Page

Author admin

Wired Festival chega a São Paulo em junho

unnamed (75)

O Wired Festival, evento que já é sucesso na Europa e teve sua primeira edição brasileira no Rio de Janeiro em 2016, finalmente chega a São Paulo nos dias 8 e 9 de junho. A edição, que tem como tema “Cidades, negócios e educação do futuro”, traz grandes mentes e marcas do mercado. O encontro acontece no Rooftop 5 & Centro de Convenções no complexo Aché Cultural no Tomie Ohtake, com co-curadoria da WeAr, da jornalista Alexandra Farah.

A Sala Reverb, palco principal do evento, receberá mais de 30 nomes nacionais e internacionais com o objetivo de compartilhar suas visões, experiências e contribuições para o futuro. Alguns dos destaques são Rohit Bhargava, professor da Georgetown University e ex-vice-presidente da Ogilvy, que falará sobre “Como prever o futuro”; Alan Greenberg, Co-fundador e Presidente da Avenues (The World School), que contará como a sua escola está construindo uma rede global de líderes conscientes; Martin Ford, futurologista e autor do bestseller “O Amanhecer dos Robôs”, que discutirá o futuro do trabalho em um mundo cada vez mais automatizado.

Além deles, o artista holandês Daan Roosegard, o empreendedor Alex Allard e o head de crescimento do Waze, Paulo Cabral, apresentarão um panorama das cidades do amanhã. O público também terá a oportunidade de perguntar diretamente aos CEOs José Formoso (Embratel), Paula Bellizia (Microsoft), Marcelo Lyra Porto (IBM) e Maurício Ruiz (Intel) como enxergam o futuro de suas empresas.

A sala Engage, onde estarão concentrados os workshops, e a Sala Startups, onde serão discutidas diversas temáticas relacionadas, terão acesso gratuito para os interessados que se inscreverem no site (www.wiredfestival.com.br). Na sala Engage os inscritos aprenderão a montar um Drone, publicar um livro em Ebook e, também, assistir a uma palestra sobre como ser produtivo em qualquer ambiente.

Na sala de Startups, que tem co-curadoria da ACE Startups, empresa liderada por Pedro Waengertner, as atividades são voltadas para empreendedores nos mais variados níveis de maturidade de negócio. Há desde palestras de como começar uma startup até de como escalar o business. Startups de vários ramos, de finanças a agronegócios, passando por mídia e educação vão debater os rumos de suas áreas de atuação.

Finalmente, o rooftop do Complexo Aché cultural, no prédio do Instituto Tomie Ohtake, vai estar coberto de experiências e tecnologias ligadas aos conteúdos do festival. A entrada é livre.

Sobre o Wired Festival

O Wired Festival é um evento realizado no Brasil pela Edições Globo Condé Nast com o objetivo de debater temas impactantes para a sociedade contemporânea. O festival é originário da Wired, publicação internacional referência em inovação e criatividade, presente nos Estados Unidos, Reino Unido, Japão, Alemanha e Itália. O patrocínio é da Embratel, apoio de Microsoft, Zeiss, Cerveja Sol e Locaweb, participação da Amazon e Grupo Pão de Açúcar e com as transportadoras aéreas oficiais Gol, Air France e KLM. A co-curadoria é da WeAr. Na sala de startups, a co-curadoria é da ACE.

Wired Festival Brasil

Local : Rooftop 5 & Centro de Convenções no complexo Aché Cultural no Tomie Ohtake

Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 – Pinheiros, São Paulo – SP

Data: 8 e 9 de junho

Horário: 10h às 20h

Programação completa no site http://wiredfestival.com.br/

Ingressos palestras: R$ 435,00 um dia e R$ 710,00 os dois dias de evento.

http://wiredfestival.com.br/ingressos/

Drone: curso on-line de pilotagem é lançado no Brasil

865b1fa4-f749-4612-8807-a2f898efdb0d

No começo de maio, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) homologou o uso de drones no Brasil após anos de discussão. Com o objetivo de incentivar ainda mais o desenvolvimento do setor, a CEAB, escola pioneira para profissionais da aviação civil, lança em junho, com ineditismo, curso livre on-line de pilotagem de drones no país.

Dividido em oito módulos de aulas em vídeo, o curso busca capacitar os alunos nas partes teórica, de legislação e de operação dos drones. Também indicará os melhores equipamentos e dará orientações práticas a respeito dos modelos mais comuns do mercado brasileiro, segundo Salmeron Cardoso, fundador da CEAB.

“Por enquanto, a Anac ainda não homologou nenhum curso de operação de drones. Então este é um projeto embrionário, para incentivar a Agência a regular aulas do tipo”, conta o empreendedor, que diz ser um entusiasta das pequenas aeronaves há cinco anos. Em fevereiro, Salmeron se formou como piloto de drone pela Administração Federal de Aviação americana (FAA ou Federal Aviation Administration, em inglês) – um curso que foi ofertado pela primeira vez em agosto do ano passado. “Acredito que fui o primeiro brasileiro”, diz.

Além de hobby que tem ganhado cada vez mais adeptos em solo tupiniquim, os drones têm usos variados em diversos segmentos profissionais. Como plataforma para filmagens eles já estão bem estabelecidos, mas há potencial para utilização em segurança pública, agricultura, engenharia, pesquisas atmosféricas, oceanografia, etc. “Sem dúvida, é um recurso que ainda oferece muitas possibilidades de exploração”, afirma Salmeron.

Além dos oito módulos em vídeo, o curso da CEAB oferece material de apoio escrito, exercícios, tira-dúvidas e orientação com os professores. O custo é de R$ 1.397,00 e as aulas podem ser assistidas conforme o ritmo de cada aluno. A iniciativa é uma parceria da CEAB com a Escola de Drones.

Tags, , ,

Worldsensing appoints new Head of Engineering

Operational intelligence specialist Worldsensing has appointed Albert Zaragoza as Head of Engineering. The announcement comes as part of a drive to extend the company’s core offering in connected operational intelligence and enhance business growth.

Albert brings a strong technical background and a wealth of experience in IT development, having worked in the business technology sector for over 17 years. Prior to joining Worldsensing, Albert held the position of Vice President of Engineering for IoT platform provider, EVRYTHNG. Here he grew the engineering team from early startup stage and helped position the business for future competitiveness by supporting EVRYTHNG’s shift to in-house product and engineering development of their IoT enterprise platform.

In his new role, Albert will manage all Worldsensing engineering teams across the three core areas of software development, physical IoT sensors and product innovation. Albert will also play a key role in growing Worldsensing’s Mobility offering, which helps cities connect their urban operations for more efficient and effective asset performance.

Commenting on his new position as Head of Engineering, Albert said: “I’m really looking forward to being part of Worldsensing and helping the company to implement an effective engineering culture that will support growth and deliver next-generation operational intelligence products.

“Worldsensing is a true pioneer in the IoT sector and its aim of building unified communities around its operational intelligence offering is a very exciting prospect for the future. With its existing products and plans for development, the company is well-placed to bring IoT, Operational Intelligence and Mobility together in one solution.”

Ignasi Vilajosana, CEO at Worldsensing, said: “Worldsensing has developed greatly over the last couple of years and we are now at a stage where we can go beyond the creation of data-generating hardware and focus on the delivery of real-time insights and decision making tools. Albert has a strong background in software development and proven expertise in driving business growth. We’re delighted to announce his appointment as Head of Engineering and are confident he will be instrumental in furthering Worldsensing’s success.”

The appointment follows a period of growth for Worldsensing. The company was able to double revenues in 2016 and is aiming to achieve the same level of success in 2017, while focusing on growing its employee network and market reach.

Tags, ,

Ingram Micro Brasil fortalece unidade de automação comercial e anuncia acordo com a Bematech

A Ingram Micro Brasil, subsidiária da maior distribuidora global de tecnologia, anuncia acordo de distribuição com a Bematech, empresa brasileira provedora de soluções completas de automação comercial, e passa a distribuir as impressoras fiscais e de recibo, CPUs, SAT Fiscal, leitores de código de barras e gaveteiros da Bematech.

Com a parceria com a Bematech, a Ingram Micro reforça sua unidade DC/POS (Captura de Dados e Automação Comercial), que está completando quatro anos, e sua estratégia de liderar o segmento no País.

“O acordo deixa nosso portfólio ainda melhor e nos permite atender à demanda das revendas, sejam elas de pequeno porte até grandes cadeias varejistas. Além disso, consolida a parceria que já existe em outros países da América Latina”, diz Luis Lourenço, diretor de Advanced Solutions da Ingram Micro.

“Com a parceria, aumentamos nossa proximidade ao empreendedor brasileiro que busca cada vez mais tecnologias de ponta para automatizar seus estabelecimentos comerciais e garantir a longevidade do seu negócio”, afirma Eros Jantsch, CEO da Bematech.

Com a Bematech, o portfólio da unidade DC/POS da Ingram Micro chega a 17 fabricantes e oferece às revendas e seus clientes as melhores soluções do mercado. A Bematech, por sua vez, passa a contar com canais de venda da Ingram Micro, atendidas por uma eficiente operação logística e estoque local, o que garante o menor prazo de entrega. Os revendedores da Ingram Micro Brasil também contam com uma plataforma de e-commerce com frete grátis e um portfólio de soluções financeiras – IM Linha Fácil -, que atende praticamente todas as demandas de uma revenda. Além disso, a Ingram Micro oferece treinamentos para as equipes de vendas, pré-vendas e produtos de todas as revendas.

Sobre a Ingram Micro Inc. – A Ingram Micro é o maior distribuidor mundial de tecnologia e líder global da cadeia de suprimentos de TI, serviços para dispositivos móveis, cloud, automação e soluções de logística. Além dos serviços de distribuição de soluções e produtos, oferece apoio para o desenvolvimento de seu ecossistema, com benefícios exclusivos, recursos de logística e de mobilidade, suporte profissional técnico e soluções financeiras, atuando como um elo vital na cadeia de valor de tecnologia. No Brasil desde 1997, a Ingram Micro dispõe de produtos e soluções de 75 fabricantes para pronta entrega e importação exclusiva no modelo de VAD, VOD, mobilidade, automação e cloud.

Nos últimos anos, a Ingram Micro imprimiu um ritmo acelerado de mudanças no Brasil, com a ampliação do portfólio em diversas verticais do mercado e várias soluções de big data e advanced analytics, security, cloud, customer experience, IoT, estrutura convergente e mobilidade.

Com escritórios regionais em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre e Recife, a Ingram Micro provê suporte às necessidades de toda a cadeia de distribuição, assegurando a conquista dos objetivos de negócios de seus parceiros e clientes dentro das melhores práticas de mercado, atendendo setores como transportes, agronegócio, educação, recursos naturais, saúde, serviços financeiros, varejo e área pública, entre outros.

Tags, , , , ,

As 5 principais questões que as PMEs devem levar em conta antes de entrar na nuvem

Paulo Prado, Líder de Capacitação de Vendas da Veritas – LAMC

Todos sabemos que a nuvem alterou de maneira significativa o conceito de TI. Nunca foi tão fácil criar, implementar e manter uma infraestrutura, e por isso empresas de todos os portes estão considerando adotar a nuvem. No caso das PMEs, a nuvem ajuda a reduzir custos de capital, o que possibilita investimentos em outras áreas. Embora a computação em nuvem comprovadamente ajude a economizar dinheiro, tempo e recursos que podem ser utilizados no desenvolvimento dos negócios, é preciso levar em conta alguns aspectos antes de hospedar a infraestrutura de TI da sua empresa na nuvem.

1. Crie um plano de migração

Planejamento é essencial para a migração para a nuvem. O primeiro passo é falar com os líderes de cada departamento para determinar as necessidades que não podem ser interrompidas. Faça uma lista dos recursos e ferramentas indispensáveis para cada departamento durante e após a migração. Os requisitos de armazenamento de dados, propriedades de nuvem, segurança e energia são apenas algumas das áreas básicas que o Diretor de Informática e sua equipe deverão levar em conta durante o planejamento estratégico.

2. Não se esqueça da segurança

Identifique e estabeleça quais aspectos são de responsabilidade do fornecedor e do usuário. As empresas devem avaliar a situação como um todo e estar cientes dos seus próprios requisitos de conformidade. Portanto, é importante analisar de que forma a computação em nuvem poderá preencher esses requisitos. Se a sua empresa decidir deixar os arquivos aos cuidados de outra empresa, é recomendável verificar se a empresa em questão tem registros de tudo que eles salvaram (desde arquivos até aplicativos) no momento da migração, de forma a proporcionar um serviço de nuvem seguro. Tenha em mente que o fato de você transferir os seus dados para terceiros não significa que você não seja mais responsável por eles. Você precisa dispor de ferramentas e processos que garantam uma governança de dados adequada entre o seu ambiente in-loco e a nuvem. Isso inclui backup, alta disponibilidade, segurança e governança. Você continuará sendo responsável por todos os dados manipulados pelos seus aplicativos de negócios no seu ambiente.

3. Conheça bem os seus dados

Antes de migrar para a nuvem, é importante conhecer bem os seus dados. Segundo a Gartner, 69% de todos os dados corporativos não possuem nenhum valor de negócios, regulatório ou legal. Outro estudo importante, o Veritas Databerg, afirma que 54% de todos os dados corporativos são desconhecidos – os chamados “dados obscuros”. Embora a nuvem seja “barata”, é preciso evitar a tendência natural que muitas empresas têm de acumular dados. Por isso, a migração para a nuvem pode ser uma boa oportunidade para conhecer melhor os seus dados, de forma que apenas os conteúdos relevantes sejam armazenados nela.

4. Prepare-se para as falhas

O fato de que todos os arquivos e aplicativos migraram para a nuvem não significa que a tecnologia não possa falhar ou que não ocorram erros humanos. Certifique-se de que o seu provedor tem um plano para possíveis falhas que preencha todas as necessidades da sua empresa e que possa ser executado tanto pela sua equipe quanto pelo provedor. Ao transferir dados e/ou workloads para a nuvem, é preciso que esse ambiente novo e complexo seja confiável e esteja disponível. Você precisará controlar tanto as parcelas de aplicativos-multicamada armazenadas in-loco quanto as que foram transferidas para a nuvem – e para isso você precisa utilizar novas ferramentas capazes de controlar os seus aplicativos e de oferecer uma visibilidade holística nesse ambiente mais complexo.

5. Escolha o melhor tipo de nuvem para o seu negócio

O tipo de nuvem mais indicado é a Híbrida – uma combinação de nuvem pública e privada-, com hospedagem dedicada com um mecanismo de segurança que combina e troca de uma nuvem para a outra. Esta é a melhor maneira de armazenar o workload correto na infraestrutura de hospedagem correta. A nuvem Híbrida oferece a flexibilidade de utilizar o tipo de nuvem que melhor se adéqua à arquitetura e aos aplicativos. A nuvem pública é mais adequada para aplicativos que não são focados num nicho específico, com controle de gerenciamento e segurança. A hospedagem dedicada é melhor para aplicativos com requisitos de alto-desempenho em termos de input / output e latência e com requisitos rígidos de controle de gerenciamento com crescimento estável. A escolha do melhor tipo de nuvem para a sua empresa é essencial para o sucesso dos negócios.

6. Fique atento ao aplicativo migrado

Você deve ser exigente ao decidir quais aplicativos ou funções deverão ser migrados para a nuvem e quais os níveis de segurança exigidos para cada um deles. Certifique-se de que o provedor com quem você está trabalhando possui experiência em integração. Isto pode ser um elemento essencial para garantir que os seus serviços de nuvem funcionem de maneira eficiente e segura. Nunca utilize uma solução em nuvem sem firewalls e nunca administre serviços na Internet Pública. Não utilize uma solução que exija esses requisitos e certifique-se de possuir conexão VPN com o seu provedor de nuvem, pois isso aumentará a segurança da sua rede. Desta forma, você terá mais certeza de que o serviço de nuvem está operando como uma extensão da sua rede.

7. É preciso utilizar a automação

A nuvem pode ser considerada uma segunda camada de armazenamento mais barata e mais flexível. Uma fonte de armazenamento para onde você pode enviar dados que não são acessados com frequência, que precisam ser armazenados por longos períodos, que são utilizados para recuperação de desastres, etc… No entanto, esta movimentação de dados para a nuvem deve ser feita de forma automatizada e transparente para os aplicativos. Utilize ferramentas que podem, por exemplo, mover arquivos baseados em políticas automatizadas que levem em conta o período de tempo durante o qual esses arquivos não estão sendo acessados e a sua idade. Arquivos velhos, mas que ainda são importantes, são bons candidatos para a nuvem.

Tags, ,

Ciab FEBRABAN 2017 reúne mais de 100 expositores e traz as tecnologias mais inovadoras previstas para o setor financeiro

A Federação Brasileira de Bancos realizará, entre os dias 6 e 8 de junho, no Transamérica Expo Center, em São Paulo, a 27ª edição do Ciab FEBRABAN – Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras. O principal evento do setor financeiro do Brasil contará com uma área de exposição de mais de 5 mil m² e reunirá cerca de 200 palestrantes, além de marcar os 50 anos da FEBRABAN.

Na ocasião, os mais de 20 mil visitantes previstos terão a oportunidade de conhecer lançamentos focados em Internet das Coisas (IoT), análises de dados, segurança, uso da “nuvem” (cloud computing), biometria, entre outros, que são essenciais para apoiar a crescente tendência do uso dos meios digitais, como foi confirmado recentemente pela Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2017. Segundo dados do estudo divulgado pela instituição, as movimentações realizadas por meio de dispositivos móveis no ano passado aumentaram 96% e, pela primeira vez na história, o mobile banking se tornou o principal canal para transações bancárias.

Com o tema central “Ser Digital”, o fórum será dividido em três trilhas técnicas: Experiência do Usuário, abordando temas como Canais e Fintechs, entre outros; Produtos, onde haverá uma série de discussões sobre Meios de Pagamento e Seguros; e Transformação Digital, concentrando debates sobre infraestrutura digital, tecnologias inovadoras, blockchain, moedas virtuais, cloud computing e segurança da informação, por exemplo.

Assim como no ano passado, um dos destaques do evento será o ‘Ciab Fintech Day’, um dia dedicado a debater inovações no setor e incentivar negócios entre bancos e startups de serviços financeiros. A FEBRABAN também promoverá a primeira edição de seu Hackathon. A ação, que acontecerá entre os dias 3 e 4 de junho, antes da abertura oficial do Ciab, tem como objetivo incentivar empreendedores a desenvolverem novas soluções para superar os desafios do mercado bancário brasileiro.

Durante os três dias de evento mais de 100 expositores apresentarão produtos e soluções inovadoras em tecnologia para o mercado financeiro. Confira a seguir algumas delas:

Accenture

Área de atuação: Serviços e Soluções em TI

Os mais recentes estudos conduzidos pela Accenture apontam que as soluções digitais representam o próximo passo na evolução de diversos mercados, incluindo o financeiro. Esse movimento já está acontecendo e é impulsionado, entre outras coisas, pela exigência dos consumidores por serviços mais completos, eficientes e convenientes. As empresas de serviços financeiros já estão investindo em novas soluções digitais, portanto, o próximo desafio é como impulsionar essa transformação. Nesse sentido, a Accenture ajuda bancos e instituições financeiras a atingirem diferenciação e excelência operacional, levando-os ao caminho do alto desempenho por meio de um portfólio que integra consultoria, tecnologia e outsourcing, complementados pela profunda experiência no setor de bancos.

Agility Networks

Área de atuação: Tecnologia da Informação

A solução ISO 8583 será o destaque da companhia. Ela é baseada no Big-IP LTM, da F5 Networks e essas tecnologias garantem que nenhuma transação de cartões seja perdida. Com essa solução, ao inserir o cartão de crédito ou débito na máquina da operadora, o comerciante dispara uma mensagem que trafega sob o protocolo ISO 8583 gerando maior controle das operações, menor custo e perda, além de mais capacidade, segurança e disponibilidade do sistema.

Alctel Telecom

Área de atuação: Tecnologias para Comunicação Corporativa

A empresa levará suas soluções de vídeo atendimento para Bancos, plataforma pela qual é possível a disponibilização de um canal de atendimento no Internet Banking (web) e apps mobile. Os principais diferenciais são capacidade de customização/personalização de design e workflow de atendimento, suporte de alta qualidade em acessos de internet (3G/4G, ADSL, cabo) e compatibilização com ambientes virtualizados ou em Cloud.

Amongo Display Technology (ShenZhen) Co. Ltd.

Área de atuação: Equipamentos financeiros

As principais soluções da Amongo serão monitores touch screen para caixas eletrônicos que podem operar 24 horas por dia, todos os dias. Esses produtos têm tempo médio de funcionamento sem necessidade de reparos de 5 mil horas. Além disso, os monitores podem operar em locais com temperaturas entre -30ºC e 85ºC, com capacidade suficiente para 1000pcs por dia e 30000pcs por mês.

Atos

Área de atuação: Serviços de TI

A Atos oferece uma gama de sistemas, dispositivos e tecnologias avançadas e integradas que proporcionam soluções end-to-end para as instituições financeiras. Por meio dos sistemas Mobile Capture, Digital Access, OpenScape (Unify), Microsoft Dynamics 365, Chat Bot, Social Listening e NBO, as empresas poderão modernizar o modo como funcionam de ponta a ponta, trazendo vantagens tanto para os clientes quanto para as próprias empresas, que, com essa transformação digital, podem agregar valor a seus serviços e explorar novos modelos de negócio.

Aware, Inc

Área de atuação: Softwares de biometria

Solução para reconhecimento facial com ênfase em tecnologia de detecção de vida voltada à aplicações mobile. A Aware endereça o desafio de detecção de vida através de uma tecnologia simples e elegante embarcada em dispositivos móveis, sem a necessidade de um usuário responder a eventos específicos, e conseguindo distinguir entre um rosto real vivo contra fotos ou vídeos.

BMC Software

Área de atuação: Soluções de software de TI

Para a área de Digital Business Automation (automação de negócios digitais) a BMC apresentará a Control-M, solução completa de automação para empresas digitais, em suas aplicações para Transferência gerenciada de arquivos, Big Data e DevOps. Em Operações de Segurança, o lançamento será a SecOps Responsive Service, solução em nuvem que elimina os riscos de segurança e reduz a superfície de ataque geral das empresas em ambientes multi-cloud; já em P&A (Performance e Análise), a empresa apresentará as soluções APM for IT Operations, que garante o monitoramento de toda a infraestrutura centralizada em aplicações e simulação de comportamento para teste de desempenho, e a HPE Compete, que auxilia a equipe de operações de TI a correlacionar, analisar e priorizar questões críticas de negócios.

BrScan

Área de atuação: Gestão de risco documental, de informações, de segurança e de processos organizacionais

O BrSafe atua na análise da conformidade e prevenção à fraude documental. Essas análises são realizadas considerando as características impressas nos documentos como: data de emissão, instituto de identificação, órgão emissor, assinatura do diretor etc. O destaque é nova solução “BrSafe Risk Manager”, que utiliza tecnologias de reconhecimento facial e de extração de caracteres (OCR), permitindo a avaliação automática das faces e das informações impressas nos documentos de identificação.

CA Technologies

Área de atuação: Serviços em TI.

A empresa apresentará o portfólio de soluções que auxiliam os clientes do planejamento ao desenvolvimento, da gestão à segurança das suas aplicações. Além disso, também acontecerá a palestra “Tornando a experiência do usuário uma vantagem competitiva” com o vice-presidente global de Application Performance Management da CA Technologies, Chris Kline.

CAPCO

Área de atuação: Consultoria de tecnologia e serviços financeiros

A Capco, consultoria global de negócios e tecnologia, oferece suporte aos clientes do setor bancário para criar a infraestrutura necessária para atuar na economia de APIs. Os serviços incluem entrega digital, jornada do cliente, arquitetura da próxima geração e habilidades de design e engenharia. A área de Technology Delivery, por sua vez, tem como focos consultoria de CIO, arquitetura de tecnologia, integração de sistemas, dados, entrega de TI e gestão de qualidade.

Credify

Área de atuação: Serviços de TI

São soluções de crédito, dados e prospecção em que os principais diferenciais são as informações atualizadas e recicladas periodicamente, além do melhor e mais moderno conceito de análise Cadastral e Creditício no mercado nacional.

Datablink

Área de atuação: Serviços e Soluções em TI

O Datablink Mobile 200 4.0 é fácil de usar e provê segurança para autenticação avançada de transação de assinatura, combinando as tecnologias de push e o QR Code em um único app. A solução foi redesenhada para oferecer uma nova e amigável interface para o usuário (UI) com o objetivo de melhorar a sua experiência, trazendo também diversas características como suporte para o multi fator de autenticação disponível a vários serviços como: Microsoft, Facebook, Google, DropBox, entre outros.

DATAKINETICS

Área de atuação: Tecnologia da Informação

A empresa apresentará o SQDATA, uma solução com flexibilidade para replicação de dados: replica dados de qualquer fonte, para qualquer banco de dados de destino. Também serão apresentados o tableBASE, uma tecnologia de alta velocidade em memória para o mainframe; o ITBI, solução que ajuda a controlar o uso de recursos e os custos – reduzindo os custos relacionados à capacidade de TI em 15% a 20%; e o zDynaCap, solução de gerenciamento automatizado de capacidade do mainframe, assegurando que as cargas de trabalho não críticas não sejam executadas se resultarem em aumento de custos operacionais.

ddCom Systems

Área de atuação: Desenvolvedor e Integrador de Tecnologia da Informação – CallCenter e Back Office

A ddCom Systems disponibiliza uma completa linha de soluções para otimizar os recursos tecnológicos corporativos e obter ganhos operacionais significativos. Soluções totalmente integradas, que oferecem visibilidade sobre as atividades realizadas pelas equipes, permitindo que aspectos latentes do call center e do help desk, possam ser monitorados, medidos, analisados, aperfeiçoados e auditados. Entre as soluções, é possível fazer a autenticação do cliente e a biometria por voz, além de detecção de fraude, também por “impressões vocais”.

Dell

Área de atuação: Serviços de TI

A Dell EMC realizará diversas demonstrações tecnológicas na área de exposição, com destaque para as soluções de TI voltadas para ajudar as empresas do segmento financeiro a se preparem para a Transformação Digital dos Negócios, com tecnologias para modernização do datacenter, processos automatizados de TI e sistemas de storage escaláveis, infraestrutura convergente/hiperconvergentes e proteção de dados. Também participará dos painéis: Cloud Computing, o uso de redes definidas por software (SDN) como serviço; Transformação na Indústria de Seguros; Analytics/ BigData – a Arte da predição e Data Center Modular – Soluções de Escalabilidade; e no dia último dia, duas palestras sobre Internet das Coisas: IoT – Aplicações disruptivas na indústria financeira e IoT: Desafios de Segurança da Informação.

Deloitte

Área de atuação:Consultoria e auditoria

Os destaques da empresa no evento serão Analytics e Inteligência Artificial e de que forma utilizar essas tecnologias nos negócios. Outro tema apresentado será Robotics, com destaque para as soluções Robotic Process Automation (RPA), Software codificado por computador que automatiza atividades manuais por meio de tarefas repetitivas baseadas em regras pré-estabelecidas e apuradas, e Robotic and Cognitive Automation (R&CA), que envolve a automatização de processos repetitivos relacionados a conhecimento e linguagem natural rica, a partir de uso intensivo de processos de decisão.

Diebold Nixdorf

Área de atuação: Segurança Digital

A empresa apresentará o conceito Essence, um terminal com funcionalidades multi-touch para que as transações bancárias (saques, depósitos e pagamentos) sejam feitas de forma ágil e prática, e a ATM 6750, uma solução multicanal que permite que o cliente abra contas diretamente no dispositivo móvel, sem a necessidade de enfrentar filas, e que também conta com uma função diferenciada para impressão de cartão no ato de abertura da conta. Por fim, o Self-Checkout é um terminal que permite ao consumidor pesar os produtos, escanear cada um dos códigos de barras e efetuar o pagamento via cartão de crédito ou débito.

Digital Check

Área de atuação: Scanner

A Digital Check é a maior fabricante de scanners de cheque do mundo oferecendo a mais completa linha de scanners de cheques e documentos. A empresa conta com vários modelos que podem ser instalados no cliente dos bancos para capturar o depósito em cheques, sem a necessidade de ele ir até uma agência.

Everis

Área de atuação: Consultoria

A everis tem por objetivo incentivar negócios entre instituições financeiras e startups e apresentará as soluções eVa for banking, aplicada na comunicação entre a instituição e seus clientes para demonstração e contratação de serviços financeiros, e Remote TestKit (RTK), serviço baseado em nuvem que permite a criação e o gerenciamento de um ambiente de teste seguro para aprimorar a verificação de aplicativos para dispositivos móveis.

EY (Ernst & Young)

Área de atuação: Consultoria

Mais do que apresentar soluções, os líderes da área de Serviços Financeiros da EY podem trazer uma visão bastante rica sobre os desafios da transformação digital na indústria financeira e de seguros. As Fintechs miram na indústria financeira com diferenciais e alternativas aos produtos e serviços financeiros tradicionais operando com o objetivo de trazer mais transparência, capacidade digital e personalização para o usuário final. Para enfrentar este desafio, as empresas de serviços financeiros devem atuar de forma disruptiva ou correr o risco de perder participação de mercado.

FIS (Open Test Solutions)

Área de atuação: Pagamentos e Tecnologia Financeira

Com o objetivo de garantir que as soluções de pagamento eletrônico cumpram os requerimentos estipulados pela indústria, a empresa oferece softwares e serviços de teste. Os produtos da FIS ajudam os clientes a economizar tempo e lançar soluções de pagamento que atendem aos mais altos padrões de qualidade.

Formalizar E-Signature

Área de atuação: Assinatura Eletrônica

A Solução Formalizar e-Signature é pioneira na assinatura biométrica e foi desenhada de forma a manter a validade jurídica, contemplando a evolução das necessidades de segurança do mercado. Com cases de sucesso em produção, seu time especialista no segmento financeiro não só desenvolve e adapta soluções específicas a este mercado, como também executa implementações rápidas. Além de garantir o rápido retorno do investimento realizado, em consequência do aumento da eficiência e redução de custos, também permite que organizações se tornem referência em questões de sustentabilidade e inovação.

Fujitsu

Área de atuação: Tecnologia da Informação e Comunicação

Uma das soluções inovadoras da Fujitsu é o PalmSecure®, um sistema de autenticação baseado nas veias da palma da mão, que utiliza a mais recente tecnologia biométrica de segurança. A solução atende às necessidades de verificação de identidade tanto para a área governamental quanto para o setor privado. As oportunidades de implementação do PalmSecure® abrangem uma vasta gama de mercados, como segurança, financeiro/bancário, saúde, educação e comércio. Com o foco também em segurança para o setor financeiro, a empresa apresentará os recicladores de nota, que oferecem mais segurança, rapidez e praticidade nas operações bancárias ao reconhecer, identificar, armazenar e dispensar cédulas.

Função Informática

Área de atuação: Tecnologia e serviços para o mercado financeiro

Os destaques da empresa serão: Formalização digital – um sistema de captura de operações de empréstimos e financiamentos em smartphone e tablet, o APP de financiamento de Veículos, uma plataforma de processamento de operações de financiamento de veículos para celular e o Paperless (Assina Certo), uma solução que permite coletar assinaturas de pessoas e associá-las a documentos digitais, com garantia de reconhecimento de assinatura e integridade do documento, entre outras soluções para o segmento de tecnologia bancária integradas a múltiplos dispositivos.

Glory Global Solutions

Área de atuação: CashInfinity/Gestão de Caixa e TCR

CASHINFINITY é um sistema avançado de gestão de caixa com notável flexibilidade e extensão para o varejo com adaptabilidade para qualquer tamanho de loja e segmento de negócios. Com base na experiência de mais de 100.000 TCR instalados em todo o mundo e na análise extensiva de pesquisa de clientes, o reciclador de cédulas RBG foi concebido para inserir as primeiras inovações na indústria. A família RBG-200 oferece uma ampla gama de opções e recursos para atender as demandas mais proeminentes da agência bancária moderna. O RBG é oferecido em diversas configurações para permitir que a empresa gerencie o seu ambiente de manuseio de dinheiro sem limites tecnológicos.

Grupo New Space

Área de atuação: Tecnologia para o setor financeiro

O Grupo New Space apresentará suas plataformas digitais para a prestação de serviço nas áreas de crédito, abertura de conta, business analytics e inteligência cibernética. Serão destaques no evento as soluções Orion Business Analytics, software de gestão, análise e monitoramento de negócios em tempo real; Fraud Monitor, solução de prevenção a fraudes com uso de inteligência e contra inteligência cibernética para cartões de crédito e de débito, credenciais de acesso (logins), dados pessoais (CPF, e-mails, etc.) e antiphishing para websites; as Esteiras Digitais de Crédito e Abertura de Conta, além das três linhas de serviços voltadas para o mercado de Meios de Pagamento: o Centro de Monitoramento de Negócios, o Laboratório de Certificações Funcionais e o Bureau de Serviços.

HID GLOBAL (HID BIOMETRICS)

Área de atuação: Biometria

A HID Biometrics trará os sensores de impressão digital com imagem multiespectral. A tecnologia de imagem multiespectral usa múltiplos comprimentos de onda projetados em diferentes ângulos para iluminar a superfície da impressão digital, bem como uma camada interna da pele, irrigada por vasos sanguíneos. Com essa complexidade, é possível identificar rápida e seguramente um usuário bancário num caixa eletrônico, ainda que ele esteja com os dedos sujos, engordurados, molhados, desgastados ou machucados. Essa tecnologia garante acesso rápido, fácil, seguro e conveniente às transações bancárias realizadas nos caixas eletrônicos.

IBM

Área de atuação: Serviços de TI

IBM terá palestrantes que abordarão assuntos como computação cognitiva, segurança, blockchain, fintechs, experiência do consumidor e transformação digital no mercado financeiro. Além disso, no estande da IBM, haverá duas obras de arte que serão interpretadas pelo Watson, plataforma que inteligência artificial para resolver problemas reais. A ideia é mostrar como funciona o projeto “A Voz da Arte”, realizado com a Pinacoteca do Estado de São Paulo e descrito a seguir. A IBM apresentará quatro demos focadas no setor financeiro, entre elas uma de Blockchain e outra direcionada à experiência do usuário bancário.

Icar Vision

Área de atuação: Tecnologia

A empresa apresentará o IDCLOUD/IDMOBILE e o IDFAST/IDFRAUD, soluções para canais múltiplos que têm como objetivo validar a identidade dos clientes. Com essas tecnologias, é possível identificar fraudes e reduzir custos operacionais, melhorando a experiência dos usuários.

Indra

Área de atuação: Banking

A Indra levará ao evento o ITECBAN Core Banking, solução que atende ao desafio de renovação do core bancário das instituições financeiras, oferecendo suporte tecnológico às funções-chave de negócios. Para o setor de seguros, a Indra mostrará sua plataforma iONE, que se destaca no âmbito de operação e negócio pela amplitude da carteira de produtos. Outro destaque será a solução recém-lançada iGIA, ferramenta de gestão de clientes via redes sociais com capacidades de cruzar dados com Analytics, Business Intelligence e Big Data.

Jabra

Área de atuação: Tecnologia de áudio

A Jabra oferece soluções auriculares e alto-falantes para o ramo profissional. São produtos que facilitam a colaboração entre pessoas que estão nos mais diversos lugares. O objetivo é ajudar na concentração e comunicação dos funcionários aumentando a produtividade e reduzindo o tempo perdido devido a problemas técnicos.

JCM Global

Área de atuação: Banking

As soluções apresentadas pela JCM serão os validadores de notas iVIZION, LD e European Bill Acceptor, além do módulo de depósito de varejo e o validador de reciclagem de notas iPRO-RC. Os produtos a serem apresentados impactam o mercado tornando as transações envolvendo dinheiro em espécie mais simples e seguras.

Kodak Alaris Information Management

Área de atuação: soluções de TI

A empresa levará soluções focadas em segurança da informação e os destaques serão o Scanner i5650s, que automatiza funções pós-digitalização e digitaliza até 180 páginas por minuto; o Software Info Input, que possibilita que qualquer dispositivo móvel possa ser utilizado para captura de informações.

Logicalis Latin America

Área de atuação: Serviços em TI.

A Logicalis Latin America apresentará diversas soluções que contribuirão para acelerar a transformação digital do setor financeiro. Entre elas estão blockchain, internet das coisas (IoT) e o GoCloud (gestão de aplicações em nuvem). Uma das soluções visa aumentar a eficiência energética das empresas do setor financeiro por meio do monitoramento e análise do consumo energético de cada uma das máquinas e equipamentos – desde lâmpadas até ATMs -, através de sensores e de uma plataforma de IoT. A outra aplicação de Internet das Coisas aperfeiçoa a cobrança de seguros por meio do monitoramento constante do objeto assegurado, como um automóvel, por exemplo. Já o GoCloud auxilia as empresas a definirem quais aplicações poderiam ir para a nuvem, se deveriam optar por nuvem privada ou pública e qual deveria ser o cronograma de migração, além de auxiliar na gestão e operação dessa nuvem.

MasterCard

Área de atuação:Tecnologia em meios de pagamento

Os destaques apresentados pela empresa serão tecnologia e seguranças somadas à experiência do usuário. Soluções como plataforma digital de pagamento que armazenam previamente os dados de compra do cliente em múltiplos canais (Masterpass), autenticações de pagamento por meio de características faciais ou digitais em substituição às senhas tradicionais (Identity Check Mobile), plataformas que permitem tokenizar pagamento (ou seja, transformar as credenciais originais do cartão em códigos de pagamento a serem utilizados em uma única vez ), bem como digitaliza-lo (ou seja, ter a capacidade de colocar esse token em qualquer objeto conectado à internet), fomentando, assim, a Internet das Coisas.

MATERA Systems

Área de atuação: Tecnologia – softwares para mercado financeiro e meios de pagamento

A MATERA Systems apresentará uma experiência Omnichannel, prática, para clientes de serviços financeiros. Abertura de conta pelo celular sem instalação de app, consulta de saldo via Facebook Messenger utilizando linguagem natural (chatbot) e até compra de produtos pelo celular offline (sem utilizar o plano de dados, NFC, wi-fi, nem bluetooth) são algumas das interações disponíveis no stand.

Microsoft

Área de atuação: Softwares

A Microsoft levará para o Ciab tópicos da jornada de Transformação Digital nos serviços financeiros relacionados com Inteligência Artificial, Blockchain, Serviços Cognitivos, Segurança e IoT, que permitem colocar em prática novos modelos de negócios e transformar os processos atuais. No estande da Microsoft, estarão disponíveis soluções para entender o comportamento dos clientes em uma análise 360⁰ e 720⁰, empoderando os colaboradores com ferramentas para análises preditivas e que promovem a criação de serviços que oferecem melhor experiência e sugestões mais assertivas e alinhadas com as necessidades de cada cliente.

Murex

Área de atuação: Tecnologia de Informação

A Murex oferece soluções empresariais de tecnologia financeira. A principal solução a ser apresentada pela empresa será a Plataforma MX.3, que possibilita que os clientes satisfaçam requerimentos regulatórios, além de administrar riscos em toda a empresa e controlar custos com TI.

Muxi

Área de atuação: Banking

A empresa apresentará o muxiPAY, uma plataforma de alto desempenho de pagamentos que emula o terminal POS em qualquer dispositivo móvel do cliente. O produto captura transações eletrônicas em pontos de venda nos modos online e offline, em terminais POS, smartphones e sites de e-commerce, com base em aplicação padronizada e certificada TEF. Seus principais diferenciais são: compatibilidade com as principais bandeiras de cartões, aplicação de fácil integração com diversas versões, Total EMV & PCI PA DSS, Arquitetura de multi-aplicação, mesmo look&feel em vários hardwares, além do TMS e plataforma de gerenciamento incluído.

Namirial

Área de atuação: Serviços de TI

As soluções da Namirial permitem de assinar documentos eletronicamente, em qualquer dispositivo e com validez jurídica; a possibilidade de coletar as informações biométricas da assinatura manuscrita (pressão, aceleração, velocidade, etc), transforma a solução em um instrumento anti-fraude. Já as soluções via vídeo permitem não apenas assinar eletronicamente formulários e contratos, mas também de efetuar sempre online a identificação e o cadastro completo do cliente.

NCR Corporation

Área de atuação: Tecnologia

A NCR apresentará soluções omnichannel para as instituições financeiras. No estande, serão expostas soluções inovadoras para o autoatendimento, para ajudar as instituições financeiras a interagirem com clientes nos terminais e nos canais digitais. A empresa levará ao Ciab novidades para a experiência bancária por meio de uma combinação exclusiva de software, hardware e serviços. A empresa oferece serviços de vídeo ao sistema bancário totalmente integrado a plataformas de ATM. Além disso, as soluções são compatíveis com os dispositivos móveis, para que o cliente seja atendido onde ele quiser, no momento em que desejar.

NetGlobe

Área de atuação: Soluções de vídeo

As soluções de vídeo atendimento permitem uma interação pessoal, superando os canais tradicionais de atendimento digital. A plataforma conta com gestão de filas de atendimento para acesso simultâneo dos clientes e a gravação das chamadas para consultas futuras ou controle de qualidade. Já os totens de autoatendimento podem ser usados para recepção digital, totem jurídico e eventos. É personalizável e permite integração com leitores, sensores, impressoras e diversos outros dispositivos, além de possuir monitor touch screen para facilitar a interação dos usuários. As ferramentas de webcast servem para eventos virtuais, que podem ocorrer em 2 formatos: público misto (participantes presenciais e virtuais) ou somente público virtual.

OKI Brasil

Área de atuação: Banking

A OKI Brasil mostrará seu ATM reciclador Adattis Recycler, que usa a mais avançada tecnologia de reciclagem de notas do mercado. O dispositivo diferencia cédulas verdadeiras de falsas, aceita depósitos de notas em maços dispensando o uso de envelopes, realizando assim depósitos que podem ser creditados em tempo real. O ATM é resistente a ataques por explosão por utilizar cofres bipartidos, sistema pelo qual os mecanismos que lidam com as notas e os cassetes que guardam o dinheiro ficam em compartimentos blindados separados, o que impede o acesso às notas. Adicionalmente, os cassetes da OKI podem contar com o recurso de entintamento.

Perto

Área de atuação: Automação e Terminais Bancários

A empresa irá apresentar recursos digitais como mobile, biometria, câmeras, leitores NFC, entre outros. Na área móvel, a Perto desenvolveu muitas das suas tecnologias com os leitores NFC. Por meio deste dispositivo, o usuário pode realizar o saque e outras operações com o uso do celular, dispensando o cartão (a comunicação ocorre por ondas de rádio). Já na área de biometria, a empresa tem equipamentos que identificam o cliente pela leitura das digitais, da palma da mão ou de outras características únicas e pode substituir o uso de senha.

Provider IT

Área de atuação: Serviços de TI

A Provider IT exibirá algumas de suas soluções, como os aplicativos de venda digital de seguros e capitalização e também as soluções para renovação, cobrança e comissão, além do seu novo aplicativo de sinistro inteligente. O app reduz o custo operacional para as seguradoras e agiliza o atendimento ao cliente, permitindo que o aviso seja efetuado diretamente pelo segurado. A companhia demonstrará em seu estande um exercício de aplicabilidade da tecnologia blockchain em um cenário de intermediação financeira – a portabilidade de crédito. Outro destaque será a plataforma OutSystems, caracterizada como Low-Code Development Platform e capaz de prover soluções móveis em curto prazo.

Qlik

Área de atuação: Visual Analytics

A Qlik levará três soluções de destaque. O Qlik Sense Cloud é a plataforma de análise visual self-service na nuvem que permite a qualquer pessoa – mesmo sem conhecimentos técnicos – criar, editar e compartilhar aplicações interativas, a fim de facilitar a tomada de decisão. Já o Qlik Analytics Platform facilita a integração de visualizações de dados a qualquer tipo de plataforma, como aplicativos e páginas web com total governança por meio do uso de APIs abertas. O Qlik Geo Analytics, por sua vez, integra mapas e análises baseadas em localização ao Qlik Sense e QlikView, que podem ser combinadas a dados não-geográficos para descobrir novas relações entre as informações.

Red Hat

Área de atuação: Tecnologia da Informação

O destaque da empresa para o evento é o OpenShift, uma plataforma de orquestração de containers que permite automatizar o provisionamento de ambientes para times de desenvolvimento, além de aumentar o controle de operações padronizando os ambientes e permitindo escalabilidade automática, e atender as demandas de negócio diminuindo o time-to-market. Essa ferramenta está integrada com todo o portfólio de Middleware: integração de aplicações (JBoss Fuse), integração de dados (JBoss Data Virtualization), cache distribuído (JBoss Data Grid), servidor de aplicações (JBoss EAP) e motores de processo (BPM e BRMS) e com a infraestrutura de cloud: OpenStack (IaaS), Ansible (Automação de infraestrutura), Insights (manutenção preditiva).

Reiner

Área de atuação: Scanners

A empresa apresentará os scanners de cheques para caixas eletrônicos e quiosques com tecnologia confiável e quase sem necessidade de manutenção. Os aparelhos podem operar de maneira ininterrupta em caixas eletrônicos 24 horas por dia, durante anos. Com esses scanners, o custo de transação por cheque é drasticamente reduzido, devido ao baixo custo de posse, e oferece rápido retorno de investimento.

Resource IT

Área de atuação: Serviços de TI

A Resource IT apresentará em seu estande o novo App Resource+Digital, BringTo, SMP, além de uma sala de experiência para quem quiser viver a transformação digital em diversos temas. O Resource + Digital é uma forma lúdica para avaliar o cenário digital dos clientes, propor estratégias personalizadas, soluções e serviços digitais. Já os serviços da plataforma BringTo utilizam o conceito de RPA (Robotic Process Automation) no modelo SaaS e trazem uma solução end-to-end para os seus clientes. Sobre o SMP, a Resource desenvolveu um sistema de parametrização com dupla checagem, minimizando os riscos de uma parametrização incorreta. O Robô SMP está disponível 24×7 gerando agilidade e inteligência para o seu processo, além de prever e agendar grandes parametrizações.

RTM – Rede de Telecomunicações para o mercado

Área de atuação: Telecomunicações e tecnologia para o mercado financeiro

Os destaques da empresa serão o RTM trade solution – plataforma integrada de comunicação e colaboração para Mesas de Operações Financeiras e Centros de Decisão via nuvem privada; e o RTM hub – solução inteligente, capaz de gerenciar a recepção, transformação e envio de arquivos de liquidação das operações de cartões dentro das grades de horário previamente estabelecidas pela CIP.

Salesforce

Área de atuação: Gestão de Relacionamento

A Salesforce discutirá em seu estande como a transformação digital e a inteligência artificial permitem a modernização e a agilidade em tecnologia para os processos de automação de vendas, experiência do cliente, marketing digital, desenvolvimento de apps e colaboração de funcionários na Era do Cliente. Com a Plataforma de Sucesso de Cliente Salesforce, instituições financeiras de todos os portes elevam a satisfação por meio de atendimento preciso, propostas de negócios em linha com os interesses do público e a criação de uma jornada financeira.

SAP

Área de atuação: Soluções para gestão de negócios

A SAP terá como destaque a participação da presidente da empresa, Cristina Palmaka, como painelista do tema “Cidades do Futuro”, no dia de abertura do evento, das 17h15 às 18h30.

Saque e Pague

Área de atuação: Rede de autoatendimento multisserviços bancários e não bancários

A empresa vai levar um conceito de atendimento e serviços baseado na criação de pontos de conveniência bancária totalmente digitais. A empresa desenvolveu a tecnologia para terminais de autoatendimento que oferecem as funcionalidades dos caixas bancários tradicionais e outras transações, antes só realizadas dentro do ambiente de um banco. Nas agências digitais, os clientes podem emitir cartão de conta corrente na hora, depositar ou fazer o pagamento de contas em dinheiro, diretamente no terminal e sem envelope. Ao todo, são mais de 40 transações que podem ser realizadas no ambiente digital. Os terminais de autoatendimento proporcionam o máximo de agilidade e autonomia ao usuário. Nesse modelo, todo o suporte é feito digitalmente, por meio de videoconferência.

Scopus Soluções em TI

Área de atuação: Serviços de TI

Com o foco voltado para a inovação e a conveniência, a empresa investe continuamente no desenvolvimento de soluções capazes de aumentar os níveis de segurança de transações financeiras e comerciais, sem comprometer a facilidade de uso e a experiência do usuário. Alguns dos destaques serão o Técnico Virtual, para intervenção remota em computadores por robôs, a Biometria comportamental, tecnologia mais segura (em relação à senha e ao token) de autenticação de usuário, o Comunicador DizApp, sistema de troca de mensagens, o Unipass 4i, solução de segurança que permite identificar e autenticar um usuário ao mesmo tempo por meio de frases variantes no tempo geradas em dispositivos móveis. Além de soluções para Internet das Coisas, Realidade Aumentada e Tecnologia de criptomoedas.

7COMm

Área de atuação: Serviços e Soluções em TI

A empresa levará soluções para diversas operações desenvolvidas em blockchain. Os Smart Contracts ganham destaque. Eles são eletronicamente programados e embasados em registros distribuídos. Isso significa que podem ser totalmente executados sem a necessidade de verificação independente ou processamento manual. A 7COMm também apresentará um aplicativo para gestão de pontos em programas de fidelidade, uma ferramenta para antecipação de recebíveis e o Portal da e-commerce, que possibilita vendas em bitcoin com recebimento em Reais.

Shanghai Guao Electronic Technology Co., Ltd.

Área de atuação: Banking e Finanças

A Shanghai Guao Electronic Technology vai apresentar classificadores de notas, discriminadores de moedas e encadernadores de notas. Classificadores podem separar notas por tamanho, denominação, orientação e versão. Eles também reconhecem números de série de notas de banco. Essas tecnologias facilitam o combate à falsificação e o efeito da triagem. Com a técnica de identificação apurada, a chance de falsificação de notas é reduzida. As soluções apresentadas pela empresa são inéditas no Brasil.

Shandong New Beiyang Information Technology Co., Ltd. (SNBC)

Área de atuação: Aparelhos bancários

A Shandong New Beiyang apresentará soluções para caixas eletrônicos, impressoras para quiosques, módulos de scanner, módulos para depósito em caixa e scanners de documentos em alta velocidade. Os produtos apresentados são ideais para conveniência e economia de tempo em caixas eletrônicos e aparelhos bancários em geral.

Sistemas Críticos

Área de atuação: Meios de pagamentos

A empresa vai levar a “Ten-S Payment Solutions”, uma plataforma configurável de software para processamento de transações digitais, nos mais distintos padrões de bandeiras, emissores, redes de captura e protocolos; originadas tanto em POS, Smart-POS, ATM, URA, Internet, quanto em Mobile. A plataforma ajuda a solucionar atividades de adquirência, processamento e autorização, funcionando ainda como gateway entre ambientes diversos.

SONDA

Área de atuação: Tecnologia da Informação

A SONDA possui soluções de prevenção à fraude que são destinadas à comunicação digital como abertura de contas, acesso à websites, envio de e-mails, contratos e apólices assinados digitalmente. A integradora também traz como novidade uma plataforma de assinatura digital com validade jurídica, que reduzirá em alta escala os gastos com processos de comunicação como impressão, logística e armazenamento em todos os segmentos. A empresa também apresentará esteira para produtos financeiros, resultando em aumento de eficiência operacional com redução de custos, segurança e qualidade.

Stefanini

Área de atuação: Serviços em TI.

A Stefanini mostrará sua plataforma de Inteligência Artificial, Sophie, capaz de interagir com usuários humanos e sistemas por meio de um conjunto crescente de interfaces de texto e voz. A empresa também demonstrará novas tecnologias e conceitos aplicados ao funcionamento de um banco digital, bem como soluções de prevenção e identificação de crimes cibernéticos. Por fim, será apresentado um software inteligente, que tem a capacidade de trabalhar com múltiplos sensores, incluindo drones, radares, satélites e uma câmera de altíssima resolução que, acoplada a um avião, consegue realizar captura precisa e detalhada de imagens e criar modelos 3D (tridimensionais) das regiões sobrevoadas, mesmo que o sobrevoo aconteça à noite.

Symantec

Área de atuação: Cibersegurança

As soluções integradas da Symantec previnem, detectam e eliminam ataques nos mais diversos pontos de vulnerabilidade de uma empresa, tanto em rede física, incluindo os dispositivos remotos, quanto na nuvem. No estande, o público poderá fazer um “Security Assessment”, rápida avaliação de conhecimento em segurança do profissional. Outro destaque será a apresentação dos resultados da última edição do Internet Security Threat Report (ISTR), relatório anual da Symantec que mostra a evolução dos principais ciberataques ocorridos ao redor do mundo, no painel “Segurança no Banco Digital: desafios da nova jornada”, com a participação de André Carraretto, estrategista em cibersegurança da Symantec.

Tata Consultancy Services (TCS)

Área de atuação: Serviços de TI

A Tata Consultancy Services (TCS) é uma empresa de Serviços de TI, Consultoria e soluções corporativas que oferece resultados reais para negócios globais, garantindo um nível de segurança que nenhuma outra empresa pode igualar. A TCS possui uma equipe de consultores próprios e um portfólio integrado de serviços de TI, BPS, infraestrutura, engenharia e Testes de Qualidade de Software. Também participará de dois painéis de discussão: ‘Bancos Digitais’, com Alberto Rosati (TCS Client Partner para a unidade de negócios Banking & Financial Services), e outro que tem como tema Transformação Digital e Competitividade, com Ramanathan Venkatraman (VP & CTO Global da TCS).

Tecnobank

Área de atuação: Soluções tecnológicas para o segmento bancário.

O eGerencie, um dos produtos da Tecnobank que será apresentado é um sistema de monitoramento de frotas, voltado a bancos e seguradoras. A plataforma monitora mais de 100 mil veículos e as fontes de dados são tanto da Tecnobank quanto dos clientes, de acordo com a necessidade de cada um. Entre as variáveis dos veículos, são monitorados débitos (multas, IPVA, Licenciamento, DPVAT) e restrições (administrativas, financeiras, tributárias, roubo/furto), além de tabelas de preços, como FIPE e Molicar. Também será apresentada a Consulta Recall, que faz parte do produto eVeículos.

Telemática Sistemas Inteligentes LTDA

Área de atuação: Soluções de identificação, controle de acesso e ponto

A Telemática terá como destaque o Codin Vena, um controlador de acesso que identifica e libera o acesso através das veias da palma da mão e o Codinrep3000, um registrador eletrônico de ponto que atende e supera todas as exigências do inmetro, com duas impressoras, nobreak interno, arquitetura hibrida e armazenamento de até 100 milhões de registros. Estas soluções garantem ao cliente segurança e proteção contra fraudes.

TIVIT

Área de atuação: Serviços de TI

A TIVIT levará seu portfólio de soluções que inclui IT Services, Cloud Solutions e Digital Business. A TIVIT possui profunda experiência em serviços integrados de tecnologia para o segmento financeiro, tendo em sua carteira de clientes as principais companhias do segmento.

Trust Image (IBML)

Área de atuação: Bancos, Seguradoras, Mailroom, BPO, Saúde e Governo

Um dos destaques da Trust Image é o Capture Suite, uma solução de captura de ponta a ponta que substitui ou complementa o software legado para ImageTracs e todos os outros scanners. O Capture Suite aplica as mesmas regras de negócios a cada trabalho de captura para garantir a precisão dos dados. Também será apresentada a família de scanners inteligentes ImageTrac da ibml, que abrange modelos desktop de médio volume, até scanners de altíssima velocidade e alta capacidade. Os scanners são instalados nos mais exigentes ambientes de captura de imagens de documentos, gerenciamento de documentos e ECM e reduzem custos operacionais, aceleram o acesso a informações e eliminam exceções no fluxo de trabalho.

Unisys

Área de atuação: Tecnologia da Informação

A Unisys vai lançar sua mais nova solução para bancos digitais, o Elevate, uma solução disruptiva e integrada que pode ser personalizada de acordo com as regulamentações e condições de cada mercado, desempenhando a função de centro de integração de muitas funcionalidades e soluções, em uma única plataforma. O Elevate incorpora um alto nível de segurança, com recursos integrados de biometria adaptável e análise de dados para identificar clientes, autenticar acesso e validar transações. A plataforma conta com um pacote de aplicações desenvolvidas para auxiliar as instituições financeiras a oferecerem aos seus clientes experiências seguras e unificadas, em diversos canais, sobretudo os digitais.

Veritas

Área de atuação: Gerenciamento de informação

A Veritas apresentará soluções para ajudar clientes na jornada da Transformação Digital, garantindo total governança e independência de infraestrutura para dados e workloads, que vão desde a visualização e mapeamento de dados através de capacidades analíticas provida pela solução Veritas Information Map, passando por toda a disponibilidade destes dados em ambientes on-premisses, físicos, virtuais, hyperconvergentes e multicloud, através da solução Veritas Resiliency Platform, finalizando com a devida proteção dos dados orquestrado pela solução Netbackup.

Visa

Área de atuação: Tecnologia em meios de pagamento

Neste ano a Visa levará aos visitantes as mais diversas formas de tecnologia de pagamento. Alguns dos destaques são o carro conectado, onde o visitante poderá vivenciar, dentro de um carro de verdade, como é possível realizar compras e pagamentos por meio do painel conectado de um carro, demonstrações de como é possível fazer pagamentos por meio de qualquer objeto (IoT), e os óculos de realidade virtual sobre o Visa Checkout, que vai mostrar os benefícios da solução que facilita, para comércios e consumidores, o pagamento de compras online e in-apps por meio de único login e senha.

Wacom

Área de atuação: Serviços de TI

A Wacom é a líder global no fornecimento de soluções de captura de assinatura, sendo a melhor nessa categoria. Uma superfície de assinatura durável e a tecnologia patenteada da caneta Wacom sem bateria contribuem para a redução do custo total de aquisição. O produto pode ser implantado aonde quer que o cliente busque utilizar a captura de assinatura segura e confiável, como parte de seu fluxo de trabalho sem papel.

Wipro

Área de atuação: Consultoria de TI

A Wipro vai lançar no Ciab o Wipro HOLMES TM Cloud BOT – um consultor digital de aprendizagem contínua. A solução usa uma interface de chat baseada no processamento de linguagem natural gamificada (NLP) para interagir de maneira inteligente com os stakeholders e enriquecer os dados para análise na nuvem, além de usar a plataforma de inteligência artificial Wipro HOLMES TM, que ajuda as empresas a hiperautomatizarem processos, para redefinir as operações e permitir jornadas digitais. Essa tecnologia aproveita aplicativos e dados de infraestrutura que residem em múltiplas fontes de dados no ambiente do cliente e facilita a colaboração entre as partes interessadas da TI e as equipes de negócios para criar um repositório digital abrangente.

Tags, ,

A segmentação de redes corporativas pode ajudar a evitar o próximo WannaCry

Apesar do número alarmante de computadores infectados, mais de 200 mil, a ação do ransomware WannaCry não foi a maior da história. O worm Blaster, por exemplo, afetou vários milhões de equipamentos em 2003. Segundo os especialistas G Data, fornecedora global de soluções antivírus representada no Brasil pela FirstSecurity, não há dúvidas que o recente ataque cibernético foi um dos mais graves, especialmente se analisada a sua rápida disseminação e o perfil das organizações empresariais afetadas.

Somente nas primeiras doze horas, WannaCry havia infectado mais de 74 mil computadores em todo o mundo e uma das razões para o sucesso do ataque tem a ver como o código utilizado foi uma “cortesia” da NSA, filtrado a partir dos servidores de arquivos da Agência de Segurança dos Estados Unidos. O grupo de hackers conhecido como The Shadow Brokers lançou em abril uma coleção de exploits, incluindo o chamado “ETERNALBLUE”, que explorava uma brecha de um protocolo do Windows usado para compartilhar arquivos entre redes de computadores. A Microsoft já tinha conhecimento dela, o que levou a companhia liberar um patch de atualização em março deste ano.

Como os computadores desatualizados foram o alvo do ataque, muitas empresas foram surpreendidas e tiveram que tomar medidas drásticas, como pedir a aos funcionários desligarem seus computadores para evitar que a infecção se espalhasse por toda a rede corporativa. Muitas não tiveram melhor sorte, tendo os dados sequestrados. Neste caso, o pagamento do resgate não é a melhor negócio a fazer.

Atualização dos sistemas operacionais nem sempre é a melhor opção para muitas empresas

Todos os especialistas em segurança digital do mercado concordam que sistemas desatualizados facilitam a invasão cibernética, especialmente os de ransomware. No entanto, nem sempre a correção é fácil de acontecer porque muitas empresas ainda dependem se sistemas antigos e a sua atualização pode não estar disponível. Nestes casos, muitos programas podem não ser compatíveis e suportar uma atualização do Windows, o que pode paralisar uma empresa, tornando-se um processo muito mais complexo do que parece. Ao mesmo tempo, a atualização pode gerar incompatibilidades com certificados que garantem o funcionamento de certos equipamentos médicos em hospitais ou centros de saúde, por exemplo. Muitos outros segmentos, principalmente na manufatura, podem viver situações semelhantes.

A segmentação de redes corporativas

Segundo os especialistas da G Data, uma maneira eficaz de driblar a falta de atualizações dos sistemas é a segmentação das redes corporativas, que consiste na configura da rede em diferentes subsistemas. Isso não garante que a infecção não ocorra, mas o ataque será limitado a uma área específica, em vez de propagação em toda a rede corporativas. Ao delimitar as redes, o administrador de rede também não poderá se esquecer de garantir o uso de soluções de segurança que funcionem em sistemas operacionais antigos para bloquear a ação dos ataques.

Treinamento das equipes

Os funcionários são grandes aliados no combate aos ataques cibernéticos. A empresa deve sempre manter suas equipes atualizadas sobre os riscos virtuais, dando exemplo de como os criminosos cibernéticos atuam. Se os funcionários são capazes de identificar uma ação de malware, seguir normas e procedimentos de segurança, os riscos serão sempre menores e melhor controlados.

“Também não faz mal algum contratar os serviços de empresas especializadas em segurança para ajudar as equipes internas de TI. Para muitas empresas, esta atitude pode não ser a mais simples, mas o esforço vai valer a pena quando o próximo WannaCry chegar. A prevenção sempre é o melhor remédio”, comenta Bruno Coelho, especialista em segurança digital da FirstSecurity.

Tags, , , , ,

T-Systems suporta operações do maior supermercado online da Alemanha

A T-Systems, provedora alemã com amplo portfólio digital de soluções e serviços de TI, é a responsável pelo suporte ao serviço de atendimento ao consumidor do site REWE.de, maior supermercado online da Alemanha. Para oferecer o serviço, a REWE Digital, unidade de digitalização da rede varejista, utiliza a solução da Salesforce hospedada em nuvem em um dos data centers da Deutsche Telekom.

A REWE Digital está no centro da transformação digital do grupo REWE, uma das maiores redes varejistas da Alemanha. Com o processo, os clientes da rede agora podem comprar alimentos que podem ser entregues em suas casas ou retirados nas lojas mais próximas, frescos e na temperatura certa.

Os complexos processos exigidos pelo sistema são gerenciados pela REWE via Salesforce em nuvem. Se um cliente faz um pedido para ser entregue às 14h, mas depois percebe que não estará em casa antes das 14h30, a correção no pedido precisa ser feita na cadeia logística imediatamente. Todo o processo, que inclui comunicação com o cliente – via telefone, e-mail ou app – e todo o workflow de entrega, roda em tempo real em uma única plataforma.

“A eficiência do processo e a flexibilidade construída nas várias funções do sistema cria uma base firme para garantir altos níveis de satisfação do consumidor em longo prazo”, afirma Robert Zores, diretor geral e CTO da REWE Digital. Com apenas três anos, a unidade conta com 500 funcionários em sua sede, em Colônia, e outros 1.800 divididos por seus seis centros logísticos.

Nuvem escalável

O serviço em nuvem da plataforma Salesforce é extremamente escalável, dando suporte ao crescimento dinâmico da REWE Digital. A solução em nuvem é fácil de integrar a sistemas já existentes por meio de interfaces padronizadas. Com isso, os clientes da loja online podem enviar seus pedidos por diversos canais, tais como apps, e-mail ou site.

O processamento destes pedidos em tempo real é um dos requisitos de uma boa oferta de serviço online. Com o novo sistema, os funcionários da REWE podem se concentrar em oferecer o melhor serviço aos seus clientes, sabendo que o processamento será feito automaticamente.

“Estamos muito felizes pela oportunidade de suportar uma empresa líder no setor de vendas de alimentos em seu processo de digitalização. Eles não estão se beneficiando apenas de nosso conhecimento em cloud, mas também de altos padrões de segurança e proteção de dados, que para nós são uma prioridade desde o desenvolvimento da solução até sua entrega”, diz Anette Bronder, diretora da divisão digital da T-Systems.

Tags, , , ,

Fomento, Inovação e Competitividade – Por Jamile Sabatini Marques

Que o brasileiro é um povo criativo, todos sabem. Mas se beneficiar dessa criatividade para gerar um país mais competitivo é o que precisamos aprimorar. Empresas que se destacaram quanto a sua criatividade foram fomentadas por um ambiente de negócios propício para sua atividade, gerando produtos inovadores e se tornando referências mundiais, como o Facebook e Instagram, ambos com brasileiros na concepção de seus projetos.

Para termos um país mais competitivo, precisamos dar mais voz aos empreendedores criativos, que acreditam em um projeto e correm atrás para serem os primeiros em mercados globais. Para que isso ocorra, precisamos fomentar serviços e produtos pioneiros para que estejam no mercado e sejam competitivos.

O fomento por meio de recursos financeiros, relacionamento e gestão faz com que as empresas acelerem a sua curva de crescimento, ganhando tempo precioso em um mercado competitivo, onde estar à frente fará a diferença para nos tornarmos referência.

O Brasil precisa criar condições para que existam mais fundos de investimentos em venture capital (Venture Funds), que façam as apostas em ideias, serviços e produtos inovadores, desde a fase inicial.

Isso pode ser feito com poucos ajustes na Lei do Bem para que as empresas beneficiadas possam aplicar seus recursos em Venture Funds fomentando empresas brasileiras nascentes, com a aquisição de quotas, ações ou notas de débito conversíveis.

A ABES tem trabalhado nestes aspectos, demonstrando a importância de se fomentar a inovação para termos um Brasil mais competitivo. As agências de fomento, como BNDES, FINEP, CNPq e FAPs estão buscando um caminho, conhecem a importância desse tema, mas ainda precisamos aperfeiçoar, ter mais recursos e correr mais riscos. Hoje, as garantias exigidas das mentes criativas são incompatíveis com o mercado do conhecimento, com empresas nascentes e muito boas ideias morrem pela falta de fundos, quando já estão quase lá.

A legislação brasileira com foco em inovação está sendo aperfeiçoada para que estejamos atualizados e competitivos, com o Governo recuperando seu papel de indutor da inovação. Sabe-se que países que investem em inovação estão entre as principais potências mundiais. O retorno do investimento feito em empresas inovadoras se dá na forma de impostos, empregabilidade, desenvolvimento regional e principalmente na formação de quadros gerenciais voltados para a inovação e criatividade.

Países membros da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) têm buscado investir em inovação por meio do incentivo fiscal, sendo esta uma tendência mundial. O Brasil precisa fomentar para sair da crise, crescer e gerar competitividade. Por meio de pequenos aperfeiçoamentos, a Lei do Bem e a Lei de Informática podem e devem contribuir para a geração de novos produtos e serviços, com novas ou antigas empresas, fomentando o empreendedorismo e intra-empreendedorismo.

Jamile Sabatini Marques é diretora de Inovação e Fomento da ABES -.Associação Brasileira das Empresas de Software.

Tags, , , , ,

Estudo revela: metade das empresas exportadoras no Brasil paga mais impostos do que deveria

exportacao_becomex_recuperacao_imposto_1170529_115919

A Becomex, empresa especializada no gerenciamento integrado na área tributária e operações internacionais, acaba de divulgar um estudo que aponta que mais de 50% das empresas exportadoras no Brasil pagam mais impostos do que deveriam por não aproveitar corretamente os benefícios fiscais e aduaneiros existentes. O estudo também revela que muitas empresas sequer sabem o potencial que poderiam economizar com o pagamento de impostos e tributos.

Segundos os dados da Becomex a indústria automobilística, por exemplo, um dos maiores setores da economia nacional, tem hoje cerca de R$ 300 milhões em impostos a serem recuperados à espera das empresas solicitarem seus resgates junto ao governo.

“As possibilidades de reaver esses tributos aumentam quando a fabricante de veículos inicia um trabalho em toda sua cadeia com o objetivo de apurar todos os benefícios fiscais e aduaneiros concedidos pelo governo à indústria”, revela o vice-presidente da Becomex Rogério Borili.

O conceito de Gestão Integrada de Impostos da Becomex, que já é referência no mercado, proporciona redução significativa da carga tributária e potencializa resultados das empresas, graças à aplicação de metodologias de análise com elevado conhecimento da legislação somado a ferramentas de alta performance.

Um bom exemplo de recuperação ou isenção de imposto é o Drawback, uma devolução total ou parcial de tributos federais (II, IPI, PIS-Importação, Cofins-Importação e AFRMM), recolhidos quando há importação de matérias primas (embalagens, insumos e componentes) utilizadas na fabricação de mercadorias comprovadamente exportadas. É um incentivo às exportações, pois reduz os custos de produção dos produtos exportáveis, aumentando a competitividade no mercado internacional.

Segundo dados divulgados pela Receita Federal, nos últimos quatro anos o Drawback correspondeu a 29% de todo benefício fiscalconcedido pelo governo federal. Porém, cerca de 25% das maiores empresas exportadoras do Brasil não fazem a requisição desse benefício que pode gerar milhões de reais em “dinheiro novo” para a companhia.

Outro exemplo de benefícios que podem ser utilizados pelas empresas é o Reintegra, que como o próprio nome sugere, tem por objetivo reintegrar valores referentes a custos tributários residuais existentes nas cadeias de produção. Assim, a pessoa jurídica produtora e exportadora de bens manufaturados no País, poderá reaver parcial ou integralmente o resíduo tributário existente na sua cadeia de produção.

“O investimento em inteligência fiscal e tributária é um ponto de atenção estratégico, pois gastam 1/3 de suas receitas, em média, por não conseguir fazer os controles fiscais de forma eficiente, pagando imposto a mais desperdiçando a chance de trazer o chamado ‘dinheiro novo’ para seus cofres, o que faz toda a diferença especialmente em tempos de crise”, declara Rogério Borili.

Tags, ,

Presidente da ANCD falará sobre Certificação Digital no Conip

Julio_Cosentino_vice_presidente_da_Certisign_3_inc

O presidente da Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD), Julio Cosentino, vai falar sobre Gestão de Processo Eletrônico e Certificação Digital dia 30 de maio próximo, durante a realização do Congresso de Informática e Inovação na Gestão Pública – Conip. “Vivemos um momento muito sensível no Brasil, marcado pela crise política e econômica. Entendemos que, a despeito dos acontecimentos, é meio inevitável a retomada do crescimento, ainda que de forma gradual. Nesse sentido falarei aos presentes, mostrando caminhos e ferramentas que possam ajudar nessa trajetória, com a desburocratização de processos a partir da certificação digital”, comentou Cosentino.

Segundo ele, o Conip exerce um papel fundamental como influenciador na tomada de importantes decisões e, por meio da inovação, vem promovendo o conhecimento e a troca de experiências. Julio Cosentino acredita que o Brasil já avançou bastante no campo da tecnologia, mas ainda possui muitos entraves e o objetivo de sua palestra será alertar justamente para as oportunidades que estão expostas. A palestra de Julio Cosentino será terça-feira, dia 30.

Sobre o evento

O CONIP – Congresso de Informática e Inovação na Gestão Pública acontece nos dias 30 e 31 em São Paulo e vem se mostrando ao longo dos últimos 23 anos um encontro consolidado e reconhecido como o principal fórum de inovação, constantemente apontando as tendências de uso de tecnologias na gestão pública.

O único evento do setor que aborda a inovação, a modernização da gestão pública e a melhoria contínua dos serviços públicos que o Estado oferece à sociedade nas três esferas públicas. Reúne cerca de 400 participantes, mais de 20 Estados, através de diretores de TI dos três poderes da República, além de gestores públicos.

Tags, , , ,

Stefanini demonstra jornada financeira digital no CIAB 2017

O uso de aplicativos de bancos para celular e tablets se tornou o canal mais utilizado pelos brasileiros para operações bancárias em 2016. Segundo estudo recente da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), o número de operações via mobile banking, incluindo transferência, pagamentos e consultas de saldo, cresceu 96% em comparação com o ano anterior e já representa um terço do total de todas as transações feitas no País.

Com acesso mais fácil à Internet e aos smartphones, o consumidor tem transferido sua jornada financeira para a telinha do celular em busca de uma experiência mais rápida e eficiente. Para atender às instituições financeiras que priorizam experiências diferenciadas ao cliente, a Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia e com grande participação no segmento financeiro, apresentará no CIAB 2017 novas tecnologias e conceitos que podem transformar a jornada financeira digital.

Em uma das demonstrações, o visitante poderá simular a abertura de um financiamento de automóvel pelo smartphone, além de acompanhar todo o processo por trás da operação – cadastro, andamento do pedido, autorização e liberação do financiamento.

“Nosso objetivo é mostrar como as tecnologias da Stefanini se integram à jornada financeira do cliente, tornando a experiência mais rápida e eficiente. Quem visitar o estande da Stefanini poderá acompanhar todo o fluxo da operação do ponto de vista do cliente e do banco”, destaca Maristela Ramalho, líder de projetos da Stefanini Business Consulting.

Durante o evento, a empresa também demonstrará a contratação de um seguro automativo pelo smartphone. Hoje, a Stefanini pode oferecer a plataforma de serviço e integrar todas as informações com uma solução multicanal, que utiliza ferramentas que proporcionam inteligência por meio de analytics, clusterizações para disparo assertivo de campanhas e inteligência artificial.

“As soluções da Stefanini e de suas coligadas evoluem na mesma velocidade do mundo atual, podendo se adaptar às demandas das novas gerações, como a X e a Z. Pesquisas recentes sinalizam que a geração Z, que inclui os nascidos entre 1995 e 2010, já conta com um poder aquisitivo de 44 milhões de dólares, é mais imediatista que a geração anterior (millennials) e influencia 93% das compras de casa”, afirma Wander Cunha, diretor da Business Consulting da Stefanini.

De acordo com Breno Barros, diretor de inovação e digital da Stefanini, a mudança não está apenas na adoção de novas tecnologias ou na oferta de mais conveniência e praticidade. Passa por um entendimento maior das expectativas desse novo consumidor. “As novas gerações estão em busca de empresas que reflitam suas convicções e valores, que entendam o seu comportamento e ofereçam serviços personalizados e que superem as suas expectativas”, afirma.

Para acompanhar essa tendência, o Grupo Stefanini vem trabalhando na construção de um ecossistema que permite, inclusive, a abertura de um banco digital em até 90 dias. “Estamos inseridos em mundo digital, em que há uma grande demanda por eficiência, otimização de custos e conveniência para o consumidor. Os clientes querem soluções que agreguem valor e que estejam onde o cliente está. Por isso, estamos focados em oferecer ferramentas que permitam uma verdadeira transformação do negócio de nossos clientes”, afirma Marco Stefanini, fundador e CEO global da Stefanini.

Quem estiver no CIAB terá a oportunidade de conhecer outras ofertas focadas no segmento financeiro, tais como automação de captura de documentos, Blockchain e gamification.

Construção do relacionamento

Marketing Digital: campanhas em tempo real, a partir do perfil do cliente e de como ele utiliza os serviços bancários. A Inspiring, que faz parte de um centro de excelência e inovação, juntamente com outras 12 empresas do Grupo Stefanini, conta com uma plataforma de engajamento, baseada em nuvem, onde o cliente tem todo um ecossistema baseado em campanhas, fidelidade, cupons, promoções e gift cards. Batizada de IEP, ela foi concebida para ser multicanal, sendo possível integrar com redes sociais, WhatsApp, SMS e portal. A interface de programação da plataforma é bastante intuitiva e bem simples de usar.

UX: uso do design e do conceito de usabilidade de canais, conforme estilo de vida dos clientes.

Automação para Cadastros Digitais, com captura e gestão de documentos e dados: captura por foto ou scanner (imagem digitalizada), onde os templates e os dados dos documentos são validados sistemicamente. Com essa tecnologia, é possível gerir os processos internos fim a fim, possibilitando consultas on-line a bases internas ou externas para confirmação de informações, além da parametrização de regras de negócios e gestão de todas as etapas do processo em formato digital.

Selfie com face recognition: o selfie passa a ser utilizado para confirmação de identidade do usuário.

Social Bank e Blockchain

Social Bank: possibilidade de implementar soluções com a utilização das redes sociais. Pode ser enriquecido com ferramentas para gestão financeira personalizada.

Blockchain: tecnologia e soluções para conversão de quaisquer valores em moeda virtual (digital cash), de forma segura, eficiente e de baixo custo. Por meio de uma parceria com a canadense Okanni, a Stefanini oferece uma solução de Blockchain, capaz de suportar vários tipos de transações, em qualquer moeda, entre pessoas físicas ou para pagamentos B2C e B2B.

Gamification

Uso de formas lúdicas para proporcionar a interação dos usuários com a instituição financeira. A utilização de incentivos ou de outras formas de estímulo promovem o engajamento do usuário e, consequentemente, o incremento no consumo ou utilização dos serviços prestados pelo banco.

Tags,