Parque Tecnológico São José dos Campos e Bayer lançam programa de inovação aberta

Parque Tecnológico São José dos Campos e Bayer lançam programa de inovação aberta

Três projetos serão selecionados para entrar no Nexus Lab

O PqTec e a Bayer se unem mais uma vez para estimular o empreendedorismo e o desenvolvimento tecnológico no Brasil. O Prêmio Bayer faz parte do programa de inovação aberta que vai analisar e identificar bons projetos de alunos das universidades de todo o país.

Os três melhores projetos serão escolhidos em função do potencial inovador da proposta de produto, serviço ou modelo de negócio. Os vencedores vão fazer parte do Nexus Lab – primeira fase do programa de acompanhamento de startups do Parque Tecnológico São José dos Campos por até seis meses e poderão participar de ações de apoio ao empreendedorismo.

As inscrições estão abertas de 18/11/2021 a 18/1/2022. A Ficha de Projetos pode ser acessada neste link .

Profissionais especialistas do PqTec e da Bayer dispõe de um grupo técnico para acompanhamento dos projetos e julgamento da viabilidade das propostas.

“O Prêmio Bayer é um projeto que estimula o empreendedorismo tecnológico em um ambiente que integra instituições de pesquisa, empresas e universidades com grandes oportunidades para fomentar a inovação no Vale do Paraíba”, diz Henrique Barbosa, gerente técnico sênior da Bayer.

O PqTec sabe da importância de fomentar a inovação para o mercado e reconhece que as universidades são parte fundamentais desse processo.

“O Parque vem se consolidando sua expertise de levar inovação para grandes corporações. Estamos honrados em contar mais uma vez com a Bayer como empresa demandante desta metodologia de seleção e aceleração desenvolvida aqui”, diz Marcelo Nunes, diretor-geral do Parque Tecnológico.

O time técnico da Bayer e do PqTec vai estar em uma live tirando dúvidas e apresentando os cases no dia 25 de novembro, às 10 horas, com transmissão pelo Canal do PqTec no Youtube. Conheça as propostas de cases com foco nas indústrias químicas para desenvolvimento dos participantes.

Áreas

Os projetos deverão propor soluções para uma destas três áreas, de forma direta ou indireta.

• Produção sustentável e digital para pequenos produtores

Os pequenos agricultores podem aumentar sua produtividade de maneira sustentável e melhorar seus meios de subsistência se tiverem acesso a informações que podem ajudar na tomada de decisões: o que plantar, quando plantar, onde vender e a que preço. Dessa forma, os projetos podem ajudar a levar informações e facilitar a tomada de decisão desses agricultores, incluir pequenos agricultores em cadeias de valor de grandes empresas, permitindo maior estabilidade, inovação, experimentação e sustentabilidade nas práticas, entre outras iniciativas que coloquem esses agricultores no circuito da tecnologia digital.

• Soluções alternativas para destinação de resíduos

Os resíduos sólidos precisam de soluções que não agridam o meio ambiente e causem prejuízos a qualidade da cadeia de produção industrial. Os projetos podem contribuir para que empresas produzam mais economizando os recursos e minimizando os resíduos gerados na cadeia produtiva

• Gestão de pessoas/trabalho híbrido

Com o fim da pandemia, há expectativa de que o ambiente de trabalho comum seja o modelo híbrido. Os projetos devem ajudar as empresas a equilibrar essa demanda de flexibilidade e entrega de resultados sustentáveis, mantendo-se atrativas para um mercado de trabalho cada vez mais exigente e diverso. Como uso de soluções digitais, as soluções podem promover os modelos de trabalho híbrido, qualidade das interações interpessoais, segurança psicológica e promoção de cultura de saúde e qualidade de vida.

Veja o cronograma de inscrição:

18/11/2021 – Lançamento do Prêmio

25/11/2021 às 10h – Live sobre o Prêmio Bayer com Luiz Carvalho (PqTec), Henrique Barbosa (Bayer) e Gustavo Pereira (Bayer)

11/1/2022 – Live para tirar dúvidas e dar direcionamentos

18/01/2021 – Fechamento das inscrições

Comments are closed