Importação de vacinas cresce 673% em um ano

Importação de vacinas cresce 673% em um ano

De acordo com levantamento da Logcomex, mais de 115 toneladas de insumos chegaram ao Brasil só em setembro deste ano

A chegada de novos lotes de vacinas no Brasil teve crescimento de 673% nos nove primeiros meses do ano, em comparação a 2020. Somente em setembro de 2021, o Brasil importou mais de 115 toneladas de insumos, enquanto 81 milhões de toneladas chegaram por aqui no mesmo mês do ano anterior. Em valor de produto, o salto foi de R$46 milhões em setembro de 2020 contra R$675 milhões no mesmo mês deste ano, de acordo com o levantamento da Logcomex, startup que revolucionou o comércio exterior com automação e Big Data.

Esse crescimento no número de importações se deve não só à pressão de agentes públicos pela compra de vacinas para os brasileiros quanto pela nova norma aprovada pela diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que flexibilizou a importação de vacinas contra a Covid19 e de insumos utilizados na fabricação desses imunizantes. As novas regras simplificam as exigências para a aprovação da importação.

O novo processo passa a ter procedimentos específicos, o corpo técnico e a direção da agência terão de se pronunciar sobre o pedido de importação em até 48 horas após o protocolo do processo. Uma das mudanças será a possibilidade de análise do pedido de importação antes da inclusão do processo no sistema da Anvisa, apenas com o envio de um e-mail, desde que antes da chegada da carga ao Brasil.

Comments are closed