Page

Author admin

SAP oferece soluções cloud focando a profissionalização de pequenas e médias empresas

A SAP anuncia uma oferta para atender às crescentes necessidades de gestão profissional das empresas de pequeno e médio porte no Brasil. Segundo a última pesquisa realizada pelo Sebrae e pela Fundação Getúlio Vargas, as mais de nove milhões de pequenas e médias empresas representavam 27% do PIB nacional. Esse número, em valores absolutos, soma um total de R$ 599 bilhões (quatro vezes mais do que o resultado da última década).

A estratégia da empresa é a oferta do software de gestão SAP Business One no formato de serviços (SaaS). Com assinatura mensal, a partir de R$ 250,00 por mês para empresas com até 25 usuários, além do custo de hospedagem na nuvem de um provedor a ser escolhido pelo cliente, este modelo de serviços flexibiliza o acesso ao software e aumenta a transparência na gestão de empresas em crescimento.

“Como não há um investimento inicial na compra de software – o que imobilizaria um capital que normalmente as pequenas empresas não tem -, a aquisição da solução torna-se realmente uma decisão de estratégia de profissionalização da gestão. Por isso, o SAP Business One é a solução perfeita para PMEs que estão pleiteando aportes e investimentos para dar um salto de crescimento, precisam profissionalizar suas operações, garantindo aos investidores transparência na gestão”, afirma Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil.

Hoje, no Brasil, organizações como Instituto Ayrton Senna, 1900 Pizzeria, Cisa Brasile, Global Aviation e até times de futebol, como o Palmeiras e o Botafogo (da cidade paulistana de Ribeirão Preto) utilizam o SAP Business One para fazer a gestão de suas operações administrativas.

Para se ter uma ideia da importância das pequenas empresas no Brasil buscarem a profissionalização da gestão de seus negócios, em 2016, as fintechs (empresas iniciantes de tecnologia do setor financeiro) receberam aportes totais no valor de US$ 161 milhões (cerca de R$ 515 milhões), de acordo com Relatório da Global FinTech Hubs Federation, Federação internacional que reúne associações de apoio a startups. O Brasil ocupa só a 7ª posição em volume de investimentos, o que demonstra que startups e pequenas empresas nacionais também necessitam ter uma governança bem definida da gestão para atrair investidores.

Gestão de fornecedores

Seguindo a mesma demanda por soluções que ajudem a impulsionar os negócios das PMEs, a SAP também disponibiliza ao segmento a solução em nuvem SAP Ariba, uma ampla rede online que conecta vendedores e compradores de todo o mundo.

“Com a mesma solução que já é usada por grandes companhias globalmente, empresas em crescimento podem ganhar agilidade, diminuir custos, reduzir riscos e aumentar a receita por meio de uma melhor gestão de compras e contratos com parceiros comerciais”, conclui Cristina.

Atualmente, a rede SAP Ariba conecta 2,3 milhões de fornecedores com empresas de todos os tamanhos no mundo. Só no Brasil 13.000 companhias usam a rede para otimizar seus processos de compras. Entre elas estão o Aché Laboratórios e a Atento.

Tags,

Mulheres no Comando – Qualidades que fazem a diferença no mundo corporativo

Diretora Financeira da Bristol-Myers Squibb destaca qualidades que fazem a diferença no mundo corporativo

Apesar do salto no número de vagas ocupadas pelo sexo feminino nas organizações, apenas 13,6% são de cargos de liderança no Brasil, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em parceria com o Instituto Ethos.

Atenta a esse cenário, a biofarmacêutica Bristol-Myers Squibb percebeu uma grande oportunidade para transformar esse vácuo em uma vantagem competitiva. Por meio do seu Programa Diversidade & Inclusão, a empresa tem mudado a forma como os altos cargos são distribuídos: hoje, 56% dos executivos da empresa são mulheres.

A Diretora Financeira Mara D’Avella, sponsor e apoiadora do projeto dentro da empresa, explica que a ascensão das mulheres tende a ser impulsionada conforme outras mulheres vão conquistando promoções internamente: “Não só no Brasil, como em outros países, verificamos esse movimento. As pessoas acabam desenvolvendo uma empatia com seus colegas e naturalmente são atraídas para trabalharem juntas. Se for uma mulher, ela puxa outra mulher. É uma mudança de cultura”.

Segundo Mara, o mercado coorporativo, que ainda é ocupado principalmente por homens, tende a valorizar as mulheres que conquistam novas posições: “O homem em uma sala de reuniões é um pouco menos flexível. Já a mulher geralmente consegue ter uma visão mais sensível e aberta, o que acaba colaborando na promoção de mudanças e ajustes que, consequentemente, se refletem em uma melhoria na performance da equipe”.

Confira abaixo algumas dicas da diretora da BMS para se destacar no ambiente de trabalho:

• Aja como uma líder: É importante ter um bom relacionamento com a sua equipe, participar de eventos internos e se mostrar comprometida.

• Compartilhe seu conhecimento: Trazer suas experiências anteriores e disseminar informações visando ajudar os colegas de trabalho são atitudes que se refletirão positivamente em sua performance. É importante fazer isso para benefício de todos.

• Sinta-se à vontade: Quando se é a única mulher em um ambiente cercado por homens, é natural se sentir acuada em um primeiro instante. Porém, é uma oportunidade para se destacar e inspirar outras mulheres a seguirem o mesmo caminho.

• Valorize a troca de experiências: Lidar com pessoas de outros gêneros, assim como culturas, maneiras de agir, de vestir, outras religiões etc., pode ser muito enriquecedor. É importante saber absorver o melhor que cada pessoa pode oferecer, respeitando sempre as diferentes visões.

Tags, ,

Número de usuários do aplicativo do BB mais que dobra em dois anos

O BB divulgou no resultado de 1º trimestre de 2017 que 70% das transações bancárias realizadas pelos clientes foram em canais digitais. 48% via mobile e 22% pela internet. Hoje, 11,1 milhões de clientes do BB são usuários do aplicativo do Banco do Brasil para tablets ou celulares. No primeiro trimestre de 2016, eram 7,6 milhões. E no mesmo período de 2015, eram 5,1 milhões. Ou seja, em dois anos, o número de clientes do BB que utilizam o aplicativo do Banco em dispositivos móveis mais que dobrou, num crescimento de 117%.

A pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária, divulgada no último dia 10, também coloca o mobile como o canal preferido dos clientes pela primeira vez. Uma em cada três operações são feitas por smartphones ou tablets.

O estudo aponta que no ano de 2016, o número de transações no mobile saiu de 11,2 bilhões para 21,9 bilhões, ou seja, quase o dobro se comparado com 2015, um crescimento de 95% considerando todos os bancos. O estudo também indica que pela primeira vez as transações em mobile ultrapassam as transações em internet banking no sistema bancário brasileiro. Já no BB, essa realidade já foi alcançada muito antes: desde agosto de 2014!

Vanguarda

O BB sempre atualiza seu aplicativo – o mais bem avaliado do SFN nas lojas de aplicativos. Na próxima semana, os clientes do Banco já poderão contratar consórcios por mobile. Com os produtos de consórcio em alta no BB, já foram comercializados mais de R$ 2,1 bilhões em cotas no primeiro trimestre deste ano. O crescimento é justamente apoiado por canais alternativos, como correspondentes bancários, internet e a atuação junto a clientes Atacado e Private. A opção no app do BB deve apoiar ainda mais as vendas pela frente digital.

Principais funções de contratação e gestão das cotas de consórcios:

– Simulação e contratação de cotas diretamente no app

– Acesso ao extrato detalhado da cota de consórcios

– Simular e ofertar lances, assim como forma de diluição e troca do bem de referência

– Pagamento de parcelas em dia e atrasadas, assim como antecipação e quitação de prestações

Veja os principais benefícios ao consórcio via mobile:

– Facilita o processo de simulação e contratação de cotas

– possibilita avaliar opções no app

– Otimiza a experiência na interação com o produto por navegação intuitiva e amplo leque de informações

– Concede mais autonomia ao cliente para gerenciar sua cota de consórcio

– Agiliza o processo de gestão e contratação das cotas

– Automatiza o pagamento

– Facilita lançamentos financeiros

Tags,

Fique atento aos ataques do Adylkuzz

Malware se dissemina silenciosamente e é mais perigoso que o WannaCry

Enquanto o mundo discute o alcance dos ataques do ransomware WannaCry, que atingiu milhares computadores no dia 12 de maio de 2017, uma nova ameaça está se espalhando silenciosa e, por isso, agressivamente. O Adylkuzz explora a mesma vulnerabilidade de segurança do sistema operacional Windows que fizeram o WannaCry ganhar notoriedade.

O alcance do Adylkuzz ainda é desconhecido, mas considera-se que ele possa estar se proliferando desde final de abril de 2017. Diferente do WannaCry, este malware não bloqueia o acesso do usuário ao computador e cria danos, às vezes imperceptíveis, ao sistema operacional.

Por isso é maior a dificuldade de identificá-lo. Milhares de computadores podem estar infectados e sendo usados pelo Adylkuzz como botnets (uma rede de computadores infectados sob controle de cibercriminosos) para atacar novos usuários. E esse é um grande problema, pois uma vez infectado, o computador pode ser utilizado para outros fins, como, por exemplo, para prática de crimes virtuais.

A BLOCKBIT reforça a necessidade de atualizar os patches de segurança distribuídos pela Microsoft para o sistema operacional Windows em todos os computadores, sejam domésticos ou corporativos. “Esta ameaça é ainda mais perigosa por não deixar vestígios de que o usuário está infectado. Quanto mais integrada for a abordagem de segurança com ferramentas para o rastreamento de novas vulnerabilidades, identificação de intrusos, firewall avançado, controle da Web 2.0 e outras funções, mais seguros estarão os usuários do Windows”, comenta Edison Figueira, diretor de R&D da BLOCKBIT.

Alguns sintomas da infecção pelo Adylkuzz são a perda de acesso a pastas compartilhadas do Windows e degradação do desempenho do computador. Isso acontece pois ao infectar um computador, o malware finaliza qualquer instância dele mesmo que esteja rodando e bloqueia o tráfego SMB para prevenir novas invasões (inclusive do WannaCry).

Este ataque também busca lucros em moeda digital, embora de forma diferente do WannaCry. O Adylkuzz está sendo usado para “minar” a moeda virtual Monero. O processo busca validar transações financeiras na rede desta moeda usando os computadores infectados, que “ajudam” os criminosos a ganhar dinheiro sem que precisem roubar dados ou cobrar resgate da vítima.

Além de recomendar a atualização do sistema Windows em todos os computadores, o Intelligence LAB da BLOCKBIT sugere que os usuários sigam as já conhecidas boas práticas de segurança relativas ao comportamento do usuário: não visitar links ou baixar arquivos de origem desconhecida, avaliar todos os e-mails recebidos, manter backups atualizados e usar toda ferramenta de segurança ao seu alcance.

Tags, ,

Ricardo Eletro investe em soluções digitais para cobrança

O cenário atual de crédito reduzido e inadimplência alta tem afetado todo o mercado brasileiro, mas especialmente o segmento varejista do país. A Ricardo Eletro, do grupo Máquina de Vendas de Minas Gerais, presente em mais de 20 estados brasileiros e líder de vendas no seu estado, tem acompanhado essa realidade na recuperação de crédito e estabeleceu o desafio de atualizar alguns produtos na cobrança. A empresa é cliente da PG Mais Resultado desde 2011 e esteve em Curitiba recentemente para pilotar e conhecer de perto soluções digitais que garantem uma gestão mais enxuta e resultados mais rápidos.

“Vejo uma inadimplência alta e a dificuldade cada vez maior na recuperação. Por conta disso, resolvemos, nesse ano, mirar nos processos e soluções de canais digitais”, afirma Leonardo Goulart, gerente de cobrança da Ricardo Eletro. “Queremos otimizar custos e para isso, vamos ter que reduzir o atendimento humano que é o custo mais alto na operação. Soluções inovadoras como as que tenho visto aqui na PG serão de grande ajuda nesse processo de adequação da empresa”, completa.

Há 7 anos no mercado, a PG Mais Resultado é uma empresa de inteligência, pesquisa e desenvolvimento de canais de comunicação e gestão do conhecimento, que está em constante inovação, desenvolvendo as melhores soluções multicanais. Um dos destaques da empresa é a plataforma Unique, uma inovadora solução modular que potencializa a gestão e execução de Estratégias de Comunicação integradas aos mais variados canais (SMS, E-mail, URA e Chat) e produtos (Enriquecimento de Dados, Portal de Negociação, Receptivo Digital).

Tags, , ,

Acelera MGTI abre inscrições para seleção de startups

O programa irá selecionar e desenvolver até 15 startups de base tecnológica que já possuam produtos ou serviços que estejam, no mínimo, em fase de descoberta ou validação do cliente. O objetivo é levá-las a atingir um estágio de validação do problema, da solução e do início da escalabilidade de vendas.

Tendo como destaque sua metodologia de evolução das startups, o programa propicia conexões internacionais com Silicon Valley e Europa. Uma das novidades nesse novo ciclo é a oferta de uma vaga (para a startup com melhor desempenho no programa) para o programa de Inovação e Empreendedorismo com a Universidade de Stanford, previsto para 2018, e uma visita à ecossistemas internacionais de empreendedorismo participantes da rede BIN@ – Business and Innovation (fundada pela Universidade do Porto – Portugal, Universidade de Sheffield – Inglaterra e USP – São Paulo).

O conjunto de benefícios oferecidos equivale a um investimento, por startup, da ordem de R$200.000,00. Além das conexões já mencionadas, podem ser citados como benefícios: consultorias com profissionais experientes e qualificados, treinamentos, eventos, metodologia fundamentada nos conceitos do Lean Startup e Customer Development, mentorias com empresários e especialistas de mercado, network em ambiente potencializador de negócios, com acesso a mais de 300 empresas associadas à Fumsoft e Assespro-MG, acesso a investidores e infraestrutura e localização privilegiada.

A aceleradora/incubadora Acelera MGTI é gerenciada pela Fumsoft, entidade com mais de 20 anos de experiência em empreendedorismo, e conta com o apoio das demais entidades de tecnologia de Minas Gerais participantes do programa MGTI. Nesse período, gerou o maior track record em empreendedorismo no estado, e algumas histórias de sucesso são contadas aqui.

A MOIP Pagamentos, que ingressou em 2007 no programa de empreendedorismo, por exemplo, foi comprada pela alemã Wirecard por R$165 milhões e se destaca entre as grandes intermediadoras de pagamentos na internet. “Participar de um processo desses te dá, além da base de conhecimento teórico, te dá um atalho. Não só as pessoas que estão no processo, mas o que os mentores trazem, as pessoas com mais experiência que podem ajudar em diversas coisas, inclusive abrir portas ou oportunidades”, ressaltou o presidente executivo da empresa, Igor Senra.

A OneCloud, acelerada no início de 2014, foi adquirida pela TIVIT. “A aceleração no MGTI, e o programa Startup Brasil, foram fundamentais para conseguirmos chegar onde chegamos. Destaco as mentorias que nos ajudaram principalmente em desenvolvermos um produto inovador e fazermos um negócio onde todas as partes ficassem satisfeitas”, enfatizou o cofundador da startup, Cláudio Correa.

Para João Gallo da AppProva estar na Acelera MGTI é mais do que fazer parte de uma programa de aceleração, é estar inserido em um ecossistema com várias iniciativas, conexões e oportunidades. “Atualmente, fazemos parte do grupo Somos Educação. Com certeza o que despertou o interesse do grupo e o que permitiu que chegássemos no ponto de passar pelo processo de incorporação está totalmente alinhado com o que conseguimos desenvolver no período de incubação e aceleração.”

Wilson Caldeira, Diretor de Empreendedorismo da Fumsoft, considera que “o aprendizado contínuo que tivemos com as edições anteriores do programa, inspirados no próprio modelo Lean Startup, nos faz acreditar que teremos o que há de melhor para as startups nesse ciclo 2017/2018, com destaque para as conexões internacionais, que trarão para os participantes uma visão de negócios já inseridos no mercado global”.

O Presidente da Fumsoft, Leonardo Fares, destaca que “temos uma preocupação significativa com a consistência do negócio e das tecnologias que suportam seu modelo, de forma que possamos apoiar startups que consigam desenvolver diferenciais competitivos sustentáveis em relação aos seus concorrentes de mercado”.

Ficou interessado em ingressar no programa Acelera MGTI, que está sediado no coração de Belo Horizonte, num espaço de 1.300m², situado à Av. Afonso Pena 4.000, 3º andar, no bairro Cruzeiro? Baixe aqui o edital e efetue aqui sua inscrição, até o dia 30 de junho de 2017.

Tags, , , , ,

Sua empresa possui pilares: destaque-os – Por Federico Vega

Você sonha, trabalha e se desenvolve para ver sua empresa em destaque, acima dos demais, passos à frente da concorrência e crescendo cada dia mais, certo? Mas será que internamente você está fazendo isso com seus colaboradores? Bom, deveria, eles são pilares que você deve destacar sempre, são exemplos a serem seguidos e pequenos motores que contagiam as equipes.

Que fique claro, antes que você pense, não estamos falando somente de bonificação salarial ou crescimento de cargo, isso ocorrerá com a manutenção dos resultados e com o surgimento da oportunidade. Você precisa reconhecê-los rapidamente, no curto prazo, assim, você passa a impressão de que está próximo ao que acontece na operação, tanto para o lado ruim, quanto para o bom.

Algumas ações simples podem te ajudar, por exemplo, colocar uma placa de destaque próxima daquele vendedor que bateu a meta, ou colocar cadeiras diferenciadas para os melhores atendentes e até parabenizar frente a equipe. São situações singelas que reconhecem, recompensam e chamam atenção de todos.

Lembre-se também de colocar esses funcionários em evidência quando alguém de fora da operação estiver presente. Convide-os para participar de alguma reunião, apresente-o para algum visitante e faça com que ele apresente a operação e afins. Isso irá mexer com o ego deles e vai desencadear uma onda de motivação e inspiração.

Você deve reconhecer que sua empresa só será destaque, se internamente ela possui isso. Os pilares precisam ser identificados e recompensá-los é de suma importância. Esse é o passo inicial para ver sua empresa a frente dos outros, faz com que você tenha uma operação saudável, estimulada e comprometida, desenvolvendo sempre o senso de propriedade.

Federico Vega, CEO e Fundador da CargoX

Tags, , ,

Grandes marcas do varejo nacional e internacional compartilham suas experiências no VTEX DAY

Empresas como C&A, Unilever, O Boticário, Mercado Livre, B2W, Netshoes e Saraiva já confirmaram presença no VTEX DAY 2017, maior evento de varejo multicanal da América Latina que reunirá os principais especialistas do setor para abordar as tendências e inovações do omnichannel, em São Paulo, nos dias 30 e 31 de maio.

A expectativa da organização é receber 10 mil participantes que terão a oportunidade de conhecer as novidades na área, identificar como está o segmento no mundo, bem como se inspirar nas empresas nacionais e internacionais que apresentarão seus cases de sucesso.

Na Sala Keynote Arena, o CEO da C&A, Paulo Correa, ministrará a palestra Teoria x Prática do Omnichannel (desafios da digitalização), às 9h, do dia 31. Já os desafios da digitalização da centenária Saraiva será o tema abordado pelo diretor de e-commerce da companhia, Adriano Di Bella Travollassi, na Sala Comercial, às 10h50.

A expansão global do Grupo O Boticário será o assunto da palestra de Fernando Mattar, executivo de TI, e Guilherme Farinelli Silva, diretor de e-commerce, às 11h20, na Sala Operacional. Na sequência, às 15h25, na Sala do Fórum do Empreendedor Digital, acontecerá o Painel Como vender nos grandes marketplaces brasileiros?, cujo tema será debatido por Flávia Marcon, gerente de marketplace do Mercado Livre, Luis Vabo Jr., diretor executivo da B2W Digital,eLívia Soares, head Of Strategic Partners da VTEX.

Chau Banks, CIO and Channel Integration at New York & Company, e Zia Daniell Wigder, Chief Global Content Officer at Shoptall, debatem às 9h35, do dia 31, A organização digital nos tempos modernos: Top 10 lições de uma líder americana de varejo de moda. Patricia Amaro, diretora de e-commerce para a América Latina da Unilever falará também no dia 31 sobre O olhar da indústria para o canal do e-commerce em momentos de crise, na sala My Case III, às 13h20.

“O VTEX DAY é o ponto de encontro do mercado para os profissionais que buscam construir parcerias de valor para suas empresas e, principalmente, gerar novos negócios durante o evento”, explica Mariano Gomide, Co-CEO da VTEX.

Área de Exposição

A área dedicada à exposição das novidades para o varejo terá a participação de mais de 100 empresas. Serão centenas de produtos e serviços, incluindo soluções para pagamento, marketing digital, relacionamento com o consumidor, logística, integração, entre outros.

“O conteúdo e as tecnologias dos expositores foram pensados com o objetivo de oferecer ao participante o que há de melhor para o varejo virtual e físico. Nosso objetivo é mostrar as boas práticas de vendas e gestão que podem ser aplicadas nos negócios aqui no Brasil e em toda América Latina”, explica Alessandra Scano Hypolito, Head do VTEX DAY e Diretora de Eventos da VTEX.

Confira a agenda completa no site: http://vtexday.vtex.com/

VTEX Day

Data: 30 e 31 de maio de 2017

Horário: dia 30, das 16h às 22h00; e dia 31, das 07h30 às 22h

Local: São Paulo Expo – Rod. dos Imigrantes, km 1,5

Ingressos: http://ingressosvtexday.vtex.com/

Tags, , , ,

Nexxera e ACATE inauguram espaço para fomento de startups

Um dos polos de tecnologia que mais se destacam no país, Florianópolis acaba de ganhar mais uma iniciativa que pretende estimular a inovação pela aproximação de grandes e médias empresas com o universo das startups. Com a proposta de promover a inovação aberta e o compartilhamento de experiências nasce o Link Lab. A iniciativa é da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE), que tem o Grupo Nexxera – líder nacional em transações eletrônicas – como co-fundador e patrocinador.

Para receber o projeto, um novo espaço de 640m² com escritório compartilhado e oito salas privativas está sendo preparado no Centro de Inovação ACATE – Primavera, em Florianópolis, um dos ambientes mais inovadores da capital catarinense e premiado em 2016 como o melhor projeto de arquitetura corporativa da América Latina.

“Esta é uma ação que já faz parte do DNA do Grupo e que vem sido desenvolvida há algum tempo; já investimos e temos startups investidas. Entendemos que também é nosso papel fomentar e apoiar novas ideias no mercado, sejam elas independentes ou complementares ao nosso negócio”, explica o vice-presidente do Grupo Nexxera, Edenir Silva. Esta não é a única iniciativa da holding para fomento de ideias; o Instituto Nexxera recentemente também iniciou um projeto para desenvolver o empreendedorismo social.

Com relação às startups que serão investidas, há também a possibilidade de que elas sejam incorporadas ao Grupo Nexxera. “Um dos principais interesses é buscar sinergia com iniciativas empreendedoras do ramo fintech, fazer com que estas ideias sejam efetivamente levadas adiante e provermos plataformas para para acelerá-las, afim de que elas possam ir mais rapidamente ao mercado”, complementa o vice-presidente.

O projeto tem abrangência nacional, ou seja, qualquer ideia, startup do País pode se inscrever. “Este é um projeto que já nasce com potencial de grande sucesso e já integra um plano de expansão nacional e internacional”, finaliza Edenir Silva.

As startups participantes serão associadas à ACATE, tendo acesso a dezenas de benefícios ofertados pela entidade. Durante o programa no Link Lab, participarão de iniciativas de acesso à mercado via empresas patrocinadoras, assim como as Verticais de Negócios da ACATE, bem como workshops com parceiros selecionados em áreas como jurídica, contábil, marketing digital, comunicação, estratégia, além de receberem créditos e descontos no acesso a soluções empresariais, infraestrutura em computação na nuvem, entre outros.

Como as startups podem se inscrever

As startups podem se inscrever de 16 de maio a 16 de junho por meio do site http://linklab.acate.com.br para participarem do processo de seleção. Após esse período, as empresas patrocinadoras, com o apoio da ACATE, irão selecionar as startups que possuem melhor sinergia e alinhamento com seus negócios e programas de inovação. As startups selecionadas iniciarão o programa em julho.

As empresas patrocinadoras buscam startups que atuem e desenvolvam soluções em áreas de Realidade Virtual e Aumentada, Machine Learning e Inteligência Artificial, Big Data, Governança e Sustentabilidade Corporativa, Fintech, Edutech, Segurança Cibernética, Internet das Coisas, Saúde e Bem-Estar, Fintech, Biotecnologia, Supply Chain e Logística, Blockchain, entre outras.

Tags, , , , ,

Pesquisa AMCHAM: 95% das empresas acreditam em resultados comerciais mais positivos em 2017

A Câmara Americana de Comércio entrevistou 326 empresários e executivos durante Seminário Perspectivas Comerciais, Econômicas e Políticas em fevereiro.

A grande maioria (95%) das empresas brasileiras acreditam em resultados comerciais mais positivos em 2017. É o que aponta pesquisa da Câmara Americana de Comércio (Amcham) com a participação de 326 lideranças de companhias de vários portes e setores da economia. A enquete foi aplicada em fevereiro, em São Paulo, durante o Seminário Perspectivas Comerciais, Econômicas e Políticas promovido pela Amcham. Desssa parcela otimista, 88% dos entrevistados consideram que o ano será de cenário de recuperação, e outros 7% apostam em novo contexto de crescimento expressivo em relação a 2016. Uma fatia de 5% acredita em números comerciais ainda negativos e sem sinais de recuperação.

A recuperação depende de três principais fatores, de acordo com os entrevistados pela Amcham. A maioria (54%) citou como aspecto prioritário o aumento da competitividade da economia, exigindo firmeza na condução das reformas estruturais. Os outros dois pontos citados foram: aumento do consumo, com estímulos ao crédito e retomada da confiança do consumido, sendo mencionado por 32%; e o crescimento das exportações, exigindo uma taxa de câmbio relativamente estável e competitiva para o setor industrial; sendo citado por 14%.

No varejo, 69% acreditam também em retomada ainda neste ano. Para 49%, a recuperação acontecerá no segundo semestre, e outros 20% apostam na concretização ainda no primeiro semestre. Outros 27% enxergam recuperação só em 2018. Levando em consideração o cenário de recuperação, três pontos serão prioritários quando se fala em investimentos comerciais da própria companhia: produtividade em processo, produção e equipe (54%); inovação do portfólio de produtos e serviços (26%); e treinamento e capacitação da força de vendas (11%).

Incertezas politicas e econômicas

Os empresários e executivos brasileiros também estão mais otimistas em relação ao cenário de instabilidade do país e mais confiantes com o novo ano. Para 84% deles, as incertezas políticas e econômicas estarão em quadro mais estável em 2017. Para os consultados, apesar da aposta em melhora em relação a 2016, duas grandes incertezas ainda devem ditar a velocidade da recuperação da economia brasileira: a operação Lava Jato e seus desdobramentos (33%) e o quadro fiscal preocupante e ainda dependente de reformas/medidas (28%). Outros fatores citados foram: a crise política e antecipações da corrida presidencial de 2018 (18%); a confiança do consumidor e investidor em níveis piores e crise de segurança mais acentuada em alguns estados (17%); e o cenário externo em virtude da troca de presidência nos EUA e tratativas do Brexit na União Europeia (4%).

Tags, ,

Mastercard traz para o Brasil a segunda geração da plataforma Masterpass

A segunda geração da plataforma de pagamento digital Masterpass acaba de desembarcar no Brasil. Com uma nova proposta visual, a solução reduz pela metade as etapas necessárias para o cadastramento dos cartões, garantindo ao consumidor mais eficiência desde a inserção de seus dados pessoais e de pagamento até a conclusão da compra.

As novidades da nova versão do Masterpass incluem:

– Identificação automática de carteira digital: o consumidor não precisa mais escolher entre a carteira-mãe ou a carteira digital de um determinado emissor. Agora, esse reconhecimento é feito de maneira automática, por meio dos primeiros dígitos do cartão. Ou seja: clientes da Caixa, Porto Seguro, BRB, Banrisul e Renner (que já possuem carteiras próprias na plataforma) passam a ser reconhecidos automaticamente, sem qualquer inserção adicional de informações.

– Botão dinâmico: portadores de cartões dos cinco emissores que já possuem carteiras próprias na plataforma Masterpass visualizarão o nome instituição financeira da qual são clientes no botão de pagamento. Isso permite uma experiência de compra mais personalizada para o usuário.

– Facilidade de acesso à carteira e de finalização da compra: a cada compra, o consumidor precisará apenas inserir uma senha para autenticar a transação. O seu endereço de e-mail já será exibido automaticamente na tela após o clique no botão de pagamento. E as informações pessoais e de pagamento estarão armazenadas de forma segura.

– Recuperação de senha via SMS ou e-mail: além de um aumento na segurança, a recuperação por fone ou correio eletrônico torna o processo mais eficiente.

– Novo design: além da mudança de cores e fontes, a plataforma Masterpass também está mais adaptável para visualização em dispositivos móveis, como celulares e tablets.

Além das novas funcionalidades, o Masterpass já conta com uma ampla rede de aceitação, que inclui estabelecimentos como a Ingresso.com, Renner, CVC, Petz, C&C, Ricardo Eletro, Etna dentre outros. Além disso, a tecnologia do Masterpass está embarcada no aplicativo da rede de fast-food Bob’s, que possibilita realizar e pagar remotamente pedidos a serem retirados no balcão das lojas.

Lançado como uma ferramenta que oferece simplicidade, rapidez, conveniência e segurança, o Masterpass traz uma nova experiência de compra ao consumidor, eliminando barreiras do pagamento digital. A Mastercard é a primeira rede a entregar um serviço de pagamento multicanal e totalmente digital para consumidores, emissores e estabelecimentos comerciais, contando com os métodos mais avançados de segurança de pagamento disponíveis atualmente.

Tags, , ,

Finep tem rating nacional semelhante a principais bancos estatais segundo Fitch

A Finep deu um grande passo para intensificar a captação de recursos externos. Pela primeira vez em seus 50 anos, a empresa foi avaliada por uma agência de classificação de risco, a norte-americana Fitch Ratings, uma das três maiores do mundo. Este instrumento é extremamente relevante para o mercado, pois fornece aos potenciais credores uma opinião independente a respeito do risco de crédito da empresa. “Como qualquer outra instituição financeira, a Finep depende muito de credibilidade. A classificação é um selo de qualidade frente a novos instrumentos e programas que vão precisar de recursos”, destacou o presidente da Finep, Marcos Cintra.

Na escala internacional, a Finep obteve as maiores classificações possíveis para uma empresa brasileira (IDR de longo prazo em moeda estrangeira: BB; IDR de curto prazo em moeda estrangeira: B; IDR de longo prazo em moeda nacional: BB; IDR de curto prazo em moeda nacional: B).

Nesta escala, é avaliada a capacidade da empresa de honrar compromissos futuros em moeda estrangeira e em moeda local, no curto e no longo prazo. Essas notas ficam limitadas pelas notas atribuídas ao país da empresa em questão. Ou seja: o máximo que uma empresa brasileira consegue chegar é até a classificação do Brasil. No caso da Finep, considerando a forte relação com o Governo, os ratings internacionais estão atrelados aos do Brasil, o que reforça a qualidade da avaliação de crédito da empresa. Dessa maneira, qualquer alteração que venha a ocorrer na classificação do País terá reflexo direto no rating da Finep.

Escala nacional

Na escala nacional a longo prazo, a Finep obteve nota AA+, com perspectiva estável – segundo nível da escala, só superado pelo AAA. A curto prazo, a empresa foi avaliada com F1+ – maior nível da escala. As classificações são semelhantes às dos principais bancos estatais Brasil (BNDES, Caixa Econômica, Banco do Brasil e Banco do Nordeste).

A escala nacional é usada pela Fitch principalmente nos países emergentes, em que o risco soberano do país não é AAA. Nela, são comparadas instituições do mesmo país (nesse caso, Brasil). Sendo assim, uma empresa AAA em escala nacional é a de menor risco do país, independentemente do rating do país em questão.

A Finep foi qualificada pela Fitch como uma empresa do setor público com crédito associado ao Estado.

Tags, , , , ,