 

As palestras em português acontecerão no dia 16 a partir das 14h.  

Caso você não possa assistir as sessões ao vivo, em breve compartilharemos o link para as sessões on demand.  

Agenda 
Microsoft Security Summit 
16 de junho, a partir das 14h 
Inscrição pelo site oficial do evento 
 
Conteúdo em português 

  • Boas vindas de Vasu Jakkal, VP de Microsoft Security Corporation 
    Vasu Jakkal, VP Microsoft Security Corporation 
    Duração: 21 minutos 
     
  • Principais Tendências de Cibersegurança 
    Vanessa Pádua, Executiva de Segurança para América Latina na Microsoft e Líder de talentos para América Latina na WOMCY 
    Duração: 30 minutos 
     
  • Zero Trust: Pilar fundamental para o trabalho remoto 
    Jessica Sapucaia Silva, Customer Engineer na Microsoft 
    Duração: 30 minutos 
     
  • Fireside Chat com WOMCY, Latam Women in Cybersecurity 
    Moderadora: Vanessa Pádua, Executiva de Segurança para América Latina na Microsoft e Líder de talentos para América Latina na WOMCY; 
    Duração: 25 minutos 
     
  • Uma abordagem moderna para enfrentar o complexo panorama de ameaças 
    Priscila Viana, Global Blackbelt na Microsoft; 
    Duração: 30 minutos 
     
  • Melhores práticas para a proteção dos dados dos riscos modernos 
    Camilla Rocha, Especialista de Soluções para Colaboração e Segurança – Modern Work 
    Duração: 30 minutos 
     
  • Empoderando as mulheres para criar um cenário de cibersegurança mais diverso 
    Vanessa Pádua, Executiva de Segurança para América Latina na Microsoft e Líder de talentos para América Latina na WOMCY 
    Duração: 5 minutos 

Infobip compra Anam, o maior provedor independente de firewall para SMS e monetização de A2P do mundo

 A Infobip Group, empresa global de comunicações em nuvem, acaba de adquirir a Anam, maior provedora de serviços de firewall para SMS e monetização de A2P – mensagens enviadas de aplicações a pessoas – do mundo. A Anam atua com 606 milhões de usuários finais por meio de 80 operadoras de telefonia móvel. Com a compra, a Infobip passará a fornecer soluções ainda mais seguras para 700 operadoras, e totalizará um alcance de 64% dos celulares globais. 

Com a entrada da Anam na divisão de parcerias estratégicas da Infobip, a oferta para clientes passará a incluir um centro de operações de redes contínuo, suporte em solo, análises aprimoradas e geração de relatórios. A aquisição também beneficiará amplamente os usuários finais, que terão acesso ao melhor firewall para SMS, Hubs de SMS, Central de SMS, CPaaS, RCS e autenticação e verificação do mercado.

As duas empresas são membros associados da Associação Global de Operadoras Móveis (GSMA) e têm consistentemente se classificado como Nível 1 nos relatórios de benchmarking de fornecedores de Firewall para SMS A2P da ROCCO. Além disso, a Anam é uma das poucas empresas com certificação ISO 27001 e ISO 20000 – padrões de melhores práticas para segurança da informação e gestão de serviços de TI que garantem níveis premium de qualidade de serviço às operadoras.

“Parte importante do ecossistema de mensagens é a segurança e integridade das redes móveis. Para que a indústria continue crescendo, os canais de mensagens precisam estar livres de spam e fraudes, e as operadoras móveis, empresas e usuários protegidos. Agora, duas das melhores empresas de mensagerias do mundo se unem para oferecer essa segurança”, comenta Darragh Kelly, CEO da Anam.

“Estamos muito satisfeitos que a Anam tenha decidido se juntar à Infobip nesse momento tão importante para as mensagens A2P. No ano passado, vimos os efeitos da pandemia impactarem muitas operadoras em todo o mundo, que relataram a intensificação repentina do tráfego de mensagens. Com essa aquisição, poderemos fortalecer ainda mais nosso portfólio com soluções conjuntas”, acrescenta Silvio Kutić, fundador e CEO do Grupo Infobip.

A transação foi assessorada por Morrison & Foerster, Ernst & Young, a área de fusões e aquisições e impostos da Deloitte na Irlanda e Eversheds na Irlanda.

Amazon.com.br apoia pequenos e médios negócios no Prime Day e promove série de treinamentos gratuitos para vendas online

Para ampliar a visibilidade de pequenos e médios negócios no Brasil, a Amazon.com.br convida os consumidores a conhecerem a seleção especial de produtos na loja “Apoie Pequenos Negócios” (amazon.com.br/ apoiepequenosnegocios . Além disso, durante o Prime Day, evento que será realizado em 19 países nos dias 21 e 22 de junho, a loja terá ofertas exclusivas para membros Prime.

“Na loja Apoie Pequenos Negócios, é possível encontrar uma seleção especial de livros de autores independentes e pequenas editoras. São mais de US﹩ 100 milhões investidos globalmente para dar ainda mais visibilidade e impulsionar pequenos e médios negócios a terem sucesso no Prime Day”, afirma Ricardo Garrido, Diretor da Loja de Vendedores Parceiros. A iniciativa terá grande visibilidade durante o período de descontos do Prime Day e ao longo do ano, incluindo ações em mídias sociais e influenciadores digitais.

Para apoiar quem está digitalizando seu negócio a dar os primeiros passos em vendas online e aproveitar a força de grandes eventos como o Prime Day, a Amazon.com.br está promovendo uma série especial de treinamentos gratuitos. “Eventos como o Prime Day são uma grande oportunidade para impulsionarem a vendas, alcançarem novos clientes e aumentarem a relevância de seus produtos. Promovemos continuamente diversos treinamentos e, só no último ano, treinamos mais de 30 mil pequenos e médios negócios brasileiros através de webinars”, completa Garrido.

Todos treinamentos estão sendo disponibilizados em venda.amazon.com.br/prime-day . Confira os temas:

– Treinamento aberto : Prime Day: Dicas de como se preparar e aproveitar ao máximo o evento.
– Treinamento aberto : A importância de um bom atendimento ao cliente
– 14/ junho , às 16h : Aumente a visibilidade de sua loja durante e após o Prime Day
– 15/ junho , às 15h : Principais estratégias de produtos patrocinados – aprenda a criar e otimizar campanhas
– 16/ junho , às 16h : Os segredos da Oferta em Destaque, precificação e frete gratuito

E, para inspirar e impulsionar quem está começando, além de reunir uma curadoria de produtos, a loja “Apoie Pequenos Negócios” também vai contar histórias de empreendedores. “Realizei o sonho de empreender criando a Hype Kids, uma marca de moda para bebês e crianças. Participar de eventos como o Prime Day é muito importante para impulsionar ainda mais o meu negócio e seguir oferecendo para os clientes produtos de qualidade e produzidos com muito carinho”, afirma Thais Lacerda Franco, fundadora da Hype Kids. “Na Amazon, encontrei programas como o FBA – Logística da Amazon, voltada para o empreendedor e que ajuda a levar a marca para milhares de clientes, entregando nossos produtos de forma rápida e confiável”, completa a empreendedora.

Anúncios de vagas de emprego na OLX crescem 158%

Após alta do desemprego, reflexo da pandemia, em abril deste ano o número de vagas anunciadas na OLX, uma das maiores plataformas de compra e venda online, cresceu 158% em relação a abril do ano passado, as buscas por vagas online também cresceram, com alta de 54%.

O aumento da digitalização, observada em outros setores durante o período de isolamento, também é observada no anúncio e busca de vagas. Nos primeiros quatro meses do ano, a procura por vagas de emprego teve aumento de 20%, já os anúncios inseridos cresceram 47%, em relação ao período de janeiro a abril de 2020. 1

“Com a população cada vez mais conectada, os anúncios de emprego online conseguem chegar a um maior número de pessoas, aumentando a chance de encontrar o candidato ideal para a vaga. Os que estão buscando uma colocação também conseguem localizar todos os anúncios em um só lugar, identificando aqueles que se enquadram melhor no seu perfil profissional”, destaca Andries Oudshoorn, CEO da OLX Brasil.

Programa de potencialização de startups do BTG em parceria com a ACE está com inscrições abertas

Iniciativa conta com mentoria da ACE e tem foco em soluções de fintechs, machine learning, real estate, big data, agrotechs, insurtechs, blockchain, entre outras; inscrições vão até dia 25 de junho

O BoostLAB, programa do Banco BTG Pactual para conexão e potencialização de startups em parceria com a empresa de inovação ACE, está com inscrições abertas para a sua oitava edição. A iniciativa, que tem como foco as scale-ups, empresas em nível avançado, com grande possibilidade de crescimento e de criação de projetos, conta com a mentoria da rede global da ACE. 

O programa, eleito pelo segundo ano consecutivo como um dos 25 melhores centros de inovação financeira do mundo na categoria “The Innovators”, da revista Global Finance, procura soluções de fintechs, machine learning, real estate, big data, agrotechs, insurtechs, blockchain, edtechs, entre outras. 

Em sete edições, o BoostLAB já reuniu mais de 2 mil inscritos, mais de 50 startups potencializadas – sendo que 70% delas fizeram negócio com as empresas do Grupo BTG e seis startups receberam investimento do banco.Além da mentoria dos próprios sócios do banco e parceiros do mercado, o programa conta com a metodologia da ACE, que investe e acelera startups em Early Stage, além de atuar com consultoria de inovação corporativa. 

“Além de oferecer uma oportunidade única de negócios com o BTG Pactual e seus parceiros, o programa possibilita essa conexão com uma rede global de especialistas que focam no item mais importante para uma startup além de resolver a dor do seu cliente: o seu crescimento. Com isso, conseguimos estimular ainda mais o ecossistema de empreendedorismo e inovação no país”,  acrescenta Pedro Waengertner, CEO da ACE Startups e um dos mentores. 

As inscrições podem ser feitas até o dia 25 de junho no site e serão selecionadas de cinco a dez startups nesta edição, que dura aproximadamente cinco meses. Para participar, é importante que as startups tenham pelo menos dois sócios com dedicação exclusiva ao negócio, produto pronto, além de tração e vendas recorrentes para a resolução de problemas de forma escalável. As empresas podem ter recebido aportes em nível Seed, Séries A ou posteriores.

Accenture confirma aquisição da umlaut

A Accenture (NYSE: ACN) confirma a intenção de adquirir a umlaut , consultoria em engenharia e serviços sediada em Aachen, na Alemanha. Esse movimento trará escala significativa à capacidade da Accenture de ajudar seus clientes a usar tecnologias digitais como nuvem, inteligência artificial e 5G para transformar a maneira como fazem design, engenharia e a produção de seus produtos, bem como incorporam valores de sustentabilidade aos negócios.

A aquisição da umlaut trará 4.200 engenheiros e consultores líderes no setor industrial em mais de 17 países em que a Accenture Industry X opera, e expande as aptidões e expertise da Accenture em segmentos como indústria automobilística, aeroespacial e defesa, telecomunicações, energia e serviços públicos. A área de Industry X oferecerá aos clientes uma amplitude de serviços de digitalização em engenharia, linhas de produção e operações fabris para acelerar a transformação de hardwares em produtos habilitados com software que dão agilidade e flexibilidade no desenvolvimento de produtos.

“Previmos que o digital seria, em última análise, aplicado em escala na atividade primária dos negócios de uma empresa ꟷ o design, a engenharia e a fabricação de seus produtos. E, há quase uma década que a Accenture reúne recursos exclusivos e parcerias de ecossistema para combinar o poder do digital com os serviços de engenharia tradicionais”, disse Julie Sweet, CEO global da Accenture. “A Covid-19 acelerou a necessidade de as empresas transformarem essas operações centrais, por isso os serviços de engenharia líderes e altamente especializados da umlaut aumentarão nossa capacidade de atender à demanda cada vez maior e também continuar a inovar para nossos clientes”.

A Accenture expande sua área de Industry X no momento em que são os softwares que determinam cada vez mais o sucesso de mercado de plataformas, produtos e serviços em todas as indústrias que buscam por mais inteligência. Ainda assim, uma pesquisa da Accenture com mais de 1.500 executivos do setor industrial descobriu que apenas 38% das empresas implantaram pelo menos um projeto para digitalizar sua engenharia e manufatura.

“Trazer engenharia digital de nível internacional e experiência em manufatura para nossos clientes os ajudará a dar escala rapidamente, acelerar o crescimento, melhorar a produtividade e a segurança e incorporar a sustentabilidade em suas operações”, diz Nigel Stacey, líder global da Accenture Industry X. “As empresas que usam o poder dos dados ꟷ dos consumidores, do P&D e da cadeia de suprimentos e linha de produção ꟷ, com digitalização e inteligência, se tornarão relevantes, resilientes e responsáveis”, explica.

A pandemia de Covid-19 mostrou que as operações e as cadeias de suprimento da maioria das empresas estão longe de ser resilientes ou flexíveis o suficiente para responder a crises. As tecnologias digitais podem ajudar a mitigar interrupções, por exemplo, ao permitir mudanças rápidas para operar fábricas remotamente ou fornecer percepções quase em tempo real sobre as alterações nas demandas de mercado. Além disso, espera-se cada vez mais que as empresas operem com mais responsabilidade e contribuam para uma economia circular por meio do desenvolvimento de produtos mais sustentáveis.

A umlaut oferece serviços de engenharia tradicional e digital; teste e validação de produtos com conexão inteligente; consultoria estratégica, de processos e organizacional; e desenvolvimento de produtos de hardware, além do desenvolvimento de softwares.

“Líderes de negócios em muitos setores que enfrentam a convergência do mundo digital e da produção estão procurando um parceiro confiável que entenda sua linguagem e que possa realmente ajudar a navegar em cada etapa da jornada para trazer resultados tangíveis em engenharia e manufatura”, conta Marc Peter Althoff, diretor de tecnologia da umlaut. “Estamos entusiasmados em trazer nossa cultura de engenharia e consultoria, profundo know-how da indústria e especialização no assunto para a Accenture Industry X e, em conjunto, criar as capacidades e a escala para ajudar os clientes a se transformarem com sucesso”.

A umlaut será a mais recente de uma série de aquisições que a Accenture tem feito para fortalecer seus recursos de Industry X. As aquisições recentes incluem o provedor de tecnologia de operações Electro 80 (Austrália), o provedor de serviços de automação e robótica industrial Pollux (Brasil), a consultoria de operações Myrtle (EUA) e a consultoria de tecnologia SALT Solutions (Alemanha).

A conclusão da aquisição está sujeita às condições habituais de fechamento. Os termos financeiros da aquisição não foram divulgados.

InovAtiva promove primeiro evento InovAtiva Day

Evento online acontecerá no dia 19 de junho e contará com painéis e palestras abertas ao público

Estão abertas as inscrições para o InovAtiva Day, evento inédito realizado pelo InovAtiva, hub de inovação que promove um conjunto de iniciativas de apoio ao desenvolvimento do ecossistema de empreendedorismo inovador no Brasil. A primeira edição do encontro será realizada virtualmente no dia 19/06, das 09h às 17h30. O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas no site até 18/06.

O InovAtiva Day é uma novidade promovida pelo hub em 2021. No evento, serão realizados painéis com grandes nomes da área de empreendedorismo e inovação do país e atividades de conexão abertos ao público.

Realizado pela Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (Sepec/ME) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o evento reforça a expansão do InovAtiva que, até 2024, vai apoiar 15 mil projetos inovadores.

“O InovAtiva tem um papel estratégico no ecossistema nacional de inovação. Queremos integrar e capacitar os empreendedores, além de promover a troca de conhecimento. Com o InovAtiva Day, teremos a oportunidade e o desafio de reunir a comunidade que se interessa por empreendedorismo inovador em diversas regiões do país”, explica o Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa.

Programação

Para esta primeira edição do InovAtiva Day, está confirmada a participação de, ao menos, 25 especialistas em empreendedorismo, inovação e startups para 9 horas de evento.

O evento terá início às 09h, com a palestra “Startups que transformam a forma como nos conectamos”, ministrada pelo CEO da startup Rocket.Chat, Gabriel Engel.

Na sequência, serão realizados dois painéis sobre negócios. Às 10h, acontece o painel “Negócios de Impacto Socioambiental: por onde começar e como tornar o negócio sustentável?”, que contará com a participação da CEO do Impact Hub Florianópolis, Gabriela Werner, e da CEO da startup Neuroganho, Ana Beatriz Correa.

Às 11h, participam do painel “Inovação nos negócios: sobre empreender e se reinventar” o gerente de comunidade na AMBEV, Marcos Medeiros e o fundador da 49 Educação, Leandro Piazza.

À tarde, das 14h às 15h, acontecerão cinco painéis regionais simultâneos – um para cada região do país. Cada painel contará com uma temática diferente, com o objetivo de abordar as especificidades dos ecossistemas de empreendedorismo inovador ao redor do Brasil.

Além de poder acompanhar as palestras e painéis, os inscritos no evento terão acesso às “salas de conexão”, espaços em que os participantes podem trocar conhecimentos e fazer networking. As salas serão divididas por temas: Vendas, Marketing Digital, Visão estratégica e direcionamento da empresa, Construção da rede de relacionamento e Acesso a investidores.

Paralelamente, no período da manhã os empreendedores participantes do Ciclo 2021.1 do programa InovAtiva Brasil participarão de treinamentos de pitch – como é chamada a apresentação de negócios das startups.

“Este tipo de ação permite que o tema seja abordado de forma mais interativa e ampla com os empresários, que precisam colocar em suas rotinas a prática da inovação. Este é o grande diferencial que as instituições envolvidas oferecem. É uma integração completa do ecossistema de inovação, em que todos estão envidando esforços para fazer o ecossistema”, explica o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick.

Serviço

O quê: 1º InovAtiva Day

Data: 19 de junho

Horário: 09h – 17h30

Inscrições: www.inovativabrasil.com.br/inovativaday  

Pesquisa do DataZAP+ aponta que importância de espaço para home office varia conforme nível de isolamento social

O nível de importância atribuído à disponibilidade de espaço para home office em um imóvel é maior entre aqueles que estão cumprindo mais o isolamento social recomendado durante a pandemia, revela a 4ª rodada da “Pesquisa da Influência do Coronavírus no Mercado Imobiliário Brasileiro” realizada pela DataZAP+, área de inteligência imobiliária do ZAP+.

De acordo com o estudo, o espaço para trabalhar de casa é citado como fator muito importante na busca de um novo imóvel para 43% dos que dizem não sair de casa em hipótese alguma e para 38% das pessoas que responderam sair somente para serviços essenciais. Enquanto para os que saem somente para trabalhar e os que dizem viver sem alterações no dia a dia, o home office é muito importante para apenas 22% e 25%, respectivamente.

Os dados ainda revelam que o impacto da pandemia na renda das pessoas também afeta a importância dada a um espaço para home office: ter um local para trabalhar de casa é muito importante para 39% daqueles que tiveram um efeito positivo nos ganhos.

“Em casos em que o profissional foi demitido ou teve a carga de trabalho reduzida, é natural que o interesse por um espaço para home office seja menor. Da mesma forma, os profissionais que estão saindo de casa para trabalhar, seja por necessidade ou vontade, também priorizam menos essa característica durante a busca por um imóvel”, afirma Danilo Igliori, economista do DataZAP+.

Por outro lado, ao analisar quais itens têm mais importância no momento de escolher um imóvel, compradores e locatários colocaram a necessidade de um ambiente para escritório mais ao final do ranking.

“Com a sobreposição de espaços de trabalho e moradia, a residência desejada passou a refletir outras necessidades, como por exemplo uma cozinha melhor equipada e capaz de facilitar o preparo dos alimentos. Não à toa, os fatores que mais ganharam importância na pesquisa foram imóveis com ambientes mais bem divididos, disponibilidade de varanda, e metragem maior. Caso a tendência do trabalho remoto seja mantida após o fim da pandemia, é possível imaginar que a planta dos imóveis sofrerá mudanças para atender esses desejos”, completa Igliori.

HR ONE: Evento da Catho debateu o futuro do RH e o papel desses profissionais como gestores da mudança no mundo corporativo pós-pandemia

Iniciativa celebrou o mês do profissional de RH e contou com a presença de Marcos Piangers, Juliana Bley, Gustavo Vitti e Érika Hamada, além de trazer uma palestra motivacional com a atriz Denise Fraga

Cada vez mais, as equipes de RH têm assumido um papel estratégico nas empresas, apoiando a alta gestão nas tomadas de decisões e sendo essenciais não só na contratação de colaboradores, mas também no enfrentamento dos múltiplos desafios que o mercado de trabalho tem passado nos últimos meses. Por isso, a fim de celebrar o mês do profissional de RH e promover uma transformação em conjunto, unindo tecnologia à profissionais, a Catho realizou, na última semana, o HR One.

O evento contou com uma série de debates que abordaram temas ligados ao futuro do RH, promovendo reflexões e provocando novas perspectivas. Marcos Piangers – Especialista em Inovação e Criatividade & Autor Best-seller – abriu o evento com uma discussão sobre o futuro pós-pandemia e qual a importância do profissional de RH nesse momento que equipes estão retornando tão fragilizadas e necessitando de muito mais que apenas um bom salário, mas de um ambiente que seja empático, acolhedor, diverso e que os ajude a curar esses traumas trazidos pelos grandes desafios da pandemia.

Piangers ainda falou sobre a evolução da tecnologia e como a adoção de soluções digitais aliado a mudança do comportamento humano está moldando o futuro. “A tecnologia já nos permitia trabalhar ou estudar de casa, sem a menor necessidade de irmos até a empresa ou universidade, mas foi a mudança de comportamento, impulsionada pela pandemia, que nos trouxe esse novo cenário. Assim, acredito que o futuro será cada vez mais integrado entre inovação e a capacidade humana. A tecnologia não deve ser vista como uma inimiga que irá tomar o seu posto de trabalho, mas como uma aliada que irá tornar sua rotina mais produtiva e eficiente”, explica Marcos.

Para Juliana Bley – Especialista em Andragogia & Referência em Fatores Humanos e segunda convidada do HR One, o profissional de RH é o responsável por apoiar essas transições pessoais, sociais e corporativas. “Nós precisamos auxiliar nos processos de mudanças sempre olhando para o “como”. Não basta apoiarmos uma pessoa em transição de carreira, mas como ela irá fazer isso, com quais cuidados ela irá fazer isso. Gestão é conectar diferentes recursos como tempo, dinheiro, métodos, matéria-prima e os talentos das pessoas para atender às necessidades pessoais e coletivas gerando abundância e evolução. Olhar mais para a pessoa física e menos para a pessoa jurídica. A tecnologia pode nos apoiar nesse processo, mas é o nosso olhar humano que fará a diferença”, conta Juliana.

Essa visão também foi discutida durante bate-papo com Patrícia Suzuki, Diretora de Gente e Gestão da Catho, Gustavo Vitti, VP de Pessoas e Sustentabilidade no Ifood e Érika Hamada, Diretora de Recursos Humanos na Starbucks. Os executivos refletiram sobre como remodelar o trabalho do RH, utilizando as novas tecnologias para enfrentar esse momento de grande desafio, dando o apoio necessário ao colaborador levando em consideração as relações humanas diante do novo cenário. “É preciso estar aberto ao novo, entender que um funcionário pode render da mesma forma ou até mais trabalhando em casa, conhecer novas ferramentas e enxergar aquilo como um apoio nessa nova jornada, e o principal, ser próximo da equipe e fazer uma gestão humana, de colaborador para colaborador”, diz Gustavo.

A última palestra do evento foi com a atriz Denise Fraga, que trouxe para o bate-papo a discussão de como a pandemia impactou profundamente o comportamento humano e junto com a tecnologia está reformulando as pessoas e como. “Nós vivemos em sociedade e a falta do contato físico deixa um buraco. Assim, quando tiver uma reunião por vídeo, ligue a câmera, dedique-se à pessoa que está ali. Nossa atenção está sendo estilhaçada pela inovação, precisamos humanizar nossa relação com a tecnologia”, explica Denise.

Para finalizar o dia, a Catho preparou um vídeo divertido, mostrando as situações que o RH precisa enfrentar na sua rotina diária. “As pessoas são o motor que move uma organização, sendo responsáveis pelo sucesso de qualquer negócio e o RH é parte fundamental dessa equação, afinal, é ele quem faz a gestão de pessoas nas empresas, indo muito além de apenas entrevistar, selecionar, contratar e demitir pessoas. Por isso, queríamos prestar essa homenagem de uma forma leve, bem-humorada e que demonstrasse o nosso reconhecimento aos profissionais” finaliza Patricia Suzuki, diretora de RH da Catho.

Marta Schuh é nomeada diretora de Cyber Risk da Marsh Brasil

A executiva Marta Schuh foi nomeada diretora de Cyber Risk da consultoria de risco e corretora Marsh Brasil. Na nova função, Marta Schuh vai liderar a equipe da Marsh especializada em seguros para proteção das empresas contra riscos cibernéticos. Antes de assumir a posição de diretora, a executiva era superintendente de riscos cibernéticos da Marsh Brasil.

Para a nova diretora de Cyber da Marsh Brasil, o seguro cibernético deve ser visto como parte de uma abordagem integrada de segurança cibernética, como estratégia adicional e complementar aos processos adotados e ferramentas de tecnologia.

“É importante lembrar que a maioria das ferramentas de segurança cibernética são medidas preventivas e as empresas precisam considerar quais medidas de respostas aos incidentes têm em vigor, no infeliz evento de uma violação de segurança. “Problemas de cibersegurança geram riscos operacionais e financeiros. Por isso, a gestão deste crescente risco vai além do ambiente de TI”. É aqui que o seguro cibernético se torna uma opção viável e sensata”, afirma.

“Incidentes vão acontecer e é preciso estar preparado previamente da mesma maneira que empresas se prepararam frente a outros riscos já conhecidos. Para que as organizações se tornem mais seguras, é necessário que haja uma mudança cultural na maneira como os líderes empresariais encaram a segurança cibernética. As empresas precisam pensar sobre que tipo de apólice lhes proporcionará a melhor cobertura e buscar transferir estrategicamente os danos em potencial. Em um mundo cada vez mais dependente de tecnologia, resiliência cibernética vem da união da combinação de fatores, e o seguro certamente é um deles , complementa.

Marta Schuh é formada em Business pela University of Arts London, especializada em Direito Digital pelo Insper, Cybersecurity for Insurance pela UCLA, Cyber Attacks pela NYU Tandon School of Engineering e em Digital Disruption: Digital Transformation Strategies pela Universidade de Cambridge.