Page

Author admin

Startup de educação Driven conta com aporte de R﹩ 16 milhões para transformar engenheiros em futuros líderes de tecnologia

Com a aceleração da digitalização das empresas, a área de tecnologia está próxima de sofrer um verdadeiro “apagão” de mão de obra especializada. Parte desse problema é porque a expectativa de abertura de vagas – 420 mil até 2024 – está muito acima do total de formandos a cada ano, cerca de 46 mil novos profissionais. Existem vários cursos hoje prometendo suprir esta demanda, mas há um problema maior: os programadores juniores que saem desses cursos rápidos normalmente não têm autonomia exigida pelas empresas de rápido crescimento e acabam levando meses para entregar valor, o que acarreta em maiores custos financeiros e de gestão.

Torna-se necessário formar um profissional que consiga resolver problemas reais das empresas de uma forma mais ampla e que tenha perfil potencial para ser um futuro líder de tecnologia.

Para preencher essa lacuna e com apenas 8 meses de operação, a startup Driven acaba de receber R﹩ 16 milhões em rodada Seed, liderada pela gestora de venture capital Iporanga Ventures. O aporte contou também com a participação dos fundos ONEVC, FundersClub e 3G Radar, além de investidores-anjo como Patrick Sigrist (iFood), Sergio Furio (Creditas) e Brian Requarth (VivaReal). Eles se juntaram aos sócios atuais Arpex Capital (Stone), Daniel Castanho (Ânima) e Pedro Thompson (Exame).

“A falta de mão de obra especializada é um dos principais gargalos hoje para o desenvolvimento do ecossistema de inovação no Brasil. Iniciativas como a Driven trabalham para, além de suprir esse gargalo, fomentar a educação de jovens, abrindo portas para um nova geração de profissionais, potenciais líderes de empresas do presente e do futuro “, diz Leonardo Teixeira, sócio da Iporanga Ventures.

Por viverem na pele esta carência de líderes digitais enquanto construíam sua primeira edtech Responde Aí, os fundadores Paulo Monteiro, Michel Nigri e Pedro Barros viram que o melhor caminho para acelerar a formação desses líderes era selecionar pessoas que já tinham resiliência e uma bagagem sólida na resolução de problemas. Felizmente eles já tinham um relacionamento profundo com esse tipo de talento: a comunidade de alunos do Responde Aí com 2 milhões de universitários de engenharia e exatas.

“Vimos que selecionando pessoas que tem uma base forte em raciocínio lógico e as fazendo passar por uma formação intensiva, nós conseguimos formar um profissional que pode se tornar um tech lead em 1 a 2 anos. A comunidade do Responde Aí nos ajuda a acelerar o processo de busca desses talentos”, afirma Monteiro.

Foi assim que surgiu a Driven: uma escola de profissões digitais para jovens de alto potencial cujo objetivo é formar os futuros líderes de tecnologia do país.

Para viabilizar a formação desses jovens, a Driven adotou um modelo de negócios difundido nos Estados Unidos, o chamado ISA (Income Share Agreement, em inglês). Em vez de pagar o curso normalmente, com mensalidades de até 2 mil reais por mês, o aluno da Driven só paga o curso quando estiver empregado, com 17% do seu salário até chegar ao valor limite da formação. Tal modelo de negócios faz com que a seleção da Driven tenha que ser extremamente criteriosa.

Como funciona a seleção

O alto nível de exigência para participar do programa busca os melhores entre os melhores jovens, principalmente os universitários ou formados das áreas de exatas pelas principais faculdades do país.

Dos 20 mil inscritos no processo seletivo, apenas 140 se tornaram alunos, distribuídos em 3 turmas. “100% dos formados na primeira turma ocupam cargos como engenheiros digitais e desenvolvedores, com salário médio inicial 70% superior ao de mercado”, informa Monteiro.

Para participar das formações da Driven, não é necessário saber programar de antemão: a seleção é feita com base em critérios de interesse pela área, resiliência e raciocínio lógico. A Driven também está preocupada em aumentar a diversidade nas carreiras de tecnologia: hoje 20% dos estudantes são mulheres e um terço se declara pardo ou preto. A estratégia é aumentar ainda mais essas proporções.

Metodologia da formação

Se por um lado, a Driven já seleciona os melhores estudantes, para transformá-los no profissional de tecnologia mais demandado pelas empresas, é necessário uma formação intensiva de 6 a 9 meses, dividida em 3 pilares.

No primeiro, 70% da carga horária o aluno passa criando e desenvolvendo projetos reais de tecnologia validados juntamente com empresas parceiras como Ifood, Stone e OLX.

No segundo, é oferecida uma ementa de fundamentos da computação para os alunos entenderem algoritmos e estrutura de dados de forma que eles se tornem capazes de projetar a solução para os problemas complexos das companhias.

“É por conta dessa bagagem prática combinada com a capacidade de arquitetar que nossos alunos conseguem chegar rápido entregando valor para as empresas” diz Barros, CTO e responsável pela primeira formação da Driven.

E para se tornarem os futuros líderes digitais, ainda contam com um 3º pilar na formação, que é de habilidades comportamentais (também conhecidos como “soft skills”), onde possuem treinamento de comunicação, gestão do tempo e emocional e, ainda, contam com acompanhamento de psicólogas, mentores de carreira e tutores técnicos.

A Driven espera formar 10 mil profissionais que serão os agentes das transformações digitais das empresas nos próximos quatro anos. Para isso, o recente aporte será investido na ampliação da equipe e para estruturar uma formação que possa ser escalada para centenas de milhares de pessoas.

Tags

Regina Botter é a nova General Manager da OLX

A OLX Brasil, uma das maiores plataformas de compra e venda online em automóveis, serviços, bens de consumo e imóveis, anuncia a chegada de Regina Botter como General Manager da unidade de negócios OLX. A executiva será responsável pelo Marketplace (autos, imóveis e goods) e OLX Pay, e conta com expertise nas áreas de meios de pagamento, tecnologia e automóveis, o que está em linha com os principais objetivos da OLX Brasil para a unidade de negócios em 2021.

Botter ingressa na OLX Brasil após passagem pela Catho, empresa onde ocupou o cargo de COO. Com mais de 20 anos de experiência no mercado, a executiva também carrega no currículo posições de liderança em empresas como ABN AMRO Bank, Santander, Webmotors e Visa. Em sua trajetória, Botter já atuou em setores muito importantes para a função que agora assume na OLX Brasil, o que irá contribuir para o aprimoramento e crescimento das áreas.

“Chego com muita energia e motivada para contribuir no desenvolvimento das áreas com todo meu conhecimento e experiência em diferentes setores da indústria. Gosto de trabalhar com propósitos e desenvolver pessoas, e essa será uma oportunidade incrível para conhecer a fundo um novo segmento e poder ajudar no desenvolvimento de projetos desafiadores, construindo as melhores estratégias para os negócios da OLX.”, comenta Botter.

Edenred Brasil abre vagas de trabalho em São Paulo e Rio Grande do Sul

Empresa oferece oportunidades para as áreas de tecnologia, segurança da informação e recursos humanos

A Edenred, líder mundial em soluções transacionais para empresas e detentora das marcas Ticket, Ticket Log, Repom e Edenred Soluções Pré-Pagas, abriu vagas de trabalho na cidade de São Paulo e Rio Grande do Sul. Serão selecionados profissionais para exercer as funções de Analista de Auditoria Interna Sênior, Analista de Rede de TI pleno, Arquiteto de Soluções em Cloud e Coordenador de Prevenção a Fraude. Estudantes universitários também poderão concorrer à vaga de estágio em Gestão de Talentos (RH):

O Analista de Auditoria Sênior com foco em TI fará a avaliação da eficiência dos controles e contribuirá com soluções que permitam a mitigação dos riscos. Já o Analista de Rede de TI será responsável por gerenciar plataformas de redes de comunicação e segurança. O Arquiteto de Soluções em Cloud, por sua vez, conduzirá processos de arquiteturas de soluções em projetos diversos, enquanto o Coordenador de Prevenção a Fraude fará o monitoramento de processos e produtos, mantendo elevado o índice de eficiência da empresa.

O estagiário em Gestão de Talentos atuará na área de Recursos Humanos da empresa, atuando com nos processos de recrutamento e seleção. 

“A Edenred Brasil estimula seus colaboradores a transformarem redes de conexão em redes de valor. As oportunidades abertas refletem o novo momento que todos nós estamos passando e estão alinhadas à contínua expansão dos negócios, que visa sempre atender as necessidades dos clientes, da empresa e da sociedade”, ressalta Alaor Aguirre, Vice-Presidente da Edenred Brasil.

Além da remuneração, a Edenred Brasil disponibiliza os benefícios aos colaboradores, como a plataforma de treinamentos Edenred Digital University e a plataforma Viva Melhor, que contempla o acesso à uma equipe multidisciplinar composta por médico do trabalho e da família, nutricionista, fisioterapeuta, educador físico e enfermeiro. A empresa também dispõe do flexplace e do flextime, programas que difundem a cultura de inovação e bem-estar e garantem jornadas flexíveis e modelo híbrido de trabalho.

Os interessados nas oportunidades devem se candidatar por meio dos links:

Analista de Auditoria Interna Sênior (Foco em TI): https://wd3.myworkdaysite.com/recruiting/edenpeople/Edenred_Careers/job/Brazil—So-Paulo/Auditor-Interno_JR000142

Analista de Rede de TI pleno: https://wd3.myworkdaysite.com/recruiting/edenpeople/Edenred_Careers/job/Brazil—So-Paulo/ANALISTA-DE-REDE-TI-PL_JR000674

Arquiteto de Soluções em Cloud: https://wd3.myworkdaysite.com/recruiting/edenpeople/Edenred_Careers/job/Brazil—So-Paulo/Arquiteto-Cloud-Especialista_JR000446-1

Coordenador de Prevenção a Fraude: https://wd3.myworkdaysite.com/recruiting/edenpeople/Edenred_Careers/job/Brazil—Campo-Bom/COORDENADOR-DE-PREVENCAO-A-FRAUDE_JR001126

Estagiário de Gestão de Talentos (RH): https://wd3.myworkdaysite.com/recruiting/edenpeople/Edenred_Careers/job/Brazil—So-Paulo/Estgio-em-RH_JR001472

Tags

Méliuz abre inscrições gratuitas para programa de formação e vagas de trabalho em programação

Além do treinamento, realizado pela Gama Academy, os selecionados também serão contratados pela empresa.

O setor de tecnologia no Brasil não para de crescer. Segundo o Tech Jobs Report, levantamento realizado em junho pela Gama Academy, escola que forma profissionais para o mercado digital, há mais de 20 mil vagas abertas no setor, em todo país . Entre empresas e startups que estão com essas oportunidades, o Méliuz, empresa de tecnologia que conecta marcas e lojas a consumidores por meio de seu marketplace e da oferta de serviços financeiros, vai contratar 10 novos colaboradores para atuar em programação. Para isso, os selecionados participarão de um treinamento gratuito realizado pela Gama Academy. As inscrições vão até o dia 30 de agosto pelo site .

“O projeto Méliuz Tech Experience é voltado para maiores de 18 anos que já tenham conhecimento prévio em Lógica de Programação, podendo o profissional ser de qualquer lugar do país. Durante o treinamento, que será 100% online, os alunos terão aulas sobre React Native. Assim como os conteúdos práticos e teóricos são extremamente importantes, nossos alunos também desenvolvem as soft skills, habilidades comportamentais essenciais, como desenvolver a proatividade, o trabalho em equipe e a empatia, características relevantes para qualquer tipo de atuação profissional”, explica Guilherme Junqueira, CEO da Gama Academy.

Além da contratação de novos colaboradores, que ocuparão vagas 100% remotas, o Méliuz também vai capacitar 20 funcionários, para atuar em React Native, estrutura para o desenvolvimento de aplicativos móveis nativos usando JavaScript e React. “O mercado vem lidando com a dificuldade de encontrar mão de obra com essa especialização, que é tão essencial em uma empresa como o Méliuz. Por isso, a opção pelo caminho de buscar por profissionais que estejam alinhados à nossa cultura e desenvolvê-los para sanar essa necessidade específica” explica Lorena Puppo, Diretora de Folks do Méliuz.

Tags,

DMCard oferece salário de até R$ 15 mil para desenvolvedores de software

Dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) indicam que o Brasil vai precisar de 70 mil profissionais com perfil tecnológico por ano até 2024.

Cientes do seu papel para suprir a demanda cada vez maior por profissionais de tecnologia no Brasil, empresas e organizações têm lançado iniciativas visando a capacitação e a promoção da empregabilidade na área. Esse é o caso da DMCard, uma instituição financeira com sede em São José dos Campos-SP e que conta com quase 1.000 colaboradores.

Fiel a um de seus valores mais importantes, o cuidado com as pessoas sem deixar ninguém para trás, a empresa está com vagas abertas para o time de desenvolvimento no modelo home office com salários que podem chegar a até R$ 15 mil mensais.

A avaliação interna pelo E-NPS (Employee Net Promoter Score), indicador que mede o quanto os colaboradores classificam a empresa como um bom local para se trabalhar, alcançou um excelente resultado com índice 93 de satisfação. Além disso, na plataforma Glassdoor, a empresa está avaliada com a nota de 4,7 (em uma escala de zero a cinco), o que a posiciona em nota similar ou ainda mais alta do que as maiores e mais desejadas empregadoras do país.

Com 18 anos no mercado, a DMCard é consolidada como uma empresa jovem, dinâmica, com constante crescimento e que traz a tecnologia, a inovação e o pensamento digital como importantes valores.

Algumas das linguagens de desenvolvimento utilizadas nas soluções da DMCard incluem C#, Java, Python, Delphi, SQL Server, KOTLIN, boas práticas de UX/UI, Framework. Net, Flutter, Muffin e Aiohttp, entre outras. Assim, a empresa sempre busca novas tecnologias para entregar o melhor aos clientes.

A DMCard tem um plano e estratégia focados no crescimento e investimentos em novas áreas e tecnologias exponenciais. Como resultado, oferece oportunidades para profissionais que desejam colaborar com a evolução tecnológica do mundo, para que suas soluções incluam milhões de pessoas no mundo financeiro.

Características como espírito colaborativo, proatividade e desejo de fazer o mundo funcionar melhor são alguns dos diferenciais inspiradores e desejados pela empresa.

Uma empresa em constante crescimento

Quem se interessar em trabalhar na DMCard, terá a oportunidade de trabalhar em uma empresa que vem experimentando um crescimento exponencial. Os resultados do primeiro semestre representaram para a DMCard, mais uma vez, uma quebra do próprio recorde com quase R$ 1,8 bilhão em pagamentos em apenas seis meses e crescimento de 37%, superando a média da empresa, já bastante agressiva, de 35% ao ano há oito anos consecutivos.

Formato home office

Devido à pandemia da Covid-19, a DMCard implementou o trabalho remoto e, mesmo com o avanço da imunização, o home office segue sendo utilizado pela empresa.

Com o serviço remoto oficialmente implantado desde o início da pandemia, as vagas possibilitam que profissionais de todo o país possam se candidatar para trabalhar na empresa.

Entre as vagas disponíveis para o setor de tecnologia estão:

Net Sênior
Desenvolvedor Phyton
Desenvolvedor Mobile Full Stack
R&D Developer
Devops
Para candidatarem-se à vaga, os interessados devem acessar o site da DMCard pelo link: https://dmcard.gupy.io/, preencher o cadastro até o final e realizar o teste de perfil.

Benefícios oferecidos pela DMCard

Pensando sempre na saúde e bem-estar dos colaboradores, a DMCard uma empresa jovem e dinâmica, oferece aos profissionais diversos benefícios por meio do “Programa Nosso Jeito de Cuidar”, tais como ginástica laboral online, a possibilidade de trabalhar remotamente em qualquer lugar do país e com horário flexível. Outros benefícios incluem:

Cartão Benefício Flexível (CAJU) – Vale Alimentação/Refeição/Mobilidade e outros;
Convênio Médico (Bradesco);
Convênio Odontológico (Amil);
Seguro de Vida;
Programas de incentivo aos estudos;
Diversos cupons de desconto na plataforma Allya;
Birthday Off;
No dress code;
PPR (Programa de Participação nos Resultados).

Tags,

SoftBank Group nomeia Eduardo Vieira como Head de Comunicações para a América Latina

O SoftBank Group (“SoftBank”) anunciou hoje que Eduardo Vieira é o novo Head de Comunicações da empresa para a América Latina, com início em 1º de setembro de 2021. Vieira está baseado em São Paulo, Brasil, e se reportará a Marcelo Claure, COO do SoftBank Group e CEO do SoftBank Group International (“SBGI”), e a Mark Kornblau, Head Global de Comunicações do SoftBank Group.

Vieira será responsável por todas as funções de comunicação externa e interna da empresa na região, liderando marketing, relações públicas, conteúdo, eventos e digital. Ele também trabalhará com as mais de 50 empresas do portfólio do SoftBank Latin America Fund para promover o alinhamento e a criação de valor em todo o ecossistema do SoftBank na região.

“Estou animado ao dar as boas-vindas a Eduardo como nosso novo Head of Communications para a América Latina”, afirma Marcelo Claure, COO do SoftBank Group e CEO da SBGI. “Eduardo não somente tem um profundo conhecimento de marketing e comunicação, mas também é um empreendedor nato. Ele será fundamental para aprimorar o engajamento com as empresas do nosso ecossistema e os stakeholders mais relevantes na região.”

“Estou entusiasmado por me juntar ao incrível time do SoftBank e ser o guardião de sua marca e reputação na América Latina”, afirma Vieira. “Ao ajudar a estruturar iniciativas de comunicação estratégica para empresas que fazem parte do portfólio do SoftBank na região, temos a chance de ajudar a transformar a vida de milhões de pessoas. Estou honrado e especialmente energizado por esta enorme oportunidade de criar valor. O horizonte para os empreendedores da região nunca foi tão brilhante.”

Vieira ingressa no SoftBank após 23 anos de carreira como jornalista, empreendedor digital e executivo. Ele foi sócio-fundador da Ideal, a primeira agência de RP digital da América Latina, e mais recentemente se tornou presidente e co-CEO para a América Latina e membro do Conselho de Liderança Global da Hill+Knowlton Strategies – uma das maiores agências globais de RP – e sócio do WPP no Grupo Ideal. Anteriormente, Vieira foi um jornalista premiado, cobrindo os segmentos de tecnologia, inovação, mídia e negócios para veículos como Época, Exame, Info e Gazeta Mercantil.

Vieira atua como conselheiro em várias organizações, incluindo sua posição como membro do conselho e sócio da Esfera Brasil, membro do conselho editorial e colunista da Fast Company no Brasil e membro do conselho da PRCA América Latina. É autor de “Os Bastidores da Internet”, best-seller nacional. Formado em Jornalismo pela Universidade de São Paulo, tem certificados de pós-graduação de instituições como Seoul National University (SNU), Harvard e Wharton.

“Eduardo é um comunicador talentoso que liderou a estratégia de comunicação de centenas de empresas na América Latina”, afirma Mark Kornblau, chefe global de comunicações do SoftBank Group. “Ele entende o mercado e será inestimável para nossa equipe e nosso portfólio na região.”

A nomeação de Vieira fortalece ainda mais a equipe de liderança do SoftBank na América Latina. Em julho, Nicola Calicchio, ex-co-presidente do Conselho Global de Clientes da McKinsey, foi nomeado Diretor de Estratégia da SBGI; e em março, Alex Szapiro, ex-general manager da Amazon Brasil, foi nomeado sócio operacional e Head do Brasil para o fundo da América Latina do SoftBank.

Ex-KPMG é o novo diretor executivo da ICTS Protiviti

A ICTS Protiviti, consultoria de gestão de riscos e compliance, anuncia mais um passo na sua estratégia de crescimento do negócio e do atendimento às demandas do mercado com a incorporação da ForExperts, empresa de consultoria focada em serviços e capacitação na área de GRC (Governança Riscos e Compliance).

Neste movimento, Bruno Massard, fundador da ForExperts, se junta à gestão da empresa como novo diretor executivo de desenvolvimento de negócios, investigação e auditoria interna. Com mais de 15 anos de experiência atuando em empresas que compõem as Big Four, como a KPMG, Massard aporta à ICTS Protiviti competências em governança corporativa, gestão de riscos, auditoria interna, investigações e prevenção à fraude e à corrupção.

Expoente na área investigativa, em 2020 Massard foi reconhecido como um dos principais executivos do país em “Forensic & Complex Investigations” pela Leaders League. Adicionalmente, ele é o atual presidente do capítulo da ACFE (Associação de Examinadores Certificados de Fraudes) no Brasil, coordenador técnico da pós-graduação em Compliance do IBMEC no Rio de Janeiro e professor de investigações de fraudes da Fundação Getúlio Vargas.

Como parte deste processo, a ForExperts se tornará um braço de educação voltada para profissionais de GRC e investigações.

Para Fernando Fleider, CEO da ICTS Protiviti, “este movimento permitirá uma liderança ainda maior da empresa nas investigações de alta complexidade, além de adicionar capacidades relevantes para os projetos forenses junto aos escritórios de advocacia, assim como aumentará sensivelmente o escopo de cursos e especializações da empresa para o mercado”.

Massard destaca que a ICTS Protiviti sempre representou uma referência de mercado e o convite de incorporação da ForExperts foi um movimento muito positivo. “Ao longo de minha carreira priorizei servir os clientes como Trusted Advisor, adequando as melhores práticas às reais necessidades das organizações. Agora não será diferente. Pelo lado de auditoria interna e de investigações, vamos apoiar os clientes e escritórios de advocacia na busca pela parceria e excelência. Pelo lado da educação, a ForExperts vem com o desfio de ser reconhecida como a melhor instituição de educação corporativa para GRC e investigações”, conclui o executivo.

Startup do mercado financeiro recebe aporte R$ 6,5 mi para formar mil analistas

Combater o desemprego com a criação de oportunidades em uma carreira promissora para jovens talentos sem qualquer conhecimento no mercado financeiro. Essa é a transformação social proposta por dois jovens empreendedores que há dois anos começaram do zero e hoje são responsáveis pela gestão de uma carteira de clientes que totaliza quase R$ 1 bilhão. Ao utilizar metas ambiciosas por meio da qualificação, a Marco Investimentos pretende multiplicar em cinco vezes esse valor de custódia até 2025. Quer alcançar os R$ 5 bilhões para se tornar uma plataforma referência em formação de profissionais no segmento em franca expansão no país.

Com as mentes abertas para promover profundas mudanças através de um trabalho duro, mas ao mesmo tempo com o objetivo de cuidar das pessoas, o economista Tiago Piassum Teodoro, de 27 anos, e Thales Nóbrega, de 30, não medem esforços para chegar ao topo numa velocidade impressionante. Apoiada pela XP Investimentos, a startup acaba de receber um aporte de R$ 6,5 milhões, que serão investidos em tecnologia e, sobretudo, em recursos humanos. O valor foi obtido junto a um investidor estratégico em uma primeira rodada já concluída e assessorada pela Biancamano Capital.

“Queremos nos tornar uma plataforma referência focada nos aspectos tecnológicos, e entregar para o parceiro B2B a melhor experiência para trabalhar conosco”, almeja Piassum. Audacioso, o projeto educacional será executado em nível nacional, com o objetivo principal de formar mil assessores no Brasil até 2025. Esses futuros assessores receberão uma formação através de cursos de capacitação a serem oferecidos em parceria com a XP School, que dá suporte ao projeto.

“Trata-se de um modelo próprio de captação de agentes autônomos, de educação e formação de profissionais. Vamos apostar em jovens recém-formados que tenham motivação para empreender. É uma grande oportunidade para que eles possam ganhar entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por mês”, antecipa.

Projeto ambicioso e altamente escalável

Após idas e vindas, os fundadores traçaram metas ambiciosas. A plataforma própria de tecnologia e investimentos estipulou que pretende ter mil assessores de investimentos por meio da educação. Com isso, formataram um projeto de atrair jovens de 18 a 30 anos sem background financeiro para que esse contingente consiga mudar a vida das pessoas próximas e de comum convivência. Ao mesmo tempo, querem garantir boas rendas a esses profissionais, que giram entre R$ 5 mil e R$ 10 mil mensais.

Essa faixa de valor está bem acima da média salarial da população brasileira. Dessa forma, a ideia é também promover uma transformação social, ao preparar esses jovens para atuarem no mercado financeiro brasileiro. “Empreender transforma e essa foi a maneira como eu e o Tiago enxergamos de vencer na vida”, diz Nóbrega.

Ao final de 2019, o escritório já computava R$ 100 milhões de custódia. Nessa ocasião, a XP entrou com um aporte de R$ 1 milhão para a empresa fazer a sua primeira expansão. “Investimos em pessoas e na nossa nova sede. Em 2020, terminamos com R$ 330 milhões e também atraímos novos sócios. No início de 2021, a Axis passou a se chamar Marco Investimentos, como um marco pela entrada de novos mais associados”, revive Nóbrega.

Tags

Após aporte de R$5 milhões Flix aposta em nova estratégia comercial e lança plataforma B2B2C

Com o aquecimento do mercado de insurtechs, a Flix, seguradora 100% digital com foco na venda de seguros e assistências residenciais, recebeu recentemente seu primeiro investimento, de R$5 milhões, da gestora de venture capital Domo Invest. Visando ampliar sua atuação no segmento com nova estratégia comercial em uma iniciativa de Affinity Digitala empresa lança a Flix2Business, uma plataforma B2B2C que disponibiliza os produtos da Flix principalmente para os novos canais de distribuição do país, como fintechs, marketplaces e superapps. Como resultado, a insurtech projeta um crescimento entre 15 e 20 vezes em apenas um ano, chegando a marca aproximada de 200 mil segurados.

Com a nova solução, o objetivo é ter uma nova frente para distribuição do seu produto, impactando um novo mercado emergente de distribuição, como empresas tecnológicas, e também os canais mais tradicionais como os corretores de seguros, por exemplo. “Com a Flix2Business possibilitamos que nossos parceiros ampliem seu portfólio e tenham acesso a um produto inovador, com alta rentabilidade, índice de fidelização e recorrência. Além disso, promovemos aos seus clientes soluções para problemas corriqueiros do ambiente residencial por intermédio das assistências. É uma solução simples e economicamente interessante para eles”, explica Felipe Barranco, CEO da Flix.

Atualmente, a empresa já possui cerca de 30 canais de distribuição parceiras, onde a operação consegue chegar a cinco milhões de possíveis segurados da base ativa para trabalhar. Hoje, a Flix atende 20 mil segurados com um produto completamente personalizado em um modelo de mensalidade recorrente sem carência e sem multas, gerando mais autonomia do cliente e menos burocracia nos processos. As ofertas exploram desde as proteções mais tradicionais, como raio, incêndio e explosão, até coberturas financeiras, assistências emergenciais e serviços exclusivos. Com a plataforma Flix2Business, os parceiros poderão oferecer essas mesmas vantagens a sua base de clientes e ainda usufruir das assistências oferecidas pela própria insurtech. 

No Brasil, cerca de 86% dos domicílios não possuem seguro residencial. Mirando a oportunidade de preencher esta lacuna do mercado, a Flix surgiu no final de 2020 com o propósito de democratizar o acesso das pessoas aos produtos de seguros e utilização de assistências residenciais, visando transformar a relação delas com seu patrimônio e  trazendo uma nova perspectiva sobre proteção imobiliária, proporcionando simplicidade, facilidade e flexibilização dos serviços. “Queremos seguir desenvolvendo ainda mais nossos produtos, trazendo novidades que acompanhem as novas rotinas e olhem com atenção para todo o contexto de vivência em uma casa. E isso vai além dos problemas estruturais”, finaliza o CEO. 

Tags

iFood lança Cardápio Digital para restaurantes

Com o objetivo de ajudar os restaurantes a se digitalizarem, o iFood, foodtech referência da América Latina, lança uma nova solução para seus parceiros, o Cardápio Digital. A nova ferramenta possibilita que os estabelecimentos possuam seu próprio canal de vendas, divulguem o cardápio online via WhatsApp e redes sociais e ainda centralizem os pedidos em um só lugar: O Gestor de Pedidos do iFood.

O novo modelo de negócio é gratuito até 100 pedidos e caso o estabelecimento ultrapasse o número, pagará uma mensalidade fixa de R$24,90 sem comissão sobre os pedidos. No mês de agosto, 14 mil restaurantes parceiros do iFood em todo o Brasil já utilizam o serviço e a expectativa é dobrar o número de usuários ainda maior nos próximos meses.

“Nosso foco sempre foi oferecer as melhores soluções e potencializar os negócios dos nossos parceiros por meio do delivery. O cardápio digital dará ainda mais destaque aos estabelecimentos como um canal para vendas além do aplicativo do iFood, contando com a tecnologia e inovação da empresa”, comenta Jason Oh, Diretor de Novos Negócios do iFood.

O funcionamento é rápido e fácil tanto para os restaurantes aderirem, bastando acessar o Portal do Parceiro e ativando o serviço, como para os clientes realizarem os pedidos, sendo necessário apenas acessar o link do cardápio de cada restaurante e realizar o pedido. O restaurante possui contato direto com seu cliente e é responsável também pela logística de entrega.

Para apresentar o Cardápio Digital e toda a sua usabilidade, no dia 30 de agosto às 16h, o iFood realizará um evento online e gratuito no YouTube para toda a base elegível do produto. Com a presença de Micha Menezes, influenciador de marketing digital, o evento também trará dicas de como utilizar as redes sociais para divulgar e impulsionar o seu negócio.

Além desse evento, o iFood promove uma série de iniciativas para potencializar os negócios de milhares de restaurantes que utilizam a plataforma como o iFood Decola, projeto que conta com diversos cursos de curta duração, dinâmicos e alinhados com as necessidades mais urgentes de entregadores, donos e funcionários de restaurantes. Atualmente já foram impactadas mais de 240 mil pessoas com iniciativas de capacitação e cursos em parceria com SESI, Conquer e PROA.

O iFood possui também um programa de parcerias para oferecer descontos e facilidades exclusivas para restaurantes cadastrados no aplicativo. São descontos em diversos serviços como gás, internet, eficiência energética, contabilidade, marketing digital, energia limpa, cursos, arquitetura e outros. O programa Vantagens do Chef contempla toda a base de restaurantes cadastrados no aplicativo em todo o Brasil, cerca de 270 mil. Os proprietários podem contar com as vantagens oferecidas por companhias como Raízen, Conquer, Allia, Trakto, Supergasbras, Contabilizei, BMG Seguros, Lemon Energia, NeoGourmet, Worc, Vivo, entre outras.

Beep Saúde cria programa para contratar profissionais de TI em início de carreira

A Beep Saúde , healthtech 100% brasileira que oferece serviços de saúde a domicílio, de domingo a domingo, com custo acessível e sem taxas adicionais, criou o programa Beep Code para contratar profissionais em início de carreira que desejam trabalhar na área de tecnologia da startup. As inscrições ficam abertas até o dia 01/09/2021 e os candidatos que quiserem participar do processo de seleção devem ter acima de 18 anos e disponibilidade para trabalhar em tempo integral em um dos estados que a companhia está localizada: Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal ou Paraná.


Devido a pandemia da Covid-19, o programa acontecerá de maneira remota. De acordo com Luiz Costa, CTO na Beep Saúde, 15 pessoas serão contratadas para programar projetos reais com o time de tecnologia da empresa. Os concorrentes às vagas precisam ter conhecimento básico em alguma dessas linguagens de programação: Ruby, Python, Java, JavaScript ou PHP. Não é necessário ter curso superior nem falar inglês.


Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), o déficit de colaboradores na área pode chegar a 260 mil até 2024. Embora não seja um fator isolado, a crise gerada pelo novo coronavírus tem inflado os números, uma vez que diversas companhias do país iniciaram ou aceleram projetos de transformação digital no período, deixando a corrida pela busca de talentos ainda mais acirrada. Segundo Costa, um dos motivos que levam o Brasil a possuir o maior gap em relação aos profissionais de TI é a concorrência com o mercado internacional, já que muitas pessoas são atraídas pelo salário em dólar ou em euro. Fora que, com a adesão do home office, empresas estão contratando profissionais de qualquer parte do mundo.


“O mercado para desenvolvedores está muito aquecido. Tenho notado um grande movimento de organizações estrangeiras em busca de profissionais brasileiros para trabalhar à distância em projetos internacionais, ou seja, neste momento não estamos concorrendo apenas com o mercado local. Desenvolvemos o Beep Code para promover uma mudança no cenário, atraindo e retendo talentos iniciantes e oferecendo treinamento aliado ao emprego. O Brasil precisa profissionalizar jovens em TI em início de carreira”, explica o CTO da healthtech.


O programa terá 12 semanas de imersão, com aulas teóricas pela manhã e práticas em equipes à tarde. Além de um ambiente leve, com abertura para inovação e oportunidade de desenvolvimento, os profissionais serão contratados em regime CLT, com remuneração compatível com o mercado, bem como assistência médica e odontológica, ajuda de custo para teletrabalho, vale-refeição e/ou alimentação, desconto em exames laboratoriais e vacinas, Gympass e seguro de vida.

Para mais informações, clique aqui.

Tags,

SEBRAE e Abstartups se unem para desenvolver startups paulistas

A Associação Brasileira de Startups (Abstartups) e o Sebrae-SP fecharam uma parceria inédita para fomentar ainda mais o ecossistema de inovação no Estado de São Paulo. A união das duas forças atuará no desenvolvimento de startups paulistas até julho de 2024, e a previsão é de que a parceria possa impactar mais de mil startups com programas diversos.

As startups participantes terão acesso a uma rede de mais de 200 mentores, além de conteúdo exclusivo e programas temáticos para acompanhar seu crescimento, com foco em gestão e acesso a mercado. O tradicional StartupON também trabalhará junto à parceria, com programas de ativação de comunidades em diversas cidades, começando por Barretos e São Carlos. Além disso, os empreendedores poderão participar de rodadas de aproximação com grandes empresas durante a 8ª edição da Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE 2021 ), que acontecerá entre os dias 17 e 19 de novembro de maneira 100% online e gratuita.

No evento de lançamento da parceria, realizado na quinta-feira (26), também foi revelado o Programa Start, iniciativa voltada para a formação de novas startups e promoção do empreendedorismo digital, especialmente no interior de São Paulo, além do Report Comunidade SP, que irá destacar as principais comunidades de startups do Estado. A iniciativa deve impactar mais de 250 startups ainda neste ano.

Um dos objetivos com a parceria é fazer com que o desenvolvimento de empresas inovadoras chegue às cidades do interior, possibilitando a criação de novos polos de startups e descentralizando o ecossistema da capital. Para que isso aconteça, será feito um mapeamento das startups e comunidades do Estado, possibilitando ações mais assertivas.

Danilo Picucci, diretor de Ecossistemas e Comunidades da Abstartups, aponta que a parceria com o Sebrae-SP é um passo importante para melhorar as ações de incentivo ao empreendedorismo local. “Isso é o início de algo muito maior e estamos muito animados em divulgar para nossa comunidade. Queremos que o interior do Estado de São Paulo continue crescendo e se destaque como polo de desenvolvimento das startups”, diz.

Essa parceria marca uma nova diretriz do Sebrae-SP, que aprovou um novo Plano de Apoio a Startups e Ambientes de inovação, voltado para implementação de programas de apoio a startups e promoção de ecossistemas nos próximos quatro anos.

Para o presidente do Conselho do Sebrae-SP, Tirso Meirelles, essa parceria reforça o novo momento do Sebrae-SP, com esforços integrados para impulsionar o empreendedorismo inovador. “Temos aqui em São Paulo um dos melhores ambientes de inovação do mundo e estamos animados em poder contribuir para conectar todo esse ecossistema, assim como levar, numa escala nunca antes obtida, aceleração e conteúdo de qualidade para startups, fortalecendo setores como agro, saúde e cidades inteligentes”, afirma.

As primeiras iniciativas da parceria já foram lançadas e devem impactar empreendedores de mais de 15 municípios de SP ainda em 2021. O mapeamento para elaboração do Report Raio X Startups SP já teve início e as inscrições para o Programa Start já foram lançadas e podem ser acessadas nos links abaixo, juntamente com as inscrições do CASE e os próximos StartupON.

Programa Start – bit.ly/StartSebrae
CASE 2021 – case.abstartups.com.br
StartupON SP – sympla.com.br/abstartups
Captação Mapeamento de Startups – bit.ly/mapastartups2021

Tags

Liv Up abre mais de 120 vagas de emprego em diversas áreas de atuação

A Liv Up – foodtech de comida natural e mercado online -, acaba de anunciar a abertura de mais de 120 vagas de emprego para atuar em diferentes áreas, em vários níveis hierárquicos e posições. A startup, que tem dobrado de tamanho ano contra ano, possui planos de expansão pelo país e aposta na contratação de pessoas que queiram contribuir com o propósito de levar a comida boa de verdade a um número cada vez maior de pessoas. São 43 vagas remotas na área de Tecnologia, outras 31 em Business, e 47 vagas para trabalho presencial em São Paulo e Florianópolis disponíveis na área de Operações.

A empresa, que segue uma política para disponibilidade de vagas, com processos seletivos exclusivos para negros, mulheres ou pessoas com deficiência, lança constantemente programas para fomentar o emprego para públicos diversos. Recentemente, anunciou o “Mães da tecnologia”, focado na abertura de vagas exclusivas para mães em Engenharia de Software, com cargas de trabalho 40% menores que as oferecidas pelo mercado.

“Na Liv Up acreditamos que a carreira pode ser construída em conjunto com a vida pessoal. Valorizamos a diversidade de pessoas para formar um time cada vez mais preocupado em gerar um impacto positivo em toda a cadeia, e acreditamos que todos têm a capacidade de se desenvolver e contribuir com soluções inovadoras para estarmos cada vez mais presentes nas vidas dos nossos consumidores, oferecendo um portfólio completo de alimentação gostosa e natural, com praticidade e experiência que encantam.. É, portanto, por acreditar no potencial e desenvolvimento de talentos que querem causar impacto, que, para algumas vagas, não é preciso ter formação específica para atuar na área”, comenta Renata Figueiredo, Chief People Officer da Liv Up.

Todas as vagas disponíveis e as informações completas podem ser acessadas no link: https://www.linkedin.com/jobs/search/?f_C=10475106&geoId=92000000

Tags

BTG Pactual anuncia novidades no processo de seleção de novos talentos

Preparar os profissionais do futuro é prioridade dos novos programas de estágio e trainees do BTG Pactual. Para suprir as demandas de um mercado financeiro em pleno processo de transformação digital, a companhia redesenhou seus programas de entrada com foco em apoiar no desenvolvimento de habilidades importantes ao jovem de hoje, contribuindo para formar profissionais mais preparados, seguros e eficientes diante dos inúmeros desafios da digitalização, otimizações de processos, robotização, soluções digitais de sistemas e operações.

Veja abaixo todas as oportunidades que estão abertas:

O Estágio BTG 2022 -inscrições abertas até 12 de setembro. Dividido em três programas: estágio regular; estágio de férias e Summer Tech, as oportunidades são para atuar nas mais diversas áreas do banco. O processo de seleção é dividido em duas etapas: testes online, seguido de uma dinâmica de grupo online com gestores. Tudo cuidadosamente pensado para encontrar futuros colaboradores que sejam verdadeiros agentes de inovação, construindo uma jornada ao lado dos melhores profissionais do setor.

Acesse e inscreva-se!

Geração BTG & Geração Tech BTG

O banco também está com vagas abertas para o Geração BTG e Geração Tech BTG, para recém formados que desejem iniciar a carreira no banco. O primeiro é voltado para atuação em diversas áreas do banco e, o segundo, voltado para temas mais relacionados à tecnologia e inovação.

A área de Tecnologia do BTG Pactual está à frente da criação de novos negócios, inovação, adequação da rotina do banco e seus produtos e serviços à luz do Open Banking, e é responsável por dar escalabilidade e eficiência aos processos do banco. O BTG acredita que a proximidade do time de tecnologia com as áreas de negócios e demais times do banco é importante para o processo de inovação, e estimula um ambiente colaborativo, com liberdade para novas soluções e padrões de desenvolvimento.

Com inscrições até 21/09, os programas têm como objetivo identificar, contratar e treinar jovens talentos que formarão a próxima geração do time BTG Pactual. Para participar do processo seletivo, é necessário atender aos seguintes pré-requisitos: formação entre junho de 2018 e dezembro de 2021 e é desejável inglês fluente. Acesse e inscreva-se aqui .

“Antes de sermos o Melhor Banco de Investimentos da América Latina, somos o Melhor Banco de Talentos da América Latina e é isso que nos motiva a investir na valorização e aperfeiçoamento dos profissionais para que somem com a gente diante de tantos desafios. Queremos inspirar nossos profissionais para desenvolverem suas carreiras e seguirem conosco nesta jornada de sucesso de mais de 30 anos”, explica Mateus Carneiro, sócio do banco e responsável pela área de RH.

BTG Pactual Experience

Além das vagas de estágio e trainee, o BTG também está com inscrições abertas para o BTG Pactual Experience, competição entre estudantes brasileiros que estão cursando graduação no Brasil ou em qualquer outro lugar do mundo. O desafio proporciona uma oportunidade de imersão no universo do maior Banco de Investimentos da América Latina e conhecimento sobre o mercado de capitais por meio da experimentação de como funciona o dia a dia de grandes profissionais do mercado financeiro.

O programa é dividido em quatro etapas eliminatórias, onde os grupos terão que produzir, aperfeiçoar e apresentar uma análise de uma companhia de capital aberto e participar de aulas teóricas, contando com o acompanhamento de sócios e profissionais sêniores do BTG Pactual. Os vencedores ganharão uma vaga de Estágio BTG 2022 para os residentes no Brasil ou no BTG Pactual Undergrad Summer Program 2022, para os brasileiros que vivem no exterior.

“Não se trata apenas de um processo seletivo, mas sim de uma oportunidade para os jovens entenderem a dinâmica de um grande banco lado a lado com os melhores profissionais. O programa desenvolve e estimula os jovens a observarem as diferentes competências exigidas pelo mercado de trabalho hoje em dia”, afirma Carneiro. Além da vaga de estágio, a premiação confere à equipe vencedora acesso gratuito à trilha de cursos de Introdução do Mercado Financeiro na plataforma Exame Academy.

Para participar, os candidatos devem estar matriculados e cursando graduação em universidades brasileiras ou estrangeiras. O regulamento está disponível para os candidatos no site e as inscrições vão até o dia 30 de agosto. Se inscreva pelo site .

Demanda por recrutadores está em alta, segundo o LinkedIn

O LinkedIn, maior rede profissional do mundo, identificou que a demanda por recrutadores está crescendo no Brasil. De acordo com o levantamento inédito, o volume de vagas ofertadas na plataforma em junho deste ano é quatro vezes maior do que no mesmo período de 2020. Além disso, este número representa três vezes mais do que a média de 2019. Esta é uma tendência que também está sendo observada em outros países da América Latina e da Europa. 

Globalmente, a demanda por recrutadores caiu drasticamente entre fevereiro e abril de 2020, devido à primeira onda de Covid-19. À medida que o ano avançava e as economias começavam a reabrir, as posições passaram a aumentar gradativamente, voltando aos níveis pré-pandemia em janeiro de 2021.  

“Embora o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, a remuneração e a cultura das empresas ainda sejam os fatores mais importantes para os recrutadores ao considerarem uma nova oportunidade ao redor do mundo, observamos uma mudança nessas preferências. Hoje, ao procurarem emprego, esses profissionais estão mais propensos a se preocuparem com a estabilidade da posição e a missão das companhias. Estes fatores tiveram 21% e 19% de aumento respectivamente quando considerados como prioridade na hora da busca por uma posição”, afirma Ana Claudia Plihal, Executiva de Soluções de Talentos do LinkedIn. 

No Brasil, muitos profissionais estão, inclusive, fazendo transições de carreira para a área de recrutamento. De acordo com o estudo, eles vêm principalmente dos setores de Recursos Humanos, Serviços Administrativos e Consultoria. 

Ainda segundo a especialista, com a gradual retomada da economia, os recrutadores desempenham um papel fundamental no planejamento dos negócios e próximos passos.  “É muito positivo que a demanda dessas posições estejam aumentando – no Brasil e ao redor do mundo. Com tantos desafios no mercado profissional no último ano, é compreensível que fatores como a estabilidade do emprego esteja no topo da lista de prioridades desses profissionais. E, com o aquecimento deste setor, esperamos também mais oportunidades de desenvolvimento de carreira, novas habilidades e evolução profissional como um todo”, diz Ana Claudia Plihal.

Metodologia:

A demanda por recrutadores é baseada em dados globais do LinkedIn. A análise sobre os profissionais da área de recrutamento cobre uma variedade de títulos, como “Recrutador”, “Recrutador técnico” e “Especialista em Aquisição de Talentos”, dentro do recrutamento. Para determinar de quais funções os recrutadores foram contratados, o estudo foi realizado sobre aqueles que estão atualmente em uma posição de recrutamento, além de também considerar, a posição ocupada mais recentemente em uma empresa diferente, conforme listado em seu perfil do LinkedIn. Por fim, os termos “pré-pandemia” ou “antes da Covid-19” significam o período antes de abril de 2020, enquanto “desde a Covid-19” ou “durante a pandemia” inclui dados de abril de 2020 a junho de 2021. Abril de 2020 foi escolhido como ponto de partida porque é o primeiro mês completo após a Organização Mundial da Saúde declarar a pandemia (11 de março de 2020).

Mosaico anuncia novo CEO

 A Mosaico (MOSI3), maior plataforma de conteúdo e originação de vendas para o comércio eletrônico – dona das marcas Buscapé e Zoom -, anuncia Mauricio Cascão como novo CEO do grupo. O executivo entra no lugar de Thiago Flores, que passa a ocupar um assento no Conselho de Administração da companhia, como observador.

Maurício Cascão tem mais de 23 anos de experiência no setor de TI e telecom. Foi CIO da TIM e acumula passagens por empresas como HP e AT&T. Nos últimos nove anos, empreendeu como sócio e CEO da Mandic. O executivo é formado em Sistemas de Comunicação pela École Pytechnique Fédérale, de Lausanne (Suíça), mestrado em Redes pela Universidade de Nice (França) e MBA em Finanças pela Universidade de Ohio (Estados Unidos).

“Logo após o IPO, em fevereiro deste ano, decidimos em conjunto com o próprio Flores que era o momento de buscar um novo CEO e iniciamos a procura de um profissional no mercado com forte experiência em gestão e foco na execução”, explica Guilherme Pacheco, fundador e presidente do Conselho de Administração da Mosaico. “O Cascão terá a missão de olhar para a operação, enquanto os fundadores seguem focados na expansão, por meio do desenvolvimento de novos produtos, parcerias e aquisições. O que será essencial para acelerar ainda mais nossa estratégia de crescimento”, complementa.

“Agradeço a confiança dos investidores e do time da Mosaico. A Mosaico é uma empresa que respira comércio eletrônico. Eu venho para reforçar o time, para trabalhar com a Mosaico na sua missão de ajudar seus consumidores a comprar melhor. O Buscapé é o assistente de compras completo do consumidor consciente. Estou tremendamente motivado”, diz Maurício Cascão.

Fintech Pluggy participa de Demo Day da Y Combinator, uma das maiores aceleradoras do Vale do Silício

A Pluggy, fintech que tem como objetivo democratizar o acesso aos dados financeiros, empoderando o usuário final e possibilitando que fintechs e corporações também participem do ecossistema Open Finance, é uma das participantes do Demo Day da aceleradora mais conceituada do mundo, a Y Combinator, que acontece no próximo dia 31/08.

Duas vezes por ano, o mais recente lote de startups da Y Combinator se apresenta a um público apenas para convidados de aproximadamente 1.500 investidores. O Demo Day é o nome do evento que acontece nos últimos dias do programa de aceleração e é o mais esperado pelas startups participantes do programa. É nesse dia que cada uma das startups apresenta sua empresa para uma audiência de algumas centenas de investidores, um pitch de alguns minutos do negócio que pode ser vital para o futuro sucesso da empresa.

“Estamos animados com a participação da Pluggy no Demo Day, onde apresentaremos nosso modelo de negócio, visão estratégica e tudo que construímos até o momento. O programa da Y Combinator tem o dom de sintetizar o aprendizado de milhares de startups em conselhos extremamente claros, objetivos e práticos. Com isso pudemos dar um importante salto no desenvolvimento da empresa. Estamos prontos para nos posicionarmos no mercado e temos certeza que essa oportunidade irá agregar muito em termos de visibilidade, já que abre portas para que as startups tenham contato com investidores globais, que costumam investir nas aceleradas logo após o fim do programa”, explica Victor Braga, cofundador da Pluggy.

Sediada no Vale do Silício, Califórnia, até o final do ano passado, a aceleradora contabilizou investimentos em mais de 2,4 mil startups, entre as quais estão marcas mundialmente conhecidas como Airbnb, Coinbase, Dropbox e Reddit. Porém, poucas startups brasileiras tiveram o privilégio de fazer parte do cobiçado programa de aceleração do grupo, desde a sua fundação em 2005. Ao entrar no Batch do Verão de 2021 (S21) em junho deste ano, a Pluggy passou a fazer parte do programa. Desde então, as empresas selecionadas, além do investimento em dinheiro, recebem um grande apoio na sua estruturação, melhoria operacional e, acima de tudo, direcionamento para o foco no produto e entendimento de seus clientes.

Da Europa para o nascimento da Pluggy no Brasil

Em 2020, Bruno Loiola e os amigos Rogério Correa e Victor Braga se juntaram aos argentinos Federico Mirás e Gabriel Pan Gantes para encarar a desafiadora empreitada de criar a Pluggy. A ideia surgiu na Europa, quando os brasileiros que já trabalhavam com o compartilhamento de dados financeiros na Espanha, decidiram trazer para o seu país de origem a tecnologia de integração entre as instituições antes mesmo de o Banco Central anunciar a chegada do Open Banking no Brasil. A aposta deu certo.

A Pluggy nasceu com o objetivo de democratizar o acesso aos dados financeiros, empoderando o usuário final e possibilitando que fintechs e corporações também participem do ecossistema Open Finance. Até o momento, a fintech possui mais de 18 conexões entre instituições financeiras, fintechs e startups do Brasil.

A startup permite que bancos, fintechs e empresas de outros segmentos agreguem contas de diferentes instituições financeiras por meio de uma única API, padronizando e classificando dados para viabilizar soluções financeiras personalizadas aos clientes. A fintech, por meio da resolução open banking, ou seja, do uso do histórico de dados e da análise de comportamento dos clientes, permite que as empresas façam uma oferta customizada de produtos e serviços de acordo com a necessidade de cada negócio e seu público-alvo, como:concessão de crédito com melhores condições, auxílio na gestão financeira pessoal, novos modelos de score de crédito, recomendações de investimento adaptadas ao perfil de cada cliente, entre milhares de outras aplicações.

Nos últimos anos, a Pluggy participou de importantes programas de aceleração, entre eles o LIFT LAB, do Banco Central, Liga Ventures e Oxigênio, da Porto Seguro. Recentemente, a fintech recebeu aporte de mais de R$3 milhões na rodada de Pré Seed liderada pela Gávea Angels. Também participaram do investimento Plug and Play e Urca Angels.

Tags,

Enap abre inscrições de atividades para a Semana de Inovação 2021

Boa notícia para quem quer ver sua ideia ou projeto na Semana de Inovação 2021. Organizada pela Escola Nacional de Educação Pública (Enap), o Tribunal de Contas da União (TCU), Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso) e o Ministério da Economia, a programação chega a sua sétima edição e traz o tema “Ousar Transformar”.

Até o dia 3 de setembro, é possível inscrever propostas para o evento, que será totalmente online. Essa é a oportunidade para que integrantes da administração pública e iniciativa privada, pessoas físicas ou jurídicas, exponham os seus projetos com foco em inovação.

Podem ser inscritas propostas de palestras, debates, mesas redondas, podcast, oficinas, conteúdos on demand e/ou qualquer outra iniciativa que tenha o perfil do evento. No ano passado, o evento reuniu 25 mil espectadores em mais de 500 horas de conteúdo. Neste ano, continuará com o formato online, gratuito e interativo.


Com a missão de oferecer uma experiência única para os usuários, a Semana de Inovação 2021 terá um ambiente virtual lúdico com uma programação diversa e intensa. O espaço digital, que reunirá palcos e arenas de atividades, terá o formato de uma galáxia composta por quatro mundos:

• Adminia, onde os temas serão os desafios da gestão pública e geração de resultados;
• Populum, com assuntos sobre os desafios sociais e inovação para problemas complexos;
• Territorea, que abordará a relação entre pessoas, cidades e meio ambiente;
• Techterea, onde os conteúdos abordarão o mundo digital e a tecnologia como aliada da transformação.

Além dos mundos, os usuários poderão acessar o “Universo Paralelo”, espaço pensado para exposições culturais, e o “Astro Central”, que é a sala principal do evento, onde serão transmitidas as principais atrações.

Não existe um limite de propostas, entretanto, atividades que já tenham sido selecionadas em outras edições não serão aceitas. Todas as iniciativas serão avaliadas por uma comissão curadora. As atividades escolhidas passarão a compor a programação do evento, em data agendada previamente com os organizadores e os proponentes receberão um certificado.

Os interessados devem ler o regulamento e preencher o formulário de inscrição, ambos disponíveis no site do evento.

Semana de Inovação 2021
Data: de 9 a 12 de novembro
Preço: gratuito
Formato: online
Inscrições de atividades: até 3 de setembro