Startup de tecnologia mira em brasileiros para trabalho remoto em multinacionais americanas de TI

Startup de tecnologia mira em brasileiros para trabalho remoto em multinacionais americanas de TI

Desenvolvedores e engenheiros de softwares brasileiros estão sendo visados por uma Startup americana para posições de trabalho remoto nas empresas mais cobiçadas pelos profissionais da área. O trabalho é feito 100% de casa e os trabalhadores ainda têm acesso a dezenas de comunidades online onde podem trocar experiência e fazer network com pessoas do setor de desenvolvimento de softwares.

Presente em quase todo o mundo, e agora com foco no Brasil, a Turing.com, atua como uma plataforma de trabalho remoto, fornecendo empregos de alta qualidade nos EUA para desenvolvedores com o mesmo ‘calibre’ daqueles que já atuam no Vale do Silício, nos Estados Unidos. A empresa planeja expandir exponencialmente seu leque de profissionais brasileiros e, para isso, está oferecendo acesso a oportunidades globais 100% remotas. Para tornar suas ofertas de trabalho mais atrativas aos desenvolvedores brasileiros e latino-americanos, a Turing anunciou que está expandindo sua equipe e operações no território.

Como diferencial, além de proporcionar oportunidades remotas e de longo prazo, a organização também oferece aos desenvolvedores uma remuneração melhor do que a média do mercado, uma equipe de recursos humanos disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, e suporte à comunidade, orientação profissional e aprimoramento de habilidades personalizados.

O conceito ‘remote-first’ é resultado de um mundo pós-pandemia e deve crescer ainda mais nos próximos anos ao promover uma cultura organizacional baseada no trabalho remoto. Neste cenário, organizações em todo o mundo competem para encontrar os melhores desenvolvedores de software trabalhando neste formato, já que o desafio da área é vê-los se destacando em um pool global de engenheiros altamente qualificados e muito concorridos.

Por meio da nuvem chamada Turing Intelligent Talent Cloud, a empresa usa IA para avaliar, combinar e gerenciar desenvolvedores em todo o mundo com o máximo de velocidade, eficiência e precisão. Projetado por ex-líderes de engenharia do Google, Facebook e Microsoft, a ferramenta constrói um perfil detalhado e dinâmico para cada desenvolvedor, para fornecer a eles as oportunidades de carreira que merecem. Em outras palavras, ela oferece aos desenvolvedores brasileiros e latino-americanos as carreiras dos sonhos, e não apenas trabalho por produtividade.

“O Brasil tem um potencial fenomenal quando se trata de talento em software devido ao grande número de desenvolvedores do calibre do Vale do Silício dispostos a trabalhar em casa no mesmo fuso horário que as principais empresas dos Estados Unidos. Nossa visão é ser o ponto focal para desenvolvedores em todo o mundo, quando se trata de empregos de TI. Na Turing, estamos trabalhando para construir a empresa mais centrada no desenvolvedor de software em todo o mundo, que permite o seu crescimento de fato”, diz Akshay Thakor, vice-presidente sênior de operações da Turing.

Recentemente, a Turing foi classificada em primeiro lugar na lista das 50 startups mais promissoras do website americano de tecnologia The Information. Ela também foi nomeada na lista da Forbes dos melhores empregadores de startups da América e na lista de empresas mais inovadoras em local de trabalho da Fast Company de 2021

Com sede em Palo Alto (EUA), a empresa tem como objetivo liberar o potencial humano inexplorado no mundo e acredita firmemente que o Brasil tem um papel significativo para alcançar isso. Mais de um milhão de desenvolvedores de mais de 140 países já se inscreveram na plataforma para garantir a carreira dos sonhos na engenharia. A Turing pretende causar um grande impacto no pool de talentos de engenharia de software da América Latina com seu profundo mergulho no Brasil.

Comments are closed