Page

Author admin

Imovelweb aposta em plataforma tecnológica para crescer

O Imovelweb, um dos principais portais do mercado imobiliário no Brasil, conta com sua plataforma de busca para auxiliar no crescimento e expansão dos negócios e dos resultados da empresa, cuja meta é ter seu faturamento triplicado nos próximos três anos. Para tanto, em 2014 a companhia injetou cerca de US$ 2 milhões em seu site com o objetivo de melhorar a usabilidade e, consequentemente, a performance de buscas e a geração de leads para seus clientes.

“Nossa expectativa é que no primeiro ano o número de acessos únicos cresça 11%. Os leads destas visitas únicas devem atingir um incremento de 60% e o volume de ofertas será expandido em 25%”, explica Mateo Cuadras, CEO do Imovelweb. O executivo afirma que essa meta é perfeitamente factível e impactará positiva e diretamente o negócio de seus clientes. “Estamos nos tornando cada vez mais competitivos, o que beneficia nossos mais de 10 mil parceiros comerciais, divididos entre corretoras, imobiliárias e incorporadoras”. O portal, que é um dos maiores do Brasil, teve no ano passado 40 milhões de visitas, 250 milhões de page viwes e 18 milhões de usuários, que visualizaram as mais de 1 milhão ofertas disponíveis no site.

Os investimentos em melhorias e expansão se justificam pela importância da internet para o setor de imóveis. Dados do último estudo Think Real Estate (Google) indicam que 60% das transações imobiliárias têm início no ambiente digital. Esta pesquisa mostra também que 12 milhões de pessoas no Brasil acessam, mensalmente, sites dessa categoria. “Uma empresa de classificados online precisa acompanhar essa movimentação do mercado e precisa crescer. É isso que estamos fazendo”, destaca Cuadras.

Santiago Bazerque, CTO de Navent, empresa que controla o Imovelweb, explica que o desenvolvimento teve início há cinco anos: “estamos constantemente aprimorando e criando novas funcionalidades, o que não nos permite dizer que este projeto terminou. Pelo contrário. Temos muitas novidades para o segundo semestre deste ano que vão tornar nosso site ainda mais atrativo para nossos parceiros e usuários”.

As alterações na plataforma trarão mais visibilidade aos anúncios de imobiliárias e corretoras, atingindo seu público-alvo com assertividade. “Os parâmetros das buscas foram redesenhados para que haja uma combinação entre os produtos ofertados e o perfil do usuário. Também foram acrescentados campos que permitem um profundo detalhamento do imóvel e recursos que valorizam o empreendimento. Além disso, estamos trabalhando no desenvolvimento e implantação de novos serviços no portal, voltados tanto para o cliente final quanto para nossos parceiros comerciais”. Exemplo disso, é o recente aplicativo para corretores de imóveis. Único no mercado nacional, a aplicação permite que estes profissionais gerenciem seus anúncios e atendam as demandas dos clientes em tempo real.

Além da plataforma web, a versão mobile do site também recebeu atenção e melhorias. “Cerca de 30% dos acessos à nossa plataforma vêm de dispositivos móveis. Por isso, é preciso melhorar e dinamizar os processos de busca, melhorar o tempo de retorno da pesquisa e valorizar imagens, essenciais neste mercado”, finaliza Cuadras.

Tags, , , ,

Profissionais qualificados alcançam melhor remuneração na área de vendas

Segundo o último relatório do guia salarial da consultoria Robert Half, divulgado em maio, os cargos mais demandados nos setores relacionados aos serviços está dentro da área de vendas das empresas. Funções como gerente de vendas, gerente de marketing, executivo de vendas e key account tendem a serem os cargos mais bem remunerados quando possuem um perfil mais sofisticado e com visão global de negócios, características que dependem de constante atualização.

A profissionalização do setor de vendas vai ao encontro da busca das empresas por maior rentabilidade, por isso a necessidade de uma equipe comercial com habilidades de comunicação e negociação, além de perfil empreendedor e proativo. Para aperfeiçoar essas técnicas, a Sociedade Brasileira de Coaching oferece em Blumenau o treinamento Sucesso em Vendas, que acontece dias 12 e 19 de junho no auditório da CDL Blumenau.

O treinamento é ministrado por Claudio Peixer, master coach e corporate partner da SBCoaching em Santa Catarina, e é dirigido a profissionais interessados em ampliar sua produtividade. No encontro é possível conhecer técnicas para o alcance de objetivos e soluções para vender de forma mais rápida e fácil para qualquer mercado. O coach afirma que é preciso eliminar as variáveis externas que podem afetar o rumo dos negócios, investindo na capacitação profissional. “Independentemente do cenário econômico enfrentado pelas empresas, todas precisam vender. Por isso, é preciso conhecimento e preparo para extrair o máximo proveito de cada momento”, explica Peixer.

O treinamento Sucesso em Vendas foi desenvolvido pela Brian Tracy International e trazido ao Brasil com exclusividade pela SBCoaching. Pela metodologia, os participantes são apresentados às novas realidades em vendas e o poder de conquista dos clientes em potenciais, além disso, aprendem a fazer apresentações convincentes, superar objeções e, o mais importante, fechar as vendas.
O curso acontece dias 12 e 19 de junho, das 8 da manhã às 6 horas da tarde, no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Blumenau. Empresas de todos os portes e segmentos, assim como profissionais liberais, podem se inscrever pelo e-mail atendimento.unidade29@empresas.sbcoaching.com.br ou telefone, (47) 3041-0948. Associados da Acib, Ampe, CDL e OAB ganham desconto no valor da inscrição.

Tags, , , , , , ,

Como melhorar a experiência de “mobilidade” na convergência de rede

Por Por Don Thomas Jacob*

Define-se a convergência de rede como a integração da voz, de vídeo e de dados em uma única rede. Essa convergência permitiu que as empresas oferecessem mais e até melhores serviços a um custo muito menor para seus usuários. Embora a convergência de rede venha evoluindo ao longo dos anos para incluir teleconferências, streaming de mídia e vídeo em HD, etc., a mais recente contribuição para a convergência de rede é a mobilidade, e isso inclui smartphones, tablets, laptops ou qualquer outro dispositivo sem fio.

Para uma empresa fazer um bom uso das vantagens da mobilidade, como o aumento na satisfação do funcionário, produtividade e agilidade geral da empresa, a rede deve conseguir fornecer ao usuário uma experiência contínua e sem problemas. Veja algumas coisas para as quais os administradores de rede precisam estar atentos na hora de convergir a mobilidade para a empresa que gerenciam:

Experiência com e sem fio:

Tradicionalmente, os sistemas com e sem fio funcionavam como redes separadas: a opção com fio era a mais utilizada e a sem fio era limitada a convidados e alguns funcionários que em geral ficavam se movimentando no escritório. Isso mudou com o advento da mobilidade e da lógica BYOD (“traga seu próprio dispositivo”). A mobilidade exige uma rede com e sem fio dimensionável, convergente e de alta velocidade, que pode fornecer um desempenho consistente para o usuário final com o dispositivo que está sendo usado, e sem a localização do usuário sofrer nenhum impacto sobre a experiência.

Para conseguir isso, os administradores de rede devem começar a consolidar suas redes autônomas em uma rede convergente, utilizando os hardwares de rede que são compatíveis com os dispositivos com e sem fio. Além disso, as redes convergentes são menos complexas e fáceis de gerenciar, e eliminam a necessidade de realizar manutenção com arquiteturas, políticas e recursos separados. Muitos fornecedores de hardware, incluindo Cisco, Alcatel-Lucent, Juniper, etc., têm soluções para acesso unificado que podem facilitar a convergência de rede.

Outra coisa a ser considerada é o desempenho de sua rede sem fio. Os administradores de rede devem garantir que suas redes sem fio forneçam o mesmo nível ou um nível melhor de experiência do que com uma rede com fio. Veja algumas dicas para melhorar sua rede sem fio corporativa.

Largura de banda:

Uma maior demanda para a largura de banda WAN causa um grande impacto da mobilidade. A mobilidade e a lógica BYOD acabam gerando aplicativos que competem pela largura de banda com os aplicativos essenciais aos negócios. Com cada usuário utilizando pelo menos dois dispositivos sem fio e inúmeros aplicativos, pode haver um aumento exponencial na demanda por largura de banda da empresa, o que pode levar à saturação dos links, à não entrega dos dados comerciais ou, até mesmo, à inatividade da rede.
Para garantir que a largura de banda WAN não esteja sendo mal utilizada por aplicativos indesejados ou por um tráfego que não tenha a ver com os negócios, a rede deve contar com uma análise de tráfego contínua e em tempo real, utilizando tecnologias como NetFlow e a inspeção profunda de pacotes. A análise de tráfego vai ajudar a determinar quem e o que está usando sua preciosa largura de banda WAN e fornecer informações práticas para ajudar a reprojetar as políticas de QoS ou tomar decisões de planejamento de capacidade.
E, se você ainda não estiver usando o QoS na sua rede, analise o uso atual da banda e implemente políticas de QoS para priorizar os aplicativos comerciais em relação ao tráfego não corporativo. As políticas de QoS são sua melhor aposta para garantir o fornecimento dos aplicativos em uma rede unificada que oferece suporte à mobilidade e à lógica BYOD.

Segurança:

Os dispositivos móveis são uma das principais causas dos problemas de segurança, e a segurança pode ser considerada o maior problema que a mobilidade traz para a empresa. Os funcionários podem acabar sendo “haqueados” ou sendo infectados por um malware ao usarem os dispositivos sem fio em redes públicas não seguras. Medidas de segurança, como firewalls, ACL e os Sistemas de Prevenção de Intrusão (IPS), mostram-se inúteis contra ameaças de segurança que são fisicamente transportadas pela rede. Quando esses dispositivos são conectados à empresa, o pior acontece: os vírus e malwares se espalham para outros dispositivos ou fornecem um acesso de “backdoor” a informações importantes que estão armazenadas na rede.

Os funcionários também tendem a usar dispositivos rooteados que permitem a instalação de aplicativos não verificados de qualquer fonte. O uso de dispositivos com esses aplicativos pode fazer com que um vírus se dissemine na rede, ou a rede acaba sendo vítima do roubo de dados.

Os aplicativos desconhecidos e indesejáveis devem ser bloqueados na rede, e a segurança da rede não deve ficar limitada apenas ao tráfego de entrada, mas também deve abranger o tráfego na LAN. Isso ajuda a detectar anomalias que poderiam ter sido transportadas fisicamente para a rede.

Monitoramento integrado:

O monitoramento é um dos aspectos mais importantes para garantir o desempenho da rede. Não importando se são redes com fio, sem fio ou convergentes, o monitoramento permite que os administradores identifiquem possíveis problemas antes que afetem a continuidade dos negócios. Além disso, o monitoramento pode ajudar um administrador de rede a identificar os dispositivos lentos, os links saturados, os flaps de rota, os servidores de aplicativos que estão falhando, as prioridades incorretas de QoS, as violações de segurança, as anomalias de rede e muito mais. Dessa forma, o administrador de rede começa a ser proativo e pode resolver problemas mesmo antes de os usuários perceberem e começarem a reclamar.

Pequenas coisas:

E não se esqueça das pequenas coisas. Só porque sua empresa oferece suporte à mobilidade não significa que você tenha que permitir todos os aplicativos instalados em um dispositivo da rede. Com certeza permitir todos os aplicativos é algo que só pode acabar gerando problemas de largura de banda ou de segurança, e ambos são indesejados. Você também não precisa aceitar as exigências pessoais dos funcionários… por isso, basta dizer “não” quando lhe solicitarem algumas condições que nada têm a ver com a empresa.

Outra coisa é definir políticas e regras ao usar a rede corporativa. Embora suas políticas organizacionais possam permitir uma rede irrestrita, lembre-se de rever ou registrar os downloads de arquivos, especialmente quando forem maiores do que o normal ou não forem do tipo de arquivo com o qual você está acostumado. Esses downloads podem monopolizar a largura de banda disponível, causando problemas de segurança e, em alguns casos, até mesmo problemas legais.

Finalmente, e mais importante: eduque. Os usuários da rede podem ser o maior problema de segurança que você vai enfrentar. Eduque os funcionários sobre a importância da proteção de dados, sobre a prevenção da perda de dados e sobre a segurança e a privacidade da rede, não importando se estão usando dispositivos com fio, sem fio ou remoto para acessar a rede da empresa.

Don Thomas Jacob, Head Geek da SolarWinds

Tags, ,

Microsoft define representante brasileiro na final mundial da Imagine Cup 2015

A Microsoft definiu o time que vai representar o Brasil na final mundial da Imagine Cup, Copa do Mundo de Tecnologia promovida anualmente pela empresa. O time do eFitFashion se destacou entre os três finalistas da etapa brasileira, cuja final aconteceu em abril, em Curitiba. Com o projeto “Clothes for Me”, a equipe conseguiu a vaga para representar o País na fase global da competição, que ocorrerá no próximo mês, em Seattle, nos Estados Unidos.

O time eFitFashion é formado por estudantes da Universidade de São Paulo (USP) e apresentou um projeto que se destacou na categoria Inovação. O software “Clothes for Me” tem o objetivo de simplificar o processo de confecção de roupas sob medida, permitindo que o usuário gere automaticamente moldes com tamanhos exatos a partir de medidas inseridas no sistema, facilitando o trabalho que antes um alfaiate ou uma pequena confecção teria para conseguir produzir uma peça personalizada.

“Cada etapa que concluímos nessa competição foi um reflexo de todo trabalho e dedicação de três anos ao nosso projeto. Ir para a final mundial significa que nosso trabalho tem potencial e que poderemos mostrar para o mundo o quanto a tecnologia pode contribuir com o segmento de moda, que cresce cada vez mais no mundo todo”, diz Bianca Canezim Letti, porta-voz da equipe brasileira.

“Estamos ansiosos para representar nosso País lá fora. Trazer esse prêmio de volta pro Brasil seria uma recompensa muito gratificante”, conclui a aluna.

A Imagine Cup tem o objetivo de estimular jovens estudantes de diversos gêneros acadêmicos a criar um plano de negócios e ganhar compreensão do que é necessário para levar suas ideias ao mercado, mostrando na prática o poder da inovação. Nos últimos anos, diversos projetos brasileiros têm sido reconhecidos mundialmente.

O Brasil também tem a tradição de ser um dos países com maior representatividade na Imagine Cup em número de inscritos finalistas nas etapas mundiais. No ano de 2014, a competição contou com mais de dois mil inscrições de estudantes brasileiros e este ano o número aumentou para mais de três mil projetos inscritos.

A final mundial da Copa do Mundo de Tecnologia será realizada em Seattle entre 28 e 31 de julho deste ano. Um total de 33 times participará da disputa.

A competição é dividida em três categorias – Inovação, Cidadania Mundial e Games – e um time será eleito campeão em cada uma delas. O prêmio para cada uma das equipes vencedoras é de US$ 50 mil, em dinheiro.

Fonte: Microsoft Brasil

Tags, , ,

Especialistas da Serasa Experian dão dicas para as lojas virtuais aumentarem as vendas no Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados, que será comemorado em 12 de junho, é uma das principais datas comemorativas para o comércio no Brasil. Em um cenário em que os consumidores estão mais cautelosos, diante do quadro atual de inflação, juros altos e desemprego em ascensão, estar preparado para chamar a atenção do cliente é essencial.

Como nessa ocasião muitos consumidores recorrem a internet para encontrar o melhor presente para o seu par, os especialistas da Serasa Experian prepararam uma lista de dicas para que as empresas de e-commerce impulsionarem o faturamento nesta data, sem esquecer da segurança. “Toneladas de e-mails e mensagens atolam as caixas de entrada das pessoas na época de datas comemorativas. Mas isso não basta. É necessário ter planejamento, segurança e usar técnicas de diferenciação para atrair e agradar clientes em potencial e evitar prejuízos”, explica Juliana Azuma, superintendente de Marketing Services da Serasa Experian.

Confira as dicas abaixo:
1- Política de preço: Fator extremamente preponderante para a decisão de compras, o e-commerce precisa focar no valor do produto para ter sucesso no Dia dos Namorados. Com uma solução de precificação inteligente é possível monitorar a concorrência e ter insights sobre as melhores oportunidades de subir ou baixar os preços.

2- Controle interno: Gerenciar vendas e estoque são requisitos primordiais para definir promoções e não perder oportunidades de negócios. Para isso, conte com um bom software de gestão e sistema de backoffice.

3- Atendimento multicanal: Ter um bom relacionamento com o consumidor é essencial. Para isso, é imprescindível estar presente em diversos canais para atender o cliente da forma que ele precisar.

4- Segmente e personalize: O cliente quer customização na hora de receber um e-mail marketing. Então jamais erre o nome dele. Além disso, cuidado para não oferecer produtos inadequados para aquele consumidor.

5- Conecte-se às redes sociais: os botões de compartilhamento e likes podem aumentar a taxa de cliques nas ofertas enviadas por email em relação às mensagens que não possuem. Pode parecer uma dica óbvia, mas deve ser sempre levada em conta no momento de criar uma nova peça para e-mail marketing.

6- Marketing digital: Não basta apenas montar uma boa estratégia de preço, tecnologia de ponta e canais de atendimento, é preciso trazer o cliente para dentro de casa. Invista em posicionamento, SEO, links patrocinados, redes sociais e e-mail marketing e aumente a chance de sucesso de vendas.

7- Blindagem de segurança: Independentemente do porte do comércio eletrônico, é importante utilizar um certificado digital de servidor para garantir que os dados inseridos na transação (como número do cartão, por exemplo) sejam protegidos por protocolos de segurança SSL (Secure Sockets Layer), que estabelecem uma conexão criptografada na transmissão das informações do consumidor. Lojas que possuem este certificado podem ser identificadas, pois têm o http do endereço acompanhado de um “s” no final (https). Há ainda certificados que ativam um destaque em verde na barra do navegador, sendo facilmente reconhecido pelo visitante do site. Um ambiente seguro gera menos interesse de fraudadores e mais confiança do consumidor.

8- Anti-fraude: estudo feito pela Serasa Experian apontou que a maioria das fraudes no comércio eletrônico ocorrem durante a madrugada, entre 1 hora e 5 horas da manhã. Por isso, instituir o boleto como única forma de pagamento neste período diminui a chance da loja ser vítima de golpes.

9- CPF não basta: No e-commerce, não basta avaliar o risco de fraude apenas com a consulta ao CPF utilizado na compra. É preciso levar em conta outros fatores como o dispositivo utilizado pelo comprador (computador, tablet, smartphone ou TV), cidade, estado e até país de onde vem a compra. Para isso, há ferramentas antifraude específicas que criam regras capazes de apontar fatores suspeitos como, por exemplo, o uso de sites de tradução para realização da compra, que pode indicar fraude internacional. A ferramenta emite um alerta quando o comportamento suspeito é identificado

Tags, , , , , ,

Instituto Curitiba de Informática cria área de novas tecnologias

00002014

Com o objetivo de oferecer serviços e produtos inovadores para a gestão pública, o ICI investiu em uma área de novas tecnologias. “Os colaboradores da equipe dedicam-se a pesquisar e internalizar conhecimentos que podem ser aplicados tanto nos produtos atuais do ICI quanto em novas soluções”, explica o gerente de Sistemas Wagner Morais Correa.

“O objetivo é que possamos estimular diversas equipes do ICI na aplicação de novas tecnologias, oportunizando o trabalho em diferentes áreas de interesse dos colaboradores”, afirma. Para ele, o ganho se dá no desenvolvimento tecnológico e na valorização dos profissionais dentro do ICI.

O aplicativo do Cartão Qualidade, com previsão de lançamento no final de junho, foi o primeiro produto a ser desenvolvido com o apoio dos colaboradores do setor. “Depois de pesquisar novas tecnologias, formam-se núcleos dentro das equipes que se tornam responsáveis por dar continuidade ao desenvolvimento”, afirma Wagner.

De acordo com o gerente, o ICI investiu em licenciamento de software para o uso da plataforma Xamarim e também na aquisição de equipamentos que permitem desenvolver soluções mobile para sistemas Android e IOS, além de treinamento para os colaboradores.

Fonte: Instituto Curitiba de Informática

Tags, , , , ,

12º Prêmio E-bit Melhores Lojas do E-commerce elege players “mais queridos” dos consumidores

A E-bit (www.ebit.com.br), empresa especializada em informações do comércio eletrônico, abriu a votação para a 12ª edição do Prêmio E-bit Melhores Lojas do E-commerce, na categoria “Lojas Mais Queridas”. Decidida por voto popular através do site da E-bit, o consumidor tem até o dia 02 de julho para escolher entre as indicadas em nove categorias.

Ao todo, são mais de 100 lojas que disputarão a preferência do público como “Loja Diamante Mais Querida” e também nas categorias “Alimentos e Bebidas”; “Bebês”; “Casa e Decoração”; “Cosméticos e Perfumaria”; “Livraria e Entretenimento”; “Moda e Acessórios”; “Petshop”; e “Saúde”.

Além dessas, a E-bit premia ainda as Melhores Lojas do Ano, tendo como critério aquelas que obtiveram as melhores notas em 2014, baseado nas pesquisas coletadas com consumidores no pós-compra. A premiação anual, a mais tradicional do setor e considerada o “Oscar do Varejo Online”, acompanha o desempenho do mercado no ano anterior e reconhece as lojas que prestaram um serviço de excelência para o consumidor.

Bastante aguardado pelas lojas, o prêmio é motivo de muito orgulho para os varejistas brasileiros. “O reconhecimento da E-bit é resultado do esforço e planejamento executado pela empresa no decorrer do ano para conquistar o cliente. É o reflexo do trabalho de toda uma equipe no objetivo de se destacar diante da concorrência”, explica André Ricardo Dias, diretor executivo da E-bit.

A cerimônia de premiação será realizada no dia 29 de julho, durante o Fórum E-commerce Brasil, em São Paulo, um dos eventos mais importantes do varejo digital.

Para votar, acesse http://www.ebit.com.br/premio-ebit-2015.

Tags, ,

Atento foi eleita Agência do Ano na especialidade Call Center / Contact Center no ABEMD 2015

A Atento (NYSE: ATTO), uma das empresas líderes mundiais em serviços de gestão de clientes e terceirização de processos de negócios (CRM / BPO) foi uma das grandes premiadas da XXI edição do Prêmio ABEMD, realizada ontem, em São Paulo.

Como prova das melhores práticas na gestão da experiência do cliente, a Atento foi reconhecida como destaque e eleita Agência do Ano na especialidade Call Center / Contact Center, além de ter conquistado mais seis prêmios em parceria com importantes clientes, sendo um ouro, dois prata e três bronze.

Para Atento, é motivo de orgulho receber os prêmios da Abemd, amplamente reconhecidos pela sua trajetória no mercado e prestígio no País, que somam-se aos reconhecimentos internacionais que companhia tem conquistado ao longo dos anos – pela sua contribuição na Espanha e na América Latina como líder no segmento de CRM / BPO.

De acordo com Nelson Armbrust, diretor geral da Atento no Brasil, “é uma grande honra sermos reconhecidos novamente pelo setor com sete prêmios, e a Atento ter sido eleita, pelo segundo ano consecutivo, como Agência do Ano em nosso segmento. Essas conquistas demonstram a dedicação e empenho de todos os nosso funcionários na busca pela excelência na prestação de serviço aos clientes e alinhamento com os objetivos de negócio dos nossos clientes”. “Estamos orgulhosos de estar ao lado de clientes como Bradescard, Ford, Motorola e Vivo nesta conquista”, completa.

Alejandro Reynal, CEO Atento, complementa “os prêmios são um indicador importante, pois demostram que estamos no caminho certo na oferta de soluções para os nossos clientes. Ter uma plataforma multicanal avançada para atender às necessidades de cada companhia, bem como nosso compromisso com a inovação, com a eficiência das operações e com o desenvolvimento de nossos profissionais são pilares fundamentais para o desempenho da nossa estratégia de negócios. ”
No total, a Atento conquistou sete troféus na categoria Call Center/Contact Center:

Prêmio Case Cliente
Prêmio de Agência do Ano Especialidade Call Center / Contact Center Atento
Ouro Gestão com compromisso de liderança inovadora. Bradescard
Prata Controlar para rentabilizar Ford
Prata Talking to the customer Motorola
Bronze Reconhecimento A+ Vivo
Bronze Abordagem e Soluções Completas de Internet Elevam Satisfação e Resultados Vivo
Bronze Excelência no atendimento. Bradescard

Sobre o Prêmio ABEMD

O Prêmio ABEMD é um dos mais prestigiados na área de marketing direto no Brasil. Ele avalia e reconhece as melhores práticas e cases de sucesso no mercado, levando em consieração a criação de campanhas, definição de estratégias e a conquista de resultados.

Tags, , , , ,

LinkedIn analisa carreira de recrutador no Dia do Profissional de Recursos Humanos

Estudo compara as gerações de recrutadores e revela a evolução da profissão, habilidades e a força de suas atuais ferramentas

Qual é o perfil e habilidades dos recrutadores modernos? Para celebrar o Dia do Profissional de Recursos Humanos, comemorado em 03 de junho, o LinkedIn, a maior rede profissional do mundo, analisou como eram os recrutadores antigamente e traçou um paralelo entre as diversas gerações até os dias de hoje. Clique aqui e confira o infográfico.

A principal diferença entre os profissionais do passado para os de agora são as ferramentas utilizadas na busca por candidatos. O avanço da tecnologia revolucionou essa área. Enquanto nos anos 40 existiam apenas as agendas de contato, os cartões de visita e máquinas de escrever, atualmente a principal ferramenta dos recrutadores é a internet e as redes sociais, o que trouxe mais assertividade e rapidez nas contratações e, principalmente, capacidade de segmentação em alta escala. Isso significa que, hoje em dia, é muito mais fácil encontrar o profissional certo para preencher uma vaga sem, obrigatoriamente, ser uma pessoa conhecida ou próxima dos contatos do recrutador.

“Ao analisarmos como os recrutadores atuavam em cada geração, podemos enxergar que, até os anos 2000, a principal busca e triagem estavam entre os profissionais ativos, ou seja, aqueles que buscam ativamente por recolocação ou uma oportunidade”, afirma Bernardo Brandão, gerente de Soluções de Talentos do LinkedIn para a América Latina. “Com os avanços da internet e das redes sociais profissionais, o perfil mudou e, atualmente, temos também um forte contato com profissionais passivos. Esses profissionais, por mais que não estejam procurando novos empregos, são abertos a conversas e possíveis negociações”.

De acordo com Bernardo, o recrutador deixou de atuar de modo meramente operacional e focado somente na seleção dos profissionais que se candidatavam a uma vaga para ser um profissional estratégico, que utiliza os canais digitais e as redes social profissionais para promover a marca empregadora das suas empresas, aplicando os conceitos de marketing em recrutamento e conhecendo profundamente o negócio da empresa, além de trabalhar em parceria com as áreas de negócio, marketing e comunicação, transformando-se em um conselheiro estratégico para as organizações.

“Com isso podemos destacar que as habilidades de recrutamento, triagem, entrevista, aquisição e gestão de talentos foram ampliadas e aprimoradas com o passar do tempo. E com o grande volume de candidatos, os recrutadores modernos precisam ter um olhar mais clínico para conseguir recrutar, não só profissionais técnicos, mas também aqueles adaptáveis a diferentes situações e de valores similares ao de sua empresa ou cliente”, explica.

Tags, , , , ,

Comissão da Câmara dos Deputados aprova incentivo para empresas startups de tecnologia

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou proposta que cria regime tributário diferenciado para as novas empresas de tecnologia das áreas de informática e internet. A matéria isenta esses empreendimentos, conhecidos como startups, de impostos federais por dois anos, prorrogáveis por mais dois.

Seriam beneficiadas as empresas com receita bruta trimestral de até R$ 60 mil e no máximo quatro empregados. A beneficiária poderá optar pelo Simples Nacional assim que terminar o período de enquadramento ou a qualquer momento em que exceder o limite de faturamento desse regime.

As medidas estão previstas no Projeto de Lei 6625/13, do Senado, que recebeu parecer pela aprovação do relator, deputado Vitor Lippi (PSDB-SP). A matéria foi aprovada com três alterações sugeridas por ele.

Modificações
A primeira emenda deixa claro que o projeto é voltado para empresas de tecnologia da informação.

A segunda diz respeito ao aporte de recursos e modifica a redação de parte do projeto. O texto original vincula a constituição do capital da empresa ao aporte de doações, financiamento e bolsas. A emenda, ao contrário, determina que a empresa poderá receber esses recursos, mas não necessariamente. “O aporte de recursos de financiamento e de bolsas destina-se à aquisição de bens e ao custeio de recursos humanos, não necessariamente caracterizando acréscimo de capital social de empresa. Da mesma forma, as doações recebidas incorporam-se aos rendimentos da empresa e aos lucros do período, não integralizando necessariamente o capital social”, explicou Lippi.

Faturamento
A última modificação amplia o limite de faturamento trimestral para R$ 60 mil – o projeto original previa R$ 30 mil para enquadramento no incentivo. “O limite de faturamento trimestral de R$ 30 mil corresponde a um faturamento mensal de R$ 10 mil e é muito baixo até mesmo para os padrões de uma start-up”, disse o relator.

Vitor Lippi ressaltou que a proposta é um estímulo para a criação dessas empresas, uma vez que o atual sistema tributário brasileiro é um entrave ao desenvolvimento desses empreendimentos.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

PL-6625/2013
Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Regina Céli Assumpção

Fonte: Agência Câmara Notícias

Tags, ,

Avanade aponta seis passos para chegar ao Negócio Digital

As tecnologias digitais oferecem uma oportunidade para criar novas formas de trabalho, que podem beneficiar clientes, funcionários e, por consequência, o próprio negócio. Empresas que adotam estratégias digitais melhoram seu posicionamento e se diferenciam da concorrência, com produtos e serviços inovadores que impulsionam novas experiências. Hoje, conceitos como mobilidade, big data, social media e computação em nuvem não são mais “emergentes” e já desempenham papel cada vez mais vital na TI e estratégias de negócios das companhias.

Neste cenário, a tecnologia digital tornou-se essencial e as organizações adaptam suas estratégias para aproveitar melhor os benefícios trazidos por ela. Assim, além de olhar para o futuro, as empresas devem imaginar o que elas podem fazer dentro de seu negócio hoje, para conduzir experiências mais abrangentes, que tragam seus públicos para perto de si. A Avanade, fornecedora global de soluções de tecnologia de negócios e serviços gerenciados, traz seis passos estratégicos para tornar seu negócio digital e transformar experiências dos públicos internos e externos:

1. Simplifique interações em multicanais para aproximar o cliente em todos os pontos de contato. Estar presente em diversos canais permite interagir e compreender melhor o comportamento de seu consumidor. Isso faz com que as empresas tenham uma visão ampliada e estratégica sobre o indivíduo no momento do contato e possam responder mais rapidamente às suas necessidades.

2. Dê poder para que seu público seja autossuficiente e viabilize o autoatendimento. Atualmente, os clientes estão no controle do relacionamento e as empresas devem viabilizar experiências digitalmente habilitadas em todos seus contatos. Uma pesquisa da Avanade revela que 50% dos usuários de smartphones preferem usar um aplicativo de atendimento ao cliente para resolver problemas antes de ligar para a central de atendimento[1]. Ao permitir essa autonomia, a empresa se aproxima do cliente ao mesmo tempo em que dá a ele uma melhor assistência, seguindo sua jornada de compra não-linear e descentralizada, disponível 24 por 7.

3. Unifique e sincronize informações relevantes dos clientes, disseminando-as para áreas estratégicas da companhia, como Vendas e Marketing. De acordo com uma pesquisa realizada pela Accenture[2], 82% dos líderes de vendas não direcionam executivos de atendimento para aproveitar as oportunidades de cross-selling ou up-selling. Isso significa que, apesar de deterem as informações de consumidores, muitas vezes elas estão distribuídas em departamentos distintos e as empresas não sabem como conectar os silos de dados entre canais para proporcionar uma informação útil e em tempo real. Por isso, é importante a troca de dados para que haja o aumento da assertividade de ações em favor do negócio e gerar ganho de oportunidades

4. Conecte pessoas, processos e tecnologia. Transformar e consolidar processos proporciona benefícios e permite simplicidade e eficiência. “Obter sistemas integrados facilitam a tomada de decisão, que necessitam cada vez mais de velocidade e precisão. No caso do conceito Digital, quando as empresas escolhem adotar mobilidade, big data, social e computação em nuvem de forma integrada, passam a enxergar o cliente de forma mais completa, identificando padrões de comportamentos e necessidades”, diz Hamilton Berteli, vice-presidente de expansão de mercado da Avanade Brasil. De acordo com a pesquisa da Avanade[3], 78% das empresas que implantaram um ambiente digital observaram um aumento na produtividade dos funcionários e um trabalho em equipe mais eficiente, e 70% experimentou um aumento das receitas.

5. Personalize as interações com o cliente. 56% dos consumidores já chegaram a pagar mais por um produto porque tiveram uma melhor experiência de compra[4]. Por isso, entender seu cliente é fundamental e, para adquirir esse conhecimento, é necessário analisar todo processo de compra, além de integrar os departamentos para que possam colaborar de forma mais efetiva. “Uma TI também focada nas necessidades do negócio pode ser a base para essa integração, que proporciona uma plataforma única, ferramentas para análise de dados, mobilidade e uma melhor experiência do usuário”, comenta Berteli. Neste contexto, uma solução como o Personal Shopper Remote, da Avanade, ajuda o varejista a melhorar a agilidade nos negócios, produtividade dos funcionários e fidelização do cliente.

6. Desenvolva métodos em prol dos ambientes móveis. Em 2014, mais de 54,5 milhões de smartphones foram vendidos no Brasil[5]. As pessoas usam os dispositivos móveis tanto para suas vidas pessoais quanto profissionais. Por isso, é fundamental que as organizações atuem dentro desses ambientes, criando políticas formais para uso de dispositivos móveis, que possibilitem ao time de campo ter a informação que precisa, a qualquer momento. Porém, apesar de 76% dos líderes de vendas de organizações no mundo enxergarem que o CRM móvel melhora o desempenho da sua equipe, apenas 30% delas apresentam políticas formais para uso de tablets em suas forças de venda[6].
Para mais informações sobre o conceito Digital da Avanade e sua aplicação, entre em contato e agende uma entrevista.

[1] SpeechCycle and Echo Research Study, 2011.
2 Accenture, ‘Top Five Focus Areas for Improving Sales Effectiveness Initiatives’, 2013.
3 Pesquisa Vanson Bourne encomendada pela Avanade Inc, 2014.
4 Avanade, ‘Global Survey: B2B is the new B2C. The Consumerization of Enterprise Sales’; November 2013.
5 Pesquisa IDC, publicada em abril/2015.
6 Accenture, ‘Top Five Focus Areas for Improving Sales Effectiveness Initiatives’, 2013.

Tags

Rescue+Mobile permite controlar um smartphone remotamente como se estivesse em suas mãos

O número de smartphones no Brasil cresce mês a mês. Segundo dados da IDC, agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), só nos três primeiros meses de 2015 foram vendidos 14,1 milhões de aparelhos. Para 2015 a expectativa é vender 63,3 milhões de aparelhos, 15% a mais do que em 2014.

Com o aquecimento desse mercado, vale destacar que as fabricantes e operadoras precisam estar atentas em como atender bem os clientes, já que com tantos aparelhos em uso, o bom e rápido atendimento contam pontos a favor quando um cliente vai procurar por uma marca ou escolher a sua operadora.

Justamente para atender essa demanda, a LogMeIn dispõe do Rescue+Mobile, solução de suporte remoto que capacita help desks e call centers a solucionar os problemas, dos mais simples aos complexos, a qualquer momento, em qualquer lugar, permitindo o controle do smartphone virtualmente como se o atendimento estivesse ao seu lado.

“A partir do momento que uma fabricante, operadora ou empresa adotaessa solução, o usuário não precisará mais quebrar a cabeça para adicionar uma nova conta de email, mudar a configuração do teclado ou liberar espaço de memória, por exemplo. Mediante autorização do usuário, o técnico entra no smartphone do cliente e resolve todos os problemas para ele remotamente”, destaca Gustavo Boyde, gerente de Marketing da LogMeIn para América Latina. Para o técnico, por sua vez, o acesso ao celular é feito pelo computador, ou seja, em um ambiente muito mais propício para a solução de qualquer demanda. Além disso, problemas recorrentes podem ser resolvidos em um clique com o “click tofix”, onde os problemas mais comuns são identificados automaticamente e podem ser resolvidos em apenas um clique.

Os call centers que utilizam o Rescue registraram um aumento significativo em sua pontuação CSAT (Computer Supported Telecommunication Applications), além de um crescimento de até 45% na classificação da ferramenta Net Promoter, métrica criada para medir a satisfação e a lealdade dos clientes das empresas, independente da área de atuação.

“Hoje 4 das 5 maiores empresas de celular do mundo já usam a solução da LogMeIn e o Brasil tem muito o que melhorar nesse segmento, principalmente agora com o grande número de smartphones sendo utilizados. Empresas de outros países já usam a tecnologia”, comenta Boyde.

“Com o suporte remoto, permitimos que nossa equipe opere com mais eficiência, e ao mesmo tempo, aumente a satisfação do cliente. Nossos agentes foram capazes de resolver mais questões já no primeiro contato e em menos tempo. O Rescue+Mobile permite oferecer suporte aos clientes com dispositivos móveis mais complexos com o mesmo padrão de qualidade que eles costumam receber no suporte a PCs. Além disso, o recurso incorporado que permite coletar feedback dos clientes após as sessões ajudou-nos a monitorar o aumento nos índices de satisfação do cliente”, avalia MarkusBaumhaus, gerente de projetos para Experiência do Cliente da Vodafone Alemanha.

“Ser capaz de ver e controlar os dispositivos remotos do meu computador é fantástico, sem contar a enorme economia de tempo e a eliminação de várias etapas no processo de suporte remoto”, afirma Walter Thompson, especialista em Sistemas de Informação daNuStar Energy.O Rescue+Mobile oferece suporte aos dispositivos e sistemas operacionais mais populares mundialmente como Android, iOS, BlackBerry, Windows Mobile e Symbian.

Tags, , , , , , ,

Grupo Outernet cria Núcleo de Controle Operacional para monitorar telas em tempo real

view.aspx

O Grupo Outernet, holding do Grupo Bandeirantes especializada em mídia digital out of home e que controla as empresas Outernet e Modern Airport Media, acaba de implantar o Núcleo de Controle Operacional (NOC) nas suas mídias em São Paulo. Esta tecnologia permite o controle centralizado e em tempo real de todos os painéis digitais presentes nos aeroportos, metro, trens e ônibus e em breve controlará os nossos mais de 20 mil painéis digitais localizados em 29 cidades brasileiras.

O NOC monitora, transmissão e conectividade do conteúdo e exibição de campanhas publicitárias, transmitidas para os painéis digitais.”Testamos o NOC por oito meses nos painéis digitais de ônibus e trens do metrô. Há dois meses unificamos nossas operações nesta única plataforma. Isso permitiu que todas as operações de cada empresa sejam monitoradas em tempo real”, conta Lyzbeth Cronembold, diretora de Tecnologia e Operações Out Of Home da Outernet.

Os recursos tecnológicos do NOC facilitam o dia a dia e inovam a experiência das empresas do grupo com seus clientes. “O NOC elevou nossas operações a um novo patamar de credibilidade. Com ele podemos assegurar que as operações estarão ativas por 24 horas e em caso de manutenções corretivas, garantimos a exibição aos nossos clientes e plena prestação de serviço aos usuários”, explica. O funcionamento do NOC não para, são 24 horas por dia, sete vezes por semana.

Para a Modern Airport Media, responsável pela operação e comercialização de todos os espaços publicitários do GRU Airport, em São Paulo, são muitos os benefícios ao usar o NOC. “O fato de controlarmos as campanhas, nos mais de 300 painéis digitais em formatos totalmente diferenciados, facilitou os processos diários e assegurou a exibição e transmissão de todo o conteúdo”, explica.

Tags, , , , , ,

Nokia Networks entra no mercado de infraestrutura de nuvem com o lançamento da solução AirFrame de Data Center

Em seu aniversário de 150 anos, a Nokia continua a inovar e reinventar-se sendo a primeira fornecedora a mesclar, de maneira efetiva, os domínios de TI e telco cloud, com o lançamento de sua solução AirFrame Data Center. Esta é a primeira oferta que combina os benefícios das tecnologias de computação em nuvem com os rigorosos requisitos de core e rádio no mundo telco. A solução Nokia Airframe Data Center já vem preparada para o 5G e apoia a visão de uma arquitetura de nuvem mais flexível e bem distribuída, que é a base para entregar os requisitos de latência e processamento de dados do futuro. A solução Nokia AirFrame Data Center já está disponível para implementação.

Primeira solução que comporta eficientemente os mundos de TI e telecomunicações

Os primeiros passos para a telco cloud focavam em direcionar os aplicativos principais para um ambiente virtualizado, oferecendo benefícios imediatos ao acrescentar escabilidade, flexibilidade e agilidade nos negócios. No entanto, ao programar uma arquitetura abrangente em nuvem, as operadoras são confrontadas com exigências estritas de latência e uma demanda extremamente elevada de poder de processamento. A nova solução Airframe Data Center é a primeira a abordar diretamente esses requisitos e efetivamente fundir os domínios de telco e TI em um único lugar, utilizando a tecnologia Intel® de alto desempenho.

No desenvolvimento da estrutura, a Nokia Networks investiu para avançar ainda mais a tecnologia de hardware para data center. Suas inovações entregarão uma capacidade de aceleração que ajudará as operadoras a ampliar sua eficiência e se diferenciar no mercado. Para continuar avançando em suas soluções, a Nokia Networks abriu uma estrutura de pesquisa dedicada ao desenvolvimento da tecnologia de data center. Com esta base sólida, a solução Nokia Airframe Data Center traz, de maneira eficiente, o que é necessário para mesclar os domínios de TI e de telecomunicações e preparar o caminho para a tecnologia 5G.

Airframe: uma forma única para as operadoras implementarem a nuvem

• Oferece significativos ganhos de eficiência ao executar aplicações que demandam dados telco, como Virtual Network Functions (VNFs);

• Totalmente compatível com padrões de TI e capaz de executar as aplicações mais comuns de TI em nuvem em paralelo às de telecomunicações;

• Permite às operadoras implementarem não só a sua estratégia NFV, mas também expandir-se para novos modelos de negócios, tais como alugar capacidade do data center para aplicações de TI de seus clientes;

• Implementa as práticas de segurança mais avançadas de telco cloud, testadas e aprovadas no Centro Nokia de Segurança em Berlim;

• Adere a abordagem da Nokia Networks de padrões abertos, e está em conformidade com o ETSI NFV, garantindo o sucesso de implementações na nuvem de telecomunicações;

• Pronta para 5G, com uma solução avançada de gerenciamento de nuvem para lidar com a arquitetura da telco cloud (centralizada / distribuída), incluindo orquestração de segurança que automatiza e gerencia o ciclo de vida de políticas e funções de segurança;

• Sustenta vários VNFs da Nokia, incluindo OSS / CEM e o mais recente lançamento da empresa em arquitetura Radio Cloud.

Os componentes da estrutura incluem:

• Servidores e Switches Nokia Airframe Cloud – racks pré-integrados com servidores ultra densos, switches de alto desempenho e armazenamento de software definido. As melhorias propostas pela Nokia Networks o tornam mais eficiente do que outras soluções para execução de VNFs exigentes;

• Serviços de Data Center – O Airframe é complementado por um conjunto de serviços profissionais prestados por especialistas em serviços da empresa e orientado para programar, monitorar e operar centros de dados telco cloud.

Sandra Rivera, Vice-Presidente e Gerente Geral do grupo de plataformas de rede da Intel, diz: “Estamos satisfeitos em apoiar a Nokia Networks nesse caminho para fornecer uma solução de data center que satisfaça os requisitos mais exigentes do ambiente telco cloud. Acreditamos que os principais processadores e tecnologias de virtualização da Intel combinados com o profundo conhecimento da Nokia Networks no mercado de telecomunicações irá acelerar a adoção de tecnologias de nuvem implantadas pelas principais operadoras do mundo inteiro.”

Marc Rouanne, Vice-Presidente Executivo de banda larga móvel, da Nokia Networks, diz: “A Nokia Networks está mudando o jogo de telco cloud. Estamos assumindo a convergência TI-telco com uma nova solução para contestar a abordagem tradicional de data center de TI. Desde o início, a Nokia Networks tem sido uma precursora da inovação em telco cloud*. Esta nova solução traz telcos de alta disponibilidade, focando em segurança de confiabilidade bem como baixa latência, enquanto alavanca o profundo conhecimento em redes da empresa e o forte relacionamento com operadoras para tratar de um mercado cada vez mais focado na nuvem, com um valor na casa das dezenas de bilhões de euros.”

Tags, , , ,

ESET identifica falsa versão do Dubsmash no Google Play

Os pesquisadores do Laboratório da ESET – fornecedora de soluções de segurança da informação – descobriram uma falsa versão do famoso aplicativo Dusbmash, na página do Google Play, loja de apps para Android.

A fraude é um trojan (Cavalo de Troia) que carrega um código malicioso, e uma vez baixado pelo usuário, inicia um intenso tráfego de internet por sites pornográficos no dispositivo, sem que a pessoa perceba. Na prática, ele ativa conteúdos adultos no equipamento a cada 60 segundos no WebViews, dentro de uma janela invisível, o que aumenta o tráfego de dados e o valor da conta mensal do celular.

O falso aplicativo atinge principalmente equipamentos Android que não têm soluções de segurança instaladas. E as estimativas são de que mais de 100.000 downloads foram realizados do trojan, que foi excluído da Google Play.

“A popularidade dos aplicativos, chama a atenção de cibercriminosos. Por isso, os usuários precisam ter cuidado redobrado na hora de clicar em links e realizar downloads, assim como precisam garantir que uma solução de segurança esteja instalada e atualizada no dispositivo, se quiserem ficar protegidos desse tipo de ameaça”, afirma Camillo Di Jorge, Country Manager da ESET no Brasil.

Sobre a ESET
Fundada em 1992, a ESET é uma fornecedora global de soluções de segurança que provê proteção de última geração contra ameaças virtuais. A empresa está sediada na cidade de Bratislava (Eslováquia), com centros de distribuição regionais em San Diego (Estados Unidos), Buenos Aires (Argentina) e Singapura, e com escritórios em São Paulo (Brasil), Cidade do México (México), Praga (República Chega) e Jena (Alemanha). A ESET conta ainda com Centros de Pesquisa em nove países e uma ampla rede de parceiros em mais de 180 localidades.

Desde 2004, a ESET opera na América Latina, a partir de Buenos Aires, onde conta com uma equipe de profissionais capacitados a responder às demandas do mercado local de forma rápida e eficiente, a partir de um Laboratório de Pesquisa focado na investigação e descoberta proativa de várias ameaças virtuais.

Além de seu produto mais conhecido, o ESET NOD32 Antivírus, desde 2007, a ESET oferece o ESET Smart Security, uma solução unificada que utiliza a multipremiada proteção proativa. As soluções ESET oferecem aos clientes corporativos o maior retorno sobre investimento (ROI) da indústria, ao garantir uma alta taxa de produtividade, velocidade de exploração e um uso mínimo de recursos.

Tags, , ,

Securing Smart Cities: os maiores especialistas em segurança se reúnem para proporcionar mais segurança às cidades modernas

Está sendo lançada uma nova iniciativa global sem fins lucrativos, a Securing Smart Cities. Com o apoio de grandes pesquisadores, empresas e organizações da área de TI, como IOActive, Kaspersky Lab, Bastille e Cloud Security Alliance. O projeto tem como objetivo solucionar os desafios de cibersegurança enfrentados pelas cidades inteligentes por meio da colaboração e do compartilhamento de informações. O grupo atuará como um centro de comunicação entre empresas, governos, agências de notícia, organizações sem fins lucrativos e indivíduos do mundo inteiro envolvidos na criação, aprimoramento e promoção de tecnologias inteligentes e seguras para as cidades modernas.

O conceito das cidades inteligentes é bastante atual e há muitas organizações trabalhando em soluções para tornar as áreas urbanas mais eficientes em termos de consumo de energia, conforto, ecologia e segurança física. Infelizmente, poucas consideram a questão da segurança digital. Quanto mais organizações de TI participarem da criação das cidades inteligentes, maior será o risco potencial envolvido. Devido ao custo e à complexidade das cidades inteligentes, se a segurança não for tratada logo no início, será muito difícil lidar com esses problemas depois. No final, essas cidades acabariam ficando vulneráveis.

O objetivo da iniciativa Securing Smart Cities é evitar que isso aconteça, por exemplo:

• Informando urbanistas e fornecedores sobre a importância e as vantagens financeiras da adoção de práticas recomendadas de segurança;

• Colaborando com parceiros no compartilhamento de ideias e metodologias;

• Reforçando a importância e os benefícios da introdução da segurança logo no início do ciclo de desenvolvimento de um planejamento ou projeto;

• Promovendo parcerias entre cidades, fornecedores e a comunidade de segurança;

• Criando normas, diretrizes e recursos para ajudar a melhorar a cibersegurança em todas as áreas relacionadas às cidades inteligentes.

Os participantes da Securing Smart Cities acreditam que essa iniciativa ajudará a compartilhar conhecimento sobre a segurança digital das cidades modernas de forma eficiente e responsável. Ela será a conexão entre fornecedores de equipamentos de automação de infraestrutura e pesquisadores de segurança preparados para confirmar o funcionamento seguro desses produtos. Também reunirá a administração das cidades com a comunidade de segurança para trabalharem em conjunto na resolução dos novos problemas da cibersegurança.

“Não se pode resolver a segurança digital de uma cidade inteligente moderna sozinho. O conceito envolve tantas tecnologias diferentes, que se comunicam entre si de tantas maneiras, que a única forma de prever e eliminar todas as questões de segurança possíveis é com a colaboração de especialistas de todo o mundo. E esse é o objetivo do projeto Securing Smart Cities”, diz Cesar Cerrudo, CTO da IOActive e membro do conselho da iniciativa.

“As cidades inteligentes representam uma enorme oportunidade de crescimento, sustentabilidade e melhoria social. No entanto, os projetos não podem ser apenas inteligentes, também precisam ser seguros. A utilização de tecnologias integradas e o aproveitamento da “Internet das coisas” na infraestrutura das cidades gera um risco que deve ser considerado e monitorado para garantir a segurança da população. Vamos trabalhar junto aos urbanistas e às construtoras para conscientizá-los sobre ameaças virtuais e compartilhar informações sobre como atenua–las antes que afetem as pessoas”, declarou Chris Rouland, fundador e CEO da Bastille e membro do conselho da Securing Smart Cities.

“A Securing Smart Cities visa solucionar os problemas cibernéticos em cada etapa do desenvolvimento dessas cidades, do planejamento até a implementação efetiva das tecnologias inteligentes. Convidamos as administrações municipais, os fornecedores de equipamentos e software e os pesquisadores de segurança a participar dessa discussão”, diz Patrick Nielsen, principal pesquisador de segurança da Kaspersky Lab e membro do conselho da Securing Smart Cities.

Para obter mais informações e saber das novidades sobre as atividades da iniciativa, visite: http://securingsmartcities.org.

Tags, , , , , , ,

Gartner anuncia crescimento de 5,3% no mercado mundial de software de segurança em 2014

O Gartner Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, informa que a receita mundial de software de segurança chegou a US$ 21,4 bilhões em 2014, registrando um aumento de 5,3% em comparação com os US$ 20,3 bilhões alcançados no ano anterior. Essas e outras informações serão apresentadas durante a Conferência Gartner Business Intelligence, Analytics & Information Management, que acontecerá nos dias 23 e 24 de junho (terça e quarta-feira), no Sheraton São Paulo WTC Hotel.

O baixo crescimento em plataformas de proteção de terminais e o declínio em software de segurança do consumidor — mercados que, juntos, representam 39% do total — deslocaram o forte desempenho em áreas de alto crescimento, como Gerenciamento e Correlação de Eventos de Segurança (SIEM), Secure Web Gateway (SWG), Gestão e Administração de Identidade (IGA) e Prevenção de Perda de Dados (DLP).

“O crescimento geral do mercado aumentou ligeiramente (5,3%) em 2014, em comparação com 4,9% de 2013. Embora o segmento de SWG tenha apresentado um crescimento de apenas um dígito em 2014, implantações de SWG híbridas e baseadas em Nuvem estão se popularizando cada vez mais. Conforme o tráfego de dados corporativo das organizações fica mais exposto na internet, e se move para fora do controle das fronteiras tradicionais de segurança de rede, as tecnologias de SWG continuam como uma peça importante da estratégia geral de tecnologia de segurança para a maioria das organizações”, afirma Sid Deshpande, Analista-diretor de Pesquisas do Gartner.

Mais uma vez, a Symantec foi a principal fornecedora de software de segurança em termos de receita, embora a empresa tenha sofrido seu segundo ano consecutivo de queda, caindo 1,3%, para US$3,7 bilhões. Um decréscimo de 6,2% no segmento de software de segurança do consumidor (que corresponde a 53% da receita de software de segurança da Symantec) foi a principal causa do declínio no crescimento geral.

A receita de software de segurança da segunda colocada, a Intel (McAfee), cresceu 4,6% em 2014, atingindo US$1,8 milhão. Quedas de receita em dois dos principais mercados (software de segurança do consumidor e plataformas de proteção de terminais), que formam 75% da receita de software de segurança, fizeram o contraponto ao desempenho saudável em outros segmentos.
Em terceiro lugar, a receita de software de segurança da IBM cresceu 17% em 2014, chegando a US$1,5 bilhão. Seus produtos de software SIEM cresceram 21%, impulsionados pela forte adoção desta categoria de produtos por organizações e provedores de serviços de segurança gerenciados (MSSPs).

O mercado de DLP cresceu 15,8% em comparação ao ano anterior, atingindo US$643 milhões em 2014, principalmente por conta dos bons resultados da Symantec neste segmento, que responde por praticamente metade de todo o mercado. O desempenho estável dos principais fornecedores também contribuiu para esse crescimento marcante. Entretanto, para Ruggero Contu, Diretor de Pesquisas do Gartner, 2014 foi o último ano em que o mercado exibiu níveis de crescimento sólidos de dois dígitos, tendo em vista a expansão de soluções de DLP no canal (C-DLP) e “DLP lite”. “A maioria dos provedores já estabelecidos neste espaço está transformando o modo como fornecem capacidades compreensivas de DLP, e este período de transição provavelmente afetará o crescimento dos próximos anos”, afirma o Analista do Gartner.

O mercado de SIEM cresceu 11% em 2014, atingindo rendimento de US$1,6 bilhão. O intenso foco em detecção e resposta a ameaças, demonstrado por compradores de recursos de segurança, contribuiu para o resultado marcante deste segmento do mercado. Em complemento ao foco corporativo na compra de tecnologia SIEM no local, provedores de serviços de segurança gerenciados emergiram como um mercado crescente a ser atendido por fornecedores de SIEM. Empresas que inicialmente adotaram essas soluções, particularmente em mercados emergentes, também foram responsáveis diretas por esse crescimento.

Tags

Sensores de alta performance ganham destaque no CIAB 2015

O Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras (CIAB-Febraban) comemora 25 anos de muito sucesso na América Latina, trazendo sempre o que há de mais avançado nesse segmento. Mais de dois mil executivos do setor financeiro devem visitar o Transamérica Expo Center entre os dias 16 e 18 de junho e certamente poderão testar e comprovar a superioridade tecnológica dos sensores de impressão digital da Lumidigm, divisão de biometria da HID Global – líder em criação, gestão e utilização de identidades seguras.

De acordo com Phil Scarfo, vice-presidente comercial e de marketing da HID Global, os sensores de imagem multiespectral conseguem identificar rapidamente até mesmo a impressão digital de dedos que representam um desafio à biometria: molhados, machucados, oleosos, ressecados ou gastos. “Trata-se de uma tecnologia superior que emprega diversos comprimentos de ondas luminosas em conjunto com modernas técnicas de polarização para obter características singulares da impressão digital, tanto da superfície da pele quanto de uma subcamada que reproduz o mesmo padrão. A informação interna da impressão digital é bastante relevante. O padrão da estrutura dos capilares é um espelho da impressão digital. Sendo assim, a tecnologia de imagem multiespectral não apenas ‘observa’ a impressão digital externa, quanto interna. Por isso é tão eficiente no combate às tentativas de fraude”.

Com forte atuação no Brasil, país que considera dos mais avançados em termos de sistema financeiro, Scarfo revela que, entre 90 mil caixas eletrônicos que contam com sensores biométricos, pelo menos 60 mil adotaram a tecnologia de imagem multiespectral. Em atestado de capacidade técnica, por exemplo, o Itaú declarou que os sensores Lumidigm estão presentes em 22 mil postos de autoatendimento, realizando cerca de 100 milhões de transações bancárias por mês, com 98% de sucesso – taxa superior à apresentada pela concorrência. “Investir em sensores de impressão digital de alta performance representa um ganho sem precedentes para os bancos. Primeiramente, por ser uma importante barreira contra atos fraudulentos. Depois, porque assegura e agiliza os procedimentos do caixa eletrônico de tal forma, que permite aos profissionais do banco se dedicarem a tarefas mais estratégicas, sem perda de tempo”.

O executivo ainda comenta que um dos fatores que contribuem para esse sucesso dos sensores de imagem multiespectral é a especial atenção dada pela Lumidigm a uma característica que ainda persiste na América Latina: a necessidade de combater fraudes, desperdícios e abusos. “Hoje, em poucos segundos nossos sensores permitem identificar ‘quem’ está fazendo ‘o quê’ em determinado momento. Isso representa uma quebra de paradigma e uma tecnologia bastante alinhada com as necessidades dos bancos, que são altamente dependentes de autenticação forte. Neste caso, a impressão digital é a que mais se adapta às necessidades do mercado e ainda facilita a interoperabilidade entre instituições financeiras, órgãos do governo e entidades privadas”.

Scarfo chama atenção, por fim, a outra característica singular desses sensores, que é a possibilidade de oferecer aos usuários uma autenticação singular ou multifatorial. Ou seja: autenticação biométrica ou uma combinação da autenticação biométrica com algum outro tipo de identificação. “O fato de poder modificar e responder a novas vulnerabilidades e novas ameaças, atualizando o próprio nível de segurança, vem se provando um investimento de longo prazo. É justamente nesse ponto que a HID Global comprova a superioridade de suas soluções de identidade segura, com um vasto menu de opções à disposição dos executivos financeiros”.

Fonte: Phil Scarfo, vice-presidente comercial e de marketing da Lumidigm, divisão de biometria da HID Global. www.hidglobal.com.br/lumidigm

Tags, , ,