Page admin, Autor em Valor Agregado - Página 645 de 15489

Author admin

Startups do Parque de inovação e tecnologia da USP captam R$ 22 milhões de investidores privados

Quase R$ 22 milhões captados junto a investidores. Essa foi a quantia de investimentos privados que as startups ligadas ao Supera Parque de Inovação e Tecnologia, em Ribeirão Preto, conquistaram ao longo de 2021. O número representa um crescimento de 500% em relação ao ano anterior (2020).

A captação recorde por parte dessas empresas contribuiu para a ampliação da operação e conquista de novos mercados, impactando positivamente no faturamento do parque tecnológico: crescimento de 29% na comparação com 2020, atingindo R$ 46,7  milhões de faturamento no conjunto das empresas do Supera Parque. Juntas, as empresas ligadas ao Supera Parque também geraram R$ 12,5 milhões em impostos e 512 postos de trabalho.

Eduardo Cicconi, gerente do Parque Tecnológico, enfatiza que os números refletem o ecossistema robusto que se formou em Ribeirão Preto que, além do complexo, conta com diversas iniciativas de apoio ao empreendedorismo e inovação. Além disso, destaca o alto grau de especialização dos empreendedores que conduzem as empresas, a maior parte mestres e doutores ligados a importantes instituições de ensino e pesquisa, como é o caso da Universidade de São Paulo (USP).

“As startups do Supera Parque têm se destacado no cenário nacional pela qualidade dos produtos ou serviços que desenvolvem. Várias delas são premiadas e integram rankings importantes, como é o caso do 100 Open Startups,  com inovações que atendem demandas da sociedade. Além disso, se trata de empresas conduzidas por pesquisadores e empreendedores altamente especializados, mestres e doutores, que continuam ligados à academia e em constante atualização”, diz.

O presidente do Supera Parque, Sandro Scarpelini, enfatiza o valor que as startups geram para a sociedade. “É inegável a importância das startups como desenvolvedoras de soluções inovadoras para diversos problemas com que a sociedade se defronta. A pandemia, momento extremo da evolução da humanidade, tornou isso ainda mais evidente, colocando sob holofote diversas inovações. A tecnologia brasileira sempre foi dependente de recursos públicos para seu desenvolvimento. Aos poucos esse cenário vem mudando, com a iniciativa privada percebendo as oportunidades de ganho com investimento em startups”.

INVESTIMENTO EM INOVAÇÃO

O segmento de startups tem chamado cada vez mais a atenção dos investidores. De acordo com uma pesquisa conduzida pela Distrito, plataforma que ajuda empresas a se digitalizarem e que monitora o mercado de startups, em 2021, os investimentos em startups no Brasil chegaram a cerca de R$ 53 bilhões, valor 2,6 vezes maior que o captado no ano anterior.

No Supera Parque, em 2021, 13 startups, dos setores de saúde, tecnologia da informação e agronegócio, conquistaram aporte financeiro oriundos de investidores.

Foi o caso da startup Lenscope, healthtech pioneira na venda de lentes para óculos pela internet. “Nosso desejo é melhorar a experiência daqueles que precisam de óculos, tornando as lentes de grau cada vez mais acessíveis. O investimento recebido está focado no aprimoramento de novas tecnologias que levam em conta, sobretudo, a necessidade daqueles que tem médio ou alto grau de miopia, hipermetropia, astigmatismo, entre outras demandas”, explica Makoto Ikegame, fundador da empresa.

Marina Trevelin, Sócia da startup VETRA, outra das empresas do Supera Parque investidas, destaca que recursos públicos para a inovação são fundamentais para a pesquisa em empresas de hard science, mas que o investimento da iniciativa privada no negócio também transforma a empresa, acelerando a chegada ao mercado. “Essas captações de investimentos de naturezas distintas são essenciais. Desenvolvimentos de maior risco ainda requerem a obtenção de fomentos públicos para sua realização, portanto, essas captações foram destinadas à consolidação de nossas tecnologias mais inovadoras. Já com o capital privado levantado, conseguimos maturar nossa linha produtiva e atingir as exigências para produção de materiais de alta qualidade, o que possibilitou a colocação de nosso primeiro produto no mercado”, explica.

Tags