Page

Author admin

Gartner: organizações devem atualizar políticas de acesso à rede para evitar ataques a dispositivos de IoT

O Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento imparcial em tecnologia, alerta que, até 2020, 21 bilhões de dispositivos de Internet das Coisas (IoT) estarão em uso no mundo. Desses, aproximadamente 6% serão utilizados em aplicações industriais. No entanto, os departamentos de TI têm dificuldade para identificar esses dispositivos e caracterizá-los como parte da política atual de acesso à rede. Os líderes de Infraestrutura e Operações (I&O) devem, portanto, atualizar suas regras para uso da rede para enfrentar com precisão os ataques a dispositivos IoT.

“Com a adoção da estratégia de ‘traga-seu-próprio-dispositivo‘ (do inglês, bring-your-own-device), as organizações devem colocar os aparelhos dos funcionários na rede empresarial e começar a tratar dos 21 bilhões de dispositivos IoT que solicitarão acesso a esse sistema. Seja uma câmera de vigilância por vídeo de um estacionamento, um detector de movimento em uma sala de conferência ou um HVAC (do inglês, heating, ventilating and air conditioning, ou seja, sistema de aquecimento, ventilação e ar-condicionado) de um prédio inteiro, é mais difícil gerenciar e garantir a capacidade de identificar, proteger e isolar todos os dispositivos IoT – e, em particular, os dispositivos headless (sem interface do usuário)”, explica Tim Zimmermann, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner.

Muitos dispositivos IoT utilizarão a banda larga estabelecida da rede empresarial, fornecida pelo departamento de TI (wireless 1.3 Gbps de 802.11ac Wave 1 ou 1.7 Gbps de 802.11ac Wave 2). Entretanto, é importante se trabalhe diretamente com o departamento de Gerenciamento de Instalações (FM, do inglês, facilities management) e com as unidades de negócios (BUs, do inglês, business units) da empresa para identificar todos os aparelhos e projetos conectados à infraestrutura empresarial e associados à rede.

Uma vez que todos os dispositivos associados à rede sejam identificados, o departamento de TI deve criar ou modificar as regras de acesso como parte de uma estratégia de reforço da política empresarial. Isso deve determinar se e como esses dispositivos serão conectados, assim como qual função será atribuída a eles para controlar sua conexão.

Para monitorar o acesso e a prioridade dos dispositivos IoT, os líderes I&O precisam ponderar melhores práticas adicionais para a rede empresarial. Elas podem ser a definição de uma política de conectividade, visto que muitos dispositivos IoT estarão conectados por Wi-Fi; realizar um planejamento de espectro, uma vez que eles podem utilizar 2.4 GHz mas não protocolos 802.11 tais como Bluetooth, ZigBee ou Z-Wave, que podem criar interferências; ou considerar packet sniffers (ferramentas de análise de rede) para identificar dispositivos que possam promover atividades indesejáveis na rede.

Enquanto mais dispositivos IoT são adicionados à rede empresarial, líderes I&O precisarão criar segmentos virtuais que permitirão aos arquitetos da rede separar todos os ativos de IoT (tais como luzes de LED ou uma câmera de vídeo) de outros tráfegos, suportando cada aplicativo FM ou processo da BU de outros aplicativos empresariais e usuários.

Como o conceito de segmentos virtuais continua a amadurecer, as capacidades permitirão que arquitetos de rede priorizem o tráfego de diferentes setores virtuais comparando-os ao restante do movimento na rede. Por exemplo, o tráfego de vídeo de segurança e o habitual de aplicativos empresariais podem ter uma prioridade maior do que o de iluminação LED.

Tags,

Airbus Safran escolhe a Siemens para transformar o ciclo de vida de seus produtos

Depois de uma avaliação competitiva e abrangente, a Airbus Safran Launchers selecionou a Siemens para transformar seu gerenciamento do ciclo de vida de produto, maximizar a qualidade e a eficiência e minimizar os custos associados ao desenvolvimento e à realização de todos os seus programas de lançamento de foguetes. A Airbus Safran Launchers é uma joint venture com participação da Airbus Defence and Space e da Safran, criada para colocar a indústria aeroespacial da Europa no mais alto nível. A empresa desenvolve e fornece soluções inovadoras e competitivas para lançadores espaciais civis e militares.

Com vendas estimadas de 2,5 bilhões de euros, a empresa tem mais de 8 mil funcionários altamente qualificados na França e na Alemanha. As equipes da nova líder da indústria aeroespacial terão como padrão a solução aeroespacial integrada da Siemens – que utiliza os portfólios de software de gerenciamento de ciclo de vida do produto (PLM) e de gerenciamento de operações de manufatura (MOM) – para estabelecer uma plataforma digital em comum de desenvolvimento e execução de produto.

“Como estamos mudando para uma nova forma de produzir lançadores de foguete, a Siemens desafiou nossos métodos de trabalho e nos permitiu definir a solução de ponta para atender às nossas necessidades de manufatura e PLM”, disse David Quancard, diretor de Operações da Airbus Safran Launchers. “Nós gostamos dos benefícios obtidos com a metodologia de trabalho da Siemens desde o início, incluindo as fases de escolha e implementação. Eles nos ofereceram as ferramentas de software e as capacidades de gerenciamento de projetos exatas para satisfazer nossos requisitos.”

A Airbus Safran Launchers tem como objetivo reduzir o ciclo de desenvolvimento de produto, acelerar o início de comercialização e diminuir os custos de manutenção. O novo sistema deve garantir rastreabilidade completa dos produtos e aumentar a colaboração entre as equipes.

“É uma honra estarmos associados a uma empresa líder da indústria aeroespacial como a Airbus Safran Launchers”, disse David Riemer, vice-presidente da área de espacial e de defesa da Siemens PLM Software. “A complexidade dos lançadores espaciais exige uma abordagem de desenvolvimento de produto baseada em sistemas, que combina a engenharia, a definição e a execução de produto integradas.”

Tags, , , , ,

HSM Expo 2016 começa na segunda-feira (7/11)

A 16ª edição da HSM Expo 2016, o maior evento de gestão empresarial da América Latina, começa nesta segunda-feira, 7 de novembro com um novo formato. Serão três dias de evento proporcionando aos mais de 6 mil participantes uma experiência personalizada de acordo com as necessidades dos negócios.

No primeiro dia, sobem ao palco nomes como os estudiosos Thomas Friedman, Ronald Heifetz e a atual presidente da Microsoft Brasil Paula Bellizia. O evento contará ainda com outras autoridades mundiais em inovação, empreendedorismo, estratégia e diferentes campos do conhecimento. Com muito mais protagonismo para o participante, o novo formato do evento está distribuído em três estações, são elas:

– Descobertas: espaço interativo para ter acesso a novas metodologias de aprendizagem, interação em grupos menores e cocriação de soluções para aplicar.

Nessa estação, estarão presentes nomes como Cristiane Correa, jornalista e autora do livro Sonho Grande, que narra a trajetória dos empresários Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, donos da ABInbev, Lojas Americanas, Burger King e Kraft Heinz. Ela também escreveu a obra que conta a história de Abilio Diniz, o empresário brasileiro mais importante do varejo global.
Também estarão presentes Marcelo Tas, jornalista, empreendedor e importante influenciador digital, Marcio Atalla, especialista em qualidade de vida e saúde e Luiz Serafim, diretor de Marketing da 3M, uma das empresas mais inovadoras do Brasil, além de vários outros nomes de referência.

– Conexões: 4 Arenas temáticas para interagir, compartilhar experiências com líderes de interesses comuns e debater ativamente todos os temas discutidos. Entre os nomes que estarão nessa estação, haverá a presença de Luis Justo, CEO do Rock in Rio, o festival que virou case mundial, Anielle Guedes, a jovem empreendedora que já conta com três startups em seu currículo e pretende revolucionar o mercado da construção com a Urban 3D, que quer construir moradias usando tecnologias sustentáveis e Marina Pechlivanis, fundadora da UDM&Co, que falará sobre economia das dádivas e o novo senso de responsabilidade coletiva.

– Insights: grandes protagonistas da gestão mundial, para que os executivos possam ter acesso à conteúdos de vanguarda preparando-se para os desafios dos negócios. Nesta estação, haverá a presença de Paula Bellizia, presidente da Microsoft Brasil, uma das poucas mulheres que chegou ao topo da indústria tecnológica e uma das muitas que representarão o universo feminino na HSM Expo 2016. Flávio Augusto, empreendedor nato e fundador da Wise Up, e Ricardo Amorim, jornalista e economista, serão outros nomes presentes nessa estação.

Dentro de todas essas estações, os participantes poderão escolher três trilhas de conhecimento. Confira alguns dos palestrantes que estarão em cada uma delas:

– Estratégia e crescimento:

Thomas Friedman, o 2º colocado na lista de pensadores de negócios mais influentes do Wall Street Journal, discutirá cenários futuros, analisando a nova ordem política e econômica do mundo. Martin Reeves, diretor mundial do Instituto Bruce Henderson do BCG, falará sobre como escolher e executar a estratégia.

Além desses dois gurus, serão discutidos outros temas fundamentais como reestruturações, cases de sucesso em vendas, o papel dos clientes no crescimento das companhias.

Haverá ainda painéis sobre tendências, sustentabilidade, gestão e os pilares fundamentais para alinhar negócio, marca e comportamento.

– Liderança e alta performance:

Ronald Heifetz, fundador do Centro de Liderança Pública da John Kennedy School of Government, falará sobre liderança adaptativa. Estudioso da teoria da evolução, ele acredita que ambientes mutantes, como este a que estamos expostos atualmente, nos obrigam a ter uma abordagem adaptativa no modo de operar. E os líderes, corporativos e governamentais, têm papel predominante na adaptação. Após sua palestra, os participantes também poderão participar de um workshop sobre liderança na prática com o guru.

Outros grandes nomes como Phil Libin, cofundador e Ex-CEO da Evernote e Jim Collins (transmissão via satélite), o mais influente e respeitado pensador de management da atualidade estarão presentes em bate papos com os executivos brasileiros.

Haverá ainda conteúdo direcionado para discutir as perspectivas do coaching no Brasil, estratégia e fundamentos para desenvolver líderes, intraempreendedorismo, propósito corporativo, tendências e outros temas que sempre são alvo de profundos debates como maternidade e carreira, felicidade no trabalho.

– Inovação e tecnologia:

Steve Wozniak, cofundador da Apple e visionário do Vale do Silício, debaterá sobre o futuro da tecnologia e inovação.

A Samsung estará presente na HSM Expo com o Galaxy Studio, um espaço exclusivo dedicado para experiências com os produtos da marca. Para mostrar que está na vanguarda da tecnologia, ditando tendências e antecipando os desejos dos consumidores, a Samsung vai apoiar uma palestra exclusiva focada em realidade virtual, que contará com a presença de Jeremy Bailenson, diretor-fundador do Laboratório de Interação Virtual Humana da Universidade de Standford. Além disso, Bailenson fará um workshop para colocar a criatividade em ação e promover uma verdadeira imersão dos participantes nesse contexto tecnológico.

Com nomes nacionais e internacionais, participação ativa das mulheres que fazem a diferença no universo da gestão, haverá uma riqueza de oportunidades em todos os temas para que os participantes possam personalizar a experiência e ter uma verdadeira imersão.

HSM Expo 216

Quando: 7, 8 e 9 de novembro
Horário: Das 9h às 19h15
Local: Transamérica Expo Center em São Paulo – Avenida Doutor Mário Vilas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro
Programação e para participar: https://goo.gl/OAT7Qf

Tags

Brasilienses criam aplicativo para facilitar e ampliar o mercado de aulas particulares

obj_strip_69539_0_full

Atualmente, são encontradas dificuldades na procura por professores particulares. Quem busca por esse serviço se limita a indicações e a sites com sugestão de profissionais, assim como, há alguns empecilhos do educador em divulgar a oferta desse serviço. Um desses problemas é que o docente de uma determinada instituição não pode dar aulas particulares ao próprio aluno. Pensando nisso, o aplicativo AulaUP foi criado para facilitar o encontro de estudantes e professores que estão próximos, auxiliar na agenda dos mestres parceiros e intermediar o pagamento – que é feito por cartão de crédito diretamente do app.

Em funcionamento no Distrito Federal, o aplicativo – que auxilia a conexão de alunos e educadores de maneira simples, segura e rápida – possibilita que o aluno solicite e tenha aulas de português, matemática, história, geografia, ciências, física, química e biologia em até duas horas. Os professores cadastrados atendem do ensino fundamental ao médio, das 8h às 20h, por um valor pré-estabelecido de R$ 55 hora/aula.

O AulaUP é uma oportunidade de empreendimento para os professores porque, além de ser prático na divulgação do serviço, oferece ao professor a vantagem na opção das “aulas agendadas”, assim, o educador poderá escolher o valor de sua hora aula, que continuará sendo paga pelo cartão de crédito por meio do app. “Nosso sonho é melhorar a educação por meio da valorização desse profissional”, reforça um dos idealizadores do aplicativo, Pedro Werlang, que junto com outros dois empreendedores do ramo educacional e tecnologia, Thiago Almeida e Herivelton Mendes criaram o aplicativo.

A ideia da startup de intermediar o serviço de aulas particulares, nasceu em Brasília, foi criada visando uma maneira de facilitar e ampliar o mercado de aulas particulares. “Nossa Intenção é valorizar a carreira docente, oferecendo ao professor a possibilidade de empreender no ramo educacional com facilidade, sem burocracia e sem necessidade de aporte financeiro”, afirma Thiago.

Cadastro

Para ser um professor parceiro do AulaUP é necessário o cadastro via web, em seguida, a apresentação do RG, CPF, currículo e o “nada consta” criminal. Após isso, haverá uma verificação de aprendizagem, onde será testado o conhecimento de cada professor sobre a disciplina que vai lecionar. Feita a validação dos documentos, o educador é ativado na plataforma. É importante frisar que os parceiros do app não são contratados e não são obrigados a cumprir carga horária, sendo assim, ficam online apenas quando estiverem disponíveis para dar aulas.

O aplicativo conta com a “avaliação 360”, ou seja, as notas dos perfis são condicionadas às experiências positivas proporcionadas tanto aos alunos quanto aos professores. Se um educador for avaliado e ficar abaixo de 4,5 estrelas, será convocado para uma reciclagem onde terá um acompanhamento mais próximo com a equipe de especialistas da startup.

O download do AulaUP é gratuito e funciona em smartphones e tablets com o sistema Android e iOS. Em cinco passos é possível pedir a primeira aula: baixe o aplicativo, preencha a ficha de cadastro, escolha a matéria, insira o número do cartão de crédito e solicite o professor disponível. Para oferecer mais segurança, a central de monitoramento acompanha online quantidade de professores e alunos que estão usando o aplicativo, inclusive, a localização da aula.

Expansão

O serviço de agendamento de aulas será ativado no dia sete de novembro, o que facilitará na rotina dos encontros semanais. Em breve, o aplicativo será expandido para São Paulo e contará, além das matérias já oferecidas, com aulas de idiomas, música, esportes e artes, entre outras.

Tags, , , , , ,

São Paulo no epicentro da transformação digital

Terça e quarta-feira, 8 e 9 de novembro, realiza-se em São Paulo o maior evento para os profissionais de infraestrutura tecnológica e TI na América Latina, o DCD Converged Brasil. O congresso será realizado no Centro de Eventos Pro Magno e propõe um programa com 50 palestras, onde empresas como Google, Groupon, PayPal, Banco Itaú, GPA, BRF Brasil, entre outras, vão compartilhar suas experiências e cases de sucesso neste campo.

A edição de 2016 do DCD Converged se realiza em um momento importante na história mundial e, particularmente, no segmento de TI, onde tudo muda a grande velocidade. IoT, Mobilidade, Big Data, Smart Cities, e-commerce e o Cloud Computing são, simultaneamente, o resultado e o motor da transformação digital na atualidade. As ondas geradas pelo “tsunami” de dados gerados por esta transformação já deixam suas marcas por todo Brasil e, em muitos casos, seus impactos produzem transformações evidentes no ecossistema de TI.

Eficiência energética, rapidez e agilidade na entrega de serviços são os grandes elementos diferenciadores dos data centers do futuro e, até o momento, a comunidade de profissionais parece que chegou claramente a um consenso: é necessário conectar ideias e debater abertamente – e entre todos – sobre as oportunidades abertas pela transformação digital.

“O programa de conferências divide-se em sete segmentos temáticos, onde questões como cloud computing, definição por software, desenho ou estratégia de data centers vão estar na ordem do dia”, informa Marcus Queiroz, Diretor Comercial do DCD Group para o Brasil. “Além disso, este ano estamos celebrando nosso oitavo aniversário com a inclusão de uma sala de conferências totalmente dedicada à transformação digital no setor hospitalar, onde contamos com os testemunhos de instituições como o Hospital Sírio-Libanês, Hospital das Clínicas, Hospital 9 de Julho e o Hospital Alemão Oswaldo Cruz”, completa.

Ricardo Amorim se junta ao debate

O termo “4ª Revolução Industrial” já entrou no dicionário global e já são muitos os economistas que começam a pensar seriamente nos impactos desta transformação na economia real. Neste sentido, o congresso será aberto com uma palestra do economista Ricardo Amorim, com o tema A transformação digital e a economia brasileira – desafios, oportunidades e próximos passos. “Para mim, é um prazer enorme poder participar deste evento e poder contribuir para o debate dos líderes da transformação tecnológica no Brasil”, afirma o economista.

Thiago Franco, Diretor Negócios para o Brasil e Portugal no DCD Group, acrescenta que “esse ano estamos esperando um recorde de participantes, mais de 1200, e tendo por referência o questionário realizado a todos profissionais já registrados no evento, podemos concluir que existe uma consolidação nos interesses dos líderes de TI pelo desenho, construção e transformação de Data Center e por nuvem híbrida. Isso significa que o Brasil continua tomando em sério a consolidação do seu papel de hub tecnológico na América Latina e de líder e pioneiro na transformação digital a nível global”, conclui o executivo.

DCD Converged Brasil 2016
Quando: 8 e 9 de novembro
Onde: Centro de Eventos Pro Magno
Endereço: Rua Samaritá, 230 – Casa Verde – São Paulo (SP)
Mais informações: http://www.dcdconverged.com/conferences/brasil-2016

Tags, , ,

ARRIS nomeia Dan Whalen presidente de Rede e Nuvem

435187

A ARRIS International (NASDAQ: ARRS) anunciou nesta quarta-feira (2) a promoção de Dan Whalen para presidente da divisão de Rede e Nuvem. Whalen será responsável por supervisionar o desenvolvimento e a entrega do portfólio da empresa líder em tecnologias de banda larga e infraestrutura de rede de vídeo, além das soluções de softwares baseadas em nuvem. Ele se reportará ao CEO da ARRIS, Bruce McClelland.

Whalen traz uma extensa experiência em liderança no setor de tecnologia. Desde 2013, ocupou o cargo de vice-presidente sênior e gerente-geral de Serviços Globais na ARRIS. Na posição, liderou a equipe responsável por alinhar os serviços e a expertise da ARRIS com iniciativas-chave da indústria para impulsionar implementações de tecnologia avançada para provedores globais de cabo, telecomunicações, satélites, programação, empresas, internet e celular.

“Dan desempenhou um papel fundamental para escalonar o negócio de Serviços Globais da ARRIS como um facilitador-chave de instalações complexas de clientes ao redor do mundo”, afirma Bruce McClelland. “Seu comprovado histórico de sucesso, a abrangente liderança de clientes e os insights estratégicos forneceram uma excelente base para ajudar nossos negócios de Rede e Nuvem a alcançar a próxima era de crescimento.”

“A ARRIS está na vanguarda das tecnologias, impulsionando os serviços avançados de entretenimento e comunicação de amanhã para milhões de assinantes em todo o mundo”, afirma o novo presidente de Rede e Nuvem da ARRIS. “Estou honrado em continuar colaborando de perto com nossa base global de clientes, para entregar a nova geração de serviços de banda larga, vídeo e móveis”, conclui Whalen.

O background do executivo também fornece uma base sólida para a percepção e colaboração do cliente. Nos últimos 20 anos, Whalen ocupou vários cargos de liderança na ARRIS, Cisco, KPMG e Bell Atlantic. Durante esse período, desenvolveu vasta experiência em diversas tecnologias-chave, incluindo banda larga, publicidade, middleware, OSS/BSS, fibra, Wi-Fi e vídeo.

Tags, , ,

Serasa Experian lança plataforma de gestão de dados no Brasil

A Serasa Experian lança no Brasil o Pandora, plataforma voltada a oferecer uma gestão completa de dados das empresas. O novo produto identifica, investiga, avalia e melhora a qualidade das informações, automatizando e controlando o processo, e executando proativamente centenas de operações. A ferramenta foi projetada para uso de profissionais de negócios, com interface amigável e acesso rápido e preciso.

Pandora é adaptável a diferentes casos de uso de gerenciamento de dados, como qualidade, migrações e visão única do cliente, por exemplo, com foco em redução de tempo, menos recursos e otimização do investimento. “Com Pandora, as organizações podem aproveitar seus bancos de dados para tomar decisões estratégicas de negócios com mais agilidade e inteligência. Além disso, é uma plataforma leve e fácil de implementar”, explica Michelle Carneiro, gerente de produtos de Marketing Services da Serasa Experian. Pandora já está disponível nos Estados Unidos, Reino Unido e Austrália, e agora chega ao Brasil.

Esta tecnologia de ponta elimina as barreiras entre as áreas de TI e negócios e permite a colaboração para resolver os desafios de dados, com ininterruptas análises. A solução também garante que as informações que estão sendo colocadas no sistema atendam às necessidades de negócio,
O Pandora faz parte do portfólio de Data Quality da Serasa Experian, que conta com uma gama de produtos com que as empresas podem organizar seus bancos de dados, eliminar duplicidades e garantir informações precisas e atualizadas desde o momento da captação da informação em todos os pontos de contato até a manutenção da qualidade das informações na base de dados legada.

Tags, , , ,

Canais de autosserviço aumentam índices de satisfação no e-commerce

O e-commerce surgiu em 1995 nos Estados Unidos e chegou no Brasil no ano 2000. A modalidade hoje crescer 20% ao ano. Segundo dados do Sebrae, os eletrodomésticos correspondem a 13% das vendas. Em segundo lugar saúde, beleza, e medicamentos com 13%, moda e acessórios 11%. Livros, assinaturas de revistas e jornais, 10% e informática, 9%.

E ao longo desta trajetória, as lojas virtuais passaram por diversos desafios. Era preciso oferecer preço competitivo, superar a concorrência, ter um layout atrativo e fidelizar o cliente. Agora, o desafio é driblar o tempo e oferecer, sempre, a melhor experiência possível com comodidade e horários de atendimento flexíveis.

Com uma geração de consumidores acostumados com o imediatismo das redes sociais, a palavra de ordem tornou-se agilidade. “Demandas como troca, devolução, rastreamento mais rápidos colaboram para que a implantação de ferramentas de autosserviço cresça cada vez mais”, explica Bruno Stuchi, CEO da Aktie Now.

O CEO lembra que, em breve, o varejo estará diante de grandes datas promocionais, que impulsionará ainda mais as vendas e para aproveitar a retomada do aquecimento da economia no segundo semestre, é preciso estar preparado para atender as diversas demandas de forma ágil e eficaz, para não perder a oportunidade. “ As empresas precisam se preparar para o dia das crianças, Black Friday e natal disponibilizando canais de atendimento apropriados e resolvendo o máximo possível no primeiro contato”, revela Bruno.

A solução precisa ser realmente eficaz. Além disso, é necessário que contenha elementos corretos que possam fornecer uma rápida resposta evitando assim que o cliente tenha que recorrer a outros meios, o que muitas vezes se torna frustrante e moroso. “Todo o processo, desde o acesso ao site até o pós-venda, tem que apresentar excelência, ser eficiente e inteligente, caso contrário não deve estar disponível”, conclui.

Segundo relatório divulgado pela E-bit WebShoppers, o mercado de vendas online registrou 15% de faturamento em 2015, comparando os índices de 2014. Ao todo, o setor arrecadou R$ 41,3 bilhões em vendas.

Tags, , ,

SAP Labs Latin America cria nova área de negócios

Com sede em São Leopoldo (RS), a SAP Labs Latin America se prepara para receber uma nova equipe de desenvolvimento para trabalhar com a SAP HANA Vora, uma plataforma em memória para análise de grandes volumes de dados.

A tecnologia aborda cenários de Big Data através da integração do SAP HANA com soluções open source de armazenamento de dados massivos em arquivos distribuídos, facilitando a análise e o consumo desses dados. Dessa forma, as empresas e indústrias de diversos segmentos de mercado conseguem ter mais precisão na tomada de decisão a partir de um contexto amplo, resultando em um ganho de vantagem competitiva.

“A SAP Labs tem investido constantemente em consolidar a região como polo de alta tecnologia. Com a nova área, ganhamos ainda mais relevância como hub de desenvolvimento”, afirma Dennison John, Presidente do Labs Latin America. A empresa já é reconhecida pela excelência das aplicações e serviços que vem oferecendo aos clientes da América Latina nos últimos 10 anos.

Atualmente, cerca de 800 colaboradores focados em pesquisa, desenvolvimento e suporte de soluções estão alocados no prédio da SAP Labs dentro do Tecnosinos. Apenas nos primeiros seis meses de 2016, 110 colaboradores novos foram contratados, mantendo um ritmo de crescimento superior aos anos anteriores. Com a nova área SAP HANA Vora, mais 30 vagas estão abertas.

Os desenvolvedores do time auxiliarão no projeto e desenvolvimento da plataforma, realizando atividades de pesquisa e desenvolvimento nas áreas de Big Data, In-memory Computing e Cloud, trabalhando com tecnologias de ponta e exercendo contato direto com clientes e stakeholders do novo produto.

Para participar do processo seletivo, o candidato deve ter graduação (em andamento ou finalizada) em Ciência da Computação ou áreas afins. Além disso, ter interesse em cenários de Big Data, armazenamento e gerenciamento de dados e conhecimentos em programação. Para saber mais e se candidatar, acesse o link: http://bit.ly/SAPHANAVoraBrasil.

Tags, ,

Vindi realiza investimento de R$ 500 mil na fintech Aceita Fácil

Vindi, uma das principaisplataformas de pagamentos recorrentes no País, anuncia investimento de R$ 500 mil para absorver a Aceita Fácil, fintech de pagamentos focada em facilitação financeira. E, tem a previsão de que será necessário aplicar, durante 2017, mais R$ 700 mil. A operação coloca o grupo como detentor da maior capilaridade do mercado brasileiro, já que passa a ter capacidade para atender tanto médios e grandes clientes pela Vindi e agora pequenos e micros pela Aceita Fácil. Além disso, soluções complexas com split de vendas também serão contempladas pela união.

“Há algum tempo, micro e pequenos empresários têm nos procurado em busca de um serviço semelhante à sub-adquirência, mas a estrutura da Vindi não comportava esse tipo de demanda” comenta Rodrigo Dantas, CEO da Vindi. “Após fazermos parcerias com os importantes players do mercado, percebemos que seria interessante oferecer este tipo de serviço, por isso procuramos uma startup e, após muita conversa fechamos este investimento com a Aceita Fácil, do Claudio Meinberg. Achamos um empreendedor que tinha um forte alinhamento com nossa cultura. Além de ser um dos maiores especialistas do mercado”. completa Dantas.

O investimento acontece pouco após a Vindi completar a rodada Série A, em 14 setembro de 2016, cujo segundo aporte foi de R$1,8 milhões do Fundo Criatec2, gerenciado pela Bozano Investimentos. O primeiro aporte foi de US$ 332.000,00.

As marcas passam a trabalhar juntas de forma independente, mas dentro do mesmo guarda-chuva. “Temos muito orgulho de passar a contar com Meinberg um dos maiores experts em pagamentos neste gênero no Brasil, ainda mais porque ele tem o perfil que estamos criando no mercado brasileiro, especialmente em finanças e comércio” aponta o executivo.

AceitaFacil foi fundada em 2013 em São Paulo por Claudio Meinberg como uma solução completa de subadquirentes com o intuito de auxiliar empresas atrás de facilidade em receber dos clientes. Soluções como emissão de boletos bancários, cobranças nas modalidades simples ou registrado, conciliação automatizada, reemissão ou até reembolso em ambiente unificado fazem parte do principal negócio da fintech. A estimativa é que a Aceita Fácil alcance um volume de R$ 70 milhões transacionados por mês nos próximos 12 meses.

Números das oportunidades no mercado brasileiro:

55 milhões de pessoas não têm possuem conta em banco, por exemplo

78% da população não tem fidelidade por bancos tradicionais

Millennials preferem ficar em sala de espera de dentista do que ir para uma agência bancária

Tags, , , ,

ABES participa de evento sobre combate à pirataria promovido pela OAB-SP

No próximo dia 10 de novembro, a ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) participará do evento Combate à Pirataria no Mercado de Software e TV por Assinatura, que acontecerá na sede da OAB/SP, às19:00. O evento é promovido pela Comissão Especial de Combate à Pirataria da OAB-SP, com o apoio do Departamento de Cultura e Eventos da OAB-SP.

O diretor jurídico da ABES, Dr. Manoel Antônio dos Santos, representará o setor de software e debaterá sobre os problemas vivenciados pelas empresas em relação ao respeito à propriedade intelectual do software no Brasil.

O evento ainda contará com a participação do Presidente da Comissão Especial de Combate à Pirataria da OAB SP, Dr. Eduardo Ribeiro Augusto; Antônio Eduardo Mendes da Silva, Pitanga, Country Manager da BSA – The Software Alliance; Antônio Salles Neto, Consultor e Coordenador do Núcleo Anti-Fraude – ABTA e Pioneiro em TV a Cabo no Brasil; e do Des. José Carlos Netto, Desembargador do TJ SP, Coordenador Geral da obra Direito Autoral Atual e Representante da Escola Paulista de Magistratura.

Entidade com 30 anos de atuação, a ABES trabalha desde sua fundação, entre outras frentes, na defesa da propriedade intelectual e combate à pirataria de softwares nacional ou internacional. Atualmente, o índice de pirataria de software no Brasil está em 47%, de acordo com o último estudo divulgado pela BSA |The Software Alliance.

Aos interessados em participar do evento, a participação se dará mediante a doação de uma lata ou pacote de leite integral em pó (400g) no ato da inscrição. Veja abaixo a programação completa:

Combate à Pirataria no Mercado de Software e TV por Assinatura

Data:10 de novembro (quinta-feira)
Horário: 19 horas
Local: Salão Nobre da OAB SP
Endereço: Praça da Sé, 385 – 1º andar
Inscrições / Informações
Mediante a doação de uma lata ou pacote de leite integral em pó – 400g, no ato da inscrição. Praça da Sé, 385 – Térreo – Atendimento ou pelo site: www.oabsp.org.br

Agenda:

Abertura

DR. EDUARDO RIBEIRO AUGUSTO
Advogado e Presidente da Comissão Especial de Combate à Pirataria da OAB SP.

Expositores

DR. MANOEL ANTONIO DOS SANTOS
Advogado; Diretor Jurídico da Associação Brasileira da Empresas de Software – ABES e Especialista em Direito Empresarial Aplicado à Informática e Direito Autoral.

ANTONIO EDUARDO MENDES DA SILVA
Executivo; Graduado em Engenharia Eletrônica pela Universidade Estadual de São Paulo; Pós-Graduado em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas; MBA na Fundação Dom Cabral e Country Manager da BSA – The Software Alliance

ANTONIO SALLES NETO
Engenheiro e Operador de Pay TV; Consultor e Coordenador do Núcleo Anti-Fraude – ABTA e Pioneiro em TV a Cabo no Brasil.

DES. JOSÉ CARLOS COSTA NETTO
Desembargador do TJ SP; Pós-Graduado, Mestre e Doutor em Direito Civil pela Universidade de São Paulo; Coordenador Geral da obra Direito Autoral Atual, entre outros e Representante da Escola Paulista de Magistratura.

Tags, , , ,

Curitiba recebe 300 estudantes para maior hackathon do Brasil

imagem_release_791198

A capital paranaense vai receber 300 estudantes de todo o Brasil para o Hackathon SENDI 2016 – uma maratona de programação voltada ao setor de energia. Realizado pela ABRADEE (Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica) e coordenado pela Copel, com o apoio da Universidade Positivo (UP) e Centro Internacional de Inovação do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná, o evento acontece de 4 a 6 de novembro, no Expotrade.

Os participantes serão divididos em equipes, limitadas por área de atuação e divididas igualmente em quatro desafios. As equipes são formadas por 5 integrantes, sendo obrigatório um desenvolvedor, um designer e um estudante de negócios. “Alunos de outras áreas também são bem-vindos. Temos inscritos de quase todos os cursos e, quanto mais heterogênea a equipe, mais chance de saírem boas ideias”, afirma Fabiano Nezello, coordenador do evento. Com a mentoria de mais de 60 especialistas, as equipes terão 30 horas para apresentarem uma solução para um dos quatro desafios: “relacionamento inteligente com o consumidor”; “energia inteligente”; “operação e automação inteligente de redes de distribuição” e “soluções para cidades e instalações inteligentes”.

Os projetos concluídos serão selecionados por uma comissão julgadora, levando-se em conta a criatividade, originalidade, utilidade prática e possibilidade de implementação. Os dois melhores projetos de cada desafio serão premiados e passam para a segunda fase, que escolherá, entre as oito melhores, a equipe campeã, que vai ganhar, entre outros prêmios, uma viagem para a Itália, com visitas técnicas a empresas inovadoras. Cada integrante da equipe que conquistar o segundo lugar vai ganhar, entre outros prêmios, um smartphone Quantum. Todos os participantes que apresentarem seus projetos serão contemplados com uma inscrição para o SENDI 2016 – XXII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica –, que acontece de 7 a 10 de novembro, e um ingresso para jantar e show do Titãs, no dia 09 de novembro, em Curitiba.

O Hackathon SENDI 2016 marca o início das atividades do maior evento de distribuição de energia elétrica da América Latina – o SENDI 2016, que reúne representantes das maiores distribuidoras de energia públicas e privadas, do Brasil e exterior, para a apresentação de novas tecnologias, relacionamento de negócios, debate sobre novas tendências e integração entre os profissionais. Mais informações e inscrições pelo site www.sendi.org.br.

Programação

As atividades iniciam na sexta-feira, 04, às 20h. Reunidos no Expotrade, os participantes vão conhecer as ferramentas de trabalho (PhP; C; C++; C#; Java; Blue Mix, InoveMais; GitHub; HackDash e impressão 3D). A competição em si começa no sábado de manhã, com a formação das equipes. A primeira avaliação (check point) do projeto acontece às 15h e a apresentação (pitch), às 18h. Todas as refeições e atividades são gratuitas. A noite de sábado será embalada por pizza, energético e música, com a banda The Gorgonzolas e DJ madrugada adentro.

No domingo, às 10h, as equipes já apresentam o protótipo do projeto desenvolvido e, às 14h, acontece a primeira eliminatória, com 4 bancas simultâneas, que vão selecionar os oito projetos finalistas. As equipes selecionadas terão oportunidade de realizar melhoras nos trabalhos até às 17h, que é quando ocorre a banca final. O anúncio do vencedor é às 18h, seguido pelo encerramento do evento, com show de stand up comedy de Diogo Portugal.

Hackathon SENDI 2016

Data: 4 a 6 de novembro de 2016

Local: Expotrade – Curitiba – PR

SENDI 2016 – XXII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica

Data: 7 a 10 de novembro de 2016

Local: Expotrade – Curitiba – PR

Tags, , , , , , , ,