Região Autônoma da Madeira é tema da segunda edição do Projeto "Portugal - Negócios e Investimentos" da Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil

Região Autônoma da Madeira é tema da segunda edição do Projeto “Portugal – Negócios e Investimentos” da Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil

Miguel Felipe de Machado de Albuquerque, presidente do governo regional da Madeira, Rui Barreto, secretário regional da economia.

Além da natureza exorbitante, de ser a terra natal de um dos melhores jogadores de futebol da atualidade, Cristiano Ronaldo, e ser considerada o melhor destino insular da Europa, segundo Word Travel Awards, a Região Autônoma da Madeira é um hub de negócios.

Com a participação de Miguel Felipe de Machado de Albuquerque, presidente do governo regional da Madeira, Rui Barreto, secretário regional da economia, Luís Faro Ramos, Embaixador de Portugal no Brasil, e Armando Abreu, presidente da Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil, a segunda edição do evento Portugal – Negócios e Investimentos, da Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil, foi realizado nesta quinta-feira (28) de modo virtual, em plataforma do Google e transmitido pelo Youtube.

Armando Abreu, fez a abertura dos trabalhos ressaltando que o Portugal – Negócios e Investimentos é uma boa oportunidade. “Nosso objetivo é divulgar todas as regiões portuguesas, por meio de suas atividades industriais e comerciais ou outras instituições para dinamizar e ampliar as possibilidades de negócios”, disse ele.

No evento, o presidente do governo regional da Madeira apresentou as potencialidades da região para receber novos negócios. Disse que a região possui uma série de oportunidades e facilidades diferenciadas em relação ao mercado europeu para a criação de um novo investimento. “Madeira é neste momento uma captação de investimento e hub de negócios internacional. Temos muitas empresas brasileiras que estão aqui na Madeira e exportam para a Europa e para mundo. Aqui funciona como um hub porque estamos no Atlântico com conexão muito próxima dos Estados Unidos, da América do Sul e da África, e obviamente da África subserniana, e essa posição geográfica da Madeira é factível para as grandes empresas brasileiras”, disse Miguel Felipe de Machado de Albuquerque.

Em sua segunda edição, o encontro contou com a participação de Ana Cristina Pedroso, vice-cônsul de Portugal em Fortaleza, dos presidentes e associados das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil, de jornalistas e convidados.

O projeto “Portugal – Negócios e Investimentos” é um ciclo de eventos online focados na ambiência econômica das regiões portuguesas e seus potenciais de conexões e geração de oportunidades de negócios. O projeto tem apoio da Embaixada de Portugal no Brasil e da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

O arquipélago da Madeira situa-se na placa africana, no oceano Atlântico, a 1000 km a sudoeste de Lisboa. O local possui uma orografia (relevo) bastante acidentada, sendo os pontos mais altos o Pico Ruivo (1862 m), o Pico das Torres (1851 m) e o Pico do Areeiro (1818 m).

Atualmente, o turismo constitui o principal impulsionador e a maior fonte de receitas da economia madeirense. No setor agrícola, a produção de banana, dirigida fundamentalmente ao consumo regional e nacional, as flores e o afamado vinho da Madeira constituem também um importante contributo para a economia regional.

As atividades de Comércio representam 11,9% do total do emprego na região e as do Alojamento e Restauração 12,9%. A atividade industrial na Madeira é dominada por pequenas e médias empresas. Na Indústria Transformadora, que representa 4,2% do emprego, coexistem atividades de caráter artesanal e viradas para a exportação, como os bordados, as tapeçarias e artigos de vime, com outras, sobretudo orientadas para o mercado regional, como as moagens e os produtos de panificação e pastelaria, os lacticínios, a cerveja, o tabaco e o vinho.

A Região Autónoma da Madeira apresenta, aproximadamente, 270 mil habitantes e uma densidade populacional de 267,785 hab./km².

Comments are closed