Page

Author admin

Profissionais de TI podem concorrer à bolsa para mestrado no exterior

O Programa Ciência sem Fronteiras começa a oferecer bolsas de estudo no exterior para mestrado profissional, conforme informou a presidenta Dilma Rousseff. Anunciado em outubro pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, esse tipo de curso – diferentemente do mestrado acadêmico – prevê formação mais específica, voltada para o mercado de trabalho. O curso tem duração aproximada de dois anos.

“Ele é perfeito para quem já concluiu o curso superior e precisa desenvolver ou aperfeiçoar seu conhecimento para aplicá-lo na sua vida profissional, na empresa ou na indústria onde trabalha. Nós precisamos desse tipo de profissional para que a ciência desenvolvida nas universidades e nos centros de pesquisa seja transformada e rapidamente aplicada, melhorando os nossos produtos e serviços, gerando mais tecnologia, mais riqueza para o nosso país”, disse Dilma, ao participar nesta segunda-feira do programa semanal Café com a Presidenta, produzido pela EBC Serviços, em parceria com a Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

Ela explicou que as bolsas oferecidas inicialmente serão para importantes universidades dos Estados Unidos, como Harvard, Columbia, Stanford e Yale, e para as mesmas áreas prioritárias do Ciência sem Fronteiras, como engenharia, matemática, química, física, ciências médicas e da computação. Informações sobre o programa, incluindo as inscrições, podem ser obtidas no site do programa. Leia a reportagem completa em http://computerworld.uol.com.br/carreira/2013/12/02/profissionais-de-ti-podem-concorrer-a-bolsa-para-mestrado-no-exterior/

Fonte: COMPUTERWORLD

Tags, ,

Comércio eletrônico brasileiro movimenta R$ 424 milhões no Black Friday 2013

De acordo com a ClearSale, líder brasileira em soluções para autenticação de vendas no e-commerce, as vendas da edição 2013 do Black Friday, realizado na última sexta-feira (29/11), movimentaram R$ 424 milhões no comércio eletrônico brasileiro. O montante representa um valor 95% superior ao apresentado na mesma data do ano passado, quando foram movimentados R$ 217 milhões. A previsão inicial do Busca Descontos – criador do site www.blackfriday.com.br – era de uma movimentação de R$ 340 milhões.

“O Black Friday mais uma vez superou nossas expectativas e estabeleceu o recorde de vendas na história do comércio eletrônico”, afirma Pedro Eugenio, Presidente do Busca Descontos.

Os R$ 424 milhões movimentados no Black Friday superam em 552% as vendas de uma sexta-feira comum (08/11/2013). Ainda na mesma comparação dos dois dias, o número de pedidos efetuados no Black Friday foi 432% maior.

Ainda segundo dados levantados pela ClearSale, foram efetuados 969 mil pedidos de compra pela internet no dia 29 de novembro (crescimento de 79% em relação ao Black Friday 2012), com ticket médio de 437, 9% superior ao de 2012 e 23% maior do que uma sexta-feira comum.

“Uma característica forte do dia do Black Friday, é que há uma atividade intensa dos consumidores durante a madrugada. Em um dia normal, o horário entre 3 e 6 horas da manhã representa 1% das transações do dia. No ano passado, durante o Black Friday, esse horário representou 4% do total. Mas, esse ano, os sites se estruturaram melhor e durante a madrugada se concentraram quase 8% do total de transações, explica Bernardo Lustosa, vice-presidente da ClearSale.

Consumidores da região Sudeste responderam pela maior parte das vendas (68%), seguidos de Sul e Nordeste, ambos com 12%, Centro-Oeste (6%) e Norte (2%).

Analisando o perfil socioeconômico dos compradores, os mais atraídos pelas ofertas foram os jovens e adultos de até 30 anos. Enquanto em um dia normal, esse público é responsável por 39%. Durante o Black Friday desse ano, eles foram quase metade do volume: 45%. Adultos de 31 à 40 anos responderam por 29% das compras, enquanto as pessoas de 41 anos ou mais, foram responsáveis por 26% das aquisições.

No site www.blackfriday.com.br – criado pelo Busca Descontos e que reuniu ofertas de 109 de lojas virtuais – as categorias mais procuradas pelos consumidores foram:

1 – Telefonia

2 – Eletrodomésticos

3 – Eletrônicos

4 – Informática

5 – Games

O desconto médio no preço de produtos e serviços das lojas publicados no site www.blackfriday.com.br foi de 20%. As informações são de uma análise feita pela Sieve – empresa especializada em inteligência de precificação no comércio eletrônico – que comparou a média histórica de preços nos últimos 90 dias com os preços das lojas disponíveis no site.

O levantamento considera somente os produtos e serviços publicados pelas lojas no site www.blackfriday.com.br – que reúne ofertas de 109 varejistas virtuais. Segundo as informações, as categorias que tiveram os maiores descontos foram: Papelaria (31%); Moda e Acessórios (30%); e Casa e Decoração (28%).

Tradicional data do varejo americano, o Black Friday chegou ao comércio eletrônico brasileiro em 2010. Em sua primeira edição, a data movimentou aproximadamente R$ 3 milhões de reais. No ano seguinte, em 2011, foram movimentados R$ 100 milhões, segundo o e-bit. Já em 2012, a ação rendeu R$ 217 milhões em vendas no e-commerce, de acordo com dados da ClearSale.

Black Friday nos Estados Unidos

Nos EUA, as vendas no varejo online no dia 29 de novembro representaram cerca de US$ 1,93 bilhão, de acordo com a fabricante de softwares Adobe, que analisou 400 milhões de visitas em aproximadamente de 2.000 sites de compras americanos. O resultado mostra um aumento de 39% em relação a mesma data em 2012.

Tags, , ,

Luís Mário Luchetta apresenta case do ICI em congresso

O diretor-presidente do ICI, Luís Mário Luchetta, foi um dos palestrantes do I Congresso Paranaense de Cidades Digitais, que ocorre hoje (28) em Curitiba. Ele participou do painel “Soluções para Cidades Digitais”, no qual apresentou o case “Por que Curitiba é a cidade mais digital do Brasil”, que fala sobre os projetos desenvolvidos pelo ICI para a Prefeitura de Curitiba.
O evento é promovido pela Rede Cidade Digital em parceria com o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP); ocorre durante toda esta quinta-feira (28) no Auditório FESP. Tem como objetivo trazer discussões e experiências sobre projetos de TIC para gestão pública.
Em sua apresentação, Luchetta destacou o caráter inovador da cidade de Curitiba em relação aos serviços de tecnologia da informação e comunicação. “A Prefeitura inovou em 1998, quando qualificou o ICI como Organização Social”, disse o presidente. “Isso trouxe celeridade na contratação e implantação dos serviços.”
Ele falou também sobre o “papel constitucional da iniciativa privada no desenvolvimento do país”. “As cidades são a razão de ser de uma nação. O que há de mais prioritário é o desenvolvimento das cidades”, concluiu.
Para Luchetta, é “muito importante” participar de eventos como o Congresso Paranaense de Cidades Digitais, que reúne representantes de diversos municípios do estado e convidados de outras regiões brasileiras. “É um momento espetacular para Curitiba, uma oportunidade excelente para mostrar seus projetos a outras cidades e instituições”, comentou.
O Congresso
Abrir espaço para diálogos a respeito do melhor uso que pode ser feito da infraestrutura tecnológica utilizada em municípios que implantaram, ou irão implantar, iniciativas desta natureza. Este é um dos focos do Congresso, abordado em palestra da secretária nacional de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações, Lygia Pupatto.
Um dos mais importantes debates deve ocorrer durante a tarde e trata da função social das cidades digitais, fugindo da ideia de priorização apenas dos progressos tecnológicos. O assunto será abordado pelo Prof. Dr. Leonardo Mendes, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Participam ainda do evento representantes do Governo do Estado do Paraná, Prefeitura de Curitiba, Serpro, Anatel, Viga, Furukawa, Genez, Celepar.

Rodadas Regionais
As atividades do Congresso tiveram início em maio deste ano, percorrendo o estado por meio de Rodadas Regionais, recolhendo informações e experiências. Os municípios que receberam esses encontros foram Curitiba (23/05), Londrina (27/06), Foz do Iguaçu (29/08), Ponta Grossa (26/09) e Campo Mourão (24/10). Cerca de 150 cidades participaram dos eventos regionais.

Autor: ICI e Rede Cidade Digital

Tags, , , , , , ,

Design Thinking: Criatividade nos Negócios e Inovação nas Organizações

O mundo mudou radicalmente desde a Revolução Industrial; MBAs lançados em 1881 e atuais técnicas de negócios não são mais tão eficazes no mundo complexo e desafios sistêmicos enfrentados pelas empresas e seus gestores. Modelos de negócios como, por exemplo, os da indústria musical se tornaram obsoletos frente a novos modelos como o da Apple (iPod+iTunes), a qual oferece músicas a menos de US$ 1,00 cada através de uma experiência que encanta usuários no mundo inteiro. Até mesmo a indústria da pirataria sentiu os efeitos desta inovação. “Os executivos, gestores e colaboradores de todos os níveis de uma organização que considera a inovação como aliada para vencer a concorrência, minimizar custos e maximizar resultados, podem usufruir do modelo mental e metodologia presentes no Design, afirma Gustavo Machado, Design Thinker que integra o time da Razão Humana Consultoria.

O Design Thinking tem trazido clareza de maneira visual a temas complexos há algum tempo. Mais recentemente, a aplicação da Criatividade e de ferramentas visuais nos Negócios e Inovação em Produtos e Serviços passou a ser adotada por organizações de todos os setores da economia mundo afora. Pode ser utilizado para desenvolvimento de novos produtos, readequação dos atuais, na melhoria de processos, na comunicação interpessoal, redução de custos, soluções gerenciais, problemas da sociedade, incluindo soluções de impacto globais, entre outros.

O termo foi cunhado por Tim Brown, CEO da IDEO, para conseguir expressar a diferença entre ser designer e pensar como designer. E em momento algum os designers tradicionais, que projetam layouts, produtos, sites e embalagens vão perder espaço. Pelo contrário, os designers terão mais oportunidades e ampliarão o campo de atuação dentro dos novos ambientes de negócios com visão estratégica propiciada pelo Design Thinking.

Metodologia do Design Thinking
O modelo possui várias formas de aplicabilidade tais como: Cursos in company básico, intermediário e avançado; desenvolvimento de projetos sob medida para as necessidades de cada empresa, formação de multiplicadores internos e assessoria a implementação do processo. O treinamento é expositivo, com discussões, prática (Design Thinking), dinâmica de grupo, análise de filmes, cases, leitura de artigos. A carga horária é de 16 horas para o Básico e 24 horas para Intermediário.
Para mais informações, acesse: http://www.razaohumana.com.br

Tags

Brasil é o país que melhor remunera os gerentes na América Latina

Apesar do baixo crescimento do PIB brasileiro e o ritmo mais conservador da economia, o Brasil ainda é o país que melhor remunera os profissionais de gestão na América Latina. É o que aponta o Estudo de Remuneração da Michael Page 2013/14, que avaliou a remuneração de 31 cargos nos países que a empresa atua na América Latina – Brasil, México, Argentina, Chile, Peru e Colômbia. De acordo com a pesquisa, em 48% de todas as posições avaliadas, o Brasil tem as melhores remunerações para a média e alta gerência, seguido do Chile, com 29% e Peru, com 10% das posições avaliadas. Na contramão, a Colômbia apresentou os menores salários nas posições avaliadas pelo estudo.Os valores apresentados foram retirados dos Estudos de Remuneração e desenvolvidos por cada um dos países pesquisados. Na pesquisa, foram avaliados 14 setores: Bancos, Engenharia e Manufatura, Finanças, Saúde, RH, Seguros, Jurídico, Óleo e Gás, Propriedade e Construção, Varejo, Vendas, Suprimentos, Tributos e TI.

Segundo Patrick Hollard, diretor do PageGroup para América Latina, mesmo com as incertezas econômicas que o país enfrentou, o Brasil tem setores que vão muito bem e que demandam profissionais em grande escala, o que impulsiona os salários dos executivos. Nas áreas de construção e impostos, por exemplo, os profissionais chegam a ter remunerações muito maiores que os outros países da AL.Outro ponto de destaque segundo Hollard é a economia mexicana, que apresentou crescimento de 4% no PIB em 2012. “O México embora tenha uma economia 50% menor que a nossa vem apresentando bons resultados e isso estimula as empresas a contratarem os melhores profissionais”, explica.

Tags, , , , , ,

Megaeventos para comemorar os 50 anos do Mustang

A Ford anunciou dois grandes eventos para marcar os 50 anos do Ford Mustang, o esportivo-ícone da indústria automobilística. Em parceria com o Mustang Clube da América, vai realizar megaencontros simultâneos, de 16 a 20 de abril de 2014, nos autódromos de Charlotte e Las Vegas, dois dos mais importantes dos Estados Unidos.

Esses eventos prometem estar entre os maiores do setor nos últimos anos. Abertos ao público, os dois circuitos serão preparados para receber entusiastas de todo o mundo na comemoração.

“Trabalhando junto com a Ford, queremos fazer da comemoração oficial de 50 anos do Mustang um megaevento automobilístico”, diz Ronald Bramlett, diretor executivo do Mustang Clube da América.

Os organizadores esperam milhares de fãs desse carro emblemático para compartilhar a sua história pessoal com o Mustang. “Nos dois locais, haverá momentos memoráveis para todos que amam os Mustangs, modernos ou antigos”, afirma Bramlett.

9 milhões de Mustangs

Com mais de nove milhões de unidades vendidas desde o lançamento, o “pony car” é um dos maiores sucessos da história da Ford. Um aspecto chave para isso é sempre ter sido oferecido em várias configurações para atrair diferentes tipos de clientes. No próximo dia de 5 dezembro, a Ford vai apresentar a sexta geração do Mustang, em eventos simultâneos em seis cidades de quatro continentes.

Desde que foi lançado na Feira Internacional de Nova York, em 1964, o Ford Mustang tornou-se uma parte importante da cultura popular mundial. Ele soma mais de 3.000 aparições em filmes e na TV, além de centenas de músicas. Com quase 5,5 milhões de fãs, também é o carro mais popular no Facebook.

Dupla comemoração

A comemoração de 50 anos do Mustang terá a exposição de modelos de todas as épocas, de 1964 até hoje, incluindo versões de mais de 600 cv que aceleram a mais de 320 km/h, além de inúmeras personalizações.

“Os fãs do Mustang estão entre os mais apaixonados do mundo”, diz Steven Ling, gerente de Marketing de Carros da Ford. “Esses dois eventos são realmente para eles. Estamos orgulhosos de fazer parte dessa celebração de um carro que frequentemente é chamado de ‘alma’ da Ford.”

Agenda

A agenda dos eventos começa no dia 16 de abril, com exposições e vendas. No dia 17, data oficial do aniversário, o Mustang Clube da América promove uma festa com direito a bolo e “parabéns à você”, exposições, provas de volta mais rápida e atrações interativas.

A partir do dia 18, o evento terá uma série de competições, corridas e arrancadas, jantares e shows. O dia 20 é reservado para desfiles, fotos e cerimônias de encerramento. A comemoração poderá ser acompanhada por um site especial (www.mustang50thbirthdaycelebration.com/) e pelo site do Mustang Clube da América (http://www.mustang.org/). O Mustang Clube da América também vai organizar grupos de viagem de proprietários do veículo para os eventos.

No Paraná, um grupo já se prepara para comemorar os 50 anos do Mustang nos Estados Unidos.

Tags, , ,

O Facebook vai dominar o mundo?

Por Luiz Alberto Ferla

Tudo indica que sim. O crescimento da rede social de Mark Zuckerberg nos últimos anos é surpreendente: já tem mais de 1,2 bilhão de usuários e é a mais popular em ao menos 127 países. No Brasil ultrapassa 76 milhões de usuários – estamos atrás apenas dos Estados Unidos e da Índia.

Os números sugerem que a América Latina – com cerca de 200 milhões de usuários ou 18% da base global – é uma região de acelerado crescimento para a companhia de Menlo Park, Califórnia. Todos os dias, 61,4% dos usuários ativos mensais nos três maiores mercados da região conectam-se à rede social. Isso representa uma audiência de 47 milhões de brasileiros, 28 milhões de mexicanos e 14 milhões de argentinos.

Em termos de construção de marca para os clientes, isso tem uma relevância enorme já que não há outro meio que tenha essa capacidade de chegar a tanta gente em um só dia. Nem mesmo a televisão.

É, o mundo está mudando… E as pessoas também. Durante muito tempo as relações aconteciam de forma linear, baseada nos meios de comunicação, principalmente rádio e TV. Hoje, a grande massa de informação consumida linearmente passou a ser trocada de forma matemática, com base no conhecimento das multidões, por meio dos buscadores.

Ainda assim, os comportamentos no mundo não mudaram. As pessoas continuam casando, tendo filhos, querendo ser felizes, querendo se engajar em causas nobres. O que mudou foi a maneira como contam as novidades sobre elas para os amigos. Tudo vai para a internet, um espaço democrático, onde todos têm o direito de se manifestar. Ali é possível assumir quem somos, o que pensamos, o que gostamos, sem medo. Isso faz com que a Internet seja construída com base na relação real dos amigos na Internet. E a opinião sincera de um amigo vale muito!

Quem ainda não entende muito bem esta relação são as empresas – algumas ainda tropeçam na divulgação de suas marcas. Pensam que basta apenas marcar presença nas redes sociais, sem estratégia. É um engano que pode custar caro para muitas marcas. É preciso que as empresas e organizações façam a si mesmas duas perguntas, antes de inovar e postar em suas páginas no Facebook: Por que isso é importante? Por que precisa ser compartilhado?

Um bom exemplo de campanha digital no Facebook, para um público segmentado, desenvolvida pela Talk2 foi para a Imaginarium, que culminou com mais de 600 mil fãs. A empresa queria construir uma presença digital que fizesse jus ao esmero encontrado nos seus produtos e buscou na web um meio de fortalecer esse branding irreverente. Uma estratégia, um plano de marketing digital com público, missão, metas e linguagem a ser adotada, surpreendeu: centenas de milhares de fãs fortaleceram a marca e a Imaginarium ficou gigante no mundo digital.

É isso que acontece quando as marcas entendem o que deve e o que não deve ser feito nas redes sociais. Pensando nisso, a empresa Talk2, que pertence ao DOT digital group, lança um eBook sobre como potencializar comercialmente o uso do Facebook http://materiais.talk2.com.br/facebook_estrategico, mostrando o que é importante nessa relação empresa/consumidor. O conteúdo vai auxiliar as organizações a conhecer melhor seus negócios e questionar a maneira como estão lidando com os clientes, fornecedores, funcionários e acionistas.

*Luiz Alberto Ferla é presidente do DOT digital group (Knowtec, Talk2, TechFront, DDBR, KeepingUp, IEA, SocialBase, Suite Plus) e Líder Empresarial 2012 (Fórum de Líderes).

Tags, , ,

Não perca,amanhã, o evento Aplicativos Móveis – Grandes Oportunidades

Nessa terça-feira, 26/11, acontece o evento “Aplicativos Móveis- Descubra Grandes Oportunidades. A realização é da Cenetic – Central de Negócios de TI de Curitiba em parceria com a Universidade Positivo e com apoio da Assespro-PR.

Acompanhe, a programação em http://cenetibr.acessotemp.net/eventos/ e uma entrevista em vídeo com Oscar Monteiro, presidente do conselho da Cenetic.

Tags, ,

ICI: Central 156 de Curitiba vai ter atendimento em inglês para Copa 2014

A equipe da Central de Atendimento e Informações 156 da Prefeitura de Curitiba, que é mantida e operacionalizada pelo ICI, participará nos próximos quatro meses de um curso básico de inglês com foco em atendimento. O objetivo é preparar um grupo de 25 teleatendentes para a demanda prevista nesse idioma na ocasião da Copa do Mundo Fifa 2014.
“Trabalhamos sempre pela qualificação dos colaboradores e melhoria contínua no atendimento”, comenta o diretor-presidente do ICI, Luís Mário Luchetta. “Como Curitiba é uma das cidades-sede da Copa, é fundamental que a equipe de teleatendentes esteja preparada para um atendimento diferenciado.”

O curso será ministrado pela Universidade Livre do Comércio, duas vezes por semana. Será dividido em cinco módulos: 1) expressões básicas para as aulas, cumprimentos, alfabeto, números, endereço, telefone; 2) primeiros contatos, apresentações pessoais e profissionais oferecendo ajuda; 3) desenvolvimento integrado da escuta, fala, leitura e escrita; 4) informações, comandos e descrição de objetos; 5) transportes, pontos turísticos, informações sobre a cidade, localizações e direções.

Saiba mais na reportagem em vídeo do programa de tv Valor Agregado.

Tags, , , ,

LinkedIn lança Showcase Pages

O LinkedIn é a maior plataforma de publicação de conteúdo profissional no mundo e as Páginas de Empresa são parte essencial de seu ecossistema. Mais de três milhões de empresas utilizam suas páginas no LinkedIn para promover conteúdo e se relacionar com seus públicos – compartilhando informações, incentivando discussões e publicando insights, que ajudam os usuários da rede a se tornarem mais produtivos e bem sucedidos. Hoje, o LinkedIn está feliz em anunciar uma nova aba nesta experiência, com o lançamento das Showcase Pages.

Agora as organizações podem criar páginas dedicadas para suas marcas, empresas e iniciativas de destaque. Através das Showcase Pages, empresas podem segmentar conteúdo para públicos interessados em diferentes aspectos do negócio. É uma nova maneira de engajar as pessoas corretas, no contexto correto.

Seguindo uma nova Showcase Page

Os usuários do LinkedIn podem seguir uma Showcase Page do mesmo modo que seguem as Páginas de Empresas. Uma vez que se tornam seguidores, as atualizações serão compartilhadas na linha do tempo ou podem ser vistas quando visitarem a Showcase Page. Além disso, as empresas podem expandir seu alcance indo além de seus seguidores e promovendo publicações através do Conteúdo Patrocinado. Fazer isso permite às empresas compartilhar conteúdo diretamente da Showcase Page para a linha do tempo dos usuários em seus computadores, smartphones e tablets.

Criando uma nova Showcase Page

Uma Showcase Page pode ser criada pelo administrador atual de uma Página de Empresa, que, a partir daí, pode adicionar outros administradores para gerenciar novas páginas. Semelhante às Páginas de Empresa, os administradores poderão monitorar a performance por ferramentas analíticas dedicadas.

Com as Showcase Pages, o LinkedIn reforça seu compromisso em prover soluções integradas que permitam que conteúdo flua com facilidade em sua plataforma. O LinkedIn está focado em criar experiências sociais simplificadas, que permitam às empresas disseminarem suas mensagens para as pessoas certas e gerar engajamento.

Tags, ,

Desenvolvimento móvel corporativo: abrace APIs ou desista antes mesmo de começar

Fonte: InformationWeek

Assim como a Matrix, o desenvolvimento móvel te oferece apenas duas opções: aceite a pílula azul e assuma que mobilidade é apenas outro tamanho de tela para o que já foi criado; ou pegue a pílula vermelha e entenda que a mobilidade muda todo o conjunto de tecnologia, não apenas o front end.

É o que escreve o analista Michael Facemire, da Forrester Reserach, no blog da consultoria. Ele pontua que um novo paradigma de oferta e demanda está levando arquitetos empresariais e profissionais de desenvolvimento a um novo ponto de inflexão. A demanda por aplicativos móveis existe – os consumidores têm um apetite insaciável por mais apps, desenvolvidos e atualizados com cada vez mais velocidade. E os consumidores de aplicativos móveis não são apenas usuários externos, eles também são funcionários e parceiros de negócio das companhias. À medida que o desenvolvimento de aplicativos evolui, como suprir essa demanda? A resposta, para Facemire, é clara: interface de programação de aplicações, mais conhecidas como APIs.

O analista exemplifica com um sistema de mobilização de vendas corporativas. “Peça para um desenvolvedor móvel (conhecido como desenvolvedor front end) para criar um app contra o set de sistemas de back office que um vendedor usa, sem prover infraestrutura adicional”, elucida Facemire. Segundo ele, o ciclo de vida de desenvolvimento deve ter três passos. Leia reportagem completa.

Tags,

Dicas para não errar nas compras do Black Friday

No dia 29 de novembro acontece no comércio eletrônico brasileiro o Black Friday Brasil 2013, ação realizada pelo portal Busca Descontos que vai reunir diversas ofertas de produtos e serviços com descontos. As ofertas das mais de 120 lojas participantes estarão disponíveis a partir da 0h do dia 29/11 no site oficial da ação: www.blackfriday.com.br.

Pedro Eugenio – CEO do portal Busca Descontos e idealizador do Black Friday no comércio eletrônico brasileiro – preparou algumas dicas sobre como o consumidor poderá se preparar para aproveitar o BlackFriday.com.br da melhor maneira possível.

1 – Vá ao lugar certo

As ofertas das 120 lojas participantes do Black Friday Brasil estarão reunidas no site oficial da ação: www.blackfriday.com.br. Todas as ofertas de produtos e serviços disponíveis no site passam por um filtro rigoroso, para que sejam publicadas somente ofertas realmente atrativas para o consumidor. O acesso ao site oficial do evento é uma maneira de fugir das possíveis ‘ofertas maquiadas’, além de comprar apenas em lojas que possuem boa reputação no comércio eletrônico.

O consumidor terá apenas 24 horas para aproveitar o dia mundial dos descontos. Programe-se com antecedência, o Black Friday Brasil começa às 0h do dia 29 de novembro e termina às 23h59.

2 – Faça uma lista

Quais os itens que você está procurando? Faça uma lista de tudo aquilo que você pretende comprar e prepare um Top 10 dos seus produtos mais desejados. Isso ajuda a se organizar e não se perder em meio a grande quantidade de ofertas no dia da ação.

3 – Crie um orçamento e fuja das dívidas

Saiba quanto você pretende gastar para cada item que deseja. O BlackFriday.com.br é uma ótima oportunidade para comprar, mas evite excessos que podem exceder o limite do cartão de crédito e te deixar pagando pelos próximos meses.

4 – Fuja dos horários de pico

Os picos de acesso ao site do Black Friday e das lojas participantes acontece nas duas primeiras horas da promoção, entre 0h e 2h, e na hora do almoço, entre 12h e 14h. A grande quantidade de visitantes simultâneos pode causar lentidão no acesso. Caso isso aconteça, tente acessar o site em outro horário.

5 – Compare os preços

Antes de comprar, compare os preços dos produtos em oferta com os de outras lojas participantes do BlackFriday.com.br. Certifique-se de entender a especificação detalhada para realizar uma comparação válida. Não compre nada sem antes ter certeza de que o preço está realmente em conta.

6 – Saiba identificar quais produtos estão em promoção

Vale lembrar que se uma loja participa do Black Friday, isso não significa que todos os seus produtos estão em promoção. A loja escolhe alguns produtos ou categorias que terão descontos para o Black Friday. Outros produtos podem continuar com os preços originais. Para procurar somente por produtos que estejam com desconto, o consumidor deve ir direto para o site www.blackfriday.com.br, ou ainda acessar hotsites montados especialmente para a ação no site das lojas.

“O Black Friday funciona como um mega outlet online. Isso quer dizer que somente alguns produtos vão estar com descontos, e não a loja toda. Nem sempre o produto que você deseja está disponível, por isso, para fazer grandes negócios, você precisa ser flexível e procurar os itens que tem maiores descontos”, orienta Pedro Eugenio, CEO do Busca Descontos e idealizador do Black Friday no Brasil.

6 – Selo Black Friday Legal

A Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, em trabalho conjunto com o portal Busca Descontos, criou um Código de Ética para o Black Friday. As lojas virtuais que aderirem ao texto se comprometem a anunciarem ofertas reais na ação. Caso a empresa não cumpra o acordo, a mesma poderá sofrer suspensões.

As ofertas das lojas que aderiram ao Código de Ética serão identificadas com o ”Selo Black Friday Legal”, que indica a credibilidade das promoções. Fique atento!

7 – Denuncie ofertas irregulares

O consumidor que encontrar alguma promoção com qualquer tipo de irregularidade ou desconto irreal, pode fazer sua denúncia no link “Reclame Aqui”, do site oficial do Black Friday – www.blackfriday.com.br. As reclamações serão direcionadas para o site ReclameAqui, especializado no recebimento de reclamações e termômetro para a reputação de empresas.

A previsão do portal Busca Descontos é de que as vendas online na data gerem R$ 340 milhões, o que representa um crescimento de mais de 50% em relação ao Black Friday Brasil de 2012, quando foram vendidos R$ 217 milhões, segundo a ClearSale. De acordo com a previsão do portal, mais de 850 mil pedidos de compra devem ser realizados no dia 29.

Tags, , , ,