Page

Author admin

Entidades encaminham Carta Conjunta ao Senado Federal em prol da aprovação do PLV nº 32/2020

Entidades do terceiro setor organizado encaminharam nesta segunda-feira, 17, Carta Conjunta ao Senado Federal solicitando a inclusão do Projeto de Lei de Conversão nº 32/2020, oriundo da Medida Provisória nº 983/2020, na pauta de votações do Plenário do Senado Federal.O PLV dispõe sobre as assinaturas eletrônicas em comunicações com entes públicos e em questões de saúde e sobre as licenças de softwares desenvolvidos por entes públicos. Na carta, as entidades signatárias reiteram o apoio ao parecer aprovado pela Câmara dos Deputados e à aprovação da matéria sem novas alterações.

A carta é assinada pela Associação das Autoridades de Registro do Brasil – AARB, a Associação Nacional de Certificação Digital – ANCD, a Associação Brasileira de Tecnologia e Identificação Digital – ATID, a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação – BRASSCOM, a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil – CACB, a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico – camara-e.net, a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas – CNDL, a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo – FACESP, a Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas – Fenacon, a Instituto Fenacon – IFEN e União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços- UNECS.

Para as entidades, o parecer à MP 983/20, elaborado e aprovado na Câmara dos Deputados, consolida os anseios não apenas do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação, como também da sociedade brasileira como um todo. As alterações propostas à redação original representam importantes avanços em direção a desburocratização e digitalização dos serviços públicos de forma segura e em consonância com as principais legislações internacionais sobre o tema.

O PLV 32/2020 amplia a cidadania digital no Brasil ao estabelecer níveis de assinatura eletrônica, simples, avançada e qualificada, e destacar os usos de cada um desses dispositivos. O texto também trata de questões relacionadas a telemedicina, essencial neste momento de pandemia, e de softwares livres (de código aberto) nas tratativas entre órgãos públicos, o que deverá não apenas preservar a soberania nacional, mas também reduzir morosidades e custos ao erário, ao ampliar o reuso e valorizar o reaproveitamento de tecnologias.

Outro importante ponto do PLV é a incorporação de dispositivo advindo da MPnº 951/20, que perdeu sua validade em 12 de agosto, quegarante a continuidade na oferta de certificados digitais no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil ao público em geral de forma remota, sem a necessidade de comparecimento presencial, observando as recomendações de distanciamento social impostas pela pandemia decorrente do Coronavírus.

As entidades signatárias ressaltam a importância da aprovação da matéria de forma célere, e nos termos do texto elaborado mediante pareceres e discussões técnicas na Câmara dos Deputados. De tal forma, garantir-se-á a manutenção da ICP-Brasil em consonância com as metas do Decreto nº 10.332, de 28 de abril de 2020, que estabelece a “Estratégia de Governo Digital” para o período de 2020 a 2022 e que possui entre suas diretrizes a desburocratização, redução de custos e a consequente massificação da certificação digital para o cidadão brasileiro.

Bayer anuncia chegada de Malu Weber para assumir a Comunicação Corporativa no Brasil

A multinacional Bayer anuncia a chegada de Malu Weber para assumir a posição de Diretora Sênior de Comunicação Corporativa no Brasil. Com reporte direto ao presidente da Bayer no Brasil, Marc Reichardt, a executiva ficará baseada em São Paulo e representará o país no time global de comunicação corporativa da Bayer.

“É um presente iniciar essa nova jornada na Bayer, grupo que tem como aspiração atingir “saúde para todos, fome para ninguém” e que como líder global tem clareza da sua responsabilidade e compromisso em construir um futuro mais sustentável nas áreas essenciais da vida: saúde e agronegócio”, afirma Malu Weber.

Malu chega na Bayer com a missão de desenvolver e implementar uma estratégia integrada de comunicação corporativa que apoie a estratégia de negócios da companhia e posicione a Bayer como a catalizadora da mudança e da transformação das áreas de saúde e do agronegócio no Brasil, país que se tornou extremamente relevante para os resultados do Grupo Bayer globalmente.

“A liderança da Malu, guiada por propósito, vai trazer muito valor neste momento de transformação da companhia, além de reforçar a diversidade em nosso time de liderança Brasil”, afirma Marc Reichardt, Presidente do Grupo Bayer no Brasil.

Com mais de 25 anos de experiência, Malu teve passagens por empresas nacionais e multinacionais como Johnson & Johnson, Grupo Votorantim e Grupo Globo (EPTV Campinas), liderando times de comunicação com assento em boards de negócios globais, regionais e locais. Formada em Jornalismo pela UNAERP, com pós-graduação em Comunicação com o Mercado pela ESPM, Comunicação Corporativa pela Syracure University/Aberje e Organizational Leadership pela Briyah Institute.

As líderes de comunicação dos negócios, Daniela Barros (Crop Science), que até então estava interina na função de Diretora de Comunicação Corporativa; Aline Pasetchny (Pharma); Lilian Torres (Consumer Health) e Larissa Battistini (Corporativo) passam a reportar diretamente para Malu.

Hash abre 20 vagas com home office

A Hash , fintech de meios de pagamento, pretende aumentar em 30% seu quadro de funcionários com o anúncio de 20 vagas abertas nas áreas de Suporte, Design, Operações, Produto e Tecnología – setor com maior número de contratações. Os interessados podem acessar informações sobre cada uma das vagas disponíveis por meio deste link .

“Tivemos um crescimento importante nos últimos meses e vimos que é o momento de aumentar o nosso time. Queremos construir o próximo case de tecnologia do Brasil e, para isso, buscamos pessoas que gostem de desafios e nos ajudem a transpor as barreiras do ecossistema de serviços financeiros”, afirma João Miranda, fundador e CEO da Hash.

Benefícios

Além dos benefícios básicos como seguro saúde, odontológico, de vida e vale-refeição ou alimentação, a Hash ainda fornece subsídios para prática de esportes e para fins de autodesenvolvimento. A companhia oferece também licença maternidade estendida de seis meses, licença paternidade de 20 dias e um auxílio financeiro mensal por filho, para ajudar e apoiar nos cuidados necessários com os bebês e crianças.

Trabalho remoto está no DNA

Desde a sua fundação a Hash se preocupa em disponibilizar horários flexíveis e home-office para todos os funcionários, independente da área. A empresa conta, inclusive, com colaboradores de outros estados e países.

Diante do “novo normal”, todo o time alocado no escritório de São Paulo, sede da empresa, deve permanecer trabalhando de casa até o fim deste ano. Todo o processo seletivo, assim como a imersão dos recém-contratados, serão realizados de forma online.

Confira as vagas disponíveis:

CUSTOMER SUCCESS

– Support Analyst

DESIGN

– Designer/Art Director

– Lead Product Designer

OPERATIONS

– I.T. Security Specialist

– Logistics Analyst

– Risk Analyst

PRODUCT

– Data Infrastructure Product Manager

– Product Operations Manager

– Project Manager

TECH

– Data Engineer

– Senior Software Engineer

– Site Reliability Engineer

Qintess nomeia Thaís Trapp como Diretora de Marketing para o Brasil e América Latina

A Qintess, uma das principais fornecedoras de soluções de tecnologia do Brasil, anuncia a nomeação de Thaís Trapp como nova Diretora de Marketing da companhia para a América Latina. Na companhia desde 2019 como Gerente de Marketing para América Latina, a executiva assume agora a diretoria da área com a missão de impulsionar ainda mais a presença da empresa no cenário nacional e latino-americano, reforçando o posicionamento estratégico da marca como parceiro completo para a transformação digital e inovação de seus clientes.

“Estamos crescendo rapidamente e uma das pessoas que seguramente tem nos ajudado nessa jornada é a Thaís, uma profissional com grande experiência na área de Marketing e que há mais de 10 anos atua na indústria de Tecnologia”, afirma Nana Baffour, CEO global da Qintess. “Nessa nova etapa, ela certamente nos ajudará a fortalecer a mensagem e o propósito de nossa companhia, mostrando o que a Qintess está fazendo para inovar e atender com excelência o mercado”.

Graduada em Jornalismo, com pós-graduação em Comunicação Internacional e Organizacional pela PUC de São Paulo e especialização em Planejamento Estratégico de Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), a executiva soma diversos projetos internacionais, desenvolvidos em países como EUA, Inglaterra e México. Em sua trajetória profissional, teve passagens pela Brasscom (Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), Câmara de Indústria e Comércio Brasil-Alemanha e empresas como Softtek e BExpert.

“Em um ano pude liderar o projeto de rebrand da Qintess e conduzir toda a estratégia de posicionamento, change management e go-to-market da companhia. Tenho certeza de que estamos vivendo um momento singular, de rápida consolidação e expansão, e que ainda há muito a fazer para manter nossa marca crescendo de forma sólida e sustentável”, diz Thaís. “Como líder de Marketing para a América Latina, tenho a missão de fortalecer o nosso time para cobrir todas as geografias de forma integrada, com foco em inovação e nas melhores práticas do mercado”, afirma.

Segundo a diretora, uma de suas grandes metas é destacar a cultura de apoio às novas ideias dentro da empresa, ressaltando os diferenciais que guiam o processo de expansão sustentável da Qintess. “Somos parte de uma startup que nasceu com mais de 3 mil pessoas e que tem o ESG como o grande pilar da estratégia de transformação. Por isso, o nosso foco agora é fazer com que o mercado conheça as nossas melhores práticas e tenha acesso ao nosso portfólio de inovação e soluções digitais”, acrescenta Thaís.

Como reestruturar equipes após a crise do coronavírus

Como forma de enfrentar os impactos causados pela crise do novo coronavírus (COVID-19), muitas empresas precisaram adotar medidas drásticas. Dentre elas, adaptação ao trabalho remoto, antecipação de férias e feriados, flexibilização da jornada, redução salarial e, de acordo com as normas do governo, até mesmo, o desligamento de funcionários.

Agora, com a gradual retomada de diversos setores, muitas empresas estão reestruturando equipes para atender a demanda. Mas quem contratar primeiro? Para Fabio Battaglia, CEO da Randstad, empresa global em soluções de recursos humanos, o recomendado é começar pelos cargos de gestão. “Os gestores serão fundamentais para nortear a equipe na rotina do trabalho ou auxiliar no processo de contratação dos demais colaboradores, uma vez que farão parte do time que ele irá gerenciar”, orienta o especialista.

Quando o assunto é a contratação de ex-funcionários, Battaglia diz que se o desempenho do colaborador era bom e ele foi desligado apenas em decorrência de crise financeira, vale a recontratação, se a política de RH da empresa permitir. “O profissional em questão já conhece a organização, os processos e a equipe, tem bons requisitos para continuar um trabalho de qualidade. Sem contar que, caso o colaborador que foi desligado ainda não tenha encontrado uma recolocação no mercado de trabalho e estiver disposto a voltar, será uma boa oportunidade de retomar sua segurança profissional e financeira”, comenta.

Caso não exista um cenário que possibilite a recontratação de colaboradores desligados anteriormente, o especialista em RH orienta que em momentos como este, as empresas não deixem de buscar profissionais com valores alinhados ao da companhia, que mostrem capacidade rápida de adaptação, disponibilidade em aprender e compromisso com os objetivos que o cargo pressupõe.

Processos

A pandemia mudou as relações de trabalho antes conhecidas. Mesmo com o retorno aos escritórios, o digital se faz mais presente na comunicação e na forma que as pessoas se relacionam profissionalmente. Tarefas como contratar e recepcionar funcionários à distância, trabalhar remotamente, realizar reuniões e feedbacks por videoconferência mostram que os processos podem ser ágeis, sem perder a qualidade.

“Este é o nosso ‘novo normal’. Mas, mesmo que a tecnologia nos aproxime e facilite a rotina, é essencial manter uma comunicação constante e transparente com as equipes. Essas práticas podem ajudar no engajamento dos colaboradores à distância, além de aproximá-los com o gestor e com o próprio time e, consequentemente, manter o desempenho no trabalho”, finaliza o CEO da Randstad.

Em ritmo de crescimento acelerado, Liv Up abre mais de 70 vagas

A Liv Up, uma das mais proeminentes startups brasileiras, reforçou seu ritmo acelerado de crescimento e essa semana anunciou mais de 70 vagas em áreas diversas de atuação que vão desde chefs de criação, líderes de desenvolvimento de produto, engenheiros de software, cientista de dados, entre outros. Sendo que algumas das posições são remotas, o que abre oportunidade para pessoas de todo o Brasil.

A foodtech que recentemente anunciou mais de 50% de mulheres na liderança da empresa e 51% no quadro geral de funcionários afirma que está com posições abertas para diferentes níveis de senioridade e para trabalhar em áreas como tecnologia, produto digital, portfolio, branding, logística e operações “Acreditamos que os valores da empresa têm nos ajudado a conquistar pessoas de destaque em suas áreas e com muito potencial para assumir novos desafios no mundo das startups e ajudar a construir uma empresa cada dia mais diversa e inovadora” afirma a diretora de Pessoas e Cultura, Cleide Oliveira.

Nascida com o propósito de transformar a relação das pessoas com a comida, a Liv Up é uma empresa de alimentação saudável que busca por meio do fornecimento de alimentos preferencialmente orgânicos, naturais e sem aditivos, causar impacto positivo em toda a cadeia, desde a relação com os fornecedores até o consumidor final. Com muita tecnologia e uso de dados a empresa tem despontado pela inovação no setor de alimentação em busca de escalar grandes desafios e gerar uma experiência positiva a todos que se conectam com a marca.

As oportunidades podem ser acessadas nos links:

http://www.linkedin.com/jobs/search/?f_C=10475106&geoId=92000000

http://apply.workable.com/livup/j/F35AA7 840F/

Food service ganha software para impulsionar retomada dos negócios pessoais

A GrandChef, foodtech especializada na gestão completa de restaurantes, bares e estabelecimentos gastronômicos, anuncia o lançamento da nova versão de seu software, que planeja ser um grande aliado na retomada das atividades de estabelecimentos no pós-pandemia. O sistema, 100% online e com armazenamento em nuvem, facilita o controle de pedidos por meio de comandas eletrônicas, controle de caixa e de estoque, gestão de mesas (incluindo a leitura de QR Code) e de balcão, disponibilizando todas as informações na tela do smartphone ou Tablet.

“Nossa proposta é oferecer uma tecnologia de ponta e acessível aos micro e pequenos empreendedores do comércio de gastronomia em todo o Brasil, para que possam ter uma visão completa de todos os pedidos do seu estabelecimento, tornando a administração mais fácil, profissional e eficaz. Com a nova versão, é possível gerenciar seu negócio onde e quando quiser, por meio de um smartphone conectado à internet”, revela Geison Correa, CEO e sócio fundador da GrandChef.

Com integrações que permitem o pagamento online e integração com Ferramentas de Marketing, a solução possui o módulo de delivery online, que possibilita ao dono do estabelecimento usufruir de funcionalidades específicas, tais como o desenvolvimento de um site com cardápio online com fotos e descrições dos pratos; a realização de campanhas de marketing e remarketing com Google e Facebook/Instagram para a fidelização de clientes; a criação de cupons e códigos promocionais de desconto; divulgações via WhatsApp Business.

Atualmente, a GrandChef já é utilizada por mais de três mil estabelecimentos e tem integração com plataformas como PicPay Pagseguro e com equipamentos de automação comercial como Controlid, Bematech, Elgin, Epson, Toledo, Magna, Filizola entre outros.

Com planos a partir de R$ 69,90 ao mês, os interessados podem testar o software e suas funcionalidades por 30 dias gratuitamente. A GrandChef conta com uma equipe de profissionais altamente capacitados na área de serviço de atenção ao consumidor, consultoria, marketing, análise, desenvolvimento e atendimento, que dão todo o suporte aos clientes.

“Queremos oferecer uma ferramenta que vá além dos controles de planilhas ou soluções legadas, mas sendo tão acessível e mais intuitiva. Para tanto, estamos sempre nos adaptando às necessidades do nosso cliente, desenvolvendo novas ferramentas e formas de gerenciamento por meio de customizações em demanda. Com o lançamento e novas parcerias, a expectativa é crescer 50% até o final do ano em relação a 2019”, ressalta Correa.

Via Varejo abre novas vagas de emprego para pessoas com deficiência no Rio de Janeiro

Em linha com as políticas inclusivas de trabalho, e com o objetivo de promover a diversidade profissional e a igualdade de oportunidades, a Via Varejo, dona das marcas Casas Bahia, Pontofrio e Extra.com, anuncia a abertura de 20 novas vagas para pessoas com deficiência (PcD) no estado do Rio de Janeiro.

As vagas são para início imediato e os selecionados irão atuar em variadas posições. O regime é CLT e garante diversos benefícios. Neste ciclo de contratações, os candidatos precisam ter mais de 18 anos, ensino médio completo (de preferência), disponibilidade para trabalhar em escala 6×1 e o laudo médico com CID atualizado.

Em decorrência do regime de quarentena, as entrevistas serão realizadas por meio de canais digitais como medida de prevenção no esforço de combate ao novo Coronavírus (Covid-19).

Nos próximos meses, está prevista a abertura de mais 200 vagas para fortalecimento das equipes das unidades do estado do Rio de Janeiro. Os interessados podem se cadastrar por meio do site: http://viavarejo.gupy.io/jobs/278922, para banco de currículos .

Danone Nutricia anuncia selecionadas para seu programa de aceleração de startups

Danone Nutricia acaba de selecionar as startups que irão participar do programa de aceleração Transforming Lab 2020. A segunda edição do projeto, que tem como objetivo encontrar empresas que queiram contribuir para transformar o mundo por meio da nutrição, recebeu 359 inscrições de startups de 10 estados diferentes e, após um processo de seleção, avaliação e entrevista com as candidatas, escolheu cinco delas para o programa deste ano. Todas as startups selecionadas estão em fase de tração, ou seja, já possuem soluções testadas e aprovadas no mercado.

Cada uma das selecionadas irá desenvolver soluções especificas ligadas aos diferentes temas propostos no desafio do Transforming Lab. A Biogenetika trabalhará no mapeamento nutricional dos consumidores, a Plataforma Verde se dedicará à logística reversa sustentável e a Meplis cuidará do que diz respeito ao suporte e engajamento de pacientes. Já a Oncase irá trabalhar com big data e business inteligence, enquanto a For see fará um trabalho focado em planejamento e Inteligência do sequenciamento da produção e indústria 4.0.

O programa de aceleração, fruto da parceria inédita entre a Danone Nutricia, divisão de nutrição especializada da Danone Brasil, e a Liga Ventures, primeira aceleradora focada em conectar startups e grandes empresas no país, irá oferecer acompanhamento do time da Liga e mentorias exclusivas de executivos da Danone Nutricia. O objetivo é contribuir com o propósito de criar soluções a partir de serviços, tecnologias, produtos e insumos que transformem a vida dos consumidores finais, clientes varejistas, parceiros, médicos, representantes e funcionários. Além disso, vai possibilitar às escolhidas ampliar seus negócios e mercado. 

“Estamos muito satisfeitos com o sucesso da segunda edição deste importante projeto que é o Danone Nutricia Transforming Lab. Poder contar com a participação da Liga Ventures foi um diferencial e tanto no processo. Acreditamos que poder aliar o nosso conhecimento de mais de 100 anos de pesquisa e desenvolvimento em nutrição com a expertise de nossa parceira e a capacidade de empreender e a agilidade destas startups irá nos ajudar a atingir nosso propósito de desenvolver soluções inovadoras, capazes de transformar vidas”, afirma Fernando Lopes, diretor de Marketing e Inovação da Danone Nutricia.

A aceleração para as escolhidas deve começar ainda em agosto e as soluções desenvolvidas por elas em parceria com Danone Nutricia devem ser apresentadas ao mercado a partir do segundo semestre de 2021.

Klabin abre inscrições para Pitch Day de Sustentabilidade

Os esforços da maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil são voltados a iniciativas comprometidas com a sustentabilidade para a gestão de seus negócios. Diante disso, a Klabin abre hoje (18) as inscrições para mais uma edição de Pitch Day. O programa de inovação aberta busca atrair parceiros que auxiliem a empresa na melhor destinação dos Dregs, resíduos sólidos gerados a partir da fabricação de celulose, utilizando-o de forma eficiente e fomentando, assim, a economia circular.

Os Dregs são materiais sólidos compostos por agentes químicos, que são gerados no processo de fabricação de celulose nas fábricas de Telêmaco Borba e Ortigueira, no Paraná. Esses resíduos podem ser utilizados em aplicações como agricultura, artefatos de cimentos, cerâmicas, tijolos, olarias, clinquers e pavimentação.
“Os Pitch Days têm se mostrado uma importante ferramenta para a solução de desafios e aproximação de parceiros que queiram fazer parte da construção conjunta de um futuro sustentável. Temos alcançado excelentes resultados com os programas já realizados.”, destaca Renata Freesz, gerente de Inovação da Klabin.

Os interessados devem se inscrever até o dia 19 de setembro, por meio do link:
http://inova.klabin.com.br/programas/klabin-pitch-day/uso-de-dregs.php

KPMG abre mais de 270 vagas para jovens talentos em 23 cidades

A KPMG está com as inscrições abertas, até o dia 11 de outubro, para o processo seletivo de jovens talentos para a área de auditoria. A empresa está oferecendo oportunidades para universitários dos cursos de administração, ciências contábeis, ciências econômicas ou engenharia de produção. Serão disponibilizadas mais de 270 vagas para atuação em 23 cidades onde a KPMG atua.

Para participar, os candidatos não precisam ter qualquer experiência profissional, mas devem ter no mínimo inglês intermediário. Deverão estar cursando uma universidade a partir do 3º semestre ou ter concluído em dezembro de2018. Além da remuneração mensal, os jovens terão direito a benefícios como plano de saúde, assistência odontológica, seguro de vida, curso de idioma, academia, vale transporte, vale refeição, auxílio alimentação, entre outros.

O processo seletivo será realizado de forma completamente digital. Ao realizarem as inscrições, os candidatos passarão por um avaliação online. Na segunda etapa, os aprovados participarão de uma dinâmica de grupo. Por fim, haverá uma etapa de avaliação com os gestores. Após a aprovação, os profissionais começarão a atuar na KPMG a partir de outubro deste ano, em regime home office inicialmente.

Para que o profissional entenda o mundo de auditoria, conheça a cultura da empresa, se desenvolva e exerça o trabalho com a qualidade necessária, o jovem participará de um programa de desenvolvimento que será formado por diversos pilares, incluindo capacitação técnica, habilidades interpessoais, tecnologia, além de mentoria com líderes mais experientes.

Auditoria do futuro:

Além da experiência de atuar em uma das maiores empresas de auditoria do mundo, os jovens talentos da KPMG terão contato com novas tecnologias desenvolvidas especialmente para trazer inovação para a entrega da auditoria. Entre as novas ferramentas, estão o uso de plataformas inteligentes como análise de dados, automação de processos de auditoria em diversos segmentos, leitura de documentos com uso de inteligência artificial e aplicação de soluções tecnológicas para realização de inventários.

Uma nova auditoria está desenhada para um novo auditor – com um perfil tecnológico e inovador – suportada por áreas de criação e desenvolvimento de produtos, para a busca continua por um maior valor agregado e com foco em remodelar os processos de entrega aos clientes, garantir melhor experiência aos profissionais e gerar maior consistência, qualidade e eficiência, através de uma transformação digital constante”, afirma o sócio-lider da área de auditoria da KPMG, Carlos Pires.

Programa Jovens Talentos KPMG


• Inscrições: Até 11 de outubro de 2020.
• Oportunidades: 270 vagas.
• Locais de trabalho: São Paulo, Osasco, Ribeirão Preto, São Carlos, São José dos Campos, Rio de Janeiro, Belém, Belo Horizonte, Uberlândia, Brasília, Campinas, Cuiabá, Curitiba, Londrina, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Joinville, Londrina, Manaus, Porto Alegre, Recife e Salvador.
• Requisitos: Graduação em andamento ou finalizada nos cursos de administração, ciências contábeis, ciências econômicas ou engenharia de produção. Os candidatos devem estar matriculados na universidade a partir do 3º semestre ou ter concluído o curso em dezembro de 2018. O nível de inglês exigido é o intermediário.
• Link de inscrição: http://www.kpmg.com.br/carreiras/jovens-talentos/auditoria/

Halliburton fecha acordo estratégico com Microsoft e Accenture para expandir capacidades digitais

A Halliburton (NYSE: HAL), a Microsoft Corp (Nasdaq: MSFT) e a Accenture (NYSE: ACN) acabam de anunciar um acordo estratégico de cinco anos que tem como objetivo expandir as capacidades digitais da Halliburton no Microsoft Azure.

Com a parceria, a Halliburton irá completar sua migração para plataformas digitais baseadas na nuvem e fortalecer as ofertas para seus clientes por meio das seguintes ações:

• Aprimoramento das plataformas em tempo real para operações remotas expandidas;

• Fortalecimento da capacidade de analítica com o Halliburton Data Lake por meio de aprendizado de máquina e inteligência artificial;

• Aceleração da implantação de novas tecnologias e aplicativos, incluindo a conformidade SOC2 para a confiabilidade e segurança geral do sistema da Halliburton.

“O acordo estratégico com a Microsoft e a Accenture é um passo importante rumo à adoção de novas tecnologias e aplicações, fortalecendo nossas capacidades digitais, impulsionando agilidade adicional de negócios e reduzindo despesas de capital”, explica Jeff Miller, presidente do conselho administrativo, CEO e diretor-executivo da Halliburton. “Estamos animados com os benefícios que iremos oferecer aos nossos clientes e funcionários por meio desse acordo, além da oportunidade de seguir impulsionando nossa abordagem de arquitetura aberta para entrega de software.”

“A migração para a nuvem possibilita às empresas a criação de ofertas de grande impacto no mercado, além de resultados de negócios tangíveis”, explica Judson Althoff, vice-presidente executivo de negócios comerciais mundiais da Microsoft. “Por meio da aliança com a Halliburton e a Accenture iremos aplicar todo o poder da nuvem para acessar capacidades digitais que irão beneficiar a Halliburton e seus clientes.”

O acordo também possibilita a migração de todos os data centers físicos da Halliburton para o Azure, que fornece serviços de nuvem de nível empresarial em escala global, além de benefícios em sustentabilidade. Em paralelo aos trabalhos envolvendo a Avenade, outra joint venture entre Accenture e Microsoft, as duas empresas irão trabalhar lado a lado a fim de ajudar na transição das capacidades digitais e aplicações críticas de negócios da Halliburton para o Azure. A Accenture irá alavancar sua abrangente estrutura de migração para a nuvem, que reúne recursos industrializados, juntamente com ferramentas, métodos e automação exclusivos para acelerar a migração do centro de dados da Halliburton e proporcionar oportunidades adicionais de transformação.

“Construir um núcleo totalmente digital e expandi-lo rapidamente por toda a empresa só é possível com uma base sólida na nuvem”, explica Julie Sweet, CEO da Accenture. “A Halliburton reconhece que esse passo irá oferecer a inovação, eficiência e talentos necessários para fazer as coisas de forma diferente e rápido. Ficamos felizes em liderar essa grande transformação que tem como base nosso longo histórico de trabalho com a Halliburton e a Microsoft.”

As empresas esperam concluir a migração em etapas até 2022.