Page

Author admin

Buscas no Google: veja o que os brasileiros mais procuram

A SEMrush, líder mundial em marketing digital, elaborou um infográfico sobre os elementos mais populares que aparecem na página de buscas do Google brasileiro. Veja os resultados:

info_semrush_v3

Tags, , ,

FAPESP e IBM financiam pesquisa em computação cognitiva no Brasil

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a IBM Brasil firmaram um Acordo de Cooperação para compartilhar investimentos de até US$ 500 mil, ao longo de 10 anos, a serem utilizados em projetos de pesquisa científica e tecnológica na área de computação cognitiva em universidades e institutos de pesquisa. Um comitê conjunto formado po r representantes da FAPESP e da IBM conduzirá a avaliação e seleção de projetos apresentados em resposta a Chamadas de Propostas a serem lançadas periodicamente.

Cada Chamada terá foco em temas específicos da área de computação cognitiva, como teoria e aplicações de inteligência artificial, processamento de linguagem natural, planejamento e raciocínio de bom senso e análise de big data, entre outros. Poderão participar das Chamadas pesquisadores de instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo. Mais detalhes sobre a apresentação de projetos serão divulgados em edital a ser publicado proximamente.

A computação cognitiva é considerada a Terceira Era Computacional, pois seus sistemas se aproximam da forma humana de pensar, interagir e aprender, extraindo conhecimento de dados não-estruturados com origem em fontes distintas em formato de texto, imagem e vídeos. Com a computação cognitiva é possível extrair conhecimento de um vasto volume de dados que pode contribuir para a solução de problemas complexos da humanidade, como o esgotamento de recursos ambientais, a prevenção e o controle de doenças, além da pobreza. A plataforma de computação cognitiva da IBM, o Watson, tem liderado as experiênci as em escala comercial desta tecnologia com diversas companhias no mundo.

“A parceria para selecionarmos propostas de pesquisa a serem cofinanciadas pela IBM e FAPESP abre grandes possibilidades para a comunidade científica de São Paulo interagir com pesquisadores de uma das empresas mais avançadas em ciência e tecnologia na área de sistemas cognitivos. O Laboratório de Pesquisa da IBM em São Paulo vai contribuir para o aumento da abrangência em pesquisa desta tecnologia no Estado”, diz Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP.

Para Ulisses Mello, diretor do Laboratório de Pesquisa da IBM Brasil, o acordo com a FAPESP consolida a missão da multinacional de incentivo e fomento para desenvolvimento da ciência e tecnologia no País, onde há cinco anos a empresa instalou seu centro local de pesquisa. “Queremos desenvolver um ecossistema de inovação em computação cognitiva no Brasil pela relevância e impacto do assunto na sociedade, tanto que os projetos selecionados estarão desprendidos de qualquer compromisso com propriedade intelectual com a IBM”, afirma.

Tags, , , , ,

Conquistando clientes e vendas com SMS Marketing – Por Rafael Barin

Rafael Barin Gerente de negocios PMEO celular faz parte da comunicação cotidiana de expressiva parcela da população mundial, mas ainda é um canal distante do Plano de Marketing de muitas marcas brasileiras. Uma pesquisa da União Internacional de Telecomunicações revela que o total de celulares em uso no mundo já passou dos sete bilhões de unidades. Nesse cenário, cada vez mais as empresas podem utilizar a tecnologia a seu favor, com estratégias para criar conteúdo que gere engajamento e, consequentemente, amplie vendas.

O SMS (Short Message Service) é um aliado fundamental para ampliar a visibilidade das marcas. Além de seu alcance, essa ferramenta enquadra-se em um novo contexto de comunicação com os consumidores: as pessoas estão, cada vez mais, habituadas a receber informações em tempo real. Essa é uma das vantagens do SMS, que possui uma taxa de abertura de 98% (em comparação com 22% dos e-mails) e índice de respostas de 26% (contra 5% dos e-mails), segundo levantamento da Frost & Sullivan.

Mensagens de texto bem elaboradas demonstram que a empresa se importa com as necessidades do seu público e podem garantir a preferência do consumidor no momento da compra. Além disso, são um excelente recurso para encorajar os consumidores na contratação de novos serviços ou produtos. As pessoas que recebem promoções ou descontos se sentem privilegiadas, percebem vantagens em manter um vínculo com a marca e indicam a empresa para sua rede de contatos.

Ressalto que é importante que as organizações criem planejamentos para as campanhas de SMS Marketing. Para vender mais, é necessário focar em promoções, descontos ou divulgação de novos serviços. Já para manter uma boa relação com o público, vale enviar mensagens de agradecimento pela fidelidade dele com sua marca. Definir uma estratégia e selecionar quando encaminhar as mensagens e com que frequência é essencial para não importunar o cliente e conseguir fortalecer a imagem institucional.

Os resultados alcançados por meio do SMS Marketing podem ser ainda melhores com algumas dicas preciosas. Em primeiro lugar, identifique sua empresa nas mensagens para reforçar a marca e o vínculo com o usuário, usando linguagem simples, clara e direta. Além disso, é válido desenvolver o hábito de enviar mensagens em datas comemorativas, como aniversários e feriados, para criar um relacionamento mais próximo com seu público.

Abrir espaço para feedbacks também fortalece a relação com o cliente, uma vez que o envolve em processos de mudança e aperfeiçoamento. Outra sugestão é lembrar as pessoas sobre novos eventos promovidos por sua empresa, estimulando a participação. Não se pode esquecer que todo canal de comunicação com o consumidor deve ter planejamento e comunicação direcionada, com conteúdo personalizado. As empresas brasileiras que ignorarem essas diretrizes e o uso do mobile em suas estratégias de marketing terão, nos próximos anos, que percorrer uma distância ainda maior para alcançar seus líderes de mercado e engajar seus consumidores.

Por Rafael Barin, Gerente de Negócios PME da Zenvia

Tags, , ,

Carlos Alberto Pádua assume a vice-presidência da Divisão de Serviços de TI da Sonda IT

A Divisão de Serviços de TI da Sonda IT, maior companhia latino-americana de soluções de Tecnologia da Informação, está sob nova liderança com a chegada de Carlos Alberto Pádua, que assume a vice-presidência da área. O cargo até então era ocupado por Alberto Aguilera, que retorna para a sede da empresa, no Chile.

A nomeação do novo executivo vem somada à novidade de integração do portfólio da CTIS Tecnologia, empresa adquirida pela chilena em 2014, com o leque de ofertas da Sonda IT. Pádua, que atuava como vice-presidente de operações da CTIS, chega com a missão de unir as áreas de Serviços de TI das duas companhias, aumentando a capilaridade de atendimento tanto para o setor privado, quanto para o governamental, carro-chefe da CTIS.

Com esta união, a Sonda IT cria uma das maiores organizações de serviços do mercado de tecnologia no Brasil, que reúne nove mil dos 14 mil colaboradores da companhia no território nacional. Esta integração promove, além da cobertura em todo o Brasil, um portfólio completo para todas as indústrias, incluindo governo, que atualmente consome 40% dos investimentos de TI.

“Estamos fortalecendo essa frente, que é a maior referência da Sonda na América Latina, para alavancarmos nossa oferta de terceirização dos processos de TI das empresas de modo que elas possam nos entregar gradativamente suas demandas para compor um full outsourcing”, explica Pádua.

As unidades de negócios comuns entre as duas companhias, que passam a atuar conjuntamente, compreendem as seguintes frentes: Serviços de Gerenciamento de Aplicações (AMS), End User Services, Data Center & Cloud Computing, Integração e Outsourcing, Consultoria de TI e MDS (Management Device Services). As novidades de ofertas ficam por conta da chegada das unidades de Print Center e Visual Solution, ambas vindas da CTIS.

Pádua tem experiência de 30 anos no mercado de Tecnologia de Informação. Engenheiro Eletrônico formado pela Poli – USP e MBA pela FIA, o executivo foi por dez anos vice-presidente de Tecnologia da Diebold / Procomp.

Tags, , , ,

Cresce a proporção de empresas brasileiras que utilizam conexões à Internet mais velozes, aponta Cetic.br

A décima primeira edição da pesquisa TIC Empresas, conduzida pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), por meio do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), indica mudança no perfil da infraestrutura de tecnologias de informação e comunicação (TIC) presente nas empresas brasileiras. O estudo identificou um aumento na contratação de conexão à Internet com faixas de velocidades mais altas: entre 2012 e 2015, a proporção de empresas brasileiras que afirmaram contratar planos com velocidades de até 1 Mbps passou de 19% para 8%, enquanto as que contrataram velocidades acima de 10 Mbps passou de 21% em 2012 para 40% em 2015. Esse movimento foi observado entre empresas de todos os portes.

O objetivo do estudo – que passará a ser realizado a cada dois anos – é trazer subsídios para compreender a adoção das TIC em empresas dos diferentes mercados de atuação investigados na pesquisa, e apoiar políticas públicas que incentivem o desenvolvimento das TIC nestes setores.

A pesquisa TIC Empresas 2015 também mostra que 70% das empresas têm conexão à Internet via linha telefônica – DSL e 64% via cabo, enquanto apenas 5% possuem conexão discada e 6% via satélite. A disponibilidade de computador e Internet nas empresas brasileiras de pequeno, médio e grade porte está universalizada há alguns anos, de acordo com a série histórica da pesquisa. Os dispositivos móveis, no entanto, ainda não estão amplamente disseminados: os notebooks e tablets estão presentes em 69% e 19% das empresas, respectivamente.

“A TIC Empresas identificou, nos últimos anos, avanços concretos na qualidade da infraestrutura TIC nas empresas. Porém, devemos chamar atenção de que não basta apenas ter boa velocidade de conexão à Internet, é necessário acompanhar as atividades que as empresas estão realizando na rede, sobretudo como o acesso à Internet está sendo utilizado para melhorar o desempenho e inovação, bem como entender as diferenças existentes entre as regiões do País e os mercados de atuação”, pontua Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br.

Atividades na Internet

Enviar e-mails (99%), buscar informações sobre produtos ou serviços (94%), e fazer pagamentos, transferências e consultas bancárias via Internet banking (88%) seguem como as atividades mais frequentes para a maioria das empresas brasileiras. Tarefas que demandam habilidades específicas, por sua vez, são realizadas em menor proporção: 43% das empresas afirmaram que entregam produtos ou serviços em formato digital, 35% fazem treinamento de funcionários e 32% utilizam telefone via internet (VoIP).

Presença na Internet

A presença de websites pelas empresas não apresentou grande variação desde 2012, quando começou a ser medida pela pesquisa, permanecendo no patamar de 57% em 2015. Este indicador, no entanto, varia segundo o porte: entre as grandes e médias empresas, 87% e 75% respectivamente, possuem website. Entre as pequenas, essa proporção é menor (52%). A pesquisa revela crescimento no percentual de empresas que perfil ou conta próprios em alguma rede social: passou de 36%, em 2012, para 51%, em 2015. Entre as empresas de grande e médio porte, 60% e 56%, respectivamente, possuem perfil em redes sociais, enquanto entre as empresas de pequeno porte este número é de 50% “As redes sociais podem representar um obstáculo menor para as pequenas empresas, se comparada aos websites e outras ferramentas de comunicação on-line. Em 2014, por exemplo, 11% delas tinham perfil em rede social e não tinham e-mail, enquanto em 2015, essa proporção foi de 18%”, informa Barbosa.

Habilidades e apropriação das TIC

O principal tipo de software utilizado é o de licença de uso, que chega a 76% das empresas, frente a 52% das que utilizam software por licença livre e 22% das que usam software desenvolvido pela própria empresa. Em 2015, 70% das empresas brasileiras promoveram a atualização de seus softwares e uma parcela menor (31%) introduziu softwares novos. Na percepção das empresas, essa introdução ou atualização dos softwares melhorou principalmente a organização dos processos da empresa (80%), a produção de informações para tomada de decisões (74%) e a integração e comunicação entre as áreas da empresa (71%).

Para acessar a TIC Empresas 2015 na íntegra, assim como rever a série histórica, visite http://cetic.br/pesquisa/empresas/indicadores. Compare a evolução dos indicadores a partir da visualização de dados disponível em: http://data.cetic.br/cetic/explore?idPesquisa=TIC_EMP

Tags, , , , , ,

Capgemini anuncia nova diretora de vendas e alianças no Brasil

Com mais de 10 anos de experiência em vendas, Renata Sollero chega para liderar processos de vendas e coordenar alianças e parcerias

A Capgemini, um dos principais provedores globais de serviços de consultoria, tecnologia e terceirização, anuncia a chegada de Renata Sollero como diretora de vendas e alianças no Brasil.

Renata possui mais de 10 anos de experiência na área de TI, é formada em Marketing pela Universidade Mackenzie, possui especialização pela Rotmann School of Business (Universidade de Toronto) e passou com êxito por empresas como Oracle, Sonda-Procwork, Stratasys e Dassault Systèmes. A executiva chega para reforçar a estrutura de vendas e alianças da Capgemini com o desafio de liderar o processo de integração e controle de vendas e coordenar as alianças e parcerias da empresa.

Tags, , ,

E-BIT/Buscapé divulga melhores lojas do e-commerce brasileiro em 2015

Americanas.com é a grande vencedora do Oscar do setor, tanto por critérios técnicos quanto por votação popular

A E-bit (www.ebit.com.br), empresa especializada em informações do comércio eletrônico, anunciou durante o evento VTEX Day, realizado no dia 12 de maio em São Paulo, os vencedores do 13ª Prêmio E-bit Melhores Lojas do E-commerce. A grande vencedora foi a Americanas.com, eleita como “Melhor Loja Diamante” tanto por critérios técnicos como também pela votação popular dos e-consumidores brasileiros.

Também foram premiadas como “Melhores Lojas Diamante” Submarino, Walmart, Magazine Luiza e Extra. Outras lojas contempladas por critérios técnicos foram Nikkey Cosméticos, como “Melhor Loja Ouro”; Jóias Gold, “Melhor Loja Prata”; e BringIT, “Melhor Loja Bronze”.
Para a escolha das vencedoras em “Prêmios Especiais”, experts do mercado participaram do corpo de jurados. O “Melhor NPS” foi para O Boticário; em “Loja Especializada”, a Sephora venceu; e para “Mobile”, Privalia foi a escolhida.

O diretor executivo da E-bit/Buscapé, André Ricardo Dias, avalia como positiva a evolução do desempenho das lojas online num mercado cada vez mais competitivo. “Entendemos que o Prêmio E-bit é um dos grandes incentivadores para melhoria no nível de serviços do comércio eletrônico brasileiro, sendo a premiação mais valorizada no País. A disputa entre as lojas em 2015 foi muito concorrida tanto nos critérios técnicos quanto na votação popular, onde registramos um recorde no número de votos, o que mostrou o empenho dos sites na busca pelas primeiras posições”, comenta.

Veja a lista completa dos vencedores abaixo ou no link http://www.ebit.com.br/premio-ebit-2016.

LOJAS MAIS QUERIDAS

Loja Diamante: Americanas
Alimentos e Bebidas: Pão de Açúcar Delivery
Bebês: Klin
Casa e Decoração: Tok&Stok
Cosméticos e Perfumaria: Rede Natura
Livraria e Entretenimento: Saraiva
Moda e Acessórios: Dafiti
PetShop: PetLove
Saúde (Medicamentos): Ultrafarma

MELHORES LOJAS

Melhor Loja Diamante (1º lugar): Americanas
Top 5 Diamante: Americanas
Top 5 Diamante: Submarino
Top 5 Diamante: Walmart
Top 5 Diamante: Magazine Luiza
Top 5 Diamante: Extra

Melhor Loja Ouro: Nikkey Cosméticos
Melhor Loja Prata: Jóias Gold
Melhor Loja Bronze: BringIT

PRÊMIOS ESPECIAIS

NPS: O Boticário
Loja Especializada (Nicho): Sephora
Mobile: Privalia

Tags, , , ,

Home Broker: passo a passo para o seu primeiro investimento

view.aspx

O Home Broker é a interface que conecta os investidores à Bolsa de Valores. Ao contrário do que muita gente pensa, hoje em dia não existe mais aquela cena dos filmes onde corretores gritam com telefones na orelha disputando a compra e venda de ações. Atualmente é tudo digital e, saber como funciona o Home Broker tornou-se fundamental para qualquer pessoa que deseja lucrar no mercado financeiro.

Operar através de um Home Broker é extremamente simples, desde que o investidor entenda a lógica da Bolsa de Valores. Partindo do princípio de que o mercado funciona sob a lei da oferta e demanda, a variação no preço das ações acontece de acordo com as decisões de compradores e vendedores. Quanto mais pessoas querendo comprar, mais cara a ação. Quanto mais pessoas que desejam vender, mais barata.

Primeiros cliques

Os sistemas de investimento mais modernos do mercado não exigem sequer uma instalação. Basta entrar no site da empresa que fornece seu Home Broker utilizando seu navegador e fazer o seu login. Ao entrar, você terá acesso à cotação das ações negociadas no pregão eletrônico da Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo).

Começar a investir requer um conhecimento mínimo sobre o mercado. Existem diversas empresas, sites e blogs que oferecem conteúdos de qualidade para novos investidores. Além disso, empresas de análise e consultoria oferecem recomendações em tempo real sobre as melhores oportunidades no exato momento em que elas surgem.

Em seu Home Broker você verá, próximo à cotação de cada ação, os botões de compra e venda. Ao clicar em comprar você deverá preencher quanto deseja pagar por aquela ação, quantas ações deseja adquirir e, por fim, lançar a ordem. Quando o sistema encontrar um vendedor que aceite esse preço a operação será realizada e os papéis irão automaticamente para a sua carteira.

A hora de vender suas ações

Agora que você já possui ações em sua carteira, está habilitado a vendê-las quando bem entender. Para isso, basta lançar uma ordem de venda no mercado, definindo quantas ações deseja vender e qual o preço de cada uma. Assim como na compra, caso hajam compradores dispostos a pagar o preço que você enviou o sistema os encontrará automaticamente e o negócio será executado.

Mas, preste bastante atenção! De nada adianta querer vender uma ação que está cotada a R$13,00 por R$40,00. O sistema obviamente não encontrará nenhum comprador compatível e você perderá a oportunidade de vender o ativo. Justamente por isso é importante acompanhar o “book de ofertas” e as cotações para detectar boas oportunidades antes mesmo de comprar.

Nesse ponto vale ressaltar a importância do manejo de risco. Muitas vezes investidores iniciantes aplicam todo o seu capital em ações de uma mesma empresa, tornando os riscos dessa operação extremamente altos. Diversifique comprando ativos de mais de uma empresa, de preferência em segmentos diferentes, a fim de diminuir os riscos e aumentar as chances de lucro.

Detectando boas oportunidades

Agora que você já entendeu como comprar e vender ações através do seu Home Broker está na hora de aprender a detectar as melhores oportunidades do mercado. Existem diversas maneiras de detectá-las e cabe a você estudar para encontrar a que mais se ajusta ao seu perfil.

A Análise Gráfica (ou Análise Técnica) oferece uma série de índices capazes de nortear a tomada de decisão dos investidores baseando-se em dados referentes à movimentação de mercado. Ela leva em conta, por exemplo, o volume financeiro de uma ação (quanto dinheiro ela movimenta em um determinado período) e o histórico de preço desse ativo.

Já a Análise Fundamentalista considera diversas informações sobre as empresas, como por exemplo a saúde financeira da empresa, governança corporativa e potencial de crescimento, para identificar ações de empresas que podem ter valorização no longo prazo.

Conhecer as opções de análise é fundamental para o sucesso de qualquer estratégia de investimento, por isso invista tempo em conhecimento!

A corretora de valores mobiliários

Para seguir os passos acima é necessário que você tenha uma conta aberta em alguma corretora de valores mobiliários. É através dela que você receberá todos os lucros provenientes das suas movimentações e também é nela que serão debitados os possíveis prejuízos.

Saber que o mercado de ações oferece riscos, mas também grandes possibilidades de ganho é fundamental para quem está começando a entender como aplicar na Bolsa de Valores. Com uma estratégia bem feita, disciplina para seguí-la e busca constante pelo conhecimento é possível atingir excelentes resultados no mercado financeiro.

Tags, , , , ,

3 dicas para alavancar as vendas na web

Nos dias 17 e 18 de maio, acontece, em Porto Alegre (RS), a Conferência E-Commerce Brasil SUL. Na ocasião, especialistas de diversos segmentos estarão presentes para apresentar aos empreendedores soluções inovadoras para melhorar a conversão de venda, entre outros aspectos. Veja três dicas relacionadas a alguns dos temas que serão abordados no evento.

1) Invista no Selo de Segurança

Todos os sites que coletam dados dos visitantes devem ter um Certificado SSL que garante a segurança do tráfego das informações entre o servidor do internauta e da loja. O SSL pode ser identificado no site por meio da imagem do Selo de Segurança, do HTTPS, do cadeado no browser e, em alguns casos, da barra verde do navegador. Mas será que só isso basta para conquistar os internautas?

“As pessoas que fazem compras em e-commerces já sabem identificar se o SSL foi emitido por uma empresa com boa reputação, verificando as informações no cadeado ou visualizando o Selo de Segurança. Ou seja, não adianta adicionar qualquer SSL na página, é preciso ter critérios na hora de escolher a empresa fornecedora”, comenta Maurício Balassiano, diretor de Produtos e Tecnologia da Certisign.

2) Facilite o cadastro e livre-se do chargeback

Hoje, é possível facilitar o cadastro do cliente e, ainda, garantir a identidade dele com validade legal. Como? A solução é incluir a opção de autenticação com Certificado Digital, que garante a autoria da transação protegendo o lojista contra compras não reconhecidas, o famoso e temido chargeback. “Inserir a autenticação por Certificado Digital na loja virtual não tem custo e não exige alteração na infraestrutura do site. Com isso, tanto o cliente quanto o e-commerce ficam muito mais protegidos”, explica Balassiano.

3) Agilize a forma de pagamento

Muitos sites têm adotado soluções de Compra Expressa – também conhecida como “compra com um click” – para atrair os clientes que buscam segurança, comodidade e agilidade na hora de comprar. A solução da Onebuy, por exemplo, além de garantir uma boa experiência do usuário com a loja por conta da agilidade e segurança, também disponibiliza os dados aos lojistas para os casos de abandono de carrinho.

A Conferência E-Commerce Brasil SUL será realizada no Centro de Eventos do Barra Shopping Sul (Av. Diário de Notícias, 300, Cristal – Porto Alefre-RS). Mais informações em www.ecommercebrasil.com.br/conferencia-sul-2016/.

Tags, , , , , ,

Inovação é só para os criativos. Será? – Por Mariane Abrucez

Em momentos de crise como esse em que estamos vivendo, inovação parece ser a palavra de ordem para solucionar os problemas; A luz no fim do túnel para algumas empresas. “Precisamos inovar se quisermos nos manter vivos!”, profetiza seu chefe. E é nesse instante que você, assim como a maior parte da população, pensa “hmmm… esse negócio de inovação não é para mim… eu nem sou criativo!”. Mas será que a inovação se faz possível apenas por meio de pessoas criativas? Quero te mostrar que não!

Antes de mais nada, vamos dar o primeiro passo em direção à inovação e alinhar alguns conceitos. Uma nova ideia só é considerada inovação quando traz resultados, ou seja, gera valor para as empresas. Criar algo com alto índice de novidade, mas com baixos resultados não é inovação. Da mesma forma que criar uma solução altamente lucrativa mas com baixo apelo de novidade, também não é inovação. Associar o alto grau de novidade ao alto índice de resultado, isso é inovação.

Para chegar ao tão esperado resultado, a ideia precisa ser conduzida pelas quatro fases do processo de inovação que tem início na ideação. Aqui sim precisamos de pessoas criativas, motivadas pela mudança e pelo novo, aquelas que enxergam as oportunidades de uma forma diferente das demais. Em seguida, vamos para a fase de conceituação, a mais crítica para as empresas já que ter ideias não é o problema. O problema é colocá-las em prática quando a operação do dia a dia fala mais alto que a inovação, que sempre é algo incerto. Para que essas novas ideias tenham seus riscos mapeados e sejam conduzidas dentro das organizações, precisamos de pessoas orientadas a desafios e com tolerância a trabalhar com incertezas.

Passadas essas duas primeiras etapas, chegamos mais perto da experimentação. Para essa fase, precisamos de pessoas com alto grau de adaptação já que são elas que farão testes de conceito, ajustarão o que for necessário e darão às primeiras formas àquela ideia inicial transformando-a em algo mais concreto, como um protótipo, exemplo. A partir das alterações e dos testes realizados na ideia inicial, chegamos à última fase do processo de inovação, a implementação. Sem incertezas, aqui são necessárias pessoas com orientação a resultados, que trabalham com prazos e planejamento começo, meio e fim e escopos fechados. É nesse momento que aquela ideia embrionária toma corpo e escalabilidade.

É ilusão achar que todas essas competências e habilidades, muitas vezes opostas entre si, possam ser encontradas em uma única pessoa. O que seria da Apple, por exemplo, se Wozniak fosse como Jobs, ou vice versa? A solução para isso é a criação de times, que unam pessoas com os diversos perfis acima citados que, somadas, trabalharão em busca do tão almejado resultado. O primeiro passo é “olhar pra dentro de casa” para identificar esses talentos. E você, já sabe quem da sua equipe poderia ser parte integrante, e fundamental, do seu time de inovação?

*Por Mariane Abrucez, Supervisora de Recursos Humanos no Venturus Inovação & Tecnologia

Tags, ,

Love Mondays é uma das seis startups brasileiras selecionadas para participar do programa de aceleração do Google

image001-2

O Love Mondays, maior comunidade de carreiras no qual profissionais avaliam as empresas onde trabalham, foi uma das seis empresas brasileiras selecionadas para participar do Launchpad Accelerator, programa de aceleração do Google para negócios do Brasil, México, Indonésia e Índia.

O programa tem por objetivo impulsionar as startups que já se encontram em fase de crescimento para que se tornem referência no país onde atuam. Para Luciana Caletti, CEO do Love Mondays, ser uma das empresas selecionadas para integrar o projeto do Google é uma oportunidade para desenvolver o negócio e trocar experiências com profissionais de todo o mundo.

“Toda a equipe do Love Mondays está empolgada, pois, além de ser um grande reconhecimento para nós, o grande diferencial da aceleração oferecida pelo Google é receber todo o suporte e mentoria de uma das empresas mais inovadoras de todos os tempos” comenta Luciana Caletti. O Love Mondays inicia essa jornada no dia 13 de junho e passará duas semanas de aceleração e imersão na sede do Google, no Vale do Silício. Além do treinamento, a startup receberá US$ 50 mil em investimento e créditos em produtos de computação em nuvem da marca.

Tags, , , ,

Contabilizei é vencedor do 3º Latam Founders Awards

O Contabilizei, escritório de contabilidade online para Micro e Pequenas Empresas (MPEs) de comércio e serviço, saiu vitorioso na 3ª edição do Latam Founders Awards Gala, premiação realizada pela Latam Founders, rede de executivos e investidores do mercado de tecnologia. A empresa ganhou o troféu disputado na categoria Melhor B2B, que premia empresas que fornecem serviços tecnológicos para outras empresas.

“Recebemos este prêmio como reconhecimento dos esforços da equipe para impactar na vida de milhares de pequenas e micro empresas espalhadas no país”, afirma Vitor Torres, fundador e CEO do Contabilizei. E completa: “A premiação indica que estamos no caminho certo e vamos honrá-la na nossa missão de democratizar os serviços de contabilidade, desburocratizando esta que é uma peça fundamental para as MPEs de todo o país.”

O Latam Founders Awards Gala também é conhecido como o “Oscar” das startups, e se distingue por atribuir às lideranças industriais o poder de nominação e premiação dos escolhidos. Além de premiar negócios de destaque, o Latam Founders Awards Gala ainda prestigia aceleradoras e investidores e oferece um espaço de networking entre altos executivos, mentores e empresários que inovam o mercado tecnológico latino-americano.

Torres atribui a conquista do prêmio ao fato da plataforma desempenhar uma função disruptiva num mercado complexo, ajudando os empresários a reduzir o gasto fixo com serviços de contabilidade num momento de crise em que austeridade e corte de gastos são palavras de ordem. “Ao reduzir em até 90% os custos com contabilidade, que é um custo obrigatório para qualquer empresário, o Contabilizei ajuda a desenvolver a economia do País, o que é especialmente bem-vindo nesse momento conturbado de crise, reduzindo o chamado “custo Brasil”, que é um dos maiores entraves ao empreendedorismo nacional”, diz.

Além de otimizar e reduzir os gastos com operações contábeis, o Contabilizei permite que o empreendedor controle suas finanças de qualquer lugar e a qualquer hora com uma tecnologia que funciona na nuvem.

Em Curitiba, sede do escritório do Contabilizei, a empresa tem colaborado para o fortalecimento do ecossistema empresarial local. “A vantagem de operar um serviço B2B realmente relevante é o impulso que se dá a toda uma cadeia de criação e produção. Por se tratar de uma solução que reduz custos, nossos clientes nadam contra a corrente recessiva da economia, apresentando percentuais de crescimento”, observa Torres.

Tags, , ,

Scanner de veia e mesa de cirurgia que fala são destaques na Feira Hospitalar

view.aspx

Primeiro scanner localizador de veias portátil fabricado no Brasil será lançado na Hospitalar
O mais importante evento de saúde nas Américas acontecerá entre os dias 17 e 20 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo. A Hospitalar 2016 – 23ª Feira Internacional de Produtos, Equipamentos, Serviços e Tecnologia para Hospitais, Laboratórios, Farmácias, Clínicas e Consultórios – apresenta os lançamentos mais importantes e as novas tecnologias aplicadas à saúde, desenvolvidas por 1,25 mil empresas brasileiras e de outros 35 países.

Entre as inovações mais relevantes, destacam-se o scanner localizador de veias, que facilita a identificação precisa das veias de qualquer parte do corpo e projeta a imagem na tela, evitando adversidades em procedimentos que necessitem de acesso venoso.
Além disso, a Mercedes Imed apresentará o primeiro protótipo nacional de mesa de cirurgia que responde a comandos de voz. Se o equipamento não reconhecer a ordem do médico, ele automaticamente responderá “não entendi, doutor”.

São esperados cerca de 96 mil visitantes e profissionais do setor, que também poderão participar dos mais de 50 fóruns sobre saúde, gestão hospitalar, e-Health e outros temas do setor. O evento acontecerá das 12h às 20h, e o credenciamento antecipado para a imprensa pode ser feito em www.hospitalar.com/pt/portal-de-noticias/credenciamento-imprensa.
Selecionamos algumas sugestões de pauta para você:

Banheira com porta lateral ajuda mobilidade de cadeirantes – A Linea Oceano levará à Feira Hospitalar 2016 uma linha de banheiras com portas laterais importadas da Itália e destinadas a idosos, cadeirantes e pessoas com necessidades especiais. Foram desenvolvidos seis modelos em 29 variações específicas de acordo com as necessidades de cada cliente e o espaço disponível para instalação, ajudando assim na reabilitação e na mobilidade dos pacientes.

Scanner localizador de veias – O primeiro scanner localizador de veias portátil fabricado no Brasil será lançado na Feira Hospitalar 2016. O equipamento auxilia na identificação precisa de veias em qualquer parte do corpo e facilita procedimentos que necessitem de acesso venoso. Através de dois sensores de LED infravermelho, o Easy Vein (“veia fácil”, em tradução literal para o português) é capaz de captar a hemoglobina do fluxo sanguíneo interior dos vasos e projeta na pele uma imagem com a localização exata das veias.
O aparelho tem aproximadamente 500 g e pode ser transportado facilmente.

Pílula do futuro – A Pixeon montará um ambiente de realidade virtual aplicado para medicina diagnóstica onde os visitantes da feira poderão ter a experiência futurística de uma sala de laudo virtual. A iniciativa ocorre em parceria com o DOT, especialista em soluções digitais para educação e inteligência. A empresa levará o Oculus Rift, que projeta realidade virtual, e também contará com um sensor de captação de movimento das mãos. Durante a experiência, um novo mundo de possibilidades irá se abrir em frente aos olhos dos visitantes.

Macas elétricas para transporte – Um dos destaques da Fanem na Hospitalar 2016 é o sistema de macas elétricas capaz de aumentar a eficiência no transporte bem como a segurança laboral e do próprio paciente. Dispondo dos mais altos padrões de qualidade internacionais, permite que um único operador realize o transporte de pacientes, desde neonatal até adultos obesos mórbidos.

Mesa cirúrgica que responde a comandos de voz – A Mercedes Imec vai expor o primeiro protótipo brasileiro de uma mesa cirúrgica movida por comando de voz. A inovação facilita a movimentação da mesa por parte do cirurgião e permite maior integrabilidade com outras tecnologias que compõem a sala de cirurgia. O equipamento tem sistema de segurança que armazena os comandos de voz e a resposta executada pela mesa. Quando o equipamento não entender o comando ou não reconhecer o som programado anteriormente, ele responderá automaticamente: “não entendi, doutor”.

Mesa para cirurgia de coluna – projetada com uma base vazada que alivia a pressão sobre o tronco do paciente, a mesa para cirurgia da coluna, que será exposta pela Dabasons, favorece a circulação e diminui o sangramento durante os procedimentos. O recurso de rotação facilita o posicionamento em prono, além de tornar mais segura a transferência de pacientes com trauma. Indicada para cirurgias de deformidades, doenças degenerativas ou traumas ortopédicos de membros inferiores e pélvicos, a mesa cirúrgica é radiotransparente, com acesso para imagens radiológicas e visualização 3D de toda a extensão do paciente.

Inalador infantil – A Soniclear, fabricante brasileira de produtos para tratamento de doenças do sistema respiratório, apresentará o Pulmosonic Star Premium, um inalador com design moderno e colorido indicado para tratamento de doenças das vias respiratórias como asma, bronquite, gripe, resfriado, sinusite, rinite, tosse e falta de ar. O aparelho aparece em três cores (azul, rosa e amarelo) e leva um elefante no topo, ideal para a distração das crianças que precisam utilizar o equipamento. O inalador ainda tem um sistema ultrassônico produtor de micropartículas que tornam o procedimento mais eficiente e permite ao paciente a escolha da intensidade da névoa em três níveis

Acelerador para recuperação de lesões – Em ano de olimpíadas, uma das maiores preocupações dos atletas está relacionada com as lesões. A Ibramed levará à Feira Hospitalar o Neurodyn Aussie Sport, equipamento de fabricação brasileira indicado principalmente para acelerar o processo de recuperação em casos de lesões. O aparelho utiliza a Corrente Aussie para estimulação sensitiva e motora, sendo indicado principalmente para fortalecimento muscular, reeducação motora, redução de edema e modulação da dor.

Aplicativo que auxilia diagnóstico de doenças – A Elsevier lançará o aplicativo ClinicalKey, que oferece as mais atuais e abrangentes informações clínicas baseadas em evidências, para tomada de decisão em mais de 40 especialidades médicas e cirúrgicas. Entre o material disponível, o app dá acesso para download a mais de mil e-books, 600 periódicos, 2,9 mil monografias sobre drogas, 17 mil vídeos de procedimentos e 2 mil imagens.

Tags, , , ,

PagSeguro apresenta Split Payment no Vtex Day 2016

O PagSeguro, solução completa para pagamentos online e mobile POS, que permite a qualquer pessoa ou empresa a realização ou recebimento de transações financeiras, anuncia sua participação como patrocinador máster do Vtex Day, o maior evento de varejo multicanal da América Latina, e apresenta sua ferramenta Split Payment.

Voltado para market places e lojas onlines que trabalham em um modelo de comissionamento, o Split Payment do PagSeguro é a ferramenta que permite o repasse de valores recebidos por uma determinada empresa a diversos vendedores ou fornecedores. Ou seja, a funcionalidade permite que qualquer loja virtual ou market place receba o pagamento de um comprador e o divida entre seus parceiros de negócio, de forma automática, segura, sem burocracia e sem erros.

“O PagSeguro está sempre investindo em tecnologia e melhorias, tanto para os pagamentos presenciais, quanto para os pagamentos na internet. Os clientes PagSeguro encontram tudo que precisam em uma única plataforma, um único atendimento ao cliente, de forma simples, rápida e com segurança”, explica Juan Fuentes, diretor do PagSeguro.

Com o Split Payment do PagSeguro, desde pequenas a grandes empresas, franquias e lojistas que tenham operações que ofereçam ferramentas para vendas de itens de terceiros, ou trabalhem com comissionamento, podem se beneficiar da funcionalidade. Como, por exemplo, o cliente acessa o site de uma escola de idiomas, ele escolhe a franquia onde quer estudar e finaliza a compra do curso de sua preferência. O Split Payment do PagSeguro recebe o valor e divide as taxas e o pagamento entre os envolvidos na transação, sendo, nesse caso, o franqueado e franqueador.

image006

O Split Payment do PagSeguro não possui taxa adicional, taxa de set up, e oferece maior flexibilidade na divisão de taxas e tarifas customizadas. Sendo assim, o lojista divide o pagamento da forma que quiser e em porcentagem. Além disso, o proprietário da loja ou Market place acompanha em tempo real os pagamentos recebidos e, se houver algum imprevisto no pagamento, com o adquirente ou com o emissor do cartão, o PagSeguro faz uma nova tentativa de cobrança.

O PagSeguro vem contribuindo para a inclusão digital de empreendedores e colaborando com o fomento da economia brasileira, democratizando as mais variadas formas de pagamento para todos os tamanhos e tipos de negócios, sejam eles presenciais ou eletrônicos, e oferecendo serviço com acesso seguro à transações financeiras para quem deseja alavancar seus negócios.

Tags, , , , ,

Nova equipe econômica é primeiro sinal positivo emitido oficialmente por Michel Temer, aponta FecomercioSP

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) analisa como positivas as escolhas do presidente Michel Temer para compor a equipe econômica do seu novo governo. Na visão da Entidade, a nova equipe deve retomar os conceitos básicos de equilíbrio macroeconômico e de responsabilidade fiscal, que serão determinantes para a retomada do crescimento econômico do País.

No entendimento da Federação, o novo governo compreendeu que deve haver sintonia entre escolas de pensamento para Fazenda, Banco Central, Tesouro e Planejamento, o que por si só já é uma notícia positiva. Ainda segundo a Entidade, trata-se de um grupo que entende que o Estado já não cabe mais nos bolsos dos brasileiros. Ficou claro que é preciso adaptar o Estado à capacidade contributiva do cidadão, e não o contrário.

A FecomercioSP reconhece em Henrique Meirelles, novo ministro da Fazenda, todas as qualidades necessárias para garantir uma mudança de rumo segura e positiva da economia brasileira. Na visão da Entidade, Meirelles é um técnico de excelente qualificação e detém vastos conhecimentos sobre micro e macroeconomia. Soma-se a isso o fato de ter atuado com sucesso na iniciativa privada, conhecendo de perto a realidade do mercado, além de ter participado também da equipe econômica do ex-presidente Lula – experiência que será importante para fazer a transição para o novo governo.

O recém-nomeado ministro é conhecedor, como poucos, dos setores público e privado, tendo ocupado cargos chave nos dois ambientes. Para a Federação, ele tem plenas condições de mudar os rumos da economia nacional, direcionando-a de novo rumo ao crescimento. Ressalta-se que a incorporação do Ministério da Previdência pelo Ministério da Fazenda, além de ser uma medida que visa simplificar e dar eficiência administrativa faz todo sentido, pois coloca os objetivos e reformas econômicas mais urgentes sob a mesma tutela.

Outro nome apreciado pela Federação e escolhido para compor a equipe econômica é o de Romero Jucá, que será o responsável pelo Planejamento. Na visão da Entidade, o senador está alinhado com o projeto do PMDB, “Uma Ponte para o Futuro”, com o qual a FecomercioSP tem muita afinidade e vê muitas de suas concepções ali representadas. Além disso, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deve passar para a estrutura desse ministério, o que parece muito razoável dentro de um desenho mais racional e eficiente da máquina pública, no entendimento da Entidade.

No Comércio Exterior, o senador José Serra – economista com ampla experiência na administração pública – terá como principal desafio a reinserção do País no mercado internacional, sendo necessário, na visão da FecomercioSP, rever a política comercial externa – que, nos últimos anos, priorizou blocos econômicos pouco promissores e orientados por conotações ideológicas – para promover ações mais amplas e integradas no campo dos tratados bilaterais com economias em desenvolvimento e desenvolvidas. A Federação pondera que Serra deve propor uma nova agenda ao Mercosul, que acabou deixando de ser um bloco comercial relevante e se tornou um campo de discussões políticas.

Tags, , , , , ,

Febraban declara apoio a novos ministros da área econômica

“O vice-presidente Michel Temer assume a Presidência da República em momento difícil, mas acompanhado de expectativas positivas de que enfrentará os problemas do País nas linhas apontadas no programa “Ponte para o Futuro.” A Federação Brasileira de Bancos – FEBRABAN associa-se aos que veem na nova equipe de governo capacidade de superar os desafios econômicos, e manifesta seu apoio, em especial, aos novos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Romero Jucá.

Henrique Meirelles é executivo com experiência profissional exitosa e competência comprovada no Brasil e no exterior, tanto no setor público como no setor privado. Suas opiniões públicas revelam um administrador consciente da importância de recuperar a disciplina fiscal e a sustentabilidade da dívida pública e de manter a inflação baixa e estável como condições necessárias para o crescimento da economia brasileira em bases duradouras.

O senador Romero Jucá, com sua extensa experiência política e administrativa e liderança parlamentar, tem as qualidades necessárias ao planejamento e gestão das prioridades orçamentárias e à articulação do apoio político essencial à aprovação das medidas legislativas a serem submetidas ao Congresso Nacional.

A FEBRABAN manifesta seu empenho de colaborar com a nova equipe de governo e reitera seu compromisso de trabalhar pelo bom funcionamento do sistema bancário e pelo desenvolvimento sustentável do Brasil.

Tags, , , , , ,

63% das empresas brasileiras não possuem programas para prevenir ameaças cibernéticas

Mais de metade das empresas brasileiras não está preparada para lidar com ameaças cibernéticas, é o que indica a nova edição do Global Information Security Survey (GISS), estudo anual da EY (Ernst & Young). A pesquisa, realizada com 1755 executivos C-level das áreas de Segurança da Informação e TI em 67 países, indicou que 63% das organizações nacionais não possuem programas para prevenir ameaças cibernéticas, enquanto 43% não têm um programa para identificação de vulnerabilidades e 45% não dispõem de nenhum tipo de programa para detecção de brechas.

Para 36% dos entrevistados, a área de TI de suas empresas demora em média até 1h para iniciar a investigação de um possível ciber incidente, enquanto 15% disseram que essa resposta pode levar mais de um dia.

Restrições no orçamento foram apontadas por 80% dos entrevistados como principal obstáculo para o avanço da área de segurança da informação dentro da organização. Segundo a pesquisa, 65% dos entrevistados brasileiros afirmam que os gastos de suas empresas com segurança da informação somam menos de US$1 milhão.

“Questões ligadas à segurança da informação e vazamento de dados das empresas são uma preocupação constante das companhias. Em especial em um cenário como o atual, de crescimento de uso de internet móvel e de soluções digitais, que deixa as instituições mais expostas a ataques externos e falhas internas, é importante investir em robustez e agilidade dos sistemas para identificar e combater problemas”, diz Sérgio Kogan, sócio de Consultoria em Cibersegurança da EY.

Resultados globais

Globalmente, quase 70% dos respondentes disseram que seu orçamento para segurança da informação deveria aumentar até 50% para atender às necessidades de suas empresas;
Segundo o levantamento, as principais fontes de ciberataque citadas foram: crime organizado (59%), hackers (54%) e terroristas (35%). A pesquisa ainda apontou que empresas também se sentem vulneráveis a ataques causados por funcionários (44%), e sistemas desatualizados (34%).

Global Information Security Survey 2015 – Destaques por setor

Setor – Principais fontes de ciberataques – Prioridades na área de segurança da informação – % de empresas que não planejam mudar seu orçamento para segurança da informação nos próximos 12 meses

Bens de consumo

Funcionários: 61%

Crime organizado: 52%

Prestadores externos: 43% Continuidade dos negócios / recuperação de desastres: 59%

Prevenção no vazamento de dados / perda de dados:50%

Capacidades de resposta a incidentes: 40% 38%

Bancos e mercado de capitais

Ciberataques para roubar informações financeiras: 21%

Malwares: 20%

Fraudes: 19% Prevenção no vazamento de dados / perda de dados: 67%

Continuidade dos negócios / recuperação de desastres: 56%

Gestao de acesso de usuarios / identidades: 56% 33%

Energia

Segurança desatualizada: 20%
Funcionários: 20%
Malwares: 20% Continuidade dos negócios / recuperação de desastres: 52%

Prevenção no vazamento de dados / perda de dados: 44%

Operações de segurança, tais como antivírus e encriptação: 43% 33%

Mais da metade dos respondentes afirmou que suas empresas ainda não possuem uma área dedicada para a análise de tecnologias emergentes e seus impactos nos negócios. Phishing foi considerada a principal ameaça aos negócios por 44% dos entrevistados, enquanto 43% consideram os malwares o maior desafio para o setor.

Quase 60% dos entrevistados disseram que a contribuição e o valor que área de segurança da informação proporciona à sua organização está comprometida pela falta de talentos qualificados disponíveis no mercado.

Tags, , , , , , , ,

Stefanini investe para expandir sua presença no segmento bancário da América do Norte

Com base no pedido do cliente, a Stefanini consegue viabilizar recursos para um projeto com prazo de duas semanas, oferecendo soluções bancárias em diversas plataformas tecnológicas

Baseada na experiência de quase três décadas atendendo a bancos globais com mais de 8.000 consultores em todo o mundo, a Stefanini – uma das maiores provedoras globais de terceirização de TI, gerenciamento de aplicativos, consultoria e serviços estratégicos de gestão de pessoal – anuncia a disponibilização de seus Serviços Bancários e Financeiros para o mercado norte-americano.

Atualmente, este setor é responsável por 33% da receita global da Stefanini. No Brasil, onde a Stefanini está sediada, a empresa atende 20 dos maiores bancos do País. Santander, Bradesco, Itaú, Citigroup, e HSBC são alguns de seus clientes. A Stefanini irá alavancar essa experiência e trazer as melhores práticas para o mercado dos Estados Unidos.

Como medida para apoiar sua expansão, a Stefanini também anunciou David Castillo como Líder de Práticas de Soluções Bancárias (Banking Solutions) da Stefanini América do Norte. Ao longo de sua carreira, Castillo ocupou posições de liderança em bancos e instituições financeiras. Com 22 anos de experiência, o executivo irá aproveitar o domínio de Serviços Bancários e Financeiros, os conhecimentos técnicos e as melhores práticas da Stefanini para fornecer soluções ao mercado norte-americano.

A Stefanini tem investido fortemente no setor bancário, com mais recursos centrados em domínio fora dos centros de serviços financeiros dos EUA como, por exemplo, Nova York e Chicago. A empresa estabeleceu um Centro de Competência de Aplicativos Bancários fora da região norte-americana. “Nós vamos continuar essa expansão com a adição de mais recursos do setor bancário que será o ponto inicial do nosso envolvimento com os clientes nos Estados Unidos”, explicou Rakesh Chitradurga, vice-presidente de Aplicativos e Desenvolvimento de Software da Stefanini América do Norte e Ásia-Pacífico. “Nossa demanda local começou a aumentar significativamente com muitos de nossos clientes dos Estados Unidos. Uma combinação de bancos regionais e de fundos próprios (tier 1) globais, instituições financeiras e subsidi árias no mercado dos EUA”.

Um Mercado com Necessidades Específicas

Com novos desafios como, por exemplo, rápidas mudanças das condições econômicas, crescimento da fiscalização regulamentar, aumentando as expectativas dos clientes, bem como a evolução e transparência de primeira linha, o mercado bancário tem agora uma proposta desenvolvida para as suas necessidades específicas.

“Atualmente, o negócio está em grande parte influenciado por um crescimento menor, pela volatilidade da margem e pelo aumento dos regulamentos. Os bancos querem atender a essas expectativas ao reorientar o seu pessoal, os seus processos e a sua tecnologia. A Stefanini possui todas as competências para ser um parceiro na condução dessas mudanças”, disse David Castillo, Líder de Praticas para Serviços Bancários e Financeiros da Stefanini da América do Norte. Além disso, Castillo explicou que, atualmente, o seguimento bancário é baseado majoritariamente na experiência do cliente. Muitos bancos estão sentindo a pressão porque não estão oferecendo o nível de serviço que os consumidores estão exigindo, principalmente, no que diz respeito à tecnologia.

As soluções da Stefanini são desenvolvidas para abordar questões relacionadas ao desenvolvimento de novos modelos de negócios e a definição de uma nova arquitetura de negócios. “Nós racionalizamos tecnologia, atualizamos sistemas e processos automatizados com o objetivo de prestar assistência a bancos de todos os portes na expansão de sua base de clientes. Nós oferecemos melhores serviços e proporcionamos uma experiência aprimorada ao cliente”, afirmou Chitradurga.

Soluções sob medida para Bancos de todos os portes

As soluções da Stefanini são direcionadas a bancos de varejo, gestão de patrimônios, mercados de capitais, empréstimos residenciais e comerciais, e conformidade regulamentar. A Stefanini oferece uma oferta completa de soluções bancárias fim a fim (end-to-end). O portfólio de soluções inclui uma plataforma bancária central proprietária da Stefanini, suporte fim a fim (end-to-end) para operações bancárias móveis, uma solução de combate à lavagem de dinheiro e análises bancárias.

Com o objetivo de proporcionar todos esses benefícios para bancos de todos os portes ou empresas institucionais, a Stefanini também está trazendo para a América do Norte as suas soluções sob medida para as pequenas empresas. “Recursos como análises detalhadas estão agora disponíveis para bancos de pequeno porte, proporcionando-lhes a capacidade de utilizar os benefícios desta tecnologia”, disse Chitradurga. “Somos flexíveis na medida certa para o mercado, mas temos a escalabilidade necessária para fornecer de maneira efetiva uma experiência global para os nossos clientes.”

A oferta de análises bancárias da Stefanini inclui a criação de conjuntos de ferramentas de segmentação de fidelidade bancária, modelos de ações passíveis de ganho, gerenciamento do estado do cliente, design experimental e teste de ciclo rápido, além da modelagem de preferência do canal. A Stefanini oferece essas soluções em parceria com a Fulcrum Analytics, uma empresa líder em análise, marketing de banco de dados e soluções de CRM.

Por meio de um pacote de soluções bancárias, a Stefanini oferece uma avaliação para identificar e priorizar oportunidades de aperfeiçoamento, desenvolver um roteiro de transformação e otimizar, modernizar, migrar e manter todos os serviços relacionados ao mercado bancário. “É um processo conjunto, adaptável às exigências variáveis de cada mercado. Nosso compromisso não termina após a instalação da sua solução; é justamente onde de fato ele começa”, ressalta Chitradurga.

Uma das ferramentas destacadas pelo executivo é a solução de Combate à Lavagem de Dinheiro (anti-money laundering – AML) da Stefanini. A solução é um software desenvolvido especificamente para prevenir e detectar a lavagem de dinheiro, fornecendo alertas reais e reduzindo falsos positivos. A solução pode ser implementada em 8 semanas (em comparação com de 1 a 1,5 anos), com 25% do orçamento atualmente necessário para implementar serviços comerciais deste padrão.

Oferta Global

Entre as características exclusivas de soluções bancárias da Stefanini, Chitradurga destaca a presença global da Stefanini em 39 países nas Américas, Europa, África, Austrália, leste da Ásia e na região do Pacífico. A empresa está se expandindo na Europa, especialmente na Alemanha, Romênia e Polônia, onde é possível atuar com transações entre fronteiras. “Possuímos centros de distribuição em todo o globo em diferentes fusos horários, o que é uma grande vantagem. Em relação a outras empresas, somos mais ágeis e podemos nos adaptar rapidamente”, afirmou Chitradurga.

Para clientes que exigem um modelo follow-the-sun de baixo custo, a Stefanini é capaz de oferecer esta solução para centros em Manila e na Índia, que podem complementar a oferta fornecida em centros nos Estados Unidos, Brasil ou México. Este é um diferencial importante, principalmente com os compromissos de suporte ágil em período integral (24 / 7), que precisam de transferências contínuas e de suporte no mundo inteiro.

Modelo Nearshore

Com base no pedido do cliente, a Stefanini é capaz de viabilizar recursos para um projeto de duas semanas, oferecendo soluções bancárias em diversas plataformas tecnológicas. “Nós fornecemos um modelo de entrega flexível no local, fora do local, e nearshore”, explicou Chitradurga. A Stefanini possui um modelo de integração hub-spoke contínuo, que irá garantir que os lideres de competências locais sejam integrados aos centros de Soluções Bancárias e Financeiras globais de excelência no Brasil.

O centro de competência de consultoria de negócios é capaz de se integrar com a América do Norte e esta equipe irá trazer toda a expertise da Stefanini em consultoria de gestão para a mesa, possibilitando à empresa fornecer uma solução mais focada em negócios para atender as necessidades de seus clientes.

Os consultores iniciam os projetos no modelo de entrega nearshore fora dos nossos centros, e podem ser aproveitados para atribuições de curto e longo prazo. Isso ajuda a manter a base de conhecimentos, e este tipo de troca de informações é essencial para o sucesso do modelo de entrega flexível. Esses recursos seniores não são apenas focados de uma maneira técnica, mas também trazem uma profunda compreensão das plataformas de serviços financeiros bancários, domínio e processos.

Como um exemplo, Chitradurga menciona as capacidades de mainframe da Stefanini. Nós temos uma robusta geração de recursos de mainframe mais jovens no Brasil, dos quais 90% trabalham com clientes relacionados ao segmento bancário”. Ele explicou que esta é uma característica muito importante quando você olha para os EUA, onde há um problema de envelhecimento da força de trabalho em muitos dos bancos e instituições financeiras desse país. “A maioria dos sistemas bancários legados estão em mainframe e permanecerão em mainframe. Nós podemos oferecer um modelo exclusivo para nossos clientes que é capaz de reduzir os custos e riscos associados ao suporte dos sistemas de mainframe legados”, explicou Chitradurga.

Tags, , , , ,