ABII e Gonew promovem evento sobre governança de dados

ABII e Gonew promovem evento sobre governança de dados

A ABII – Associação Brasileira de Internet Industrial em parceria com a Gonew realiza um evento neste dia 26 de novembro para mostrar a iniciativa europeia sobre governança de dados por meio da Gaia-X – European Association for Data and Cloud (AISBL). O evento ocorre entre 11 e 12 horas, é gratuito e aberto ao público.

Gaia-X é um projeto conduzido por representantes do governo, empresas e universidades da França e Alemanha, juntamente com mais de 300 parceiros em todo o mundo. O objetivo é impulsionar a soberania digital por meio de uma infraestrutura de nuvem federada (autodeterminada e independente), que reduz a dependência de provedores individuais.

O evento desta sexta-feira será em inglês, mas haverá tradução simultânea. Participam Claudio Goldbach, diretor da ABII; Anderson Godz, fundador da Gonew; Nabi Siefken, do Ministério Federal da Economia e Energia da Alemanha; Andreas Weiss e Emman Wehrwein, da Eco – Associação Alemã da Indústria da Internet; e Danilo Angelo, do Instituto de Pesquisas Eldorado.

“Existe uma grande discussão no mundo sobre propriedade de dados. Afinal de contas é um direito humano fundamental. Meus dados são meu direito, minha propriedade. Tem a ver com soberania e temos muito a conversar sobre isso”, destaca o diretor da ABII. Ele lembra que na Europa a questão já foi muito discutida e existe uma política mais avançada de como tratar os dados.

O Gaia-X, segundo ele, definiu regras que conseguem indicar quais as melhores práticas para este mundo de computação em nuvem. “Muitos podem pensar que já temos a LGPD no Brasil. Mas esta discussão vai muito além. A LGPD é apenas um primeiro passo. E neste evento será possível entender a iniciativa europeia e discutir o tema de forma bastante qualificada”, diz.

Gaia-X busca definir padrão global de governança de dados

O Gaia-X busca definir um padrão global em infraestrutura para data spaces que assegure os direitos dos titulares dos dados (pessoais e não-pessoais) e garanta a seus usuários não apenas a soberania e interoperabilidade de dados, mas também a liberdade de escolha entre provedores.

A interoperabilidade do Gaia-X permitirá que indústrias e empresas orientadas por novos modelos de negócio baseados em dados troquem facilmente seus dados produtivos em ecossistemas seguros com base nos padrões de proteção de dados e privacidade da União Europeia. A confiança dos titulares dos dados nesta robustez do sistema permite não apenas o surgimento e o avanço de inovações nos mercados de serviços inteligentes, mas também o aumento de oportunidades de mercado para Pequenas e Médias Empresas (PMEs) e startups.

O conceito de um ecossistema digital autorregulado foi lançado em 2019, tomando forma em janeiro de 2021, a partir da fundação da Associação Gaia-X, uma organização internacional sem fins lucrativos. O objetivo do Gaia-X é conciliar o aumento da disponibilidade de dados enquanto insumo para uma economia baseada em dados com um ambiente de transparência, confiabilidade e segurança com a conformidade aos mais altos requisitos de proteção de dados (pessoais e não pessoais).

“Entender as fronteiras desta relação entre quem tem a posse e quem tem a propriedade do dados e o seu uso e quais são as melhores práticas é fundamental para todos nós pessoalmente e para os negócios, especialmente em tempos de indústria 4.0, inteligência artificial e outras tecnologias que geram uma quantidade gigante de dados”, finaliza Claudio.

Faça a inscrições e participe neste endereço

https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZcvfuGtrjgsGNNRSLQc611MfiZ9nm_RIQNw

Comments are closed