Page

Author admin

Big Data e Internet das Coisas serão motores de uma nova economia, avalia especialista em Analytics

“A combinação de Big Data e Internet das Coisas irá impulsionar o surgimento de uma nova economia baseada na personalização de produtos e serviços”. A previsão é de Edouard Hieaux, Country Manager no Brasil da AT Internet, uma das maiores companhias de Digital Analytics do mundo.

Em entrevista, o executivo analisa as potenciais transformações que os negócios irão passar na medida em que os números se tornarem cada vez mais relevantes na definição de estratégias de marketing e até mesmo no desenvolvimento de produtos customizados a partir das preferências dos consumidores, que, conectados o tempo todo, disponibilizarão informações essenciais para uma empresa ganhar ou perder terreno para concorrentes com uma maior capacidade de análise de dados.

Aqui no Brasil, as empresas ainda parecem estar apenas engatinhando no uso de ferramentas de analytics, mas com o avanço da concorrência, especialmente no comércio eletrônico, está se tornando cada vez mais clara a importância de um olhar mais apurado para os dados e uma consequente personalização das ofertas. Qual será a relevância do digital analytics para o futuro das empresas?

Edouard Hieaux – No mundo dos negócios neste início de século XXI, extrair inteligência dos números se tornou fator crítico de sucesso. Embora para alguns setores a análise de dados seja uma necessidade já há algum tempo, a novidade é que, com o avanço da tecnologia e o aumento da concorrência, esta competência agora é determinante no mercado em geral. E com um nível de exigência cada dia mais elevado, com ferramentas e métodos de mensuração extremamente sofisticados.

Muitos se perguntam “para onde os dados vão nos levar?”. É uma questão pertinente porque as respostas indicam caminhos que vão definir a estratégia das empresas daqui para frente. Um dos reflexos diretos da importância estratégica dos dados nos negócios é que setores inteiros da economia estão sendo radicalmente transformados por eles. E esse movimento deve se acentuar com a convergência entre Big Data e Internet das Coisas.

O que irá representar a intersecção dessas duas disciplinas da tecnologia?

Edouard Hieaux – Não tenha dúvidas de que o impacto disso para as empresas é grande. A Internet das Coisas é assim chamada por conectar à rede objetos e máquinas diversos, como eletrodomésticos, vestuário, meios de transporte, sistemas de empresas, relógios e eletroeletrônicos, além de computadores e smartphones. Assim, em breve não haverá mais barreiras entre os mundos físico e digital. Conectados por meio de dispositivos que se comunicam entre si, eles se tornarão um só. Para dar um exemplo simples, pense num relógio inteligente, como os que foram lançados recentemente por grandes companhias de tecnologia.

Integrados a sistemas operacionais, eles funcionam como extensão dos smartphones e facilitam acesso a aplicativos e email. Além disso, podem coletar informações sobre trânsito e localização, previsão do tempo, atender a chamadas telefônicas sem que se tire o celular do bolso e monitorar batimentos cardíacos.

A tendência é que logo ele – ou qualquer outra tecnologia “vestível” – se comunique com sua residência ou seu carro e passe comandos sobre atividades que dizem respeito a você, o ser humano de carne e osso. Os veículos modernos, aliás, hoje já são uma espécie de data centers móveis, tamanha a sofisticação dos softwares embarcados.

Mas com uma disponibilização de uma massa de dados cada vez maior como as empresas irão dar sentido a esta infinidade de números?

Edouard Hieaux – Se não houver inteligência no processo de análise, não servirão para nada. É aí que entra o Big Data. Decupar essa imensa quantidade de informações que circula entre equipamentos e pessoas e apenas entre as máquinas é o ouro do século XXI. Afinal, os objetos conectados passarão a ser extensões da vida das pessoas e das estratégias de mobilidade das empresas.

Nesse cenário, o principal desafio será a escolha e o gerenciamento dos diferentes métodos de análises de dados. O ponto de partida para lidar com esse universo infindável é definir os objetivos da estratégia digital da companhia. O gestor deve avaliar qual o diferencial de sua marca e o posicionamento buscado – e onde quer chegar.

Os KPIs, por exemplo, servem para mensurar os objetivos principais. Outro ponto importante é internalizar a inteligência e a estratégia. De nada adianta imaginar que um software de analytics resolverá todos os problemas. Ele é como um foguete: sobe, mas precisa de bons pilotos para levar ao destino correto.

Então a combinação entre Big Data e Internet das Coisas irá levar a uma personalização de produtos e serviços como jamais pudemos imaginar?

Edouard Hieaux – Exatamente. Embora o mercado ainda esteja no início desse processo, de uma coisa não há dúvidas: as marcas que se prepararem melhor para obter inteligência a partir das informações geradas pelos consumidores nesse novo ambiente, onde há internet em tudo, inclusive no corpo, estarão na dianteira dessa nova era. Estas serão as empresas do futuro.

Tags, ,

Decisão do STF valida contratação de Organizações Sociais na prestação de serviços públicos

Uma decisão recente do Supremo Tribunal Federal, neste ano, confirma definitivamente a validade da prestação de serviços públicos não exclusivos por Organizações Sociais em parceria com o Poder Público.

Em sessão plenária, por votação majoritária, a Suprema Corte julgou parcialmente procedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 1923, dando interpretação conforme a Constituição às normas que dispensam licitação em celebração de contratos de gestão firmados entre o Poder Público e as Organizações Sociais para a prestação de serviços públicos de ensino, pesquisa científica, desenvolvimento tecnológico, proteção e preservação ao meio ambiente, cultura e saúde. Na ação iniciada em 1998, o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Democrático Trabalhista (PDT) questionavam a Lei 9.637/1998, e o inciso XXIV do artigo 24 da Lei 8.666/1993 (Lei das Licitações).

Essa decisão confirma que a Prefeitura de Curitiba acertou no modelo que adotou, há quase 17 anos, para o desenvolvimento e execução de projetos nas áreas da Tecnologia da Informação e Comunicação. No fim da década de 90, Curitiba inovou ao promover a qualificação do Instituto Curitiba de Informática – ICI como Organização Social, que permitiu estar sediado aqui o melhor modelo de implementação de sistemas e serviços de informática pública no Brasil, que levou Curitiba a ser a cidade mais digital do Brasil e a estar entre as cidades mais inteligentes do planeta.

Para o ICI, a decisão do STF é histórica e fortalece sua atuação em todo o território nacional como centro de referência em pesquisa, integração, desenvolvimento e implementação de soluções completas na área de Tecnologia da Informação e Comunicação para a gestão governamental.

A respeito do “desenvolvimento científico, pesquisa e capacitação tecnológica nacional” por meio das Organizações Sociais, o diretor-presidente do ICI, Luís Mário Luchetta, afirma que “não restam dúvidas de que a Tecnologia da Informação representa um elemento transformador das relações entre governo e sociedade. As organizações sociais estão disseminadas em vários setores da sociedade, realizando relevantes e imprescindíveis serviços públicos, frise-se, serviços públicos, e não uma atividade econômica qualquer. Por outro lado, apesar de prestarem efetivos serviços públicos, as organizações não titularizam qualquer espécie de prerrogativa de direito público. Não gozam de prerrogativas processuais ou prerrogativas de autoridade, respondendo apenas pela execução e regular aplicação dos recursos e bens públicos vinculados ao contrato de gestão que firmam com o Poder Público.”

Fonte: Instituto Curitiba de Informática

Tags, , , , , , , , ,

Como o gerenciamento de projetos garante o sucesso dos negócios

Por Alex Sugiyama, George Silva e Marcelo Martins*

Intrínseca aos mais fortes, a adaptação é uma característica essencial às empresas que buscam sobreviver e crescer, maximizando a eficiência das suas operações com um gerenciamento adequado dos projetos para que promovam mudanças, agreguem valor e atinjam os benefícios e objetivos da organização. Uma empresa que consegue se adaptar constantemente é capaz de ajustar seu ponto de vista às oportunidades que surgem frente às dificuldades econômicas e tendências de mercado, por exemplo.

E para se adaptar, não basta a uma empresa ser flexível, criativa ou ter iniciativa. É preciso investir na prática do gerenciamento de projetos.

Para se ter uma ideia, a PricewaterhouseCoopers identificou que 97% dos entrevistados em sua pesquisa ‘Ideias e tendências: Práticas atuais de gestão de projetos, portfólio e programas’ consideram a gestão de projetos fundamental para o sucesso organizacional e o desempenho dos negócios, enquanto 94% afirmam que a gestão de projetos possibilita o crescimento dos negócios.

Neste momento, surgem diversas questões: O que é o gerenciamento de projetos? Como as empresas aplicam o gerenciamento de projetos de forma prática e eficaz? Como e por onde começar uma iniciativa ou melhorar as técnicas de gestão? Qual o valor do gerenciamento de projetos para as organizações?

Após entender um projeto como uma reunião de esforços aplicados de forma integrada na busca de um objetivo bem definido – e segundo o Project Management Institute (PMI) como sendo “um esforço temporário para produzir um produto, serviço ou resultado único”, é preciso analisar o contexto geral da empresa considerando o segmento de atuação, áreas que mais requerem uma visão orientada a projetos e situação atual com base em metodologias e práticas conceituadas para então definir a aplicabilidade da gestão de projetos.

Setores como tecnologia, construção, telecomunicações e a indústria de forma geral, assim como áreas de tecnologia da informação e comunicações (TIC), pesquisa, desenvolvimento e engenharia, apresentam tradição no emprego de práticas de gerenciamento para o desenvolvimento e implantação de sistemas, obras de construção civil e bens de capital. Inclusive, o desenvolvimento de novos produtos e a revisão de processos organizacionais se enquadram como projetos nestas organizações.

Ao analisar o contexto geral de uma organização, identificamos o grau de maturidade desta empresa na utilização de técnicas de gestão de projetos. Dessa forma, em conjunto com a análise do contexto, é possível levantar questões relevantes para determinar os objetivos, os níveis a serem atingidos e o plano de ação para a consecução de resultados mensuráveis. Tradicionalmente, o grau de maturidade inicial caracteriza-se por reatividade, informalidade e ações esporádicas. Gradativamente, a prática passa a ser repetitiva, definida e gerenciada, apresentando organização, padronização e controle por meio de metas, indicadores e processos bem estabelecidos. O grau mais elevado é o otimizado e possui foco contínuo na melhoria e qualidade. Em função do contexto e características da organização, o atingimento de níveis mais altos e otimizados não realizará os benefícios esperados, sendo os níveis intermediários mais adequados.

As metodologias de mercado permitem avaliar o estágio da maturidade da organização com base em critérios assertivos e determinar, a partir do nível atual e pretendido, qual a abordagem mais adequada para o atingimento dos objetivos e sucesso pretendido com o gerenciamento de projetos. A combinação de abordagens tradicionais de boas práticas – como o Guia PMBOK® e a metodologia PRINCE2® – com novas metodologias ágeis – como Scrum e Extreme Programming (XP) – permitem obter respostas mais pontuais, como relevância, momento adequado e como aplicar, parcial ou completamente, determinada disciplina do gerenciamento de projetos.
Em nossa visão, integrado aos processos, é essencial considerar pessoas devidamente capacitadas e engajadas em uma estrutura organizacional, como um Escritório de Projetos, que promova a inserção da prática no dia-a-dia. Além disso, um suporte tecnológico que forneça ferramentas que automatizem e facilitem o fluxo de trabalho e acesso a informação é essencial.

Somente dessa forma é possível contribuir para que os projetos sigam um planejamento adequado e cumpram seus objetivos com escopo, cronograma, orçamento, padrões de qualidade e, consequentemente, realizem os benefícios de negócio. Afinal de contas, existem ferramentas e técnicas para executar projetos, além de conhecimento e experiência necessários. As aplicações destas técnicas têm relação direta com a garantia de obtenção das metas organizacionais. Neste cenário, o gerente de projetos é um dos poucos agentes envolvidos com visão global do projeto, sendo sua responsabilidade coordenar a equipe em busca dos melhores resultados. Daí sim, características como flexibilidade, criatividade e iniciativa, quando presentes nesses profissionais, representam diferenciais que agregam competitividade às organizações e as permitem não só se adaptar com confiança, mas crescer e evoluir, ganhando mercado, conquistando novos clientes e entregando soluções ainda mais eficientes.

*Alex Sugiyama é gerente de Produtos com foco em Serviços, George Silva é gerente de Projetos de Fusões e Aquisições e Marcelo Martins é gerente de PMO de Serviços na Senior, empresa referência no desenvolvimento de sistemas para gestão no Brasil.

Tags, , , ,

Secretário Geral da WITSA volta ao Brasil para acompanhar o Comitê Organizador do WCIT 2016

unnamed-2

O secretário geral da World Information Technology and Services Alliance (WITSA), James H. Poisant, virá ao Brasil para acompanhar os trabalhos do Comitê Executivo do WCIT 2016 e buscar parcerias comerciais e estratégicas para o evento.

De 22 a 24 deste mês, o representante da entidade realizadora do evento terá encontros com chefes dos governos federal e distrital, empresas públicas e privadas com grande potencial no mercado e pessoas estratégicas para o sucesso do evento, em Brasília. Na cidade, além do Comitê e dos representantes da ASSESPRO, Poisant será acompanhado pelo governador, pelo secretário de Ciência e Tecnologia e Inovação, Paulo Salles, e por representantes da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Na semana seguinte, o secretário geral da WITSA seguirá para o Rio de Janeiro, onde continuará a se encontrar com possíveis patrocinadores e apoiadores do WCIT Brasil 2016. A agenda terminará no dia 30 de junho, em São Paulo.

As visitas de James H. Poisant ao Brasil ocorrem periodicamente desde a captação do evento pela ASSESPRO Nacional com o apoio do Governo do Distrito Federal. A primeira reunião em território nacional ocorreu em fevereiro de 2014, quando o representante da WITSA anunciou os primeiros patrocinadores – APEX Brasil e a Embratur, que colaborou com a ida do Comitê a edição de 2014, no México.

“Por conta desta visita técnica que estou realizando, já temos o apoio de patrocinadores representativos”, disse Poisant à época. “O suporte do Governo Federal e do Governo local é fundamental para visualizar o evento como uma prioridade nacional.”

Para o secretário-geral da WITSA, o evento tem duas grandes apostas: a primeira é no desenvolvimento das pequenas e médias empresas, que terão espaço específico para expandir os negócios e pensar em soluções conjuntas para crescimento; a segunda é na visibilidade do setor de Tecnologia da Informação como um todo, uma vez que as maiores empresas do mundo saberão o que o país tem para oferecer e, desta forma, terão mais segurança para investir no Brasil.

Tags, , , , ,

Embratel anuncia soluções de TI e Telecom para o mercado financeiro durante o CIAB 2015

 

A Embratel anuncia novas soluções direcionadas ao mercado financeiro durante o CIAB Febraban 2015, evento que acontece em São Paulo de 16 a 18 de junho. Com portfólio completo de serviços convergentes de Telecom e TI com Mobilidade Corporativa para empresas de todos os tamanhos, a Embratel está com novas soluções de Mobilidade para Força de Vendas, além de serviços de Data Center e soluções de voz.

“A Embratel reforça sua posição de liderança durante o CIAB Febraban e se destaca por ser a única empresa focada no mercado corporativo com um portfólio completo de serviços convergentes de Telecom e TI com Mobilidade”, diz Mario Rachid, Diretor Executivo da Embratel.

O serviço de Mobilidade da Embratel permite que toda a força de vendas dos clientes use aplicativos únicos para melhor desempenho e performance de vendas. Nossa oferta permite a criação de catálogo único de produtos com visibilidade para todo o time comercial, integra as ofertas de BPO (sigla em inglês para Terceirização de Processos de Negócio) e BSI (em português, Integração de Sistemas de Negócio) reduzindo o tempo de atendimento, e viabiliza avaliações imediatas do time de vendas.

“Com a oferta da Embratel, o cliente consegue aprimorar o antigo modelo de comercial focado em vendedores com carteiras específicas para um novo formato muito mais dinâmico, com informações disponíveis a qualquer momento via dispositivos móveis como Smartphones”, afirma o Diretor Executivo, acrescentando que o serviço aumenta performance e reduz custos administrativos das empresas. “O tempo de atendimento ao cliente pode cair em até cinco vezes, permitindo que os vendedores dediquem mais atenção aos clientes”, afirma Rachid.
No CIAB 2015, a Embratel apresenta suas ofertas de serviços de Data Center a clientes corporativos, disponibilizadas a partir do Data Center Lapa, instalado na capital de São Paulo. Resultado de um investimento direto de mais de R$ 100 milhões, o centro atende empresas públicas e privadas, de diversos tamanhos e setores. O Data Center Lapa integra os serviços de telecomunicações aos mais modernos recursos de TI, potencializando ofertas de Cloud Computing, Hosting, Security e Disaster Recovery.

Outro destaque no evento é a oferta de soluções de voz. A empresa atende às necessidades de Telecomunicações de seus clientes por meio de serviços de telefonia avançada VIP Único e da solução de telefonia Rede VIP. Assim, os clientes conseguem ficar conectados 24 horas por dia, sete dias por semana. ”Qualidade e economia com presença nacional são as principais características dessa oferta da Embratel”, diz Rachid.

Tags, , , , , , ,

Startup CaridadX cria novo conceito para doações coletivas no Brasil

 

Pr_mio_sterA iniciativa surgiu da ideia de buscar soluções tecnológicas na área social

O site de caridade entrou no ar no começo de 2014, seus co-fundadores desenvolveram um site de crowdfunding de nicho, que tem como maior objetivo associar o uso de tecnologia a um fim social. A intenção é buscar doações para pessoas que possuem algum problema de saúde ou precisam de auxílio e que dependam disso para ter uma vida melhor e mais confortável.

A ideia de criar o site surgiu do fenômeno que vem repercutindo no mundo inteiro, o conceito de crowdfunding, ou seja, financiamento pelas multidões. Esse mercado já está bem desenvolvido nos Estados Unidos, que já começou a segmentá-lo, explorando seus diferentes nichos. No Brasil esse conceito é ainda novidade, onde é possível contar nos dedos o número de sites semelhantes com essa finalidade.

O CaridadX é um projeto que foi criado seguindo os conceitos de startup enxuta, que é cada vez mais comum no mundo de novos empreendedores. A startup surgiu da iniciativa de um dos co-fundadores, Sergio Mainetti Jr, atualmente empresário na área de software e que possui uma empresa física sediada no Parque de Software de Curitiba, ele idealizou o projeto há dois anos e reuniu os outros integrantes ao grupo com os ideais que buscava para a plataforma.

O grupo atualmente é formado por quatro co-fundadores, Sergio Mainetti Jr, Luma Bonette, formada há 3 anos em Publicidade e Propaganda pela PUCPR, José Carlos de Lara Jr, formado em Ciência da Computação há 1 ano pela PUCPR e pelo professor Glauco Fürstenberger, docente dos cursos de Administração e de Marketing e coordenador adjunto da Especialização em Gestão Empreendedora da Escola de Negócios da PUCPR.

Os fundadores viram uma oportunidade de usar a tecnologia para fazer o bem, de um lado muitas pessoas precisam de ajuda e não sabem por onde ou como começar a pedir, e de outro lado estão as pessoas dispostas a contribuir com elas, porém essa interação entre ambas as partes é limitada. A solução encontrada foi criar um canal, o CaridadX, aonde as pessoas podem pedir ajuda e serem auxiliadas por qualquer pessoa no mundo a partir de uma doação ou apenas divulgação das causas online no site. Com o comprometimento e envolvimento das pessoas é possivel arrecadar valores significativos para salvar muitas vivas.

Há 18 meses o site de crowdfunding está online, ao longo desse tempo o site já arrecadou 115 mil reais que beneficiaram mais de 200 famílias, através de 2.239 doações, com um ticket médio de 49,72. Atualmente o grupo reconhece que é um mercado que está em desenvolvimento, mas envolve a cultura de doação brasileira que vem acompanhada de muita desconfiança da população ao realizar transações online e a veracidade das causas.

A plataforma foi criada justamente para facilitar e aumentar as formas de doações, além de tornar possível o trabalho de curadoria em relação às causas submetidas. Cada campanha submetida é analisada e confirmada sua veracidade para ser publicada e ficar disponível para futuras doações.

O projeto pretende adicionar mais funcionalidades à plataforma além da opção de crowdfunding, como rifas, leilões e apadrinhamento, todas voltadas a reverter fundos para as campanhas e como resposta à exigência do mercado brasileiro que interage muito bem com essas funcionalidades.

 

Bebê Sofia

Uma das causa que gerou maior repercussão na plataforma é o caso do bebê Sofia. Ela nasceu com uma síndrome raríssima que impossibilita o funcionamento normal do intestino e precisa fazer uma cirurgia que é apenas realizada no exterior, para cobrir as despesas sua mãe buscou doações para poder realizar o transplante de intestino da filha. O custo do transplante é muito alto e no Brasil ainda não existe uma pessoa especializada no assunto, com experiência para fazer um transplante numa criança menor de 7 anos. A saída encontrada pela família foi buscar recursos através de doações, para isso procuraram fazer com que o caso da bebê fosse conhecido nacionalmente em todos os meios de comunicação.

Ao final da campanha pela plataforma foram arrecadados R$ 16.774 através de 406 doações. Além das doações no site foram feitas outras formas de arrecadação como rifas, pedágios nas ruas, leilão de artigos e depósitos diretos na conta. A família conseguiu juntar o total de 2,5 milhões de reais, necessários para o transplante e tratamento da Sofia nos Estados Unidos.

A bebê Sofia é apenas uma das muitas causas que são enviadas para site, muitas das causas são criadas por pessoas que já desistiram de recorrer ao governo. Por consequência recorrem a ajuda popular, de desconhecidos, como a única opção viável para salvar seus entes queridos que já não têm mais tempo para depender de justiça ou planos de saúde que não podem cobrir integralmente seus tratamentos.

Responsabilidade Social

No mês de maio de 2015, o grupo recebeu seu o primeiro prêmio na categoria Responsabilidade Social com o projeto CaridadX. A 10ª edição do prêmio Áster, realizado pela ESIC Business & Marketing School foi entregue à equipe, que concorreu com outras duas importantes empresas da região

O projeto espera ajudar o país a se desenvolver na área tecnológica e social, e mostrar que a população tem o poder de mudar parte de sua realidade.

 

 

Tags, , , , , ,

Ciab Febraban 2015: goGeo lança aplicação de big data geoespacial para o mercado financeiro

O goGEO Finance, que será apresentado no Espaço Inovação, tem capacidade de analisar grandes volumes de informações, permitindo que bancos, seguradoras e empresas de meio de pagamentos digitais possam analisar geograficamente os dados transacionais de seus clientes

Muito se fala sobre o Big Data e como o acesso cada vez maior a diversos dados vai revolucionar o mercado de profissionais tomadores de decisões. Um exemplo disso são aplicativos de localização geoespacial como Waze, Google Maps e Foursquare que usam dados de tráfego e do próprio motorista para achar o melhor caminho, com menos trânsito, ou até mesmo a localização de um restaurante ou posto de gasolina mais barato. O fato é que as aplicações Geoespaciais hoje representam uma indústria de 250 bilhões de dólares, duas vezes maior do que a de vídeo-games. Porém, quanto maior o volume de dados, maior a limitação dos motores de geoprocessamento para gerar mapas com informações úteis sobre Inteligência Competitiva de Mercado ou Logística, o que limita o potencial de inovação tecnológica desse setor.

Foi identificando essa demanda que surgiu a goGeo, startup criadora da plataforma que leva o nome da marca e que torna possível a uma empresa desenvolver, num único dia, aplicações que explorem análise de tempo real com Big Data Geoespacial. Vagner Sacramento, CEO da goGeo, explica que nenhum outro produto no mercado possui essa habilidade. “A aplicação é pelo menos cinco vezes mais econômica e até 50% mais rápida na hora de processar dados e gerar mapas. Essa agilidade é fundamental na hora da tomada de decisão”, explica.

Com tecnologia 100% desenvolvida no Brasil, a goGeo consegue oferecer alto desempenho porque usa algoritmos de processamento distribuído e paralelo explorando o poder computacional de servidores de baixo custo num cluster computacional. “Em outras palavras, ao invés de investir em licenças caras e em servidores de grande porte, nossa plataforma torna possível processar grande volume de dados usando dezenas ou centenas de servidores de baixo custo que, em conjunto, oferecem poder computacional maior que qualquer outro servidor do mercado”, diz Vagner.

Espaço Inovação da CIAB FEBRABAN

Por conta de seu DNA ligado à inovação, a empresa foi escolhida pelo ITS – Instituto de Tecnologia de Software e Serviços para apresentar suas soluções no Espaço Inovação, da CIAB FEBRABAN 2015, principal evento de tecnologia para o mercado financeiro da América Latina. Durante os dias 16, 17 e 18 de junho, no Transamérica Expor Center, em São Paulo, a marca apresentará o goGEO Finance, versão do software desenvolvida especialmente para este segmento.

Na prática, a aplicação substitui a planilha por um mapa para analistas desse setor, permitindo que bancos, seguradoras e empresas de meio de pagamentos digitais possam analisar geograficamente os dados transacionais de seus clientes como pagamentos, saques, transferência, sinistros, chamadas de suporte, entre outros. “No dia a dia, a aplicação permite que a empresa possa analisar, de forma geolocalizada, os dados transacionais de pagamentos ou dados de uso de um serviço para entender o que está sendo consumido, onde, qual a frequência e o montante.”, explica Sacramento.

Ao avaliar, num mapa, a base de clientes instalada em relação à cobertura de penetração de mercado por segmento de cliente (restaurante, hotel, etc.), tipo de pagamento (débito, crédito) ou tipo de transação, será possível entender o padrão de consumo de cada microrregião para melhorar serviços de detecção de fraude, implementar estratégia de retenção de clientes ou expansão em novos territórios.

Sobre a goGEO

Com sede em Goiânia, a goGEO é uma startup 100% brasileira especializada no desenvolvimento de soluções Geoespaciais para diversos segmentos do mercado. Fundada por Vagner Sacramento, Ph.D. em Ciência da Computação, a empresa conta com uma equipe de especialistas em computação distribuída com a finalidade de construir uma plataforma de Big Data Geoespacial 50 vezes mais rápida e cinco vezes mais acessível que as concorrentes do mercado global.

Mais sobre a goGEO. http://gogeo.io

Tags, , ,

Intel apresenta novas tecnologias no Ciab FEBRABAN 2015

A Intel Brasil participa da 25ª edição do Ciab FEBRABAN, que ocorre entre os dias 16 e 18 de junho, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. A empresa apresentará novidades com 6 grandes parceiros (Cisco*, Dell*, EMC*, HP*, Oracle* e SAP*), além de sua subsidiária, Intel Security. As soluções levadas para o maior evento de tecnologia para o mercado financeiro estão alinhadas com as grandes tendências do mercado – em especial, soluções de Cloud Computing, Big Data, Segurança, Mobilidade e Storage.

“As tecnologias que a Intel e seus parceiros apresentarão no Ciab endereçam os novos e frequentes desafios para a eficiência e a segurança dos sistemas de TI, num cenário em que a quantidade de dados dentro das corporações é crescente”, comenta Fábio de Paula, Diretor da Intel Brasil para o mercado corporativo. “As novidades que traremos em 2015 para o evento são algumas das mais avançadas soluções para resolver problemas de segurança das informações do mercado financeiro”.

Soluções apresentadas pelos parceiros

A Cisco apresentará soluções para Cloud Computing com Cisco One Enterprise Cloud Suite baseado nos processadores Intel® Xeon®. Para Internet de Todas as Coisas, focado no mercado financeiro, a Cisco ressalta as seguintes soluções: automação na tomada de decisões em segurança física & video surveillance; integração de segurança física com sensores automatizados com o gerador de névoa; mobilidade nos transportes e gestão automatizada de energia elétrica. Todas as informações são processadas em plataformas baseadas em processadores Intel®. Ao abordar o tema ambiente colaborativo, a Cisco apresenta soluções de mobilidade, gestão de fila e telepresença como um serviço baseados em tablets com tecnologia Intel®.

A Dell trará novidades para o mercado corporativo com foco no setor financeiro. Para computação pessoal, a principal novidade será a tecnologia de reconhecimento facial para evitar fraudes, que explora os recursos Intel® RealSense™ por meio do software Certiface*, da OITI Technologies* – empresa de software parceira da Intel. Já para Data Centers, haverá soluções de segurança de dados, Information Management e Data Center Management com servidores baseados nos processadores Intel® Xeon® e otimizados com as soluções de software Intel®.

A HP apresentará diversas novidades nessa edição do CIAB. Uma delas é a solução Cloud System 8.0, suportada pelos servidores baseados nas mais recentes versões dos processadores Intel® Xeon®, base para diversas aplicações como big data e sistemas convergentes. A HP é parceira de ecossistema do Intel® Open Network Platform Server e as empresas colaboram nas soluções HP ProLiant Server e HP Networking Solutions, que capacitam clientes a consolidar cargas de trabalho de rede, reduzir custos de implantação e aumentar a velocidade de serviço.

A EMC apresentará por meio das vitrines de soluções diversos temas relevantes ao mercado financeiro como: Infraestrutura convergente, big data, software defined data center, entre outros. Para endereçar estes desafios a EMC conta com suas tecnologias baseadas nos processadores Intel® Xeon® que aliam alta performance, eficiência e custo-benefício para os data centers

Em parceria com a Oracle, a Intel ressalta a relevância da infraestrutura para suportar as inovações do setor financeiro como IoT, centralizando todo o processamento com maior rapidez e segurança para a linha EXA, baseada nas últimas versões dos processadores Intel® Xeon® e otimizadas em hardware e software graças ao desenvolvimento conjunto dos times Oracle e Intel.

Já a SAP apresenta soluções com SAP HANA, otimizadas para arquitetura Intel® que entregam insights em tempo real para tomada de decisões e otimização de processos.

Tags, , , , , , , ,

Programa Impulsiona busca soluções em inovação aberta para grandes empresas do país

Lançamento do Impulsiona, fotos:Gelson Bampi

A partir deste mês, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação lança o Impulsiona programa setorial que visa o fortalecimento da cadeia produtiva e tem o objetivo de desafiar empresas e empreendedores para solucionar questões da indústria. O projeto é uma realização do Senai PR que incentiva a inovação aberta como metodologia de engajamento e geração de novos negócios.

“Quando pessoas talentosas compartilham suas ideias criativas surgem contribuições significativas para o desenvolvimento de novos produtos. Esse programa traz uma possibilidade real de aplicação de ideias inovadoras provocando melhorias na indústria brasileira.” afirma Filipe Miguel Cassapo, Gerente de Inovação do Centro Internacional de Inovação Senai PR.

Podem participar organizações de todos os portes e diferentes áreas de atuação seja um grupo de pesquisa universitário, um empreendedor independente, uma startup ou empresas capazes de propor soluções por meio da co-criação de ideias. Basta acessar a plataforma http://www.inovemaispr.com.br/impulsiona para entender o escopo de cada desafio e enviar o projeto até o dia 31 de julho de 2015.

Nesta edição, os desafios serão lançados pelas empresas Renault, Grupo Enel, Belgo Bekaert e Label Group AM que irão avaliar a relevância mercadológica, o grau de inovação, a viabilidade técnica e econômica e a referência prévia de uso de cada projeto.

“Ações como essa contribuem para criar um ambiente de colaboração e parceria e ajudam a concretização de negócios e projetos, o que é importante para o desenvolvimento do país”, afirma o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTI, Armando Milioni.

O programa tem o apoio do Sistema FIRJAN, IEL-MG e Senai-AM que já atuam como parceiros da indústria em todo o país.

Desafio Impulsiona Renault

A Renault promove continuamente programas internos e externos que buscam aliar a inovação em seus processos auxiliando a empresa a alcançar novos patamares.

Atualmente, enfrenta um desafio de diminuição da perda de potencial produtivo e buscando solucionar esse problema lança o seguinte desafio: Como podemos otimizar por meio de um sistema Hardware + Software, a detecção de portas switchs inativas e que realize a troca para outra em funcionamento de maneira automática, sem comprometer o processo de produção?

São alguns dos requisitos técnicos: desenvolvimento de um sistema que se comunique com qualquer equipamento, tenha interface de rede, seja robusto para trabalhar em ambiente industrial com dimensões máximas de 15X15cm. As ideias aprovadas deverão apresentar um projeto, com a possibilidade de compra da tecnologia pela montadora.

Desafio Impulsiona Belgo Bekaert

No anseio em desenvolver novos mercados para as plataformas de aços de protensão e fibras Dramix®, buscar diferenciação e cooperar com a Indústria da Construção Civil, a Belgo Bekaert procura parcerias comerciais e de pesquisa e desenvolvimento.

Por isso, lança o seguinte desafio: Como podemos utilizar a solução combinada de concreto protendido e fibra de aço para a criação e/ou melhoria de performance de estruturas pré-fabricadas?

As ideias podem abranger torres eólicas, dormentes, peças delgadas como painéis e telhas, vigas especiais, postes e estacas, barreiras rodoviárias e outras aplicações. O foco é na melhoria de resistência à impacto e a fadiga, controle de fissuração, assegurando performance de utilização, mantendo ou reduzindo o custo da solução reforçada convencionalmente.

Desafio Impulsiona Grupo Enel

A Enel Brasil, empresa de energia que atua no país nos segmentos de distribuição, geração, transmissão e serviços, visa o desenvolvimento tecnológico por meio da inovação, agregando valor e gerando soluções que beneficiem a população. Neste sentido, propõe o seguinte desafio: Como podemos melhorar os nossos métodos de instalação de sistemas solares no Brasil, otimizando o tempo de instalação em 50% e reduzindo aproximadamente em 15% o custo praticado no mercado de varejo, de forma que não comprometa as construções nas quais o serviço está sendo realizado e levando em consideração que temos uma grande diversidade de telhados?

Os projetos devem abranger produto e serviço e podem ser baseadas em KIT’s existentes no mercado internacional com modelo de instalação. As ideias aprovadas deverão ser apresentadas em protótipos, com a possibilidade de compra, parceria ou incubação de startups.

Desafio Impulsiona Label Group AM

Formado por empresas especializadas em serviços de impressão, o Label Group tem em seu portfólio a confecção de adesivos à base de petróleo. No entanto, produtos desta natureza apresentam alto custo de fabricação tornando o processo de produção pouco sustentável.

Nesse contexto, o Grupo vem lançar o seguinte desafio: Como podemos substituir os adesivos à base de petróleo, através de um processo sustentável, utilizando resinas naturais encontradas na flora regional da Amazônia?

Para tanto, apontam alguns os requisitos técnicos: aderência com papel offset/couche, BOPP, PET, PE, vinil; espessura de 0,05mm e 0,10mm; temperatura mínima de aplicação -20°C; coloração transparente ou verde e fixação permanente. As ideias aprovadas deverão apresentar um projeto ou protótipo, possibilitando novas parcerias ou a compra de tecnologia.

Senai PR

Há mais de 70 anos, o Senai PR (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) atua no Paraná acompanhando as necessidades de modernização e inovação da indústria. Situado no Campus da Indústria, o Centro Internacional de Inovação articula produtos e serviços buscando o aumento da competividade de maneira estratégica, criativa, incentiva o empreendedorismo, a inovação em negócios, a gestão do conhecimento e de capital, o design, a tecnologia e a sustentabilidade.

Serviço:

Programa Impulsiona Senai PR
Centro Internacional de Inovação Senai PR
Inscrições: até 31 de julho de 2015
Informações: laura.padilha@fiepr.org.br ou (41) 3271-7563

Tags, , , , , , , , ,

Rodrigo Kede Lima, ex-IBM, assume presidência da Totvs

O ex-presidente da IBM Brasil Rodrigo Kede Lima foi anunciado hoje pela Totvs como novo presidente. Ele foi eleito pelo Conselho de Administração da companhia, que vai ter o fundador Laercio Consentino como CEO em um período de transição de três anos. No final desse período, Rodrigo Kede também assume como CEO.

O novo presidente da Totvs saiu de estagiário e a presidente da IBM Brasil em pouco mais de 20 anos de carreira e, recentemente, havia sido promovido a vice-presidente global de transformação da companhia internacional.

Em 2014, tanto Laercio Cosentino como Rodrigo Kede Lima foram entrevistados pelo programa de tv Valor Agregado em visitas a Curitiba. Acompanhe os vídeos e saiba mais sobre a visão desses dois grandes líderes do setor de TIC do Brasil.

Tags, , ,

Gartner anuncia as 10 tendências tecnológicas mais estratégicas para o Governo

O Gartner Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, anuncia que os novos modelos de serviços para o Governo digital devem estar no topo da lista das prioridades de organizações que priorizam investimentos em tecnologia. Essas e outras informações serão apresentadas durante a Conferência Gartner Business Intelligence, Analytics & Information Management, que acontecerá nos dias 23 e 24 de junho (terça e quarta-feira), no Sheraton São Paulo WTC Hotel.

As 10 tendências tecnológicas mais importantes para o governo em 2015 foram identificadas pelo Gartner com o objetivo de ajudar CIOs e líderes de TI a avaliar tecnologias estratégicas fundamentais para planejar os caminhos de TI de suas empresas.

“CIOs do setor público podem obter suporte para inovação digital de administradores ao explicar essa demanda em termos de prioridade comercial. Além disso, eles devem apresentar exemplos relevantes do que a indústria de atendimento ao cliente ou outras agências governamentais com capacidades digitais fizeram, como o fizeram e quais foram seus resultados”, afirma Rick Howard, Diretor de Pesquisas do Gartner.

1) Ambiente de trabalho digital

A força de trabalho governamental do futuro será permeada de funcionários digitalmente qualificados, dos trabalhadores da linha de frente aos executivos superiores. CIOs devem ter um papel de liderança ao construir um ambiente de trabalho mais social, móvel, acessível e conduzido por informações.

2) Relações com o cidadão em múltiplos canais

Jurisdições governamentais com canais múltiplos (escritórios municipais, correspondência de correio físico, centros de contato, sites governamentais e aplicativos móveis) estão se esforçando para fornecer aos cidadãos uma visão única sobre a organização.

3) Abrir quaisquer dados

O número e variedade de conjuntos de dados e APIs de web abertos ao público disponibilizados por todos os níveis governamentais no mundo continua a crescer. O Gartner prevê que até 2018 mais de 30% dos projetos digitais de governo tratarão quaisquer dados como abertos.

4) e-ID de cidadão

A identificação eletrônica do cidadão (e-ID) refere-se a um conjunto orquestrado de processos e tecnologias gerenciados por governos para fornecer um domínio confiável em relação a como os serviços públicos serão acessados por cidadãos em qualquer dispositivo ou por qualquer canal de internet.

5) Controle de acesso

Este controle está evoluindo rapidamente de uma função comercial separada e distinta para um aspecto fluido da operação do sistema e da experiência do usuário. As capacidades de controle de acesso são particularmente relevantes para líderes de programas governamentais que projetam novos serviços móveis.

6) Interoperabilidade escalável

As agências governamentais estão começando a depender cada vez mais da troca de dados com parceiros externos para otimizar suas redes de entrega de serviço e funções comerciais, como colaboração entre empresas e coordenação, monitoramento e relatório de resultado de serviços.

7) Plataformas digitais

Uma plataforma governamental digital incorpora padrões de design de arquitetura orientados para o fornecimento e o uso de serviços empresariais em diversos domínios, sistemas e processos.

8) Internet das Coisas

A Internet das Coisas (IoT) é uma rede de objetos físicos (fixos ou móveis) que contém tecnologia embutida para comunicar, monitorar, identificar ou interagir com múltiplos ambientes. Para o governo, a IoT permite a transformação digital de estratégias do serviço.

9) TI em escala web

TI em escala Web é um padrão de arquitetura orientado para sistemas de computação de classe global que fornecem as capacidades de fornecedores de grandes serviços de Nuvem para uma organização de TI empresarial. Para o governo, a transição para TI em escala Web é uma tendência de longo prazo com implicações culturais e tecnológicas significativas sobre o processo de TI.

10) Nuvem híbrida

A TI híbrida oferece aos CIOs governamentais um novo modelo de operação que fornece suporte à capacidade de seus departamentos de TI para combinar e gerenciar a infraestrutura local ou a Nuvem privada interna com ambientes baseados em Nuvem externos simultaneamente. No governo, um modelo de TI híbrido exige competências muito distintas para dar suporte a diversas implantações de Nuvem públicas.

A Conferência Gartner Business Intelligence, Analytics & Information Management oferece para as empresas um direcionamento estratégico associado com a implementação, a estruturação e o aperfeiçoamento de programas de BI – Business Intelligence e de Business Analytics, analisando tendências e práticas de mercado. Mais informações estão disponíveis no site: gartner.com/br/bi. Para se inscrever, contate o Gartner pelo e-mail brasil.inscricoes@gartner.com, pelos telefones (11) 5632-3109 e 0800-744-1440, ou pelo site: http://www.gartner.com/br/bi.

Tags, , , , , ,

GOL anuncia internet via satélite e entretenimento de bordo

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A. (BM&FBOVESPA: GOLL4 e NYSE: GOL), (S&P: B, Fitch: B-, Moody’s: B3), a maior companhia aérea de baixo custo e melhor tarifa da América Latina, comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral o lançamento de internet a bordo via satélite e de uma plataforma de entretenimento, a mais completa da América Latina.

A GOL será a primeira companhia aérea brasileira, da América do Sul e Central a oferecer acesso wi-fi à internet durante o período de voo. A plataforma incluirá também canais de televisão, programação por streaming com filmes, desenhos, séries e jogos, conteúdo pay-per-view, música e mapa de voo. Todo conteúdo online e off-line poderá ser facilmente acessado por meio de dispositivos móveis, que pode ser um celular, tablet ou notebook do próprio cliente.

A GOL fechou parceria com a Gogo – líder em soluções de conectividade e entretenimento a bordo para o mercado aéreo mundial, para o lançamento desta plataforma de conectividade e entretenimento. Como parte do acordo, a Gogo vai equipar toda a frota da GOL com uma antena de última geração, o modelo 2Ku, IPTV, o mais novo método de transmissão de sinais televisivos e do sistema de streaming para filmes e outros.

“Desde o início das operações da empresa, há 14 anos, a GOL tem impulsionado o mercado de aviação brasileira, primeiro com a democratização do setor aéreo, e em grande parte com a liderança no lançamento de produtos e serviços inovadores e pioneiros. O lançamento de internet a bordo e entretenimento reforça o compromisso da companhia em continuar seguindo este caminho, promovendo mais opções de escolhas, dando mais acesso e oferecendo ao cliente a melhor experiência de viagem em todos os nossos voos”, reforça Paulo Miranda, diretor de produtos da GOL.

“A GOL é a primeira companhia aérea a ser atendida pela Gogo na América do Sul, e é ainda a primeira empresa a fechar acordo com o serviço de televisão, que representa a maior parceria com a tecnologia 2Ku fora da América do Norte”, diz Michael Small, presidente da Gogo.

A primeira aeronave com esta tecnologia está prevista para o primeiro semestre de 2016. A partir deste lançamento o cronograma é para que, em menos de três anos, 100% da frota GOL tenha o sistema disponível aos clientes.

Tags, , , , , , ,

O Antivírus Grátis é seguro?

Por Fernando Misato*

Se existe antivírus grátis no mundo e há tanto tempo é porque eles estão atendendo objetivo. E ainda devem ser um bom negócio

Os maiores desenvolvedores de softwares de antivírus do mundo ofertam uma versão grátis de seus produtos. Isso é parte de uma estratégia comercial para popularizar seus produtos para uso doméstico. Se essas empresas fazem isso ha tanto tempo, é sinal que a estratégia funciona. Funciona bem.

Não existe almoço grátis. Essa é uma verdade muito utilizada no mundo dos negócios. Em se tratando de antivírus, essa afirmação também é válida. Muito válida. Qual empresa se atreveria a pagar equipes de profissionais de tecnologia para desenvolver sistemas e manter pesquisas de ameaças sem um objetivo comercial? Antivírus grátis não existe. Todas as empresas que desenvolvem antivírus possuem um objetivo comercial e em geral mantém uma modalidade de antivírus grátis para uso doméstico. Uma versão de antivírus grátis, em verdade é praticamente uma estratégia publicitária que oferta “degustação” de produto.

O antivírus grátis realiza proteção para um computador isolado e não está preparado para atender os dispositivos ligados em rede. Mesmo assim, ainda existem empresários que insistem em querer utiliza-los em seus negócios. O antivírus grátis não protege estações de trabalho, servidores de arquivo e dispositivos móveis.

O antivírus Grátis possui clausulas claras de proibição para uso comercial/empresarial. Ninguém lê. Empresas que utilizam antivírus grátis estão infringindo a lei. Além disso, as versões de antivírus corporativo possuem diversas funcionalidades e recursos para a proteção de usuários simultâneos e servidores de arquivos.

O antivírus corporativo (quase sempre são as versões pagas) protege servidores de e-mail, fluxo de dados dos gateways da Web e estações de trabalho. O mundo de hoje requer prevenção contra as vulnerabilidades já mapeadas e as ameaças desconhecidas. Ambas precisam ser cobertas. Atualizações de software automáticas mantém seu ambiente de TI atualizado e seguro contra vulnerabilidades conhecidas. Contras as ameaças desconhecidas existe as tecnologias de proteção proativas, baseadas em análise de comportamento. Elas defendem sua empresa contra malwares novos e até das ações que são suspeitas de ameaças.

As tecnologias de proteção corporativas possuem funcionalidades para criar e gerenciar procedimentos de segurança. Os recursos incluem inventários de computadores, verificação automática de vulnerabilidades e distribuição/atualização de novas versões e correções para toda rede. Muitas dessas atividades são automáticas e poupam trabalho dos usuários e evitam a concorrência de banda de comunicação.

Enfim. Continue utilizando um antivírus grátis. Eles são seguros. Mas os mantenha em casa. Foram feitos pra isso. Apenas lembre-se de mantê-los atualizados. Sem essa atitude simples, o antivírus não o protegerá.

*Fernando MIsato, Business Consultant na Consultcorp,

Tags, , ,

Serviços Contábeis: preço ou valor?

Por Roberto Dias Duarte

Quanto você paga pelo preço de um quilo de café torrado e moído? Em uma pesquisa rápida pelos mercados podemos encontrar boas marcas sendo vendidas por R$ 10,40 o quilo. Por ser uma commodity, seu preço é definido pelo mercado, isto é, quanto maior a oferta, menor o preço – e vice-versa.

A precificação pelo mercado é característica típica de produtos e serviços que têm diversos fornecedores ofertando coisas muito parecidas. O consumidor, não percebendo a diferença entre os vários competidores, opta pelo de menor preço. Enfim, o preço é totalmente controlado pelo mercado.

Alguns produtores de café, no entanto, criaram diferenciais: embalagens, sabores, origens, grãos. Assim, é possível encontrar o quilo deste produto gourmet sendo comercializado por algo entre R$ 18,00 e R$ 30,00.

Neste caso, calcula-se o preço de custo para entrega do produto e aplica-se uma margem. Paga quem quer (ou pode). Enfim, a diferenciação aumenta o controle do preço por parte de quem produz.

Mas, quem pagaria mais de R$ 50,00 o quilo do café? Será que algum cafeicultor conseguiria prover um sabor tão diferente assim, a ponto de justificar um preço cinco vezes maior do que o produto básico?

Muitos de nós pagamos e nem percebemos. A Nespresso reinventou o cafezinho agregando valores intangíveis ao simples ato de servir uma bebida. O sabor é importante, mas, na realidade, compramos requinte, sofisticação, inteligência, humor, charme e elegância ao consumir as cápsulas de Nespresso. Isso é evidente em qualquer propaganda do produto. O valor emocional ficou tão forte que concorrentes tentaram criar produtos baratos, trazendo a competição para o preço e fracassaram vergonhosamente! Afinal, quem iria querer servir um café barato em seu escritório a um visitante ilustre?

Este é um caso no qual o controle de preço é dado pelo valor ofertado pelo fornecedor, e o cliente paga. Simples assim!

Resumindo, temos três modelos fundamentais para produtos e serviços: commodity (preço definido pelo mercado), diferenciação (preço determinado por custo e margem de lucro), alto valor agregado (preço controlado pelo fornecedor).

Recentemente, a Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis (Fenacon) divulgou uma pesquisa realizada pelo Vox Populi sobre a avaliação de preços e serviços contábeis. Alguns resultados do levantamento podem ser utilizados para entender o comportamento das organizações da área quanto aos modelos de precificação.

Mais de 95% dos prestadores de serviços do setor informaram que não cobram de seus clientes valores adicionais por lançamento contábil ou fiscal, enquanto 87% igualmente menosprezam no cálculo de seus honorários o número de empregados no processamento de rotinas trabalhistas. Além disso, 81% sequer consideram o faturamento de seus clientes na composição do preço. Por fim, 75% não usam quaisquer critérios para diferenciar seus custos.

A análise destes números nos leva a concluir, com pouca chance de erro, que mais de 75% dos players do mercado de serviços contábeis no Brasil ainda competem meramente por preço. Obviamente, para estes, a oferta é comoditizada de forma que os valores se definem pelo mercado. Enfim, vence a competição quem pedir menos.

Até aí nada de mais. Há empresas que se posicionam claramente em disputa por preço – e anunciam isto. O problema é que para ser um competidor de sucesso nesta categoria alguns requisitos são imprescindíveis, como escala, custos baixos e atuação nacional (ou global). É um mercado no qual, em geral, vencem os maiores em infraestrutura e investimentos.

Somente com os dados da pesquisa da Fenacon não é possível identificar, entre os outros 25%, quais competem por diferenciação e quais apresentam estratégias de alto valor agregado baseadas na inovação em serviços.

Contudo, pesquisa que realizei aponta que apenas 10% das organizações contábeis oferecem seus serviços por meio de uso intensivo de tecnologia, usando-a além da simples automação das rotinas operacionais. Alguns apoiam seus clientes na seleção e implantação de sistemas ERP, outros utilizam software para auditoria de arquivos fiscais e uma pequena parte provê sistemas de apoio à gestão para seus clientes, integrando-os às operações fiscal, contábil e trabalhista realizadas no escritório.

No mundo atual até dá para inovar na prestação de serviços sem uso intensivo de tecnologia, mas são casos raríssimos! O caso da Nespresso deixa claro que inovação e tecnologia são coisas intimamente relacionadas. Mas cabe um alerta: a tecnologia é ferramenta para implantar um modelo de negócios inovador. Entretanto, sem uma boa estratégia de negócios não se promove alta agregação de valor.

Há um consenso no mercado: em um futuro não tão distante, pouquíssimos poderão competir por preço. Como em qualquer setor, vender assim é para os gigantes. Então, aos poucos o mercado se orienta à diferenciação e ao alto valor.

Sair de café de prateleira para produto gourmet e deste para Nespresso não é fácil. Exige mais do que boas intenções e trabalho duro. Sem inovação no modelo de negócios, por meio de técnicas de planejamento estratégico e gestão empresarial, esta missão torna-se apenas um sonho inspirado por frases de efeito.

Por outro lado, ficar parado esperando que o mercado valorize seus sonhos é viver um pesadelo diário. Enfim, uma das mais importantes lições do mundo empresarial deve ser entendida como um mantra: inove e venda valor ou prepare-se para competir por preço.

(*) Roberto Dias Duarte é sócio e presidente do Conselho de Administração da NTW Franchising, primeira franquia contábil do país

Tags, , , ,

Amazon Web Services premia Guiabolso como startup brasileira mais inovadora de 2015

No último dia 27 de maio (quarta-feira), a Amazon Web Services promoveu a primeira edição de seu Summit para Startups, com destaque para o AWS Case Award, premiação que escolheu a startup brasileira mais inovadora da nuvem AWS. O nome premiado foi o Guiabolso, aplicativo criado para simplificar o controle financeiro, assim, ajudando usuários finais a mudar sua relação com o dinheiro. A empresa ganhou pela excelência técnica ao lidar com adversidades de seu segmento, como auditorias mensais, diferentes fluxos de dados que cada banco brasileiro possui, entre outras.

“A Amazon nos deu infraestrutura com a flexibilidade necessária para acompanhar nosso ritmo de crescimento”, conta Inajá Azevedo, Chief Technological Officer do GuiaBolso. O aplicativo faz uso de muitas ferramentas da AWS, entre elas, o Simple Workflow Service (SWF), com AutoScaling quando necessário, que ajuda com o fluxo de dados dos usuários.

“O Guia Bolso é uma ruptura a um mercado tradicional e um dos principais pilares para a educação do usuário brasileiro”, revela José Nilo, Gerente Geral da AWS no Brasil. “A Amazon Web Services busca incentivar as melhores práticas entre seus clientes e parceiros e a melhor utilização de recursos, criando diariamente novos serviços inovadores e repassando reduções de custo aos clientes”, completa Nilo.

O evento teve também apresentação de Adam FitzGerald, Diretor Global de Desenvolvimento de Marketing, que falou sobre o processo de inovação com a AWS para os convidados.

Tags, , , ,

Startup Farm conclui Programa de Aceleração com a USP e apresenta novas startups ao mercado

A Startup Farm anunciou nesta quinta-feira, 11 de junho, as empresas vencedoras da 12ª edição do Programa de Aceleração. Foram cinco semanas intensas de criação e desenvolvimento de negócios inovadores e tecnológivos dentro de uma das maiores universidades da América Latina, a Universidade de São Paulo (USP).

No total, 15 negócios digitais iniciantes passaram por um processo intenso de mentoria e validação do negócio. Durante o Demoday, as startups finalistas apresentaram seus projetos para uma banca de investidores e três foram escolhidas como as mais bem preparadas para o mercado: Bright Photomedicine (1º lugar), RankMyApp (2º lugar) e CicloCerto (3º lugar). O evento ofereceu momento de networking com empreendedores, investidores e empresários do mercado de internet tecnológico digital no Brasil.

A edição “Disrupt: transformando ciência em negócios tecnológicos” teve por objetivo atrair startups que tivessem tecnologias ou modelos de negócios disruptivos e muito inovadores.

Durante o DemoDay, a Startup Farm anunciou a parceria com o Futurecom – maior feira de telecom, internet e tecnologia da América Latina – na realização de um programa de aceleração com foco em soluções baseadas em IoT, OTTs e mobile. Para o CEO da Startup Farm, Alan Leite, a participação no Startup Session 2015 é uma grande oportunidade para as startups apresentarem os seus projetos e fazerem networking. “Há três anos iniciamos a parceria com o Startup Session e hoje damos mais um passo no amadurecimento desse projeto, oferecendo ao nosso mercado um programa diferenciado com potencial de impacto global”

O projeto teve como parceiros oficiais o Instituto de Matemática e Estatística da USP (IME), através do Centro de Competência em Software Livre (CCSL), e como patrocinadores, a IBM e a IUGU. Nos doze programas, realizados em seis cidades diferentes, a Startup Farm acelerou 162 startups, entre elas a Easy Taxi, hoje presente em 40 países e considerado um dos maiores aplicativos de serviços mobile do mundo.

Sobre as vencedoras

1ºLugar

Bright Photomedicine
A Bright Photomedicine é uma empresa que proporciona saúde e bem-estar através da Fotomedicina. O primeiro produto da Bright é o Light-Aid®, um curativo portátil e flexível que utiliza a luz para a redução e bloqueio da dor.
http://www.brightmed.com.br/

2ºLugar

RankMyApp
A RankMyApp ajuda responsáveis por apps a ganhar destaque na busca das lojas de aplicativos. Com o objetivo de aumentar downloads orgânicos e economizar tempo a ferramenta faz a automatização do marketing, análise de concorrência e SEO para apps.
www.rankmyapp.com

3ºLugar

CicloCerto
A CicloCerto é o primeiro clube de assinatura de anticoncepcional do Brasil. Com o propósito de trazer saúde, comodidade e tranquilidade para a mulher moderna, a startup oferece uma plataforma de monitoramento e controle de ciclo menstrual para realizar a entrega recorrente do medicamento no endereço desejado.
www.ciclocerto.com.br

Números da 12ª Edição:

15 startups aceleradas
53 empreendedores
78 facilitadores, jurados, mentores e palestrantes
519 sessões de mentoria

Sobre a Startup Farm

A Startup Farm é uma aceleradora que visa fomentar o empreendedorismo através de educação empreendedora, cultura e acesso a investimento. Ao colocar o empreendedor como eixo central de sua atuação, a Startup Farm oferece aos participantes de seus programas exposição a uma ampla rede de mentores e facilitadores que, aliada aos seus parceiros institucionais, acadêmicos, grandes empresas e investidores, têm gerado cases de sucesso no mercado brasileiro e internacional, como EasyTaxi, WorldPackers, NetShow.me, UpPoints, InfoPrice, Beauty Date (Agenda Beleza) entre tantas outras.

Tags, , ,

Pure Storage lança três inovadoras soluções de armazenamento

A Pure Storage, principal fornecedor independente de matrizes de estado sólido, anunciou hoje três novas soluções de armazenamento que vão sacudir o mercado. Os lançamentos são: o FlashArray//m, novo carro-chefe da empresa; o Pure1, oferta de gerenciamento e suporte baseada em nuvem; e o Evergreen Storage, um novo modelo de compra e atualização de armazenamento. Juntas, essas inovações formam um sistema de armazenamento extremamente simples e eficiente, e eliminam a necessidade de atualização em grande escala e o fardo da propriedade de armazenamento na migração de dados. Agora, o armazenamento pode contribuir significativamente para a transformação dos negócios e da infraestrutura de TI dos clientes, permitindo maior crescimento e rentabilidade.

O Evergreen Storage elimina o ciclo de substituição de matrizes de armazenamento a cada três ou cinco anos, o que tem prejudicado por décadas a eficiência da TI. Com isso, os clientes implementam o armazenamento apenas uma vez e o atualizam no local, por muitos anos. O Evergreen Storage apresenta uma combinação da arquitetura “stateless”, modular e definida por software do FlashArray com o Forever Flash, o programa de manutenção padrão da empresa que oferece uma precificação previsível e contínua, e inclui atualizações de software assim como atualizações periódicas de hardware, mantendo o FlashArray sempre moderno ao longo do tempo. A Pure Storage também lançou os upgrades Flex Bundles, que permitem aos clientes que estão expandindo sua capacidade atualizarem, se assim o desejarem, o seu hardware controlador do FlashArray, recebendo um bom valor na troca da controladora existente. O Evergreen Storage permite que as empresas invistam em uma infraestrutura de armazenamento que torne seu negócio mais rápido, inteligente e inovador – sempre.

“Hoje, mesmo quando um cliente compra a última versão da matriz de armazenamento, logo depois já haverá um equipamento mais recente, pronto para tornar obsoleta a implementação atual. Para atualizarem a sua tecnologia, os clientes precisam arcar com custos de atualização e horas de desempenho reduzido ou interrupções de serviços durante suas atualizações em grande escala”, disse Matt Kixmoeller, vice-presidente de produtos da Pure Storage. “O modelo Evergreen Storage muda isso completamente. Agora os clientes podem investir em uma plataforma de armazenamento que agregará valor aos seus negócios por uma década ou mais, e fazer atualizações de componentes individuais quando o negócio exigir, sem perturbar a capacidade e/ou o desempenho. Este modelo descomplicado e previsível de compra (tipo SaaS) torna mais fácil para os clientes levarem armazenamento totalmente flash para os seus data centers, desbloqueando tanto os negócios como a transformação da TI”.

“Já ficou claro que o armazenamento flash chegou aos data centers para ficar. O IDC recomenda que todos os centros de dados tenham flash implementado em pelo menos parte de sua capacidade, e que estrategicamente considerem a melhor forma de aproveitá-lo daqui para frente”, disse Eric Burgener, diretor de pesquisa da IDC. “Com os anúncios de hoje, a Pure Storage cria um novo modelo para atualização de tecnologia que oferece um significativo valor para os seus clientes. Com o suporte das modificações no hardware do seu novo FlashArray//m, os clientes podem agora – e daqui para frente – atualizar FlashArrays inteiros para gerações de tecnologia completamente novas, sem qualquer tempo de inatividade, impacto no desempenho, atualização em grande escala ou migração de dados. Este novo modelo mudará o conceito de como se faz a atualização da tecnologia em matrizes de armazenamento de classe empresarial”.

FlashArray//m: unindo a inovação do hardware e do software no armazenamento totalmente flash

FlashArray//m, a quarta geração do FlashArray, o produto carro-chefe da Pure Storage, fornece uma completa e integrada inovação de hardware e software, algo inédito para uma matriz totalmente flash. O FlashArray//m apresenta uma arquitetura modular expansível e oferece um aumento de 50% no desempenho, melhoria de 2,6x na densidade, e de 2,4x na eficiência de energia por terabyte em comparação com gerações anteriores de FlashArray. O FlashArray//m integra totalmente duas controladoras de alto desempenho Intel Haswell que executam o Purity Operating Environment 4.5, além de novos módulos de cache NV-RAM e de flash dual-drive em um chassi de três unidades de rack (RU). Esta densidade leva a uma consolidação dos racks de armazenamento em disco legado, proporcionando melhoria de 5x a 10x em termos de energia, espaço e eficiência.

O FlashArray//m oferece três opções de controladoras para atender a diversas necessidades de desempenho e capacidade:
– controladoras //m20 – até 120+ TBs utilizáveis (5 a 40 TBs de armazenamento bruto) e 150 mil operações de entrada/saída (IOPS) de 32K por segundo
– controladoras //m50 – até 250+ TBs utilizáveis (30 a 88 TBs de armazenamento bruto) e 220 mil IOPS de 32K
– controladoras //m70 – até 400+ TBs utilizáveis (44 a 136 TBs de armazenamento bruto) e 300mil IOPS de 32K

De forma consistente com o seu modelo Evergreen Storage, a Pure Storage desenvolveu o novo FlashArray//m para entregar densidade, desempenho e simplicidade sem sacrificar a escalabilidade e a capacidade de atualização. O FlashArray//m oferece:

– Tamanho Reduzido: Com sua capacidade de consolidar racks de disco rígido em padrão 3U, a Pure Storage encolheu as matrizes de armazenamento, que antes eram do tamanho de várias geladeiras, para o tamanho de um micro-ondas, além da redução do consumo de energia para um quilowatt (kW) – equivalente à redução do consumo de energia de dez casas residenciais para o de apenas uma torradeira. Os novos módulos flash dual-drive, juntamente com o software de redução de dados FlashReduce da Purity, oferecem uma densidade de até 40TBs/U, e permitem a mistura/correspondência com módulos de maior densidade ao longo do tempo.

– Escala Modular: Com o novo design modular, personalizável e atualizável de hardware, os clientes podem escalar desde a aceleração de um único aplicativo de 15 TB até quase meio peta byte (PB) de armazenamento utilizável, capaz de rodar um rack, um negócio ou uma nuvem inteira. O design modular permite à Pure Storage entregar atualizações tanto dos processadores como do flash a cada nove a doze meses, e os clientes podem adotar esses avanços em seus FlashArrays existentes sem qualquer migração de dados, tempo de inatividade ou impacto no desempenho.

– Desempenho Poderoso: O FlashArray//m oferece até 300 mil IOPS de 32K a menos de um milissegundo de latência média – 10 vezes mais rápido do que o armazenamento tradicional baseado em disco rígido – e até nove gigabytes por segundo (GB/s) de largura de banda. Juntamente com o software FlashProtect da Purity, o FlashArray//m mantém seu desempenho sub-milissegundo com atualizações de software e hardware.

– Extrema simplicidade: Com instalação semelhante à de um “appliance”, o FlashArray//m é constituído por uma única unidade que se conecta com apenas seis cabos. Todo o software está incluído no preço base, ou seja, não tem custo adicional por sua alta disponibilidade, snapshots, replicação, criptografia ou software de gerenciamento. O FlashArray//m permanece simples e “evergreen” (sempre-vivo) ao longo do tempo, com atualizações sem interrupções de desempenho ou capacidade.

Pure1: levando simplicidade e suporte em nuvem ao armazenamento
O Pure1 é a nova plataforma de gerenciamento e suporte baseada em nuvem da Pure Storage que permite que os clientes, a equipe de suporte e os parceiros colaborem com perfeição e segurança para gerenciar e dar suporte ao armazenamento. O Pure1 é construído sobre a plataforma Pure1 Cloud, uma expansão da tecnologia existente do CloudAssist da Pure Storage.

Evergreen Storage: negócios e transformação de TI
A Pure Storage está lançando uma plataforma de armazenamento de última geração, que une o primeiro software otimizado para flash e o hardware de matriz flash do setor (FlashArray//m), através de um modelo revolucionário de negócio. Esta plataforma oferece um novo modelo de propriedade de armazenamento que resulta na transformação dos negócios e da TI para os clientes.

– Transformação de Negócios: com o armazenamento totalmente flash da Pure, os clientes ficam mais rápidos, espertos e inovadores. Os aplicativos de negócios que rodam mais rápido melhoram o rendimento, a produtividade dos funcionários e as experiências de clientes e parceiros, permitindo que tomem decisões mais inteligentes e aumentem a inovação em suas organizações. Uma organização mais inovadora cria uma experiência do cliente nova e diferenciada, e leva ao mercado novos produtos ou serviços que antes não eram possíveis com uma infraestrutura de armazenamento legada. Alguns exemplos reais dos nossos clientes:

A Shutterfly eliminou seu gargalo de armazenamento através de uma melhoria de 500% no desempenho, o que lhes deu confiança para implementar novos serviços e produtos (ThisLife), sem que a experiência do cliente fosse afetada. A confiança e a agilidade se traduziram em um impacto positivo em seus resultados, permitindo que continuassem a inovar e a manter uma vantagem competitiva.

– Uma empresa doméstica de soluções de contabilidade conseguiu executar incrementos noturnos em seu ambiente de desenvolvimento em 80% menos tempo, o que lhes proporcionou 14 horas de maior produtividade por dia – o equivalente a dois funcionários dedicados em tempo integral.
– Uma fabricante global de dispositivos médicos acredita que possa reduzir em 5 dias o estoque disponível, resultando em uma economia de mais de US$ 100 milhões.
– A SurveyMonkey conseguiu suportar uma grande expansão de seus serviços voltados para clientes de grande escala através da introdução de um novo produto com base em análises nunca antes acessíveis, dando aos clientes maiores perspectivas de mercado e um aumento de vantagem competitiva.
– Transformação da TI. A simplicidade operacional, o provisionamento rápido, a fácil programação, a baixa sobrecarga de gerenciamento e a escalabilidade de baixo custo da plataforma Pure Storage permitem que os clientes implementem o modelo de nuvem para a TI, melhorando a eficiência e a agilidade. Entre os benefícios estão uma experiência “sem qualquer esforço” de ponta a ponta, incluindo uma economia de 50% do custo de armazenamento, uma redução de 90% dos custos de gerenciamento de armazenamento, bem como uma consolidação de servidores e aplicativos. Para cada 250TB de armazenamento em disco com desempenho de Nível 1 substituído por Pure Storage, os clientes podem economizar mais de US$ 500 mil por ano em média ao longo de um período de seis anos. Entre os exemplos de Transformação de TI dos nossos clientes estão:

– Sierra Nevada: Os custos de hardware foram reduzidos significativamente ao passar de racks de disco rígido para flash, resultando em uma economia de mais de US$ 200 mil e uma redução de 50% no espaço do data center. A Sierra Nevada usa hoje 1/10 da energia em comparação com o que era necessário para os discos rígidos, o que afetou positivamente o seu resultado financeiro, ajudou a atender suas metas de sustentabilidade e reduziu sua pegada de carbono.
– Perfection Fresh: A mudança para um data center totalmente flash permitiu que a empresa processasse consultas até dez vezes mais rapidamente, liberando o pessoal de TI em toda a empresa. Combinando velocidade com economia de energia e refrigeração, o FlashArray proporcionou uma economia de US$ 120 mil em um ano.
– Securities America: Com uma taxa de compressão de dados de 4,7:1, a empresa prevê uma economia de US$ 600 mil ao longo de 3 anos.
– Workday: Os desenvolvedores sem experiência com SAN podem gerenciar o armazenamento, navegar na interface do usuário do FlashArray em minutos e aprender como criar um LUN em menos de uma hora.

“A Pure Storage continua a elevar o nível com sua tecnologia totalmente flash, e o FlashArray//m é uma prova do compromisso da empresa com a inovação. A Pure nos permite ser mais dinâmicos e já não nos preocupamos com espaço para o armazenamento de dados”, disse Peter Dunn, diretor de Comunicações e Serviços da Lamar Advertising”. A administração do FlashArray é fácil e intuitiva. A Pure nos permite executar aplicações de business intelligence com o desempenho ideal, acelerando o tempo de conclusão em projetos críticos”.

Precificação e Disponibilidade
O FlashArray//m foi validado em um programa Beta de uso generalizado desde o primeiro trimestre de 2015 e deverá estar disponível através de um programa global de Disponibilidade Direcionada em julho, permitindo implantações totalmente suportadas em nível de produção. As entregas de volumes completos em Disponibilidade Geral deverão ocorrer no terceiro trimestre de 2015. Os clientes que adquirirem um FlashArray 405, 420 ou 450 a partir de 1 de fevereiro de 2015 através da Disponibilidade Geral do FlashArray//m têm automaticamente direito à atualização da Pure Storage Upgrade Assurance Promotion (com direito a receber uma atualização gratuita e sem interrupções do chassi e da controladora //m quando expandirem sua matriz através da compra de uma capacidade que os habilite) até 31 de janeiro de 2016. Todos os recursos de software fornecidos com o Pure1 já estão disponíveis e serão incluídos automaticamente em todas as compras de FlashArray, através de um contrato vigente de manutenção e suporte.

Tags, , , , ,

Meus Pedidos recebe investimento dos fundos Monashees e Qualcomm

A Meus Pedidos, empresa de desenvolvimento de software para gestão de vendas para indústrias e representantes comerciais, acaba de receber aporte financeiro da Monashees Capital, venture capital líder em investimento em empresas de internet no Brasil, e da Qualcomm Incorporated, através do seu grupo de investimentos de capital de risco, a Qualcomm Ventures.

O investimento feito pela Monashees e pela Qualcomm será usado na expansão dos negócios da empresa, que chegar a 120 colaboradores (três vezes mais que o atual volume de profissionais) e aumentar o faturamento em 500% nos próximos 18 meses. No mercado desde 2011, o aplicativo da Meus Pedidos já foi utilizado por mais de 70 mil empresas, cuja produtividade aumentou, em média, 29%. A Meus Pedidos conseguiu conquistar estes resultados com recursos próprios de seus fundadores, numa prática conhecida como bootstrapping.

Segundo pesquisa interna realizada em abril deste ano, 75% dos clientes afirmam ter obtido um crescimento significativo nas vendas desde que começaram a usar o sistema. Os usuários conseguem economizar cerca de oito horas de trabalho por semana, o que equivale a 20% na redução de custos no fim do mês. Isso é possível graças à otimização de tempo proporcionada pelo uso de um sistema digital para emissão de pedidos.

O produto oferece a vantagem de colocar, na mesma plataforma, tanto representantes comerciais quanto distribuidores e indústrias. Isso agiliza o processo comercial de ponta a ponta, desde a organização da carteira de clientes e a emissão de pedidos feitas pelo representante até a mensuração dos resultados de vendas definidos pela indústria.

“Quando a indústria utiliza o Meus Pedidos, além de resolver o problema da gestão dos representantes e do controle dos pedidos, ela potencializa o seu time de vendedores, que tem acesso a uma ferramenta que os faz vender mais”, explica Tiago Brandes, co-fundador e CEO. O sistema Meus Pedidos atende diversos ramos da indústria, sendo que os mais comuns são alimentação/bebidas, produtos para casa & construção, além de manufatura têxtil.

Tags, , ,