Page

Author admin

Call Tracking: o sucesso da análise de dados da web chega a campanhas por telefone

A importância da análise de dados em campanhas comerciais na internet já é consagrada com o uso de ferramentas como o Google Analytics. Mas, até bem pouco tempo, anúncios que direcionavam para números de telefone não contavam com informações precisas sobre o retorno gerado pelo investimento. Desta necessidade, surgiu uma nova tendência mundial: o call tracking. A novidade otimiza investimento em mídia e aumenta a conversão em vendas com recursos que permitem gravar ligações, melhorar o atendimento aos clientes e recuperar ligações perdidas.

De olho em novas soluções para as áreas de vendas, marketing e publicidade, três empresários paranaenses, sócios da Vinder, especializada na aplicação de tecnologia para força de vendas, lançaram a startup PhoneTrack, que transforma dados em informação valiosa para tomada de decisão e de diagnósticos determinantes para o equilíbrio e crescimento das empresas. Acessível de um computador, tablet ou smartphone, a solução permite mensurar e rastrear as ligações através da plataforma em qualquer lugar ou mídia em que uma empresa queira divulgar.

Um software de call tracking permite criar e controlar um número de telefone diferente para cada campanha. Isto significa que, se os anúncios estão no Google, no Facebook ou em um jornal ou revista local, você vai ser capaz de dizer qual cliente vem de cada anúncio – mesmo se ele não clicar no link em casos de campanhas na internet. Você pode criar instantaneamente números locais ou toll-free, virtualmente, que serão encaminhados através do software antes de alcançar o telephone que vai attender as ligações. O software irá gravar automaticamente quais os números estão recebendo o maior número de chamadas, e fornecerá a localização das ligações.

Otimização da verba de mídia

As ligações recebidas são identificadas e a mídia de origem é rastreada, propiciando a análise dos meios de comunicação que apresentam os melhores resultados. Dessa forma, é possível otimizar a verba do marketing e potencializar campanhas.

Acompanhamento da equipe de vendas

Todas as chamadas recebidas são gravadas e ficam disponíveis para análise dos gestores por tempo indeterminado, proporcionando o monitoramento e aprimoramento do atendimento telefônico da equipe comercial.

Recuperação de leads perdidos

O PhoneTrack identifica e armazena dados de chamadas perdidas. Com as informações do cliente e do produto de interesse em mãos, o atendimento pode retornar a ligação e recuperar a venda.

Entre outras funcionalidades estão:

– Indicadores de consume em tempo real;
– Monitoramento de problemas no sistema de telefonia da empresa;
– Análise do tempo médio de resposta da equipe de vendas;
– Visualização por grupos, lojas e campanhas;
– Saber qual loja/número de telefone tem o melhor ROI em cada campanha;
– Identificação de picos de consumo;
– Ligações podem mostrar falhas no atendimento da equipe

Fúlvio Kaminski Massaro afirma que o PhoneTrack auxilia as pessoas e empresas a melhorar ações de marketing. “O feedback do cliente é importante e o rastreamento de chamadas é o caminho perfeito para esse resultado. A solução entrega, utilizando vários recursos , a origem da ligação, o que o cliente está falando da empresa e como o time de atendimento está atuando. Nenhuma empresa faz isso no Brasil da maneira que fazemos”, garante um dos sócios da Vinder.

Fúlvio também ressalta que, por se tratar de uma inovação, a venda desse serviço é totalmente consultiva. “Precisamos entender todo o processo dos nossos clientes e direcionar todo o planejamento de call tracking e ainda acompanhar de perto toda a operação”, completa.

Márcio Pacheco Jr. lembra que o PhoneTrack atende completamente a situação atual do mercado, onde a otimização dos investimentos em mídia e o aumento da conversão de vendas são questões prioritárias para qualquer gestor. “Em momentos de crise, o mercado busca se renovar e otimizar os processos, e a melhoria do atendimento telefônico comercial é essencial para compensar essa desaceleração”.

Márcio Conceição alerta que, para obter um resultado diferente, é necessário fazer algo diferente. “A Vinder entrega uma nova solução com foco na otimização de campanhas de marketing, vendas e atendimento ao cliente através de uma solução inovadora e com recursos tecnológicos avançados. O PhoneTrack foi concebido utilizando-se infraestrutura e tecnologias da IBM Softlayer e Amazon AWS, o que nos permite empregar o que há de mais moderno em recursos computacionais, entregando ferramentas extremamente robustas e fáceis de usar aos nossos clientes”, afirma.

Uma solução como o PhoneTrack garante maior aproveitamento de leads gerados a partir das ligações feitas por consumidores para as empresas. Mesmo em um mundo cada vez mais digital, muitas atividades empresariais ainda fecham uma parcela considerável das vendas em contatos telefônicos. É o caso de hotéis, concessionárias de veículos, imobiliárias, prestadores de serviços. Em alguns casos, o proprietário do negócio tem receio de divulgar números virtuais em seus anúncios em vez de fornecer o número principal da empresa. Mas a possibilidade de rastrear, quantificar e qualificar as ligações recebidas, aumentar o retorno sobre o investimento em cada campanha e ainda poder gerenciar melhor a equipe são ativos que agregam muito valor ao negócio.

Empresas que já utilizam o PhoneTrack confirmam a eficiência da ferramenta. Marcelo Doratiotto, gerente de marketing digital da JAC Motors Brasil afirma que “a solução de call tracking, PhoneTrack, se mostrou um instrumento importante dentro da nossa estratégia de comunicação. Destaque para o atendimento personalizado e extremamente ágil.”

Para Péricles Cordova, coordenador web da Brisa Propaganda, do Grupo Servopa, “houve um avanço na otimização dos investimentos em mídia da companhia usando a solução PhoneTrack. Hoje, mensuramos as ligações de todos os canais de mídia do grupo em Curitiba. Sem dúvida uma ferramenta essencial para qualquer ramo do mercado.”

Ivan Santos, diretor de criação da Linking Propaganda se surpreendeu com o PhoneTrack: “ele trouxe uma nova visão aos nossos negócios com a sua capacidade de mensuração. Com o PhoneTrack, podemos direcionar a verba dos nossos clientes para trazer resultados mais rentáveis.”

Hermes Schincariol Junior, superintendente do Grupo Vigorito, destaca a rapidez com que os primeiros resultados apareceram: “com a solução PhoneTrack, nosso time de marketing e vendas está acompanhando de perto toda a eficiência das mídias tradicionais e digitais. Em 30 dias, já entendemos e ajustamos o padrão de atendimento telefônico do grupo.”

Tags, , , , , , , , , , , ,

Nova plataforma promete transformar mensagens de celular em negócios

Transformar uma simples conversa por celular em um negócio. Poder conversar sobre um produto ou ideia em um chat com fotos, montar um orçamento e receber o pagamento de produtos num mesmo aplicativo e que esse sistema seja tão fácil quanto um app de mensagens. Esse é o Talk7, que acaba de ser lançado no mercado brasileiro e que pretende mudar a forma como os vendedores de todo o país se comunicam com seus consumidores, gerenciam seus pedidos e, principalmente, concluem a venda de um produto ou serviço com alta satisfação do seus clientes.

O Talk7 pretende aproximar ainda mais quem quer vender seus produtos ou serviços com quem busca a experiência de uma compra segura e que, mesmo à distância, não seja impessoal. O aplicativo proporciona que os vendedores estabeleçam um relacionamento com o cliente, e exerçam a gestão do próprio negócio com solução de meios de pagamento e logística para entrega dos produtos integradas ao aplicativo de chat. Ele foi criado pelos empreendedores Carlos Curioni e Guto Araújo, que fazem parte do núcleo de direção do Elo7, marketplace de produtos criativos e autorais. Foi a partir do trabalho com os vendedores da plataforma que eles perceberam a importância de desenvolver um app que ofereça todas as funcionalidades em um único lugar.

“A grande vantagem do Talk7 é poder concretizar e acompanhar toda a venda sem sair do chat, desde o primeiro contato ao pagamento, entrega e avaliação final do cliente. Com isso o cliente fica engajado o tempo todo na concretização da compra, o que melhora a conversão de vendas e a satisfação do consumidor.”, explica Guto Araújo, empreendedor e co-fundador do Talk7.

No lançamento, o aplicativo estará disponível para os vendedores do Elo7, que poderão gerenciar as vendas originadas pelo Elo7 e também as vendas originadas por meio de outros canais como o Facebook ou Instagram. “ Essa é a primeira fase de um produto que pretende empoderar microempreendedores e pequenas empresas com uma ferramenta intuitiva e poderosa que não existe ainda para grandes corporações.”, afirma Araújo.

“Uma das grandes necessidades do micro e pequeno empreendedor sempre foi de ter uma solução que conseguisse reunir todas as ferramentas necessárias para o gerenciamento de um negócio, desde os primeiros contatos com o comprador, até a finalização do negócio. “Com a criação do Talk7, conseguimos atender essa demanda e oferecer uma experiência inédita, que quebra um pouco da frieza e impessoalidade do e-commerce tradicional. Em outras palavras, o que o Talk7 faz é trazer a experiência de comprar em uma loja no mundo físico para um app.”, finaliza Carlos Curioni, empreendedor e co-fundador do Talk7.

O Talk7 é um projeto apoiado pelo Launchpad Accelerator, programa de aceleração realizado pelo Google. Com duração de seis meses, o Launchpad Accelerator conta com um processo de treinamento e mentoria no País, além de um período de duas semanas de incubação na sede do Google, em Mountain View, no Vale do Silício – Califórnia, EUA.

Segundo José Papo, líder do Google Launchpad Accelerator na América Latina, o Talk7 é uma abordagem pioneira sobre uma nova tendência que está em evidência no Vale do Silício: o conversational commerce. “As pessoas já estão usando aplicativos de mensagem para fazer negócios, mas a experiência é ruim, insegura e pouco fluída. O Talk7 é inovador e pioneiro ao oferecer soluções simples para o micro e pequeno empreendedor vender e atender seus clientes com agilidade, qualidade e segurança, usando apenas um smartphone. O aplicativo tem tudo para se tornar um sucesso e causar um impacto positivo na economia”, explica Papo.

A expectativa do Talk7 é que, até o final de 2016, o app tenha mais de 1 milhão de usuários. A partir de hoje, vendedores de todos os segmentos podem se inscrever para participar da fase beta através do site www.talk7.com

Tags, , , , , ,

CMMI® Institute anuncia quinto ano consecutivo de crescimento e adoção global em 2015

O CMMI® Institute anunciou hoje que 1.920 organizações receberam avaliação de maturidade e capacidade, Capability Maturity Model Integration (CMMI), em 2015, representando um aumento global de 18% no número de avaliações concluídas. Impulsionado pelo compromisso entre líderes de empresas globais de avaliar pontos fortes e fracos de suas organizações, o CMMI continua a ter êxito em guiar as organizações como o padrão global para a melhoria do desempenho.

As avaliações do CMMI possibilitam que as empresas meçam suas capacidades em confronto com um sistema definido de melhores práticas e identifiquem os pontos críticos para se tornarem mais competitivas. Ao conduzir uma avaliação CMMI,líderes empresariais podem determinar o que sua empresa deve fazer para fortalecer suas capacidades e sistemas.

“Quando uma organização recebe uma classificação na avaliação do CMMI, os pares e parceiros de negócios reconhecem que ela alcançou o padrão ouro na construção de capacidades em suas operações e práticas organizacionais”, disse Kirk Botula, CEO do CMMI Institute. “Esta classificação os distingue de seus concorrentes. Muitas empresas observam a classificação de avaliação CMMI ao buscar fornecedores e parceiros. A classificação ajuda a identificar aqueles que se dedicam a entregar excelência.”

Metade dos executivos mundiais indicam a construção de capacidades como uma das três principais prioridades, de acordo com uma pesquisa da McKinsey & Company. Adicionalmente, um estudo da Bersin by Deloitte de 2014 relata que mais de 70% das organizações citam lacunas nas capacidades como um de seus cinco maiores desafios. Dado o aumento da necessidade de oferecer serviços e produtos de alta qualidade e de entregar um desempenho consistente para competir no ambiente de negócios global, as organizações procuram as avaliações do CMMI Institute para ajudá-las a identificar e rentabilizar o seu potencial.

“Em nosso ambiente competitivo no setor de segurança canadense, um importante diferencial é a capacidade de fornecer produtos de qualidade e serviços que atendam aos requisitos e especificações de nossos clientes,” disse Mike Greenley, vice-presidente e gerente geral da CAE Canada Defence and Security. “Como o único contratante na área de segurança no Canadá, com um grupo chave acreditado pelo CMMI no nível de maturidade 5, nós temos a capacidade de atingir consistentemente resultados de excepcional qualidade e de melhorá-los continuamente.”

Exemplos do modo como as organizações estão usando o CMMI são destacadas abaixo:

A Honeywell espera que softwares tragam um crescimento significativo para a empresa no longo prazo. Alcançar o nível de maturidade 5 do CMMI em 100% é fundamental para atingir os objetivos de crescimento agressivo da empresa e para a execução da estratégia de excelência de software. No ano passado, a Honeywell atribuiu US$ 22 bilhões, de seus US$ 39 bilhões em vendas, a software ou produtos habilitados por software.

A Chemtech reduziu o retrabalho em cerca de 50% por meio de um programa de melhoria de processo de toda a empresa atingindo o nível de maturidade 3 do CMMI. Essa classificação levou à melhoria da qualidade de produtos e de entrega de projetos e resultou em custos mais baixos e aumento da satisfação do cliente.

A NASA está usando o CMMI como um modelo de melhoria de desempenho e de capacidade contra o qual mede as capacidades das empresas que contrata; o modelo foi um fator essencial para manter a qualidade e aumentar a produtividade.

Veja como mais organizações se beneficiam de suas avaliações CMMI acessando Quem usa o CMMI? no site do CMMI.

“Assistimos a um crescimento significativo no número de avaliações conduzidas desde 2011”, disse Botula. “Este é verdadeiramente um momento emocionante para empresas em todo o mundo que buscam melhoria contínua para obter vantagem competitiva sustentável no mercado.”

Para organizações que queiram trabalhar com organizações avaliadas pelo CMMI, uma visão completa das organizações avaliadas pelo CMMI está disponível no site de resultados de avaliações publicadas, Published Appraisal Results Site (PARS).

Tags, ,

Governança corporativa para empresas familiares – Por Alexandre Calderaro*

Grande parte das empresas brasileiras, assim como ocorre na maioria dos países, são familiares. É muito comum que as empresas sejam iniciadas por um empreendedor nato, na maioria das vezes, apenas com conhecimentos práticos relacionados à administração e gestão de negócios.

A empresa, então, cresce por ter bons produtos ou serviços e gerenciamento satisfatório, e a próxima geração acaba sendo absorvida pelos empreendimentos iniciados pelos pais, alguns por vontade própria e outros por ser essa a única maneira de “perpetuar” o negócio e cuidar do patrimônio da família.

Ao estudar o tema, nos deparamos com números alarmantes. Segundo o especialista em empresas familiares, Ivan Lansberg, cerca de 70% desses empreendimentos desaparecem antes que a segunda geração assuma totalmente o comando e 88% antes que a terceira geração o faça.

A grande questão é que, com o crescimento do negócio, surgem as necessidades de profissionalização e planejamento, para que a estruturação e transição de liderança ocorram da melhor forma possível. É nessas situações que a governança corporativa aparece como uma excelente ferramenta para o desenvolvimento do negócio em médio e longo prazos.

Entre os conceitos que caracterizam a governança corporativa, está o de que serve como ferramenta estratégica para o crescimento e evolução da qualidade de gestão, ao se alinhar os canais de comunicação entre família e empresa, no que tange aos assuntos familiares, à gestão do negócio e à propriedade em si.

Trata-se de um sistema pelo qual o empreendimento é dirigido, monitorado e fomentado, envolvendo os relacionamentos entre sócios, o conselho de administração, a diretoria e os órgãos de fiscalização e controle.

Nesse processo lento e gradual de descentralização, administração de riscos, geração de valor e perenidade da empresa são utilizados alguns pilares: transparência, equidade e responsabilidade corporativa.

Fundamental para a confiabilidade e sustentabilidade empresarial, a governança proporciona uma melhora significativa no desempenho dos negócios através de recomendações e diretrizes claras e diretas. E, mais além, alinha os objetivos da empresa e de todos os que estão envolvidos em sua gestão para um crescimento duradouro do empreendimento. Principalmente neste momento de crise e de queda do volume de vendas quase todos os setores da economia. Nesse ponto, inclusive, a ferramenta pode fazer a diferença em termos de melhores resultados financeiros ou, ao menos, minimização das perdas.

Por toda essa abrangência e pela capacidade de transformação empresarial, a governança corporativa não deve ser vista como uma ferramenta aplicável somente para gigantes da indústria. Trata-se, afinal, de uma questão de sobrevivência para as empresas de pequeno e médio porte e que ainda possuem inúmeros problemas de gestão e precisam corrigí-los.

*Alexandre Calderaro é advogado, membro do Task Force de Indústria do escritório A. Augusto Grellert Advogados

Tags, ,

Como criar uma startup? Série de vídeos do Valor Agregado apresenta dicas.

Você sabe todos os passos para alcançar sucesso na criação de uma startup?

Em uma série de vídeos, Sergio Mainetti Jr, presidente do Parque do Software de Curitiba e sócio da Visionnaire Informática, vai falar sobre o que é uma startup, qual o perfil do empreendedor, Vale do Silício e muito mais.

Vale a pena conferir essa série.

Como criar uma startup – Parte 2 – O modelo do Y Combinator

Como criar uma startup – Parte 3 – As características de uma boa Startup

Como criar uma startup – Parte 4 – A importância do time

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=3A0SPpRZXeU[/embedyt]

CComo criar ums startup – Parte 5 – Versatilidade e comprometimento

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=_uwwVT-XYaM[/embedyt]

Como criar uma startup – Parte 6 – Capacidade de execução

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=Cc9Rj9-CRSU[/embedyt]

Tags, , ,

Furukawa promove encontros regionais para estreitar o relacionamento com seus canais

Intensificar a aproximação com os parceiros de negócios em todo o Brasil, de modo a identificar oportunidades e necessidades específicas de cada região do país. Esse é o principal objetivo do Kick Off Connections, evento voltado aos distribuidores autorizados e solution providers Furukawa que acontece neste mês de abril, em quatro capitais brasileiras.

O primeiro encontro, marcado para o dia 12, será realizado em São Paulo (no Club Transatlântico) e reunirá os canais da empresa na região Sudeste. No dia 14, será a vez de Curitiba sediar o encontro da região Sul. No dia 26, os canais da região Centro-Oeste estarão reunidos em Brasília e, no dia 28 de abril, os distribuidores e integradores do Norte e Nordeste terão seu encontro em Recife.

“O objetivo é estar mais próximo dos nossos parceiros de negócios, sentir suas necessidades e apresentar nossas estratégias para 2016”, afirma Roberto Kihara, gerente geral comercial da Furukawa Brasil. “Para isso, decidimos promover quatro encontros regionais, com uma programação montada de acordo com as demandas específicas de cada região do país”, acrescenta.

Segundo Kihara, essa programação inclui workshops customizados (por região), espaço para apresentações de parceiros tecnológicos da Furukawa e um painel abordando um case real de uso da solução óptica LASERWAY, desenvolvida para atender o segmento de mercado corporativo, e um coquetel de encerramento, durante o qual os canais e demais parceiros poderão estreitar relacionamentos. A expectativa é reunir, nesses quatro encontros, a maioria dos cerca de 120 integradores credenciados e aproximadamente 30 distribuidores (com vários pontos de atendimento) da Furukawa no país, que cobrem todo o território brasileiro.

A solução Laserway será um dos destaques da Furukawa no Kick Off Connections. “Trata-se de um produto inovador, que permite às empresas fazerem mais com menos”, ressalta Roberto Kihara. Destinada à aplicação em infraestrutura de redes de área local (LAN), a solução baseia-se na tecnologia óptica GPON (Gigabit Passive Optical Network) customizada pela Furukawa para o mercado de networking, proporcionando conectividade IP convergente para os diversos ambientes de cabeamento estruturado.

Outro destaque do evento será a solução ITMAX, desenvolvida pela empresa para atender os principais requisitos do mercado de data centers – modularidade, escalabilidade, maior performance, alta disponibilidade, densidade, eficiência energética e migrações futuras. “Esse mercado vem crescendo bastante e possui necessidades específicas, que já estamos atendendo com a solução ITMAX”, afirma Kihara.

Tags, , ,

O poder do Bitcoin será discutido no Congresso Cards durante a Cards Payment & Identification 2016

O Congresso Cards, que ocorre durante a feira CARDS PAYMENT & IDENTIFICATION 2016, promovido pela Informa Exhibitions, terá o Bitcoin como um dos seus temas mais debatidos. Entre 15 e 17 de junho, o Pavilhão Azul do Expo Center Norte especialistas do setor financeiro discutirão o impacto da nova moeda virtual – a criptomoeda – na sociedade e nos sistemas de pagamento formais. Criada há sete anos com código-fonte aberto, o Bitcoin é a primeira alternativa ao sistema monetário tradicional, sendo uma forma de pagamento ponto a ponto. Ou seja, de pessoa para pessoa, sem o controle de governo e bancos.

Conceito – Bitcoins são moedas digitais criadas com sofisticados processos de criptografia, que servem para fazer pagamentos entre pessoas pela internet. A diferença dela para a moeda tradicional é que mantém seu proprietário no anonimato e não depende de intermediação de bancos ou regulações do governo. No ano passo, foi registrado no Brasil um volume total nas transações de R$ 113,1 milhões – aumento de 158% comparado ao índice de 2014, segundo o relatório produzido pela empresa bitValor. Há três exchanges brasileiras que controlam 91% do volume desse mercado. Segundo informações da empresa bitValor, a FoxBit é a líder, com 49,8% do market share. Em seguida vem a MercadoBitcoin, com 24%; e na sequência a BitcoinToYou, com 17%. Em relação ao Real, a cotaçã o de um bitcoin no fim de 2015 foi de R$ 1.795,16, de acordo com o Índice BRXBT.

As estatísticas sobre o número de estabelecimentos que aceitam bitcoin para comercialização de produtos e serviços não são precisas, já que não órgãos reguladores. De acordo com Safiri Felix, CEO da coinBR e executivo de negócios da Coinverse, estima-se que no Brasil cerca de 15 mil empresas aceitem a moeda virtual em transações, frente a 200 mil em todo o mundo. Nesse meio, destacam-se Tecnisa, Dell, PayPal, Microsoft e Neteller. Na outra ponta, o número de usuários brasileiros chega a 50 mil.

Mineração – Berço do bitcoin, a internet também faz sua geração e controle por meio um sistema chamado mineração. Por definição, ele é autorregulável de forma imutável, com criptografia de chave pública e histórico de todas as transações. Ao se efetuar uma transferência, é criada uma assinatura digital e o procedimento verificado por um minerador. Se estiver tudo dentro dos padrões, a transferência é feita e gravada na rede de forma permanente e anônima. Toda quantia é representada por uma sequência de 16 símbolos, que variam entre letras e números, guardada em anotações ou de modo mais seguro em carteiras digitais, algo como um banco.

Mineração é caracterizada por um software de resolução de problemas matemáticos complexos, aplicado em computadores superpotentes que processam as transações, garantem a segurança da rede e mantêm o sistema sincronizado. Quem opera todo esse data center é chamado de minerador – um usuário especialista, recompensado com bitcoin por ceder seus equipamentos para o funcionamento permanente da rede.

A possível volta da CPMF no Brasil e o sentimento negativo em torno do cenário econômico mundial tornam o bitcoin uma alternativa positiva para investidores e estabelecimentos comerciais. Há um novo mercado se formando e vale a pena conhecê-lo melhor.

Tags, ,

Programa Grants4Apps da Bayer abre inscrições no Brasil para aceleração de startups com projetos digitais aplicados à saúde

Startups de todo o país já podem se inscrever para nova rodada do processo seletivo do Programa Grants4Apps da Bayer. Interessados têm até o dia 31 de maio para inscreverem seus projetos digitais que contribuam para melhorias na área de saúde. Nesta edição, os esforços estão direcionados aos projetos relacionados às áreas de Saúde Feminina, Cardiologia, Oftalmologia, Hematologia, Oncologia e Radiologia.

“Estamos à procura de startups que desenvolvam soluções para determinadas áreas de saúde da Bayer ou, ainda, que tenham iniciativas focadas em projetos que suportem a prevenção de doenças, aderência ao tratamento pelos pacientes, testes clínicos, awareness ou gerenciamento de condições clínicas. As soluções podem ser mobile apps ou serviços, wearables, software ou hardware. Nós não limitamos a tecnologia.”, ressalta Patrick Fenzl, IT Business Intelligence & Analytics da Bayer Brasil.

Os candidatos precisam ter acima de 18 anos de idade, domínio da língua inglesa e a composição da equipe requer três membros, no mínimo.

“As opções são inúmeras, mas o ponto em comum dessa iniciativa global da Bayer é a paixão pela inovação. Somos uma empresa focada em Ciências da Vida e o fomento à educação e inovação fazem parte do DNA da Bayer”, acrescenta Theo van der Loo, presidente do grupo Bayer no Brasil.

O contrato do programa será assinado somente com pessoas jurídicas, ou seja, candidatos que possuam um registro da razão social da empresa, independente do país.

“Os principais integrantes das startups selecionadas ficarão nas instalações da Bayer em Berlim de agosto a dezembro de 2016 para acelerar o desenvolvimento de seus projetos”, explica van der Loo.

A Bayer oferece uma série de benefícios para os cinco times selecionados: aporte financeiro de 50.000 euros para cada startup durante toda a estadia, coaching e treinamento intensivo com especialistas no assunto, mentoria com altos executivos da Bayer, além do acesso a uma ampla gama de contatos profissionais.

Camila Navarro, IT Digital and Innovation Manager da Bayer Brasil, vislumbra um cenário otimista para o País: “Neste ano, a subsidiária brasileira da Bayer está apostando fortemente em um mercado que já é considerado um celeiro de startups. O programa busca tecnologias e processos que proporcionem melhorias na área de saúde e essa pode ser uma chance incrível para muitos empreendedores digitais brasileiros”.

A Bayer tem investido em tecnologias de ponta para entregar mais e melhor a missão da Companhia, no compromisso conjunto a todos os colaboradores, que é fazer “Ciência para uma Vida Melhor”. Agora, os esforços estão direcionados em explorar positivamente a revolução digital a fim de fortalecer sua liderança no negócio de Ciências da Vida.

A transformação digital é mais um dos passos para que a Bayer avance e inove para atender às atuais necessidades da sociedade. O maior desafio agora é integrar e alinhar as suas capacidades de forma proativa, para agregar valor à qualidade de vida das pessoas.

Para participar, os interessados devem preencher o formulário no site www.grants4apps.com/accelerator.

Mais informações sobre o programa e o processo de inscrição estão em https://www.grants4apps.com/accelerator/#/faq e no twitter: @grants4apps.

Tags, , , , , , , , , , , ,

Level 3 anuncia novo vice-presidente de finanças para o Brasil

Isaac Berensztejn une-se à Level 3 Communications, Inc. (NYSE: LVLT) como novo vice-presidente de finanças para o Brasil. Berensztejn irá liderar todas as operações financeiras no país e trabalhará de perto com a equipe de liderança para acelerar o crescimento da Level 3 tanto no Brasil como na região. Sua extensa experiência na indústria de telecomunicações irá ajudar a Level 3 a alcançar seus objetivos financeiros no Brasil.

Com a escolha por Berensztejn, um reconhecido líder na indústria, a Level 3 reafirma seu compromisso com as oportunidades de crescimento de mercado na região. Como membro da equipe de liderança sênior do Brasil, Berensztejn irá reportar-se diretamente a Facundo Castro, vice-presidente sênior de finanças para a Level 3 na América Latina. Ele estará baseado no escritório de São Paulo.

“A Level 3 está completamente focada em seus clientes e em sua habilidade de fornecer serviços de comunicação confiáveis, flexíveis e seguros”, disse Berensztejn. “Estou entusiasmado com este novo desafio profissional e ansioso por trabalhar com esta equipe para continuar a prestar serviços de qualidade a clientes corporativos”.

Berensztejn traz à posição mais de 20 anos de experiência em finanças. Ele ocupou posições sênior de liderança, incluindo a de chief financial officer e membro do conselho administrativo de diversas empresas de telecomunicações nacionais e multinacionais. Ele é engenheiro de telecomunicações e possui MBA pela Coppead/UFRJ.

Tags, ,

Carla Carvalho é nova vice-presidente de vendas para área de vendas indiretas da SAP Brasil

A SAP Brasil anuncia sua nova Vice Presidente de Vendas para a área de Global Channel and General Business Organization (GCGB), Carla Carvalho.A executiva terá o desafio de impulsionar as vendas através de canais da SAP Brasil.

Carla tem vasto conhecimento em venda de soluções de software e no segmento de empresas em crescimento. “Vou trabalhar muito próxima aos parceiros para desenvolver a rede de canais e proporcionar ao cliente final um atendimento de alta qualidade, tanto em vendas quanto em customizações e implementações de soluções SAP, on premise e na nuvem”, destaca.

A executiva tem 24 anos de experiência em TI, tendo liderado diferentes áreas na IBM, tanto no Brasil quanto na América Latina e Europa. Seu último cargo foi na própria IBM, onde atuava como Diretora de Cloud, Analytics, Mobile, Social and Security para o Brasil.

Luciano Idésio, que esteve interinamente à frente da área GCGB, volta a se concentrar com exclusividade em suas atividades como Diretor de Canais da SAP Brasil.

Tags,

Instituto Embratel Claro leva vencedores da 4º edição do Campus Mobile ao Vale do Silício

O Instituto Embratel Claro anuncia os vencedores da 4º edição do Campus Mobile, projeto realizado em parceria com o LSI-TEC – Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico -, com apoio da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – USP. O projeto – que tem como principal objetivo identificar, estimular e contribuir para a formação de jovens talentos universitários para atuação no desenvolvimento de conteúdos e novos serviços para dispositivos móveis –, teve duração de cinco meses e recebeu 343 inscrições de 18 estados do Brasil. Nesta última etapa, a banca avaliou seis propostas em duas categorias: Educação e Facilidades.

Em Educação, o projeto vencedor foi o “Block.Ino”, aplicativo que ensina lógica de programação a alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio, utilizando a linguagem de blocos. Criado pelos estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Lucas Mellos, João Paulo de Lima e José Pedro Simão, o grande diferencial do App é que tudo pode ser realizado a partir do acesso remoto a uma placa Arduíno, não sendo necessário que a escola disponha desse tipo de recurso.

O segundo app escolhido foi idealizado por Augusto Mateus Carvalho, cursando Análise de Sistemas, Vinícius Lima e Ian Vitor da Silva, estudantes de Publicidade e Propaganda e Ciência da Computação, respectivamente, da Bahia. O “Motáxi”, da categoria Facilidades, conecta usuários e mototaxistas, permitindo que o serviço seja solicitado por intermédio do aplicativo.

Os ganhadores serão premiados com o valor de 6 mil reais, além da viagem de imersão ao Vale do Silício, berço de importantes centros de inovação e tecnologia.

“Estamos felizes com o resultado, pois entendemos que a iniciativa contribui para o desenvolvimento de serviços que atendem demandas sociais e, principalmente, para a formação de jovens empreendedores que anseiam por oportunidades de viabilizar seus projetos”, comemora Daniely Gomiero, vice-presidente executiva do Instituto Embratel Claro. “O Campus Mobile colocou estes estudantes em contato com o mercado, uma oportunidade de mostrarem suas ideias para o mundo. E, além de toda a bagagem de conteúdo e amadurecimento de ideias, puderam trocar experiências muito valiosas”, complementa.

A 4º Edição

As ideias propostas foram apresentadas individualmente e em grupos de até três pessoas, sendo enquadradas em uma das duas categorias disponíveis. Em Facilidades, as propostas deveriam ser voltadas para a formatação de aplicativos para dispositivos móveis, como celulares e tablets, com objetivo de tornar a vida mais prática, divertida e segura e que incentivassem hábitos saudáveis ou que contribuíssem para o exercício da cidadania. Já na categoria Educação, o desafio era o desenvolvimento de aplicativos com foco na criação de produtos ou serviços inovadores que aprimorassem ou promovessem o aprendizado dentro e fora da escola, o contexto escolar ou o interesse pelos estudos.

Para desenvolver seus projetos, os candidatos tiveram apoio de tutores e puderam participar de palestras e oficinas para complementar sua formação. Além disso, conseguiram ampliar seu networking, por meio do contato com empresas de tecnologia e empreendedores, assim como absorver dicas e sugestões sobre os aspectos mercadológicos deste tipo de negócio.

Tags, , ,

Aplicativo simula ambientes para decoração

unnamed-24

Líder do mercado de laminados decorativos de alta resistência na América do Sul, a Formica® lança o Simulador de Ambientes Formica®, disponível no site da empresa e também para aparelhos mobile dos sistemas Android e IOS.

A novidade torna mais rápido e fácil o acesso ao amplo catálogo da marca, além de mostrar as várias utilizações do produto, tais como áreas úmidas – principalmente bancadas de pia – , móveis de linhas retas ou orgânicas, paredes, pisos e fachadas, proporcionando rápida instalação sobre azulejos, concretos e cerâmicas em geral. O objetido da empresa é que o Simulador auxilie o público a escolher o produto mais indicado para os projetos residenciais ou corporativos, permitindo ainda que o usuário faça combinações entre padrões e cores diferentes, podendo visualizar o resultado em imagens ambientadas.

Voltada para consumidores finais, marceneiros, revendedores, arquitetos e decoradores, o programa também traz a vantagem de tornar mais rápido a acesso à relação das principais revendas da Formica no país, com indicação de endereço e contatos.É um método ágil e eficiente de demonstrar todo o leque de produtos e a versatilidade da Formica®.

Onde encontrar o aplicativo:

Site Formica: www.formica.com.br/#simulador_ambientes

Google Play Store: play.google.com/store/apps/details?id=com.cognos.simuladorambiente

Apple Store: itunes.apple.com/br/app/simulador-ambientes-formica/id1087669716?mt=8

Tags,

Grupo Nexxera passa a ser signatário do Pacto Global da ONU

O Grupo Nexxera – líder nacional em transações eletrônicas financeiras e mercantis no relacionamento das empresas com a sua cadeia de valor – passou a ser, oficialmente, signatário do Pacto Global das Nações Unidas.

O Pacto Global é uma iniciativa da ONU em que importantes instituições do mundo inteiro assumem 10 princípios a serem cumpridos pelas empresas. Com mais de 13 mil participantes em mais de 170 países, o Pacto Global das Nações Unidas – o UN Global Compact – é, desde 2000, a maior iniciativa em sustentabilidade corporativa voluntária do mundo. Fundada em 2003, a Rede Brasileira do Pacto Global da ONU representa hoje a 4ª maior rede local, com mais de 700 signatários. O suporte diário aos signatários no país está a cargo da Secretaria Executiva da Rede Brasileira do Pacto Global, que funciona no Escritório Compartilhado da ONU, em São Paulo.

O compromisso do Grupo Nexxera, cuja sede fica em Florianópolis – SC, com a sustentabilidade, não é recente. Desde 2008, por meio do Instituto Nexxera, os principais pilares da sustentabilidade social, econômica e ambiental são trabalhados localmente pela instituição. Com as iniciativas, mais de três mil pessoas foram impactadas pelo Instituto, que proporciona espaços legítimos de formação e autonomia – seja no esporte, na cultura, meio ambiente e/ou na capacitação/qualificação profissional, contribuindo para a promoção da cidadania, da melhoria da qualidade de vida e da sustentabilidade do planeta.

“Para o Grupo Nexxera, é mais um passo em que mostramo-nos totalmente comprometidos em contribuir com uma empresa e um mundo melhor para se viver. São princípios que já viemos trabalhando na companhia e que fortaleceremos ainda mais. Cumprimos com rigor as relações no trabalho, respeitando todos os direitos humanos dos colaboradores do Nexxera. Também assumimos esforços com os princípios que envolvem Meio Ambiente e Corrupção, com ações cada vez mais efetivas de preservação ambiental, ética e integridade”, afirma o CEO do Grupo Nexxera, Edson Silva.

Os Dez Princípios

O Pacto Global advoga Dez Princípios derivados da Declaração Universal de Direitos Humanos, da Declaração da Organização Internacional do Trabalho sobre Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho, da Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento e da Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção. São eles:

1. Respeitar e apoiar os direitos humanos reconhecidos internacionalmente na sua área de influência;
2. Assegurar a não participação da empresa em violações dos direitos humanos;
3. Apoiar a liberdade de associação e reconhecer o direito à negociação coletiva;
4. Eliminar todas as formas de trabalho forçado ou compulsório;
5. Erradicar efetivamente todas as formas de trabalho infantil da sua cadeia produtiva;
6. Estimular práticas que eliminem qualquer tipo de discriminação no emprego;
7. Assumir uma abordagem preventiva, responsável e proativa para os desafios
ambientais;
8. Desenvolver iniciativas e práticas para promover e disseminar a responsabilidade
socioambiental;
9. Incentivar o desenvolvimento e a difusão de tecnologias ambientalmente
responsáveis;
10. Combater a corrupção em todas as suas formas, incluindo extorsão e suborno.

Tags, , , ,

Vanessa D’Angelo é nova diretora de marketing da Resource IT

A Resource IT, uma das principais e mais bem-sucedidas empresas de serviços de TI, anuncia Vanessa D´Angelo como sua nova Diretora de Marketing. A executiva assume o cargo com a responsabilidade de posicionar a Resource IT como a principal empresa brasileira integradora de TI.

“Atuarei no planejamento estratégico de marketing da empresa, reforçando o relacionamento com nossos clientes e investindo em marketing orientado a resultados, sempre trabalhando muito próximo da área comercial e com visão estratégica do todo”, afirma Vanessa D´Angelo. Outro importante objetivo da área de marketing é reforçar a atuação internacional da empresa, que atualmente conta com escritórios na América do Norte (Miami e Califórnia) e na América Latina.

Com MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas, a executiva é formada em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e em Letras pela Universidade de São Paulo. Com mais de 20 anos de experiência na área de Comunicação e Marketing, já ocupou cargos de liderança estratégica em empresas de Tecnologia da Informação (TI): foi Diretora de Marketing para a América Latina e Caribe da Mitel, Gerente de Marketing da Dimension Data, Gerente de Marketing da InterSystems, entre outras posições.

Tags, ,

Rodrigo Lacerda é novo conselheiro da Seed Digital

A Seed Digital (www.seeddigital.com.br), empresa líder em analytics para o varejo físico, apresenta Rodrigo Lacerda, ex-Vice-Presidente de marketing e novos negócios do Carrefour, como o mais novo membro do Conselho da companhia. Lacerda, um dos profissionais brasileiros de maior expressão no âmbito da inovação para varejo, chega para auxiliar no desenvolvimento e expansão da Seed.

“A vinda de um profissional como o Rodrigo para o conselho da Seed vai fortalecer ainda mais nosso posicionamento e definição de novos produtos e mercados que pretendemos atingir.”, explica Francisco Forbes, CEO da companhia.

Além da ampla experiência em grandes empresas nos bens de consumo e mercados de varejo, como Dass Group, Carrefour, Danone, Bauducco, DPA NZ( Nestlé ) , Quaker e Jonhson & Jonhson, foi membro do conselho superior Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR) e Vice-Presidente da Associação Brasileira de Anunciantes (ABA).

“Esperamos poder afinar alguns produtos e abrir novos mercados para a Seed, que já vem revolucionando o varejo desde sua fundação” , completa Rodrigo Lacerda.

Tags, , ,

Em 2015, faturamento do mercado de fidelidade cresceu 27,1% no Brasil

As empresas que compõem a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF) registraram em 2015 faturamento bruto de pontos de R$ 5,04 bilhões, representando um crescimento de 27,1% em relação a 2014. Só no quarto trimestre do ano (4T15), foram R$ 1,3 bilhões. O número de cadastros de participantes ultrapassou a marca dos 70,7 milhões no 4T15, um crescimento de 20% em relação ao mesmo período de 2014, que era de 58,7 milhões (sem eliminar a sobreposição de membros inscritos em diferentes programas). Em 2015, foram emitidos 176,5 bilhões de pontos/milhas, valor 6% superior ao do ano anterior. Na quantidade de pontos/milhas resgatados, o saldo total foi de 143,5 bilhões no ano passado frente 126,7 bilhões em 2014, aumento de 16,8%.

Para o presidente da ABEMF, Roberto Medeiros, apesar da influência do cenário econômico, com a queda no consumo das famílias e alta do dólar, o mercado de fidelização tem conseguido manter seu ritmo de crescimento. “Mesmo no acúmulo de pontos/milhas, um dos mais impactados por esses movimentos, foi registrado aumento. Isso demonstra que os consumidores brasileiros estão cada vez mais interessados nestas ações, seja por meio de novas adesões ou pelo maior envolvimento de quem já participa dos programas”, explica o executivo.

O crescente engajamento dos consumidores pode ser observado também em outros indicadores, como a taxa de breakage, que aponta o percentual de pontos/milhas expirados. No final de 2014, o índice era de 17,2%. Em 2015, apresentou queda de 0,4 ponto percentual, chegando a 16,8%. “Além de estar em linha com mercados mais maduros, a taxa de breakage decrescente demonstra que o consumidor brasileiro está mais atento e não quer perder oportunidades de resgate. Isso é extremamente positivo para todo o setor, pois o consumidor que resgata tende a compreender melhor as vantagens dos programas e participar cada vez mais desse tipo de iniciativa“, conclui Medeiros.

As informações levantadas no estudo são referentes a cinco das maiores companhias do segmento, associadas à ABEMF (Dotz, Grupo LTM, Multiplus, Netpoints e Smiles).

Tags, , ,

Cisco anuncia que Laércio Albuquerque é o novo presidente da empresa no Brasil

A Cisco anuncia que Laércio Albuquerque é o novo presidente da empresa no Brasil e vai liderar toda operação da empresa no País. O executivo, que começa oficialmente na Cisco no dia 8 de abril, será responsável por dar continuidade à estratégia da empresa de incentivar a inovação e digitalização do Brasil.

Albuquerque atua há mais de 30 anos no setor de tecnologia e nos últimos 20 anos estava na CA Technologies, onde exerceu importantes posições de liderança, incluindo a de country manager no Brasil e, nos últimos quatro anos, comandava a operação da empresa na América Latina como presidente e general manager da região. O executivo também teve passagens na BCN, Duratex e Pirelli, seguindo depois para o mundo de desenvolvimento de software, e CA Technologies.

“Estamos muito felizes com a chegada de Albuquerque para liderar o time da Cisco no Brasil. Tenho certeza que sua sólida experiência em tecnologia vai contribuir com nossa estratégia de digitalização do Brasil”, destaca Jordi Botifoll, presidente da Cisco América Latina.

“Nesta economia digital, existem as empresas que seguem e usam a tecnologia, e aquelas que ditam a inovação. Atualmente a Cisco dita a inovação em um mundo onde a digitalização está mudando a maneira como as empresas, cidades e países operam todos os dias. É uma grande honra estar em uma empresa, que está a frente de tudo isso”, destaca Laércio Albuquerque.

Albuquerque é graduado em Análise de Sistemas e Administração de Empresas pela Faculdades Associadas de São Paulo (FASP) e tem MBA Executivo pelo Insper.

Fonte: Cisco

Tags, ,

Fitch promove negócio de informações com o Fitch Connect

Fitch Solutions anuncia o Fitch Connect, uma poderosa plataforma integrada de informações, que oferece serviços de Fitch Ratings e Research (classificação e pesquisa), juntamente com Fundamental Financials (informações financeiras fundamentais), dados econômicos e análise. O Fitch Connect permite aos profissionais de crédito tomar decisões de gestão de risco com eficiência e facilidade.

“A Fitch empenha-se em proporcionar aos profissionais de crédito informações transparentes, oportunas e esclarecedoras”, disse Paul Taylor, presidente e diretor executivo do Fitch Group. “Estamos fortalecendo o nosso negócio de informações com o Fitch Connect, que oferece pesquisas e dados de alta qualidade através de uma plataforma sofisticada e flexível.”

A análise realizada por profissionais da área financeira recebe mais atenção hoje do que já recebeu alguma vez. Exigências de novas regulamentações e auditorias de conformidade internas e externas estão aumentando a pressão sobre os gestores de risco e os departamentos de TI para fazer mais com menos. A plataforma Fitch Connect oferece um conjunto de recursos, como uma interface de Web, alimentação de dados, API e suplemento do Microsoft Excel, que são projetados para facilitar o acesso, consumo e integração de informações para os usuários em seus fluxos de trabalho.

“Trabalhamos com profissionais de crédito e bancos todos os dias e desenvolvemos um grande entendimento de qual conteúdo e recursos eles mais precisam”, disse Brian Filanowski, chefe global do Produto, Fitch Solutions. “A plataforma Fitch Connect foi desenvolvida utilizando uma tecnologia de vanguarda que oferece a capacidade para atender rapidamente às necessidades de nossos clientes.”

Alimentada pelos mesmos dados proprietários usados por muitos analistas da Fitch Ratings, a plataforma Fitch Connect oferece um conjunto robusto de dados e conteúdos interligados, que incluem:

Fundamental Financials – a fonte de dados mais abrangente e de alta qualidade do setor para o conteúdo financeiro fundamental dos bancos na indústria hoje. O conjunto de dados abrange mais de 30.000 bancos públicos e privados, 11.600 empresas de seguros e dados econômicos e de previsão para a maioria das nações soberanas do mundo.

Fitch Credit Ratings – 9.000 entidades classificadas mais todo o universo Fitch de 1,34 milhões de ratings de crédito atuais e históricos, incluindo quatro níveis de indexação de setores do mercado e 25 tipos de ratings.

Fitch Research – pesquisa de crédito independente e comentários do mercado de especialistas do setor e regionais, que avaliam a saúde dos emissores através de mercados de capitais do mundo, que abrangem 31 países, 24 setores e mais de 140.000 relatórios de pesquisa.
Todos os dados financeiros estão sujeitos a processos rigorosos de garantia de qualidade, que proporcionam aos gerentes de risco de crédito dados oportunos e confiáveis, necessários para avaliar o risco. Anteriormente disponíveis a partir de terceiros durante os últimos 15 anos, o Fundamental Financials da Fitch somente será oferecido agora através do Fitch Connect.

Tags, , , , ,