Page

Author admin

Programa de treinamentos Talent Booster – Edição Salvador está com inscrições abertas

Reforçar, ampliar e potencializar os talentos de uma pessoa. Esses são os objetivos do Programa Talent Booster, que aterrissa em Salvador (BA) no mês de setembro e já está com inscrições abertas para interessados na área de tecnologia. Para participar da seleção, o candidato deve morar na capital baiana, ter mais de 18 anos e se inscrever até 2 de setembro. Nesta edição, o programa irá priorizar as candidaturas de mulheres e pessoas negras para promover a diversidade e apoiar a inclusão e capacitação dessas pessoas no mercado de trabalho.

O Programa Talent Booster – Edição Salvador é uma parceria da Prefeitura de Salvador, por meio das Secretarias de Sustentabilidade e Resiliência (Secis) e de Inovação e Tecnologia (Semit), com a Visa, empresa de tecnologia de pagamento, a Via, por meio do seu Marketplace e da Fundação Casas Bahia, a Rede de Cidades Resilientes e o Hub Salvador.

“Por meio do Programa Cidades Resilientes Moldando um Mundo Digital, foi possível criar o Programa Talent Booster em Salvador com o intuito de fortalecer a resiliência do ecossistema urbano da cidade em um contexto de rápida digitalização da economia. A Rede de Cidades Resilientes vem desenvolvendo um trabalho em conjunto à Prefeitura de Salvador desde 2016 de planejamento de resiliência e se orgulha de poder apoiar a cidade na implementação de sua Estratégia de Resiliência, promovendo benefícios para todos seus cidadãos”, conta Eugene Zapata – Diretor Global de Alianças Estratégicas e Diretor para América Latina e Caribe da Rede de Cidades Resilientes.

Nesta edição do Programa, serão oferecidas 60 vagas e 90 horas de treinamentos aos contemplados, para dois cursos distintos: Desenvolvimento de Aplicativos e Agentes de Marketplace (venda online em sites de grandes varejistas). As capacitações serão realizadas de modo híbrido, no qual os instrutores ministrarão as aulas de forma remota e os alunos, que não tiverem condições de participar virtualmente, poderão participar presencialmente no Hub Salvador, localizado no bairro Comércio.

Para Edna França, titular da Secis – Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência, toda iniciativa que traga conhecimento para o cidadão e faça com que ele cresça e se desenvolva profissionalmente, é muito bem-vinda. “Nesse momento de pandemia, a tecnologia se fez ainda mais presente e necessária em nossa vida, não só no sentido de sabermos lidar com os recursos e ferramentas que ela nos disponibiliza para facilitar o nosso trabalho diário, mas também como caminho de desenvolvimento profissional. Sem dúvida que esses treinamentos trazem mais oportunidade para o soteropolitano crescer e se aperfeiçoar”, frisa.

Quem optar por assistir às aulas no Hub, deverá seguir todos os protocolos sanitários de enfrentamento à Covid-19 determinados pelo Município, como a utilização de máscara durante todo o tempo de permanência no local, o distanciamento e a higienização. No entanto, quem escolher assistir remotamente terá que possuir computador e acesso à internet de boa qualidade.

“Em um ano tão importante para o Marketplace da Via, é uma honra participar do Programa Talent Booster, e poder compartilhar nosso conhecimento neste importante segmento da economia e promover a inclusão de novos empreendedores na área. Estamos disponibilizando nossas estruturas de tecnologia e logística para estes futuros empreendedores, que também poderão aproveitar o benefício da isenção de comissão ao se cadastrarem em nossa plataforma até o fim do ano. Sem dúvida será uma experiência muito enriquecedora para todos nós”, destaca Fernanda Winck, Diretora de Operações do Marketplace da Via.

“Queremos construir um mundo mais aberto, inclusivo e conectado e, por isso, acreditamos muito no potencial transformador do Programa Talent Booster em gerar impactos positivos em Salvador, na Bahia e em todo o país. A Visa tem o compromisso com o empoderamento dos indivíduos e das empresas e com a entrega de benefícios tangíveis às comunidades e à economia global”, conta Marcelo Sarralha, diretor executivo de Soluções da Visa do Brasil.

Etapas

O Programa é composto por três etapas: seleção, capacitação e visibilidade. Na primeira, serão escolhidos os melhores candidatos de acordo com os pré-requisitos e perfis desejados para cada treinamento; na capacitação, as pessoas serão treinadas em Hard e Soft Skills (conhecimentos técnicos e comportamentais, respectivamente); e na fase final, haverá a busca por parcerias com empresas e negócios locais buscando potenciais empregadores (para os desenvolvedores de aplicativos) ou potenciais clientes (agentes de marketplace).

Na avaliação do secretário municipal de Inovação e Tecnologia, Samuel Araújo, o programa de treinamentos Talent Booster amplia e potencializa os conhecimentos na área de tecnologia. “Ao todo, estamos ofertando 60 vagas, com 90 horas de treinamento, em dois cursos, o de Desenvolvimento de Aplicações Móveis e Agentes de Marketplace”, explicou Araújo, ao salientar que “as capacitações serão realizadas de forma remota e presencial no Hub Salvador”.

Treinamentos


Quem optar pelo curso de Desenvolvimento de Aplicativos, já deverá saber desenvolver em alguma linguagem de programação, entender de lógica e estrutura de dados. Na grade de conteúdos, serão abordados assuntos como: Python, Banco de dados, Flutter, Gerenciamento de Tempo, Trabalho Colaborativo, Inteligência Emocional e Resolução de Problemas Complexos. A carga horária da formação é de 60 horas, com turma de, no máximo, 30 alunos.

Já para quem escolher pelo curso para Agentes de Marketplace, é fundamental ter espírito empreendedor. A formação terá carga horária de 30 horas e serão abordados assuntos como: O Marketplace, Gestão de Frete, Cadastro de Produtos, Atendimento ao Cliente, Vendas Online, Gerenciamento de Tempo, Inteligência Emocional e Pensamento Criativo, Auto-motivação e Autogerenciamento. A turma também terá, no máximo, 30 alunos.

O resultado final do processo seletivo será divulgado dia 20 de setembro e ficará disponível no mesmo endereço da inscrição. O início das aulas está previsto para a semana seguinte, 27 de setembro.

Programa Talent Booster – edição Salvador 2021
Quando: Inscrições de 26 de agosto a 2 de setembro
Custo: 100% gratuito
Onde: https://talentbooster.com.br/

7Stars Ventures lança Rockets, um programa de recrutamento para quem sonha trabalhar no universo das startups

Serão mais de 100 vagas disponíveis para pessoas de espírito empreendedor, tanto na sede, como nas mais de dez startups que fazem parte do hub de inovação

Trabalhar em uma startup é o sonho de muitos profissionais e a 7Stars, holding de investimentos que fornece não só aportes financeiros, mas também o know how estratégico e necessário para torná-las as melhores em seus segmentos, pretende tornar isso possível. Isso porque a venture acaba de lançar o Rockets, um programa destinado a estudantes ou profissionais formados em qualquer área, que sejam ousados, inovadores e apaixonados por desafios.

“Amamos tecnologia e procuramos pessoas que não tenham medo de desafios para se juntar ao nosso talentoso time. O Rockets tem o objetivo de oferecer uma experiência única ao trabalhar em empresas que procuram estar ao lado de pessoas com mentalidade e cultura campeãs”, afirma Daniel Abbud, CEO da 7Stars Ventures. “O programa tem a capacidade de projetar os profissionais selecionados para o seu potencial máximo, já que vai dar acesso à experiências, estratégias e práticas com uma qualidade de excelência mundial. Os selecionados podem ter suas carreiras impulsionadas, já que poderão atuar em diversas áreas das mais de dez startups que possuímos em nosso portfólio”, completa. 

Ao todo são 100 vagas para atuar nas mais de 10 startups e na própria sede da empresa. As inscrições começam no dia 20 de agosto e podem ser feitas através do site http://programarockets.com.br. O processo será dividido em cinco etapas: análise de perfil comportamental e fit cultural, teste de raciocínio lógico e inglês, vídeo de apresentação pessoal, dinâmica em grupo e entrevista com os CEO’s. Os candidatos têm até o fim do mês para enviar a ficha de inscrição, quando, em setembro, serão realizadas todas as etapas do processo. No dia 30 de setembro serão anunciados os selecionados. 

Tags,

Grupo Fleury abre inscrições para 7ª edição do Prêmio de Inovação

A 7ª edição do Prêmio de Inovação do Grupo Fleury (PIF) está com as inscrições abertas até 5 de setembro de 2021 para pesquisadores e empreendedores do setor de saúde. Em especial no ano de 2021, em que o mundo todo permanece enfrentando a COVID-19, o PIF irá reconhecer e premiar indivíduos, grupos, profissionais e empresas que criaram e conduziram iniciativas inovadoras, buscando mudanças impulsionadas pelas adversidades decorrentes da pandemia.

No PIF serão três categorias premiadas com foco nas iniciativas inovadoras que fomentam o conhecimento científico e geram impactos positivos de longo prazo para a sociedade: ações sociais, tecnologias e alternativas relacionadas a insumos. Os artigos submetidos, produtos e softwares desenvolvidos serão julgados por uma banca avaliadora sob os critérios de inovação, aplicabilidade da solução e aderência às práticas de sustentabilidade ESG.

Serão aceitos os trabalhos desenvolvidos no Brasil ou em colaboração com instituição nacional e que não tenham qualquer tipo de participação ou aporte do Grupo Fleury. As apresentações finalistas serão divulgadas em 18 de outubro de 2021, e poderão ser realizadas ao vivo (na plataforma online do evento) ou gravadas previamente, a critério da organização do evento. Os finalistas serão convidados a fazer a apresentação de seus artigos ou produtos na data da cerimônia de premiação, em 18 de novembro, por meio da plataforma virtual de eventos do inovaBra habitat, cujo link será disponibilizado na página oficial da premiação e das redes sociais do Fleury LAB.

Prêmios

Os vencedores nas três categorias (ações sociais, tecnologias e alternativas relacionadas a insumos) que ficarem em 1º lugar receberão prêmios de R$ 8 mil cada. Já quem ficar em 2º lugar irá receber prêmios de R$ 5 mil cada. E, por fim, quem ficar em 3º lugar receberá prêmios de R$ 2 mil em cada uma das três categorias.

Os interessados podem se inscrever até 5 de setembro de 2021 e consultar o edital completo na plataforma Fleury Lab, por meio do endereço eletrônico: https://fleurylab.com.br/pif-2021/. A divulgação dos finalistas será disponibilizada no site e via e-mail em 18 de outubro.

Sobre o Prêmio de Inovação do Grupo Fleury

O Prêmio de Inovação do Grupo Fleury nasceu em 2015 com o objetivo de reconhecer e divulgar projetos inovadores da pesquisa nacional, com foco na área da saúde. O PIF integra a plataforma Fleury Lab, lançada em 2019 para acelerar a transformação digital e inovação em curso no Grupo, que inclui um portal com conteúdo voltado para entusiastas de inovação e uma sala no inovabra habitat para o relacionamento com startups do local.

Oracle busca mais de 500 profissionais e com oportunidades para o Brasil

Nos últimos meses, a forma de consumo e fazer negócios mudou radicalmente, obrigando as empresas a se transformarem rapidamente e executar projetos previamente planejados para cinco anos em semanas. É por isso que a Oracle se reinventa mais uma vez e como parte dessa transformação anuncia a busca por mais de 500 profissionais em toda a região. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação (Brasscom), a área de tecnologia deve contratar cerca de 420 mil profissionais até 2024. De acordo com a GeekHunter, companhia de recrutamento especializada na contratação de profissionais de tecnologia, o número de vagas abertas no setor cresceu 310% em 2020.

“Estamos experimentando uma verdadeira revolução na Oracle América Latina, uma revolução que tem a ver com a direção que o mercado está tomando e com o que nossos clientes estão precisando”, disse Adrián Durán, vice-presidente sênior de Aplicativos e Indústrias da Oracle América Latina. As vagas abertas incluem perfis de profissionais muito diversos, tanto para as áreas de Vendas e Pré-Vendas, quanto para Atendimento e Consultoria.

A nova estratégia da Oracle para o mercado será 100% focada em indústrias com a missão de promover uma nova cultura de serviços muito mais focada em acompanhar a experiência do cliente com as melhores soluções especializadas e equipes multidisciplinares. “Queremos que todos reconheçam a Oracle por isso: se você pensa em transformação digital, pense em Oracle”, acrescentou Durán. “E sabemos que as revoluções são feitas pelas pessoas e seus conhecimentos. Por isso, estamos investindo fortemente em atrair os melhores talentos para formar as melhores equipes e ajudar nossos clientes a responder aos incríveis desafios que enfrentam hoje”.

Com mais de 30 anos de presença ininterrupta na América Latina, a Oracle coloca à disposição de todos os seus clientes – como Grupo Bimbo, GNP Seguros, McDonalds (Arcos Dorados), Dorinka (Walmart), Arcor, Televisa, TV Globo, Starbucks, Solistica, Consultatio ou Smartfit – décadas de experiência e conhecimento nas mãos de equipes de profissionais que estão em constante treinamento para acompanhá-los em seu caminho de transformação. Nesse sentido, novas ofertas de treinamento também serão anunciadas em breve, com o objetivo de continuar democratizando o acesso à formação em competências essenciais para o futuro para milhares de pessoas na região.

Para conferir as vagas para a operação brasileira da companhia, clique aqui .

Tags,

Com aquisição da USEND, Inter entra de vez no mercado de digital banking americano

Ao ampliar a oferta de serviços e produtos, instituição quer competir com Chime e SoFi pelos clientes digitais

Depois de conquistar 13 milhões de clientes no Brasil, o Inter quer competir com as fintechs americanas Chime e SoFI e, para isso, anunciou nesta sexta-feira (27) um acordo para aquisição de 100% da USEND, empresa norte-americana especializada na oferta de serviços financeiros e não-financeiros. A iniciativa, que ainda depende de aprovações regulatórias, posicionará o Inter como um novo player na corrida das fintechs que dominam o mercado americano.

A USEND possui uma solução digital competitiva para realização de remessas de dinheiro entre países, com licença de instituição financeira em mais de 40 estados norte-americanos, e mais de 150 mil clientes. Hoje, a USEND opera também no mercado de cartão de débito, gift cards, recarga de celulares e deve lançar até o fim do ano sua plataforma de investimentos e seguros, além de cartão de crédito.

“Com a aquisição da USEND, o Inter terá a vantagem de contar com estrutura e base de clientes sólidas, se posicionando como um full digital banking nos EUA, oferecendo produtos e serviços mais baratos, justos e eficientes”, explica o CEO do Inter, João Vitor Menin.

“A consequência será fortalecer a competição das fintechs nos Estados Unidos, levando as soluções da USEND e o nosso know-how de digital banking, sendo a primeira empresa brasileira do segmento a fincar os pés de forma firme nos Estados Unidos”, acrescentou.

Com a união das duas empresas, o Inter planeja desenvolver a plataforma, com oferta de produtos financeiros e não financeiros, mas também investir em marketing on-line, alavancando a base de clientes, e acelerando a captura de share dentro do mercado americano, o maior do mundo.

Mitsubishi Electric inaugura o 5G Open Innovation Lab

A Mitsubishi Electric, líder mundial na fabricação e venda de equipamentos elétricos e eletrônicos, anuncia o lançamento do 5G Open Innovation Lab™, um laboratório que tem como objetivo colaborar com clientes e empresas parceiras em pesquisas e testes de sistemas de comunicação móvel privada utilizando a rede 5G.

O ambiente de testes será usado para atender as necessidades específicas de negócios, desde os estágios iniciais. Além disso, serão realizados também verificações comparativas entre a tecnologia 5G local e outros sistemas wireless, como Wi-Fi 6 e LTE privado, para determinar o melhor método de comunicação para cada aplicação e função.

A instalação, que fica localizada no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologia da Informação da empresa em Kamakura, no Japão, possui 132 metros quadrados e inicialmente irá operar sistemas de comunicação móvel 5G, projetados para uso privado por municípios e empresas locais.

De acordo com o Ericsson Mobility Report, a previsão é que até 2026 essa tecnologia responda por 40% da base mundial de conexões e, segundo o Gartner, o desenvolvimento de sua infraestrutura deve gerar uma receita mundial de US$ 19,1 bi em 2021.

A Mitsubishi Electric foi recentemente licenciada pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicações (MIC) do Japão para operar sistemas de comunicação móvel 5G locais. Porém, a primeira vez que fez uso da tecnologia foi em maio de 2020, usando bandas de ondas milimétricas em sua fábrica em Nagoya, e desde então tem avaliado a aplicação prática da tecnologia para a manufatura.

Objetivos futuros

O objetivo da Mitsubishi Electric é combinar seus próprios sistemas e equipamentos com sistemas 5G em soluções que irá desenvolver, construir e fornecer em uma base única. Também visa gerar novos negócios e serviços relacionados em colaboração com clientes e parceiros. Além de estudar a viabilidade de demonstrações práticas em ambientes reais, a Mitsubishi Electric planeja realizar uma ampla variedade de testes no laboratório, incluindo a operação automática e por controle remoto de robôs móveis via 5G.

Tags

Desoneração da folha é decisiva para conter desemprego, diz Feninfra

Entidade defende prorrogação da medida até 2026


Vivien Mello Suruagy, presidente da Federação Nacional de Instalação e Manutenção de Redes de Telecom e Informática (Feninfra), e vice presidente da Contic (Confederação Nacional da Tecnologia da Informação e Comunicação), participou nesta quarta-feira, 25 de agosto, da audiência pública da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, sobre o Projeto de Lei 2541/21, que prorroga a desoneração da folha de pagamentos de alguns setores até 2026. Segundo a dirigente, “a medida é fundamental para manter milhares de postos de trabalho, evitando o agravamento do desemprego no cenário ainda marcado pela pandemia e ao longo da difícil trajetória de recuperação da economia brasileira”.

Para Vivien, a desoneração da folha abrange setores que representam parte expressiva do PIB e são geradores intensivos de mão de obra. “Nossas entidades, por exemplo, sao representativas de 157 mil empresas, que empregam 2,5 milhões de trabalhadores”, salienta a presidente da Feninfra, ponderando que a crise da Covid-19 persiste, num cenário ainda permeado de incertezas, exigindo providências que possibilitem um mínimo de equilíbrio no fluxo de caixa e previsibilidade. “Agravar os custos da folha, agora e na retomada econômica, causaria imensa dificuldade às empresas e colocaria em risco a meta prioritária de recuperação do mercado de trabalho”, conclui.

Atento nomeia Isabel María Gómez como CISO Global da companhia

Atento S.A. (NYSE: ATTO), a empresa líder de serviços de relacionamento com o cliente e terceirização de processos de negócio (CRM/BPO) na América Latina e um dos cinco maiores fornecedores em nível mundial, anuncia a nomeação de Isabel María Gómez como Diretora Global de Segurança da Informação da companhia.

Isabel tem mais de 18 anos de experiência em segurança e tecnologia da informação e ao longo da sua carreira se especializou em diversas áreas relacionadas. Entre elas estão: Gestão de Risco, Cibersegurança, Continuidade e Resiliência TI, Privacidade e Proteção de Dados Pessoais, Atendimento a Normativas e Transformação Digital. Sua formação legal, normativa, técnica e financeira permitem que ela gerencie e coordene eficientemente diversas áreas legais e técnicas.

Anteriormente, Isabel teve diversas funções executivas em segurança da informação em companhias líderes em seus respectivos setores, como SegurCaixa, Bankia e Medtronic; ainda, liderou múltiplas iniciativas normativas e de regulações em órgãos internacionais como o Information Security Forum.

Isabel María Gomez é formada em Engenharia Superior em Informática na Universidade Politécnica de Madrid e é perito informática forense. Ela possui um mestrado em Direção de Segurança da Informação e as certificações CISA, CISM, CRIC, CGEIT e CDPSE da ISACA (Information Systems Audit and Control Association).

Sobre seu novo cargo, Isabel assegura: “Começo esta nova etapa profissional com objetivos claros, entre eles, continuar melhorando os níveis de proteção das informações utilizadas pela companhia, salvaguardar os ativos e definir estratégias de segurança. Encaro este desafio com prazer: a Atento é uma companhia muito sensibilizada com a importância da segurança em todos os processos e confio em que meu trabalho impacte em nível global”.

A incorporação de Isabel está totalmente integrada no plano estratégico da companhia e com o compromisso da Atento de garantir a segurança, a proteção e a privacidade dos seus clientes, funcionários, parceiros e consumidores finais.

Eduardo Aguirre, CIO Global da Atento, enfatiza “A segurança da informação e os dados dos nossos clientes, consumidores finais, funcionários e fornecedores são uma prioridade máxima para a Atento. Esta segurança está no core dos nossos processos de negócio, do desenho da nossa tecnologia, da nossa visão estratégica e da cultura dos nossos funcionários e parceiros tecnológicos. A incorporação de Isabel tem duplo objetivo: garantir nossas operações e reforçar nossa carteira de serviços de cibersegurança como uma fonte de valor agregado para nossos clientes”.

Hub de Fortaleza, NINNA é o novo parceiro do Distrito

O NINNA (Núcleo de Inovação em Novos Negócios Aplicados), um hub originado na capital cearense, acaba de se tornar o novo parceiro do Distrito, maior plataforma de inovação aberta do Brasil. Com a parceria, o Distrito espera fortalecer as ações do NINNA Hub com foco no desenvolvimento do ecossistema da inovação do Ceará e do Nordeste como um todo.

“Essa é uma grande oportunidade de fomentarmos a inovação na região, onde grandes iniciativas têm surgido. Mais do que uma experiência com startups, o NINNA se inspira na inovação e na mudança das empresas tradicionais, com grande potencial para impactar o ecossistema como um todo”, diz Gustavo Araujo, CEO do Distrito.

Entre as primeiras ações da parceria, estão previstos um roadshow no final de setembro. O Distrito ainda irá conduzir com o hub um plano de ação para as memberships e apoiar na estratégia de um programa de aceleração exclusivo para startups do Ceará.

O NINNA tem o propósito de resolver problemas de empresas mantenedoras, a partir do desenvolvimento de projetos inovadores, negócios e pessoas. Para isso, realiza e apoia projetos que unem startups, aceleradoras, venture builders e instituições de ensino. Entre as companhias por trás do hub hoje estão a Pague Menos, a L’auto Cargo, CPD Capital, a Unimed Fortaleza e o Grupo Edson Queiroz.

As startups residentes do NINNA são selecionadas levando em consideração o foco de atuação e o potencial de trazerem soluções para as dores das empresas. Lá, elas têm acesso a capacitações, mentorias e networking, entre outros benefícios. São hoje residentes do hub: a Intmed, que faz softwares para a área da saúde; a Bright Photomedicine, que desenvolveu um remédio digital para tratar dores; o Chatbot Maker, inteligência artificial de atendimento ao cliente; a TotalCross, ferramenta de desenvolvimento de apps; e a Monkey Exchange, marketplace de recebíveis.

O hub também possui um espaço aberto à sociedade, em que acontecem eventos, palestras e encontros que fomentem o empreendedorismo, a inovação e a geração de novos negócios, além de ter um programa exclusivo para universitários do Ceará.

“A ideia da parceria é potencializar nossas forças na área de inovação para ajudar grandes corporações a reimaginar e redesenhar modelos de negócios mais eficientes e adaptados à nova economia da era digital. Com a experiência e a capilaridade que tem, o Distrito é o parceiro ideal para nos apoiar nesse processo”, diz Delano Macêdo, Conselheiro e Fundador do NINNA Hub.

“Estamos muito felizes com a parceria firmada com o Distrito, pois reforça nosso propósito de mostrar para todo o ecossistema a contribuição valiosa que o Nordeste pode oferecer”, finaliza Humberto Lima, Gestor Executivo e Conselheiro do NINNA Hub.

Tags

Como o comportamento do cliente ajuda as empresas a inovar?

Por Jorge Romero, Diretor de Category Management da dunnhumby

Com a digitalização dos negócios, acelerada ainda mais ao longo de 2020, varejistas de todos os setores perceberam que não basta disponibilizar o produto para o cliente. As empresas passaram a desenvolver métricas que não apenas meçam o que acontece no ponto de venda, mas também permita entender o impacto que cada produto tem sobre todo o negócio e comparar com os números que eram esperados.

Uma das prioridades do negócio é otimizar o sortimento, levando em conta que cada categoria de produtos influencia o comportamento do cliente de uma maneira. E que clientes diferentes são impactados de formas diferentes pelas diversas alavancas de trade. Nosso papel, como empresa de inteligência aplicada ao varejo, é entender a importância desses aspectos como preço, promoção, variedade, inovação e marca própria em cada categoria para os consumidores.

Atuar a partir de dados transacionais de consumidores reais gera benefícios em dois grandes pilares: competitividade e inovação.

Dados como motor de competitividade

É a partir do entendimento do comportamento dos clientes e dos fatores que impulsionam as decisões de consumo que se torna possível determinar o mix de cada loja e o espaço dedicado nas promoções e nas gôndolas a cada produto. Se para os clientes daquela bandeira a variedade de produtos é um aspecto relevante naquela categoria, a gestão precisa ter uma abordagem diferente de quando o preço é o ponto mais importante, por exemplo.

Quando essas análises são combinadas à visão granular dos clientes, torna-se possível otimizar a estratégia do negócio, dando o enfoque exato a cada alavanca de vendas e a cada categoria. Uma vez que o varejista saiba quais categorias realmente importam para a decisão do cliente sobre onde comprar, ele pode tomar ações para manter o cliente engajado e satisfeito com a loja. Ao mesmo tempo, buscam-se alavancas para estimular o consumidor a adquirir outros produtos, elevando o tíquete médio, o número de itens da cesta e a margem de operação.

Nessa busca por aumento de competitividade, descontos não são a única ferramenta disponível. Na realidade, cada consumidor exibe um comportamento diferente em cada categoria. A análise dos dados de consumo permite identificar que alavanca faz mais sentido para cada cliente, em cada categoria: em alguns casos, o posicionamento em inovação ou a apresentação de um produto de marca própria pode ser mais eficiente do que um desconto puro.

O varejista que compreende bem o papel de cada alavanca passa a entender o DNA de cada categoria e seu papel estratégico no relacionamento com o cliente. Isso ajuda o varejista a focar seus esforços onde eles realmente impactam as vendas, com o nível de agressividade necessário para “mudar o ponteiro” dos resultados. Afinal, o varejista precisa mostrar ser melhor que a concorrência somente naquilo que importa para o consumidor e direcionar sua decisão de compra.

Dados como a base da inovação no varejo

Uma vez que o varejo consiga ser competitivo nas categorias que mais importam para o cliente e estimule o relacionamento a partir das alavancas mais adequadas para os consumidores, passa a ser possível aprofundar a estratégia. É quando entra em cena o uso dos dados para basear as ações de inovação da indústria e do varejo.

Neste aspecto, tanto o fornecedor quanto o varejista precisam tomar decisões e priorizar onde e como inovar: na fórmula do produto, na embalagem, na comunicação, na ocasião de consumo. A indústria que não acerta nessas escolhas pode perder espaço para concorrentes que sejam mais assertivos, enquanto o varejo pode deixar de oferecer um item valorizado pelos clientes – o que impacta sua competitividade.

Por isso, varejo e indústria devem trabalhar em parceria, analisando dados e construindo conhecimento de forma conjunta para gerar oportunidades de venda para ambos. Isso pode ser feito em várias etapas do desenvolvimento de inovações:

• Priorização, para que varejistas e indústrias, juntos, façam as melhores decisões estratégicas para alcançarem suas metas de expansão de negócios e relacionamento com os clientes;

• Ideação, que está relacionada com o que é preciso na categoria que hoje não está sendo ofertado pelas opções de produtos existentes;

• Medição, ajudando varejo e indústria a entender quais inovações têm surtido efeito e qual a razão do sucesso. Por meio de um ciclo constante de medição, feedback e desenvolvimento, podem-se construir melhorias contínuas, afinando processos, características e atributos para obter mais resultado junto aos clientes;

Na Priorização podem ser usados conceitos como os papéis de categorias e a importância da alavanca de inovação para entender o nível de agressividade que o varejista irá perseguir para atingir os objetivos estratégicos em cada categoria. Então, em categorias como “Vencer”, com Importância Alta ou Média da Inovação, o varejista buscará gerar destaque do lançamento e chamar atenção no mercado para garantir que os clientes comprem o produto nas suas lojas e não nas dos concorrentes. Já numa categoria menos estratégica com Baixa importância da Inovação o varejista não buscará ativamente espaços para destacar o produto.

Na Ideação o foco deve estar no entendimento do cliente com base no seu comportamento e nas suas expectativas. Nesta fase podem ser usados alguns conceitos como:

• Nível de maturidade ou desenvolvimento da categoria, ligado às três potenciais fontes de crescimento de qualquer categoria no varejo conhecidas como Penetração de clientesFrequência de compra e Gasto por cliente;

• Perfil do cliente, que consiste em entender o comportamento de diferentes segmentos de consumidores para encontrar oportunidades de desenvolvimento de produtos e comunicações;

• Tendências de consumo, que podem ser identificadas ao agregar atributos diferenciados de produto aos dados já recolhidos nas bases históricas;

• Árvore de decisão do cliente, onde podem ser identificadas as necessidades que estão sendo enxergadas pelos consumidores dentro da categoria, as que têm surgido recentemente e as que estão sendo atendidas de forma pouco significativa;

Por último, na Medição o foco estará em avaliar os impactos que um lançamento pode estar gerando nas métricas globais da categoria, nos comportamentos de experimentação e recompra dos clientes que compram o lançamento e em comparar o desempenho do produto foco da análise com outros lançamentos dentro da categoria para ter mais contexto de negócio sobre o resultado gerado pelo produto.

Entender o comportamento dos clientes, quais são seus drivers de consumo e o que esperam de cada categoria e marca é essencial para que varejistas e indústrias obtenham os resultados esperados de suas ações comerciais. Com a análise de dados reais de comportamento dos consumidores, as marcas passam a ter o conhecimento necessário para aumentar sua competitividade e estimular a inovação onde ela mais impacte seus clientes. E, assim, gere mais resultados e aumente a fidelidade do consumidor.

Projeto pioneiro de P&D de FURNAS combina usinas solares fixa e flutuante, além de planta de hidrogênio verde

Um projeto pioneiro no Brasil está sendo construído junto ao reservatório da Usina Hidrelétrica de Itumbiara (MG/GO), gerenciado por FURNAS. O projeto combina a construção de usinas de energia solar fotovoltaica, tanto fixas em solo quanto em estruturas flutuantes, além de plantas de armazenamento de energia em baterias de lítio e hidrogênio verde, que realizam a geração e armazenamento de hidrogênio a partir da eletrólise da água.

Trata-se de um projeto de P&D batizado de “Desenvolvimento de sinergia entre as fontes hidrelétrica e solar com armazenamento de energias sazonais e intermitentes em sistemas de hidrogênio e eletroquímico – SHSBH2”. Esse projeto é resultado de uma parceria de FURNAS com a empresa Base Energia Sustentável, associada à Universidade Estadual Paulista (Unesp); Universidade de Campinas (Unicamp); Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Universidade de Bradenburgo (Alemanha), instituição acadêmica com experiência no armazenamento de hidrogênio; e a PV Solar, empresa parceira experiente em implantação de sistemas fotovoltaicos.

A utilização de reservatórios para produção e armazenamento de energia fotovoltaica representa mais uma etapa no aproveitamento de uma fonte renovável, como a luz do sol, de forma sustentável e economicamente viável. Esse trabalho permite que as usinas da empresa se transformem em unidades híbridas, com geração de energia hidrelétrica e solar.

A Usina Hidrelétrica de Itumbiara foi escolhida por apresentar os melhores índices para geração solar fotovoltaica, em relação às demais unidades de FURNAS, e por possuir um reservatório adequado para a instalação dos painéis fotovoltaicos em estruturas flutuantes.

Em fase adiantada de instalação e com previsão de entrega em novembro deste ano, a energia solar gerada em Itumbiara totalizará 1.000 kWp (quilowatts pico, unidade de potência associada à energia fotovoltaica), dos quais 200 kWp serão provenientes das placas solares localizadas no reservatório da usina, que serão interligados aos 800 kWp das demais placas instaladas em solo.

Por meio de uma parceria com a BASE Energia Sustentável, um dos destaques do projeto foram os equipamentos da alemã SMA, líder em inversores fotovoltaicos. A SMA desenvolve produtos e soluções que melhoram o rendimento energético das plantas instaladas em telhados de residenciais, comércios, indústrias e usinas fotovoltaicas de grande porte.

Em Itumbiara estão sendo usados 10 inversores SMA Sunny High Power SHP75-10, 8 deles em solo em uma planta de 800 kWp solo e dois para a planta flutuante, localizada mais próximo à barragem. Também estão sendo utilizados dois sistemas de monitoramento SMA Inverter Manager IM-20, além de 11 SMA String Combiner Box 100MB16F230.

Confira os equipamentos e detalhes do projeto de P&D na Usina Hidrelétrica de Itumbiara:

10                    Inversores solar SMA Sunny High Power SHP75-10

2                      Sistemas de monitoramento SMA Inverter Manager IM-20

10                    SMA String Combiner box 100MB16F230

1                      Banco de baterias 600 kWh da WEG

1                      Eletrolisador Alcalino da Hydrogenics

1                      Célula a Combustível da Hydrogenics

2.564               Placas Solares Trina 390W cada, totalizando 1MWp

1                      Conjunto de estruturas de fixação Politec fixa ao solo

1                      Conjunto de estruturas flutuantes desenvolvida pela BASE

Em um primeiro momento, a produção não será comercializada, mas destinada ao Sistema de Serviços Auxiliares da unidade, como iluminação, tomadas, ventilação etc. A transmissão dessa energia sairá da planta para o barramento de 13,8kV da subestação da própria Usina Hidrelétrica por meio das redes aérea e subterrânea.

Após a comprovação da eficiência do projeto e sua colaboração para a diversificação da matriz energética brasileira, FURNAS pode optar por incluir o projeto de Itumbiara em sua matriz de geração de energia elétrica.

Fintech JUSTA está com mais de 300 vagas abertas

O ano de 2021 está sendo mais um ciclo de crescimento para a fintech JUSTA, que possui mais de 300 vagas abertas em todo o Brasil. As vagas são para a área comercial, e estão disponíveis em cidades por todo o país. Os pré-requisitos são: ter qualquer curso superior completo ou cursando; e conhecimento do Pacote Office.

Benefícios: remuneração compatível com o mercado, comissão, bônus trimestral, mobilidade com reembolso, auxílio refeição diário, assistência médica, odontológica e seguro de vida.

Além de desenvolvimento profissional com feedbacks recorrentes e avaliações semestrais para abraçar as inúmeras oportunidades de crescimento dentro da Justa; acesso à Academia Justa (plataforma online de treinamentos).

O time de Gente Justa, como são chamados os colaboradores da empresa, cresceu 600% em 2020 e a meta para 2021 é continuar trazendo talentos que queiram fazer a diferença na vida dos pequenos e médios comerciantes de todo o país, levando as soluções financeiras mais justas do mercado.

A JUSTA procura por pessoas que sejam incomuns e imparáveis, ou seja, que se destaquem da maioria e tenham garra, muita vontade de aprender e, principalmente, de crescer profissionalmente; isso é o que realmente importa na hora da seleção dos candidatos.

Por ser uma das empresas mais promissoras do mercado financeiro, as oportunidades para assumir cada vez mais responsabilidades dentro da JUSTA são muito grandes, por isso é importante que as pessoas que integrem o time tenham em sua essência o gosto por superar novos desafios todos os dias.

Maria Fernanda Mantovani é um dos exemplos de rápido crescimento na empresa. A jornalista de 24 anos atua na filial de São Paulo e entrou na JUSTA em 2019, com o propósito de criar a Academia Justa e disseminar conhecimentos e cultura nos quatro cantos do Brasil. Atualmente, Maria Fernanda é a Head de Marketing na JUSTA e recebe o título de Head mais jovem da empresa. 

Outro exemplo é o da Thais Paiva, de 26 anos, que atua na filial de Recife, em Pernambuco. Ela entrou na Justa há 18 meses como assistente comercial, tornou- se consultora externa de vendas e hoje é gestora, liderando cinco estados no Norte e Nordeste. “Aqui o nosso dia começa mais cedo do que o dos nossos concorrentes! Sabemos que para alcançar resultados extraordinários, são necessários esforços extras, e a nossa vontade de tornar o mercado mais transparente é que nos motiva a correr muito mais que os demais”, diz Thais.

As oportunidades abertas estão disponíveis em https://jobs.kenoby.com/tropajusta

Tags

Vittude é destaque no Programa Google for Startups

Tatiana Pimenta, CEO da Vittude

Relatório de Impacto destaca a evolução das startups que já levantaram cerca de 35 bilhões de reais em investimento ao longo dos últimos 5 anos

A Vittude, referência brasileira em psicologia online e educação emocional de alta qualidade, está no Relatório de Impacto do Google for Startups Brasil que apresenta a evolução, oportunidades, desafios e resultados das startups dos principais setores da economia do país. Ao longo dos últimos 5 anos, as startups da comunidade já geraram mais de 15 mil empregos e levantaram cerca de 35 bilhões de reais em investimentos.

A iniciativa, que chegou ao Brasil em 2016, apoia empresas em diferentes estágios de crescimento através de programas e acesso a produtos, tecnologias, boas práticas e especialistas do Google, além de parcerias com aceleradoras, incubadoras e outras organizações de suporte a startups. A Vittude, faz parte de um grupo de mais de 250 startups que participaram dos programas de longa duração do Google for Startups no país. A healthtech esteve no Programa de Residência em 2020, onde o grande desafio eram os processos de RH. “Quando olhamos para trás podemos perceber o crescimento que tivemos graças a todo acesso que o programa ofereceu ao nosso time”, afirma Tatiana Pimenta, CEO da Vittude.

Trajetórias como a da Vittude ressaltam o aquecimento do mercado de healthtechs e como esse GAP de atendimento no sistema de saúde pode ser um bom espaço para atuação das startups. Junto da Vittude, mais de 30 mil pessoas foram capacitadas pelo programa em temas ligados a empreendedorismo, tecnologia e inovação.

Desde então, além de ser referência brasileira em psicologia online e educação emocional de alta qualidade, a Vittude também se tornou líder na América Latina na produção de conteúdos especializados em saúde mental, psicologia e comportamento humano. “Desde o último programa do Google, crescemos 540% em faturamento. Além disso, fomos de dez clientes corporativos para 130, e chegamos a cobrir 450 mil vidas. A Vittude está cada dia maior e todo esse reconhecimento é muito importante para nós”, finaliza Tatiana.

Pravaler levanta R$ 176 milhões em FIDCs

O Pravaler, maior plataforma de soluções financeiras para educação do país, anuncia a conclusão da emissão de R$176 milhões em FIDCs, Fundo de Investimento em Direitos Creditórios, que será utilizada exclusivamente para ofertar financiamento aos interessados em cursar a Graduação Superior este semestre. O valor reforça o principal propósito de ajudar quem acredita na educação como meio de crescimento pessoal e profissional, além de aproximar a empresa da meta de beneficiar 1 milhão de estudantes e financiar R$10 bilhões.

A classificação destas cotas foi avaliada como “brAAA” com reafirmação de rating para as demais séries pela S&P Global Ratings, o que reforça a solidez e a saúde financeira das operações. As taxas desta emissão ficaram entre 2,4% e 3,3%, com prazo máximo de 84 meses.

De acordo com a pesquisa “Termômetro de Captação”, realizada em julho pela Educa Insights, 21% dos entrevistados devem iniciar os estudos ainda este ano, o avanço da vacinação contra a Covid-19 terá papel determinante para a retomada das matrículas. A opção por se matricular ainda no segundo semestre de 2021 é 2,4 vezes maior entre os vacinados. Isso representa uma redução de aproximadamente 70% no grau de incerteza na comparação com aqueles que ainda não tomaram a vacina.

“O Brasil está com uma demanda reprimida de estudantes que postergaram o ingresso à universidade, por conta da pandemia. O financiamento estudantil privado pode ser uma opção para quem está com recursos limitados para iniciar a faculdade, mas que não quer mais adiar este sonho. Estamos preparados para oferecer crédito para estes brasileiros e ajudá-los a transformar suas vidas por meio da educação”, comenta Haroldo Carvalho, CFO do Pravaler.

Em março de 2021 o Pravaler anunciou a emissão de R$180 milhões em FIDCs, voltados para o financiamento dos estudantes que ingressaram na faculdade no início deste ano.

RS é o estado brasileiro com o maior número de assinaturas digitais

Recurso foi utilizado quase 50 mil vezes em julho. Através do novo sistema, empreendedores desfrutam de mais segurança e agilidade

Empreendedores gaúchos têm explorado de forma bastante positiva as vantagens das assinaturas avançadas para executar processos de abertura, alteração e baixa de empresas na Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul (JucisRS). Somente em julho, foram registradas 48.548 assinaturas digitais, que permitem a assinatura de documentos eletrônicos de forma mais rápida, fácil e segura – além de gratuita.

A ferramenta foi criada em março e funciona a partir de um cadastro no portal www.gov.br (ou no aplicativo para celular disponível gratuitamente) que gera um selo de confiabilidade. A iniciativa é fruto da parceria entre o Sebrae RS, as Juntas Comerciais e conta com o apoio da Secretaria de Governo Digital, do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) e do Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (DREI). Com os dados de julho, o Rio Grande do Sul supera as 213 mil assinaturas desde a implantação do sistema e se torna o Estado brasileiro que mais utilizou este recurso.

‘‘É uma ferramenta que facilita e permite mais eficiência nos processos, além da redução de burocracia e custo ao empreendedor’’, explica a gerente de políticas públicas do Sebrae RS, Janaína Zago Medeiros. Segundo ela, a boa adesão dos gaúchos se deve a uma combinação entre aspectos culturais de como se comportam os empreendedores regionais somado ao esforço do Sebrae RS e JucisRS, que realizaram encontros virtuais para sensibilizar o público das vantagens competitivas da ferramenta.

“As Assinaturas Avançadas têm impulsionado o empreendedorismo no RS. A agilidade de constituir sua empresa com menos burocracia e segurança faz com que o empreendedor tenha mais vontade de realizar o sonho de ter seu próprio negócio”, destaca a presidente da JucisRS, Lauren de Vargas Momback. Ela ressalta ainda que o serviço possibilita a redução de custos, além de facilitar a vida do empresário que deseja empreender. “Hoje, com esta ferramenta, os empreendedores contam com mais segurança, confiabilidade e agilidade”, finaliza Lauren. O sistema é fundamental para que o Balcão Único seja disponibilizado 100% aos empreendedores gaúchos.

Uma rotina mais fácil

As assinaturas avançadas já são parte da rotina do empresário Daniel Santoro, que atua no ramo automotivo na Casco Blindagens Especiais. Segundo ele, a utilização do sistema elevou a experiência de trâmites burocráticos para outro patamar. ‘‘É um novo parâmetro, algo muito simples e agradável de usar. Um processo que leva não mais que um ou dois minutos em muitas situações’’, destaca.

O coordenador estadual da Redesimples do Sebrae RS, Marcio Benedusi, afirma que o objetivo é simplificar ainda mais as rotinas de quem quer empreender, além de reduzir custos, diminuir o uso de procurações e, com isto, incentivar o empreendedorismo. Saiba mais sobre as Assinaturas Avançadas e a nova forma de acesso ao Portal da JucisRS no link: assinatura avançada .

“A saúde na América Latina vai passar por uma revolução e nós vamos liderá-la”, diz presidente da Bayer

Crescimento contínuo e sustentável, essa é a principal estratégia de negócios da divisão farmacêutica da Bayer em todo o mundo. A América Latina será um mercado muito importante para viabilizar essa estratégia e, por isso, a região conta com um plano robusto que inclui mais de 60 lançamentos até 2023 – além de investimentos em tecnologia, transformação digital e terapias que vão revolucionar o cuidado com a saúde no futuro. A região pretende crescer acima de dois dígitos nos próximos anos. No Brasil, o movimento foi impulsionado por lançamentos importantes nas áreas de oncologia e saúde feminina.

“Temos uma meta de manter crescimento acima dos dois dígitos na América Latina. A região se transformou, nos últimos anos, em um motor de crescimento para o negócio global da Bayer e, para manter o ritmo, será fundamental trazermos cada vez mais inovação aos pacientes latinos, com foco em nossas áreas prioritárias de cardiologia, oncologia, hemofilia, oftalmologia e saúde feminina”, explica Adib Jacob, Head Regional da Divisão Farmacêutica da Bayer na América Latina e Brasil. “A Bayer é a 4ª maior farmacêutica da região e está entre as mais inovadoras, segundo ranking da IQVIA. Não apenas na América Latina, mas, globalmente, apostamos em inovação e tecnologia para transformar nosso negócio. Neste sentido, temos duas estratégias: inovação própria e parcerias estratégicas”, complementa o executivo.

Duas das principais parcerias que a Bayer estabeleceu nos últimos anos foram as aquisições da BlueRock Therapeutics (BlueRock) e da Asklepios Biofarmacêutica Inc. (AskBio) – empresas biofarmacêuticas especializadas em terapia celular e terapia gênica, respectivamente. O campo das Terapias Celular & Gênica representa a próxima onda de inovações no mercado de saúde e a Bayer pretende liderar essa revolução. Trata-se de um novo paradigma para a área, em que as causas das doenças, e não mais seus sintomas, serão diretamente endereçadas – graças a tecnologias que permitem o uso de células e sequências genéticas para prevenir, tratar e até curar doenças até agora consideradas incuráveis, como é o caso da Doença de Parkinson.

Além dos investimentos em parcerias, a Bayer também trabalha com inovação dentro de casa – o que já rendeu terapias inovadoras como Kyleena® (levonorgestrel), um novo DIU hormonal que tem o menor tamanho e menor dose hormonal do mercado, em comparação com os demais dispositivos intrauterinos; e Nubeqa® (darolutamida), um medicamento para tratar pacientes com câncer de próstata resistente à castração. Nubeqa® ajuda no atraso do aparecimento da metástase e tem um ótimo perfil de segurança – isto é, ele apresenta pouquíssimos eventos adversos graves nos pacientes. Isso está muito em linha com os objetivos da Bayer para a área de oncologia: prolongar a vida das pessoas, garantindo, ao mesmo tempo, que tenham qualidade de vida e bem-estar.

“Esses são apenas dois exemplos das inovações que já começamos a trazer para a América Latina. Eles são representativos não apenas porque endereçam áreas estratégicas para nosso negócio, mas também porque já conseguimos introduzi-los em diversos mercados locais – tanto os grandes, como os menores”, explica Adib. “Isso também faz parte de uma nova estratégia da Bayer. Desde o ano passado, a sede da LatAm mudou dos Estados Unidos para o Brasil. Com isso, ganhamos mais relevância, integração e autonomia. Agora, o objetivo é investir para garantir que o máximo de pessoas na região tenham acesso a tratamentos inovadores, independentemente do tamanho do país.”

Nubeqa®, por exemplo, já foi lançado em países grandes, como Brasil, mas também em países menores, como Guatemala, Honduras, República Dominica, Panamá e El Salvador. E, até 2022, deve chegar ao México, Colômbia, Equador, Peru, Nicarágua, Costa Rica, Trinidad&Tobago, Jamaica e Cuba.

Mas, o futuro que a Bayer visualiza não é feito apenas de medicamentos inovadores – ele é permeado por tecnologia. Desde o ano passado, a América Latina criou uma área especificamente para fomentar e desenvolver tecnologias no campo da Saúde Digital. É uma tendência que combina abordagens convencionais da medicina, com tecnologias digitais baseadas em advanced analyticsmachine learning e dados, por exemplo.

Fazem parte dos investimentos da Bayer plataformas como o Universo Médico, um aplicativo que visa ser uma “one-stop-shop” para que médicos acessem conteúdos relevantes e de alta qualidade, que os ajudem profissional e pessoalmente. Lançado no Brasil este ano, o Universo Médico já teve, em dois meses, mais de 2,4 mil downloads e deve chegar em outros países da região a partir de novembro. Já no México, o time local desenvolveu a Tienda Bayer, um e-commerce que tem como principal objetivo aproximar pacientes de seus tratamentos – de uma forma cômoda e simples. Sem precisar sair de casa (o que contribui para a segurança das pessoas durante a pandemia), eles também recebem benefícios como o pagamento em parcelas sem juros, programas de assinatura, programas de relacionamento, descontos escalonados e muito mais.

“Isso tudo é viabilizado por um trabalho interno que estamos fazendo desde o ano passado, para fomentar uma cultura cada vez mais ágil e inovadora dentro da Bayer. Essa vai ser a base que dará sustentação ao nosso plano de crescimento, pautado por fortes investimentos em inovação e tecnologia, além de um portfólio robusto com muitos lançamentos. O mercado de saúde vai passar por uma verdadeira revolução nos próximos anos e a Bayer pretende liderar esse movimento.”, finaliza Jacob.

TCU aprova edital do leilão do 5G

O maior certame de radiofrequência da história das telecomunicações do país será catalizador de tecnologias totalmente novas


Na tarde desta quarta (25/8), o plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) confirmou a aprovação, em sessão telepresencial transmitida ao vivo, da minuta do edital para o leilão do 5G. Sete ministros acompanharam o voto favorável do relator, ministro Raimundo Carreiro, confirmando o quadro de avaliação formado na semana passada. Agora, o documento retorna à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que deve publicar o edital em até sete dias. A partir daí, são mais 30 dias para a realização do certame. Depois de hoje, o futuro está mais próximo.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, agradeceu ao ministro relator e a todos os ministros do TCU, “por compreenderem a importância do 5G para o país, que agora amplia seu potencial competitivo no mundo”. Faria ressalva que o edital já previa o atendimento a todas as escolas, porém o Tribunal fez um importante ajuste à iniciativa, recomendando o uso de valores de multas e de outorga para reforçar o atendimento.

“Com isso poderemos, por exemplo, levar fibra óptica a escolas que seriam atendidas por satélite e aumentar ainda mais a velocidade daquelas que já possuem atendimento por rede terrestre”, afirma o ministro. “Nós, do Ministério das Comunicações, acataremos essa recomendação como uma determinação e implantaremos a política pública”, enfatiza.

É o maior leilão de radiofrequência da história das telecomunicações do país. O impacto desse processo se alastra no tempo e nos diversos setores da economia do Brasil, implicando em uma nova configuração dos meios produtivos. A mudança não se resume apenas a “um G a mais” na linha de aparelhos celulares: se a quarta geração foi essencial para conectar pessoas, a próxima geração será catalizadora de tecnologias totalmente novas.

“Estamos falando de um leilão de R$ 45 bilhões em investimentos, ao longo de 20 anos”, frisa o ministro. A fase inicial da implantação do 5G no Brasil – tendo em mente as dimensões do território nacional – representará um dos maiores desafios para o setor de telecomunicações. Faria destaca que 90% dos valores contratados no certame serão revertidos em investimentos. As obrigações previstas no edital incluem a ampliação da conectividade em regiões que hoje têm baixo índice.

Com o leilão, a missão do MCom de conectar pessoas torna-se maior. “Vamos levar conexão para 40 milhões de pessoas que hoje não têm qualquer acesso”, salienta o ministro. Um dos compromissos que as empresas vencedoras devem assumir é o de levar internet para todas as localidades com mais de 600 habitantes. O edital também prevê a destinação de R$ 1,5 bilhão para o Programa Amazônica Integrada e Sustentável (PAIS), que irá conectar 10 milhões de pessoas na região Norte.

Cronograma para chegada do 5G – O ministro Fábio Faria sustenta que o cronograma para implantação da tecnologia de quinta geração está mantido e assegura que até julho de 2022, todas as 27 capitais brasileiras terão cobertura 5G. Todas as cidades com mais de 30 mil habitantes serão beneficiadas até 2028.
Após o leilão, 72 mil das 85 mil escolas urbanas do país receberão o 5G standalone (SA) – e as demais terão atendimento por 4G. Na zona rural, o MCom já conectou, nos últimos dois anos, 10 mil escolas que não tinham acesso à banda larga. E o leilão levará cobertura de 4G para mais 7 mil escolas rurais. Todas as demais escolas rurais que possuem energia elétrica e a infraestrutura necessária (13,5 mil) receberão banda larga pelo Programa Wi-Fi Brasil, até julho de 2022.

Sobre o leilão – O certame envolve a licitação de quatro frequências para a implantação da nova tecnologia para redes móveis: 700 megahertz, 2,3 gigahertz, 3,5 gigahertz e 26 gigahertz. A Anatel dividiu as frequências em lotes nacionais e regionais. A maior parte dos valores definidos não será destinada aos cofres públicos, ou seja, este será um leilão “não arrecadatório”. A Anatel autorizará o uso das faixas, mediante cumprimento de determinadas obrigações, que incluem os investimentos em infraestrutura para ampliação da cobertura de sinal no país.
Entre as obrigações vinculadas ao leilão está a construção da rede privativa da Administração Pública Federal. A proposta consta no documento como referência à definição de valores para a implantação. Espera-se que órgão colegiado – no âmbito da Entidade Administradora da Faixa (EAF) de 3,5 GHz e em consulta a gestores públicos de serviços de segurança, defesa e de outras áreas de governo – revise o planejamento inicial e formate a versão final do projeto de implantação da rede.

Faria argumenta que a rede privativa tem o objetivo de evitar vazamentos de informação e proteger dados. “A rede privativa gera uma segurança ainda maior”, atesta. Segundo o ministro, há especificações técnicas recomendadas aos fornecedores de equipamentos no intuito de assegurar a confiabilidade da rede. O padrão que favorece a segurança dos dados já é adotado na Alemanha, Estados Unidos, Coreia do Sul, Japão, Austrália, Reino Unido e Canadá. O MCom conheceu algumas soluções utilizadas na Europa, Ásia e Estados Unidos. “Daqui para frente, todos os países que realizarem um leilão vão usar a rede privativa. Nossa experiência vai virar case”, ressalta.

Programa de voluntariado da SAP Brasil é vencedor de prêmio internacional

A SAP Brasil conquistou o Prêmio Ragan’s 2021 CSR & Diversity na categoria Campanha de Voluntariado. Iniciativa global da Ragan Communications – entidade especializada na cobertura de ações de relações públicas, comunicação e provedora de treinamento – a premiação tem o objetivo de reconhecer projetos corporativos que tiveram um impacto positivo na comunidade, dentro das organizações e ao redor do mundo.

A campanha da SAP Brasil, batizada de SAP PotentiALL 100 por 100, incentivou que os mais de 1.200 funcionários da subsidiária no País colaborassem com pelo menos uma hora de voluntariado, em formato digital, escolhendo um entre dez projetos nas áreas de tecnologia, educação, sustentabilidade, suporte a vendas, compras, artesanato, finanças, comunicação, marketing e várias outras habilidades. Eles são vinculados a 10 ONGs ou entidades parceiras e todos envolveram algum tipo de treinamento ou mentoria para gestores, professores, negócios sociais e demais públicos atendidos pelas organizações.

Ao final de 100 dias, foram computadas mais de 1.300 horas de atividades, impactando mais de 37 mil vidas. “Mesmo com todos os funcionários trabalhando remotamente conseguimos mobilizar a empresa para participar de projetos inspiradores. É a realização de um propósito como companhia: a transferência de capital intelectual por meio de horas pro-bono devolvidas para a sociedade civil. Além disso, os projetos trouxeram muito aprendizado para nossas equipes”, explica Luciana Coen, diretora de Comunicação e Responsabilidade Social da SAP Brasil.

As dez entidades atendidas em 2020 foram: ASID Brasil, rede nacional de ONGs que atendem pessoas com deficiência, sediada no Paraná; Brigada Carcará; Fundação Amazonas Sustentável; Iniciativa Empresarial Pela Igualdade Racial; Instituto Airton; Associação Crescer Sempre; Rede ASTA; Junior Achievement; Algoritmo da Vida/Horas da Vida e a Operação Sorriso. 

As dez entidades atendidas em 2020 foram: ASID Brasil (rede voltada ao desenvolvimento de instituições para pessoas com deficiência, sediada no Paraná); Brigada Carcará (especializada em combate a incêndios, tem sede em Brumadinho, Minas Gerais); Fundação Amazonas Sustentável (com sede em Manaus/AM, realiza projetos ambientais, sociais e econômicos para a conservação da Floresta Amazônica); Iniciativa Empresarial Pela Igualdade Racial (movimento internacional formado por lideranças, empresas e instituições comprometidas com a promoção  da inclusão racial e a superação do racismo no ambiente corporativo e em toda a sua cadeia de valor); Instituto Ayrton Senna (presente em 17 estados com foco na melhoria da educação de crianças e jovens); Associação Crescer Sempre (desde 1991, facilita parcerias pela melhoria na qualidade de ensino das escolas públicas estaduais da comunidade de Paraisópolis, na cidade de São Paulo); Rede ASTA (negócio social que transforma artesãs em empreendedoras); Junior Achievement (capacita estudantes para o mercado de trabalho por meio da metodologia “aprender-fazendo”; Algoritmo da Vida (Algoritmo criado pela Agência África e aperfeiçoado pela SAP e AWS, capaz de identificar perfis de pessoas com problemas emocionais a partir dos textos produzidos, cuja linguagem sinaliza existência de um quadro de depressão e a Operação Sorriso (uma das maiores organizações médicas voluntárias do País, está aqui desde 1997 e realiza cirurgias gratuitamente para crianças e adultos em situação de vulnerabilidade social com deformidades faciais – especialmente lábio leporino e fenda palatina).