InovaHC vence Prêmio de Inovação do Grupo Fleury

InovaHC vence Prêmio de Inovação do Grupo Fleury

O InovaHC, hub de healthtech do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), venceu, no dia 18 de novembro, duas categorias da 7ª edição do Prêmio de Inovação do Grupo Fleury (PIF). A primeira iniciativa a ser contemplada foi o Plano de Saúde Digital, que ficou em primeiro lugar na categoria Tecnologias. Já o chatbot AIVA, do Instituto de Radiologia (InRad), foi premiado com o terceiro lugar na categoria Ações Sociais.

O Plano de Saúde Digital é uma parceria do HCFMUSP com o governo do Reino Unido, que faz parte do programa de cooperação em saúde com o Brasil chamado Better Health Programme (BHP). Além der integrar todos os institutos que formam o Hospital das Clínicas, é formado por 20 projetos que envolvem teleconsultas, digitalização de etapas do atendimento ao paciente, visitas remotas, teleconsultoria, telemonitoramento de pacientes crônicos e formação de profissionais de saúde para telemedicina.

“O Plano de Saúde Digital resultará em avanços significativos na melhoria do atendimento prestado à sociedade brasileira, com a criação de modelos de soluções digitais replicáveis para melhorar a experiência do paciente e ter mais eficiência em toda a jornada de atendimento”, afirma o professor Giovanni Guido Cerri, presidente do Conselho Diretor do InRad e presidente da Comissão de Inovação do HCFMUSP. Esta parceria entre o Hospital das Clínicas e o governo do Reino Unido teve início em 2021 e deve se estender ao longo de 2022.

A segunda iniciativa premiada no PIF 2021 está relacionada à qualidade e rapidez no atendimento ao paciente. Em julho de 2020, o Instituto de Radiologia, que faz parte do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, adotou uma tecnologia para facilitar a comunicação com o público, o chatbot, um programa que simula um ser humano para conversar com outras pessoas. Para colocar a ideia em prática, o InRad contou com a ajuda da Cedro Technologies e, assim, nasceu a AIVA (Assistente Inteligente Virtual Assistencial).

De acordo com Kleber Garcia, gerente de operações do InRad, a AIVA reduziu um dos maiores problemas que afetavam o trabalho do InRad e que se acentuou durante a pandemia da Covid-19: o “no-show” (do inglês “não compareceu”). É quando o paciente se ausenta da consulta ou exame sem aviso prévio. Outro ponto positivo do uso dos serviços da AIVA foi a mudança na jornada do paciente, uma vez que parte dos contatos presenciais (agendamento de exames, dúvidas e orientações relacionadas aos preparos dos exames, por exemplo) foram substituídos por um modelo digital, seguro e confortável.

Comments are closed