Aon anuncia mudanças de liderança na América Latina

Aon anuncia mudanças de liderança na América Latina

A Aon plc (NYSE: AON), líder global em serviços profissionais, anuncia mudanças de liderança em sua operação regional.

José Luis Plana, que atualmente ocupa a posição de Head de Riscos Corporativos para a América Latina da companhia, acumulará a liderança da operação brasileira, posição até então ocupada por Marcelo Homburger, que passa a atuar como consultor estratégico da Aon para toda a região.


As mudanças reforçam o momento de consolidação do modelo operacional regional da companhia, em que todos os países e linhas de solução trabalham de forma cada vez mais integrada. “José Luis é um líder com profundo conhecimento do mercado regional e reconhecido por liderar e inspirar colegas a entregar resultados excelentes aos nossos clientes”, afirma Alejandro Galizia, CEO América Latina da Aon.


Com mais de 30 anos de experiência no mercado de seguros, José Luis Plana tem passagens por seguradoras como AXA, Allianz, Liberty e RSA. Na Aon há mais de 10 anos, o executivo ocupou importantes cargos antes de assumir o atual desafio. Foi Presidente e CEO da operação colombiana da companhia até 2020, quando foi nomeado Head de Riscos Corporativos para a América Latina — função que seguirá acumulando com a liderança do Brasil.


“Eu me sinto honrado e entusiasmado em trabalhar com a equipe do Brasil, que representa a maior operação da Aon em nossa região”, afirma Plana. “Contar com o apoio do Marcelo nesta transição será fundamental para dar sequência ao excelente trabalho que ele vinha desempenhando”.


Marcelo Homburger, após 22 anos na Aon Brasil, sendo os últimos três como Head do país, passa a atuar como um consultor estratégico para o Comitê Executivo América Latina da companhia. “Todos nos beneficiaremos da grande liderança do Marcelo e dos excelentes resultados que ele alcançou para os nossos colegas e os nossos clientes”, ressalta Galizia. “Sem dúvidas, ele deixa uma marca bastante positiva e duradoura em seus anos à frente da nossa operação brasileira”.

Comments are closed