Page

Author admin

WILL convida CEOs globais para debater a importância da mulher em cargos de alta liderança

A WILL (Women in Leadership in Latin America) realiza, no dia 27 de outubro, a sexta edição do Convidando os Homens para o Debate. Em um ano com desafios sem precedentes, o evento tem o intuito de destacar as iniciativas das empresas para a promoção da equidade de gênero, além de entender as dificuldades em colocá-las em prática.

O debate, que será online, terá transmissão pelo Estadão Economia, a partir das 11h, e contará com a presença líderes globais de grandes empresas – Carmine Di Sibio, Presidente e CEO global da EY; Pierre-André de Chalendar, Presidente e CEO Global do Saint Gobain Group; Michael C. Bush, CEO global da GPTW e Milton Beck, CEO do LinkedIn Latam.

“Em um ano tão atípico, é mais importante do que nunca debatermos a presença da mulher em posições de liderança, bem como a inclusão racial”, diz Silvia Fazio, presidente da WILL. “Essa sexta edição do Convidando os Homens para o Debate é dedicada a todas as mulheres que foram sobrecarregadas com atividades do trabalho e da casa, enquanto assistimos cenas de racismo se espalharem pelo mundo. Barreiras invisíveis e racismo sistêmico tem sido enfrentado por mulheres brancas e negras por décadas. Nos parece que as empresas estão finalmente combatendo de maneira efetiva essas disparidades tão conhecidas por todos nós. Conquistar o apoio dos homens líderes empresariais só poderá nos auxiliar a acelerar esse processo”, completa.

A abertura do evento será feita, a partir das 11h, pela presidente do Goldman Sachs no Brasil, Maria Silvia Bastos Marques, e pela presidente da WILL, a advogada Silvia Fazio. O evento é gratuito e aberto ao público e terá tradução simultânea. Para participar, acesse: http://videos.netshow.me/t/V98DcFt7kTI/form

Abstartups anuncia vencedores do Startup Awards 2020

No noite de 23 de outubro, durante o CASE Startup Summit 2020, maior evento latino-americano online voltado para startups, a Associação Brasileira de Startups ( Abstartups), entidade que representa o ecossistema, anunciou os vencedores da premiação Startups Awards, o Oscar das startups brasileiras.

Dentre as 15 categorias premiadas estão: Aceleradoras, Comunidade do Ano, Comunidade Revelação, Corporate, Educação, Herói (a), HUB, Impacto Social, Investidor (a) Anjo (a), Mentor (a), Imprensa, Startup do Ano e Startup Revelação, cujo objetivo é reconhecer os profissionais e empresas mais influentes do ecossistema brasileiro de startups.

Confira a relação completa dos vencedores:

Aceleradora: Darwin
Corporate: AmBev
Comunidade revelação: Tambaqui Valley
Comunidade do ano: Rapadura Valley
Startup Revelação: Transfeera
Educação: Gama Academy
Heroína do ano: Lindalia Junqueira
Hub de Inovação: Distrito
Imprensa: Bruno Pinheiro
Impacto social: Se Candidate, Mulher
Investidor anjo: João Kepler
Mentor(a): Rafael Ribeiro
Startup do Ano: Shawee
Universidade do ano: FGV
Venture Capital: Bossa Nova

Tags, , ,

Arezzo&Co e Reserva anunciam criação do maior grupo de moda e lifestyle do Brasil

A Arezzo&Co, grupo que reúne as marcas Arezzo, Schutz, Anacapri, Alexandre Birman, Fiever, Alme e Vans, anuncia combinação de negócios com a Reserva, companhia carioca fundada em 2004 pelos empresários Rony Meisler e Fernando Sigal.

A transação, que contempla as seis marcas do grupo – a própria Reserva, Reserva Mini, Oficina Reserva, Reserva Go, EVA e INK, depois de concluída, ampliará o portfólio da Arezzo&Co para 13 marcas e consolidará a estratégia da companhia de se tornar uma house of brands .

Além de calçados e bolsas, a Arezzo&Co passará a comercializar itens de moda masculina, feminina e infantil, incluindo roupas e acessórios. A movimentação também possibilitará uma ampliação de 3,5 vezes o mercado endereçável da companhia, já que a empresa expandirá seu público alvo e passará a vender o “look completo” aos seus clientes, ao melhor conceito dos “pés à cabeça”.

Após a conclusão da transação, a Arezzo&Co criará um braço exclusivo de lifestyle – a AR&Co – que terá Rony Meisler, sócio fundador da Reserva, como CEO da operação. Os principais acionistas e executivos da Reserva: Fernando Sigal – Produto; Jayme Nigri – COO; e José Alberto da Silva – Tecnologia; permanecem no grupo, sendo mantida a sede da Reserva no Rio de Janeiro.

Os sócios e investidores da Reserva passarão a ser sócios da Arezzo&Co. A efetivação da operação ainda está sujeita a determinadas condições, incluindo a avaliação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

AR&Co tem diversos significados para os fundadores e para o novo momento vivido por ambas as companhias. Combina as iniciais de Arezzo&Co e Reserva, de seus líderes, Alexandre Birman e Rony Meisler, representa novos “ARes” para ambas as empresas – agora unificadas – e traz a simbologia de criar asas para voAR ainda mais alto.

“Em 2019, colocamos nossos pés em novos mercados, com a distribuição exclusiva da marca Vans em território brasileiro. Neste último ano, aprendemos, vibramos e nos sentimos confiantes – muito confiantes – que estávamos prontos para dar mais um passo adiante. A operação de incorporação da Reserva tem como grande motivação o capital humano, a força de sua marca e o potencial para expandir muito além de seu core – algo que será peça fundamental na consolidação da plataforma de moda da Arezzo&Co. Criaremos, sem dúvida, um grande ecossistema de negócios”, explica Alexandre Birman, CEO da Arezzo&Co.

A Reserva ainda trará novas competências digitais que serão aplicadas no grupo Arezzo&Co como um todo. As empresas também unirão forças no tema ESG já que, desde sua fundação, a Reserva tem as pessoas como pilar central de sua estratégia, além de uma forte preocupação com questões da sociedade, sendo uma das primeiras companhias de moda no Brasil a obter a certificação B Corp.

“Foi em meio à pandemia que eu e o Alexandre começamos a sonhar juntos, motivados pela excelente reação dos nossos negócios. Eu sempre falo que foguete não dá ré, por isso, desde 2006, quando começamos vendendo de porta em porta, movidos pela vontade de usar a moda e a tecnologia para cuidar e melhorar a vida das pessoas, a Reserva foi despontando como uma das marcas mais relevantes do varejo de vestuário e lifestyle do país e a gente nunca parou de buscar inovação. Somos um grupo de jovens com vontade de pensar e fazer diferente em um mercado tradicional. Tenho um baita orgulho de que a combinação entre a Arezzo&Co e o Grupo Reserva já nasce como o maior house of brands do mercado brasileiro”, conta Rony Meisler.

O Grupo Reserva conta hoje 78 lojas próprias e 32 franquias, além de estar presente em 1,5mil multimarcas. Em 2019, o Grupo Reserva faturou R﹩ 400 milhões.

FEBRABAN e 28 bancos promovem 2ª Semana da Segurança Digital

A FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos e mais 28 bancos associados realizam entre os dias 25 e 31 de outubro a 2ª edição da Semana da Segurança Digital com o objetivo de promover a conscientização da sociedade para o uso da internet e os serviços digitais de forma segura.

Durante este período, os participantes divulgarão dicas de como se prevenir dos principais golpes e fraudes digitais. Cada participante desenvolverá livremente suas ações de conscientização para seus clientes, usando as hashtags #SegurançaDigital, #SemanadaSegurançaDigital e #CompartilheSegurançaDigital.

Participam da Semana da Segurança Digital os bancos: Agibank, Banco ABC, Banco de Brasília (BRB), Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Banco Fibra, Banese, Banestes, Banpará, Banrisul, BMG, Bradesco, BS2, BTG Pactual, BV, C6 Bank, Daycoval, Inter, Itaú, Mercantil, Original, Pan, Pine, Rendimento, Safra, Santander, Sicoob e Sicredi.

Na FEBRABAN, as informações estarão disponíveis no site http://antifraudes.febraban.org.br/ e nas redes sociais da Federação – Youtube, Facebook, Twitter, Linkedln e Instagram. No site antifraudes, também será publicada a Cartilha de Engenharia Social (técnica que manipula o usuário para que ele forneça informações confidenciais) com dicas de como se proteger dos principais golpes.

No próximo dia 30, a entidade também promoverá a live “Aumento dos crimes cibernéticos e a Educação Digital” pela plataforma noomis (http://noomis.febraban.org.br), às 14h30. Participarão Adriano Volpini, diretor da Comissão Executiva de Prevenção a Fraudes da FEBRABAN; Erik Siqueira, agente da Polícia Federal; e Aldo Albuquerque, sócio-diretor da Tempest Security Intelligence.

“Mais uma vez, o setor bancário brasileiro se alinha a ações similares desenvolvidas durante todo o mês de outubro tanto nos Estados Unidos, desde 2003, como na Europa, desde 2012, e que envolvem vários setores da economia”, afirma Isaac Sidney, presidente da FEBRABAN. “Com a nossa ação de conscientização, queremos ajudar o consumidor a usar cada vez mais suas informações de modo seguro no ambiente digital”, acrescenta.

Neste ano, os participantes irão divulgar dicas de como se prevenir dos principais golpes e fraudes digitais nos seguintes temas:

• Home Office

• E-mails Falsos e Páginas Falsas (Phishing)

• Rede Sociais e Privacidade de Dados

• Senhas e Autenticação Segura

• Pix- Sistema de Pagamento Instantâneo

Adriano Volpini, da Comissão Executiva de Prevenção a Fraudes da FEBRABAN, afirma que um dos grandes objetivos da Semana da Segurança Digital também é ajudar a criar uma forte cultura de proteção de dados no Brasil.

“A população tem um comportamento de segurança no mundo digital diferente do mundo físico, em que as pessoas já se acostumaram a tomar cuidados com carteiras, pertences e celulares, quando estão em locais públicos e de grande movimentação. É preciso ter a mesma conduta para o mundo digital”, afirma.

Além de ações de conscientização como a Semana da Segurança Digital, os bancos brasileiros atuam em várias frentes com o objetivo de contribuir para o combate aos golpes e fraudes. As instituições investem cerca de R﹩ 2 bilhões em sistemas de tecnologia da informação voltados para segurança, valor que corresponde a cerca de 10% dos gastos totais do setor com tecnologia.

Entre as tecnologias de ponta usadas pelos bancos voltadas à segurança das transações bancárias e a prevenção a fraudes, Volpini destaca as aplicações de biometria, aliadas à análise de dados, e o uso da inteligência artificial, que contribuem para processos seguros de validação de usuários, controle de ações e monitoramento de compras.

Entretanto, adverte que atualmente 70% das fraudes estão vinculadas à engenharia social. “A educação digital é fundamental para combater este tipo de crime e deve estar presente cotidianamente em nossa vida financeira”, afirma Volpini.

Saiba mais sobre a participação da FEBRABAN na 2ª Semana da nas redes sociais da entidade e pelo site http://antifraudes.febraban.org.br/

Tags, , ,

Store in the Cloud: um mercado de TI para os varejistas se fortalecerem

Por Carlos Capps, líder de Retail, Healthcare e Life Science para IBM Services América Latina


Poucas organizações e executivos de negócios estavam preparados para a mudança da noite para o dia na nova era inaugurada pela pandemia. Indústrias essenciais como o varejo conseguiram pivotar negócios e operações para surfar a nova onda, fortalecendo e/ou redirecionando para canais digitais, reconfigurando o supply chain para novos canais e padrões de demanda e repriorizando planos de investimento em tecnologia. O que era uma meta de longo prazo tornou-se um desafio chave para empresas em todo o mundo. E a pergunta que ouvimos todos os dias é: em que investir agora para ajudar as organizações a se fortalecerem no futuro?

A IBM vem realizando todos os meses entrevistas com mais de 14.500 pessoas no Brasil, China, Alemanha, Índia, México, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos, para entender os novos hábitos de consumo. De acordo com nossa pesquisa mais recente, a pandemia levou os consumidores a explorar diferentes ferramentas e serviços, e muitos dizem que continuarão a usá-los no futuro. No Brasil, por exemplo, 58% dos entrevistados fizeram um pedido por meio de um aplicativo móvel durante a COVID-19. No mundo, mais de 2,14 bilhões de pessoas devem comprar bens e serviços online até 2021*.

Ao quebrar as resistências às compras online, a Covid-19 se tornou no ponto de inflexão para a transformação digital – os serviços digitais se expandirão em importância em um número crescente de setores e atividades. E o sucesso dependerá da velocidade de aplicação da tecnologia para melhorar experiências, lançar novas ofertas e repensar como o trabalho é feito.

Hoje, os consumidores sabem o que, quando, onde e como querem, e os varejistas estão lutando para mudar com rapidez suficiente para entregar os bens e serviços que os clientes desejam. Os varejistas dizem que seu modelo operacional e tecnologias de suporte têm o desafio de oferecer inovação rápida que atenda às expectativas dos clientes em constante mudança, enquanto gerenciam a inflação de custos nas operações da loja.

Por mais que o entusiasmo ajude a longo prazo, o que os varejistas mais precisam agora são soluções testadas que possam implantar rapidamente.

‘Store in the Cloud’: reinventando o papel da loja

Para ajudar os varejistas nesse momento, a IBM lançou o Store in The Cloud, um conjunto de tecnologias desenvolvidas para funcionar em uma arquitetura de nuvem aberta e híbrida, onde qualquer varejista do mundo pode aproveitar a mais ampla gama de plataformas líderes, como RedHat OpenShift ou IBM Watson. Desta forma, eles podem expandir ou desenvolver rapidamente novas soluções e serviços, para fornecer os melhores recursos aos seus clientes finais, enquanto melhoram os processos online e na loja de ponta a ponta. Alguns benefícios são:

• Redução de custos. Os varejistas podem operar a um custo menor, diferenciar a experiência do cliente nos canais digitais e físicos e ter a capacidade de inovar de forma rápida.


• Acessar Insights. Treinar os funcionários e gerentes da loja com ferramentas e acesso a informações para ajudá-los a oferecer uma experiência diferenciada ao cliente.


• Visibilidade do estoque. Combinar a visibilidade total do estoque e das vendas anteriores e previstas com disponibilidade em tempo real para acelerar o reabastecimento, redução de preços e outras tarefas.


• Promoções e experiências personalizadas. Usar dados e inteligência artificial para exibir promoções e comunicações altamente personalizadas durante a jornada de compra.


• Informações no site em tempo real. Aplicar dados hiperlocais a preços e conteúdo digital para fornecer informações contextuais aos clientes quando eles estiverem comprando.

Não sabemos o que o futuro reserva, mas entendemos que ele exigirá que os varejistas continuem a operar em um ecossistema muito complexo de dispositivos, software e sistemas para atender às necessidades dos clientes. A nuvem híbrida proporciona aos varejistas a facilidade de construírem sobre o que têm hoje, aprimorando as experiências na loja e online para atender às expectativas dos clientes, e dando-lhes uma forma de emergir mais fortes no mercado, reinventando o papel da loja.


http://www.statista.com/statistics/251666/number-of-digital-buyers-worldwide/

Tags, , , ,

digio abre mais de 30 vagas em diversas áreas

mente um ano de reposicionamento da marca, segue em expansão e terá quase 30% do quadro de colaboradores admitido e integrado de virtualmente durante a pandemia. Mesmo com a crise, a empresa manteve um ritmo de crescimento acelerado e alcançou a marca de 1,6 milhão de clientes. A meta é chegar a 5 milhões em 2023.

Para Beatriz Nóbrega, Superintendente de Gente&Gestão e CX, o sucesso é consequência do modelo de negócio da instituição, inovador até entre os bancos digitais. O digio é o único banco digital do país a oferecer cartão de crédito internacional sem anuidade e juros rotativos. “O digio está mostrando que veio para transformar o mercado, fazendo jus ao nosso slogan: ‘tudo se transforma’”, diz Beatriz.

Confira todas as vagas abertas em digio.gupy.io/

Huawei destaca avanços do 5G durante a Futurecom Digital Week

Há 22 anos no Brasil, a Huawei participa ativamente na transformação digital do país em parceria com operadoras, desde a instalação do 2G até o 4.5G, além de já ter capacitado mais de 30 mil profissionais e estudantes em suas iniciativas e parcerias educacionais com instituições de todo o país. A colaboração da Huawei estará presente na Futurecom 2020 Digital Week, um dos maiores eventos dedicados a inovação na América Latina, que, este ano, será realizado em formato online, de 26 a 30 de outubro.

Durante os Meetups, Webinars, Podcasts e debates do evento, a Huawei demonstrará como os avanços de tecnologias como 5G, IA, Redes, Nuvem e IoT (Internet das Coisas) irão abrir oportunidades às pessoas, aos negócios e à sociedade.

“Junto com nossos clientes e parceiros, contribuímos para o desenvolvimento das redes móveis e de banda larga, que cobrem 95% da população brasileira. Ajudamos nossas operadoras parceiras a lançar as redes 2G até 4.5G no País e ajudamos a construir a primeira rede de fibra óptica de alta velocidade na região amazônica, conectando 20 cidades e beneficiando cerca de 4 milhões de pessoas”, explicou Sun Baocheng, CEO da Huawei Brasil, destacando que a empresa levará toda essa expertise para sua participação no evento.

No Brasil desde 1998, a Huawei tem contribuído para a transformação digital do País. Implantando soluções inovadoras e com uma operação localizada, a empresa gera 1.200 empregos diretos e mais de 15.000 indiretos.

O comprometimento com a missão de construir um mundo totalmente conectado e inteligente permitiu que a Huawei ofereça as soluções mais avançadas e acessíveis em diversos setores como finanças, energia, agricultura, transporte, mineração, cidades inteligentes e no setor público.

Confira a programação de participação da Huawei na Futurecom Digital Week 2020:

https://futurecom.easyevent.com.br/search?term=Huawei

–  26 de outubro, às 16:30h – MeetUp | Agronegócio: Do Plantio à Mesa do Consumidor: O Uso de Tecnologias como aliada na Transformação do Campo. Participação do diretor de Marketing da Huawei Brasil, Tiago Fontes.

–  27 de outubro, às 09:40h – PODCAST | O 5G, com o gerente de solução Wireless da Huawei, Bruno Alvarenga Martins Ribeiro.

–  27 de outubro, às 11:00h – WEBINAR | 5G Interconectando Tecnologias e Serviços, transformando Negócios. Participação do CEO da Huawei no Brasil, Sun Baocheng.

–  28 de outubro, às 09:40h – MeetUp | Governo: Importância da Digitalização das Instituições Públicas alinhada às Necessidades dos Cidadãos. Participação do Executivo de Soluções Huawei para a Indústria, Ricardo Mansano.

–  29 de outubro, às 09:40h – MeetUp | Varejo: Redesenhando a Experiência do Consumidor no Mundo Low Touch. Participação do Consultor de Vendas Corporativas da Huawei, Davi José Martins.

–  29 de outubro, às 16:30h – MeetUp | Energia: Da Geração à Entrega de Energia ao Consumidor: A Revolução Digital e o seu Impacto no Setor Energético. Participação do diretor da Huawei Enterprise, Francisco Costa de Menezes.

–  30 de outubro, às 10:30h – Fireside Chat | O 5G, com o gerente de solução Wireless da Huawei, Bruno Alvarenga Martins Ribeiro.

–  30 de outubro, às 11:00h – WEBINAR | Acelerando a adoção de 5G através da Construção de um Ecossistema de Colaboração e Inovação. Participação do diretor de Soluções da Huawei, Carlos Roseiro.

SERVIÇO

Evento: Futurecom Digital Week 2020 – Online e Gratuito

Período: 26 a 30 de outubro

Inscrição: https://www.futurecom.com.br/pt/digital-week.html#inscreva-se

Tags, , , , ,

Tinder faz parceria com EBANX para oferecer pagamentos locais na América Latina

O EBANX, fintech especializada em soluções de pagamento locais da América Latina para merchants globais, e o Tinder®, app mais popular do mundo para conhecer novas pessoas, hoje anunciam uma parceria para pagamento de assinaturas na América Latina. As empresas lançam a parceria primeiramente no Brasil, dando à comunidade do Tinder no país as facilidades de pagar com métodos locais quando assinarem o plano desejado. EBANX e Tinder vão expandir a disponibilidade de métodos locais de pagamento também para o México, Colômbia, Argentina, Chile e Peru nas próximas semanas.

Pela parceria no Brasil, o Tinder vai oferecer inicialmente a seus membros a opção de pagar as assinaturas com cartões de crédito locais e/ou via débito em conta de depósito, além da opção de parcelar em até seis vezes.

“Estamos entusiasmados em anunciar esta parceria com o EBANX, que dará aos membros do Tinder no Brasil e em outros países da América Latina a segurança e a facilidade de usar as formas de pagamento que preferirem, para assinar os planos desejados e continuar aproveitando sua jornada no Tinder”, diz Sabrina Zaremba, Diretora da Desenvolvimento de Negócios para o Tinder na América Latina.

“O investimento do Tinder na América Latina mostra a importância da região e como há muito espaço para crescimento. Estamos muito felizes com esta parceria, começando no Brasil e, posteriormente, expandindo para a América Latina, facilitando a conexão entre a empresa e seus clientes por meio das nossas soluções de pagamento localizadas”, afirma Henrik Nilsmo, CCO do EBANX.

40 startups passarão por missão de internacionalização virtual

Para viabilizar a realização do ciclo Bogotá-Medellín, as cinco instituições realizadoras do StartOut Brasil reformularam o programa de modo que o apoio à inserção de startups brasileiras em mercado externos tivesse continuidade. Na seleção, 40 empresas foram classificadas para integrarem a primeira etapa do programa, a Missão Virtual.

Ela será realizada inteiramente de forma online. O principal objetivo é capacitar as startups para internacionalização e orientá-las para a prospecção de parceiros de negócios na Colômbia. Entre outubro e dezembro de 2020, os empreendedores participarão de atividades como treinamentos de pitch, mentorias coletivas de mercado, webinars com players do mercado, mentorias técnicas, agenda de negócios organizada por matchmaker, sprints de mentoria em internacionalização, apresentação de pitch para feedback de um público qualificado e Demoday para investidores.

Desenvolvimento do programa

O Ciclo Bogotá-Medellín é composto por três missões: Virtual, Imersão e Follow-up. Para a segunda etapa, serão selecionadas até 15 startups com base na avaliação da participação dos empreendedores na primeira fase, especialmente nos quesitos: qualidade do pitch, atratividade do mercado (potencial de parcerias) e comprometimento com o programa.

“A Missão de Imersão está prevista para ocorrer em março de 2021, mas só será realizada se estivermos seguros de que há condições sanitárias propícias para a execução da missão internacional. Até 08 de janeiro de 2021 anunciaremos essa decisão”, comenta Gustavo Ene, Secretário de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (SDIC/SEPEC/ME).

Após essa etapa, cinco empresas poderão participar da Missão Follow-Up, que vai apoiar as startups a aprofundarem as oportunidades de negócios prospectadas durante a missão internacional no retorno ao mercado colombiano.

Selecionadas para a Missão Virtual

Para esta fase, foram selecionadas startups brasileiras com foco em expansão e internacionalização, que tenham produto/serviço finalizado para comercialização e que estejam faturando ou já tenham recebido algum tipo de investimento.

Na categoria Ampla Concorrência, os negócios escolhidos são aqueles que nunca participaram ou que estiveram em apenas um ciclo do StartOut Brasil: Whywaste, Novidá, Predict Vision, Play2Sell, Ilhasoft, Nap It Global Network Solutions, Tarvos, Dr1 Imagens E Inspeções Ltda, Predify Smart Pricing, Bimachine, Sentimonitor, The Bridge, Quipo Tecnologia Ltda, Five Validation, Bluepex Tecnologia, Psicomanager, Everlog Tms, Neuralmind Inteligência Artificial Ltda, Pris, Litma Tecnologia, Eloverde Sistemas Ltda, Isportistics, Personal2Travel, Homecarbon Energy Solutions, Prosumir, 7 Waves Do Brasil Ltda, Futebol Interativo Treinamentos Ltda, Englishbay, Herself, Hortify, Hauseful Serviços Digitais e Farmly.

As Graduadas, empresas que já passaram por, no mínimo, dois ciclos do programa, por outro lado, são: TNS Nanotecnologia, Labsoft Tecnologia Ltda., Implanta It Solutions, Immail Do Brasil Serviços De Informática Ltda., Rocket.Chat, Molegolar e Aya Tech.

Para saber mais sobre essas empresas, acesse: http://www.startoutbrasil.com.br/ciclo/startups-aprovadas-ciclo-bogota-medellin/ .

Tags, ,

NEC participa do Futurecom 2020 e destaca sua estratégia com foco no 5G

Num ano em que a conectividade se mostrou imprescindível na vida das pessoas, em virtude do isolamento social, a NEC reafirma sua missão de contribuir para a inovação e a colaboração no setor da tecnologia e marca presença no principal evento de tecnologia da América Latina – o Futurecom. A iniciativa, que nesta edição acontece somente no formato digital, por meio de uma plataforma virtual repleta de conteúdo, traz a participação de executivos da organização nos âmbitos brasileiro e global.

No primeiro dia do evento, 26 de outubro, às 14h, Wagner Coppede, diretor de Negócios da NEC no Brasil, participa da apresentação do business case do banco digital Nubank. Na mesma data, às 15h50, Wagner Barroso, diretor de Negócios da NEC no Brasil, integra o webinar que tem como tema “Como destravar a digitalização no Brasil e impulsionar o avanço do 5G?”. Na terça-feira (27), às 10h30, a líder global da NEC para Negócios com Provedores de Serviço, Mayuko Tatewaki, fala ao público do evento, quando apresenta cases da organização ao redor do mundo e destaca o desenvolvimento das aplicações voltadas a 5G e OpenRAN, além de comentar sobre sua visão acerca do cenário atual do setor.

Ainda no segundo dia do Futurecom, às 13h30, o diretor de Tecnologia da NEC, Roberto Murakami, concede uma entrevista em formato de podcast para responder sobre o 5G e os planos da NEC para a chegada da tecnologia ao Brasil. Angelo Guerra, vice-presidente da NEC no Brasil, compõe uma sessão de webinar que conta com a presença de executivos de operadoras, empresas multinacionais e uma universidade, para falar acerca do tema “Um mar de possibilidades: uso combinado de 5G, IoT, Big Data & Inteligência Artificial Impulsionando novos modelos de negócios”, que acontece na quinta-feira (29), às 11h.

Além disso, a NEC contará com a presença de seus executivos nas sessões de MeetUp, que vão reunir especialistas de diversos setores para discutir o papel da tecnologia nas mais diversas verticais da economia, como Varejo, Agricultura, Serviços Financeiros, bem como no âmbito governamental.

Confira a lista dos executivos da NEC nos MeetUps:

• Agronegócio: do plantio à mesa do consumidor – o uso das tecnologias como aliadas na transformação do campo
Leandro Galante, head de OpenRAN e 5G Lab
26/10, das 16h30 às 18h


• Personalização de Serviços Financeiros: ponto chave na Fidelização de Clientes
Wagner Coppede, diretor de Negócios
27/10, das 9h40 às 11h

• Governo: a importância da digitalização das instituições públicas alinhada às necessidades dos cidadãos
José Fiochi, gerente de Negócios para Governos
28/10, das 9h40 às 11h

• Varejo: redesenhando a experiência do consumidor no mundo low touch
Paulo Bom, gerente de Negócios para Empresas
29/10, das 9h40 às 11h

Tags, , ,

Company Hero abre 26 vagas em todo o país

Company Hero, legaltech que ajuda PMEs a fazer negócios de qualquer lugar sem burocracia, acaba de anunciar 26 vagas nas áreas de tecnologia, contabilidade, comercial, marketing e administrativo. A maioria das vagas é para trabalho 100% remoto e candidatos de todas as regiões do país, através do trabalho home office. Parte das vagas é específica para candidatos das cidades de São Paulo, Campinas, Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife e Curitiba. Para se inscrever basta acessar o link.

Confira as vagas abaixo:

Oportunidades remotas – pessoas de qualquer região do país

Vagas 100% remotas para Analista de Growth – Foco em aquisição, Analista Contábil e Tributário, Especialista em Marketing de Produto, Team Leader de Operações, Desenvolvedor Front React II, Desenvolvedor Python I, Copywriter Jr |Marketing|Produto, Analista de Tráfego Digital, Copywriter Sênior|Branding| e Analista de Relacionamento. Para estágios, a companhia oferece oportunidades para Estágio – Product Marketing, Estágio – Renovação de contas, Estágio – Financeiro e Estágio – Relacionamento com cliente.

Grande São Paulo
Na capital paulista, a empresa possui vagas na área Comercial e de Novos Negócios com os cargos Parcerias – SP Alphaville/Barueri e Estágio – Parcerias São Paulo.

Belo Horizonte
Na capital mineira, a empresa oferece vagas para área Comercial e de Novos Negócios nos cargos de Parcerias e Estágio em Parcerias.

Campinas
Na cidade de Campinas, a Company Hero está com uma vaga aberta para o cargo de Parcerias, na área Comercial e de Novos Negócios.

Rio de Janeiro
Na capital carioca, a companhia oferece vagas para as posições de Parcerias e Estágio em Parcerias na área Comercial e de Novos Negócios.

Porto Alegre
Na cidade de Porto Alegre, a empresa oferece uma vaga para o cargo de Parcerias na área Comercial e de Novos Negócios.

Recife
Na capital pernambucana, a Company Hero oferece uma vaga para o cargo de Parcerias na área Comercial e de Novos Negócios.

Curitiba
Na capital paranaense, a empresa oferece uma vaga para Estágio em Parcerias na área Comercial e de Novos Negócios.

Celcoin recebe investimento de R﹩ 23 milhões e planeja expansão de serviços Open Finance

A startup Celcoin acaba de anunciar uma nova rodada de investimento no valor de R﹩23 milhões. O aporte foi liderado pela Vox Capital e teve também a participação do boostLAB, Hub de negócios do BTG Pactual para empresas tech.

Fundada em 2016, a empresa fornece uma plataforma de serviços financeiros conectada a concessionárias, órgãos públicos, operadoras de celular e distribuidores de produtos e serviços, que pode ser acessada por fintechs por meio da solução de APIs Open Finance, e por pequenos varejistas por meio de um aplicativo.

Com a plataforma, fintechs, bancos digitais e demais segmentos podem oferecer serviços que antes eram restritos aos grandes Bancos, como pagamento de contas e tributos, e ainda recargas de celular, recargas de transporte, transferências, débito automático e saques na Rede Banco 24 Horas. De acordo com Marcelo França, fundador e CEO do Celcoin, o objetivo é deixar as fintechs focadas no seu core business sem se preocupar com serviços que são complementares, mas obrigatórios em todas as contas digitais.

Frederico Pompeu, sócio do BTG Pactual responsável pelo boostLAB, destaca que o investimento na Celcoin ajudará a alavancar ainda mais a empresa. “Uma de nossas maiores vantagens competitivas, especialmente com startups que crescem rapidamente, é a nossa capacidade de apoiar as suas necessidades bancárias e de apresentar novos clientes. Acreditamos no negócio e em todo o time da Celcoin. Estamos muito felizes com este grande passo”. Mais de dez startups que passaram pelo programa já usam as APIs da Celcoin.

Já em sua solução de rede própria de correspondentes digitais, milhares de lojistas usam o aplicativo Celcoin para acessar a plataforma de serviços e atender seus clientes recebendo contas, revendendo recargas, passagens, planos de TV, entre outros. A rede de agentes Celcoin também funciona como ponto de saque e depósito para fintechs e bancos. “Transformamos comerciantes em ‘correspondentes digitais’ para levar acesso à população desbancarizada e permitir que fintechs e Bancos tenham capilaridade e presença física”, afirma Marcelo.

A startup atende hoje mais de 110, dentre mais de 20 bancos, 8 empresas com capital aberto, dezenas de fintechs, sendo 7 consideradas unicórnios, além de corretoras, programas de fidelidade e operadoras de telefonia. Trabalha, ainda, na homologação de mais 20 empresas e possui uma rede de correspondentes digitais com 33 mil agentes, que estão presente em todos os Estados brasileiros. A grande maioria atua em segmentos de serviços essenciais, como farmácias, mercearias e mercados. Durante a pandemia, o volume de transações na rede cresceu 50%. De acordo com Adriano Meirinho, co-fundador do Celcoin: “Grande parte da população passou a evitar aglomerações nas lotéricas depois que descobriu que era possível pagar contas e fazer recargas nas farmácias e mercados do bairro”.

Segundo Daniel Izzo, CEO da Vox Capital, a fintech continua entregando excelentes resultados e com crescimento exponencial em seu segmento. “O aplicativo vem transformando a vida de muita gente. A rede de agentes já atende milhões de pessoas que, muitas vezes, não têm acesso para pagar suas contas, nem a alguns serviços básicos”.

Pela plataforma Celcoin, passam mensalmente as transações de 7 milhões de consumidores, um volume financeiro de R﹩1,2 bilhão e 1,3% das contas de consumo pagas no país. A empresa já gera caixa e pretende usar os recursos na expansão da rede de agentes, na conclusão do processo de obtenção da licença de Instituição de Pagamento no Banco Central, e na criação de uma nova geração de APIs de serviços financeiros para permitir que fintechs criem experiências inovadoras para seus clientes.

Tags, ,