Page

Author admin

Mercado Bitcoin sorteia moeda virtual no Ciab FEBRABAN

O Mercado Bitcoin está participando pela primeira vez do Ciab FEBRABAN, principal congresso de tecnologia da informação voltado a instituições financeiras. No último dia de feira, a fintech irá sortear um Bitcoin, moeda que chegou a bater a casa dos R$ 10 mil reais no último mês. Para participar, além de ser cadastrado como cliente no site MercadoBitcoin.com.br, o interessado deve passar pelo estande e preencher um pequeno formulário para o sorteio, que acontecerá no estande C39, às 18h30. O local contará com computadores e profissionais prontos para orientá-los.

“Estamos realizados em participar do Ciab FEBRABAN. O público do evento é muito importante para nós. O mercado financeiro está se reinventando e somos parte disso. O blockchain, que é a base do Bitcoin, é uma inovação tecnológica que está transformando o mundo”, conta Rodrigo Batista, CEO do MercadoBitcoin.com.br
.

Bitcoin é a primeira moeda digital descentralizada e global, que não depende de governo, empresa, ou banco central para sua emissão. Com uma tecnologia inovadora de armazenamento e compartilhamento de informações, chamada blockchain, o Bitcoin permite a realização de pagamentos diretamente de uma pessoa para outra, via internet, sem passar por uma instituição financeira.

O CIAB FEBRABAN, Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras, começou essa terça (6) e vai até o dia 8 de junho. É o maior e melhor evento de tecnologia para o mercado financeiro da América Latina. Em 2017 o congresso contará com três trilhas: Experiência do Usuário, abordando temas como Canais, Fintechs entre outros; Produtos, abordando temas sobre Meios de Pagamento e Seguros; e Transformação Digital, onde serão realizados debates sobre infraestrutura digital, tecnologias inovadoras, blockchain, moedas virtuais, cloud computing, segurança da informação entre outros.

Tags,

Veja como as smartbands são tendência no futuro da medicina

c3563ee5-d3d9-4ce8-ae8a-bd21a7ff6cf0

Como todas as áreas do conhecimento, a medicina também evoluiu bastante ao longo dos séculos seguindo a trilha deixada pelas tecnologias mais desenvolvidas de cada período. Os cuidados com a saúde sempre foram obsessão do ser humano, fazendo com que tudo de moderno e inovador que fosse surgindo passasse a ser adaptado também para aplicação médica.

E o momento atual é de altíssimo e veloz desenvolvimento tecnológico, garantindo também a constante evolução da medicina – tanto em formas de controle preventivo quanto de tratamentos de saúde. Os equipamentos estão cada vez mais futuristas e precisos, os remédios estão mais eficientes, e surgem também sempre outras inovações que ajudam médicos a tratar seus pacientes com o maior embasamento possível.

Mas, o que há de mais atual e moderno hoje em dia para uso da medicina e maior saúde e qualidade de vida de todos? O destaque dos anos 10 do século 21 é a tecnologia wearable – aquela que você veste no corpo para captação e transmissão de dados – como as smartbands, também conhecidas como pulseiras inteligentes, que surgiram com outros propósitos e vêm sendo adotadas também para acompanhamento médico.

Como outras tecnologias inteligentes surgidas nos últimos anos, as smartbands tinham como objetivo principal facilitar a vida de quem usa. As aplicações mais comuns, no primeiro momento, foram para organização diária e rotina de trabalho. Todas as notificações do celular podem ir direto para o visor – mensagens, e-mails, ligações, notificações de redes sociais, etc. Com isso, quem precisa se concentrar não tem mais necessidade de checar a todo momento o telefone por conta disso, tudo chega na pulseira com uma vibração para avisar.

Outro uso para o qual as smartbands foram adaptadas é para a prática de atividades físicas: a pulseira, como a versão TCD1 da OnMe, mede calorias perdidas, passos caminhados e distância percorrida. Basta colocar no pulso e os dados aparecem no visor durante o exercício, com sincronização para o telefone celular para verificar e acompanhar os dados posteriormente via aplicativo integrado.

Aos poucos, notou-se que a smartband pode ser muito útil para os médicos na hora de acompanhar seus pacientes. Os dados coletados, principalmente de passos dados e qualidade do sono, dão um belo panorama da condição de sedentarismo e estresse do usuário, que pode ser monitorado através dos relatórios gerados pelo aplicativo da pulseira. Assim, o médico pode consultar tudo que foi coletado e avaliar como está a saúde da pessoa.

Já temos pacientes que precisam fazer exercícios diários para manter a saúde usando as smartbands para avaliar se está caminhando os dez mil passos recomendados, ou dormindo 8 horas diárias de um sono tranquilo, bem como perdendo calorias necessárias para a manutenção do peso.

Com monitoramento em tempo real e sensores capazes de captar variações no corpo, a tendência é que as smartbands e outras tecnologias wearable sejam cada vez mais desenvolvidas para uso na medicina e o relacionamento médico-paciente se tornará ainda mais clara e objetiva.

Para conhecer mais a TCD1 da OnMe e suas funcionalidades, acesse: www.onme.com.br.

Tags, , , ,

GUESS lança smartwatch compatível com principais sistemas operacionais

unnamed (81) A GUESS apresenta o GUESS Connect Smartwatch com conexão via bluetooth com smartphones. Compatível com dispositivos iOS ou Android, o gadget pode ser emparelhado via aplicativo gratuito, que controla as configurações do relógio de acordo com as preferências no celular.

O smartwatch GUESS Connect permite que o usuário receba notificações de chamadas, mensagens, e-mails e alertas de redes sociais. O relógio também pode ser ativado por controle de voz para efetuar e receber chamadas, enviar mensagens, ativar GPS, receber alertas de calendários e agendas, acessar a câmera e qualquer outro comando de voz disponível no aparelho.

Com tela tap glass, o GUESS Connect tem um dispositivo de alarme que dispara quando o celular estiver fora de alcance, além de funções como find your phone e controle de configurações de volume e vibração. Com vida útil aproximada de dois anos, a bateria analógica do relógio, carrega completamente em duas horas e a carga dura até cinco dias.

Uma função exclusiva para o sistema operacional iOS, da Apple, é o controle de music play, que permite a ativação de playlists, troca e pausa de músicas no celular através do relógio.

Tags, ,

IOT Business Fórum discute modelos de negócios para desenvolvimento de Internet das Coisas

As transformações digitais em diversas empresas de todos os segmentos estão buscando a relevância na adoção de soluções com base na internet das coisas. A fim de fomentar os debates, discutir os desafios e mostrar soluções e cases que comprovem a viabilidade da adoção de IoT acontece, dia 29 de junho, em São Paulo, a segunda edição do IOT Business Fórum.

Nos painéis de discussão e palestras de negócios, os palestrantes tratarão aspectos que devem fazer parte de uma política de desenvolvimento de IoT: quais as prioridades, conectividade, segurança, mega tendências, setores que devem ser priorizados, entre outros assuntos que envolvem o Plano Nacional de IoT, que ainda está em elaboração.

São bilhões de sensores conectados a diversos ambientes como escritórios, residências, empresas, fábricas, automóveis, aeroportos etc. Cada objeto é um potencial ponto de negócio ou contato com o consumidor, e é fundamental usar tecnologia da internet das coisas para proporcionar diferencial de mercado, redução de custos e inciativas inovadoras que impactem positivamente nos negócios.

Entre os palestrantes do IOT Business Fórum estão Irecê Fraga Kauss Loureiro, BNDES; Dr. Caio Mario da Silva Pereira Neto, do Escritório Pereira Neto, Macedo Advogados; Vinícius Garcia de Oliveira, CPqD; Prof. Alberto Luiz Albertin, da GVcia – FGV/EAESP; Maiara Munhos, Frost & Sullivan; Eduardo Fagundes, Professor Mackenzie; Joel J.P.C. Rodrigues, professor e pesquisador do Inatel; Luiz Carlos Faray, diretor de TI do B2B da Oi; Márcio Cots, COTS Advogado; Daniel Tibor Fuchs, Datora/Vodafone; Tarcisio Brunello Pilati, ZTE; Antonio Cesar Santos, M2M e Telefônica|Vivo; David Morell e Viviane Oliveira, da PwC Brasil; Marcos Guimarães, da White Martins.

Veja a programação completa e faça sua inscrição pelo site do evento: http://iotbusinessforum.com.br/inscricoes/

IOT Business Forum

Data: 29 de junho, quinta-feira.
Horário: 9h00 às 18h00
Local: WTC – SP (Av. das nações unidas, 12551).

Tags, ,

Huawei apresenta soluções de tecnologia para o mercado financeiro no Ciab FEBRABAN 2017

Durante o Ciab FEBRABAN 2017, congresso de tecnologia da informação para instituições financeiras, que ocorre entre os dias 06 e 08 de junho, em São Paulo, a Huawei apresentará suas soluções de TI para o mercado financeiro Financial Cloud Solution, de nuvem financeira; a Check Image Data Management Solution, para gerenciamento de dados de imagem); solução remota de bancos VTM (Virtual Teller Machine Remote Banking Solution) e a Solução de SaaS e IaaS em parceria com a Cloud Vivo e Inteligência de Software BRQ.

O tema central da 27ª edição do CIAB é “Ser Digital”. A Huawei, que já atua em sinergia com essa tendência, reforçará sua visão para o sistema financeiro de plataformas abertas e computação em nuvem para ajudar no desenvolvimento de uma TI mais ágil, Big Data para operações inteligentes e banco remoto com vídeo para direcionar inovações em negócios bancários. Estas tecnologias de ponta promovem a transformação dos bancos digitais e a Huawei mostrará como definir, criar e implantar novas arquiteturas, serviços e soluções.

“A tecnologia já impulsiona o setor financeiro rumo a era digital. As instituições financeiras enfrentam uma série de desafios na integração omni-channel e na capacidade de processamento da Big Data em plataformas abertas e flexíveis. Por isso, as soluções da Huawei têm como objetivo auxiliar o setor bancário a enfrentarem os atuais desafios da transformação digital”, explica Huang Congliang, Presidente da Huawei Enterprise Brasil.

Solução de Nuvem Financeira (Financial Cloud Solution)

A desintermediação financeira, a liberalização de juros e o financiamento pela internet dificultaram a expansão dos negócios dos bancos comerciais. Eles estão lançando financiamento online, Big Data e estratégias de experiência do cliente para manter a liderança no mercado. No entanto, seus sistemas de TI tradicionais não podem atender aos novos requisitos de serviços devido à alta dependência de mainframes, resultando em custos elevados; escalabilidade limitada, que impede a implantação de novos serviços e operação e manutenção ineficientes com operações manuais. A Solução de Nuvem Financeira da Huawei pode reduzir os custos de operação e manutenção de TI, além de uma implementação ágil do sistema de tecnologia.

Solução de Gerenciamento de Dados de Imagem (Check Image Data Management Solution)

O crescimento de dados não estruturados, como as imagens de cheques, reduz o tempo de backup para todos os arquivos. A ineficiente consulta desses dados impacta na investigação de casos e no processamento de reclamações de clientes. Raramente dados usados consomem os principais recursos de memória. Solução de Gerenciamento de Dados de Imagem da Huawei ajuda a gerenciar de forma econômica os inúmeros dados não estruturados.

Solução Remota de Bancos VTM (Virtual Teller Machine Remote Banking Solution)

Os clientes querem mais e melhores serviços, mas a consolidação da indústria força os bancos a manter os custos e aumentar a linha de fundo. Solução Remota de Bancos VTM (Virtual Teller Machine Remote Banking Solution) da Huawei permite a implantação de “mini-ramos” em qualquer lugar onde forem necessários. Além disso, fornece 24/7 serviços automatizados que melhoram a experiência do cliente, aumentando o volume de negócios e oferece serviços centralizados e especializados que reduzem os custos. A solução VTM da Huawei é a porta de entrada para saídas multifuncionais de autoatendimento em tempo integral, serviços de caixas automáticos e implantação eficiente.

Solução de SaaS e IaaS em parceria com a Cloud Vivo e Inteligência de Software BRQ

A Huawei, por meio da parceria com a Vivo e BRQ, passa a oferecer serviços de Software como Serviço (SaaS) e Infraestrutura como Serviço (IaaS) pela Nuvem Vivo. A utilização de virtualização e a convergência de IT possibilitam prover recursos de computação e infraestrutura, incluindo serviço de host, backup e redes. A grande diferença é que esta oferta está baseada em sistemas elásticos sob demanda. Este serviço também proporciona segurança para as aplicações que estiverem baseadas nesta solução de nuvem.

Nesta parceria, destacam-se as seguintes características:

• Segurança dos dados: realiza a gestão de direitos de acesso, gerencia a criptografia de dados, realiza o arquivamento periódico, assim como backup utilizando nivelamento de armazenamento;

• Segurança da rede: por meio de múltiplas tecnologias de segurança tais como, firewall, antivírus, varredura de vulnerabilidades e possíveis ataques. Estes são alguns serviços realizados para que os dados estejam seguros nesta rede.

• Suporte em regime 24/7 em todos os sistemas incluindo uma ampla variedade O&M partner´s para detectar e corrigir problemas.

Ciab FEBRABAN

Dias 06 a 08 de junho de 2017
Local: Transamérica Expo Center – Av. Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro, São Paulo – SP, 04757-020
Estande Huawei: B21 da CIAB Febraban 2017.

Painel de Cloud Computing: o uso de SDNs como serviço
Data: 6 de junho
Horário: 14h às 15h15

Painel de Cloud Computing para o mercado financeiro
Data: 6 de junho
Horário: 15h30 às 16h45

Painel de telecomunicações: o futuro da conectividade no Brasil
Data: 8 de junho
Horário: 14h às 15h15

Tags, ,

dormakaba apresenta fechadura eletrônica de alta segurança no 27º Ciab FEBRABRAN

A dormakaba, uma das principais empresas do mundo no setor de segurança, controle de acesso e identificação (ID), destaca novidades no 27º Ciab FEBRABAN. Com um portfólio abrangente, fruto da fusão entre as companhias Dorma e Kaba, a empresa apresenta ao mercado a fechadura eletrônica SmartLinc Pro, sistemas de controle de acesso e impressoras desktop, além do lançamento de um totem para emissão de cartões crédito e/ou fidelidade.

A fechadura eletrônica de alta segurança SmartLinc Pro é o sistema mais completo do mercado, recomendada para caixas eletrônicos, cofres inteligentes ou cofres de tesourarias, carros-fortes e armários de segurança. Seu funcionamento se dá pela geração de uma senha estática (digital) ou por meio de um software gerador de senhas randômicas (Códigos Dinâmicos Web – DYCO WEB), que pode ser controlado por aplicativo, fornecendo acesso apenas a funcionários autorizados.

A fechadura pode ser ligada em rede para monitoramento ao vivo e bloqueia o acesso de pessoas não autorizadas em caso de risco ou emergência, promovendo a otimização da operação com maior controle e segurança. Além disso, o sistema pode ser integrado com outras soluções de controle de acesso e atende a todas as exigências das instituições financeiras.

Outro destaque é o lançamento do novo totem para emissão de cartões de crédito e/ou fidelidade, com um sistema de emissão instantânea que facilita o processo, evita desperdícios e reduz os custos de envio por correio. Serão apresentadas também impressoras desktop de credenciamento de alta tecnologia: a Datacard CR805 e a Datacard CD800, que proporcionam uma impressão mais durável e detalhista, com maior nitidez.

Na área de controle de acesso, a empresa oferece o sistema Aurora, que funciona em pequenas instalações, com software ligado à placa controladora para gerenciar as portas, e também em situações mais complexas, estabelecendo a conexão com diversas placas controladoras ligadas a uma central.O sistema requer pouca infraestrutura de TI por parte do cliente, podendo ser utilizado como Software as a Service (SaaS)

Nesse mesmo segmento, opera a Catraca Kerberos TPB, ideal para prédios comercias, indústrias, bancos, entre outros locais. A solução possui um dos maiores MCBF (mean cycles between failures) da categoria, que permite o maior número de giros da catraca sem a necessidade de intervenção técnica, reduzindo custos com manutenção e facilitando o controle do fluxo de pessoas. Conta ainda com sistema antipânico com braço que cai (BCQ) e rearme automático.

A dormakaba oferece ainda o Coletor de dados Keyscan, um dos sistemas de controle de acesso mais completos do mercado, que dispõe de um armazenamento de até 45.000 credenciais, além de sinalizações visual e sonora, IP dinâmico e físico, banco de dados e circuito de proteção contra interferências.

E também serão apresentados o operador de portas deslizantes ES 200 Easy, que atende aos mais elevados requisitos de segurança conforme normas alemãs e europeias (DIN 18650 e EN 16005); os painéis deslizantes de vidro temperado HSW, ideais para conectar ou separar salas, oferecendo segurança, isolamento sonoro e redução dos custos de energia, adaptáveis para ambientes com ângulos ou curvas; e os operadores eletromecânicos ED 100 / ED 250, especialmente adequados para ambiente interiores ou exteriores em que prevalecem diferentes pressões de ar.

“A dormakaba trabalha para atender os clientes com tecnologia de ponta e alta qualidade de serviço. O Ciab FEBRABAN é uma excelente oportunidade para apresentar nossas recentes soluções de segurança e controle de acesso e identificação, além de outras novidades voltadas ao mercado financeiro”, comenta Tomás Catafay, Vice-Presidente da dormakaba para América Latina.

“O Congresso é o mais relevante do setor e discute as principais questões relacionadas à tecnologia e às transformações digitais. Com isso, é possível estreitar a relação com nossos parceiros e prospectar futuros negócios,” conclui Tomás.

Tags, , , ,

SONDA desenvolve estratégia digital para o setor financeiro

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de Tecnologia da Informação, anuncia sua estratégia para atender as necessidades digitais do setor financeiro durante o Ciab FEBRABAN 2017, que acontece de seis a oito de junho no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

A aposta da companhia para explorar o mercado brasileiro é oferecer um portfólio de produtos integrados, que inclui inteligência de negócio, prevenção à fraude e aprovação de crédito online, atendendo às novas tendências digitais aliadas à experiência do usuário cada vez mais exigente.

A iniciativa para atender a revolução digital do setor conta com parceiros especializados, como Adobe, Dell, SIB, e-Safer e Acert Online. Além de oferecer soluções diversificadas, a companhia apresenta como diferencial as condições de comercialização baseadas em modelos como aquisição, financiamento, aluguel da solução ou na modalidade SaaS (do inglês, Software as a Service).

A proposta é desenhar aplicações de acordo com as necessidades dos clientes. Para isso, a companhia conta com a integração das ofertas dos parceiros e de seu portfólio próprio, incluindo aplicações, infraestrutura, service desk, fábrica de software e alocação de recursos, entre outras opções. “Como integradores, conseguimos oferecer o que o cliente realmente precisa com velocidade, escala, segurança e produtividade num modelo que permite às instituições transformarem seus investimentos de TI de Capex para Opex”, pontua Antônio Eduardo Bruno, diretor comercial para o setor financeiro da SONDA.

Entre as ofertas, bancos, seguradoras e empresas de investimentos poderão contar com soluções de certificação e segurança digital, prevenção à fraude, análise preditiva online para tomada de decisão e backoffice digitalizado, além da virtualização, atualização e disponibilização de infraestrutura como serviço, ou seja, a SONDA compra o parque de TI dos bancos e passa a oferecer como serviço, levando uma infraestrutura moderna e atualizada.

As aplicações são as mais variadas possíveis. A solução analítica preditiva para tomada de decisão online permite promover ações de marketing por meio do monitoramento da jornada do cliente, como por exemplo, checar no site de um banco os conteúdos que estão sendo mais visitados para ampliar ou aplicar campanhas de vendas.

Já a solução de concessão de crédito reduz o processo a um tempo recorde de dias para minutos, sem contar a diminuição de quase 95% do número de pessoas dedicadas ao procedimento. Na prática, a solução coleta documentos usando robôs para validação em cartórios e demais órgão de proteção.

Na oferta de certificação digital, a assinatura de contratos pode ser realizada de forma online, garantindo agilidade, redução de custos com impressão e envio físico, além de segurança da informação obtida com o carimbo de tempo e horário de cada assinatura. Outro uso da solução é a garantia de entrega e abertura de e-mails, que pode ser usado em uma mensagem sobre inadimplência.

“A disrupção tecnológica provocada pela digitalização e pelo avanço da mobilidade propõe a reinvenção do setor financeiro para um novo modelo de negócios, que deve contar com serviços inovadores, ágeis e preocupados com a experiência do cliente”, finaliza Jorge Toda, vice-presidente de vendas da SONDA.

Ciab FEBRABAN 2017

Quando: 6 a 8 de junho de 2017

Horário: das 10h às 19h

Local: Transamérica Expo Center

Endereço: Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro – São Paulo – SP

Tags,

Cidades inteligentes, fintechs e o futuro dos pagamentos são temas da Mastercard no Ciab Febraban

A Mastercard irá apresentar novidades sobre cidades inteligentes, fintechs e o futuro dos meios de pagamento durante a edição deste ano do Ciab Febraban, congresso-referência na América Latina em tecnologia da informação para o setor financeiro. O evento acontece este ano de 6 a 8 de junho.

Em relação ao transporte público, a empresa vai expor soluções que dão mais agilidade ao trânsito, como uma ferramenta inédita para pagamento de pedágio. A companhia também apresentará as novas plataformas que chegam para gerar eficiência a empresas em vários segmentos, como varejo e fintechs.

A Internet das Coisas também fará parte dos debates e interações da Mastercard durante o congresso. Uma das atrações será um robô interativo que realiza atendimentos e recebe pagamentos no comércio com a plataforma de pagamento digital Masterpass, da Mastercard.

Cidades inteligentes, fintechs e novas tecnologias

O conceito de cidades inteligentes e conectadas, em que as plataformas eletrônicas de pagamento substituem o dinheiro de forma simples, segura e inteligente, será debatido no primeiro dia do Ciab (6) por Carlos Menendez, presidente de Parcerias Corporativas da Mastercard para International Markets. Ele apresentará às 17h15, no Auditório Febraban, exemplos práticos, implementados ao redor do mundo, como a solução que permite pagar o transporte público com o cartão de crédito, débito ou pré-pago, sem a necessidade de bilhete dedicado.

No segundo dia (7), Valério Murta, vice-presidente de Produtos e Soluções da Mastercard, vai falar sobre as estratégias de API (sigla do inglês para Interface de Programação de Aplicativos) para fintechs. Em palestra às 11h30 no Auditório Fintech do Ciab, Murta tratará também do potencial do API de gerar negócios e colaborar para impulsionar o desempenho dessas empresas. No mesmo dia, o presidente da Mastercard Brasil e Cone Sul, João Pedro Paro Neto, será mediador, às 14h, de um debate sobre o futuro do cartão de plástico e sua coexistência com novas tecnologias.

John Sheldon, vice-presidente de Inovação do Mastercard Labs, vai participar no terceiro dia do Ciab (8) do painel “Tecnologia, Segurança e Experiência do Usuário”. Ele vai falar sobre as novas soluções que colocam o consumidor no centro da estratégia das empresas, oferecendo a ele experiências simples, seguras e inovadoras.

Mais informações em http://www.ciab.org.br/

Serviço:

O que: Ciab FEBRABAN 2017

Quando: Dia 6/6: 17h30 : Painel Cidades do Futuro com Carlos Menendez, no Auditório FEBRABAN.

Dia 7/6, às 11h30: Painel Estratégia de APIs para fintechs com Valério Murta, no Auditório Fintech

Dia 7/6, às 14h: Painel O Plástico no Mundo Digital mediado por João Pedro Paro, no Auditório A

Dia 8/6, às 11h30: Painel Tecnologia, Segurança e a Experiência do usuário com John Sheldon, no Auditório A

Onde: Transamérica Expo Center: Av. Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro, São Paulo, SP

Tags

Via Varejo cria novo canal de atendimento ao cliente com inteligência cognitiva da IBM

Como parte de sua estratégia de inovação e pioneirismo tecnológico, a Via Varejo utilizará tecnologias de inteligência artificial para melhorar a experiência e o atendimento ao seu cliente. A companhia passa a contar com um novo canal de comunicação com recursos do Watson, plataforma de computação cognitiva da IBM. Por meio de um chat bot, o consumidor poderá ter acesso a informações sobre seus pedidos, trocas, cancelamento ou devolução de produtos de uma maneira simples, rápida e mais efetiva. A ferramenta contará com tecnologias cognitivas que ajudam o cliente a escolher as melhores opções de smartphones com base em suas preferências e necessidades.

O serviço estará disponível a partir do mês de junho para os clientes nos sites da Casas Bahia e do Pontofrio, tanto nas versões desktop como mobile, e também servirá como ferramenta de apoio para vendedores, que poderão utilizar o sistema para aperfeiçoar o atendimento em lojas físicas.

“Esta tecnologia vai nos ajudar a compreender ainda mais os desejos de consumo dos nossos clientes. Assim como também nos possibilita oferecer um atendimento mais exclusivo, rápido e multicanal, pois poderemos utilizar os dados compartilhados entre nossas lojas online e físicas”, analisa Flavio Dias, diretor de e-commerce da Via Varejo.

Com mais essa opção, a companhia otimiza o tempo de resposta online e offline, aprimora o contato com o cliente e auxilia a equipe de vendas a ter mais informações para oferecer opções de produtos mais adequados ao perfil de cada consumidor.

Os chat bots criados com tecnologia Watson são ferramentas que entendem a linguagem natural humana, processam a informação de maneira inteligente e devolvem aos usuários respostas com alto grau de acurácia e confiabilidade. O grande diferencial da plataforma de computação cognitiva IBM é o fato dela interpretar a intenção de perguntas, extraindo o contexto de cada interação com o cliente e oferecendo retornos próximos ao utilizado em uma conversa entre humanos.

A ferramenta da Via Varejo foi treinada por especialistas em atendimento ao cliente e aprende continuamente a cada interação com seus usuários. Todo o aprendizado do Watson é supervisionado por profissionais que aprovam melhorias na plataforma à medida que forem necessárias. “O projeto com a Via Varejo mostra como a inteligência cognitiva da IBM pode melhorar a eficiência operacional de companhias, ajudar equipes de atendimento e levar ao cliente final uma experiência mais satisfatória e inovadora”, conta Júlia Amado, Executiva de Vendas para Via Varejo na IBM Brasil.

Watson é uma plataforma versátil que tem ajudado diferentes segmentos do mercado no Brasil e no Mundo. A perspectiva da IBM é que 1 bilhão de pessoas tenham contato com a plataforma até 2018, sendo que 500 startups já construíram aplicações baseadas nessas soluções.

Tags, , , , , , , , , ,

Darktrace e Amiggo juntas no CIAB FEBRABAN 2017

A Darktrace, multinacional americana líder mundial em Machine Learning e inteligência artificial para defesa cibernética, e a Amiggo, empresa brasileira especializada em segurança digital, estarão juntas no CIAB FEBRABAN, que ocorre de 06 a 08 de junho no Expo Transamérica, em São Paulo. Na ocasião, a multinacional americana mostrará sua tecnologia direcionada ao setor financeiro.

“O sistema imunológico humano é incrivelmente complexo e continuamente se adapta às novas formas de ameaças, tais como DNAs virais que constantemente sofrem mutações. A Darktrace aplica a mesma lógica aos ambientes organizacionais e industriais. Por meio do poder de aprendizagem em Machine Learning e algoritmos de Inteligência Artificial, a tecnologia Enterprise Immune System interativamente aprende um padrão único de “vida” para cada dispositivo em uma rede e correlaciona estes padrões para encontrar ameaças, que poderiam passar despercebidas”, explica Cassiano Cavalcanti, diretor de produtos da Amiggo.

De acordo com o executivo, a solução funciona automaticamente, sem conhecimento prévio ou assinaturas, detectando e lutando contra ataques furtivos dentro da rede, em tempo real. “Devido à natureza de seus negócios, vastas quantias de informações altamente sensíveis e crescentes e dependência dos Sistemas de TI e Comunicações, o volume de ataques cibernéticos contra instituições financeiras passam a se massificar exponencialmente”, afirma, enfatizando que as ameaças cibernéticas são cada vez mais bem elaboradas, complexas e ágeis, tornando o trabalho de mitigação e tomada de decisões oneroso às equipes envolvidas.

No stand, com o apoio da equipe Amiggo, sua representante no País, o time da Darktrace mostrará aos participantes como neutralizar ransomware e outras ameaças emergentes em tempo real. Além disso, no dia 7 de junho, Justin Fier, Diretor para Cyber Intelligence e Análises da Darktrace participará do painel “O futuro da segurança no mercado financeiro”, no Auditório G3.

Tags, , ,

Como aumentar o ROI da sua empresa utilizando chatbots? – Por Mateus Azevedo

Mateus2_web170523_170153

Muito se tem falado sobre a evolução da Inteligência Artificial (AI, em inglês) e as inúmeras possibilidades que ela oferece, mas nem todos sabem como elevar as receitas com o uso desta tecnologia. De acordo com IDC, as receitas de empresas de tecnologia focadas neste setor deverão saltar de US$ 8 bilhões para US$ 47 bilhões em 2020. Já uma pesquisa realizada pela Accenture estima que a AI poderá dobrar o crescimento econômico anual de diversos países até 2035, como os Estados Unidos, que deve aumentar o PIB de 2,6% para 4,6%.

Entretanto, o potencial de lucratividade proporcionado pela AI não atinge apenas empresas de tecnologia. O Estudo Global de Tendências realizado pela Tata Consultancy Services, registrou aumento da receita entre 5% a 16% para empresas que investiram na tecnologia entre 2014 e 2015. As que alcançaram maior aumento da receita e redução de custos investiram cinco vezes mais em AI. Segundo o IDC, os chatbots voltados para serviços ao consumidor, sistemas de gestão e referência, serviços de medicina diagnóstica e aplicativos antifraude foram as utilizações mais rentáveis da AI em 2016. Nos próximos cinco anos, os setores de segurança pública, diagnósticos médicos, logística e pesquisas farmacêuticas são os que terão maior crescimento de receita com a Inteligência Artificial.

Muitos irão se perguntar: mas como é possível elevar a receita? A solução é substituir a força de trabalho pelos chatbots? Não necessariamente. O relatório da Accenture também afirma que tecnologias relacionadas a sistemas cognitivos elevarão a produtividade do trabalho em até 40%. Isso significa que esta mesma força de trabalho pode ser aproveitada para atividades que realmente requeiram interação humana, como processos de gestão, análise de dados, desenvolvimento, entre tantas outras. Além disso, cada vez mais, os clientes desejam respostas ágeis e eficientes, independentemente do tipo de serviço ou produto contratado.

A Inteligência Artificial e, especificamente os chatbots, permitem retornos instantâneos e objetivos, elevando a satisfação e flexibilidade de escolha, o que resulta em mais clientes atendidos, aumento do número potencial de novos consumidores e, consequentemente elevação da receita. Outro ponto é que a inovação tecnológica possibilita a criação e aprimoramento de inúmeras atividades, podendo ser utilizada para conhecer mais a clientela, otimizar processos, melhorar a divulgação, oferecer mais segurança e maior assertividade nas informações e controle de políticas, custos e serviços.

Por exemplo, um chatbot destinado ao setor comercial pode transmitir informações de produtos e processar vendas simples diretamente, deixando a cargo dos humanos as interações mais complexas, agilizando o atendimento e proporcionando maior liberdade de escolha para o cliente.

Soluções eficientes de Inteligência Artificial podem solucionar cerca de 95% das demandas em operações via telefone ou chat, seja no próprio site das empresas ou redes sociais, reduzido o tempo de atendimento em 5 vezes, em média, com taxas de acerto próximas a 100%, tudo isso com redução de 2/3 do custo operacional. Além disso, eleva substancialmente o número de clientes atendidos, eliminando as filas de espera em centrais de atendimento, por exemplo. No caso da Bluelab, o chatbot pode realizar cerca de 3 milhões de contatos por mês.

Por ser uma tecnologia em constante inovação, a Inteligência Artificial ainda trará inúmeras outras formas de elevar a lucratividade das empresas, mas muitas delas estão ao alcance das mãos e as grandes companhias já se beneficiam destas possibilidades. Para ingressar neste grupo, basta avaliar o modelo mais rentável de acordo com a estratégia de negócios e aproveitar, antes que a concorrência o faça.

Mateus Baumer Azevedo, sócio da BlueLab e responsável pela Diretoria de MKT e Vendas

Tags,

João Pessoa, Florianópolis e Porto Alegre serão as primeiras cidades a terem domínios exclusivos sob o .br

Empresários, profissionais liberais, prestadores de serviço e usuários de Internet interessados em ter nomes de domínios associados aos nomes populares das cidades de João Pessoa, Florianópolis e Porto Alegre terão mais opções para registrar endereços: “jampa.br”, “floripa.br” e “poa.br” estarão disponíveis para registro em breve. A partir de 8 de junho, o Domínio de Primeiro Nível (DPN/categoria) “jampa.br” estará disponível no sítio do Registro.br. Já “floripa.br” e “poa.br” estarão no ar, respectivamente, na segunda-feira (12/06) e na quarta-feira (14/06).

Essas são as três primeiras localidades que terão domínios .br próprios já que, pelas estatísticas das sugestões enviadas, nota-se visivelmente a preferência pelos nomes selecionados. “Além disso, os nomes escolhidos possuem características válidas para a criação de um novo DPN, de acordo com o regulamento da chamada”, explica Demi Getschko, diretor presidente do NIC.br. Os usuários poderão, por exemplo, registrar domínios como: “meunome.jampa.br”, “minhaempresa.floripa.br”, “minhaideia.poa.br” entre outras inúmeras opções para cada uma das localidades.

A campanha, iniciativa do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), entidade responsável pelo registro de domínios .br, continua recebendo contribuições para escolher os nomes dos outros 43 municípios considerados capitais ou com mais de 500 mil habitantes. “A participação da comunidade Internet é fundamental nesse processo. O NIC.br mantém o convite para que todos participem e contribuam com a definição dos apelidos e nomes populares das cidades para os novos domínios que serão criados”, ressalta Getschko.

Envie sua sugestão

As cidades que tiverem maior repercussão e, consequentemente, um maior volume de sugestões, poderão ter seus domínios criados mais cedo. Brasileiros com mais de 12 anos de idade poderão enviar quantas sugestões desejarem. A chamada de sugestões segue no ar por tempo indeterminado. Não há premiação ou remuneração por parte do NIC.br – o objetivo é receber contribuições espontâneas de nomes já consagrados para novos DPNs de cidades. Os novos DPNs de cidades que forem sendo criados serão divulgados ao longo de 2017 no sítio do NIC.br. Acesse o regulamento na íntegra e participe enviando sugestões de nomes: http://cidades.registro.nic.br/.

Tags, , , , ,

Startup Agrosmart é selecionada para a Kairos Society

Fazer parte de uma rede global de empresas influentes e inovadoras do mundo. Esse é o caso da Agrosmart, startup que traz para o setor agro o conceito de cultivo inteligente e fazendas conectadas, que foi selecionada para integrar o time da Kairos 50 (K50), grupo com as 50 empresas mais inovadoras do mundo.

Considerada braço da Kairos Society, organização sem fins lucrativos, o projeto tem como objetivo ajudar empreendedores ao redor do mundo a se desenvolver. O evento, realizado em abril nos Estados Unidos, reuniu jovens empreendedores promissores, líderes governamentais, investidores e alguns do mais poderosos executivos do país.

“Fazer parte desse projeto mundial com as empresas mais inovadoras do mundo é um grande passo para o momento de crescimento que a Agrosmart vive, pois vai de encontro ao que queremos levar para nossos clientes, a inovação do setor. Acredito que essa experiência será enriquecedora para nós”, afirma Mariana Vasconcelos, CEO da Agrosmart.

A aprovação do projeto chamou atenção da secretária geral e conselheira de métodos de sustentabilidade e mudanças climáticas da ONU (Organização das Nações Unidas), que apostou no projeto da Agrosmart e decidiu se juntar ao conselho da empresa, tornando-se membro do board.

“Termos o reconhecimento de uma representante da ONU, na área de sustentabilidade, é gratificante. Nosso principal objetivo é proporcionar soluções inteligentes e conectadas para o campo e por meio da seleção da Kairos percebemos que estamos no caminho certo”, finaliza Mariana.

Tags, , , , , ,

Regulamentação da Internet das Coisas deve fomentar negócios e não barrar estímulos, aponta FecomercioSP

Atualmente, há uma discussão sobre os parâmetros para regulamentação da Internet das Coisas (do inglês Internet of Things – IoT) que, ao mesmo tempo, seja favorável ao fomento da tecnologia no Brasil, bem como tutele os direitos dos usuários e consumidores. Para a Comissão de Estudos de Direito Digital do Conselho Superior de Direito da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), coordenada por Renato Opice Blum e Rony Vainzof, devem ser consideradas as normas já em vigor para nortear as discussões relativas à criação de lei sobre Proteção de Dados Pessoais, a fim de se garantir que o País tenha regras atualizadas e não conflitantes, com mais segurança jurídica para o devido desenvolvimento tecnológico de negócios.

Estudo feito pela comissão ressalta que, no campo do Direito Digital, o Brasil vem discutindo questões relativas à governança da internet já há algum tempo. Como resultado, há em vigor, por exemplo, o Decreto que regulamentou o Código de Defesa do Consumidor para o Comércio Eletrônico (Decreto 7.962/2013- http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/decreto/d7962.htm), o Marco Civil da Internet (Lei Federal 12.965/2014 – http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l12965.htm) e a sua regulamentação (Decreto 8.771/2016 – http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2016/Decreto/D8771.htm), que traz princípios e regras sobre o uso da internet no Brasil, além de Projetos de Lei relevantes sobre Proteção de Dados (como o PL 5.276/2016 – http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=2084378 e o PLS 330/2013 – https://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/113947).

Privacidade

Um dos pontos de atenção é o da proteção à privacidade, pois, para o pleno desenvolvimento de produtos e serviços do ecossistema de IoT, faz-se necessária a coleta e o tratamento massivos de dados que, muitas vezes, podem incluir informações pessoais (dados cadastrais, gostos e interesses, entre outros) ou sensíveis (dados biométricos, genéticos, de saúde, de religião, entre outros). Por isso, a comissão ressalta que é preciso cautela para que o Direito não seja obstáculo ao desenvolvimento tecnológico da IoT no Brasil. Por outro lado, essa nova tecnologia traz consigo potencial de mitigação de privacidade que não pode ser deixado de lado.

Segurança, transparência e educação digital

Outra preocupação apontada pelo estudo é a relação aos potenciais riscos à segurança que podem ser originados pelo uso inadequado da tecnologia, em face da difícil assimilação pelo ser humano de tantas funcionalidades disponíveis em variados dispositivos, ou por ataques. Isso porque, não se trata apenas de riscos à segurança da informação ou de prevenção de fraudes bancárias, por exemplo. Eventual desconhecimento de como utilizar as tecnologias disponibilizadas no mercado ou falhas nos sistemas de segurança podem acarretar em sérios riscos à integridade patrimonial das entidades e física das pessoas.

Além disso, do ponto de vista do Direito de Consumidor, surge desafio relacionado ao cumprimento do dever de informação e transparência, já que o Código de Defesa do Consumidor, especialmente em seu artigo 31, estabelece que a oferta do produto ou do serviço deve assegurar informações claras acerca dos riscos à saúde e à segurança dos consumidores.

Na avaliação da comissão, trabalhar na conscientização e na educação digital dos usuários e consumidores é fundamental para que os riscos da utilização das funcionalidades providas pela IoT sejam mitigados, assim como as indústrias de hardware e software precisam atentar para critérios rígidos de segurança, que devem ser estabelecidos desde o início dos projetos.

Tags,

Plataforma de inteligência artificial da Stefanini se transforma em ferramenta global

A Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia, apresentará no CIAB 2017 a evolução de sua plataforma de atendimento cognitivo batizada de Sophie, capaz de interagir com usuários humanos e sistemas por meio de um conjunto crescente de interfaces de texto e voz. Com atuação nos segmentos financeiro, varejista, indústria e Governo no Brasil, a plataforma especializada em gerir demandas de atendimento, por meio algoritmos de IA, está conquistando outros países. Atualmente, existem projetos em andamento na América Latina, Estados Unidos e Europa.

A expansão dos projetos com a plataforma Sophie fez com a empresa decidisse por ter uma equipe dedicada à Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) nesta área, centralizada no Brasil, mas que já envolve mais de 200 profissionais em outras regiões. “A internacionalização demonstra a capacidade que ela tem de processar demandas e bases de conhecimento cada vez mais complexas, facilitando o dia a dia de profissionais de atendimento e usuários”, explica Alexandre Winetzki, presidente da Woopi, empresa de P&D da Stefanini, responsável pela implementação da tecnologia.

A solução é composta por um conjunto de softwares, sistemas e processos que permitem acelerar e melhorar o desempenho de sistemas que interagem com o consumidor, seja por meio de voz ou texto. O objetivo é garantir agilidade no atendimento ao consumidor ou usuário corporativo, seja para realizar uma transação, reportar um incidente ou buscar uma informação. “Nossa experiência em implementações de atendimento cognitivo nos permite um nível de maturidade único, que vai desde a avaliação de processos a serem implantados até a sustentação e melhoria da plataforma em nossos clientes”, ressalta Winetzki.

A ferramenta de inteligência cognitiva da Stefanini é uma evolução da plataforma Parli, lançada inicialmente em 2014. Seus benefícios podem ser obtidos por qualquer empresa ou corporação que deseje aumentar sua capacidade de interagir com os usuários, por meio de um conjunto de canais mais amplo que um call center tradicional, tornando o processo muito mais dinâmico e intuitivo.

A internacionalização da Sophie reforça o potencial de crescimento dos sistemas cognitivos. A expectativa é que a adoção dessa tecnologia em várias indústrias dispare a receita das empresas que se dediquem a ela, que deve pular dos 8 bilhões de dólares (cerca de 25 bilhões de reais) obtidos em todo o mundo no ano passado para 47 bilhões de dólares em 2020, de acordo com um estudo realizado pela IDC.
“Existe um interesse muito grande dos clientes para testar a inteligência artificial em suas aplicações. O mercado tem amadurecido para as possibilidades das ferramentas cognitivas, principalmente para se adaptar ao perfil de um cliente cada vez mais conectado e exigente”, destaca Marcelo Ciasca, CEO da Stefanini na América Latina.

De acordo com Spencer Gracias, CEO da Stefanini para América do Norte e Ásia-Pacífico, a empresa anunciou investimentos na região para crescer 25% até 2020. “Para atingir este objetivo, estamos nos concentrando em movimentos inovadores, adaptando nossas soluções para trazer benefícios diretos ao crescimento dos negócios dos nossos clientes. A Sophie, nossa plataforma de inteligência artificial, tem um papel importante no processo de transformação digital”, disse Spencer Gracias. “A Sophie reforça nosso compromisso de conectar pessoas e inovações tecnológicas com o objetivo de criar valor para o negócio, melhorar a experiência do usuário final e oferecer serviços mais inteligentes e eficientes”, afirma Gracias.

Estudo da Research and Markets estima que o mercado global de soluções de inteligência artificial deve movimentar cerca de US$ 23,4 bilhões até 2025. O montante representa um crescimento anual médio de 53,65% entre 2015 e 2020 e 44,3% até 2025. De acordo com estudos de previsões do Gartner sobre Inteligência Artificial, “em 2019, mais de 10% dos contratos dos departamentos de TI em interações de atendimento ao cliente escreverão scripts para bots”.

“Se hoje os bancos estão usando programas e aplicativos assistidos pela AI para melhorar a experiência on-line dos clientes, incluindo interfaces mais intuitivas, atendimento ao cliente mais eficaz e transações mais seguras, a tendência é que esta tecnologia se replique em uma variedade de indústrias para aprimorar as interações, reduzir custos e engajar clientes”, afirma Manuel Frade, CEO da Stefanini na Europa.

Para Monica Herrero, CEO da Stefanini Brasil, o momento é de grandes oportunidades para o desenvolvimento de ofertas com inteligência artificial. “A tecnologia reduz erros e otimiza o tempo para tarefas mais importantes. Segundo previsões do Gartner, até 2020 a IA será tão importante para os negócios como os aplicativos móveis estão sendo hoje”, complementa a executiva.

Diferenciais da plataforma inteligente Sophie:

• Duas dezenas de implementações em produção, o que torna a Stefanini a empresa mais experiente no continente em processos de atendimento cognitivo;

• Menor custo e maior velocidade de implementação, com projetos em larga escala implantados em três meses;

• Integrações com as plataformas de processamento de tickets e CRM mais relevantes do mercado, que permitem a Sophie abrir, processar e encerrar tickets da mesma maneira que um agente humano faria;

• Ampliação da capacidade cognitiva, isto é, a habilidade da plataforma de entender e processar requisições via texto e voz;

• Número crescente de interfaces, entre elas: Skype, Skype for Business, IOS, Android, Google Talk, Facebook, Jabber, Web, entre outras.

Ciab Febraban 2017

Estande Stefanini: C18
Data: 6 a 8 de junho
Horário: das 9h às 19h
Local: Transamérica Expo Center
Endereço: Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro – São Paulo – SP
Telefone: (11) 5643-3000

Tags, ,

Primeiro robô colaborativo do mundo será destaque na Fispal Tecnologia

903229_1 A ABB será destaque na Fispal deste ano com o primeiro robô colaborativo do mundo, o YuMi, no final da linha de produção e em contato direto com os visitantes no demonstrador da Indústria 4.0, principal projeto desta edição da feira.

Os visitantes com a credencial de acesso terão a experiência inédita de acompanhar a preparação de um sorvete totalmente customizado em uma linha de produção com as tecnologias da indústria do futuro e conferir um histórico interativo das últimas revoluções industriais.

Outros robôs e inversores industriais da multinacional suíço-sueca estarão presentes ao longo da linha de produção que estará em um espaço de 300 m² na feira, além do estande da companhia.

Para Marcelo Palavani, Gerente Geral da unidade de negócios de Inversores de Frequência da ABB Brasil, a participação na Fispal Tecnologia é estratégica para a companhia. “Apostamos no potencial de crescimento do segmento de alimentos e bebidas e estar na feira reforça nosso comprometimento com esse mercado, além de possibilitar estarmos mais pertos de clientes e parceiros.” Na opinião do executivo, a presença de robôs e equipamentos da ABB no demonstrador da Indústria 4.0 da Fispal deve atrair a atenção do público: “Além de outros robôs ao longo do demonstrador, teremos o YuMi no contato direto com as pessoas por ser um robô colaborativo, entregando o produto final e mostrando a robótica no nosso dia a dia.”

As soluções e produtos em robótica, automação de processos industriais e em eletrificação voltados para o segmento de alimentos e bebidas da ABB também poderão ser vistos no estande E-11. Lá será possível conversar com os especialistas da ABB e conferir as principais novidades e tendências em manipulação de alimentos e bebidas, encaixotamento, paletização, segurança e higiene.

Fornecedora líder em robôs industriais, a ABB já instalou mais de 250 mil robôs ao redor do mundo, além de fornecer softwares robóticos, equipamentos periféricos, células modulares de fabricação e serviços para soldagem, manuseio, montagem, pintura e acabamento, separação e preparação de pedidos, embalagem, paletização e alimentação de máquinas.

Fispal Tecnologia – Feira Internacional de Tecnologia para a Indústria de Alimentos e Bebidas

Data: 27 a 30 de junho
Horários: das 13h às 20h
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes – km 1,5)
Estande: E-11
Entrada franca

Tags, , , , , , ,

O2O: o futuro para os negócios? – Por Alex Tabor

O conceito chinês do O2O (online to offline) nada mais é do que a oferta de produtos ou serviços que o consumidor usa no mundo físico, mas que são comprados pela internet. Esse é um termo relativamente novo, mas que está crescendo rapidamente. De acordo com dados da Associação Brasileira de O2O, as empresas desse setor cresceram mais de 30% em 2016 em relação a 2015. Na China, o aumento chegou a 200% três anos atrás, o que mostra que o modelo de negócios está em grande ascensão e tem um enorme potencial.

Os aplicativos de serviços O2O, além de facilitar pagamentos, têm o objetivo de gerar uma experiência cada vez mais completa para os clientes, com foco em conveniência e rapidez. Quem imaginaria há alguns anos que seria possível chamar um táxi pelo celular ou comprar uma oferta de restaurante na hora do almoço e utilizá-la imediatamente, além de pagar a conta pelo próprio aplicativo? Hoje, estamos cada vez mais conectados e isso já se tornou realidade. Os smartphones viraram itens indispensáveis no nosso dia a dia e quem investe pesado em tecnologia tem um terreno fértil de negócios para explorar.

No Brasil, o Peixe Urbano foi uma das primeiras empresas a apostar nesse conceito quando, em 2010, lançou um serviço que divulgava pela internet uma oferta do mundo offline por dia. Em 2014, mudou seu modelo de negócios de compras coletivas para uma Plataforma de Ofertas Locais, aumentando o número de ofertas disponíveis para milhares, unindo ainda mais o mundo online ao offline. Outra ferramenta que a empresa adotou para disseminar o conceito O2O foi a geolocalização, que permite que a plataforma identifique a localização do usuário por meio do GPS do smartphone e o conecte com as empresas parceiras mais próximas. Atualmente, as compras realizadas via aplicativo representam mais de 50% dos cupons que são utilizados no mesmo dia.

As empresas que já adotaram essa tendência certamente saíram na frente. Para as que ainda pretendem trazer o O2O para o seu negócio, é necessário que possuam um aplicativo que suporte todas as suas demandas, para que os seus usuários tenham uma ótima experiência e para que o aplicativo seja lembrado, acima de tudo, como uma ferramenta útil para o dia a dia. Se o aplicativo não for robusto e não possuir boa interface e funcionalidade, os usuários irão baixá-lo e imediatamente deletá-lo, para dar espaço ao próximo app e não ocupar o armazenamento de seus smartphones. Pode soar clichê, mas em tempos efêmeros e dinâmicos, a primeira impressão é a que fica…

Alex Tabor, CEO e cofundador do Peixe Urbano, maior plataforma de e-commerce local do Brasil

Tags, , , ,

Fintech lança tecnologia integrada para emissão de cartão de crédito em pulseiras contactless e também no celular

A paySmart, uma Fintech B2B que atua na área de pagamentos eletrônicos, lança no CIAB Febraban 2017 uma solução para a emissão de cartões virtuais no celular e em pulseiras contactless via NFC. O cliente final também pode solicitar a impressão do cartão em caixas eletrônicos (ATMs) equipados com impressoras de cartões. A tecnologia elimina prazos de entrega, reduz custos de produção e combate fraudes no e-commerce, uma demanda crescente de emissores de cartões no Brasil e no mundo. Nos grandes centros os cartões e pulseiras demoram mais de 10 dias para serem entregues aos clientes. Em pequenas cidades, este prazo é maior.

A empresa é uma das finalistas do Fintech Day, uma competição realizada durante o CIAB Febraban para incentivar e apoiar negócios entre instituições financeiras e as empresas criadoras de soluções inovadoras e disruptivas. A paySmart também terá encontros durante o evento com as principais lideranças de TI do mercado financeiro e de cartões para apresentar a novidade.{

A seleção da paySmart para o Fintech Day foi baseada na inovação proposta pela empresa, que visa atacar o problema de três maneiras, segundo conta Daniel Nunes de Oliveira, CEO da companhia: “é uma solução que engloba tokenização, preparação remota de dados e emissão Instantânea. A preparação de dados remota e a emissão instantânea reduzem custos e prazos de entrega e tokenização ajuda a eliminar a fraude no e-commerce.

A integração com o serviço de preparação remota de dados é realizada por meio de APIs e permite personalizar cartões e pulseiras de crédito, débito e benefícios nas bandeiras Visa, MasterCard, Elo, Cabal, além de cartões de benefícios e frotas de dezenas de bandeiras independentes. O emissor envia para a paySmart os dados principais do portador do cartão (nome, data de validade, código de produto etc.) e a empresa gera as chaves, prepara todos os dados de acordo com o padrão internacional EMV (Europay, MasterCard, Visa) e entrega os dados para o celular personalizar o chip na pulseira, ou para um PC para a personalização o chip no cartão via impressora.

Personalização de pulseiras via celulares NFC – A solução permite que o cliente final possa comprar uma pulseira contactless sem dados (“ao portador”) em uma banca de jornais ou supermercado e utilize o seu próprio celular – ou o celular do lojista – como a impressora virtual para emissão instantânea, sendo que a transmissão dos dados para a pulseira acontece pela interface NFC do telefone. Toda a complexidade de proteger o tráfego entre o emissor e a pulseira, trabalhar com chips de diferentes sistemas operacionais e de diferentes fabricantes etc., é tratada transparentemente pela paySmart.

Tokenização e cartões virtuais – Permite que emissores gerem um cartão virtual tokenizado válido para uma única compra, ou um cartão virtual tokenizado para uso recorrente. Pode ser usado em pagamentos usando aplicativos móveis ou sites de e commerce. Disponível para iOS e Android.

Personalização através de impressoras de pequeno porte, incluindo impressoras dentro de ATMs – A personalização dos cartões físicos é feita em estações de personalização conectadas a impressoras de pequeno porte que fazem impressão térmica dos dados do portador do cartão e o carregamento dos dados no chip. A tecnologia de emissão instantânea em ATMs será mostrada no CIAB em terminais de autoatendimento da Saque e Pague, que está integrada com a paySmart e já tem diversos caixas eletrônicos capazes de emitir cartões na hora, com validação biométrica, impressão frente e verso do cartão, gravação da tarja magnética e carregamento dos dados do chip.

A solução paySmart é compatível com cartões das principais personalizadoras do mercado, entre elas Valid, Gemalto, G&D, Oberthur, Morpho, Thomas Greg & Sons, Intelcav, Alterosa e Jallcard.

“Além de tecnologia de ponta, ambientes redundantes nos principais datacenters financeiros do país e APIs intuitivas, nós temos uma obsessão por atendimento. Temos entregado um atendimento com suporte 24×7 por telefone, internet e aplicativos móveis para Android e iOS”, explica o CEO.

Tags, , , ,