Carteira de crédito do Sistema Nacional de Fomento registra maior volume desde 2016

Carteira de crédito do Sistema Nacional de Fomento registra maior volume desde 2016

Desde o início da pandemia, o volume adicional foi de R$ 186,7 bilhões, 11,2% superior em relação ao registrado em março de 2020

Em meio à retomada da economia pós-pandemia, a carteira de crédito do Sistema Nacional de Fomento (SNF), composta por bancos de desenvolvimento, agências de fomento e cooperativas, atingiu em junho o maior volume desde 2016: R$ 1,8 trilhão. Em comparação março de 2020, início da crise sanitária, o volume adicional cresceu 11,2% e totalizou R$ 186,7 bilhões, segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE).

“As operações de crédito do SNF tiveram forte crescimento no primeiro semestre deste ano. A capilaridade é a maior observada na série histórica na comparação semestral, e isso significa que nós estamos conseguindo chegar na ponta e atendendo a um maior número de brasileiros”, explicou o presidente da ABDE, Sergio Gusmão Suchodolski.

A quantidade de operações entre as instituições do Sistema Nacional de Fomento em junho acompanhou o crescimento da carteira de crédito e foi 4,88% maior que o registrado em dezembro, totalizando 105,7 milhões de operações. O resultado representa o maior crescimento observado na série histórica na comparação entre dois períodos.

O número de clientes atendidos pelo SNF também registrou alta, confirmando que o crédito está atingindo um maior número de pessoas. Atualmente são 43,7 milhões de beneficiários, 502,4 mil a mais que o registrado no trimestre anterior. Em relação ao início da pandemia, o aumento é de 2,8 milhões de clientes, uma expansão de 7% no número de mutuários na carteira do SNF.

Carteira de crédito do SNF com MPMEs

A carteira de crédito do SNF também foi fundamental para socorrer as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) durante a pandemia. O montante com o segmento totalizou R$ 223,5 bilhões em junho e cresceu 40% em comparação aos 12 meses anteriores. Atualmente, o SNF representa 28% do total de crédito para o segmento.

No último ano, os segmentos que mais cresceram dentro da carteira de crédito ativa do SNF foram as micro e as pequenas empresas, que apresentaram crescimento de 50% e 57%, respectivamente. No mesmo período, a carteira do SNF para as médias cresceu 30% e das grandes diminuiu 4%.

Comments are closed