Page

Author admin

Malware Hajime conquista o mundo da Internet das Coisas e já compromete 300 mil dispositivos

O Hajime, que significa ‘início’ em japonês, apresentou seus primeiros sinais de atividade em outubro de 2016. Desde então, tem evoluído, desenvolvendo novas técnicas de propagação. O malware está estabelecendo uma enorme botnet peer-to-peer – um grupo descentralizado de computadores que realiza ataques DDoS ou de spam discretamente.

No entanto, ele não inclui um código ou uma funcionalidade de ataque, somente um módulo de propagação. O Hajime, uma família de malwares avançados e ocultos, usa diversas técnicas – principalmente ataques de força bruta sobre senhas de dispositivos – para infectar os dispositivos e executar vários procedimentos de modo a se esconder da vítima afetada. Assim, o dispositivo torna-se parte de uma botnet.

O Hajime não ataca um tipo de dispositivo exclusivo, mas qualquer dispositivo conectado à Internet. No entanto, os autores do malware focam suas atividades em alguns dispositivos. Ao que se constatou, a maioria dos alvos é formada por gravadores de vídeo digital, seguidos de webcams e roteadores.

Porém, de acordo com os pesquisadores da Kaspersky Lab, o Hajime evita determinadas redes, como as da General Electric, da Hewlett-Packard, do serviço postal dos EUA, do Departamento de Defesa dos EUA e várias redes privadas.

No momento da pesquisa, as infecções vinham principalmente do Vietnã (mais de 20%), de Taiwan (quase 13%) e do Brasil (cerca de 9%).

“A questão mais intrigante sobre o Hajime é sua finalidade. Embora a botnet esteja crescendo cada vez mais, ainda não sabemos qual é seu objetivo. Não conseguimos observar seus rastros em nenhum tipo de ataque ou outra atividade maliciosa. Contudo, recomendamos que os proprietários de dispositivos da IoT alterem suas senhas de maneira a dificultar ataques de força bruta e, se possível, atualizem seu firmware”, declarou Konstantin Zykov, Pesquisador Sênior em Segurança da Kaspersky Lab.

unnamed (54)

unnamed (55)

Tags, , ,

VTEX é a primeira empresa de cloud commerce da América Latina a entrar no Quadrante Mágico do Gartner

O Gartner Group, renomada empresa de pesquisa e consultoria de tecnologia do mundo, divulgou seu relatório anual, o Quadrante Mágico. No segmento de e-commerce, a VTEX é a primeira empresa da América Latina, entre o seleto grupo que inclui Salesforce, IBM, SAP e ORACLE. Figurar no relatório atesta o crescimento contínuo e global da companhia.

Considerada sinônimo de inovação, a VTEX é uma das principais empresas do mundo a influenciar a indústria no desenvolvimento de altos padrões de tecnologia. Um dos exemplos é o Smartcheckout, funcionalidade patenteada globalmente focada no aumento de conversão, que alia a simplicidade do one-click-buy sem a necessidade de senha. A empresa atribui o sucesso ao seu modelo de cultura ágil, combinada à tecnologia disruptiva de atualização continuada, que permitiu mais de 8.000 upgrades no ano de 2016.

De acordo com Rafael Forte, Country Manager Brasil, ter se desenvolvido em mercados com diversidades possibilitou alcançar a escalabilidade, segurança e flexibilidade que não são encontrados em outra plataforma. Essa jornada permitiu à VTEX expandir para mais de 50 países, competindo com líderes mundiais, como Salesforce, Oracle, IBM e SAP.

Para figurar no Quadrante Mágico do Gartner, que visa fornecer uma análise qualitativa do mercado, sua direção, maturidade e fornecedores, as empresas participaram de um rigoroso processo que avaliou a visão de negócios, a presença global, a carteira de clientes e o índice de satisfação, bem como a parte técnica da plataforma, casos de uso e funcionalidades.

“A presença da VTEX no relatório é o principal indício de que iniciativas em países emergentes têm o mesmo potencial de se tornarem soluções reconhecidas e com a capacidade de competirem em nível global. Ter sido a primeira empresa a figurar no mais importante relatório do mundo, além de grande orgulho, nos mostra que estamos no caminho certo, ajudando nossos clientes a desenvolverem seus canais digitais. Também demonstra nossa capacidade de competir nos principais mercados, esperando maior nível de inovação e time-to-market”, finaliza Forte

Tags, , ,

Airbnb – Condomínios proíbem e processam moradores

O site Airbnb disponibiliza imóveis para hospedagem e locações por curtos espaços de tempo, trazendo uma possibilidade de ganhos maiores para os proprietários de imóveis, com maior flexibilidade e preços menores para os hóspedes, que sedem espaço para estas inovações do mercado. O ato que não é visto como algo ilegal, é uma tendência no mercado da economia compartilhada e poderá ser utilizado desde que não infrinja normas do condomínio a ser disponibilizado. “A locação por diária que vem acontecendo por meio de sites representa efetivamente uma concorrência aos apart hotéis, flats e acaba desviando a finalidade do próprio edifício residencial”, explica Rodrigo Karpat, especialista em direito imobiliário e condominial.

Com o Airbnb, você pode se hospedar por uma noite, uma semana ou por cerca de um mês em um condomínio. Presente em mais de 65.000 cidades e 191 países, é visível que o site de hospedagem compartilhada tenha ganhado fama mundial. No Brasil ainda temos pouca regulação referente a operação do site, e é possível que no futuro este tipo de hospedagem seja normatizada e permita a locação nos condomínios, ou seja, exclusiva por meios de hotéis, pousadas, entre outros. Atualmente, o condomínio pode se encaixar nessa possibilidade, porém, precisa ter essa previsão na convenção e demais autorizações previstas pela lei de hospedagem, que não regula locações acima de 90 dias (Art. 24, § 2º, Lei Federal nº 11.771 de 2008). Acima desse período não existe qualquer irregularidade. “A locação por diária traz encargo excessivo e desnecessário a portaria, que fica responsável por liberar chaves, cadastrar veículos, liberar acesso a áreas comuns, atender reclamações, entre outros problemas. Os funcionários acabam se tornando recepcionistas de hotel, não porteiros”, ressalta Rodrigo Karpat.

O advogado comenta situações possíveis de acontecer em certos condomínios, o que mostra a real preocupação que deve acontecer da utilização do site. “Imaginando um morador que decida alugar três quartos vagos em seu apartamento para três casais por dia, sendo um casal em cada quarto. Serão cerca de seis novos hóspedes diferentes todos os dias, e irão utilizar o condomínio. Se o conjunto habitacional tiver 50 apartamentos, serão 300 novas pessoas circulando por dia, além dos moradores. Imagine para cadastrar e controlar este fluxo de pessoas”, analisa uma questão o advogado especialista em direito condominial

A hospedagem não é regulada pela lei de locações, mas sim por leis que tratam da hospedagem no país. A grande maioria dos casos ofertados pelo sistema de diárias em prédios residências não aptos a operar dessa forma, além de perturbarem a vida nos prédios residências, eles desviam a finalidade das edificações que deveria ser estritamente residencial. “Inclusive há um condomínio que já está processando um morador por conta do site, alegando o desvio de finalidade”, afirma Rodrigo Karpat.

Imóveis que passam por divergências com as hospedagens via site, poderiam eliminar os problemas de maneira eficaz, como explica Rodrigo Karpat, “Seria de grande interesse a ambos que o condomínio não proíba a locação por temporada, mas sim, que o próprio prédio regule a relação com os condôminos, estabelecendo limites de pessoas por unidades, advertindo locadores que estão locando com constância a unidade em curtos espaços de tempo. E por fim a emissão de comunicados aos condôminos e a criação de assembleias, que serviria para um melhor entendimento dos próprios moradores, que poderia evitar o problema” conclui o advogado.

Tags, ,

Peixe Urbano adere ao Movimento Compre&Confie para proteger consumidores de fraudes

Idealizado a partir da parceria com lojas dos mais variados setores como varejo online, empresas de telecomunicação, aéreas e financeiras, o Movimento Compre&Confie foi criado para garantir a segurança das compras trazendo vantagens tanto para o consumidor quanto para os lojistas. Este mês, o Peixe Urbano, maior plataforma de ofertas do Brasil, aderiu ao Movimento para aumentar a confiança e oferecer uma ótima experiência a seus consumidores.

“Acreditamos que participar do Movimento Compre&Confie trará mais confiança para quem faz transações na internet, criando uma transparência ainda maior, entre empresa e usuário, no que diz respeito às fraudes no comércio eletrônico. Como player de destaque neste segmento, nada mais coerente do que participar desse movimento e reforçar nossos esforços já existentes hoje na plataforma do Peixe Urbano”, diz Adalberto Da Pieve, CMO do Peixe Urbano.

Com o Compre&Confie, as lojas aumentam a taxa de transações aprovadas, já que o aplicativo barra apenas as compras indicadas como fraudes pelo próprio consumidor. Outra vantagem do app é o menor tempo de resposta de análise antifraude, já que a notificação é imediata. Uma plataforma de benefício mútuo.

“O Movimento Compre&Confie nasceu do objetivo de criar, cada vez mais, transparência no processo da compra e estamos muito felizes com a parceria do Peixe Urbano nessa empreitada”, afirma Pedro Chiamulera, idealizador da iniciativa e CEO da ClearSale. “Com a união das empresas e o movimento em prol da segurança, estamos caminhando juntos para um mercado mais confiável”, conclui Chiamulera.

O executivo ressalta ainda que, fazendo parte do Movimento, as empresas reforçam sua imagem de segurança por meio do selo do Movimento Compre&Confie em seus sites.

Desde o lançamento do aplicativo, já foram realizados 15 mil downloads e 100% das fraudes confirmadas foram evitadas pelo usuário por meio do Compre&Confie.

Tags, , , , ,

Política, crise e TI: perspectivas para o segundo semestre – Por Eduardo Borba

A situação macroeconômica, que começou a se agravar em 2014 e atingiu seu ápice em 2016 com inflação, desemprego, aumento da taxa de juros e crise fiscal, mostra os primeiros sinais de melhora e, ao que tudo indica, a economia volta a se fortalecer. O pior já passou, mas também impeliu para um modelo de atuação para a sociedade.

A crise chegou por conta da insuficiência do governo, que não fez sua parte. O efeito foi duro, mas talvez positivo. A Lava-Jato, por exemplo, resultou na mudança de comportamento das empresas, transformando o modelo de se fazer negócio para operações mais transparentes, sem perder o foco na especialidade daquilo que se oferece. As empresas estão aprendendo a nova regra do jogo.

A falta de previsibilidade da crise segurou os projetos e o mercado aprendeu a conviver com esse paradigma, mas agora o que vemos é o governo lançando medidas para conter os gastos, como a PEC 241, a terceirização, a reforma do INSS, entre outras iniciativas, que devem incentivar a retomada da economia.

Os primeiros sinais rumo à prosperidade já são visíveis. A Moody’s, agência internacional de risco, alterou a perspectiva do ratings dos títulos da dívida do Brasil de negativa para estável. A justificativa da agência é que os riscos de deterioração refletidos na perspectiva negativa estão diminuindo e as condições macroeconômicas se estabilizando. Enquanto a economia apresenta sinais de recuperação, a inflação declina e o cenário fiscal está mais claro.

Os investimentos serão mais cautelosos por conta do contexto que estamos vivendo e ainda vemos uma certa inércia das empresas. Os gestores sabem da necessidade de iniciar novos projetos em áreas como a de Tecnologia da Informação, por exemplo, porém, atualmente, qualquer investimento terá peso para a operação. Fazer uma manobra é algo custoso, tanto em relação ao aporte financeiro quanto em relação às consequências do legado que já existe e que um dia consumiu outros investimentos. Essa situação está freando o apetite dos investimentos.

Porém, ainda há uma luz neste túnel. Alguns setores nos mostram sinais de movimentação. O setor financeiro deve ser o primeiro a prosperar, pois ele se move à medida em que a economia começa a aquecer, haja vista que para se investir é preciso emprestar dinheiro das instituições financeiras. O segundo é o varejo, pois a população começa a consumir mais. E, por fim, a indústria, que passa a atender a demanda da ponta e, consequentemente, começará a desengavetar projetos congelados. E a partir dai a roda começa a girar novamente.

Depois da pior recessão da história, estamos começando a prosperar, mesmo que paulatinamente. Em TI, vemos um mercado preocupado com os investimentos já feitos para o legado atual, que não poderá ser desperdiçado. Para o segundo semestre de 2017, os investimentos serão pequenos e isso abrirá brechas para projetos pontuais. Com isso, a área de tecnologia, começará a atender pontos específicos por meio de investimentos fracionados.

Para 2018, uma nova onda deve surgir com o aumento de volume nos contratos por conta da demanda da terceirização dos processos. As empresas estão entendendo que ao invés de investir em projetos, é melhor terceirizá-los. O Blackbook da IDC confirma que o Brasil terá uma maior demanda de terceirização de infraestrutura se comparado com a demanda de terceirização de serviços. Isso porque estamos carentes de infra para evoluir para novos serviços.

A recuperação econômica do Brasil já está em andamento. Ainda que devagar o momento é de estabilização e para aproveitar o início deste crescimento a chave é a adaptação ao cenário. Todas as empresas, nesta retomada, precisarão de investimento e de conhecimento para evoluir, porém, fazer isso dentro de casa é lento e caro. Otimizando a infraestrutura das empresas poderemos acelerar seus negócios. Além disso, não dá para as empresas ficarem experimentando novos projetos. O momento é de assertividade para conter riscos, investindo de forma fracionada.

Eduardo Borba, presidente da SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia.

Tags, , , ,

Pernambucanas anuncia aplicativo para venda online

A partir de 27 de abril, a Pernambucanas lança seu novo aplicativo para celulares e tablets. A ferramenta, gratuita e disponível para iOS e Android, apresenta diversas funções para ampliar a comunicação com seu cliente, além de facilidades e benefícios exclusivos.

A principal novidade do aplicativo é a possibilidade de compras online. Produtos de moda e casa, peças infantis e coleções especiais estarão disponíveis, à distância de um clique. As operações poderão ser realizadas no Cartão Pernambucanas e demais cartões de crédito, com entrega para todo o Brasil.

Outras funções do aplicativo incluem cupons de desconto exclusivos, para serem usados no próprio aplicativo ou lojas físicas; localizador de lojas; e central de solicitação do Cartão Pernambucanas; mural com convites para eventos, alertas de novidades das coleções e ofertas personalizadas; agenda pessoal, onde o cliente pode anotar compromissos diários; e conteúdo especial, que dá acesso aos catálogos e filmes de novas coleções em primeira-mão.

O aplicativo será apresentado junto da campanha de Dia das Mães, no dia 27 de abril. E, para celebrar a ocasião, a Pernambucanas oferece uma promoção especial: o cliente que fizer uma compra na Loja Pernambucanas física e se cadastrar no aplicativo no período da Campanha de dia das Mães (27/4 a 15/5), ganhará um desconto especial para ser utilizado durante a Campanha de Namorados (25/5 a 12/6).

Tags, , ,

T2 Software lança plataforma de Internet industrial

A T2 Software anuncia o lançamento de sua plataforma de Internet industrial chamada Neosensor. A novidade traz uma nova realidade ao setor industrial e acelera a adoção de novas tecnologias como Big Data e Inteligência Artificial com foco no aumento de produtividade. O principal atrativo é que a T2 Software oferece todo o processo em forma de serviço, desde o hardware até o software, diminuindo o investimento e agilizando a implementação.

Para o diretor da T2 Software, Rodrigo Klein, o Neosensor está totalmente alinhado no conceito da Indústria 4.0, que sugere fábricas cada vez mais inteligentes e que geram informações em tempo real para os tomadores de decisão. “Com a aplicação do IoT (Internet das Coisas) na concepção do Neosensor, temos uma nova dimensão na relação entre o que acontece no chão de fábrica e quem precisa tomar decisões. Com o Neosensor é possível ter informações em tempo real, agilizando a tomada de decisão e melhorando os processos. É literalmente a “fábrica falando” com os gestores sobre o estado dos seus processos e equipamentos”, explica o executivo.

Quando Klein usa a expressão “fábrica falando”, ele leva em consideração a velocidade com que os dados são processados e informados aos gestores. Se o sistema perceber uma mudança de comportamento em determinado conjunto de dados recebidos, como por exemplo uma sequência de paradas na linha de produção ou aumento de temperatura de um equipamento ou de uma área, o gestor passa a receber alertas informando os problemas e de que é preciso fazer ajustes, manutenções ou até mesmo troca de equipamentos. “E todo esse monitoramento é feito minuto a minuto, dando um panorama “realtime” da produção”, reforça Klein.

Implantação — A implantação também é outro ponto que chama atenção. Todo o sistema pode ser instalado em poucos dias. “Os equipamentos são todos sem fio e interligados via Rádio Frequência. Não é necessário investir em obras civis para passagem de cabos e, em muitos casos, nem é preciso se utilizar da infraestrutura de TI da empresa, pois o equipamento já coleta e transmite a informação para a nuvem por WIFI ou Rede GPRS. Essa informação poderá ser acessada por qualquer tipo de dispositivo”, explica Klein.

Tags, ,

Samsung apresenta Business TV para PMEs

view

Com o objetivo de diversificar o portfólio oferecido para atender pequenas e médias empresas, a Samsung apresenta ao mercado nacional a Business TV, solução criada especialmente para atender as necessidades desse segmento, e que estará disponível para compra a partir do dia 28 de abril, na versão de 40 polegadas, por meio dos parceiros participantes no site www.samsung.com.br/BusinessTV.

Desenvolvido com o melhor custo benefício do mercado, o produto se diferencia ao oferecer entretenimento aos clientes, com a exibição da programação das emissoras de TV, e garantir também a divulgação de promoções estratégicas, assim como novos produtos e serviços, de maneira simples e online por meio dos parceiros provedores de conteúdo.

A Business TV está posicionada em um mercado entre as televisões convencionais e o monitor profissional, e pode ser usada, por exemplo, em um bar como TV para exibição de jogos de futebol e, ao mesmo tempo, apresentar promoções específicas, criadas de acordo com a necessidade do empresário. Dessa forma, é possível executar promoções de forma rápida e online ou estimular a venda de um produto específico sem deixar de entreter o cliente enquanto a programação é exibida.

A Business TV permite que as pequenas e médias empresas tenham uma comunicação ágil e com a gestão completa do conteúdo exibido. “Tudo isso por um custo muito mais acessível do que as soluções profissionais existentes no mercado, favorecendo os empresários que querem deixar seu negócio mais atrativo e moderno”, diz João Hiroshi, Gerente Sênior da divisão de Monitores da Samsung Brasil.

Como usar a Business TV?

A novidade é muito simples de usar: basta que o empresário acesse o aplicativo “Business TV” da Samsung instalado no próprio aparelho e tenha uma conexão Wi-Fi. Ao entrar, ele encontrará duas opções de comunicação disponíveis para escolher. Basta selecionar a opção de acordo com sua necessidade, e começar a desfrutar dos benefícios do produto.

Caso o local não possua internet, é possível carregar o conteúdo em um pen drive com as imagens e banners que deseja utilizar e fazer a comunicação junto aos clientes. O app Business TV conta com três modos de exibição: Somente TV (programação normal da TV), Somente sinalização digital e TV + sinalização digital.

Tags, , ,

SiiLA ampliará plataforma de inteligencia de mercado para el sector inmobiliario en México

SiiLA (Sistema de Información Inmobiliaria para Latinoamérica), una plataforma especializada en inteligencia de mercado y análisis creada exclusivamente para el sector inmobiliario, anunció el día de hoy sus planes de expansión a México. La nueva sucursal de la empresa, SiiLA México, proporcionará un nivel sin precedentes de inteligencia de mercado y conectividad a los profesionales del sector inmobiliario comercial.

SiiLA México, que será lanzada en el cuarto trimestre de 2017, permitirá a sus suscriptores acceso y capacidad de análisis de información de propiedades comerciales en México, actualmente no disponible. SiiLA México proporcionará información de transacciones de arrendamientos y ventas, estadísticas de mercado, información de mercados de capitales, anuncios de propiedades disponibles, noticias de la industria y una red interactiva privada para los profesionales más influyentes del mercado inmobiliario.

El COO de SiiLA, Antonio Colindres, liderará los esfuerzos de expansión de la empresa en México.

“El mercado inmobiliario comercial en México se ha vuelto cada vez más sofisticado, pero aún existe un vacío significativo de información confiable”, dijo Colindres. “SiiLA México proporcionará la más alta calidad de inteligencia de mercado, análisis y una red de contactos de los miembros más influyentes del sector inmobiliario mexicano”.

La expansión a México es la segunda fase de un proyecto continental que inició con SiiLA Brasil, lanzado al mercado brasileño en octubre 2015. En menos de dos años, SiiLA Brasil se ha convertido en el principal recurso en ese país para obtener información del sector inmobiliario comercial, con importantes socios como Ivanhoe Cambridge, Hines, Tishman Speyer, entre otros.

Tags, ,

VivaReal lidera o segmento de portais imobiliários com recorde de usuários únicos

O VivaReal bate recorde de usuários únicos no mês de fevereiro de 2017. Segundo os dados mais recentes da comScore, o VivaReal lidera o segmento com mais de 4,867 milhões de visitantes únicos em fevereiro (desktop e mobile), representando 21,9% do Market Share. A lista é seguida por Zap (21,6%), Olx Imóveis (20,7%), Imovelweb (15,6%) e Mercado Livre Imóveis (5,8%).

O VivaReal possui a maior oferta e demanda de imóveis com mais de 5 milhões de anúncios para compra e locação em todo o Brasil. A equipe do portal imobiliário é composta por mais de 600 profissionais distribuídos em 14 escritórios no Brasil. Desde sua fundação, a empresa brasileira recebeu mais de R$ 170 milhões de investimentos dos fundos Monashees Capital, Kaszek Ventures, Valiant Capital, Dragoneer Investment Group e Spark Capital.

Portal Imobiliário Market Share Usuários Únicos (em milhões)

VivaReal 21,9% 4.867

Zap 21,6% 4.804

Olx Imóveis 20,7% 4.613

Imovelweb 15,6% 3.478

Mercado Livre Imóveis 5,8% 1.280

Tags, , , , ,

Inteligência artificial terá grande impacto nos negócios até 2020, aponta Estudo da TCS

A Tata Consultancy Services, empresa líder em soluções de negócios, consultoria e serviços de TI, divulgou seu Estudo Global de Tendências intitulado “Getting Smarter by the Day: How AI is Elevating the Performance of Global Companies” (“Tornando-se mais inteligente a cada dia: como a IA está elevando o desempenho de empresas globais”). Com foco no impacto atual e futuro da Inteligência Artificial (IA), o estudo entrevistou 835 executivos, de 13 setores da indústria, em quatro regiões do mundo, e revelou que 84% das empresas consideram o uso da IA “essencial” para a competitividade, com mais 50% vendo a tecnologia como “transformadora”.
Ampla adoção da IA é esperada em diversas funções do trabalho

Ao explorar as visões e ações dos responsáveis pelas decisões em empresas globais com receita média de US$ 20 bilhões, o estudo revelou que a IA está se espalhando por quase todas as áreas das empresas. Os que mais adotam a IA hoje são, como já se esperava, os departamentos de TI, com dois terços (67%) dos entrevistados usando IA para detectar intrusões de segurança, problemas de usuário e automação. No entanto, quase um terço (32%) das empresas acredita que o maior impacto da IA até 2020 será em vendas, marketing ou atendimento ao cliente, enquanto um em cada cinco (20%) prevê que o maior impacto da IA será em funções corporativas não relacionadas diretamente a clientes, a exemplo de finanças, planejamento estratégico, desenvolvimento empresarial e Recursos Humanos.

As empresas que participaram do estudo fazem parte de diversos setores, incluindo automotivo, bancário e financeiro, de energia, saúde, ciências biológicas, manufatura e varejo. Esse aspecto multissetorial destacou o impacto da IA no local de trabalho como uma importante força complementar para os próximos anos. Alguns exemplos vêm do uso da IA para orientar representantes de atendimento ao cliente a resolver problemas mais rapidamente e antecipar futuras compras, reconciliar com agilidade e precisão transações em massa durante a noite para instituições financeiras, ou liberar tempo dos profissionais de RH ao administrar os longos processos de ambientação de novos contratados.

Quanto ao debate em curso sobre o impacto da IA nos empregos, os executivos entrevistados estimam uma redução líquida entre 4% e 7%. em cada função até 2020. No entanto, as empresas com os maiores ganhos de receita e eficiência de custo gerados pela IA veem uma demanda, pelo menos, três vezes maior por novos postos de trabalho em cada função até 2020 por conta da IA, em comparação com empresas com menores ganhos de receita e eficiência de custo relacionados à IA. A inteligência artificial já está sendo usada para automatizar determinados processos e impulsionar a eficiência, ajudar funcionários a serem mais produtivos,dedicar mais tempo a funções de negócios mais estratégicas e criar novos trabalhos e serviços que não eram possíveis no passado.

“À medida que começam a ter uma melhor compreensão da aplicação da IA nos negócios, as empresas percebem o impacto significativo dessa força transformadora. Isso está refletido no nosso Estudo Global de Tendências, que mostra que as empresas com visão de futuro estão começando a fazer grandes investimentos em IA”, afirma K Ananth Krishnan, Executive Vice President and Chief Technology Officer (CTO) da TCS. “Dada a crescente ruptura digital em todos os setores, inclusive o público, IA deve se tornar fundamental e um componente integrado à estratégia das organizações.”

Investimentos e retornos gerados pela IA estão crescendo; América do Norte e Europa lideram

Com a IA se tornando uma tecnologia difundida, os investimentos financeiros na tecnologia devem crescer, já que 7% das empresas destinaram, pelo menos, US$ 250 milhões cada uma para IA em 2016, e 2% já planejam investir mais de US$ 1 bilhão até 2020 – provavelmente buscando conquistar uma vantagem competitiva como primeiros a adotar a IA.
O Estudo Global de Tendências revelou uma clara correlação entre investimentos em IA e impacto nos negócios. As empresas que conquistaram os maiores ganhos de receita e redução de custo relacionados com IA, investiram cinco vezes mais na tecnologia do que as empresas com menores ganhos de receita e redução de custo associados à IA. Os líderes geraram um aumento médio da receita de 16% a partir de iniciativas de IA em 2015 versus 2014, enquanto os retardatários viram um modesto crescimento na receita de 5%. Regionalmente, as empresas norte-americanas foram as principais investidoras em IA em 2015, com um valor médio por empresa de US$ 80 milhões, seguidas pelas europeias com US$ 73 milhões, as empresas da região Ásia-Pacífico com US$ 55 milhões e as da América Latina com US$ 51 milhões.

Segurança cibernética é a principal razão para se adotar IA

Os executivos participantes no Estudo Global de Tendências em todas as regiões e setores apontaram quatro fatores como os mais importantes na aceitação generalizada e benefícios da IA para os negócios. Quase sete em 10 empresas (68%) usam atualmente a IA para detectar e prevenir potenciais ataques e ameaças à segurança dos sistemas. Outros fatores importantes incluem o desenvolvimento de sistemas cognitivos que aprendem continuamente e têm a capacidade de tomar decisões confiáveis e seguras baseados em massas de dados, e ganhar a confiança dos gestores para usar as recomendações da IA sobre o que devem fazer.

Sobre o Estudo Global de Tendências 2017

O sétimo Estudo Global de Tendências realizado anualmente pela TCS entrevistou 835 executivos de empresas em quatro regiões do mundo, com um faturamento anual médio individual de US$ 20 bilhões. As quatro regiões pesquisadas foram América do Norte (incluindo Canadá), Europa (Reino Unido, Alemanha, França, Dinamarca e Suíça), Ásia-Pacífico (Índia, China, Austrália e Japão) e América Latina (Brasil e México). O estudo foi concluído em junho de 2016. Para obter mais informações ou para fazer o download do estudo, acesse http://sites.tcs.com/artificial-intelligence/

Tags,

Inscrições para o Ciab Fintech Day encerram-se nesse domingo, 30 de abril

1 projetos serão selecionados para participar da competição; vencedor será escolhido por voto popular e anunciado no último dia do evento

Encerram-se nesse domingo, dia 30 de abril, as inscrições para participar do Ciab Fintech Day, uma competição promovida pelo Ciab FEBRABAN, que tem como objetivo incentivar negócios entre Instituições Financeiras e desenvolvedores de soluções inovadoras e disruptivas.

Para inscrever seus projetos, as fintechs deverão acessar o link pt.surveymonkey.com/r/fintechday2017. As iniciativas serão analisadas e no dia 20 de maio, a FEBRABAN divulgará uma lista com os 21 finalistas que participarão do evento. Durante o Ciab Fintech Day, essas empresas farão apresentações para uma comissão julgadora, que analisará critérios como experiência do cliente, audácia, inovação, simplicidade e escalabilidade.

Ao fim do processo, essa comissão selecionará quatro fintechs que se reunirão com representantes dos grandes bancos para estudarem possibilidades de negócios e parcerias. Entre as quatro selecionadas, a vencedora será escolhida por voto popular.

Esse ano a 27ª edição do Ciab FEBRABAN acontecerá entre os dias 06 e 08 de junho. Além dessa competição, haverá um auditório exclusivo para as Fintechs, onde serão realizados painéis e debates, que falarão sobre as principais estratégias de inovação adotadas por Instituições Financeiras e Startups para revolucionar o mercado financeiro.

Para conferir o regulamento e se inscrever, acesse:http://www.ciab.org.br/fintech

Ciab FEBRABAN

Data: 06 a 08 de junho de 2017
Local: Transamérica Expo Center (Avenida Doutor Mário Vilas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro)
Site:http://www.ciab.org.br
Credenciamento para imprensa:ciabfebraban@webershandwick.com

Tags