Procurando emprego de tecnologia no exterior? Saiba como encontrar

Procurando emprego de tecnologia no exterior? Saiba como encontrar

Plataforma de recrutamento possui oportunidades de trabalho remoto para empresas internacionais com salários que podem chegar a R$ 25 mil

O trabalho remoto, que se intensificou com a pandemia, ampliou as oportunidades de emprego para quem atua na área de tecnologia. As contratações passaram a ser globais e, por isso, cresceu a busca de companhias estrangeiras por programadores brasileiros. A GeekHunter, marketplace especializado no recrutamento de profissionais de TI, está com mais de 800 vagas abertas para pessoas desenvolvedoras de software e cientista de dados, incluindo vagas internacionais e que aceitam trabalho remoto. Ou seja, é possível trabalhar para grandes empresas estrangeiras sem sair do Brasil.

A maioria das oportunidades para o exterior são para desenvolvedores seniores, que possuem mais de cinco anos de experiência e inglês avançado ou fluente. Já as tecnologias mais demandadas são Python, React, Node.js, Swift IOS e Flutter. Segundo a GeekHunter, os países fora do Brasil com mais oportunidades são os Estados Unidos, seguido da Holanda, Inglaterra e Espanha, e as contratações são no modelo PJ.

O que mais atrai os programadores para trabalhar fora do país é a remuneração. Nas vagas internacionais disponíveis na plataforma da GeekHunter, os salários variam entre R$ 12 mil e R$ 25 mil conforme o cargo do candidato. 

O que é preciso para conseguir uma vaga no exterior

Antes de se candidatar a uma oportunidade no exterior é preciso analisar o perfil profissional e as exigências da vaga. De acordo com Lucas Martins, CTO da GeekHunter, ter inglês fluente é um dos principais requisitos. “É preciso ter domínio da língua para poder se comunicar bem com toda a equipe da empresa”, ressalta.

No entanto, as companhias estrangeiras tendem a fazer menos reuniões em tempo real e a comunicação costuma ser mais via texto e assíncrona, com o uso de ferramentas de organização. “Isso pode ajudar na hora da comunicação, mas é preciso também que o profissional tenha autogestão, consiga gerenciar seu trabalho de forma autônoma”, orienta.

Martins também destaca que, além das habilidades técnicas e de comunicação, o profissional precisa se adaptar à cultura da empresa e do país onde ela se encontra. “Percebemos que muitos profissionais não se adaptam a uma empresa estrangeira porque, muitas vezes, é difícil trabalhar remoto em uma cultura diferente. Por isso, é importante avaliar as diferenças culturais e emocionais envolvidas”.

Como encontrar essas oportunidadesPara ter acesso às vagas, o profissional precisa se cadastrar na plataforma da GeekHunter de forma gratuita no link https://www.geekhunter.com.br/criar-perfil-gratis. Após ter o perfil aprovado, o candidato pode demonstrar interesse pelas oportunidades. No entanto, o processo de seleção também ocorre de forma invertida, ou seja, o candidato se cadastra uma única vez e o seu perfil fica disponível para a avaliação das empresas, que podem entrar em contato para entrevistas. Atualmente, a GeekHunter possui mais de 10 mil companhias cadastradas que buscam novos profissionais de TI no mercado.

Comments are closed