Page admin, Autor em Valor Agregado - Página 205 de 15505

Author admin

Mercado global de bens pessoais de luxo atinge € 288 bilhões em 2021, aponta estudo da Bain

Projeção mais otimista indica que o setor pode crescer até 15% em 2022. Segundo a consultoria, até o final de 2030, os ativos digitais e o metaverso representarão de 5 a 10% do segmento

Após sua pior queda na história, o mercado de bens de luxo pessoais experimentou uma recuperação em forma de V, atingindo € 288 bilhões em 2001. O setor se beneficiou de uma forte temporada de compras de fim de ano em todas as regiões, com um aumento de 7% em relação ao mesmo período de 2019. Além disso, a China continuou a ver um crescimento de dois dígitos no ano passado e os mercados ocidentais experimentam uma demanda local sustentada – os Estados Unidos, em particular, mantiveram o ímpeto, mesmo após o término de estímulos federais.

Estas são as principais conclusões do estudo “Luxury 2022 Spring Update”, lançado nesta terça-feira, 21/6, pela Bain & Company em parceria com a Fondazione Altagamma, a fundação da indústria italiana de fabricantes de artigos de luxo.

Estados Unidos e Europa puxam crescimento em 2022

O mercado de bens pessoais de luxo teve um forte desempenho no primeiro trimestre de 2022, crescendo entre 17 e 19% a taxas de câmbio atuais (13-15% a taxas de câmbio constantes), em relação ao mesmo período de 2021. O relatório da consultoria aponta algumas das principais razões. 

A Europa está acelerando sua recuperação, apesar da sombra da guerra. A região está a caminho de se recuperar para os níveis de 2019 um ano antes das expectativas, graças à crescente demanda local e uma recuperação do turismo intrarregional. O impacto do conflito Rússia-Ucrânia, até agora, se restringiu aos mercados locais, mostrando consequências limitadas no sentimento e nos gastos dos clientes de luxo globais.

Os EUA estão explorando o poder da diversidade e da inclusão. O mercado de luxo dos EUA está experimentando um crescimento sem precedentes à medida que as marcas de luxo estão liberando o verdadeiro poder da diversidade e inclusão, descobrindo o verdadeiro potencial de toda a base de clientes americana.

Os gastos da China são impactados pelas restrições da Covid. A China mostrou um forte impulso durante o Ano Novo Chinês e até março de 2022. No entanto, os gastos do país foram desafiados por suas rígidas restrições à Covid, que se mostraram muito mais significativas do que suas políticas de 2020. No entanto, o apetite do consumidor local continua forte e potencialmente levará o país a se recuperar entre o final de 2022 e o início de 2023.

A Coreia do Sul passa por uma profunda transformação. O país aumentou seu tamanho e relevância cultural, substituindo os gastos turísticos pela demanda local. Marcas vencedoras reinventaram com sucesso seu modelo de negócios no país para atender à crescente demanda e influência locais.

Oportunidades de crescimento futuro

Além do crescimento proporcionado pelos produtos de luxo tradicionais, os ativos digitais e o mundo virtual – o metaverso, as mídias sociais e os jogos – terão um papel cada vez mais relevante nas propostas de valor das marcas de luxo. Até o final de 2030, os ativos digitais e o metaverso representarão de 5 a 10% do mercado de luxo. As marcas de luxo têm a oportunidade de desempenhar um papel fundamental na formação dos mundos virtuais em ascensão, atuando como criadores e construtores.

A crescente relevância dos canais diretos ao consumidor. A disrupção tecnológica favorece as marcas de luxo que adotam uma abordagem uber-channel, construindo uma nova intimidade com os clientes, aproveitando pontos de contato novos e evoluídos.

Respondendo ao chamado da sustentabilidade. A falta de padrões claros de sustentabilidade, juntamente com a maior demanda dos consumidores por produtos sustentáveis e tópicos de sustentabilidade em evolução, representam um apelo à ação para marcas de luxo: inovar em sustentabilidade para construir uma vantagem competitiva.

Um novo futuro de trabalho está surgindo, especialmente para as gerações mais jovens. As marcas de luxo precisam expandir suas propostas de valor para as pessoas, abraçar a diversidade, tornar-se criadores de talentos em oposição a tomadores de talentos e alavancar a automação de maneira inteligente.

Mercado pode chegar a € 360-380 bilhões até 2025

Apesar dos desafios e interrupções que aconteceram no início de 2022, a direção de médio prazo do mercado de luxo permanece inalterada. A Bain & Company estima que o crescimento do mercado alcance € 360-380 bilhões até 2025, destacando duas trajetórias possíveis para 2022:

  • Um cenário otimista, onde a trajetória de crescimento do primeiro semestre de 2022 continua ao longo de todo o ano. Nesse cenário, o mercado atingiria cerca de € 320-330 bilhões até o final de 2022, crescendo 10-15% em relação a 2021.
  • Um cenário de ritmo mais lento, que projeta um ritmo de crescimento potencialmente reduzido devido a uma recuperação mais lenta da China continental e gastos desafiadores em mercados maduros causados por pressão inflacionária e desaceleração macroeconômica. De acordo com esse cenário, o mercado atingirá € 305-320 bilhões até o final de 2022, crescendo 5-10% em relação a 2021.