BLACK FRIDAY: 6 dicas para as marcas alcançarem os consumidores no digital

BLACK FRIDAY: 6 dicas para as marcas alcançarem os consumidores no digital

Não há dúvidas de que o digital se consolidou como a principal fonte de compras para os consumidores. Pesquisas recentes mostram que subiu de 40% para 80% o número de pessoas que compram a maioria ou tudo online para a maior parte das categorias. Impulsionado em grande parte pela pandemia, o e-commerce no Brasil registrou um aumento de 74% nas vendas em 2020, no comparativo com 2019, e uma alta de 84% no faturamento do ano.

Neste contexto, a Black Friday, uma das principais datas para o comércio, bateu seu recorde de faturamento no ano passado: R$ 5,1 bilhão (com os segmentos de moda, acessórios, beleza e perfumaria liderando o número de pedidos) e ganho de mais de 344 mil novos compradores.

A expectativa é que a edição de 2021 seja mais digital e apresente um crescimento ainda mais expressivo. Em um cenário tão desafiador e competitivo, como as marcas podem se destacar e gerar uma conexão eficaz com os seus consumidores na data? Daniela Galego, Head of Industry no Yahoo, destaca que o segredo é colocar o público no centro de qualquer ativação.

Nesse sentido, a executiva elenca seis dicas que podem ajudar as empresas não apenas a alcançar os consumidores, mas também a personalizar suas mensagens e, mais importante, criar proximidade e incentivar a fidelização. Confira abaixo:

1.Trabalhe com inteligência de dados


Entender quem é o consumidor é o primeiro passo para as marcas realizarem uma comunicação eficiente. Nesse sentido, a análise de dados é, sem dúvidas, um dos caminhos mais eficazes para atingir este objetivo, especialmente em um mundo cada vez mais digital. A inteligência de dados permite não apenas a criação de campanhas ou ativações que atendam diretamente aos desejos das audiências, mas um incremento no trabalho de performance, por meio de modelagens exclusivas de acordo com objetivos e interesses de cada target.

2. Foque na amplificação multi-tela

Cada vez mais os consumidores interagem com múltiplas telas de forma simultânea. As novas rotinas, comportamentos e jornadas de compras, portanto, demandam uma atuação 360º. “As marcas precisam entender quais são os momentos de conteúdo vivenciados pelo consumidos durante sua jornada pelos mais diferentes canais”, destaca Daniela. Levantamento do Yahoo aponta que 3 em cada 4 telespectadores de CTV utilizam mobile para procurar conteúdo relacionado enquanto assistem TV e que 35% deles procuraram inspiração de compras em formatos como OOH, anúncios interativos ou mesmo podcasts – dado que mostra o potencial do conteúdo em áudio. Ao optarem por atuação integrada, as marcas criam para o consumidor uma visão única e ao mesmo tempo cross-channel da mensagem que desejam transmitir.

3. Invista na relevância contextual


Estratégias contextuais são essenciais, sobretudo em um universo cookieless Elas geram proximidade, estreitam o relacionamento com os usuários e mantém as marcas atualizadas com as novas tendências do mercado. Pesquisa do Yahoo revela que 69% dos usuários são mais propensos a olhar para anúncios que sejam relevantes aos conteúdos que estão consumindo, 67% sentem-se engajados com anúncios relevantes e 40% utilizaram recomendações de anúncios personalizados.

4. Transforme ativações em experiências


Investir em conteúdos customizados, como branded experiences ou entertainment commerce, ou em formatos imersivos, como WebAR, permite que as marcas transmitam as mensagens desejadas em também criem conexão com os usuários, transformando histórias em experiências marcantes em todas as etapas do funil de venda.

5. Entenda o poder da influência e saiba como usá-la a seu favor


O Brasil tem mais de 1 milhão de influenciadores digitais, que representam a segunda maior fonte de decisão de compra dos consumidores. Sabendo que 71% dos brasileiros seguem um influenciador digital, 86% já descobriram um produto por meio de influencers e 55% pesquisam a opinião de um influenciador antes de uma compra, é fundamental para as marcas fazerem uso da influência digital na hora de desenvolver campanhas e ativações.

6. Priorize ativações always on


Embora o foco seja a Black Friday, é importante, e estratégico, que as marcas comecem as ativações junto aos públicos de interesse semanas antes da data, de modo a gerar proximidade, e continuem após o evento, para não perder contato e fortalecer a confiança. “Para alcançarem bons resultados junto ao consumidor, as marcas precisam priorizar ações perenes e que o atinjam nos mais diversos pontos de contato utilizados por ele”, finaliza a executiva.

Comments are closed