Page

Author admin

Drone na lavoura: inovação promete transformar a rizicultura

O arroz é um daqueles alimentos que não podem faltar na mesa do brasileiro. Mas, essa familiaridade com o grão vai muito além do consumo: ela também faz do país o maior produtor fora da Ásia com um cultivo que se estende por 1,96 milhões de hectares. Em Santa Catarina, que ocupa a segunda posição entre os principais produtores nacionais de arroz, diversas ações buscam melhorar ainda mais os resultados da rizicultura. E, nessa busca pelo sucesso em cada safra, a tecnologia vem ocupando um papel primordial.

Exemplo disso é a solução apresentada pela Agrize, startup catarinense que, atualmente, passa por aceleração na Spin. Criada em 2015, ela nasceu com o objetivo de facilitar a vida do agricultor através da tecnologia. “O que fizemos foi questionar: e se houvesse um método mais seguro e eficiente de proteger as lavouras?”, explica Igor Luduwichack da Silva, CEO da Agrize e engenheiro de produção.

E a resposta para tal pergunta foi: sim! Dessa forma, surgiu o método inovador de pulverização agrícola, substituindo o trator por um drone. A solução garante agilidade e segurança, pois a aplicação dos defensivos agrícolas ocorre de forma remota, não deixando o operador exposto aos venenos. E não são só os rizicultores que ganham com a medida. Os consumidores têm menos chance de ingerir arroz com agrotóxico.

Além disso, a startup também está preocupada com a proteção da propriedade do rizicultor, gerando qualidade, economia e produtividade. O serviço de pulverização para os produtores e cooperativas agrega sustentabilidade ao negócio, evitando o desperdício de forma precisa. Outra vantagem em aderir ao método é poder aumentar a receita em 15%, já que sem o uso do trator não há o amassamento do arroz e, consequentemente, perdas na colheita.

De olho em todos esses benefícios, uma das maiores e mais importantes empresas de alimentos do país, a Urbano Agroindustrial, garantiu um aporte de R$ 2 milhões para a startup. A companhia, que atua no beneficiamento de arroz, feijão, farinha e macarrão de arroz, já utiliza a tecnologia da Agrize em fase de testes.

Para o coordenador de matéria-prima da Urbano, João Paulo Franzner, a indústria está diretamente ligada ao produtor e a cidade cresce na medida em que as áreas agrícolas perdem espaço. “Os custos para o produtor são cada vez mais altos e a iniciativa inovadora reduz o custo, com aplicações localizadas. A tecnologia do drone traz a solução de rastreabilidade, monitorando a produção e mostra dados como, por exemplo, o período de carência dos defensivos. Isso traz mais qualidade para o nosso produto”, finaliza.

De suma importância para a economia nacional, o agronegócio também tem estimulado iniciativas AgTech, que começam a aparecer no cultivo de cana-de-açúcar, soja e milho, por exemplo. O termo nasceu nos EUA, no berço da inovação mundial, o Vale do Silício, e se refere às empresas de tecnologia aplicadas à agricultura. Considerada uma das próximas ondas tecnológicas no mundo, a revolução no mercado tem atraído um aumento de fundos de investimentos, grandes companhias de tecnologia e empreendedores de diversos países.

Alinhada a essa realidade, a Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina) leva aos rizicultores informações e novas tecnologias, que auxiliam para o sucesso da safra. Um desses eventos é o Dia de Campo de Arroz Irrigado. A décima edição ocorreu, recentemente, na propriedade de Raul Laffin, em Joinville, com participação da equipe da Agrize. “Existe muita inovação para o agronegócio, mas há uma lacuna no setor do arroz”, comenta o CEO da startup.

Tags, , , , , ,

Startup curitibana busca universitários ou recém-formados para programa de aceleração de novos talentos

A startup curitibana Olist, que oferece soluções para a venda em marketplaces, acaba de lançar um programa diferenciado para recrutamento de novos talentos. A ideia é trazer estudantes universitários de qualquer curso, prestes a se formar ou recém-formados, para uma imersão na realidade de uma startup em estágio avançado, uma experiência tão agregadora quanto uma pós-graduação na prática.

O nome do programa é Olist Start e tem como objetivo treinar novos talentos nas diversas áreas que compõem uma startup. “Queremos os melhores candidatos e estamos dando a chance para que eles escolham trabalhar aqui, não o contrário”, explica Daiane Peretti, Head de Pessoas do Olist.

Startups de alto desempenho em geral contam, também, com um time de altíssimo rendimento e esta lógica inversa faz sentido quando se olha para o tipo de empresa que os recém-formados sonham em trabalhar. O que o Olist quer fazer com o programa é justamente dar esta oportunidade.

Nesta primeira edição, as posições disponíveis são as de Representantes de Desenvolvimento de Vendas (SDRs), responsáveis pela primeira interação com os clientes em potencial, e as de Analistas de Relacionamento, responsáveis pela primeira etapa do pós-venda.

O programa já está aberto aos interessados e captando currículos. As inscrições podem ser feitas até 30 de abril pelo site olist.com/olist-start, e ao final do processo a empresa vai contratar os 15 melhores colocados. A seleção será dividida em quatro etapas: avaliação de currículo, apresentação de cases e dinâmicas em grupo, entrevistas técnicas e comportamentais e, por último, as entrevistas finais.

Segundo a psicóloga Daniela Camolês, uma das Business Partners do Olist, a ideia surgiu do desafio de acelerar o crescimento da empresa e unir este momento com a necessidade de encontrar profissionais com brilho nos olhos. “Procuramos pessoas com vontade de colocar a mão na massa e fazer acontecer”, explica Daniela.

Fit cultural vale mais do que experiência

Para o Olist, o alinhamento entre os ideais do candidato e os da empresa valem mais do que a experiência do jovem talento. Eleita em 2018 uma das melhores empresas para trabalhar no Paraná pelo Great Place To Work (GPTW), o ambiente de trabalho na startup, segundo Daniela Camolês, é agradável e informal, estimulando a criatividade, a cooperação, o aprendizado e a autonomia das pessoas. “A equipe é motivada e focada em resultados, e o trabalho em conjunto é fundamental”, afirma.

O economista Leonardo Dabague, Diretor de Merchants, está na empresa desde 2016 e conta que o Olist cresce e proporciona desenvolvimento diário. “Desde a primeira semana aqui tive uma experiência muito intensa e enriquecedora. Nós podemos não apenas sugerir melhorias, mas também concretizar, aprender, construir e enfrentar desafios todos os dias”, explica Dabague, que começou na empresa como Sales Ops, se tornou gerente e hoje ocupa a diretoria da empresa.

Para a publicitária Fernanda Rocha, que entrou para o Olist ainda na faculdade e que atua agora como especialista em Marketing e Analytics, estar rodeada de profissionais incríveis em um ambiente que a desafia constantemente é a combinação perfeita para quem quer evoluir profissionalmente. “Levo essa experiência como uma das mais enriquecedoras e uma bagagem pra vida toda”, explica Fernanda.

Para trabalhar no Olist, o jovem precisa ter um propósito de vida, valores claros e transparentes, além de buscar desafios, desenvolvimento acelerado e autonomia. Com a oportunidade de aprender na prática, os 15 escolhidos receberão o apoio de líderes experientes que contribuirão para direcionar o desenvolvimento da carreira e a adoção de novos desafios. Os selecionados contarão, ainda, com benefícios como vale-transporte, vale-refeição ou alimentação, seguro de vida, assistência odontológica e médica, parceria com o Gympass, entre outros.

Tags, , , ,

Carrefour é a 1ª varejista no Brasil a utilizar blockchain para rastrear alimentos da fazenda até a gôndola

O Carrefour avança no uso de tecnologia para rastreamento dos produtos comercializados em suas lojas e lança sua primeira linha de produtos com blockchain. A partir desta semana, a linha de Suíno Sabor & Qualidade, disponíveis em 18 cortes, chega a todas as lojas da rede no Estado de São Paulo. Com a tecnologia, inédita no varejo brasileiro, os clientes da rede poderão acessar informações detalhadas de todas as etapas de produção e distribuição, desde a fazenda até a chegada em loja. Até o fim desse ano, a expectativa é incluir mais quatro produtos nesse rastreamento. Trata-se do primeiro passo da rede para ter, até 2022, 100% dos produtos Sabor & Qualidade utilizando a tecnologia de rastreio. A iniciativa conta com parceria da empresa Safe Trace.

Com o objetivo de armazenar e transmitir a informação, a plataforma blockchain permite rastrear todo o histórico de um produto, atingindo os níveis máximos de segurança alimentar e transparência. Por meio da leitura de uma etiqueta com QR Code, o consumidor poderá conhecer informações específicas de cada lote, como o modo de criação, nome do criador, localização da fazenda, alimentação dos animais, cuidados veterinários, condições de transporte até os frigoríficos e dados sobre bem-estar do animal até chegar às gôndolas das lojas do Carrefour.

Segundo Paulo Pianez, diretor de Sustentabilidade do Grupo Carrefour Brasil, o lançamento da tecnologia blockchain para a cadeia alimentar brasileira marca um passo importante na implantação do plano de transformação Carrefour 2022. “Esta primeira cadeia de rastreamento deverá ser seguida de outras, cobrindo todos os produtos Sabor & Qualidade até 2022. Com isso, atenderemos uma prioridade absoluta: garantir aos consumidores total transparência na rastreabilidade de nossos produtos”, destaca o executivo.

A plataforma blockchain também traz vantagens importantes para toda a cadeia produtiva. Para o Carrefour, a tecnologia proporciona total controle e eficiência em casos de bloqueio e recall, além de assegurar que os rigorosos padrões de segurança alimentar exigidos pela rede são atendidos. Já para os fornecedores, permite uma visão 360º sobre todo o processo de distribuição e valorização da qualidade do produto.

A colaboração entre o Carrefour e a Safe Trace, líder na rastreabilidade da cadeia produtiva de alimentos e pioneira no Brasil na aplicação da tecnologia blockchain, permitiu apoiar tecnicamente os parceiros para mapear seus processos e interligar seus sistemas de informações ao blockchain, além de permitir o uso das etiquetas com QR Code nas bandejas de suínos Sabor & Qualidade.

A aplicação pioneira do blockchain no varejo alimentar no Brasil é mais uma iniciativa importante que faz parte do Act For Food – movimento global lançado pelo Grupo Carrefour em 2018 com o objetivo de estimular uma mudança positiva nos hábitos alimentares, ampliando o acesso do consumidor a alimentos saudáveis com maior qualidade, seguros, produzidos com responsabilidade socioambiental e a preços justos.

Tags, , ,

Raquel Thomé assume a área de Hospitality e Varejo da NCR no Brasil

Há três anos liderando a divisão de soluções para o varejo da NCR no Brasil, Raquel Thomé agora passa a ser responsável também pela área de Hospitality da companhia.

No período em que liderou a divisão de varejo, a executiva expandiu a atuação da NCR com a conquista de novos parceiros de negócios, incluindo as maiores redes de varejo do mundo.

Como Head da divisão de Hospitality e Varejo, Raquel conduzirá as estratégias de negócios para criar sinergia entre as áreas e impulsionar o crescimento da empresa no País. “A união das verticais nos dará maior agilidade para atender as empresas que buscam potencializar seus negócios por meio da tecnologia em um momento em que a digitalização é carro chefe para se manterem competitivas no mercado e encantarem seus clientes finais”, explica Raquel.

Mais de 150 mil estabelecimentos utilizam o software de gestão NCR Aloha e mais de 50 mil pontos de venda o NCR Colibri, totalizando mais de 110 milhões de transações mensais processadas pela área de Hospitality da NCR no mundo.

“A expertise da NCR nos coloca na melhor posição para auxiliar o mercado. Minha contribuição seguirá as estratégias da companhia em agregar valor aos negócios com o nosso portfólio de tecnologias que é uma das ferramentas para reinventar o ponto de venda com experiências conectadas em toda a jornada de compra do cliente”, completa Thomé.

Raquel Thomé é graduada em Economia pelo Mackenzie e pós-graduada em Marketing pela ESPM. Sua trajetória profissional inclui empresas do setor de meios de pagamento e soluções digitais mobile, como a Verifone e a Zenvia Mobile. A executiva também trabalhou na própria NCR durante seis anos como gerente de negócios.

105 startups são selecionadas para participar do InovAtiva Brasil

O InovAtiva Brasil, maior programa de aceleração de startups da América Latina, selecionou 105 startups de todo o Brasil no estágio de Operação e Tração, que desenvolvem soluções tecnológicas inovadoras, para participar do ciclo 2019.1, que se inicia no dia 22 de abril.

A elas serão oferecidas atividades online, como mentorias coletivas, mentorias individuais e capacitações, além de eventos presenciais, com possibilidade de networking com outros empreendedores e a chance de gerar ainda mais visibilidade e conexão para o negócio. Ao final do ciclo, as startups se apresentarão no Demoday InovAtiva, em São Paulo, dia 22 de julho, para a maior banca de investidores do Brasil.

“Foram selecionadas startups das cinco regiões do país. Elas terão apoio para se conectar com mentores e especialistas em temas-chaves, e ainda apresentarão seus negócios a investidores e executivos de grandes empresas. O InovAtiva oferece a oportunidade de startups de todo o Brasil se capacitarem, acessarem players importantes e ganharem visibilidade, o que normalmente não teriam sozinhas, fora do programa”, explica Igor Nazareth, Subsecretário de Inovação do Ministério da Economia.

Além disso, o time de aceleradas, ou seja, as startups que participarem de todas as etapas do programa, receberá ainda pontuação extra no Edital de Inovação para a Indústria; descontos e pacotes de serviços de empresas e entidades parceiras, como Google, Amazon Web Services, Moskit CRM, Agendor, Pipefy e Contentools, e o suporte do programa e de parceiros estratégicos, mesmo após o término do ciclo.

“Para esta edição do InovAtiva buscamos um reposicionamento, onde empresas mais maduras e já em fase de tração foram selecionadas. Por meio do programa, conseguimos gerar conexões com investidores e potenciais clientes, colocando essas startups em uma vitrine para o mercado e facilitando o acesso delas à conteúdo e mentorias”, comenta Natália Bertussi, analista de Inovação do Sebrae Nacional.

Startups selecionadas

O programa InovAtiva Brasil 2019.1 selecionou 105 negócios inovadores dentre 731 inscrições de startups de todo o país para participar do primeiro ciclo do ano. Todas as aprovadas estão formalizadas como empresas e 52% delas têm mais de três anos. Além disso, esses negócios contam com faturamento médio mensal de até R$ 30 mil (58%), oferecem soluções B2B (67%), atuam com modelo de negócio SAAS (51%) e já têm vínculo com grandes empresas (59%).

Com vagas abertas (63%) e funcionários fulltime (65%), os negócios selecionados para participar da próxima edição do programa têm como principal objetivo conquistar investimento e se conectar com grandes empresas (63%).

Veja a lista das startups aprovadas aqui.

Tags, ,

Aplicativo do KAYAK mede bagagens de mão de acordo com nova fiscalização

A partir deste mês o tamanho da bagagem de mão passará a ser fiscalizado nos aeroportos. Após um período de duas semanas de adaptação, viajantes poderão ser encaminhados para o balcão das companhias para despachar suas malas, podendo ser cobrados pelo valor da bagagem. Desde outubro, o KAYAK, maior ferramenta de planejamento de viagens do mundo, tem em seu aplicativo para iOS uma ferramenta para medir bagagens em realidade aumentada. Há um mês, a funcionalidade chegou também para os usuários de Android, com o objetivo de ajudar ainda mais viajantes a reconhecerem se suas malas caberão no bagageiro da companhia, evitando gastos extras.

“Com o lançamento para Android, sistema usado pela maior parte dos smartphones no Brasil, tornamos a nossa ferramenta mais acessível para os viajantes brasileiros, o que é especialmente importante neste momento em que a fiscalização do tamanho de bagagens ficará mais rígida”, afirma Eduardo Fleury, Líder de Operações do KAYAK no Brasil.

Para medir sua bagagem de mão, abra uma pesquisa de voos no aplicativo do KAYAK e clique em “Nova ferramenta de medição de bagagem”. O aplicativo pedirá que você escaneie o chão (o que ajuda a calibrar a medição) e deslize sua câmera pela mala para registrar o tamanho dela. A partir daí o KAYAK faz a matemática, dando as medidas exatas (comprimento, largura e altura) da bagagem, para que você saiba se pode levá-la como bagagem de mão ou se ela precisará ser despachada. A ferramenta compara políticas de precificação de bagagem de todas as companhias aéreas parceiras do KAYAK em um único lugar.

Tags, , ,

Fibracem volta a mirar o mercado de data centers no Brasil

A Fibracem, uma das principais fabricantes do setor de telecomunicações, quer se tornar uma referência no mercado brasileiro de data center. A indústria, que já é consolidada no setor de provedores de internet (ISPs), tem, agora, o objetivo de se destacar no segmento de processamento de dados.

De acordo com a CEO da Fibracem, Carina Bitencourt, o constante crescimento do mercado de data centers no Brasil contribuiu para que o departamento de desenvolvimento da indústria focasse ainda mais em soluções voltadas para o setor.

Para ela, garantir uma infraestrutura de TI confiável, com equipamentos para data centers eficientes, tem se tornado um ponto fundamental para que as grandes empresas efetivem negócios. “Hoje, grandes corporações têm focado suas estratégias com base nas análises e gestão dos dados”, comenta Carina.

O fornecimento de produtos pela Fibracem, para o ramo de data center, ocorre desde a década de 90, quando a empresa lançou o primeiro Rack de Parede. ” Desde aquela época, os produtos já eram desenvolvidos por nosso Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento, preocupados em garantir as soluções, os produtos passam por testes de qualidade do produto”, ressalta a executiva.

O novo direcionamento da companhia em conquistar o mercado nacional de Data Center chega no mesmo mês [abril], em que a Fibracem celebra 26 anos de atuação no ramo de telecomunicações, tanto no Brasil, quanto em vários países da América Latina.

“Hoje, disponibilizamos ao mercado, uma gama de produtos como os distribuidores ópticos (DIOs), cabos ópticos, racks de parede, desmontáveis e acessórios. E o nosso objetivo é proporcionar ainda mais soluções para este segmento”, elenca.

Mesmo com o setor de Data Center se tornando um foco para a Fibracem, Carina afirma que a empresa continuará trabalhando intensamente para garantir a excelência no ramo de ISPs. “Somos reconhecidos, inclusive com o prêmio Marcas de Destaque da Revista especializada RTI, pelo nosso comprometimento em elevar a qualidade deste segmento”, finaliza.

Tags, , ,

Camara-e.net promove Detonaweb com PMEs do e-commerce

A Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) realiza mais uma edição da Detonaweb, campanha promocional dos micro, pequenos e médios varejistas online. De 26 a 28 de abril, mais de 300 lojas estarão oferecendo descontos e condições especiais de pagamento aos consumidores.

Considerada a primeira promoção de descontos exclusivamente online do país, a Detonaweb foi criada em 2003 pelo Comitê de Varejo Online da camara-e.net com o objetivo de movimentar as vendas das lojas virtuais em épocas sem grandes datas comemorativas.

“As pequenas lojas também poderão aproveitar esse período para alavancar suas vendas do primeiro semestre, sem a concorrência quase desleal dos grandes varejistas”, diz Fernando Ricci, consultor do Comitês das MPEs da camara-e.net. “Não existe outra promoção online no Brasil que também inclua os pequenos negócios”.

Para participar da Detonaweb, a loja deve associar-se ao Movimento e-MPE, uma iniciativa que visa à capacitação e à atualização dos pequenos e médios empreendimentos do e-commerce. Quem faz parte do movimento carrega no site o selo Clique & Valide, uma chancela da camara-e.net para lojas que operam seguindo as boas práticas do setor.

As lojas participantes do Detonaweb terão, além do selo do Movimento, o selo Detonaweb 2019. Para inscrever-se, é preciso cadastrar-se no site da campanha: http://www.detonaweb.com.br. As inscrições se encerram no dia 24/04.

5 habilidades que se destacam no mercado de trabalho

O ingresso na faculdade é um passo importante para o futuro profissional, porém, existem algumas características que podem fazer o jovem se destacar no mercado de trabalho. Além do currículo escolar, as empresas têm buscado cada vez mais por colaboradores que tenham habilidades que possa fazer a diferença na organização – que vão além do conhecimento técnico.

Pensando nisso, marcas que têm os adolescentes como público-alvo promovem experiências para desenvolver essas competências e ajudá-los a conquistar o primeiro emprego, ou até mesmo a serem reconhecidos pelo seu empregador para avançarem dentro da função que já exercem. É o caso da Uliving, empresa que trouxe o conceito de residência estudantil para o Brasil, popular em países da Europa e Estados Unidos. Nos cinco prédios da marca, exclusivos para estudantes, é possível locar um quarto individual ou duplo e desfrutar de áreas de convivência como sala de tv, sala de jogos, sala de estudos, cozinha equipada, rooftop e churrasqueira.

A companhia promove o Programa de Liderança, com objetivo de oferecer experiências em situações reais, para que o aluno eleito pelo prédio e pela empresa – chamado Uleader – desenvolva diversas habilidades, por meio de diferentes tarefas realizadas no dia a dia dos empreendimentos. Um dos moradores que foi aprovado na posição é Itallo Monteiro, de 31 anos, que nasceu na Paraíba, mas está em São Paulo para estudar medicina. “Me senti muito acolhido aqui na cidade por essa comunidade. Além de aprender novos processos, também vou transmitir o que acredito que seja importante para que outros moradores tenham uma experiência excepcional de moradia estudantil”, conta.

“Nosso objetivo não é apenas oferecer uma residência, mas também agregar conhecimento para os clientes. Queremos que o Uleader aprenda a equilibrar e gerenciar diferentes demandas. Eles terão contato com atividades administrativas, coordenação de eventos, planejamento de orçamento e até mesmo oferecer um ombro amigo para os colegas que estão sentindo falta de casa”, explica Juliano Antunes, CEO da Uliving.

O executivo e fundador da marca também elencou as 5 principais habilidades mais procuradas pelos empregadores no mercado de trabalho, que também são levadas em consideração na empresa para essa eleição:

Trabalho em equipe

“Ninguém faz nada sozinho”, sábio dito popular. É importante entender que cada pessoa ou área da empresa é uma peça fundamental para chegar em um objetivo em comum. Para isso, é muito importante saber trabalhar em equipe, entender as diferentes habilidades, características e necessidades de outros membros, de forma cooperativa.

Responsabilidade

Por mais que a empresa forneça treinamentos e que o jovem seja muito bom tecnicamente, a responsabilidade para administrar diferentes entregas é de controle apenas do colaborador. Comprometimento é uma das premissas básicas para qualquer posição e empresa.

Liderança

Mesmo que inicie a carreira em um cargo de estágio, é possível notar que a pessoa tem o perfil de líder, ainda que não atue em uma função de coordenação. Afinal, a empresa está investindo para que um dia exerça um alto cargo e consigo colocar em prática habilidades como essa.

Administração do tempo

Diariamente, surgem diversas demandas e tarefas que precisam ser entregues no prazo estipulado. É importante ter em mente (ou no papel) todas as tarefas e quanto tempo investirá para desenvolver cada uma delas.

Habilidade Social

Todos os cargos e corporações (até mesmo os freelancers, que trabalham remoto), promovem a interação com parceiros de equipe, clientes ou até mesmo fornecedores. Por isso, lidar com pessoas muitas vezes não é uma habilidade nata, porém pode ser desenvolvida para o sucesso do trabalho.

Tags, , ,

Empregabilidade e os profissionais acima de 50 anos

Por Gutemberg Leite

Quando o termo “concorrência” é pauta em uma reunião empresarial, antecipa-se mentalmente que o assunto irá versar sobre os esforços que a empresa deverá investir no alcance de metas precedentes, em comparativo às demais do ramo em que se encontra, sendo ,então, comum que entre tais esforços, haja a necessidade de realizar novas contratações, ainda que em tempos de crise ou, porque não dizer também, por conta da mesma.

Seja qual for o cenário, a empregabilidade, ou seja, o conjunto definidor das capacidades que uma pessoa dispõe – ou não – para executar as tarefas que, mais especificamente, farão com que uma empresa supere a concorrência vencendo assim suas dificuldades, é diretamente proporcional à conquista – ou não – da vaga que supostamente possa estar sendo oferecida.

Em minha entrevista fornecida ao jornal da Record no dia primeiro de abril deste ano, ocasião em que participei na reportagem sobre a recolocação no mercado de trabalho para pessoas acima dos cinquenta anos, não me foi possível dentro do pouco tempo disponível para a transmissão, discorrer em grande parte do que falei nos bastidores. Resumidamente, era sobre como a informação, a atualização, a criatividade e o dinamismo são hoje consideradas, no mercado de trabalho, como capacidades individuais que teoricamente, conseguem definir o sucesso profissional de uma pessoa e, como tal, são as mesmas que também se enquadram para os candidatos que pertencem a essa faixa etária.

Apesar do problema frente ao desemprego – praticamente crônico, como demonstrada pela estimativa fechada no ano passado, com 12,1 milhões de pessoas inativas – é importante salientar que nos últimos dez anos, houve um aumento nas admissões de profissionais maturados (experientes), por conta da busca por maior experiência (capacidade intrínseca na prática informativa) comumente apresentada por pessoas de mais alta faixa etária.

Existem atualmente, outros facilitadores que contribuem para que essa empregabilidade indique vetores contrários aos ainda presentes estereótipos culturais, como por exemplo, a expectativa de longevidade estar aumentando – desde meados dos anos quarenta, quando os riscos de uma criança não passar dos quatro anos de idade chegavam a ser trinta e um por cento maiores do que na atualidade – graças aos avanços da medicina e ênfases publicitárias que incentivam pessoas às práticas alimentares mais saudáveis, lazer e esporte.

Uma outra colocação importante, é que as pessoas com cinquenta anos ou mais, sentem um natural desejo por estabilidade, fator esse do agrado da maioria das empresas, bem como, algumas priorizaram a fidelidade, o comprometimento e os adequados índices de relacionamentos interpessoais de seus colaboradores.

Quando uma porta de trabalho é aberta para profissionais jovens ou maduros, não lhes é difícil saber o mais correto a ser feito, mas, enquanto ela lhes permanecer fechada, o que poderão fazer? Esse e outros assuntos correlatos, estarão presentes em um livro que pretendo lançar em breve, a título de comemoração dos meus cinquenta anos de Recursos Humanos.

Certa vez, Henry Ford propôs uma ótima dica: “Se tudo parecer ir contra seus projetos, lembre-se que o avião decola contra o vento, e não a favor dele”.

Mas, e quanto a você? Alguma sugestão?

Gutemberg Leite, Mestre em Ciências da Comunicação e Gestor de RH

Tags, , ,

Accelerate2030 é lançado simultaneamente em 16 países para apoiar negócios de impacto

A terceira edição do Accelerate2030 está com inscrições abertas. O programa tem o objetivo de identificar e alavancar o impacto de negócios inteligentes, inovadores e sustentáveis, já colocados em prática, que contribuam para o alcance de ao menos um dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e possam ser aplicados em escala global. A iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e do Impact Hub foi lançada na última semana em 16 países, incluindo o Brasil, e está com inscrições abertas até 30 de abril pelo site brasil.accelerate2030.net.

Os projetos já apoiados pelo programa já beneficiaram cerca de 890 mil usuários finais, aumentando as receitas dos negócios em 26,7%, em média. Em cada edição, o projeto investe U$ 659 mil – cerca de R$ 2,5 milhões – nos empreendedores selecionados e garante acesso a um programa de aceleração que inclui treinamentos, desenvolvimento de um plano para escala global, fomento a conexões estratégicas e suporte especializado. No Brasil, a expectativa é de que 30 negócios sejam escolhidos.

O Accelerate2030 é composto por duas etapas, uma nacional e outra internacional. Na primeira, os selecionados serão capacitados, terão práticas de mensuração de impacto aprimoradas, elaborarão plano de escala global e terão suporte e contato com especialistas, investidores, mentores e parceiros ao redor do mundo, de acordo com as necessidades de cada negócio. A fase internacional tem início com uma imersão em Genebra, na Suíça, quando os finalistas dos 16 países passarão por diversas rodadas de negócio e serão destaque em eventos globais voltados aos ODS. Após essa imersão, receberão suporte por mais nove meses de organizações internacionais.

Nesta edição do Accelerate2030, a submissão de iniciativas que contribuam com a conservação e com o uso sustentável de recursos marinhos (ODS 14) ou que ajudem a proteger, recuperar e promover o uso sustentável de ecossistemas terrestres (ODS 15) está sendo estimulada pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza. “Com quase três décadas de atuação em ações de conservação da natureza, já trabalhamos e apoiamos diversos modelos de iniciativas. Os benefícios oferecidos pela natureza são essenciais para o bem-estar social e para o desenvolvimento econômico. Acreditamos que negócios de impacto em conservação da natureza são importantes aliados dos esforços públicos e filantrópicos com essa finalidade e precisamos de bons modelos que sirvam de exemplo para novas iniciativas”, afirma o coordenador de Negócios e Biodiversidade, Guilherme Karam.

Tags, ,

Siemens realiza roadshow em 12 cidades para promover linha de produtos tecnológicos voltados à Indústria 4.0

Referência em soluções digitais para diversos setores da indústria, a Siemens promove, até o dia 14 de maio, o SIRIUS Tech Tour, um roadshow em 12 cidades brasileiras para apresentação dos benefícios de seu portfólio de alta tecnologia para acionamento de motores elétricos. Com isso, a companhia, cujo evento ainda irá acontecer em Caxias do Sul (RS), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Jundiaí (SP), Ribeirão Preto (SP), Bauru (SP) e Cascavel (PR), mostra todo o seu potencial em Indústria 4.0, com produtos que possibilitam aumento da produtividade, menor tempo de instalação, comissionamento e manutenção.

De acordo com Guilherme Alves, especialista de produtos da Siemens no Brasil, o objetivo principal do tour é reforçar a importância de soluções como as novas soft starters 3RW5, chaves de partida de motor ET200SP e M200D, rede de comunicação AS-i, relé eletrônico inteligente SIMOCODE e a linha de botões SIRIUS Act. “Dessa maneira, vamos mostrar ao nosso público-alvo como as tecnologias embarcadas de nossos equipamentos, que possuem recursos de Digitalização e Indústria 4.0, podem agregar valor para os seus negócios e faze-los mais competitivos a nível global” , explica ao mencionar que o evento já passou pelas cidades de Salvador (BA), Recife (PE), Goiânia (GO), Belo Horizonte (MG) e Joinville (SC).

Daniel Vieira de Paiva, gerente de vendas da empresa Elétrica Baiana, foi um dos participantes do evento na capital baiana e destacou que, com a iniciativa, pôde acompanhar as novas tecnologias de desenvolvimento da Siemens e as novidades do mercado. “Conseguimos apresentar ao nosso cliente o que tem de mais moderno, principalmente com essa integração entre componentes e as informações de diagnósticos, o que facilita bastante o planejamento de manutenção”, explica.

Já o CTO da ErgoSolar Energias Renováveis, Armando Karin Santana, que esteve no mesmo evento, garante que as facilidades da gigante alemã podem fazer com que sua companhia troque o fornecedor atual pela Siemens. “A tecnologia e a aplicação que a Siemens vem dando no ramo de trabalho com painel e automação tem facilitado muito o desenvolvimento de novas aplicações e o trabalho em campo”, explica.

No evento de Goiânia, Julyana Saraiva, programadora da TSE Energia e Automação, pôde atestar a qualidade das soluções Siemens, já que trabalhou anteriormente na montagem de equipamentos de diferentes marcas. “Dá para ver a diferença de quanto os produtos da Siemens, além de serem mais eficientes, são mais fáceis de se manejar, principalmente o hardware”, relata ao acrescentar que os recursos do TIA Portal foram os que mais a interessaram.

Portfólio apresentado no roadshow

SIMOCODE pro

É um sistema de gerenciamento de motores flexível e modular, destinado a aplicações de baixa tensão e motores com velocidade constante. Ele pode facilmente ser conectado a sistemas de automação e abrange todos os requisitos funcionais entre a partida do motor e o sistema de automação – incluindo o desligamento seguro de motores.

Além disso, em um sistema bastante compacto, implementa todas as funções de proteção, monitoramento, segurança e controle necessários, disponibilizando dados de operação, diagnósticos e dados estatísticos. O SIMOCODE pro, portanto, ajuda a aumentar a qualidade do controle de processos e a reduzir custos ao mesmo tempo – desde o planejamento com a correta instalação, até a operação ou serviço de uma planta ou sistema. O provedor ideal de dados.

AS-Interface

Seja para a instalação, operação ou manutenção, com a tecnologia completa da Siemens para o sistema AS-Interface aberto e independente de fabricante, é possível obter diversos benefícios. As principais vantagens: Menos cabeamento, instalação rápida e manutenção simples graças à tecnologia de conexão vampiro nos cabos, conveniência do controle sem o uso de gabinete através da utilização da tecnologia do módulo de entrada/saída para utilização em campo (IP65/67), bem como a configuração rápida e fácil em apenas duas etapas.

ET 200SP Motor Starters

O sistema distribuído representa um sistema flexível e inovador para qualquer planta industrial. Com as chaves de partida ET 200SP até 5,5 kW nas versões standard e safety, o sistema agora está completo. Seja para partida de motores, controle e monitoramento, agora também se pode contar com as partidas para barramento do sistema SIMATIC ET 200SP. Elas oferecem um sistema de alta performance em um sistema simples e compacto, permitindo painéis ainda menores.

Soft Starters 3RW5

A Siemens, pensando na relação custo x benefício, está trazendo um novo conceito em chaves de partida suave – soft starters. Agora com modelos dedicados ao seu tipo de aplicação, com novas funcionalidades e módulos de comunicação.

Partidas Ultracompactas SIRIUS 3RM1

As novas chaves de partida ultracompactas SIRIUS 3RM1 foram especialmente desenvolvidas para pequenos espaços, atendendo as principais demandas atuais de mercado:

Dimensão reduzida
Economia
Simplicidade

SIRIUS Innovations

Oferece o maior portfólio de dispositivos de manobra disponível no mercado, com mais de 50.000 combinações testadas e aprovadas. Uma geração completamente nova de disjuntores motor, contatores, relés de sobrecarga e partidas de motores em apenas sete tamanhos diferentes até 250kW. Agilidade e redução de custos com os barramentos do Infeed System e os benefícios da conexão à mola.

SIRIUS ACT

Máquinas e instalações de alto desempenho necessitam de botões e sinalizadores de alto desempenho: SIRIUS ACT oferece-lhe um portfólio único de pequenos mas potentes componentes. De botões de comando a sinalizadores acústicos, tudo em metal genuíno e plástico de alta qualidade, como novas funcionalidades e ligação comunicativa. Um botão de comando é para nós muito mais que um botão de comando. Instalação rápida e confiável. Disponível até mesmo com comunicação PROFINET.

Calendário dos próximos eventos

25/abril – Siemens Anhanguera – São Paulo (SP)

02/maio – Siemens Jundiaí – Jundiaí (SP)

07/maio – Hotel Tryp By Wyndham Ribeirão Preto – Ribeirão Preto (SP)

09/maio – Hotel Quality – Bauru (SP)

14/maio – Hotel Maestro Premium – Cascavel (PR)

Empresa de tecnologia tem mais de 100 vagas de trabalho

A Inmetrics, empresa especializada em otimização de plataformas de negócios digitais focada na construção de resultados robustos, está selecionando profissionais para o preenchimento de mais de 100 postos disponíveis nas cidades de São Paulo, Barueri, Santo André, Curitiba e Uberlândia.

Entre as posições, estão cargos como Analistas de Testes, Consultores de Analytics, Arquitetos de Software, Data Scientists, Desenvolvedores, profissionais com conhecimentos em Mainframe, Software Test Engineers, e Site Reliability Engineers.

“Buscamos pessoas que sejam apaixonadas por tecnologia, com muita energia para apoiar os desafios de nossos clientes e elevar cada vez mais o grau de qualidade e inovação do segmento em nosso país.”, afirma Adriano Lima, COO da Inmetrics.

A empresa oferece remuneração e benefícios compatíveis com o mercado e experiência em um ambiente desafiador e dinâmico. Os interessados devem acessar o site http://inmetrics.gupy.io/ para mais informações sobre as vagas disponíveis e candidatura.

Arris aposta em distribuição de satélite em parceria com AMC Networks

A Arris, uma empresa do grupo Commscope, passa a oferecer soluções de compactação e transcodificação de vídeo Arris ME-7000 e DSR-7400 para a Rede AMC, empresa de entretenimento conhecida por seu conteúdo original e inovador; e para as marcas premiadas AMC, BBC America, IFC, Sundance TV e WE TV.

A Arris ME-7000 aproveita as mais recentes tecnologias de compressão HEVC para aumentar a capacidade de vídeo em canais de transmissão via satélite, possibilitando experiências de entretenimento de última geração para os espectadores do portfólio de canais da AMC Networks. A plataforma é fácil de atualizar e oferece economia de custos por meio de densidade, energia e resfriamento aprimorados.

A família de transcodificadores Arris DSR-7400 permite que a AMC Networks forneça serviços de forma eficiente por meio de suas redes QAM e transcodifique serviços HEVC para MPEG-2/4 HD e SD dando suporte a set-tops herdados. Sua capacidade de multissintonizador pode receber e processar simultaneamente até quatro multiplexadores de transponder de satélite de entrada, permitindo flexibilidade na seleção de serviços em todas as redes.

A Arris Professional Services está trabalhando de perto com a AMC Networks para projetar, integrar e instalar a nova estrutura de tecnologia dentro de sua infraestrutura de satélite.

“Como um dos principais criadores de conteúdo de alta qualidade e premiado, estamos investindo em uma nova rede de satélites para mostrar nossa incrível biblioteca de conteúdo e entregá-la aos nossos milhões de assinantes”, afirma Steve Pontillo, EVP & CTO, Technology e Operações, redes AMC. “Escolhemos a Arris para impulsionar nossa rede do futuro, porque ela tem profundo conhecimento técnico nesse espaço e grande entendimento de nossas operações. Juntos, podemos aproveitar as mais recentes tecnologias para tornar nossa rede mais eficiente.”

“O trabalho com a AMC Networks amplia nossa liderança global em implantações avançadas de sistemas de rede de vídeo”, ressalta Dan Whalen, presidente da Network & Cloud da Arris. “Essa parceria alavanca nossa especialização na integração de arquitetura de banda larga e tecnologias de compressão para dar suporte à visão de futuro da AMC Networks. E nosso trabalho em conjunto destaca as capacidades de nossas ME-7000 e DSR-7400 de preencher a lacuna entre as redes de hoje e a próxima era de serviços de entretenimento.”

Uso de gamificação é estratégia da Edenred Brasil para desenvolver habilidade dos colaboradores

José Ricardo Amaro, diretor de Recursos Humanos
da Edenred Brasil

Incentivar o protagonismo da carreira por meio de gamificação. Essa é a estratégia que a Edenred Brasil, líder mundial em soluções transacionais para empresas, comerciantes e empregados, detentora das marcas Ticket, Ticket Log, Repom e Edenred Soluções Pré-Pagas no Brasil, está implementando de forma inovadora para engajar seus colaboradores a aprimorar suas habilidades e qualidades técnicas e pessoais. Desde o início do ano, os cursos e treinamentos virtuais da empresa realizados pela plataforma de educação corporativa do grupo, Academia Edenred, utilizam os recursos da gamificação para multiplicar o conhecimento.

A implementação desse tipo de ferramenta vem sendo adotada pelo mercado nos últimos anos. Segundo um estudo realizado pela Talent LMS, 80% dos trabalhadores se sentem mais produtivos quando estão envolvidos em atividades semelhantes à gamificação. Por isso, o Desafio Conectado da Edenred Brasil, convida o colaborador a completar uma mandala de treinamentos realizados ao longo do ano, acumulando pontos, que podem ser trocados por prêmios.

“As empresas estão cada vez mais dinâmicas e os treinamentos on-line são muito atraentes, pois permitem que o colaborador encontre a melhor maneira de se organizar para o aprimoramento profissional. A Edenred é uma empresa que investe e conecta pessoas e, por isso, disponibiliza esse recurso a fim de agregar valor à carreira de cada um, contribuindo com o desenvolvimento pessoal e do negócio”, destaca José Ricardo Amaro, diretor de Recursos Humanos da Edenred Brasil.

Os treinamentos de colaboradores que utilizam de técnicas de gamificação estão alinhados à identidade global da Edenred, “We connect, You win”. Com ela, o grupo conecta pessoas para que todos ganhem, buscando sempre reafirmar sua posição como uma marca única, confiável, totalmente digital e conectada.

Academia Edenred

Para desenvolver tanto as competências técnicas quanto as comportamentais de seus colaboradores, a Edenred Brasil disponibiliza a Academia Edenred, ferramenta educacional on-line e presencial, que proporciona diferentes conteúdos de aprendizagem. Nesta plataforma, os colaboradores têm acesso a diversos cursos para aprimorar suas habilidades. Só em 2018, foram mais de 69 mil acessos de treinamentos à distância. Para esse desenvolvimento, o grupo também conta com um sistema de gestão com foco em avaliação de performance e potencial e programas focados na retenção de talentos, nos benefícios e na remuneração variável.

Tags, , ,

SAP amplia integração e oferece novos recursos inteligentes para o SAP Analytics Cloud

A SAP SE (NYSE: SAP) anunciou hoje novos recursos da solução SAP Analytics Cloud que incluem capacidade ampliada de análise, Business Intelligence (BI), fluxos de trabalho de planejamento e integração de dados. A plataforma recebeu incremento adicional de 100 novas fontes de dados, entre as quais as soluções SAP BusinessObjects, o SAP S/4 HANA ou SAP S/4 HANA Cloud e a solução SAP Market Cloud, permitindo acessar dados onde quer que estejam, sem precisar migra-los para a nuvem.

Com o aumento da integração, a plataforma atinge mais de 250 fontes de dados e também está integrada à solução SAP BW/4HANA 2.0, fornecendo recursos completos de análise e data warehouse. O SAP Analytics Hub, oferecido com a SAP Analytics Cloud, garante um único ponto de acesso a todo conteúdo de análise, SAP ou não-SAP, não importando onde esteja.

“A SAP está investindo no aprimoramento dos recursos para oferecer soluções cada vez mais integradas para adoção das tecnologias emergentes, ao mesmo tempo que amplia o leque de fontes de dados para que as análises sejam cada vez mais completas e assertivas e impactem positivamente os negócios”, explica Valeria Kinguti, Vice-Presidente de Plataformas e Tecnologia da SAP Brasil. A executiva ressalta que é na combinação entre a inteligência da máquina e a criatividade humana que os recursos de analytics produzem os melhores resultados.

Análise ampliada e novos recursos de planejamento

Os novos recursos permitem que os usuários possam acrescentar ferramentas de aprendizagem de máquina e inteligência artificial aos fluxos de trabalho existentes ou em planejamento e business intelligence. Os aprimoramentos incluem modelos de séries temporais e melhorias na experiência do usuário, tornando mais fácil para que os analistas prevejam resultados e automatizem decisões.

Entre os recursos, as ferramentas de “search to insight” facilita a formulação de questões sobre os dados dos usuários em linguagem natural, além de automatizar insights usando a “smart discovery”, que agora inclui influenciadores relevantes, valores inesperados e simulações. Já o recurso “smart predict”, permite que os analistas de negócios treinem modelos para prever resultados.

As ferramentas de planejamento colaborativo facilitam a geração de melhores resultados ao permitir que usuários alinhem os planos distribuídos pela empresa em torno de uma única versão. Com o SAP Analytics Cloud, é possível analisar, planejar e fazer previsões em um único lugar de forma a acelerar os ciclos de planejamento e tomar decisões inteligentes.

A conectividade avançada com modelos incorporados à aplicação SAP Business Planning and Consolidation (SAP BPC) permite explorar os investimentos existentes e conectar os complexos processos de planejamento à nuvem. Usando os novos recursos para usuários finais, os planos de negócios podem ser criados e ajustados dentro da SAP Analytics Cloud e de outras ferramentas, entre elas o Microsoft Excel. Isso permite estender e alinhar os planos do departamento de finanças e de toda a empresa para produzir a melhor versão para os negócios.

Tags, ,

Internet residencial: PROTESTE tiras as dúvidas dos consumidores

A relação entre clientes de banda larga residencial e as operadoras pode ser muito conturbada em alguns momentos. Por isso, a PROTESTE fez um levantamento das principais dúvidas dos consumidores a respeito dessa relação e consultamos.

Consumidor que fica sem serviço de internet temporariamente tem direito a ressarcimento?

Sim. Se o consumidor não tiver a prestação de serviço contratada ele tem direito de ressarcimento do valor pago. Na prática, o ressarcimento deveria ser automático, mas nem todas as prestadores fazem isso.

Além disso, se o consumidor, ainda que pessoa física, for prejudicado em alguma atividade de trabalho pela falta de internet e conseguir comprovar isso, ele pode pedir os valores referentes aos chamados lucros cessantes. Para isso, o consumidor deve juntar o máximo possível de documentos para fazer as devidas comprovações.

E se a velocidade da conexão estiver abaixo da contratada. Ele tem direito a algum ressarcimento?

Se a velocidade abaixo da contratada impactar o rendimento do trabalho e for possível comprovar isso, é possível pedir uma compensação à prestadora. Além disso, a entrega de uma velocidade abaixo da anunciada configura-se como propaganda enganosa, ainda que a velocidade baixa esteja dentro da margem de 40%, conforme determinado pela Anatel.

Nesse caso, pode-se pedir ressarcimento pela proporcionalidade da velocidade entregue. Há inclusive uma decisão recente do STJ considerando a prática como propaganda enganosa por omissão. O entendimento é que as operadoras nunca informam de forma clara e transparente essa possibilidade de a velocidade ser abaixo da contratada.

Cliente antigo de uma operadora tem direito às promoções oferecidas para captar novos clientes?

Sim, já foi decidido que os clientes antigos têm os mesmos direitos de entrar em promoções e novos planos oferecidos a clientes novos. Independente de novas vantagens.

A operadora pode diminuir ou cortar a velocidade por falta de pagamento?

Sim. Se o consumidor estiver inadimplente por mais de 30 dias, a operadora pode cortar a conexão até o pagamento ser feito.

A operadora pode reajustar o valor do plano?

Os reajustes são anuais, mas precisam ser autorizados pela Anatel. É importante lembrar que o intervalo entre um reajuste e outro leva em consideração a data do plano. Ou seja, não leva em conta a data que o cliente aderiu a ele. Por exemplo, se uma pessoa adere a um plano de internet no mês de março e a data do reajuste é em abril, ele sofrerá o aumento no mês seguinte da contratação do serviço.

O que deve fazer o consumidor que não consegue se comunicar com a operadora para relatar algum problema (tempo de espera grande)?

Isso é uma grave violação ao direito do consumidor e à Lei do SAC. Essa lei estabelece tempos e procedimentos específicos de atendimento e vale para qualquer tipo de empresa. Esse consumidor poderá tanto ajuizar uma ação alegando violação do direito de consumidor quando à Lei do SAC. Nesse caso, ele deve solicitar à operadora as gravações em que houve a demora no atendimento.

Se a operadora falhar em entregar as gravações, pode haver o inversão do ônus da prova. Ou seja, tudo o que o consumidor disser em juízo é considerado verdadeiro tacitamente.

A operadora pode anunciar o preço de um produto, mas o preço só valer dentro de um combo com outros serviços (como TV e telefone)?

Isso é uma discussão. Em tese, é permitido pela Anatel, que entende que isso faz parte da livre concorrência e iniciativa das empresas. Ou seja, é um direito concorrencial que o Estado não pode intervir.

As operadoras podem cobrar serviços extras, os chamados SVAs, na fatura do cliente?

Isso nada mais é do que cobrança indevida. Trata-se de uma violação grave ao direito do consumidor. Sobretudo porque o consumidor não solicita esse tipo de prestação de serviços. A PROTESTE tem o Meu Plano, que faz gratuitamente uma análise de fatura do consumidor para verificar se não há alguma cobrança indevida desse tipo. Nesse caso, o consumidor tem direito de cobrar em dobro tudo o que foi cobrado nos últimos cinco anos. Além disso, o consumidor pode pedir indenização por dano moral.

Se alguém usar dados alheios para contratar serviços das operadoras, o que pode ser feito?

Se alguém usar dados do consumidor para contratar o serviço de forma fraudulenta, ele pode pedir o cancelamento de todos os débitos e negativação em serviços de proteção de crédito vinculados ao seu nome. Nesse caso, também cabe indenização por dano moral. A PROTESTE também pode orientar o consumidor como proceder. Entre em contato que um dos nossos consultores pode te auxiliar.

A operadora pode limitar o uso de dados na banda larga fixa?

Esse é um assunto que está em discussão, mas no momento, não. As operadoras estão pressionando o Congresso para isso. Nós da PROTESTE lutamos contra essa iniciativa.

Dúvidas?

Caso você tenha alguma dúvida, entre em contato pelo telefone (21) 39063980.

Coração 3D com tecido humano pode revolucionar transplantes de órgãos

Especialistas da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp) explicam como pesquisa pode melhorar eficiência do procedimento

A impressão de um coração em 3D a partir de tecido humano é um grande passo para uma revolução na área de transplante cardíaco. Foi o que explicou o cardiologista Fábio Jatene, membro da Socesp. “Apesar de ser muito eficiente, existem dois grandes problemas no transplante de órgãos: o primeiro é uma desproporção entre o número de órgãos doados e a quantidade de pessoas necessitadas. O segundo é a rejeição”, diz o especialista.

Por conta disso, a pesquisa chefiada por cientistas da Universidade de Tel Aviv, em Israel, pode melhorar o proveito do transplante cardíaco. A grande novidade do estudo, publicado na revista Advanced Science, em 15 de abril, é a utilização de células do próprio paciente. Com isso, a rejeição do órgão seria praticamente descartada e o número de corações produzidos seria proporcional à quantidade de pessoas necessitadas.

“A produção de órgãos em uma escala compatível com o número de indivíduos que precisam deles seria uma solução extraordinária”, enfatiza o diretor de Comunicação da Socesp, Dr. José Luis Aziz. “No caso do coração, é preciso que, além de bombear sangue de modo eficiente, ele seja durável o bastante para oferecer qualidade de vida ao paciente”.

A estimativa é de que os corações 3D comecem a fazer parte da rotina médica em dez anos, já que, atualmente, o protótipo tem apenas três centímetros e ainda não estaria preparado para ser transplantado em um ser humano.

Tags, , ,