Page

Author admin

Gastos de e-commerce com publicidade mobile supera a de desktops

A SEMrush, líder mundial em marketing digital e fornecedora de ferramentas de monitoramento online, anuncia os resultados de uma pesquisa realizada mundialmente com mais de 8 mil sites de comércios eletrônicos, divididos em 13 categorias. O estudo identificou as principais tendências de marketing digital para 2018.

Com a proposta de coletar informações sobre fontes de tráfego, quantia investida em publicidade, tipo e tamanho de anúncios gráficos, assim como os dispositivos visualizados, as palavras e frases mais populares, entre outros aspectos do e-commerce mundial, o estudo revelou que os gastos em publicidade digital para dispositivos móveis foram consideravelmente superiores (85,39%) aos voltados para desktops (14,81%).

Partindo da divisão do total de sites estudados em diversas categorias – como alimentação, eletrônicos, vestuários, livros e viagens -, a pesquisa da SEMrush registrou que mais de 50% das lojas online que fizeram parte do estudo investiram em torno de U$ 1.000 em publicidade paga. A segunda maior faixa de gastos com anúncios foi de US$ 10.000 a U$ 50.000; Do total, cerca de 15% dos e-commerce gastaram entre US$ 1.000 e US$ 5.000.

Dentre as categorias analisadas, marcas do segmento de “Moda e Vestuário” são as que mais investem em anúncios pagos, com 81% do orçamento total acima de US$ 10.000, seguida por “Livros” (80%) e “Casa e Jardim” (47%).

O estudo ainda aponta que o tráfego direto é a principal forma como os clientes acessam os sites de e-commerce: o formato corresponde a 42,18% dos acessos, seguido por ferramentas de pesquisas, responsáveis por 40,1%. Um dado interessante revelado pelo estudo é que, embora haja intensos investimentos sendo feitos pelas marcas em redes sociais, os consumidores estão clicando pouco em sites pelas redes sociais, sendo que apenas 2,92% deles chegam aos sites de e-commerce por este caminho.

“As estratégias em relação ao e-commerce têm mudado globalmente e o Brasil não fica de fora dessa estatística. Este mercado encontra-se em pleno crescimento e a principal mudança que notamos é a preferência pelos dispositivos móveis, evidenciada por esse aumento de investimento em publicidade mobile, em comparação aos gastos com anúncios em desktops”, comenta Maria Chizhikova Marques, coordenadora do Mercado Brasileiro da SEMrush.

A pesquisa da SEMrush também listou os termos que mais envolvem emoções nos anúncios e despertam a curiosidade dos consumidores. A frase mais usada é “frete grátis”, seguida de “sem juros” e “melhor preço”. O estudo destaca ainda que os e-commerce apostam em algumas táticas para ativar os gatilhos emocionais que fazem os consumidores comprarem, como mencionar garantias e fazer chamadas que transmitam sensação de urgência.

Sobre o estudo E-commerce 2017

A pesquisa reuniu um grande conjunto de dados de mais de 8 mil sites de e-commerce visitados entre os dias 1 de janeiro e 31 de novembro de 2017 em diferentes países como Estados Unidos, Brasil, Reino Unido, Espanha, Alemanha e outros. Dividido em 13 categorias, como Eletrônicos, Alimentação, Vestuário e moda, Livros, Móveis, Viagens, entre outras, o estudo completo pode ser conferido no link abaixo: pt.semrush.com/ebooks/pesquisa-ecommerce-2017/

Tags, , , , , , , , ,

Avast lança Cleanup Premium com novas ferramentas para otimizar o desempenho do PC

A Avast, líder global em produtos de segurança digital, anunciou o seu novo produto Avast Cleanup Premium que oferece aos usuários uma solução simples e efetiva para otimizar o desempenho de PCs.

Com mais de 10 recursos abrangentes, incluindo um patenteado Modo Dormir que prioriza os programas em uso para deixar o computador mais rápido, o Avast Cleanup Premium é uma ferramenta de otimização essencial para todos os usuários de PC. Além do Modo Dormir, outros recursos notáveis são o de Limpeza de Disco que remove o lixo de mais de 200 aplicativos e funcionalidades do Windows; e o de Limpeza de Navegador que elimina rastros online, dados temporários e resíduos de informações que os usuários possam ter tido problemas para deletá-los.

O novo Avast Cleanup Premium faz com que PCs novos e antigos ganhem mais velocidade no desempenho ao liberar espaço para os usuários, limpando o disco rígido ou corrigindo problemas comuns em seus computadores.

“Os laptops tiveram grandes avanços em termos de desempenho, recursos e espaço em disco, porém, ao mesmo tempo, as nossas atividades digitais estão crescendo. À medida que confiamos mais em nossos PCs, o desempenho e a confiabilidade deterioram rapidamente, por isso, o novo Avast Cleanup Premium foi projetado para resolver de forma ágil e imperceptível essas questões para as pessoas. Com base em nossa experiência de mais de 20 anos, desenvolvemos uma gama abrangente de recursos e algoritmos inteligentes que mantêm os PCs mais avançados funcionando com eficiência e fazem com que os computadores mais antigos trabalhem como novos, novamente “, disse Ondrej Vlcek, CTO, EVP & GM Consumer da Avast.

O Avast Cleanup Premium proporciona melhor performance, mais espaço em disco e manutenção confiável para PCs através de uma série de novos recursos, incluindo:

Manutenção:

Esta opção permite que os usuários analisem seus sistemas, sem um clique sequer. Assim que o programa é instalado, ele inicia um escaneamento dos atalhos para remover links quebrados, esvaziar caches, deletar cookies e lixo em disco, melhorando o desempenho de PCs desde o primeiro dia.

Modo Dormir: Otimização Patenteada

Agora, o Cleanup da Avast inclui o patenteado “Modo Dormir” da companhia. Muitos programas como o iTunes, Skype ou o Adobe Reader têm uma série de serviços, itens de inicialização e tarefas programadas ativas mesmo quando não estão sendo utilizados. Ao interromper esses recursos ativos em segundo plano através do Modo Dormir da Avast, a prioridade é dada aos programas que estão realmente em uso, fazendo com que o computador funcione de maneira mais suave e rápida.

Limpeza de Disco e Limpeza de Navegador:

O Windows e seus programas produzem uma quantidade enorme de resíduos de dados, gerando registros em segundo plano e armazenando arquivos temporariamente. O recurso de Limpeza de Disco da Avast remove o lixo de mais de 200 aplicativos e funcionalidades do Windows, garantindo que não exista excesso ocupando um valioso espaço em disco. Já o recurso de Limpeza de Navegador elimina rastros online, dados temporários e resíduos de informações que os usuários não tenham sido capazes de deletar – esta funcionalidade é compatível com mais de 25 navegadores, incluindo Explorer®, Chrome™ e Firefox®.

Software Cleanup

O software Cleanup corrige aquelas barras de ferramentas e programas pré-instalados considerados irritantes, que nunca foram usados. Assim, faz que com esses softwares indesejados (bloatware) tornem-se coisas do passado.

Centro de Resgate

O Centro de Resgate permite ao usuário desfazer quase todas as otimizações realizadas com o Avast Cleanup Premium, provando como o recurso é fácil de usar. O Centro de Ação fornece notificações em tempo real sobre qualquer problema, para que o usuário possa corrigi-lo a partir de um simples clique.

Usuários podem baixar a versão teste ou adquirir o Avast Cleanup Premium. Licenças para avaliadores estão disponíveis.

Tags, , , , , ,

Westcon-Comstor inaugura Data Center virtual para que revendedores e fabricantes demonstrem seus produtos aos clientes finais

Uma combinação de sala de reuniões e showroom que permite aos convidados, em um ambiente hands-on, realizar reuniões em um local que atrai e promove conhecimento, especialização técnica e geração de negócios. Assim é o Westcon Technical Briefing Center (WTBC), que a Westcon-Comstor apresenta ao mercado e aos seus parceiros.

O WTBC é mais que um ambiente físico. Por meio de acesso remoto, é possível demonstrar soluções para o cliente onde quer que ele se encontre. Além disso, para responder à tendência da migração para a nuvem, o data center virtual da Westcon-Comstor em São Paulo está conectado a nuvens públicas e pode simular a geração de tráfego do mesmo tipo e volume de determinado cliente para testar o comportamento de soluções da maneira mais próxima possível à sua realidade.

Como funciona

O WTBC é formado por duas salas que simulam um Data Center e promovem aos usuários a experiência com soluções dos principais fabricantes representados pela empresa em um ambiente integrado. O Data Center contempla dois racks (40Us) e uma plataforma Hypervisor para hospedar ambientes virtuais que são integrados por meio de Switch Core 10GB a soluções físicas.

Esses racks irão compartilhar soluções do portfólio Westcon, oferecendo a revendedores e fabricantes a possibilidade de demonstrar, de maneira prática, os seus produtos aos clientes finais. Ou seja, o WTBC fornece um ambiente de laboratório flexível onde fabricante, revendedor e usuário final podem se juntar para o hands-on, demonstrações e capacitação para avaliar melhor as suas soluções. “Nós capacitamos os parceiros para testar e utilizar tecnologias de ponta. E isso sem custo, com o objetivo de ajudá-los a obter melhores ganhos e ciclos de vendas mais curtos”, explica Marcelo Murad, diretor de produtos e engenharia da Westcon para o Brasil.

Interatividade total

No Westcon Technical Briefing Center, a apresentação acontece no modelo de retroprojeção invertida aplicada ao vidro que une as duas salas, o que possibilita a visualização dos produtos e total interatividade. Dessa forma, o WTBC ajuda na capacitação dos parceiros para entender, articular, ganhar experiência prática e fornecer perspectivas sobre como gerar novos fluxos de receita.

O WTBC tem uma abordagem baseada em soluções que incluem tecnologias de áreas como servidor, virtualização e armazenamento, segurança e rede, backup, computação (mobilidade do usuário final) e colaboração (voz IP e vídeo), entre outras. Assim, trata-se de um ambiente estruturado constituído por quatro pilares:

– learn – para entender claramente como essas tecnologias produzirão valor;

– architect – para projetar uma arquitetura de alto nível para seu ambiente específico;

– experience – para tocar, experimentar, testar e aprender sobre essas tecnologias; e

– plan – para estabelecer um plano de integração do centro de dados real.

Tags, , , , , , ,

Como um empreendedor expandiu seu negócio para oito países com o trabalho de freelancers

Quando se tem vontade de empreender, é preciso ter, além de força de vontade e conhecimento, profissionais qualificados para tornar esse sonho realidade. E foi por meio da Workana, plataforma de trabalho freelance com atuação em toda a América Latina, que o empreendedor Gustavo Silva, fundador do aplicativo NutriSoft Brazil, encontrou os profissionais que precisava e expandiu seu negócio para oito países.

Com uma ideia e quase nenhum dinheiro para investir inicialmente, Gustavo apostou em seu sonho e correu atrás de tudo o que era necessário para tirar seu projeto do papel. O desafio era grande: um estudante de Sistemas de Informação criando um app de nutrição e saúde, tema do qual não tinha nenhum conhecimento. “Fiz uma pesquisa, baixei todos os apps que seriam meus principais concorrentes, listei os pontos positivos e negativos de cada um. Meu aplicativo não poderia ter nenhum dos negativos, mas deveria unir todos os positivos em um só”, conta Gustavo.

Pesquisando sobre o mercado de aplicativos, Gustavo percebeu também que precisava traduzir seu software para entrar em novos mercados. Mas como fazer isso com qualidade quando o orçamento ainda é apertado? Nesse momento, Gustavo foi atrás de freelancers e encontrou na Workana a possibilidade de contratar profissionais de tradução para cada etapa que precisava executar. O empreendedor ressalta que esse foi o ponto essencial para a expansão da empresa. “O primeiro projeto que contratei pela Workana foi em 2014, e continuo fazendo vários projetos desde então, nas áreas de tradução, desenvolvimento, design e vendas”, afirma.

O cofundador da Workana, Guillermo Bracciaforte, conta que o trabalho freelance vem crescendo exponencialmente e oferecendo mais oportunidades tanto para profissionais quanto para empreendedores. “Quando uma empresa está começando, é necessário desenvolver projetos em diversas áreas, seja produção de conteúdo, marketing ou TI. Porém, nem sempre é possível contratar profissionais de todas as áreas logo no início. Os profissionais freelancers podem oferecer um trabalho qualificado para atender a cada demanda de uma empresa e ajudá-la a crescer”, diz Bracciaforte. Só em 2017, foram publicados mais de 120 mil projetos de empresas brasileiras na Workana, um crescimento de 71% em relação ao ano anterior, o que mostra que os empreendedores vêm buscando cada vez mais os profissionais freelancers.

A Workana tem à disposição profissionais de toda a América Latina para desenvolver projetos das mais variadas categorias, além de oferecer oportunidades para profissionais freelancers. Para encontrar, basta acessar o site www.workana.com.

Tags, , , , , , , , ,

GoRead lança parceria com Itaucard

O GoRead, maior plataforma de revistas digitais do Brasil com mais de 200 títulos de diversos assuntos e interesses no mesmo aplicativo, apresenta uma nova parceria a partir desta semana: Assim como a Vivo e o Terra, Itaucard agora se junta ao nome de parceiros da plataforma de revistas digitais do Grupo Abril. Segundo Rodrigo Chinaglia, diretor de Produtos e Serviços de Assinaturas, “a parceria com o Itaucard vem ao encontro do nosso objetivo, que é levar a leitura de revistas digitais para um número cada vez maior de pessoas que buscam conteúdo qualificado”, afirma.

Com a novidade, o cliente que possuir Itaucard, além de garantir o primeiro mês de assinatura gratuitamente, também terá desconto de 50% nas seis mensalidades seguintes e de 10% a partir do oitavo mês. Vale ressaltar que a vantagem é concedida somente se os pagamentos das mensalidades forem realizados com os cartões de crédito válidos na campanha.

Clientes que já são assinantes do GoRead também poderão garantir o benefício. Basta acessar o site https://www.goread.com.br/itaucard e solicitá-lo.

Tags, , , , , , , ,

Vantiv e Worldpay completam transação para formar a Worldpay, Inc.

A Vantiv, Inc., provedora líder de serviços de processamento de pagamento e soluções de tecnologia para comerciantes e instituições financeiras nos EUA, anunciou hoje que concluiu a aquisição da Worldpay Group plc, líder em soluções de pagamento. A união das empresas, denominada Worldpay, Inc. (NYSE: WP; LSE: WPY), cria um provedor de pagamentos líder, exclusivamente equipado para o omni-commerce integrado globalmente, processando mais de 40 bilhões de transações anualmente através de mais de 300 tipos de pagamentos em 146 países e 126 moedas. A proposta de junção das duas empresas foi anunciada em 9 de agosto de 2017.

As ações ordinárias de classe A da Worldpay, Inc. começarão a operar hoje na Bolsa de Valores de Nova York sob o símbolo “WP” e na London Stock Exchange por meio de uma lista padrão secundária sob o símbolo “WPY”.

Executivos da nova Worldpay – que hoje se torna a empresa nº1 em adquirência global1, capaz de processar pagamentos que cobrem 99% do PIB global – tocarão o sino de encerramento dos negócios da Bolsa de Valores de Nova York para comemorar o primeiro dia de negociação da companhia recém-formada.

“Nossa união é transformadora para nossos colegas, clientes e a indústria de pagamentos em todo o mundo”, disse Charles Drucker, presidente executivo e co-CEO da Worldpay, Inc. “Nós não estaríamos aqui sem o entusiasmo, a dedicação e o trabalho árduo de todas as pessoas que continuarão a moldar o futuro dos pagamentos. Ao unir a experiência de nossas equipes, forneceremos vantagens aos nossos clientes, ajudando-os a prosperar em uma economia digital complexa e de mudanças rápidas”.

Philip Jansen, co-CEO da Worldpay, Inc., afirma: “O novo time sênior de liderança está a postos e já começou a implementar nosso plano para integrar as duas empresas, oferecendo novo valor aos clientes, realizando sinergias de custos e maximizando oportunidades de receita. Isso beneficiará nossos acionistas porque a Worldpay cria uma inovação centrada no cliente em escala, alavancando nossas operações conjuntas, a infraestrutura tecnológica e os recursos de dados e análises. Charles e eu estamos ansiosos para entregar esses benefícios aos nossos clientes em todo o mundo”.

O novo líder em pagamentos globais terá um valor de empresa pro forma de US$ 31 bilhões (o equivalente a R$ 99.341 bilhões), processando mais de US$1,5 trilhão (o equivalente a R$ 4.806 trilhões) no volume de pagamento.

1Com base no número de transações; análise de dados publicados no relatório The Nilson, números 1095 (setembro de 2016), 1105 (março de 2017) e 1110 (maio de 2017)

Tags, , , , , , , ,

Carência de habilidades no setor de agritech está atrasando a inovação em IoT, segundo pesquisa da Inmarsat

Mais de 60% das empresas respondentes alegam precisar de mais funcionários qualificados para aproveitarem ao máximo as oportunidades oferecidas pela tecnologia

O potencial da tecnologia da Internet das Coisas (IoT) para impulsionar a inovação, a eficiência e o aumento da produtividade no setor agrícola corre risco, uma vez que as empresas de agritech estão necessitando requalificar com urgência seus atuais funcionários e embarcar em campanhas de recrutamento para garantir que possam contar com as capacidades específicas para continuarem a se desenvolverem. De acordo com uma pesquisa independente encomendada pela Inmarsat, enquanto a grande maioria das empresas de agritech se movem em direção à adoção da IoT, uma parte significativa delas não possui o pessoal ou as habilidades necessárias para aproveitar a tecnologia.

A Vanson Bourne, especialista em pesquisa de mercado, entrevistou profissionais de 100 grandes empresas de agritech em todo o mundo e mostrou que, enquanto mais de 46% das empresas desse setor relataram uma implantação total de soluções IoT e 16% outras iniciaram uma implantação parcial, muitas não possuem hoje as habilidades necessárias para fazer isso de forma eficaz. Além disso, as empresas precisam elevar suas habilidades no nível estratégico, no qual 65% dos entrevistados identificaram uma insuficiência, bem como na administração e entrega da implantação da IoT, para o qual mais de 50% dos entrevistados disseram que faltava pessoal.

A pesquisa também elenca os conhecimentos específicos de IoT que faltam para as empresas de agritech. Cerca de 55% destas relataram uma falta de pessoal de segurança cibernética; já para 53%, necessidade de habilidades de ciência analítica e de dados é um fator preocupante.

Chris Harry-Thomas, diretor de Desenvolvimento Setorial de Agricultura da Inmarsat, comentou a respeito dos resultados: “A IoT é a linha de frente da Quarta Revolução Agrícola, e fornece um sistema nervoso digital com uma rede de dispositivos e sensores conectados e automatizados. Os agricultores estão utilizando essas tecnologias para melhorar drasticamente a eficiência e a precisão de suas operações, automatizando os sistemas de irrigação de modo que a água só seja entregue onde for necessária, e otimizando a fertilização para melhorar os rendimentos”.

“Enquanto a automação desses processos reduz a necessidade de intervenção manual no campo, ela está criando novas necessidades de funcionários qualificados em áreas como análise de dados e segurança cibernética que, como já vimos em nossas pesquisas, faltam hoje no setor”.

“Com a transformação digital em pleno andamento, muitos setores tradicionalmente mecânico-físicos como a agricultura estão correndo para recrutar especialistas digitais para apoiar suas ambições de IoT. Competir com as empresas de tecnologia do Vale do Silício na busca de pessoal qualificado será um desafio para o setor de agro tecnologia, mas à medida que essas empresas decidam assumir o ônus da segurança de dados para aumentar sua participação de mercado no setor, torna-se fundamental que recrutem pessoal com a capacidade de fazê-lo”.

Chris conclui afirmando que o estabelecimento de parcerias estratégicas com terceiros pode ajudar as empresas de agro tecnologia a fecharem as lacunas em suas carteiras de habilidades de IoT: “As empresas precisam aprimorar o seu pessoal existente e atrair novos talentos, se quiserem desenvolver soluções IoT bem-sucedidas. No entanto, no prazo mais longo, o foco deverá ser no estabelecimento de parcerias estratégicas com especialistas de IoT. Com maiores economias de escala, parceiros especializados podem projetar soluções complexas de IoT em múltiplas redes de comunicação, incluindo dados de satélite e celulares, para implantar redes IoT sofisticadas e automatizadas em todo o setor agrícola”.

Para ver o hotsite da pesquisa e baixar o relatório ‘The Future of IoT in Enterprise’ completo (em inglês) acesse: http://research.inmarsat.com/.

Tags, , , , , ,

Ataques virtuais: ESET explica as principais ameaças

Muito comuns em ambientes digitais, golpes e fraudes são hoje grandes preocupações para usuários do mundo todo. Quando ocorrem, informações pessoais como senhas, números de documentos e cartões podem ser expostas ou clonadas. De acordo com dados do indicador Serasa Experian, de janeiro a setembro de 2017, o Brasil registrou 1,478 milhão de tentativas de fraude, ou seja, uma a cada 16 segundos. O número, 10,7% maior em relação ao mesmo período de 2016, pode ser considerado um efeito colateral indireto da recuperação econômica do País, já que os golpes aumentam conforme crescem as transações, momento no qual os consumidores costumam conceder seus dados pessoais.

Quando são disponibilizadas online, estas informações ficam suscetíveis a golpes virtuais dos mais diferentes tipos. Para preveni-los, existem ferramentas de segurança da informação, baseadas em metodologias, normas, técnicas, estruturas organizacionais, tecnologias e outros elementos, que vão desde soluções mais simples como o uso de um antivírus a técnicas avançadas de criptografia.

A ESET, empresa de segurança da informação e líder em detecção proativa de ameaças, explica os golpes mais comuns aplicados no Brasil e como não ser vítima.

Malware: é um software destinado a se infiltrar em um computador de forma ilícita, com o intuito de causar algum dano ou roubar informações. De acordo com pesquisas divulgadas por especialistas no 4º Fórum ESET de Segurança Informática, um em cada cinco malwares no Brasil é bancário. Os ataques costumam acontecer no computador, com o programa malicioso se instalando a partir de um clique em um link que chega por e-mail, por exemplo.

Já vulnerável, o usuário então acessa os serviços online, como a página do banco, fornece suas informações pessoais e então tem suas credenciais roubadas. De posse dos dados, os atacantes conseguem fazer compras e transações financeiras se passando pelo titular da conta ou do cartão.

Para se proteger, é importante verificar se os arquivos recebidos não estão contaminados ou se os links acessados condizem com o site correto. Normalmente, as páginas das grandes empresas têm endereços simples e são facilmente localizadas nos buscadores. Uma boa dica para identificar sites fraudulentos é se atentar a erros gramaticais. Se mesmo assim o usuário ainda tiver dúvidas sobre a autenticidade do site, uma simples ligação para a instituição pode salvar suas informações sigilosas.

Ransomware: é uma variação de malware, que sequestra o computador da vítima e cobra um valor pelo resgate, geralmente usando moedas virtuais, o que torna quase impossível rastrear o criminoso. Este tipo de vírus age codificando os dados do sistema operacional de forma que o usuário não tenha mais acesso a eles. Exemplo mais recente, o Bad Rabbit, se espalhou para países da Europa em 2017 e causou transtornos em aeroportos e sistemas de infraestrutura. Ter o sistema operacional sempre atualizado e uma solução antivírus instalada são boas formas de se proteger desta ameaça.

Phishing: é uma forma de fraude eletrônica, caracterizada por tentativas de adquirir informações sigilosas. Geralmente os ataques são enviados em aplicativos de mensagens e disfarçados em forma de produtos grátis ou cupons promocionais que, para serem acessados, exigem o preenchimento de cadastro com dados como número do cartão de crédito, senhas e outros. Após o envio das informações, o usuário não recebe o que foi prometido inicialmente e pode ter informações roubadas.

Os recentes golpes do FGTS e do Burger King no aplicativo WhatsApp podem ser considerados phishing. Por isso, nunca clique em links para ofertas milagrosas ou boas demais para serem verdade, e sempre que receber mensagens de promoções em redes sociais, verifique sua veracidade antes de clicar, pois é possível que não sejam legítimas.

Segundo Camillo Di Jorge, country manager da ESET, cada tipo de ataque conta com sua particularidade, mas a maioria tem o mesmo objetivo: obter algum tipo de benefício, geralmente financeiro. “Independentemente de ser online ou off-line, a informação requer medidas de proteção adequadas, de acordo com a importância daqueles dados. Para informações mais sensíveis, mais camadas de proteção podem ser inseridas para dificultar a ação dos criminosos. Mesmo assim, o bom senso continua sendo a melhor forma de se proteger”.

Tags, , , , , , , , , , ,

Nova determinação dos Correios causa dúvidas e preocupação no setor de e-commerce

Uma nova determinação dos Correios, em vigor desde o dia 2, exige que qualquer encomenda postada pela empresa deva apresentar nota fiscal ou declaração de conteúdo na parte externa do pacote, seja enviada por pessoa física ou jurídica.

Apesar da exigência de declaração já ter sido publicada no protocolo ICMS 32, de 2001, a obrigatoriedade do mesmo foi anunciada recentemente, trazendo muitas dúvidas e reclamações entre empreendedores de e-commerce que utilizam os serviços dos Correios, preocupados principalmente com o possível aumento de risco de furtos, já que a informação do valor do produto transportado ficaria visível sem a necessidade de abertura do pacote.

Porém o que passa a ser exigido nas encomendas dos correios, já é comum em empresas de entregas privadas, que anexam a nota fiscal em um saco plástico, conhecido como “canguru”. Segundo Ricardo Frotté, responsável pela logística da loja virtual ImpressorAjato.com, os procedimentos de postagem servem para facilitar a fiscalização e monitoramento da entrega.

“Assim como nas empresas privadas, a postagem de encomendas nos Correios passa a exigir a nota fiscal na parte externa, porém não é preciso deixar o valor do produto exposto. Pode ser um procedimento novo para muitos comerciantes, mas é algo que não irá causar grandes transtornos na aplicação”.

Segundo a Abrapost (Associação Brasileira de Franquias Postais), o mês de janeiro será para adequação das empresas de e-commerce em relação aos novos procedimentos, não havendo punição para quem não cumpri-los. A partir do mês de fevereiro qualquer encomenda que não conste com nota fiscal ou declaração de conteúdo preenchida na parte externa será recusada pelos Correios.

Tags, , , , , , ,

App Banco do Brasil chega a 15 milhões de usuários

O Banco do Brasil atingiu no mês de dezembro a marca de 15 milhões de usuários no seu aplicativo para mobile. Acessado por 4 milhões de pessoas todos os dias, o aplicativo é responsável por 51% das transações realizadas no Banco. Com o resultado, o BB alcançou o objetivo traçado no início de 2017.

O crescimento do número de usuários impressiona. Ao final de 2015, havia 6,9 milhões de usuários do app BB. Já em 2016, o número chegou a 10,2 milhões. Passados dois anos, a instituição teve um crescimento de quase 200% no número de clientes que utilizam a solução para smartphones e tablets.

Os números de negócios por meio digital também impressionam. Até novembro, foram contratadas 150 mil operações de solução de dívidas, num montante de R$ 1,2 bilhão. No financiamento de veículos, 55% das operações já são contratadas pelo celular, totalizando R$ 953 milhões até dezembro. Outro dado interessante é que 55% das contratações ocorrem fora do horário de expediente bancário.

O crédito consignado pelo mobile teve um crescimento de 204%, em relação a 2016, chegando a R$ 1 bilhão em contratos. O crédito imobiliário teve 2,7 milhões de simulações em apenas três meses. E desde meados de dezembro, está disponível para todos os clientes a contratação da linha pelo celular.

A Conta Fácil, lançada em novembro de 2016, chegou a 1,4 milhão de contas, com 80 mil upgrades para a conta corrente. O app Banco do Brasil é o mais bem avaliado do sistema financeiro brasileiro nas duas principais lojas de aplicativos – Google Store (4,5) e Apple Store (4,0).

Gestão financeira

O aplicativo do BB tem um gestor de finanças pessoais, o Minhas Finanças. A ferramenta auxilia o cliente no controle financeiro, com acompanhamento do orçamento e indica como ele emprega o seu dinheiro. Para isso, todos os lançamentos de conta corrente e cartões são separados em grupos de consumo, o que permite uma análise mais consciente da vida financeira do usuário.

Além disso, possui uma funcionalidade chamada “Orçamento”, que auxilia na criação de metas de gastos por grupo de consumo. A solução identifica gastos e receitas dos últimos cinco meses e sugere uma redução nos custos, com objetivo de melhorar a saúde financeira do usuário.

Lançado para todos os clientes em abril de 2017, o Minhas Finanças tem mais de 3,5 milhões de usuários. E quase a metade acessa a solução diariamente. Foram criados mais de 585 mil orçamentos desde o lançamento para os clientes, em outubro de 2017, onde o Banco já sugeriu uma economia estimulada de cerca de R$ 560 milhões.

Tags, , , , ,

Saiba como atrair mais clientes para seu coworking

 Um novo ano se inicia e esta época do ano pode ser o momento certo para fechar parcerias e novos negócios, e apostar em iniciativas que aumentem a clientela. No caso dos coworkings, embora muita gente esteja em férias, outros profissionais já estão se planejando e buscando espaços compartilhados para desenvolver ou iniciar seu trabalho.

“Nessa hora, os coworkings que investirem de forma efetiva para atrair mais clientes já estarão largando na frente, pois não terão deixado essas ações de lado nesse período de pausas do trabalho. Não existe mês certo para buscar novos clientes e fidelizar sua clientela, esse é um trabalho constante, que não deve ter pausa”, comenta a especialista em coworking e CEO & Founder da CWK Coworking Bruna Lofego.

Veja o que a especialista recomenda para trazer movimento para seu coworking:

1. Invista em conteúdo

Conteúdo
Criar conteúdo para gerar tráfego orgânico – gerado de forma espontânea- ou para tráfego pago – serviço pago para dar destaque à publicação – é muito útil para atrair mais clientes ao negócio. “As páginas de busca na internet são a primeira estratégia que utilizamos quando queremos pesquisar algo, certo? Criar conteúdo relevante associado à sua empresa permitirá que te encontrem de acordo com o que você tem a oferecer”, explica a especialista, que recomenda também manter sempre sites e blogs atualizados.

2. Ofereça benefícios

Benefícios
Realizar promoções é uma estratégia que costuma ser utilizada para atrair clientes, porém ela pode não funcionar muito bem para um coworking. “Além de correr o risco de desvalorizar seu negócio, pode gerar mal estar com outros locatários”, explica. “Uma alternativa é criar benefícios para quem locar seu coworking em determinado mês ou período, pois isso passará uma percepção de preço menor e ajudará a potencializar o custo-benefício da escolha”, diz.

3. Use as redes sociais a seu favor

Redes sociais
Investir em um perfil profissional permite aproveitar a presença nas redes sociais para a divulgação do próprio negócio. Fazer publicações com fotos do espaço é uma das maneiras de levar até o público-alvo informações sobre o ambiente. “Uma vantagem dessa modalidade é a maior proximidade com seus atuais e futuros clientes. É possível também administrar melhor o tempo e evitar se deslocar muito ao realizar eventos ou workshops online com eles, atingindo um número maior de pessoas”, explica Bruna.

4. Fidelize seus clientes

Faça pesquisas
Além do networking diário com seus clientes, faça pesquisas com eles para saber se indicariam o coworking para amigos ou colegas de profissão. “Dedique parte do seu tempo para conversar com eles, até mesmo quando não estiverem no coworking. Dar atenção e saber a opinião de quem já utiliza seus serviços pode ser muito útil para identificar as melhorias necessárias para atrair novos clientes, e garantir que os já conquistados sejam bem atendidos”.

5. Aproveite o ambiente do coworking

Organizar eventos
Aposte em chamarizes para o público no próprio espaço, como atividades diferenciadas e eventos que permitem a entrada do público em geral. “São ótimas opções para atrair os interessados em conhecer o ambiente, mas que ainda têm dúvidas. Pode ser a oportunidade perfeita para interagirem no ambiente de uma forma mais descontraída com os demais locatários”, finaliza.

Imagens: Shutterstock

O que podemos aprender com o modelo de sucesso de Inovação de Florianópolis?

Jamile Sabatini Marques, Diretora de Inovação e Fomento da ABES

Florianópolis foi eleita, pelo 3º ano consecutivo, a segunda cidade mais empreendedora do País, segundo o Índice de Cidades Empreendedoras – ICE 2017, publicado pela Endeavor Brasil. Essa classificação é resultado de um histórico de mais de 30 anos de investimento em tecnologia, focado no conhecimento e na colaboração. A cidade se consolidou como um modelo de sucesso de inovação, com iniciativas públicas e privadas de fomento, que podem ser replicadas em outras regiões do Brasil.

O ponto de partida para o desenvolvimento de um ecossistema de inovação no setor tecnológico na cidade foi a implantação da Universidade Federal de Santa Catarina, em 1960, voltada para os cursos de engenharia e, posteriormente, a criação da Fundação Certi – que foi responsável pela Incubadora Celta, a primeira e do Brasil. Houve também um movimento interessante de organização do setor privado, como a criação da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate), da Incubadora Midi Tecnológico. Mais recentemente, em 2015, foi criado Programa Excelência SC, desenvolvido pelo Sebrae/SC, Fiesc e Fecomércio/SC, que reúne boas práticas de companhias com foco na inovação.

Da perspectiva das políticas públicas de incentivo, a prefeitura de Florianópolis contribui criando um conselho de inovação, composto por várias entidades do setor e também com várias ações e legislação para incentivar a competitividade das empresas. Nessa linha, neste último mês, o Governo do Estado criou o “Pacto pela Inovação” para integrar a academia, governos, empresas e a sociedade civil.

O programa Geração Tec, uma iniciativa também do governo estadual, foi criado para o desenvolvimento de jovens talentos, bem como o Sinapse da Inovação, ação da Fapesc e Fundação Certi, para fomentar o empreendedorismo. Além disso, o governo apoia o Parque Tecnológico Sapiens, resultado de um trabalho em parceria com a Fundação Certi.

Entre outras iniciativas, a cidade também possui condomínios empresarias com o foco no setor tecnológico – como o Corporate Park, localizado na SC 401, denominada como a rota da inovação.

Em um passado recente, Florianópolis dependia de cargos públicos, comércio e turismo. Hoje, a cidade, além de reter os seus jovens, consegue atrair mentes brilhantes para o desenvolvimento baseado no conhecimento, que se tornou um ativo para a cidade. Este processo ficará ainda melhor quando o governo começar a proporcionar dados abertos, pois, com isto, o empreendedorismo será ainda maior e o ecossistema de inovação poderá ser fomentado de forma natural e orgânica.

Para 2018, a expectativa é que os investimentos em inovação aumentem bastante, uma vez que tem sido perceptivo o aumento dos espaços de coworking, de profissionais capacitados e do volume de oportunidades de emprego no setor. Além disso, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Finep e o BNDES têm incrementado suas iniciativas de financiamento para inovação.

Por outro lado, ainda que Florianópolis seja um exemplo de inovação, como um living lab, há espaço para melhorar e tornar suas empresas ainda mais competitivas. Com a evolução do mercado, na era do conhecimento, este deve passar a ser um grande ativo das empresas, cujo valor deve ser percebido pelos agentes de fomento e pela sociedade. Por isso, é muito importante construir um ecossistema de inovação que atenda a esses novos modelos de negócios, baseados no conhecimento.

Historicamente, muitas foram as iniciativas modelo da cidade – desde a criação da Universidade Federal de Santa de Catarina, focada na engenharia, até a implementação de políticas de incentivo da prefeitura e do governo do Estado.

No entanto, as maiores lições que podemos aproveitar desse case de sucesso é a importância da integração entre os atores e a organização da classe empresarial buscando o bem comum.

Florianópolis se desenvolveu com empresas que nasceram e se fortaleceram na região, dando um grande destaque aos processos de incubação e do fomento às companhias nascentes. Nesse contexto, a exemplo da cidade, um dos esforços da ABES têm sido criar canais de diálogo entre os diferentes atores do mercado em esfera nacional (governo, educação, empresas) para desenvolver uma agenda coletiva, com o objetivo de aprimorar a competitividade global do Brasil.

A capital catarinense é um exemplo importante, uma cidade que pode ser considerada um parque tecnológico urbano a céu aberto e hoje possui um dos melhores IDHs do Brasil – resultado de muito trabalho conjunto, por mérito de diferentes atores que se doam para formar um ecossistema de inovação.

Tags, , , , , ,

Transformação digital, o risco de resistir – Por Paulo Marcelo

Já se foi o tempo em que um modelo de negócio campeão era algo imutável. Não se mexia em time que estava ganhando. Hoje, a flexibilidade do desenho estratégico é imperativa. É preciso mudar de acordo com as expectativas dos consumidores/clientes, seus hábitos e evolução tecnológica.

A transformação digital trouxe com ela a revisão do universo ao qual estávamos acostumados e, porque não dizer, muitas vezes acomodados. O mundo tornou-se ágil e, nas empresas, grupos multidisciplinares apoiam, reinventam e criam negócios, por meio da união de ideias de diferentes habilidades e competências. A nova era impôs, portanto, um ritmo acelerado de ações, adequações e inovações.

Não há como ficar parado diante de tantas mudanças frenéticas, que impactam o dia a dia de pessoas e negócios. A competitividade tornou-se um desafio e, por vezes, um pesadelo, tamanha a velocidade com que a concorrência surpreende com produtos e serviços disruptivos, surgindo de todos os lados, ameaçando a sobrevivência de companhias em diversos setores.

Resistir à transformação digital, adiando o ingresso na nova economia, é mais do que um risco, é assinar a própria sentença. Empresas que tomam a decisão de se transformarem conquistam lucros e expandem suas atuações. É o que observamos na jornada dos nossos clientes que atuam em diferentes setores da economia.

Companhias que prestam serviços de forma tradicional, que não inovaram seus modelos de negócio, inserindo produtos e serviços digitais para aprimorar a experiência do usuário, simplificando e agilizando operações, estão à beira do obsoletismo implacável. O mercado está em franca transformação. Não há como adiar essa decisão, sob pena de perder o próprio negócio. Resistir, certamente, não é uma boa estratégia.

Basta pensar na gama de produtos e serviços que até bem pouco tempo não existiam, que mudaram hábitos e modelos de negócios. Ou o contrário? É a economia digital, inevitável, inadiável e borbulhante. Mas não podemos nos enganar. O negócio digital exige mudanças contínuas. O ontem vira história e o futuro é agora.

A vida média dos modelos de negócio está a cada dia mais curta e, ainda que consideremos impossível, sempre há espaço para agregar valores disruptivos. É preciso estar pronto para suportar a “inovação da inovação” e nunca mais parar. Identificar e criar oportunidades a todo o tempo. Não resista.

Paulo Marcelo, CEO da Resource

Tags, , , , , , ,

Estudo da Cognizant apresenta as profissões do futuro

A Cognizant, uma das empresas líderes mundiais em tecnologia e negócios, apresenta um estudo inédito, no qual aponta as 21 profissões promissoras para os próximos dez anos. De acordo com a pesquisa, alguns empregos serão extintos pela tecnologia, mas outros serão criados, gerando oportunidades em mercados ainda não explorados.

“Com o aumento do uso da tecnologia em todas as áreas, as pessoas estão buscando profissões que envolvam realidade virtual, análise de dados, inteligência artificial e programação. Essa tendência evidencia que a força de trabalho humana ficará responsável por atividades que tenham como objetivo analisar e tomar decisões de risco, que um software, por exemplo, não é capaz de realizar”, afirma Ben Pring, vice-presidente da Cognizant e um dos responsáveis pelo estudo.

No varejo, por exemplo, é notável o quanto estão sendo trabalhadas as tecnologias que garantem uma experiência de consumo diferenciada, que impactam diretamente o consumidor e geram emoções únicas. Já na área da saúde, exames feitos por softwares e raios X, com resultados muito mais rápidos e assertivos, já são possíveis graças à utilização da inteligência artificial para resolver problemas e gerar resultados precisos. O setor financeiro é outro que busca diferentes meios tecnológicos para ganhar produtividade, desburocratizar processos e aumentar a eficiência operacional.

“No futuro, o trabalho continuará sendo fundamental para nossas identidades, nossa natureza, nossos sonhos e nossas realidades, mas não será necessariamente o trabalho que conhecemos ou fazemos agora”, ressalta o executivo.

Os 21 empregos apresentados a seguir são aqueles que se tornarão proeminentes em curto prazo. Ademais, esses empregos criarão novas oportunidades, que proporcionarão trabalho para muitas pessoas em diversos segmentos da economia.

Confira a lista dos 21 empregos do futuro:

Nos próximos cinco anos:

Data Detective

Investigador de dados. O candidato deve ser um assíduo analista de dados e interpretá-los da melhor maneira possível. Além disso, deve ser curioso, analítico e multitarefa.

Bring Your Own IT Facilitator

O profissional vai gerar flexibilidade para os usuários com o uso de aplicativos e infraestrutura, desenvolvidos dentro da empresa ou em ambientes de nuvem.

Ethical Sourcing Manager

Esse profissional vai investigar, acompanhar, negociar e fazer acordos sobre o fornecimento de produtos e serviços, para garantir o alinhamento nos contratos relacionados a questões éticas de um público estratégico.

AI Business Development Manager

Um gerente de desenvolvimento de negócios. O trabalho será próximo a áreas de vendas, marketing e sócios.

Master of Edge Computing

A computação em nuvem está gradualmente abrindo caminho para a próxima grande evolução. A edge computing desencadeia o potencial de dispositivos de hardware conectados e os descentraliza, para se tornar o próprio data center. Nesse modelo, que descentraliza o armazenamento ou o processamento de dados, o profissional atuará de forma abrangente.

Walker/Talker

O profissional será responsável por passar um tempo com os clientes, e sua principal atividade vai ser prestar atenção no que eles dizem.

Fitness Commitment Counselor

No futuro, esse profissional será imprescindível. A epidemia de obesidade é responsável por 300 mil mortes por ano, em média, nos EUA. Desse modo, o profissional será responsável por motivar a atividade física, melhorar a nutrição e fazer com que o indivíduo adote um estilo de vida mais saudável.

AI-Assisted Healthcare Technician

No futuro, esse profissional terá a função de examinar, diagnosticar, administrar e prescrever tratamentos para pacientes com o auxílio da inteligência artificial e de médicos acessíveis remotamente, em um sistema de hospitais mais eficiente, que cuidará de seus pacientes utilizando a tecnologia como aliada.

Cyber City Analyst

Esse profissional deverá trabalhar com informações que incluam dados dos cidadãos e dos recursos dos municípios.

Genomic Portfolio Director

O profissional vai criar e executar uma estratégia para aumentar o portfólio de produtos que envolvam a ciência da vida.

Man-Machine Teaming Manager

A colaboração entre homem e a máquina será uma realidade. Esse cargo exigirá do profissional a identificação de tarefas, processos, sistemas e experiências que possam ser melhorados com a tecnologia.

Financial Wellness Coach

O profissional terá a função de um coach, e vai orientar sobre questões financeiras, os melhores investimentos e aplicações.

Digital Tailor

Com o avanço crescente do e-commerce, será necessário um profissional que vá até a casa do usuário, pegue suas medidas com um sistema digital e faça os ajustes necessários em suas roupas e sapatos comprados via e-commerce.

Chief Trust Officer

O profissional nessa função trabalhará ao lado de equipes internas de finanças e relações públicas. Vai gerenciar e aumentar a presença pública e privada em toda a esfera financeira, e sempre trabalhar com transparência nas finanças de uma organização.

Quantum Machine Learning Analyst

O profissional atuará na área de machine learning (“aprendizado de máquina”, em inglês), principalmente com a integração com o aspecto quântico.

Nos próximos dez anos:

Virtual Store Sherpa

Os sherpas pertencem a uma etnia que ajuda quem quer escalar montanhas. Indicam o caminho e seguram os equipamentos dos viajantes. No futuro, esses sherpas do consumo vão ajudar os clientes a navegar nas lojas e, com a realidade aumentada, a fazer compras em cenários mais complexos.

Personal Data Broker

Monitorar e comercializar dados pessoais é a grande atividade desse profissional. Além disso, precisará rastrear e consolidar novos dados e auxiliar os clientes a interpretá-los.

Personal Memory Curator

O profissional consultará uma série de públicos específicos, a mídia e fontes históricas para refazer e formular experiências do passado, para reduzir o estresse ou a ansiedade que a perda de memória provoca.

Augmented Reality Journey Builder

O profissional vai projetar, escrever, criar, calibrar, construir e personalizar viagens em realidade aumentada para as pessoas.

Highway Controller

O aumento dos veículos autônomos e de drones levou as cidades a repensar a forma como o espaço rodoviário e aéreo é gerenciado. O profissional será essencial para auxiliar na regulação da estrada e do espaço aéreo no centro da cidade. O candidato ideal deve ser apto para lidar com ferramentas de IA sofisticadas.

Genetic Diversity Officer

O profissional vai facilitar a rentabilidade e a produtividade de uma organização e, ao mesmo tempo, promoverá um ambiente de inclusão.

Acesse o estudo na íntegra por meio do link: goo.gl/34cSxc.

Tags, , , , , , , , ,

Embratel e T-Systems anunciam parceria para oferecer conectividade IoT no Brasil

A Embratel e a T-Systems acabam de anunciar uma parceria para oferta de conectividade IoT (do inglês, Internet das Coisas) para o mercado brasileiro. O acordo vai permitir a oferta, no Brasil, do IoT Service Portal, já disponibilizado pelo Grupo Deutsche Telekom em diversos mercados globais, incluindo Europa, Estados Unidos e China.

Como resultado, a T-Systems Brasil, braço da Deutsche Telekom para oferta de serviços corporativos e soluções e serviços globais de TIC, e a Embratel, líder em telecomunicações e com forte atuação em mobilidade corporativa e em TI, estão anunciando um acordo que vai permitir a comercialização de conectividade IoT no mercado brasileiro. Por meio da parceria, a T-Systems Brasil vai utilizar a rede da Embratel/Claro, tornando-se uma MVNO (Mobile Virtual Network Operator). A oferta do serviço começa no início de 2018.

“Atualmente, toda grande companhia precisa de conectividade para os aplicativos IoT que estão procurando implementar. Certamente nossa parceria com a Embratel vai permitir à T-Systems Brasil e ao Grupo Deutsche Telekom trazer serviços inovadores para o mercado brasileiro”, afirma Ideval Munhoz, presidente da T-Systems Brasil.
“Por meio desta parceria, a T-Systems terá acesso à melhor tecnologia do mercado. Com o suporte da Embratel, a T-Systems terá conectividade, disponibilidade e qualidade de rede para suportar as operações de IoT de seus clientes globais no Brasil”, diz Marcello Miguel, Diretor Executivo de Marketing e Negócios da Embratel.
O IoT Service Portal, da Deutsche Telekom, permite aos seus usuários operar e controlar, em tempo real, comunicações M2M (Machine-to-Machine), permitindo às áreas de negócios monitorar todos os seus cards M2M com seus correspondentes planos de dados e volumes de transmissão.

Além disso, os usuários podem ativar, bloquear ou desabilitar seus SIM Cards M2M e também mudar seus planos de dados e funcionalidades. Para controlar a transmissão de dados, eles podem criar alertas para cada card, recebendo notificações automaticamente. O portal é acessível por meio de uma conexão segura e suas funcionalidades podem ser facilmente integradas com ambientes de TI já existentes graças a APIs (Application Programming Interfaces) que podem ser utilizadas automaticamente.

Conectividade IoT em diferentes indústrias e fronteiras

Mais e mais companhias de setores como o automotivo, energia, saúde e transporte vem operando internacionalmente, enfatizando a necessidade de integração das soluções locais de IoT com um contexto global. Estas empresas levam a integração móvel, com os mais diferentes tipos de equipamentos IoT, às suas sedes, permitindo o acompanhamento de consumo de dados em tempo real, ou o controle remoto de máquinas, monitorando sua operação. Por isso, o IoT Service Portal da Deutsche Telekom foi desenvolvido com estes desafios em mente, oferecendo conectividade gerenciada em todo o mundo.

Mais informações sobre o IoT Service Portal da Deutsche Telekom e suas ofertas dedicadas podem ser obtidas em: http://iot.telekom.com/en/

Tags, , , , , , , , , ,

Ingresso Rápido implementa sistema biometria facial

A Ingresso Rápido, maior marketplace de tickets e entretenimento ao vivo da América Latina, iniciou a implementação de um sistema de biometria facial nas transações realizadas pelo site e App. O sistema da Acesso Digital, empresa de tecnologia focada em soluções digitais que possui a maior base nacional de faces biométricas cadastradas, deverá aumentar a conversão de vendas e inibir fraudes, segundo os testes realizados no início de 2018.

A biometria facial evita fraudes por meio da validação das selfies que compõe o processo de compra de ingressos, confrontado as faces dos consumidores em uma base compartilhada entre os maiores varejistas do Brasil. Hoje, todo brasileiro que solicita um crédito ou compra um celular em algum dos clientes da Acesso Digital, gera um novo cadastro para essa base.

“A Ingresso Rápido busca constantemente formas de melhorar a experiência de compra dos clientes, prezando sempre pela segurança. Acreditamos que a biometria facial da Acesso Digital garantirá tranquilidade aos clientes na compra, além de impulsionar muitos outros projetos que estão por vir”, afirma o Gerente de Finanças e Pagamentos da Ingresso Rápido, Murilo Mascaro.

O uso da biometria facial no e-commerce para melhora da segurança e da experiência de compra já é realidade no mundo. O Alibaba, maior e-commerce da China, anunciou recentemente uma tecnologia que permite a compra através de uma selfie (vide vídeo). Já no Brasil, sabe-se que a compra pela internet cresce ano a ano. Segundo o levantamento Total Retail da PwC, apenas 3,4% dos consumidores brasileiros nunca compraram online.

Com o crescimento dos consumidores virtuais, cresce também a fraude e a recusa de clientes. Segundo dados do Mapa da Fraude, nos últimos anos os sites brasileiros contabilizaram entre 3% e 4,3% de fraude nas compras online, números que levam as empresas a investirem em tecnologias antifraude.

Essas tecnologias visam protegem as empresas, porém, no processo de evitar fraudes, muitos dos clientes considerados bons pagadores acabam sendo recusados. O Mapa da Fraude revela que 32% dos clientes que sofrem essa falsa recusa, não voltam a comprar no mesmo comerciante. Com isso, fica evidente que o desafio não está só em evitar a fraude, mas em permitir comprar quem não é uma fraude.

“Aumentar as vendas, evitar as fraudes e melhorar a experiência dos consumidores com tecnologia, são os objetivos da Acesso Digital nesse mercado. A empresa tem hoje a maior base privada de faces do país, compartilhando a solução de biometria facial com os maiores varejistas do mercado, fintechs, bancos, empresas de telecom e outros”, aponta o sócio da Acesso Digital e head do produto Acesso BIO, Marcelo Stuani Zanelatto.

Tags, , , , , , , , , ,

NalbaTech adquire bugScout e amplia portfólio de serviços gerenciados de segurança e qualidade de software

Serviços baseados no analisador de código fonte de última geração reduz em 90% o tempo da correção de vulnerabilidades de aplicações de software

A NalbaTech, uma empresa do Grupo Nfq, especializado em consultoria e serviços profissionais para bancos, mercados de capitais e seguros, anuncia a aquisição da plataforma bugScout, criada pela espanhola Buguroo Offensive Security, da qual tem sido parceira há mais de 4 anos para a oferta, implementação e suporte da solução de detecção de riscos de segurança em todo o ciclo de vida das aplicações de software.

O bugScout é um robusto analisador de código fonte de última geração utilizado por companhias de vários segmentos em seus projetos de software e também na validação de segurança de aplicações de terceiros na hora da contratação. Com a aquisição do bugScout, a NalbaTech fortalece seu portfólio de tecnologias e serviços de Segurança da Informação, Governança e Compliance e Qualidade de Software.

Francisco Bernabeu, diretor da NalbaTech, conta que desde 2013 a empresa oferece serviços gerenciados baseados no bugScout e a decisão pela compra dos direitos definitivos da ferramenta “fortalece a sua posição de fornecedor chave de serviços gerenciados de segurança e qualidade de software, uma vez que a empresa passa a ser a detentora e desenvolvedora da plataforma, sendo também responsável pela sua evolução e melhoria tecnológica”.

O executivo também afirma que, com aquisição, a NalbaTech conquista um posicionamento estratégico em um mercado onde todos os sistemas enfrentam algum tipo de vulnerabilidade em alguma etapa do seu ciclo de vida. “Na prática – as empresas sofrem com alta fragilidade da segurança e na possibilidade real de perda de dados ou de ataques cibernéticos às redes corporativas. Além disto, os investimentos na correção de vulnerabilidades são em média três ou quatro vezes maior que o próprio desenvolvimento. Com o bugScout logo no início do projeto de software, este tempo e investimentos pode ser 90% menor considerando o gasto atual, além de evitar perdas que são incalculáveis em caso de ataque”, destaca Bernabeu.

O bugScout é compatível com as linguagens mais usadas em ambientes web e mobile e inclui frameworks completos para cada ambiente de desenvolvimento, cobrindo os fluxos mais complexos, como injeção de dependências, ORMs ou bases de dados não relacionadas com outras. A plataforma auxilia na construção de aplicativos seguros a partir da análise de todas as vulnerabilidades identificadas em todos os standards de referência, como OWASP, WASC ou CWE.

“A solução possui elevada capacidade de observação dos códigos fonte e minimiza a exposição ao risco das empresas e usuários, tornando o software desenvolvido mais forte e robusto contra as ameaças, tanto no ambiente interno corporativo, como no mobile”, enfatiza Francisco Bernabeu.

Mais informações: http://br.nalbatech.com

Tags, , , , , , ,

Amazon.com.br lança marketplace de papelaria e escritório

A Amazon.com.br anuncia o lançamento do marketplace de Papelaria e Escritório. A partir de hoje, consumidores podem encontrar no site itens como cadernos, mochilas, agendas, organizadores de escritório, pastas, canetas, e muito mais. O catálogo da nova categoria traz as principais marcas do mercado, como Tilibra, Faber-Castell, Bic, Pilot, Casio, Moleskine, Sestini e Acrimet, entre outras.

Para celebrar o lançamento, alguns vendedores oferecem produtos exclusivos e com descontos imperdíveis apenas entre hoje e a próxima quarta-feira, 17 de janeiro (ou enquanto durarem seus estoques). Todos os produtos de Papelaria e Escritório podem ser adquiridos com cartões de débito ou em até 10 vezes sem juros nos cartões de crédito (confira as condições de parcelamento em www.amazon.com.br/parcelamento). As ofertas abaixo e muitas outras podem ser encontradas em www.amazon.com.br/papelaria:

– Estojo Mickey, da Sestini – de R$19,90, por R$9,90

– EcoLápis de Cor Apagável, Estojo com 12 Cores, da Faber-Castell – de R$22,20, por R$20,95

– Pacote com 6 unidades da Régua de 30 cm/12 polegadas (cores sortidas), da Acrimet, exclusivo para Amazon.com.br – por R$9,90

– Caneta Hidrográfica 12 Cores Microline Ponta 0.4mm, da Compactor – de R$39,99 por R$27,99

– Mochila Star Wars, da Sestini – de R$115,90, por R$79,90

– Kit Mochila Infantil Homem Aranha, com Lancheira e Estojo, da Sestini – de R$399,00 por R$249,99

Volta às Aulas

Além de diversas ofertas para comemorar o lançamento da nova categoria, clientes da Amazon.com.br também podem aproveitar descontos em livros para estudantes nesse período de volta às aulas. Livros didáticos e paradidáticos de diversas editoras, como Elsevier, Artmed, Editora Atlas, Editora FGV e Melhoramentos, entre outras, estão disponíveis com descontos em formato físico – podendo ser parcelados em até 10x sem juros – e também em formato digital para download imediato e leitura em e-readers Kindle e aplicativos gratuitos Kindle para smartphones e tablets. Também há milhares de livros usados no marketplace da Amazon.com.br, oferecidos por empresas locais e vendedores individuais.

Na categoria de Eletrônicos, estudantes podem aproveitar preços baixos em impressoras HP, mouses e teclados Logitech, cartões de memória e pendrives Sandisk, HDs externos Seagate, entre outros produtos de marcas populares em até 10 vezes sem juros. Acesse www.amazon.com.br/voltaasaulas para ver todas as ofertas.

“Estamos muito felizes em poder oferecer dezenas de milhares de itens de material escolar e itens de escritório, com a opção de pagamento em até 10 vezes sem juros, ajudando nossos clientes neste período de compras antes da volta às aulas com ótimas ofertas”, diz Alex Szapiro, Country Manager, Amazon.com.br. “Os consumidores podem ainda aproveitar e comprar livros físicos de um catálogo de mais de 13 milhões de títulos vendidos pela Amazon e vendedores do marketplace, incluindo novos e usados disponibilizados por sebos e outras livrarias. Também temos a loja Kindle, com milhares de livros didáticos, paradidáticos e universitários em formato digital, que podem ser lidos em qualquer celular ou tablet com o aplicativo de leitura gratuito Kindle”.

No Marketplace da Amazon, clientes podem escolher a melhor oferta quando diversos vendedores oferecem o mesmo item, em uma página única, com múltiplas opções de preço, entrega e condições do produto. E, com a Garantia de A a Z, a Amazon protege seus clientes em todas as transações.

O catálogo atual da Amazon.com.br conta com centenas de milhares de produtos nas categorias: Eletrônicos, Casa e Cozinha, Papelaria e Escritório, e Ferramentas e Construção, além de mais de 13 milhões de livros impressos e digitais, oferecidos pela Amazon.com.br e por vendedores do marketplace.

Oportunidade para empresários e indivíduos

Vender na Amazon.com.br é simples e prático. Empresas locais e pessoas físicas podem contar com mais de 20 anos de experiência da Amazon em e-commerce para realizar suas vendas. Com estrutura de taxa única, empresas locais sempre sabem quanto pagarão por cada transação. E, para o lançamento da nova categoria, vendedores individuais pagarão a taxa promocional de 10% por transação, mais R$ 2 por item. Os vendedores profissionais pagam também a taxa promocional de 10% por cada transação, mais uma única taxa mensal promocional de R$ 19, em vez de R$ 2 por item. Além disso, a Amazon não adiciona nenhum custo financeiro adicional quando um cliente parcela suas compras no cartão de crédito. Todos os vendedores – Individuais ou Profissionais – recebem em um único pagamento, mesmo quando clientes optam por fazer parcelamentos no cartão de crédito. Empresas podem aprender a vender seus produtos na Amazon.com.br no site www.amazon.com.br/venda-na-amazon.

Tags, , , , , , , , ,