Page

Author admin

Estudo do LinkedIn revela grandes diferenças entre as gerações no escritório

Pesquisa realizada em 14 países mostra importância do relacionamento interpessoal dentro das organizações
Existem diferenças entre as gerações de colaboradores dentro das empresas quando se trata de relações no trabalho, de acordo com as conclusões divulgadas nesta terça-feira pelo LinkedIn, a maior rede profissional mundial na Internet. O estudo Relacionamentos no Trabalho (Relationships @ Work) apresenta uma nova visão sobre diversos comportamentos no ambiente corporativo, desde abrir mão de amizades para a ascensão na carreira até o desempenho geral no trabalho.

Apesar do contraste entre as gerações Y e dos baby boomers¹, a importância dos relacionamentos no local de trabalho continua clara para muitas pessoas. Globalmente, quase metade (46%) de todos os profissionais acredita que amizades entre colegas os torna mais felizes no trabalho.

“As relações no trabalho estão definindo tanto a dinâmica no escritório, como o desenvolvimento individual. Criar uma cultura que permeie as diferentes gerações, cargos e personalidades, é um fator fundamental para construir um ambiente de trabalho bem-sucedido”, afirma Nicole Williams, consultora de carreiras do LinkedIn.

Veja a seguir as principais descobertas da pesquisa:

1. Plano de Carreira

Ainda que a felicidade seja importante para os profissionais, eles também valorizam a competição e o desejo de subir na hierarquia corporativa. No entanto há uma divisão geracional quando se trata das escolhas que os profissionais estão dispostos a fazer para se destacar na organização:

• Na comparação geral, os brasileiros se provaram um dos mais leais aos colegas de trabalho, sendo que mais da metade deste público (53,6%) disse que não estaria disposto a sacrificar uma amizade, mesmo que isso significasse receber uma promoção. Quando analisamos por gerações, a média se mantém próxima para os baby boomers, com 52,5% deles concordando com esta afirmativa. Já para a geração Y, este número é menor, sendo que 39% partilham da mesma opinião.

• Globalmente, este número é diferente; 68% dos respondentes pertencentes à geração Y sacrificariam a amizade com um colega por uma promoção, enquanto 62% dos baby boomers jamais considerariam esta oportunidade para ascender na carreira.

• No Brasil, 66% dos baby boomers e apenas 28% da geração Y acreditam que a amizade com colegas de trabalho não afeta seu desempenho profissional.

2. Amizades

Felicidade, motivação e produtividade são assuntos relevantes entre os profissionais no mundo todo e há uma relação direta entre estes atributos ao fato de ter amigos no trabalho:

• Mais de um terço (35,8%) dos entrevistados no Brasil disse que a amizade com colegas de trabalho os motiva.

• Globalmente, três em cada cinco trabalhadores da geração Y dizem que socializar pessoalmente com colegas torna o ambiente de trabalho melhor, comparados a apenas dois a cada cinco baby boomers. No Brasil, este número é um pouco mais equiparado entre as gerações, sendo que 56,3% da geração Y e 67,5% dos baby boomers concordam com esta afirmativa.

3. Comunicação no Trabalho

A pesquisa mostra que os colaboradores mais jovens se sentem mais à vontade para discutir seus problemas pessoais quando conversam com colegas no escritório:

• No Brasil, 54% da geração Y discute o salário com colegas no trabalho, comparado a 33% dos baby boomers.

• A maioria (61,4%) dos entrevistados brasileiros da geração Y é mais aberta a compartilhar conselhos sobre relacionamentos com colegas de trabalho, comparado a menos de um terço (32,5%) dos baby boomers.

Algumas descobertas no Brasil

• Entre todos os países pesquisados, os brasileiros são os mais propensos a falar com os seus colegas sobre questões familiares, com 60%;

• Mais da metade (51,60%) dos entrevistados no Brasil adicionam o seu gerente nas redes sociais em comparação a apenas 15,20% no Reino Unido;

• Quase 3 em cada 10 (29%) dos entrevistados brasileiros mantêm contato com o seu gerente fora do horário de expediente para assuntos sem relação com o trabalho;

• Mais da metade (54,90%) dos entrevistados no Brasil disseram ter confiado em um colega do trabalho em vez de um amigo ou parceiro sobre questões corporativas;

• 36,30% dos pesquisados no país disse que 41% de seus amigos são atuais ou antigos colegas de trabalho, e 10% disse que os colegas de trabalho representam de 61% a 80% de suas amizades.

Participe da conversa, utilizando #AmigoDoTrabalho e #WorkBFF para compartilhar seus “selfies” com colegas.

Acesse http://blog.linkedin.com/2014/07/08/work-bffs/ para saber mais sobre o estudo global Relacionamentos no Trabalho, do LinkedIn.

¹ A Geração Y é definida pelos entrevistados com idades entre 18-24 anos e os baby boomers, entre 55-65 anos.

Tags, , , ,

Gigante de Marketing Digital WSI amplia estratégia de crescimento no Brasil com Caio Cunha na presidência

O executivo Caio Cunha, que já ocupou importantes cargos de diretoria no Brasil e no exterior, em empresas como SAP e PriceWaterhouse Coopers, tem como objetivo fortalecer ainda mais a estrutura da máster-franquia brasileira da maior empresa de Consultoria de Marketing Digital do mundo

Com 28 agências de consultoria de marketing digital e três anos de atuação, a operação brasileira da WSI – We Simplify the Internet já é a sexta maior do mundo. Presente em 81 países, com 1100 consultores e faturamento anual de US$ 160 milhões, a maior empresa de Marketing Digital a franquear seus conceitos opera levando o que há de mais moderno em soluções de Internet a empresas de todos os portes.

A WSI é especialista em ajudar as empresas na geracão de oportunidades e no crescimento de vendas por meio de consultoria de SEO, geração de leads “on-line” (PPC e otimização de conversão), treinamentos e consultorias de marketing digital e geração de negócios via mídias sociais, fazendo a diferença nos negócios de seus clientes em todo o mundo.

Em 2014, só o mercado de marketing digital para geração de leads “on-line” no Brasil superará US$ 2 bilhões, quando mais de 107 milhões – ou 53% dos brasileiros – estarão navegando pela “internet”. Não há uma só empresa que não necessite dos serviços de primeira linha oferecidos por essa empresa.

Com potencial para ser um dos principais mercados da WSI do mundo, o Brasil tem muito a ser desenvolvido. É por esse motivo que o executivo Caio Cunha (foto) acaba de assumir a presidência da empresa, apoiado diretamente por Marcos Paulo Perfeito, que segue como general manager da empresa e responderá pelas áreas de Desenvolvimento e Branding. Cunha, além da Presidência, coordenará a área de Expansão e Novos Negócios. Nessa nova estrutura, Perfeito tem por fim liderar a introdução do novo plano de Marketing da empresa, começando no 2º semestre de 2014, bem como desenvolver e executar um plano de treinamento das metodologias, técnicas e ofertas de marketing digital oferecidas pela WSI para os consultores. Ele continuará apoiando os consultores no desenvolvimento e expansão de seus negócios.

Caio Cunha assume o cargo num momento crucial para a WSI no Brasil. “Neste ano, desenvolvemos um planejamento estratégico de Marketing e Expansão bastante ousado para nosso País, em relação ao número de novas unidades que serão abertas nos próximos anos e ao incremento de faturamento das agências de consultoria WSI já instaladas no Brasil. Com treinamento, muito trabalho e os parceiros corretos, certamente cumpriremos e superaremos as metas”, acredita.

A ideia de acelerar a expansão da WSI não significa que ela negligenciará o perfil de seus consultores. “O objetivo é crescer de maneira organizada, atingindo o patamar máximo de 100 agências nos próximos três anos. É o que queremos para nossa estrutura, de maneira a conseguir dar todo o suporte que nossos consultores de marketing digital precisam para se desenvolver plenamente”, acredita o novo presidente.

Outro objetivo da WSI nesse ano é de aumentar o faturamento das agências individualmente. Para isso, novos fornecedores estão sendo homologados pela rede. “Os consultores WSI têm conquistado faturamento maior que 50% ao ano nos últimos três anos. A previsão é que continuem crescendo nesse passo nos próximos três anos”, finaliza Cunha.

A trajetória profissional de Caio Cunha

Caio Cunha tem mais de 20 anos de bagagem profissional no mercado de tecnologia da informação e serviços. Executivo com atuação internacional e experiência em capacitação de negócios, Cunha estudou Administração de Negócios na Roosevelt University (EUA) e Estratégias de Negócios para Empresas em Crescimento na Stanford University Graduate School of Business (EUA). Além disso, tem formação em Gestão Internacional no IMD International (Suíça).

Ao longo dos últimos 20 anos, no mercado de tecnologia, Cunha exerceu posições de diretoria em grandes empresas multinacionais, como Hitachi Data Systems e SAP. Chegou a exercer funções de diretor-sócio na PriceWaterhouseCoopers, na qual iniciou sua carreira até atingir posição de diretoria responsável pelos serviços prestados a clientes como IBM e Unisys. Contribuiu em geração de novos negócios, incluindo a criação de novas subsidiárias internacionais, um centro de desenvolvimento de software, um centro de montagem e distribuição de equipamentos de armazenamento de dados. Estruturou uma “joint-venture” de compras eletrônicas (“e-procurement”) na industria de “Óleo e Gás” constituida em parceria com a SAP e a Petrobrás. Ele também trabalhou em conjunto com a Associação Brasileira de Empresas de Software para reverter uma lei de tributação sobre a indústria multinacional de software.

Sua trajetória na WSI também é longa e data de quando a empresa canadense aportou no Brasil, em 2010. Então, ele e sua esposa abriram uma consultoria de marketing digital desta marca e seu envolvimento com a WSI no exterior foi se estreitando. Antes de tornar-se presidente, o executivo já era Membro do Conselho da WSI no Brasil. Hoje, Cunha representa a América Latina no Conselho Internacional de Consultores da WSI.

O know-how de Cunha realmente soma valor à WSI, que se consolida a cada dia, no Brasil, como uma especialista em social selling, marketing B2B e desenvolvimento de estratégias de comunicação, geração de oportunidades e vendas pela internet. Por isso, a WSI oferece aos clientes soluções cujos resultados efetivos já são comprovados no mercado. “A WSI é dedicada a levar os negócios, ao redor do mundo, a uma posição privilegiada no que diz respeito ao maketing digital. Para tanto, atende a donos de empresas, CEOs, diretores de marketing e outros executivos, aumentando suas receitas e oferecendo mais rentabilidade”, considera o novo presidente.

Sobre a WSI

A canadense WSIé uma franquia especializada em Marketing de Internet e está presente em mais de 80 países. No Brasil, iniciou suas atividades no segundo semestre de 2010 e, desde então, está abrindo franquias por todo o Brasil.

Os consultores que compõem a rede – a maior do mundo em se tratando de soluções de marketing digital – oferecem a seus clientes soluções concretas, modernas e efetivas com base nas necessidades por eles apresentadas. Com isso, contribuem para que empresas de diferentes portes e segmentos se tornem mais competitivas.

Tags, ,

Dodge apresenta seus clássicos nos EUA

A Dodge reuniu em Meadow Brook Hall, antiga propriedade da família Dodge em Michigan, boa parte dos carros que fizeram história ao longo dos 100 anos da marca, como numa linha do tempo. O evento, aberto ao público, incluiu clássicos como o Dodge Brothers Touring Car, de 1915 (da mesma geração do “primogênito”, de novembro do ano anterior), Deluxe Town Coupe 1939, Custom Royal Lancer 1956, Charger 1968, Charger Daytona 1969, Challenger T/A 1970, Caravan 1984 e Viper SRT10 2003, entre muitos outros. Veículos conceituais também estavam em exposição. Todos os carros são do acervo do Walter P. Chrysler Museum.

Para conhecer em detalhes a rica e agora centenária trajetória da Dodge, foi criado o hotsite http://dodge100years.com/, que conta com extenso material fotográfico disponível para download.

E neste link é possível baixar um vídeo em alta definição que apresenta, em pouco mais de dois minutos, uma pequena amostra do que a Dodge fez de melhor de 1914 até hoje.

Sobre a marca Dodge
A Dodge está em seu ano de centenário focada no futuro, com o objetivo de criar veículos que os consumidores queiram dirigir e tenham orgulho de estacionar em suas garagens.Com 100 anos de história, a Dodge traz na bagagem o pioneirismo dos anos 30 e 40, a evolução do design dos anos 50, a herança de competição dos anos 60, a potência dos anos 70, a eficiência dos anos 80 e o estilo inovador dos anos 90 e 2000. Tudo para pavimentar a estrada da marca rumo aos próximos séculos de existência.

Tags, ,

Consumidores elegem suas lojas virtuais preferidas em prêmio da E-bit

A E-bit (www.ebit.com.br), empresa especializada em informações do comércio eletrônico, abriu a votação para a sua 11ª edição do Prêmio Excelência em Qualidade Comércio Eletrônico B2C. A eleição, realizada anualmente, aponta as lojas de maior destaque do varejo digital brasileiro e as preferidas pelo consumidor, em voto popular, em seis categorias.

O público tem até o dia 17 de julho para entrar no site da E-bit e escolher as Lojas Mais Queridas. As candidatas disputarão o prêmio de Loja Diamante Mais Querida, e nas categorias verticais Alimentos e Bebidas, Bebês, Casa e Decoração, Cosmético e Perfumaria, Saúde (Medicamentos), e Moda e Acessórios.

Além das Mais Queridas, a E-bit premia também as Melhores Lojas, definidas por critério técnico e que levarão o troféu nas categorias Diamante, Ouro, Prata e Bronze. As lojas escolhidas são as que mantiveram as melhores notas médias em 2013, de acordo com as avaliações feitas por consumidores em pesquisa E-bit.

A premiação, que representa o Oscar do setor, é a mais importante do comércio eletrônico nacional e valorizada pelas empresas pelo reconhecimento de seu desempenho. “Este ano ultrapassamos dez edições do Prêmio. Com o enorme crescimento registrado pelo varejo online desde então, a responsabilidade de cada empresa perante o consumidor só aumenta”, afirma Pedro Guasti, Diretor Executivo da E-bit.

A cerimônia de entrega será realizada no dia 13 de agosto durante o Fórum E-commerce Brasil, um dos eventos mais importantes do setor que acontece no Expo Transamérica, em São Paulo, trazendo painéis sobre tendências e atualizações do mercado com a participação dos maiores nomes do varejo digital.

Sobre a E-bit (www.ebit.com.br):

Destaque no desenvolvimento do comércio eletrônico no Brasil, sendo reconhecida como a mais respeitada fonte de informações de e-commerce, com mais de 18 milhões de pesquisas coletadas desde 2000, em mais de 20.000 lojas virtuais afiliadas. A partir de 2008, amplia sua atuação na América Latina nos seguintes países: Argentina, Chile, Colômbia e México.

Tags, ,

Desaceleração da economia, crédito e "efeito Copa" impactam nos emplacamentos de veículos

A Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, entidade que representa mais de 7,7 mil concessionários de veículos de todo o Brasil, divulgou hoje (02), durante coletiva de imprensa, o desempenho do setor automotivo no mês de junho e do 1º semestre do ano, além de ter revisado as projeções do setor para o encerramento do ano de 2014.

As vendas de todos os segmentos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros, como carretinhas para transporte) apresentaram retração de 12,45%. Foram emplacadas 385.279 unidades no mês passado, contra 440.074 no anterior. Esse resultado, se comparado ao obtido no mês de junho/2013 (464.044 unidades), o setor apresentou retração de 16,97%. Na comparação entre os acumulados de janeiro a junho de 2013 e 2014, este ano sofreu queda de 6,54% nos emplacamentos de todos os segmentos somados.

Todos os segmentos automotivos, individualmente, tiveram queda nos resultados de emplacamentos no semestre.

A queda registrada para automóveis e comerciais leves chegou a 9,81% em junho sobre maio deste ano, e foi de 7,33% no acumulado do ano sobre 2013.

Na opinião do presidente da Fenabrave, Flávio Meneghetti, uma série de fatores impactou, negativamente, no setor neste semestre. Para Automóveis e Comerciais Leves, por exemplo, houve a retomada de dois níveis de recomposição do IPI (janeiro e abril), o aumento do preço dos veículos em função da obrigatoriedade dos freios ABS e Airbags, o baixo desempenho da economia e maior retração da oferta de crédito para financiamento de veículos. “Atrelado a esse cenário, onde talvez o crédito tenha sido o fator mais forte, ainda tivemos a realização do Carnaval em março e da Copa do Mundo que, efetivamente, reduz os dias potenciais de vendas em cerca de um mês no ano, o que representa a perda de 300 mil unidades, aproximadamente. Esse resultado, dificilmen te, se recupera”, argumenta Meneghetti.

Para o setor de caminhões, que vinha apresentando projeções positivas, a queda registrada, de 12,20% no acumulado do ano, foi reflexo tanto da demora na oficialização do PSI pelo BNDES como em função da desaceleração da economia, que compromete o frete. “Perdemos quase dois meses de vendas em função da liberação do PSI ter ocorrido apenas no final de janeiro, e quando o período de safra demandava mais aquisições de caminhões. Atrelado a isso, o fraco desempenho da economia fez com que faltasse carga a ser transportada, ou seja, havia caminhão, havia financiamento disponível, havia comprador potencial, mas não havia frete e, sem frete, a compra não se realiza”, analisa Alarico Assumpção Júnior, presidente executivo da Fenabrave e especialista no setor.

Para motocicletas, a queda acumulada, de 4,08%, tem a retração de crédito como maior vilã. “Graças ao Sistema de Consórcios, principalmente nas regiões Norte e Nordeste do País, essa queda não foi maior”, declara Assumpção Júnior.

Novas Projeções para 2014

Durante a coletiva de imprensa, a Fenabrave anunciou novas projeções para o ano de 2014. Segundo a entidade, os emplacamentos de veículos devem crescer no segundo semestre e, no caso de automóveis e comerciais leves, a média mensal pode superar 5% de aumento no período.

“Com o fim do ‘efeito Copa’ e a possível renovação de frota de grandes frotistas, lançamento de novos modelos, esperamos crescer no segundo semestre, principalmente, nos meses de novembro e dezembro, quando teremos, certamente, antecipação de compras em função da retomada do IPI integral a partir de janeiro de 2015. Mesmo crescendo nos últimos seis meses do ano, o resultado global de 2014 será negativo, pois o segundo semestre do ano passado foi bastante forte e a comparação fica difícil”, analisa o presidente da Fenabrave.

Para ele, a prorrogação do IPI reduzido até dezembro deste ano, “foi importante para que o setor não sofra mais retrações expressivas”, concluiu.

Segundo a Fenabrave, o setor deve encerrar este ano com decréscimo de 6,48% para todos os setores somados.

Os segmentos de automóveis e comerciais leves devem apresentar queda de 7,75%, com 3.298.633 unidades comercializadas.

Já o setor de caminhões deverá contabilizar 132.332 unidades até o fim de 2014. Este resultado representará um decréscimo de 15% na comparação com 2013. O mercado de ônibus deve encerrar 2014 com baixa de 10%, totalizando 32.065 unidades emplacadas.

O segmento de motocicletas ainda deve sofrer os impactos causados pela falta de crédito para modelos de baixa cilindrada, mesmo com a contribuição que o Sistema de Consórcio tem tido nas vendas desses veículos. Segundo a Fenabrave, o segmento deve encerrar 2014 com queda 2,50% e 1.477.812 unidades emplacadas.

Desempenho de todos os Setores:

Automóveis e Comerciais Leves: As vendas de automóveis e comerciais leves retraíram 9,81% em junho. Foram emplacadas 250.655 unidades no mês passado, contra 277.907 em maio.
Na comparação com junho/2013 (302.866 unidades), os segmentos registraram queda de 17,24%. Já no acumulado de janeiro a julho, houve baixa de 7,33% sobre os resultados de 2013.

Caminhões e Ônibus: Os emplacamentos de caminhões apresentaram queda de 17,06% na comparação com maio. Foram licenciadas 10.702 unidades em junho, contra 12.904 caminhões no mês anterior. Na comparação com junho de 2013, quando foram negociadas 13.084 unidades, o segmento apresentou baixa de 18,21%. No acumulado do ano, as vendas foram negativas em 12,20% contra igual período de 2013.

O segmento de ônibus retraiu 12,45% no mês de junho. Foram emplacadas 2.236 unidades, contra 2.554 em maio. Na comparação com o mesmo mês de 2013 (2.632 unidades), o segmento retraiu 15,05%. No acumulado, as vendas do segmento registraram queda de 10,90% sobre 2013.

Os setores de caminhões e ônibus, juntos, apresentaram baixa de 16,30% no comparativo entre maio e junho, e de 17,68% na comparação com junho de 2013. No acumulado, a queda a foi de 11,96% para os dois setores somados.

O segmento de motocicletas registrou retração de 18,03% em junho, no comparativo com maio. Foram emplacadas 103.869 unidades no mês passado e 126.713 em maio. Em relação ao mesmo período de 2013, o setor apresentou baixa de 16,91% e, no acumulado, a queda chegou a 4,08%.

Implementos Rodoviários: Foram vendidas 4.538 unidades em junho, contra 5.140 em maio. Com isso, a queda foi de 11,71% entre os dois meses. Em relação a junho do ano passado, o segmento apresentou baixa de 18,01% e, no acumulado do ano, houve queda de 9,53% sobre 2013.

Outros – Outros veículos, como carretinhas para transporte, retraíram 12,56% ao comparar os meses de maio e junho. Se comparado a junho de 2013, a queda foi de 2,50%. No acumulado do ano, houve alta de 5,87%.

Tratores e Máquinas Agrícolas – Estes segmentos retraír am 7,62% no mês passado. Foram vendidas 5.398 unidades, contra 5.843 em maio. Na comparação com o mesmo período de 2013 (6.822 unidades), os segmentos registraram queda de 20,87%. No acumulado do ano, houve retração de 19,87% para estes segmentos.

Tags, , , , ,

Confira as novidades para a ABAV Expo em 2014

A 42ª ABAV – Expo Internacional de Turismo contará com inúmeras novidades para a edição deste ano, que será realizada de 24 a 28 de setembro no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

Faltando ainda quase três meses para o evento, mais de 60% dos espaços já estão vendidos. A ampliação da área de exposição, que cresceu de 58, 2 mil m² (2013) para 76,3 mil m², renova o interesse da entidade em atingir a marca dos 65 países participantes. Além disso, a repercussão internacional e a expressiva geração de negócios concretizados na feira estimularam diversos destinos a investir em um espaço maior se comparado ao verificado em 2013.

Rodadas de Negócios

Os números positivos alcançados na edição anterior do evento ABAV, em 2013, contribuíram para que a feira consolidasse sua imagem de principal feira internacional de negócios do setor nas Américas e no Hemisfério Sul.

Com base neste contexto, a 42ª edição do evento terá também um Lounge de Negócios, espaço localizado próximo à praça gastronômica e que será disponibilizado, entre 10h00 e 12h00, para reuniões pré-agendadas com os hosted buyers (compradores convidados) em intervalos de 15 minutos cada. No período da tarde, a mesma área poderá ser utilizada para reuniões pré-agendas pelos expositores.

No ano passado, 74% dos expositores afirmaram que a participação no evento gerou novas oportunidades de negócios – durante os cinco dias de exposição, o volume de negócios alcançou US$ 97 milhões, conforme estudo efetuado pelo Observatório do Turismo, núcleo de pesquisas vinculado à Universidade de São Paulo (USP).

Segmento corporativo

A ABAV Nacional e a Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp) renovaram sua aliança e, pelo terceiro ano consecutivo, o evento contará com a Ilha Corporativa Abracorp, cuja missão é atender à crescente demanda do setor de viagens de negócios, eventos e incentivos. Com o patrocínio da companhia aérea Gol e a presença de empresas fornecedoras de soluções tecnológicas, que contribuem para o aprimoramento dos serviços prestados pelos agentes de viagens, o espaço será constituído por salas de apoio, lounges, sala VIP, estações para expositores e estações individuais.

A Abracorp continuará contribuindo com o fortalecimento do Programa “Compradores Convidados”, maior programa de hosted buyers do continente e que, nesta edição, contará com o apoio da Embratur e das companhias aéreas GOL, TAM e TAP, entre outras empresas aéreas internacionais. No total, 1.200 compradores corporativos, originários, em sua maioria, da América do Sul e da América do Norte, são aguardados para o evento. As agências de viagens associadas à Abracorp encontram, neste programa, a possibilidade de aproximarem seus clientes da maior e mais completa vitrine de fornecedores de toda a cadeia produtiva do setor. As inscrições dos compradores corporativos interessados serão abertas no próximo mês de abril.

Vila do Saber

O espaço reservado à Vila do Saber voltará a estar localizado na entrada da feira. Atendendo às solicitações dos participantes, sete salas – com capacidade entre 70 e 150 pessoas – terão um tratamento acústico diferenciado, de modo a proporcionar mais conforto e concentração dos participantes.

O espaço será patrocinado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e contará com painéis informativos, que fazem uso da mesma tecnologia empregada nos aeroportos, os quais apontarão a programação do Congresso Brasileiro de Agências de Viagens e das demais atividades de capacitação e atualização profissional.

A Vila do Saber contará com uma grade inovadora, contemplando temas criteriosamente selecionados a partir dos assuntos de maior interesse das agências de viagens, e haverá um intervalo maior entre os treinamentos, permitindo máxima interação, profundidade de análise e aproveitamento da audiência. As capacitações serão iniciadas às 10h30, duas horas mais cedo do que no ano passado, favorecendo, assim, a circulação pela feira e otimizando a participação do público.

A importância da Vila do Saber também se reflete a partir da difusão de informações adequadas ao desenvolvimento do empreendedorismo no setor de viagens e turismo, atraindo, além dos atuais, futuros profissionais do mercado.

Estação Wellness

Uma das principais inovações da feira diz respeito à criação da Estação Wellness, localizada na rua central do Pavilhão. Relacionado exclusivamente a itens voltados ao bem-estar, o local terá uma arena gastronômica e áreas próprias ao arvorismo, canoísmo, surf e patinação no gelo. O espaço também contará com uma pista test drive, aludindo às atividades de trilhas e ao esporte de aventura.

Serão promovidas ainda oficinas sobre o segmento, cujos temas, entre outros tópicos, abordarão dicas de saúde e benefícios de uma alimentação equilibrada e saudável, assinada por chefs renomados. Sob o formato de um spa, expositores especializados no segmento oferecerão massagens e produtos de uso pessoal. No total, em parceria com a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta), serão 15 posições de venda para comercialização ao público final.

Feirão ABAV

Pela primeira vez, a ABAV Expo promoverá, no final de semana (27 e 28 de setembro), um Feirão de Vendas. O objetivo é promover o hábito e o consumo de produtos turísticos por meio de uma agência de viagens, com a oferta de preços imperdíveis, válidos exclusivamente na feira. As vendas somente poderão ser efetuadas pelas agências de viagens associadas à entidade.

“Deste modo, além de alavancarmos a indústria de viagens, podemos mostrar ao público final as vantagens de se contar com a consultoria de um agente de viagens e, ainda, fortalecer nossa atuação junto aos consumidores”, declara o presidente Antonio Azevedo.

Espaços exclusivos

Para facilitar a circulação e otimizar o tempo dos participantes durante a exposição, a ABAV optou por atualizar o layout do evento, adotando uma programação visual que facilita a identificação dos espaços temáticos que compõem a feira.

A Sala VIP do Agente ABAV teve sua área ampliada, saltando de uma metragem de 70 m² para 252 m². O espaço mantém o objetivo de fomentar o networking entre os profissionais que atuam no trade turístico e será referência e ponto de encontro para os agentes que participarem das caravanas. A sala oferecerá serviços de apoio e acesso à internet, com pontos conectados à rede, além de serviço de A&B (alimentos e bebidas). Antes destinados somente às agências de viagens associadas ABAV, estes benefícios serão extensivos às agências de viagens associadas às entidades associadas congêneres da ABAV, a exemplo da Aviesp.

Tags, ,

Lata de ar de cidades turísticas faz sucesso no Brasil e chama atenção de estrangeiros

O empresário Alessandro Catenaci ganhou a atenção da mídia brasileira e também do exterior com um souvenir que sai do comum e se transforma em bom exemplo de sucesso em economia criativa. Ele criou latas de ar de cidades turísticas do Brasil. A ideia veio de uma viagem ao exterior e ganhou força com um projeto do Sebrae do Paraná e a chegada da Copa do Mundo no Brasil. Em poucos meses, mais de 15 mil latas de ar já foram comercializadas.

Saiba mais sobre o projeto em uma entrevista especial do programa de tv Valor Agregado.

Tags, , , , , ,

Governo intensifica presença no Twitter

A Burson-Marsteller, agência global líder em relações públicas e public affairs, divulgou os resultados do Twiplomacy, estudo anual que analisa a influência e a atividade dos principais líderes mundiais no Twitter. O estudo apontou que, desde o ano passado, o governo brasileiro tem buscado aumentar sua participação na rede social como uma forma de estabelecer um diálogo mais próximo com a população, facilitar a identificação do público com os órgãos governamentais e responder aos protestos que tomam conta do país desde junho de 2013. Após três anos sem atividades na rede social, a presidente Dilma também decidiu retomar sua atividade no Twitter por meio do perfil @Dilmabr, em setembro de 2013.

O Ministério das Relações Exteriores alterou o nome do seu perfil na rede de @mreBrasil para @ItamaratyGovBr, facilitando a identificação dos usuários. Foi criado um perfil para a Casa Civil, o @casacivilbr, e os perfis @ImprensaPR E @BrazilGovNews, seguem relatando atividades do Governo.

O @imprensaPR, perfil criado em 2010 com o objetivo de divulgar notícias governamentais durante o governo Lula, está sendo usado para publicar discursos e reportar compromissos da presidente Dilma. A conta @BrazilGovNews, pertencente ao Secretariado de Comunicação da Presidente, utiliza o perfil como um newsfeed e divulga as principais notícias do Governo Federal. A presidente tem 91,3% dos seus tweets retweetados por seus mais de 2,2 milhões de seguidores e aumentou sua frequência de posts para 1,10 tweets por dia.

O Twiplomacy busca identificar razões pelas quais os líderes globais usam o Twitter e como eles se conectam com seus seguidores. Em junho de 2014, a Burson-Marsteller analisou 643 contas governamentais em 161 países, revelando que mais de 83 por cento dos governos de países membros da ONU têm presença no Twitter e 68 por cento de todos os chefes de Estado têm contas pessoais na rede social. Do ano passado para cá, houve um crescimento de 28 por cento no surgimento de novas contas governamentais, com o intuito de concentrarem esforços para se aproximar de pessoas ao redor do mundo.

“A terceira edição do Twiplomacy evidencia a crescente preocupação do poder público em dialogar e ser transparente com a população. Essa é uma tendência mundial que se reflete no Brasil”, comentou Francisco Carvalho, presidente da Burson-Marsteller no país. Paula Bakaj, diretora de relações governamentais da agência, comentou que as redes sociais devem ter um papel crucial nas eleições de outubro. “Elas oferecem um canal direto de comunicação entre candidatos e eleitores”, comentou.

Até junho de 2014, o Twiplomacy identificou os líderes globais com maior número de seguidores na rede: o Presidente dos EUA Barack Obama (@BarackObama) com 43 milhões de seguidores, o Papa Francisco (@Pontifex) com 14 milhões, o Presidente da Indonésia Susilo bambang Yudhoyono (@SBYudhoyono), Primeiro Ministro da Índia, Narendra Modi (@NarendraModi) e a Casa Branca (@WhiteHouse), com aproximadamente 5 milhões cada. Dentre todos, o Papa Francisco (@Pontifex) é o líder mais influente do Tweeter, com cada tweet retweetado mais de 10,000 vezes.

Outros dados revelados pelo estudo:

– O Governo brasileiro está presente no Twitter por meio dos perfis @dilmabr, @imprensaPR, @BrazilGovNews, @ItamaratyGovBr e @CasaCivilBr.

– A conta da Presidente Dilma (@DilmaBr) tem 1772 tweets, com uma média de 1,10 tweets por dia. O @ImprensaPR tem 3198 tweets com uma média de 4,52 tweets por dia, o @BrazilGovNews tem 2787 tweets, o @ItamaratyGovBr tem 3197 tweets e a @CasaCivilBr tem 2337 tweets.

– Dos governantes do G20, dezenove têm presença oficial no Twitter, e seis dos líderes do G7 tem uma conta pessoal.

– Barack Obama foi o primeiro líder a ingressar no Twitter em 5 de março de 2007, na época em que ainda era senador.

– Até junho de 2014, todos os líderes globais juntos enviaram 1.932.262 tweets, o que resulta em uma postagem média de 4 tweets por dia.

– Muitos políticos usam o Twitter somente durante campanhas eleitorais, abandonando o perfil com o término das eleições. A presidente do Chile, Michelle Bachelet, abandonou sua conta @PrensaMichelle uma vez que foi eleita em 11 de março de 2014.

Fonte: Burson-Marsteller

– See more at: http://brasil.bm.com/releases/governo-intensifica-presenca-twitter/#sthash.VP6P4DyX.dpuf

Tags, , , ,

Impostômetro da ACSP chega a R$ 800 bilhões nesta segunda-feira, 30/6

Associação Comercial de SP, que implantou o painel, alerta sobre altas cargas tributárias em produtos de festa junina, como quentão (61% de impostos no preço), amendoim (36%), pipoca (35%), chapéu de palha (34%) e camisa xadrez (34%)

Oitocentos bilhões de reais. Este será o valor que o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) vai marcar na manhã desta segunda-feira (30/6), por volta das 7h15.

O painel – que virou ponto de referência no centro da capital paulista – informa os valores pagos por todos os consumidores brasileiros em impostos federais, estaduais e municipais.
Em 2013, os R$ 800 bi foram registrados somente no dia 6 de julho, revelando aumento da carga tributária de um ano para o outro. “A carga cresceu mas, mesmo assim, não vemos um retorno disso, não vemos o investimento aumentar”, comenta Rogério Amato, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) e presidente-interino da CACB (Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil).

Arrecadação federal em maio

Amato também repercute a notícia desta sexta-feira (27/6) que trata da diminuição da arrecadação federal em maio. “Esse anúncio é reflexo do baixo nível das atividades econômicas, das fortes quedas dos investimentos, da produção e do consumo”, diz o presidente da ACSP. “Mas devemos lembrar que os dados são referentes ao governo federal, sem a inclusão de receitas adicionais”, completa ele.

Impostos na Festa Junina

O mês de junho está acabando, mas as festas de São João ainda animam cidades por todo o Brasil. O consumidor tem que prestigiar, mas não pode se esquecer de que paga caro para consumir, mesmo nessas situações festivas.
Na hora de comprar um quentão, o consumidor vai pagar 61,56% de impostos, que estão embutidos no preço final. Outros produtos típicos da Festa de São João que carregam pesados tributos em seus preços estão amendoim (36,54%), canjica (35,38%) e pipoca (35%).

Na hora de vestir, a história se repete. O preço do chapéu de palha tem 34% de impostos. Calça jeans tem 38,53% e, camisa xadrez, 34,67%.

E as bebidas – como já se sabe – estão entre as maiores vilãs no quesito carga tributária. Alguns exemplo são vinho (55%), cerveja (55,60%) e refrigerante (46,47% na garrafa e 44,55% no produto em lata).
Veja abaixo a lista completa. Os dados são do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação), que abastece o Impostômetro da ACSP.

Carga tributária em produtos de Festa Junina:

Tags, , ,

Os melhores aplicativos Android para tirar fotos, editar e compartilhar vídeos

Android é um telefone comprometido com a tecnologia de vídeo de alta qualidade. Isto inclui a captura, edição e distribuição de imagens. A recente tecnologia de vídeo Android inclui características como estabilização de imagem, captura de câmara lenta a 120fps e vídeo 4k. Além disso, segundo o diretor Pete Lau do OnePlus, o celular Android conta com mais de 120 algoritmos que “otimizam fotos e vídeos deixando eles mais limpos e nítidos”.

Claramente, acontecimentos como este, mostram que a tecnologia Android continuará saciando usuários que querem criar, editar e compartilhar conteúdos de vídeo. Como resultado, é importante explorar aplicativos focados em vídeo que aproveitem ao máximo as capacidades de vídeo do Android, certo? Vamos a eles:

MagistoVideo Editor & Maker
Magisto é uma ferramenta de edição fácil de utilizar que pode transformar fotos e clipes de vídeo em filmes de aparência profissional. Pode adicionar gráficos, música e efeitos facilmente, inclusive se não tiver nenhuma experiência em edição de vídeo.

Com mais de 30 milhões de usuários, a grande atração do Magisto é sua versão avançada. Magisto é capaz de analisar seus vídeos e fotos automaticamente para criar um vídeo original deslumbrante. Com características como reconhecimento facial, estabilização de vídeo, incorporação ao Instagram e capacidade de compartilharfacilmente vídeos em quase todas as redes sociais, é fácil ver porque Magisto é tão popular; oferece o pacote completo para tirar fotografias, editar e compartilhar vídeos.

Animoto Video Maker
Outro grande aplicativo de vídeo Android é Animoto. Igual que o Magisto, os usuários podem criar vídeos para compartilhar simplesmente escolhendo suas fotos favoritas e clipes de vídeo. Então, pode utilizar um dos estilos de edição preestabelecidos do Animoto, entre retrô, brilho e Animoto original, e escolher a trilha desde abiblioteca de músicas para finalizar o vídeo. O Wall Street Journal elogiou o aplicativo que transforma chatosslideshows em videoclipes. Além disso, todos os vídeos do Animoto podem ser compartilhados nas redes sociaiscom um clique. Apps Android como Magisto e Animoto são ideais para os usuários novos na edição de vídeo, já que incorporam um processo passo a passo para criar vídeos.

AndroVid Pro Video Editor
Aqueles mais familiarizados com a criação e edição de vídeo podem optar pelas características mais elaboradas do AndroVid Pró Vídeo Editor , que tem todas as funcionalidades dos aplicativos Magisto e Animoto, além de oferecer uma maior flexibilidade no corte, fusão, quadro por quadro de edição e mescla de som.

Muitos usuários do Android que criam vídeos utilizam uma combinação destas aplicações para obter resultados mais dinâmicos. Utilizar simultaneamente vários aplicativos de vídeo pode causar lentidão no seu telefone.Nesse caso, você pode instalar o PSafe Total para Android para monitorar a utilização de memória do seu celular e, mesmo utilizando diversos aplicativos, garantir o melhor desempenho do seu celular.

Tags

Como bloquear contatos no e-mail e telefone e se livrar do spam

A internet nos permite nos comunicar com outras pessoas no mundo, enquanto tivermos acesso à Web. Há muitos benefícios, mas também muitos incômodos, um deles é alguém indesejável entrar em contato com você.

Mas existem tecnologias capazes de bloquear pessoas indesejáveis que tratam de contatá-lo on-line e no seu telefone. Quer saber como podemos bloquear pessoas on-line e no telefone?

Controles do Spam de correio eletrônico incorporado

Se você utiliza um serviço de e-mail popular, como Gmail ou Yahoo, há uma opção para bloquear um endereço de e-mail específico para que não possa contatá-lo novamente. Colocando um correio eletrônico como Spam, o remetente será bloqueado automaticamente, além de ser enviado ao fornecedor de correio eletrônico para que possam investigar mais a fundo as mensagens daquele endereço.
Você também pode criar filtros no Gmail e Yahoo, assim os e-mails de contatos não desejados são enviados a uma pasta ao invés de ser eliminados diretamente.

Funcionalidade de bloqueio de contatos nos telefones celulares

Com o iOS7, a Apple incorporou o bloqueio de chamadas e mensagens. Ao fazer clique em qualquer contato, seja o remetente da mensagem de texto ou chamada, os usuários de iPhone podem recorrer a ‘Bloquear contato’ para impedir futuros textos ou chamadas desse contato. Era uma característica muito esperada. “Uma das maiores reclamações feitas por muitos usuários de iOS da introdução de iMessage e FaceTime com iOS 5 foi a incapacidade de bloquear contatos”, escreveu o escritor técnico sênior de CNET Jason Cipriani. Apple respondeu de forma clara aos desejos de muitos deles com esta útil característica.

No Android, a forma mais fácil de bloquear números específicos é através da lista de auto rejeitar. Para acessar: telefone >>menu>> ajustes de chamada >> rejeitar ligações >> lista de rejeitados. Aqui, você pode adicionar números de telefone para bloquear selecionando o botão ‘Criar’, e em seguida ‘Salvar’ para guardar a lista. Aqui, também pode selecionar a opção de bloquear todas as chamadas de números desconhecidos, que frequentemente são ligações Spam.

Função Anti-Spam via PSafe Internet e Psafe Total

A funcionalidade incorporada anteriormente citada é útil para bloquear e-mails ou números de telefone específicos, mas é recomendado ir além do mínimo necessário para bloquear incômodos contatos não desejados. Alguns contatos utilizam várias contas de e-mail ou números de telefone para entrar em contato com você. A função anti-Spam no PSafe Internet e Psafe Total para Android combate bloqueando automaticamente todo Spam de SMS e chamadas. Esta é uma das várias funcionalidades úteis do PSafe, uma suíte de segurança que também proporciona proteção anti-phishing, monitores de memória/largura de banda e tecnologia alarme antifurto.
Com os conselhos anteriores, você economizará tempo mediante o bloqueio de números e correios eletrônicos que estão consumindo seu dia.

Tags, , , , ,

Cinco dicas para manter o foco durante o crescimento da sua startup

Por Dan Strougo

Criar uma startup pode até ser uma tarefa fácil caso você descubra uma boa oportunidade em um segmento que realmente precise de determinada solução ou serviço. O grande desafio é conseguir manter a nova empresa em plena expansão após sua consolidação no mercado. Afinal, empreender é um exercício contínuo.

Primeiro, pense nas startups bem sucedidas e nesse sucesso que você gostaria de ter. Agora descreva seus fundadores. Ao fazer isso, um adjetivo vem em minha cabeça: obsessão.

Startups de sucesso geralmente são resultado de fundadores guiados por um desejo obsessivo de entender seu consumidor e oferecer a ele aquilo de que precisa. Este foco é o recurso mais valioso de uma startup, pois leva a um profundo entendimento do mercado e ao desenvolvimento de ações que supram suas necessidades. Ainda assim, muitas empresas, ao expandirem seus negócios, perdem este senso de direção e seus benefícios. Listo então estão cinco focos importantes de se manter enquanto sua startup cresce:

1. Escreva suas metas

Pensar grande significa planejar grande. Você precisa de um plano de negócios escrito. Não estou falando de um documento formal, mas sim da necessidade de passar uma ideia clara sobre o que você quer alcançar. Comece por metas mais abrangentes para os próximos cinco anos. Por fim, defina seus objetivos mensais. Você precisa ter uma visão concreta do caminho que está percorrendo para enxergar aonde quer chegar.

2. Comunique

Informe sua equipe. Seu time deve saber quais são os objetivos e metas, para que possam trabalhar em prol do avanço almejado. Mostrar o caminho possibilita ao seu time visualizar o alvo a ser atingido, o que proporciona motivação. Peça um feedback de todos, desde os estagiários até os executivos, e escute o que eles dizem. Estabeleça uma reunião com todos regularmente. Na 99designs, nós temos reuniões semanais por videoconferência, para que todos fiquem por dentro das recentes realizações e desafios dos diferentes departamentos, além de discutirmos e definirmos nossos próximos passos. Quando você alcançar uma meta, compartilhe com toda a empresa quem foram os responsáveis por isso e comemorem como um time só.

3. Cresça com cuidado e contrate com cautela

A escassez de recursos é um fator que pode ajudar as startups a manterem o foco. Se você tivesse pouco dinheiro e menos tempo ainda, certamente se dedicaria a algo que possibilite um retorno maior. Financiamento e contratações podem trazer maior flexibilidade, mas também podem atrapalhá-lo na missão de estar conectado com seus clientes. É por isto que é sempre recomendável que as startups só contratem quando necessário e apenas para cargos altamente específicos. Você consegue definir claramente para que cada pessoa foi contratada? Só contrate quando você tiver 50% a mais de trabalho do que uma pessoa poderia realizar. Cada novo contratado deve chegar com muito trabalho e agregar valores tangíveis desde o primeiro dia.

4. Mantenha a vibe de uma startup

Identificar uma startup é mais uma questão de feeling do que de ter certo número de empregados ou atingir um rendimento “x”. É mais um senso de energia e entusiasmo em torno do projeto, como uma missão compartilhada, somando-se a isto o reconhecimento de que cada colaborador tem uma montanha de tarefas a serem cumpridas. Para ser franco, todo mundo precisa sentir que está um pouco sobrecarregado. Você deve conferir as metas a serem atingidas ao mesmo tempo em que busca outras maiores. Isto deve estar claro para toda a equipe. Na 99designs isto é visível em nossos escritórios, onde nossos objetivos estão descritos em grandes monitores e regularmente revisados com todo o time, conferindo e buscando uma meta maior.

5. Lembre de suas raízes

Empresas em expansão, muitas vezes, tratam seus esforços em adquirir os próximos clientes como fizeram outrora. Não é bem assim. Seu processo neste início é traçar um roteiro em como conquistar cada. Treine os novos funcionários com o mesmo método inicial empregado para buscar, cultivar e manter os consumidores como. Toda interação com consumidores é uma nova oportunidade de crescer através do famoso ‘boca a boca’ e será tão verdadeiro quanto atingir milhares de clientes, assim como quando você conquistou os primeiros.

6. Foco

Este é o recurso mais crítico de uma startup e também o mais fugaz. Lembre-se sempre de suas metas, suas origens e como sua empresa pode florescer e possibilitar a você continuar atingindo mais e mais clientes a todo momento.

Sobre Dan Strougo

Dan Strougo é designer gráfico e empreendedor digital. Em 2010, juntamente com Davi Goldwasser, fundou a LogoChef, uma plataforma online similar a 99designs que permite a criação de projetos de design, como logotipo, papelaria, websites e impressos. Rapidamente, a empresa se tornou uma marca respeitada no mercado e, no momento da sua aquisição pela 99designs, era um dos marketplaces de design gráfico líder no Brasil. Desde 2005, o executivo palestra sobre inovação e design em numerosas conferências e eventos por todo o Brasil e está atualmente em seu terceiro mandato consecutivo no Governo do Estado do Rio, como conselheiro de Políticas de Design. Com a fusão das duas empresas, Dan foi nomeado o country manager da 99designs, e será responsável pela expansão da empresa no mercado brasileiro.

Tags, ,

Cartão de crédito – será que o brasileiro sabe usar?

Por Reinaldo Domingos

Uma recente pesquisa do Datafolha, encomendada pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), coloca em foco o uso consciente de cartões de crédito, apontando dados positivos, dentre os quais se destaca o fato de que 85% dos entrevistados haviam quitado 100% de sua última fatura. À primeira vista, esta parece uma boa notícia, contudo, será que condiz totalmente com a realidade?

O que observo frequentemente é que as pesquisas, da forma como são apresentadas, nem sempre relatam o verdadeiro problema. Assim, vejamos: os dados são positivos, já que, além do acima apresentado, temos também que 69% dos entrevistados utilizam parcelamentos do cartão sem juros, o que também aparenta ser interessante. Mas, se formos analisar a fundo, veremos que nas pesquisas apresentadas não são consideradas as armadilhas do crédito e essas, para quem não tem educação financeira, são bombásticas, para não dizer covardes.

Isso porque esses consumidores não percebem que utilizar o cartão de crédito para pagamentos e compras também é uma forma de endividamento, que tem prazo médio de trinta dias. Isto é, com a falta da capacidade de compra à vista, esses consumidores utilizam dessas ferramentas, e o mais incrível é que observo frequentemente casos que já incluem o limite do cartão no orçamento mensal.

Muitos devem questionar: “mas, se a pessoa cumpre com esse compromisso, não haverá problemas”. Isso é uma ilusão, já que o consumidor estará sempre andando na “linha da navalha” e, caso ocorra qualquer imprevisto financeiro, estará exposto aos pesados juros dessa linha de crédito. E isso não ocorre só com o crédito, também observo isso na utilização de cartões de débito, pois há pessoas que utilizam a linha, chamada de limite do cheque especial, que também traz uma taxa de juros média de 8% ao mês.

Outro ponto da pesquisa que devemos olhar com preocupação é o fato já citado de que quase dois terços do total das compras do mês serem realizados por meio de parcelamentos futuros, sem juros. Neste ponto, vemos uma armadilha fantasiada de benefício, sendo que não há a percepção que aí existe uma tomada facilitada de crédito, assim, parcela-se quase tudo que se compra e, se não houver controle, no máximo em seis meses, esse consumidor comprometerá grande parte do ganho mensal somente com as prestações somadas.

Não quero parecer pessimista, mas é mais comum do que se imagina encontrar pessoas que começaram a se descontrolar financeiramente e chegam ao endividamento crônico, por meio da utilização desses chamados “benefícios”.

Mas o que realmente me preocupou nessa pesquisa e que não se dá a devida importância é o fato de que existem 12% dos entrevistados que não quitam a fatura, pagando ou a parcela mínima ou outros percentuais. Esse dado é assustador e sinaliza um grave problema na vida financeira desses consumidores.

Quero deixar claro que de modo algum quero fazer campanha contra essa importante ferramenta de consumo. Sempre afirmo que ela é fundamental para os consumidores e para o mercado e que, se bem utilizadas, trazem uma série de benefícios. Eu mesmo utilizo com frequência, tendo diversos benefícios, como é o caso de milhagem. O que me preocupa mesmo é a utilização sem educação financeira.

Por isso, alfabetizar financeiramente o consumidor brasileiro passa a ser determinante para o futuro de nosso país, caso contrário, teremos uma população endividada de forma não sustentável, o que pode levar até mesmo à falência. O que me preocupa é que, por não utilizarmos corretamente essa e outras ferramentas que nos disponibilizam, estamos no caminho de uma bolha do crédito, em que os consumidores não conseguirão honrar seus compromissos assumidos. Ou a população se atenta rapidamente a esse fato ou será tarde demais para mudar essa situação.

Para concluir, veja algumas orientações que elaborei para o uso consciente do cartão de crédito:

1. Se tiver apenas um ganho mensal, tenha apenas um cartão de crédito; caso ganhe semanalmente, pode ter até três cartões, com vencimento para os dias 10, 20 e 30. Com isso, poderá comprar até cinco dias antes de seu vencimento, ganhando 35 dias para pagar;

2. O limite do cartão de crédito deverá ser, no máximo, de 50% do salário ou do ganho mensal, o que evitará gastar mais do que se recebe;

3. Cuidado ao fazer parcelas fixas, é preciso saber que, quando se parcela, compromete os meses futuros do orçamento mensal;

4. Nunca pague a parcela mínima, caso tenha um desequilíbrio financeiro, procure outra linha de crédito que não ultrapasse 3% ao mês;

5. Caso tenha se descontrolado financeiramente, é preciso fazer imediatamente um diagnóstico financeiro e descobrir o verdadeiro problema. Geralmente, vamos parcelando e, quando acordamos, estamos totalmente tomados pelo crédito;

6. É preciso ter consciência na hora de consumir. Sempre pergunte se realmente precisa disso, se tem dinheiro para comprar e se tem como pagar a fatura total do cartão no seu vencimento;

7. É importante negociar e, se possível, pedir isenção da taxa de anuidade do cartão de crédito. Hoje, é possível encontrar cartões que não cobram nenhuma taxa de manutenção;

8. Busque pelos benefícios que o cartão de crédito pode oferecer, sejam prêmios ou milhagens.

Reinaldo Domingos é educador e terapeuta financeiro, presidente da DSOP Educação Financeira, Abefin e Editora DSOP, autor do best-seller Terapia Financeira, dos lançamentos Papo Empreendedor e Sabedoria Financeira, entre outras obras.

Tags, , , , , ,

Ambiente de trabalho: como agir profissionalmente?

Psicólogo e Escritor Alexandre Bez fala sobre alguns aspectos profissionais fundamentais em quem quer ser reconhecido.

Todos os campos de nossas vidas necessitam de dedicação. O aspecto profissional é o estágio inicial, que delimita uma longa escala de preparação e luta, esse percurso significa o fim de uma preparação, que começa em nossa infância na manutenção e cuidados pessoais em pequenas responsabilidades, como por exemplo, nossa mesada.

È importante destacar que quanto mais cedo aprendermos a administrar nossos gastos, maior será a nossa probabilidade de obtermos sucesso profissional, independentemente da profissão escolhida.

Outros fatores como responsabilidade, profissionalismo e competência são fundamentais em nossa vida profissional, porém se você une esses três itens, mas ainda sim só trabalha para lucrar economicamente, sem prazer algum pelas tarefas estabelecidas, provavelmente seu futuro será limitado, pois não há progresso profissional devidamente efetivado sem a presença de motivação e autenticidade do mais puro desejo, sentimento esse que origina em nosso inconsciente a vontade de fazer tudo com entrega e disposição.

O respeito na hierarquia da empresa também é fundamental, deveres e funções devem ser cumpridos, pois esse é um protocolo que muitos líderes consideram antes de promover outros profissionais.

Após a compreensão desses fatores, listo algumas dicas que serão uteis para um bom desempenho, garantindo um ótimo futuro profissional.

Dicas:

1- Mantenha a compostura, lembre-se que você está em um ambiente profissional e não em sua sala de estar.

2- Jamais entre em atrito com algum colega, subordinado ou cliente.

3- Evite demonstrar vontade de terminar o seu turno de trabalho mais cedo, pois isso pode ser interpretado de maneira errada.

4- Evite executar, qualquer outra tarefa além da sua profissional, em seu turno de trabalho. Organize-se em outros horários.

5- Jamais alegue tédio, pois essa atitude pode acarretar muitos pontos negativos em seu currículo.

6- Não pegue nenhum material emprestado sem avisar para terminar alguma tarefa em casa, procure chegar mais cedo ou dobrar seu turno.

7- Não fale da sua vida pessoal, não traga os problemas de casa para o seu ambiente de trabalho.

8- Jamais faça fofoca ou reclame de colegas do trabalho, isso indica insegurança e falta de companheirismo.

9- Abstenha-se durante o horário comercial da troca de e-mails, redes e aplicativos sociais em uso pessoal.

10- Em situações de eventos sociais com os colegas de trabalho não dê vexames, beba socialmente, pois por mais que seja algo fora da empresa seus chefes ainda sim estarão de olho em você.

Tags, , , ,

Aeroportos recebem quase 4 milhões de passageiros na primeira semana da Copa

A pontualidade média dos aeroportos brasileiros no final da primeira semana de Copa do Mundo foi melhor que o padrão internacional: o índice médio de atraso de voos foi de 8,36%, quase idêntico ao observado nos países da União Europeia no ano de 2013, de 8,4%*. O padrão internacional considera satisfatórios índices de até 15% de atrasos de até meia hora.

Segundo balanço consolidado pela Secretaria de Aviação Civil (SAC), do dia da abertura do evento, 12 de junho, até essa quinta-feira (19), 3,7 milhões de pessoas passaram pelos 20 aeroportos que atendem 90% do movimento no país. Apesar da demanda bastante concentrada, em especial nas chegadas internacionais na primeira semana de Copa, os aeroportos operaram dentro da normalidade.

O ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, comemorou o resultado. “Até agora tudo saiu como havíamos programado. Fizemos um planejamento minucioso testado em cada aeroporto, com participação de todos os agentes, e conseguimos atender de forma tranquila e segura os brasileiros e os estrangeiros que nos visitaram nessa primeira semana de evento”, afirmou. O planejamento para o evento foi detalhado no Manual de Operações da Copa do Mundo, coordenado pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero).
O fluxo de passageiros bateu recorde da Copa na última segunda-feira (16), véspera do jogo do Brasil contra o México, quando 501,2 mil pessoas passaram pelos aeroportos brasileiros – a média diária tem sido de 471 mil. O pico de movimentação ocorreu às 10h, com 31.073 pessoas. O Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, é o mais procurado. Às 8h do último dia 13, 7.396 passageiros chegaram e saíram de lá.

Nessa primeira semana, 31.120 aeronaves da aviação comercial e geral pousaram e decolaram dos 20 aeroportos brasileiros, que representa uma média de 3.890 aviões por dia. Segundo dados divulgados diariamente pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a média de cancelamentos na semana foi de 11,6%.

Punições – A Agência Nacional de Aviação Civil aplicou, de 5 a 15 de junho, 36 autos de infração às companhias aéreas sobre falhas na prestação de assistência aos passageiros e sobre aspectos operacionais à aviação geral (por problemas de documentação, por exemplo). A punição pela infração só é definida após o período de defesa dos autuados. A operação da Anac segue até 25 de julho.

Quem descumprir as normas pode receber uma multa que varia de R$ 12 mil a R$ 90 mil ou ainda pode chegar à suspensão da habilitação do piloto e perda da permissão de pousos e partidas nos aeroportos do país.

Fun Zones – As Fun Zones foram um dos principais atrativos aos turistas na primeira semana de Copa do Mundo. Desde o dia em que foram abertas ao público (10/6) até a última terça-feira (17), passaram pelas 12 áreas de entretenimento da Infraero, em 10 capitais brasileiras, 77.504 pessoas. E o movimento não para de crescer.

O aeroporto de Confins foi o mais procurado: recebeu 18 mil pessoas nesse período. Em segundo lugar ficou Porto Alegre, com 10,1 mil. As áreas contam com vídeo game, jogos, espaços para descanso e música ambiente. A ideia é garantir ao passageiro conforto na permanência naquele aeroporto.

* O índice de pontualidade da UE foi calculado a partir de informações do relatório Delays in Air Transport in Europe, do Eurocontrol, disponíveis em www.eurocontrol.int/coda

Tags, , , , , , , , ,

Estudo da E.life: imagens publicadas no Instagram identificam looks da Copa do Mundo

Das unhas aos animais de estimação, Buzzmonitor, ferramenta de monitoramento exclusiva da E.Life, compilou os principais assuntos e temas das fotos dos usuários da plataforma associados às hashtags look, dodia, lookdodia, unha, make e cabelo

Em tempos de Copa do Mundo de Futebol no Brasil, as cores da seleção canarinho estão nas vitrines, nas ruas, nos bares, nas escolas e também dominam o Instagram. É o que mostra o mais novo estudo da E.life, realizado com sua ferramenta de monitoramento das redes sociais, Buzzmonitor, para identificar os principais assuntos e temas das imagens publicadas pelos usuários do Instagram em relação ao visual para acompanhar as partidas – roupas, acessórios, penteados, unha e maquiagem.

O Buzzmonitor permite a indexação de dados com maior facilidade e análises mais aprofundadas e complexas que envolvam estudos de imagem e semiótica. “De acordo com um estudo recente da Forrest Research, foi constatado que o engajamento na plataforma de fotos é cerca de 60 vezes superior a do Facebook”, comenta Stefany Oliveira, executiva de desenvolvimento de negócios da E.life Intelligence. A E.Life é líder na América Latina em serviços e software para inteligência estratégica e gestão da comunicação on-line.

Para o estudo Looks da Copa do Mundo 2014 – Análise de Instagram, a E.life coletou depoimentos com as hashtags #worldcup2014, #worldcup, #copa, #copadomundo, #copadascopas, #fifaworldcup, #fifaworldcup2014, #copa2014, #brasil2014 e #brazil2014 associadas à “look”, “dodia”, “lookdodia”, “unha”, “make” e “cabelo”. Foram analisadas 958 publicações no período de 13 a 17 de junho, utilizando um filtro de língua em português – e os principais destaques foram:

Looks envolvendo roupas, unhas e maquiagens foram, nessa ordem, os 3 tipos mais publicados no Instagram.
• Nail Art: as mulheres estão caprichando nos desenhos de suas unhas, feitos pela manicure ou por elas próprias (358 posts).
• As mulheres também estão elaborando maquiagens especiais para os jogos, com sombra para olhos nas cores verde e amarela em degradê (150 posts).
• Perucas e penteados inusitados também foram usados para compor o look da torcida (49 posts). Entre os acessórios, as pulseiras apareceram com maior frequência, em variados modelos, mas também se contam colares, brincos, cachecóis e até uma mochila estampada com a bandeira do Brasil.
• O look de Claudia Leitte na abertura da Copa rendeu elogios, piadas e brincadeiras como a comparação com a Galinha Pintadinha, e também posts de lojas que comercializam produtos similares ao usado pela cantora – como brincos e anéis.

O estudo ainda destaca as três publicações que receberam mais curtidas – um post do estudante ‘luis_h’, com quase 1100 “likes”, uma publicação da ‘lorealparisbrasil’ destacando os cabelos de Jennifer Lopez, com 974 curtidas, e uma de ‘vestidosc’ com sugestões de looks para torcer pela Alemanha com estilo, com 729 likes -, e os usuários que publicaram sobre o tema com mais frequência no período.
Mais informações sobre o Buzzmonitor estão no site www.buzzmonitor.com.br, onde também é possível conhecer e usar uma versão freemium do software, primeiro web-based low cost para coletar e classificar dados em mídias sociais e interagir com utilizadores. A busca no Instagram está disponível apenas na versão paga do Buzzmonitor
Mais informações sobre a E.life: www.elife.com.br

Tags, , , , ,

Vendas de imóveis residenciais novos melhoram em abril

A comercialização de imóveis novos na cidade de São Paulo melhorou pelo segundo mês consecutivo. De acordo com a Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP, as vendas em abril totalizaram 2.147 unidades, um crescimento de 23,1% em relação a março, quando foram vendidos 1.744 imóveis. Em valores, a movimentação no quarto mês do ano foi de R$ 1,32 bilhão, o que representa uma ampliação de 34,9% em comparação aos R$ 976,5 milhões de março.

Considerando-se que, historicamente, o mercado vende menos no primeiro semestre, as vendas registradas em abril estão dentro da normalidade. Porém, se compararmos os resultados do mês em 2014 com a média dos meses de abril dos últimos cinco anos, 2.601 unidades comercializadas, houve um recuo de 17,4%.

Principais resultados:

– As vendas de abril concentraram-se em imóveis lançados nos últimos meses, o que significa que aproximadamente 86,4% das unidades comercializadas tinham seis meses de lançamento, ou seja, foram ofertadas a partir de novembro de 2013;

– Com 762 unidades escoadas em abril, o segmento de 2 dormitórios representou 35,5% do total vendido no mês. Unidades de 1 dormitório participaram com 1/3 da comercialização do mês.

Lançamentos – De acordo com relatório da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), foram lançadas 2.358 unidades residenciais na cidade de São Paulo, com variação de -7,7% comparado às 2.555 ofertadas em março e de 19,1% em relação à média de 1.980 imóveis lançados somente nos meses de abril dos últimos cinco anos (2009 a 2013).

Praticamente metade dos lançamentos foi de apartamentos de 2 dormitórios (1.142 unidades ou 48,4% do total).

Considerações – Na Região Metropolitana de São Paulo, incluindo a Capital, foram vendidas 10.203 unidades de janeiro a abril. “Ainda é cedo para se traçar alguma tendência, mas o comportamento registrado até agora aponta para um ano de interferência negativa da percepção dos rumos da macroeconomia na decisão da compra. Afinal, os índices de confiança dos consumidores vêm caindo e a inflação persiste em permanecer próxima do teto da meta do governo”, analisa Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP.

Motivos para a queda de desempenho é que não faltam, conforme Emilio Kallas, vice-presidente de Incorporação e Terrenos Urbanos do Sindicato. “Os debates em relação ao novo Plano Diretor Estratégico de São Paulo geram apreensão nos empresários. Os novos projetos poderão ser ainda mais afetados pelas contrapartidas, que incidem no produto imobiliário e fazem disparar os custos dos terrenos”, alerta.

A questão que se levanta é se os preços dos imóveis novos continuarão a subir mais do que a inflação. “Pelo menos nesses quatro meses, percebe-se que o valor das unidades novas lançadas está alinhado com o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Isso significa um aumento aproximado de 3% no preço médio do metro quadrado”, explica Petrucci.

“Se não temos motivos para comemorar, em função de um ano atípico, notamos que nos últimos dois meses o mercado sinalizou uma leve recuperação. Em função do crescimento das vendas em março e abril, não há lógica alguma para comentários extremamente pessimistas de analistas que insistem em afirmar que, depois da Copa, os preços dos imóveis vão despencar. Isso não vai acontecer, apesar do clima de apreensão e pessimismo”, ressalta o presidente do Secovi-SP, Claudio Bernardes.

Tags, , , ,

Harley-Davidson revela Projeto LiveWireT com a primeira motocicleta elétrica da marca

Inovação e tradição se encontram. A Harley-Davidson revela o Projeto LiveWire, a primeira motocicleta elétrica da marca. De acordo com a estratégia de desenvolvimento do produto que a empresa está trabalhando junto aos clientes, a partir da próxima semana consumidores selecionados nos Estados Unidos poderão pilotar e dar suas impressões sobre o modelo, com o objetivo de ajudar a moldar o futuro da primeira motocicleta elétrica da Harley-Davidson.

Sem planos de comercialização até o momento, o Projeto LiveWire foi desenvolvido especificamente com o propósito de coletar sugestões sobre como deve ser uma motocicleta elétrica da Harley-Davidson sob a perspectiva dos motociclistas.

“O melhor da América é a forma como ela sempre se reinventou. Assim como os Estados Unidos, a Harley-Davidson também se reinventou muitas vezes em sua história, com os clientes nos conduzindo em cada passo dessa trajetória. O Projeto LiveWire é outro momento emocionante em nossa história, liderado por nossos clientes”, disse Matt Levatich, presidente e chefe de Operações da Harley-Davidson Motor Company.

Estimulado por essa tradição, o Projeto LiveWire Experience convida clientes a testarem o modelo, darem sua opinião e aprenderem mais sobre a história dessa motocicleta. Mesmo os que ainda não pilotam terão a oportunidade de conhecer o Projeto LiveWire por meio do Jumpstart, uma ferramenta de demonstração inovadora que proporciona ao piloto experimentar as motocicletas Harley-Davidson, tenha ele pouca ou absolutamente nenhuma experiência anterior com pilotagem. Nele, a motocicleta é fixada firmemente no Jumpstart e as rodas giram sobre a esteira do equipamento, uma oportunidade segura para aprender a operar seus controles.

Uma turnê pelos Estados Unidos visitará mais de 30 concessionárias Harley-Davidson neste ano, começando com uma viagem pela Rota 66. Em 2015, o Projeto LiveWire Experience continuará por terras norte-americanas, se expandindo também para o Canadá e Europa.
“Esse processo baseia-se em muitas experiências recentes de renovação bem-sucedida da Harley-Davidson.”, continua Levatich. “Só nos últimos anos, temos ampliado nosso alcance para servir a uma sociedade cada vez mais diversificada, bem como reinventamos nossa estratégia para desenvolver e fabricar novos produtos. Isso resultou em motocicletas fantásticas, como as recém-lançadas motos Touring do Projeto RUSHMORE, a linha Harley-Davidson Street™ 500 e 750 e o anúncio do Projeto LiveWire”.

Uma abordagem inovadora para aumentar as possibilidades de liberdade pessoal

Esta estrada que a empresa começa a percorrer mistura o estlo tradicional da marca com tecnologia de última geração para oferecer uma nova expressão em termos de som, design e pilotagem característicos da Harley-Davidson.

“O Projeto LiveWire é mais parecido com a primeira guitarra elétrica, do que um carro elétrico,” afirma Mark-Hans Richer, vice-presidente sênior de Marketing da Harley-Davidson Motor Company. “É uma expressão de individualidade e com o icônico estilo de nossa marca. O Projeto LiveWire é uma afirmação ousada para nós, como empresa e como marca.”

A moto oferece uma experiência de pilotagem visceral, com uma potente aceleração e um som novo inconfundível. “Ele é uma parte distinta da emoção,” continua Richer. “O som único do Projeto LiveWire foi desenvolvido para se diferenciar das motocicletas de motor a combustão e de outras motos elétricas do mercado.”

Os planos de longo prazo de venda do Projeto LiveWire serão influenciados pelas impressões que os motociclistas darão com a turnê Projeto LiveWire Experience. “Tudo o que fazemos é baseado em oferecer uma experiência única de pilotagem. Além disso, somos guiados por aquilo que nossos clientes nos dizem que é o mais importante para eles,” afirma Richer. “Estamos motivados para aprender mais com os motociclistas por meio do Projeto LiveWire Experience, pois sabemos que a tecnologia de véiculos elétricos vem evoluindo rapidamente e queremos entender completamente a definição de sucesso neste nicho de mercado.”

Tags, ,