8 tendências que estarão em alta no setor varejista

8 tendências que estarão em alta no setor varejista

Tecnologia, informação e inovação – temas que nunca estiveram tão em alta, irão pautar ainda mais as tendências para o setor do varejo nos próximos anos. “Participamos da última Mercosuper – uma das principais feiras do setor supermercadista do país, que aconteceu em Curitiba em abril – e pudemos conferir de perto algumas tendências para o nosso setor. Muito interessante ver que o nosso negócio, que foi criado antes da pandemia, mas potencializado por ela, já se antecipou às tendências de mercado e tornou-se um dos pioneiros no país no segmento varejo phygital – que une ambiente físico com digital”, diz o CEO do market4u, Eduardo Córdova.

O market4u é a maior rede de mercados autônomos da América Latina, com 2000 unidades em todo país – levando mercados autônomos completos para condomínios residenciais e comerciais.

O empresário cita oito tendências do setor varejista para os próximos anos.

1) TECNOLOGIA
A tecnologia impulsiona o varejo, mas jamais caminha sozinha. A transformação digital passa por todas as áreas da empresa, envolvendo cultura corporativa, processos e pessoas. Por isso, o Mercado 5.0 é caracterizado pela tecnologia humanizada. Independente do tamanho da empresa, a tecnologia trata e minimiza atritos, oferece soluções, autonomia, conveniência, acelera processos, acompanha a jornada de compra, sendo, portanto, uma grande aliada no relacionamento com o cliente.

2) OMNICHANNEL
Omnichannel significa comunicação em múltiplos canais. Analisando o processo de compra do consumidor, o momento de decisão da maioria dos compradores é extremamente rápido. Por isso, é necessário aumentar o leque de modalidades de venda que existem no mercado, como por exemplo os multicanais de comunicação: aplicativos, redes sociais, sites, influenciadores, lojas físicas, expositores de produtos, entre outros. É importante também adequar linguagens visual e verbal, oriundas de uma cultura corporativa bem definida, para que a venda seja feita com sucesso nos multicanais.

3) METAVERSO
Metaverso foi um dos assuntos mais comentados na Mercosuper em 2022. Considerado o futuro e a revolução da internet, o metaverso é a representação digital do mundo físico, sem perda de uma continuidade de tempo ou espaço. Nesse ecossistema, a persona física e a persona digital se unem numa só realidade. É o mundo dos games, dos avatares, dos NFTs.

4) PHYGITAL
Figital ou phygital, o equilíbrio entre varejo físico e digital. Sabemos que com a pandemia o comércio eletrônico tem sido uma importante alternativa para a continuidade da operação de muitas empresas no mundo todo. No Brasil, o setor teve uma expansão significativa em 2021, totalizando quase 1,59 milhão de lojas online, 22,05% a mais do que em 2020, quando o varejo digital já havia saltado 40%. Mas com a desaceleração da pandemia e a retomada das atividades presenciais, o desafio para os varejistas agora é promover experiências inovadoras de compra, atendimento rápido, transparente e personalizado.

5) DADOS E LGPD
Dizem que dados são o novo petróleo! E o mundo digital proporciona uma geração infinita de informações. São dados estratégicos que permitem saber mais sobre o cliente, entender melhor gostos e preferências, perfis de compra, pagamentos, acertar nas promoções. Dados já são, inclusive, o principal ativo das companhias, mas é preciso usá-los de forma ética e legal, especialmente com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais). O fato é que a empresa mais preparada para analisar essas informações e prover experiências personalizadas terá vantagens entre os concorrentes e sairá na frente.

6) TRADICIONAL X INOVAÇÃO
Inovar é preciso! Acompanhar as mudanças e manter visão a longo prazo mantém as empresas vivas. Várias são as companhias que fizeram certo, mas fizeram certo por muito tempo e, por isso, foram “engolidas” pelo mercado. Por outro lado, os consumidores gostam, respeitam e procuram pelo tradicional. É aí que entra o mercado bimodal, em que esses dois mundos se unem para oferecer ao cliente a melhor experiência de compra.

7) LIDERANÇA
Como você contrata os seus líderes? Bons líderes escolhem excelentes colaboradores que tratam bem seus clientes e, no final do processo, você tem o lucro esperado. Um cliente interno infeliz não pode fazer um cliente externo feliz. Um colaborador desencantado não pode encantar ninguém. Por isso, a liderança é um dos segredos para o sucesso de um negócio, especialmente no varejo.

8) AUTOMAÇÃO
No varejo, é preciso ficar atento a todos os processos que podem ser automatizados. Desta forma é possível conquistar:
– operação mais enxuta e escalável;
– melhora da produtividade;
– inteligência de preços;
– gerenciamento de compras;
– gerenciamento de estoque;
– redução de perdas e rupturas;
– gestão de metas e indicadores.

Comments are closed